Detran alerta sobre os perigos do uso cerol e linha chilena

Dando continuidade na Operação Prevenção “Segundos que salvam vidas”, o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, realizou blitz, na manhã de hoje, na Av. Norte, com objetivo de chamar atenção dos motociclistas sobre os perigo e cuidados que os condutores de moto deverão ter em relação as linhas com cerol e chilena.

No local, agentes de trânsito, coordenados pela Diretoria de Fiscalização, realizaram abordagens e entregaram material com dicas de segurança, além de ressaltar a importância do uso da antena corta pipa. Para o agente e instrutor de trânsito, David Ferreira, a ação teve como foco conscientizar os motociclistas a respeito dos riscos das linhas cortantes. “Estamos atuando de forma preventiva para evitar que os acidentes ocorram, mas precisamos que os pais fiscalizem seus filhos, pois a maior incidência dos responsáveis desses acidentes são crianças”, destacou.

A Lei nº 11.931/PE, que proíbe o uso do Cerol (mistura de cola e pedaços de vidro) nas linhas de pipas, foi sancionada em janeiro de 2001, há 18 anos. Já completou maior idade e continuam provocando acidentes, principalmente atingindo motociclistas e ciclistas. Enquanto o cerol é fabricado com uma mistura que pode ser feita com cola e pó de vidro ou cola e pó de ferro, a linha chilena é feita industrialmente e seu poder de corte é grande, pois à linha original são adicionados pó de quartzo e óxido de alumínio.

Publicado em: 24/01/2020