Candidato do PCO abre debate acusando "complĂ´"

Por Houldine Nascimento, da equipe do blog

A primeira pergunta do debate organizado por estudantes de Administração da UFPE versou sobre a dificuldade que moradores da periferia enfrentam para ter acesso a serviços de transporte por aplicativo, com a falta de pavimentação em diversas áreas. O assunto, no entanto, ficou em último plano na resposta do candidato do Partido da Causa Operária a prefeito do Recife, Victor Assis.

O representante da sigla acusou outros três postulantes de promoverem “um complô” para retirá-lo da discussão. Sobrou até para a organização do debate. “O senhor Alberto Feitosa, coronel da PM, o senhor Mendonça Filho, do Democratas, e o senhor Charbel, do Partido Novo, queriam me expulsar simplesmente porque eu vim para o debate com um cartaz de ‘Fora, Bolsonaro’. A organização do debate cedeu à chantagem da direita golpista e eu tive de vir para outro ambiente”, protestou.

Victor Assis seguiu direcionando críticas a Mendonça Filho (DEM): “Mendonça Filho, é interessante, foi ministro da Educação do Governo Temer, um governo golpista. Enquanto estavam tendo grandes mobilizações estudantis contra a PEC dos gastos e a privatização das universidades, Mendonça Filho foi se trancafiar para conversar com Alexandre Frota. O que se faz trancafiado com Alexandre Frota, não sei”, disparou.

A cena causou constrangimento e riso em outros candidatos e fez o postulante do DEM protestar. “Você me desrespeitou, me agrediu”, respondeu Mendonça. Na sequência, o prefeiturável do PCO se exaltou e pediu para que seu tempo de fala fosse restituído. Ele foi repreendido pela mediadora do debate, Brunna Carvalho: “Victor, por favor, conclua sua fala. Você está tumultuando o nosso debate desde o início".

Para acompanhar o debate, basta clicar neste link: https://www.youtube.com/watch?v=oDQxCxZT0r8

Publicado em: 28/09/2020