Coluna desta segunda na Folha

Vem aí o “Corredor Bolsonaro”  

Algo que estava sendo costurado pelo Planalto num silêncio estratégico com vistas às eleições no Recife e Região Metropolitana foi descoberto por este colunista: a montagem do que já foi batizado de “Corredor Bolsonaro”. Cinco partidos, atualmente mantidos em sigilo, se unirão para disputar as prefeituras com candidatos filiados a uma só legenda.  

Na prática, funcionará assim: o nome lançado em Jaboatão, por exemplo, dentro da frente dos cinco, tem que estar filiado ao mesmo partido daquele escolhido no Recife, Olinda, Paulista e outras cidades do eixo. O anúncio formal do “Corredor Bolsonaro” não tem data marcada e depende do desfecho das articulações no Recife.  

Entre os partidos sondados estão o DEM, de Mendonça Filho, o PSDB, de Bruno Araújo, e o PSD, de André de Paula, este na iminência de anunciar seu rompimento com a frente formada em apoio ao candidato do PSB, João Campos. É o bolsonarismo botando as unhas de fora.  

Remoção de barreiras 

O grande desafio para o “corredor” se consolidar é remover as pré-candidaturas já nas ruas, a exemplo de Mendonça Filho, do DEM, que não abre nem para um trem carregado de pólvora. Outra informação importante: o presidente da Embratur, Gilson Neto, pode até a vir ser escolhido como o candidato do novo movimento no Recife, mas, a princípio, resiste. E muito!  

Bate chapa – Estimulado por aliados, já tendo garantido os votos de Felipe Carreras, João Campos e Gonzaga Patriota, o deputado Danilo Cabral está disposto a bater chapa na eleição para líder do PSB na Câmara em substituição a Tadeu Alencar, na reabertura dos trabalhos, em 3 de fevereiro. Não engoliu Alexandre Molon (RJ), criação de Tadeu, como candidato oficial.  

Pelo MDB – Fato novo em Surubim: o ex-prefeito Flávio Nóbrega, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto, rompido com a prefeita Ana Célia, deve trocar o PSB pelo MDB. O martelo já foi praticamente batido num encontro com o líder do Governo Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho. Aos poucos, FBC vai ficando raízes além da fronteira de Petrolina.  

Celebridade – A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) tem nariz extremamente empinado. Este colunista, que em um atrevimento já entrevistou até Fidel Castro, em Cuba, tentou agendar uma conversa com ela, que remeteu para sua assessoria e esta respondeu que eu seria o 35º da lista. Celebridade é assim, minha gente! 

Que horror! – O hospital Santa Efigênia, em Caruaru, não descobriu a origem da dor que levou o deputado Wolney Queiroz a um procedimento cirúrgico numa unidade mais avançada e equipada no Recife, o hospital Santa Joana. E olha que se tratava de algo de baixa complexidade: vesícula inflamada.  

Tá mesmo? – O bloco de oposição ao prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira (PSB), nega que o pré-candidato do PT, Orestes Neves, não esteja em alta no município pelo fato de não ter se saído bem como secretário de Saúde. “Foi um dos melhores da pasta e está preparado para ser prefeito”, rebate a oposição, em nota.  

Perguntar não ofende: Bolsonaro pegou no pé dos nordestinos ao afirmar que todo cearense tem cabeça chata?   

Publicado em: 05/01/2020