Nova Orla Jaboatão


19/12


2015

Coluna do sabadão

   Renildo, um péssimo cabo eleitoral

Pesquisa do Instituto de Opinião, de Campina Grande (PB), postada ontem neste blog, deve ter tirado o sono da deputada Luciana Santos, pré-candidata do PCdoB à sucessão do prefeito Renildo Calheiros (PCdoB). Embora na liderança, com 24% das intenções de voto contra 15% de Antônio Campos (PSB) e 13% de Izabel Urquiza (PSDB), a ex-prefeita terá ao seu lado um péssimo cabo eleitoral: o prefeito que ajudou a eleger.

Renildo Calheiros, segundo o mesmo levantamento, se apresenta com uma rejeição nas nuvens: 78% dos entrevistados reprovam a sua administração, enquanto apenas 9% aprovam. Nunca na história da Marim dos Caetés um gestor bateu igual recorde. Com um patamar tão negativo, a tendência é Renildo levar Luciana para o fundo do poço.

Seus adversários, naturalmente, vão usar a estratégia de colar Renildo em Luciana. Tanto o advogado Antônio Campos, que se apresenta como o fato novo do processo eleitoral no município, como os demais adversários – Izabel Urquiza, Teresa Leitão (PT) e Ricardo Costa (PMDB).

O pesadelo maior para Luciana, visto na mesma pesquisa, está associado ao concorrente que ameaça uma eventual volta sua ao poder em Olinda. Quando tem seu nome vinculado ao ex-governador Eduardo Campos, seu irmão, Antônio Campos já ultrapassa a comunista, chegando a 32% contra 20%.

Isto é mais preocupante sobretudo porque a campanha sequer começou e Campos ainda é um político desconhecido em Olinda. O irmão do ex-governador, morto em agosto do ano passado durante um acidente aéreo, é, dentre todos os candidatos, o que apresenta maior potencial de crescimento, segundo ainda o mesmo levantamento.

Qual será a estratégia de Luciana? Esconder Renildo? Não pode, até porque é cria dela, uma invenção que deve estar profundamente desapontada. Além do peso-pesado Renildo, Luciana, quando associada também ao palanque da presidente Dilma, despenca numa velocidade arrasadora.

Se o cenário de recuperação de Dilma é muito incerto, o de Renildo é quase impossível. A população parece ter esgotado todas as esperanças no projeto comunista e caminha para uma mudança radical nas eleições do ano que vem. Mas tem muita água ainda para passar por debaixo dessa ponte.

QUEM GOVERNA É LULA– A queda de Joaquim Levy do Ministério da Fazenda já é considerada no núcleo do Palácio do Planalto como uma vitória do ex-presidente Lula. Nos últimos meses, Lula intensificou, nos bastidores, críticas à política econômica e vinha aconselhando a presidente a substituir Levy. Nelson Barbosa, o sucessor, é um nome de confiança de Lula e, quando esteve fora do governo, frequentava o Instituto Lula. Nas conversas com Dilma, Lula argumentava que Levy fazia uma política econômica muito voltada ao fiscal, o que estava agravando a situação do país.

FEM minimiza crise nos municípiosDiante de uma penca de prefeitos que participaram, ontem, em Afogados da Ingazeira, da última reunião da Amupe, o secretário estadual de Planejamento, Danilo Cabral, garantiu a liberação de mais R$ 12 milhões do FEM, o Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios, do total de R$ 30 milhões bloqueados para tal finalidade. Segundo ele, o governador Paulo Câmara já havia liberado R$ 18 milhões e os prefeitos que tiveram seus projetos já prontos terão acesso direto aos R$ 12 milhões anunciados.

 

Caruaru movimenta economia– O prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), disse, ontem, na Rádio Cultura do Nordeste, que só definirá o seu candidato a prefeito depois de uma conversa com o governador Paulo Câmara. Também deu uma boa notícia: o pagamento do 13º salário dos servidores com a folha de novembro, totalizando R$ 32 milhões. “Até o final do ano ainda iremos liberar mais R$ 16 milhões do pagamento da folha de dezembro para movimentar a economia do município”, afirmou.

Camarotes barrados – O prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB), vetou, ontem, o projeto de lei 125/2015, que permitiria a instalação de camarotes privados em algumas áreas do Sítio Histórico e em outras vias próximas da cidade durante o carnaval. De acordo com o secretário de Patrimônio e Cultura, Lucilo Varejão, o veto foi baseado na vontade da população, mas que o assunto poderá ser trama “de discussões nas próximas reuniões das comissões” da Câmara dos Vereadores de Olinda.

Ficha-suja e inelegívelO ex-prefeito de Abreu e Lima, Jerônimo Gadelha, conseguiu uma façanha: protelar durante 17 anos as suas contas mal-assombradas referentes ao exercício financeiro de 1998. Mas, finalmente, a Câmara de Vereadores as reprovou, por unanimidade, deixando-o na condição de ficha suja e inelegível para qualquer projeto eleitoral em 2016. O que se fala por lá, entretanto, é que ele, já consciente da inelegibilidade, lançará a filha caçula Catiane Gadelha como candidata do seu grupo.  

 

 

 

 

CURTAS 

AZUL, A NOVA MARCA? – Um detalhe chamou atenção durante a visita do governador Paulo Câmara a Afogados da Ingazeira, quinta-feira passada, quando cumpriu agenda ao lado de prefeitos mobilizados pelo anfitrião José Patriota (PSB) para o último encontro do ano da Amupe: parece que, enfim, largou o branco, cor adotada pelo ex-governador Eduardo Campos. Sua camisa, azul, imprime, a partir de agora, a sua marca?

BOLA MURCHA– Aliados do prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), espalham que o vereador Dedinha Inácio (PMDB), que rompeu com a base governista, queria mandar mais do que o rei. Olho grande, pretensioso e espalha brasa, o vereador se acha o próprio prefeito. Como Duque já leu Maquiavel, que recomenda ao príncipe ser temido, o vereador levou um chega pra lá e se recolheu à sua insignificância.

Perguntar não ofende: Nelson Barbosa tem condições de salvar um governo morto? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Deu no New York Times; Lula É um BOSTA.

marcos

Renildo É Luciana, Luciana É Renildo Calheiros ( Irmão de Renan amigo de Luciana )

marcos

Não se esqueçam das votações de Luciana no congresso. Todas as vezes que ela tem que decidir entre o governo e o povo ela vota contra o Povo. E agora é Líder de Dilma. Virou as costas para a população!

Kelson Menezes da silva

Muitas águas mesmo e Luciana é Luciana e aí onde mora a diferença e ninguém vai cair na loucura de votar em função de Eduardo olha a merda que está o governo do estado ....fala sério

Nehemias Fernandes Jaques

Lula, é uma lágrima de Cristo. Palavra da salvação.


Petrolina Julho 2


18/12


2015

Coluna da sexta-feira

     Um santo diante de Cunha 

Há dez anos, o deputado Severino Cavalcanti (PP-PE) renunciava ao cargo de presidente da Câmara dos Deputados após denúncias de que havia recebido "mensalinho" para prorrogar a concessão de um restaurante da Casa. Depois das revelações pela imprensa de que teria recebido pagamentos que somavam pouco mais de R$ 100 mil, Cavalcanti não durou três semanas na função. Depois de tudo que estamos acompanhando na Câmara nos dias de hoje, Severino já deve achar que será canonizado na comparação com Cunha.

Sua permanência no comando da Câmara se tornou insustentável devido a acusações bem menos ruidosas do que as que recaem agora sobre o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), atual presidente da mesma instituição. Desde o final de setembro, multiplicam-se evidências de que o peemedebista e sua família seriam donos de contas secretas milionárias na Suíça.

O material repassado pelo Procuradoria daquele país às autoridades brasileiras inclui documentos com a assinatura de Cunha e cópias do seu passaporte, que teriam sido usados na abertura das contas.

De acordo com pessoas que fizeram acordos de delação premiada dentro da Operação Lava Jato, que investiga desvios na Petrobras, como o empresário Julio Camargo e o lobista Fernando Baiano, Cunha teria recebido US$ 5 milhões provenientes do esquema de corrupção na estatal. Nesses acordos de delação, o investigado aceita colaborar com a Justiça em troca de penas mais brandas.

Agora, segundo a revista Época, dois novos delatores confessaram à Procuradoria-Geral da República que o presidente da Câmara cobrava propina para liberar dinheiro do FI-FGTS para empresas e recebia os valores em contas até agora desconhecidas, na Suíça e em Israel. No total, a PGR afirma que reuniu provas de R$ 52 milhões em propina, divididas em 36 prestações. A revelação foi feita na delação premiada de Ricardo Pernambuco e Ricardo Pernambuco Júnior, da empreiteira Carioca Engenharia.

Ao contrário dos outros casos da Lava Jato, a dupla afirma que a propina foi cobrada diretamente por Eduardo Cunha, sem intermediários, em encontros pessoais. Os delatores detalham até os centavos da propina paga para receber R$ 3,5 bilhões do Fundo de Investimento do FGTS, o FI-FGTS, para uma obra no Rio. Há mais: o empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, também trocou mensagens diretas com Cunha, justamente para tratar da liberação de valores do FGTS.

A delação premiada da Carioca Engenharia inclui até uma tabela com os valores das propinas. “Eduardo Cunha deu uma conta de um banco chamado ISRAEL DISCOUNT BANK para fazer a transferência de parte dos valores. O depoente preparou uma tabela, com data, conta de onde saiu e do destinatário dos valores, no montante total de US$ 3.984.297,05”, diz o documento.

Ricardo Pernambuco é taxativo: “Em relação a estas transferências tem absoluta certeza que foram destinadas para Eduardo Cunha”, diz o delator. Há outras provas. A secretária de Pernambuco tentou, em 16 de agosto de 2011, agendar uma reunião com Cunha e enviou e-mail ao deputado, perguntado qual seria a pauta. Cunha foi curto e grosso: “Ele está a par. Só avisar que sou eu!”.

As denúncias iniciais geraram uma representação contra Cunha no Conselho de Ética da Câmara. Aberto o processo contra ele, pode resultar em sua cassação pelo plenário ? mas isso tende a se arrastar para o próximo ano. Já a possibilidade de renúncia foi rechaçada diversas vezes pelo próprio Cunha.

E VAI RESISTINDO– Após a Procuradoria-Geral da República (PGR) pedir o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ao Supremo Tribunal Federal (STF), o peemedebista disse, ontem, que o pedido é uma "cortina de fumaça" e que o procurador-geral Rodrigo Janot tenta "tirar o foco" do julgamento, pelo STF, do rito estabelecido pelo presidente da Câmara para o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Até quando Cunha vai conseguir resistir?

Belmonte movimenta a economiaQuebrados, literalmente, os municípios estão apertando o cinto para quitar o 13º salário com a folha de dezembro. São raros os que conseguirão. Marcelo Pereira (PR), de São José do Belmonte, no Alto Sertão, está entre essas exceções e comemorava, ontem, o fato de já ter o dinheiro assegurado para fazer a alegria dos servidores nas festas de Natal e Ano Novo. Mas tem muita gente que vai pagar o 13º e deixar dezembro para quitar em janeiro.

 

Reforço de caixa– O prefeito Geraldo Júlio (PSB) conseguiu autorização da União para contrair empréstimo da ordem de US$ 2220 milhões junto ao Banco Mundial (Bird).  Segundo ele, expectativa é que os recursos sejam liberados ainda no primeiro semestre de 2016. "A gente precisa que o Banco Mundial estabeleça o passo a passo até o contrato ficar pronto. Com isso, é submetido à aprovação do Senado. Aprovado, no primeiro semestre de 2016 já podemos contar com o dinheiro para obras”, afirmou.

PSB quer cabeça de Cunha – Em nota, a bancada do PSB na Câmara voltou a defender o afastamento do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em consequência das acusações contra o deputado. "A bancada socialista reitera a necessidade de afastamento da Presidência da Câmara, do deputado Eduardo Cunha, face à gravidade das acusações que lhe pesam, para que este possa fazer sua defesa nas instâncias próprias, sem comprometer o andamento dos trabalhos nesta Casa", diz o texto, assinado pelo líder Fernando Bezerra Filho (PE).

Empresariado contra DilmaSe a presidente Dilma optar pelo nome do senador pernambucano Armando Monteiro Neto para suceder Joaquim Levy na Fazenda, seu grande desafio pela frente será resgatar o apoio do PIB nacional a um Governo falido, desacreditado. Segundo levantamento do Datafolha, 91% dos empresários brasileiros concentrados nos eixos de produção do Brasil no Sudeste querem se ver livres da presidente Dilma, apoiando o processo de impeachment.

 

 

 

 

 

 

CURTAS 

AFASTAMENTO– Integrantes do STF já reconhecem de forma reservada que cresce a tendência pelo afastamento do presidente da Câmara dos Deputados. A única dúvida que há na corte é sobre se haverá tempo para definir esse afastamento até amanhã, quanto o Judiciário entra em recesso.

RAZÃO DA BRIGA– O motivo da troca de farpas entre Michel Temer e Renan Calheiros foi a decisão do PMDB de obrigar que novas filiações ao partido sejam submetidas ao crivo da direção partidária. Há uma disputa entre os dois grupos, o oposicionista e o governista, pela liderança do PMDB na Câmara.

Perguntar não ofende: Até quando Dilma e Cunha vão resistir? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Helio Moreira Filho

O BRASIL ESTÁ COMO ESTÁ POR CULPA DA OPOSIÇÃO Q APOSTA NO QUANTO PIOR MELHOR E DO PIG QUE A APÓIA!

Helio Moreira Filho

Dilma até 2018! cunha até amanhã! não vai ter golpe!

Nehemias Fernandes Jaques

Os efeitos da menopausa, são dramaticos e degenerativos.

sonia

Cunha, meu querido santo malvado !!! Agora quem vai ter argumento para ser contra uma intervenção militar constitucional ? A população tem quer pedir uma intervenção militar por vias legais, se não for assim o Brasil está condenado a engolir a seco este desgoverno peçonhento.

Nehemias Fernandes Jaques

Dilma, é realmente uma sacerdotisa. Chora tucanalhas.


Pousada da Paixão


17/12


2015

Coluna da quinta-feira

  Relator derrota Governo 

O voto do ministro Luiz Edson Fachin, relator da ação que questiona as regras para processar um presidente da República, apresentado por ele, ontem, para ser votado hoje pelo pleno STF, se traduz numa derrota para a presidente Dilma. Para ele, o Senado deve ser obrigado a instaurar o impeachment caso a Câmara autorize, por 2/3 de seus membros (ao menos 342 dos 513 deputados), a abertura do processo.

Fachin foi o primeiro dos 11 ministros a votar numa ação do PC do B para anular a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que aceitou uma denúncia por crime de responsabilidade contra a presidente Dilma Rousseff no último dia 2 de dezembro.

Depois do voto, a sessão foi encerrada e o julgamento deverá ser retomado hoje. Até a decisão final do STF, continuará suspenso o processo de impeachment no Legislativo. Em seu voto, Fachin disse que "inexiste competência do Senado para rejeitar autorização expedida pela Câmara dos Deputados" para instaurar o processo.

"O comando constitucional é claro ao indicar, no art. 86, que 'admitida a acusação contra o Presidente da República, por dois terços da Câmara dos Deputados, será ele submetido a julgamento', não havendo faculdade da Mesa do Senado, pois, quando recebe a autorização, deve ela instaurar o processo", afirmou durante o voto.

Conforme a Constituição, somente após a instauração do processo pelo Senado é que o presidente da República deve ser afastado do cargo, por até 180 dias, até o julgamento final sobre o impeachment, também a cargo dos senadores. Segundo Fachin, a suspensão ocorre depois da leitura da decisão da Câmara no plenário do Senado.

A possibilidade de o Senado recusar a instauração do processo, evitando o afastamento da presidente, foi um dos principais pedidos do PC do B na ação em julgamento no STF para definir o rito do impeachment a ser seguido pelo Legislativo.

A questão colocou em confronto as próprias Casas do Congresso: em sua manifestação, a Câmara defendeu que a decisão dos deputados determina a abertura do processo. O Senado, por sua vez, afirmou que a Casa não precisa seguir a decisão dos deputados, entendimento também manifestado pela Presidência e pela Procuradoria Geral da República.

A decisão final será dada pela maioria dos 11 ministros do Supremo. Depois de Fachin, ainda votam os ministros Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski.

DEFESA PRÉVIA– Fachin também se manifestou contra a necessidade de defesa prévia da presidente da República antes do recebimento, pelo presidente da Câmara, de um pedido de impeachment, passo inicial do rito. A posição contraria pedido do PC do B para anular a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que acolheu uma denúncia por suposto crime de responsabilidade contra a presidente Dilma Rousseff, no último dia 2 de dezembro. Como Dilma não foi ouvida antes, o partido quer que o STF anule o processo de impeachment. O recebimento operado pelo presidente da Câmara constitui juízo primário e não há obrigatoriedade de defesa prévia.

Único voto contra EduardoRepercutiu muito mal na bancada governista e no seu próprio partido, o DEM, que tem cargos no Estado e na Prefeitura do Recife, o voto da deputada Priscila Krause contra a aprovação das contas do ex-governador Eduardo Campos (PSB) referentes ao exercício de 2013. Ninguém entendeu, sobretudo porque parlamentares de assumida postura de oposição tiveram comportamento diferenciado e racional.Teresa Leitão (PT), de discurso radical, votou favorável e Edilson Silva (Psol) absteve-se. Normalmente, a tendência de quem bate de frente com um partido é procurar abrigo em outra legenda, o que parece não ser o caso dela. 

País incendiado– Para o deputado Tadeu Alencar, integrante da Comissão Especial do Impeachment, o Congresso não poderia entrar em recesso num momento tão grave que o País está vivendo. “Isso é a mesma coisa de ocorrer um incêndio numa casa e o seu dono deixar para chamar o Corpo de Bombeiros no dia seguinte. Quando a gente voltar em fevereiro talvez o País esteja como um doente crônico, sem poder sair mais da UTI”, disse Alencar.

Debandada em Serra – Vereador mais votado de Serra Talhada nas eleições passadas, com quase três mil votos, Dedinha Inácio (PMDB) mexeu com o cenário político do município ao romper com o prefeito Luciano Duque (PT). A surpresa foi maior e pegou muita gente de calça curta, inclusive Duque, porque o parlamentar era até então, dentre todos da base governista, o mais fiel ao prefeito.

Em busca do hexa - Na confraternização de fim de ano com a Imprensa, ontem, o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), mandou um recado ao seu provável opositor, o trabalhista Romário Dias, que não abre nem para um trem carregado de pólvora da disputa pelo sexto mandato consecutivo de chefão do Legislativo. “Não vou antecipar o debate de 2017, mas não existe a menor possibilidade de abrir mão da coroa para Romário”, afirmou, referindo-se ao conselho do príncipe Dom Pedro I ao filho Dom Pedro II para cuidar bem da coroa e com isso evitar sua perda para um aventureiro.

CURTAS 

NO PAJEÚ– O presidente da Amupe, José Patriota (PSB), mostrou que tem prestígio. Convenceu o governador Paulo Câmara (PSB) a participar da última plenária da entidade, marcada para hoje e amanhã em Afogados da Ingazeira com a presença já confirmada de uma penca de gestores municipais. O secretário de Planejamento, Danilo Cabral, fará uma exposição sobre o FEM.

ENERGIA SOLAR – Por falar em Afogados da Ingazeira, o prefeito José Patriota, de passagem ontem pelo Recife, se reuniu com um grupo de empresários portugueses e chineses interessados em investir em projetos de geração de energia solar no Pajeú. Ao final do encontro, ficou acertada uma ida dos investidores ao município em data ainda a ser marcada.

Perguntar não ofende: Quem dos 11 ministros do STF tem coragem de peitar hoje o relatório de Fachin sobre o procedimento do impeachment? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Esse lino perrelli é realmente um gajo.

Cícero Ramos de Souza

na realidade Priscilla Krause tem sido extremamente coerente sempre. Isso aconteceu durante a campanha e vem acontecendo agora durante o mandato. Parabéns deputada, lastimavelmente ainda existe, e como existe, inclusive na imprensa, gente que acha que o poder legislativo deve agir como lagartixa, sempre balançando a caçeça positivamente para o executivo. Não custa lembrar que a deputada sempre foi oposição ao PSB, á parte seu partido, o DEM, vergonhosamente ter aderido ao governo. Ou seja, não mudou Priscilla, mudou o DEM.

josé arnaldo amaral

Existindo irregularidades nas contas do falecido governador Eduardo Campos elas devem ser reprovadas. Simples assim. Nesse caso,o voto da deputada Priscilla Krause estará corretíssimo. Não pactuar com falcatruas de gestores da coisa pública, quer vivos( muito vivos !!!) ou findados, é o caminho principal para debelar a corrupção que assola este glorioso patropi sobretudo durante os desgovernos dos comunolarápios do PT/PCdoB et caterva. XÔ, SICÁRIOS !!!

lino perrelli

...neste caso, imbecilidade é predicado.

Nehemias Fernandes Jaques

Eu queria operação de busca e apreensãona na casa da viúva.


Ipojuca - Muro de Arrimo


16/12


2015

Coluna da quarta-feira

    Os danos eleitorais da Lava Jato 

As duas operações da Polícia Federal em território do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), a primeira em seu apartamento de Boa Viagem, no Recife, e a segunda ontem, na Fundação 2020, produziram um efeito político que pode ter consequências já nas eleições municipais do ano que vem.

Fernando sonha em retomar a Prefeitura de Petrolina, sua principal base eleitoral, por onde começou sua carreira política, apostando na candidatura do filho Miguel Coelho, deputado estadual, a quem entregou o comando da legenda socialista no município após uma queda de braço travada com o deputado estadual Lucas Ramos, pré-candidato a prefeito.

Com o partido sob o seu controle, o senador esvaziou, consequentemente, o grupo do deputado federal Gonzaga Patriota, que dirigiu por muito tempo o diretório municipal. Alijado das hostes socialistas num processo no qual sequer foi ouvido, Patriota bate hoje de frente com o senador e já declarou que não vota no candidato a prefeito do partido patrocinado por Fernando.

As consequências maiores para o senador poderão vir mais à frente, dependendo naturalmente dos desdobramentos da operação Lava Jato. Ele responde à investigação por suposto envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. A acusação partiu do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, em sua delação premiada.

Em depoimento dado em agosto do ano passado, Costa relatou que, em 2010, Bezerra Coelho pediu R$ 20 milhões para a campanha à reeleição do então governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em 2014. Na época, Bezerra Coelho era secretário de Desenvolvimento da administração de Campos. Ele nega as suspeitas.

No pedido feito ao STF, as advogadas do senador apontam supostas contradições entre a versão de Paulo Roberto e a de Alberto Youssef sobre o esquema de pagamento de propinas em obras da Refinaria Abreu e Lima, de onde teria saído o dinheiro dado a Bezerra Coelho.

A peça mostra trechos de cada depoimento. No primeiro, Paulo Roberto relata que o esquema envolveria consórcio formado pelas empreiteiras Iesa e Queiroz Galvão. No segundo trecho destacado, Youssef aponta pagamento de propina a partir de contrato firmado por consórcio composto pelas construtoras OAS e Odebrecht.

Para a defesa de Bezerra Coelho, a diferença nas versões exigiria que a PF ouvisse primeiro os dois delatores para esclarecer os fatos e, só depois, o senador, de modo que ele pudesse se defender adequadamente. Ao comentar, ontem, a nova operação da PF, desta feita em seu escritório de Petrolina, FBC emitiu uma curta nota.

Nela, afirma que ação da PF de ontem ocorreu no escritório político de Fernando Bezerra Coelho em Petrolina (PE). “O senador reitera sua confiança no trabalho das autoridades que conduzem este processo investigatório, acreditando no pleno esclarecimento dos fatos, e continua, como sempre esteve, à disposição para colaborar com os ritos processuais e fornecer todas as informações que lhe forem demandadas”, complementa.

Se Fernando tem planos para 2018, este episódio ele terá que, obrigatoriamente, se sair muito bem dele. Do contrário, estará fadado a sofrer danos nas eleições de 2016, com efeitos irreversíveis dois anos depois, na sucessão do governador Paulo Câmara, que lhe negou espaços em seu Governo.  

OPERAÇÃO SUSPEITA– Em meio aos mais de 50 pedidos de busca e apreensão solicitados ao Supremo Tribunal Federal (STF) na nova fase da Operação Lava Jato, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também encaminhou ao ministro Teori Zavascki uma solicitação para entrar na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). No entanto, o magistrado da Suprema Corte negou autorização para a Polícia Federal (PF) apreender documentos e outras provas na residência de Renan. Isso só levantou suspeitas de que a operação concentrada em torno do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, foi dirigida e política.

Era para estar presa!Só num País como o Brasil uma presidente da República, com 70% de reprovação, o líder do seu Governo no Senado preso, dois ministros alvos da operação Lava Jato só no dia de ontem, dois ex-ministros da Casa Civil já afastados, um ex-presidente, no caso Lula, chamado para depor na Polícia Federal, tendo um filho envolvido e suspeito de enriquecimento ilícito, sem falar nos amigos presos, consegue se manter no poder. Numa País de primeira grandeza já estava no xadrez.

Origem– O nome da operação Catilinárias se refere a série de quatro discursos célebres do cônsul romano Cícero contra Catilina, senador que planejava derrubar o governo republicano. A intervenção de Cícero se tornou um clássico da política e passou a ser invocada ao longo dos últimos dois mil anos sempre que um homem público atenta contra o interesse geral da população. Em um dos textos, Cícero afirma assim: "Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?".

Pico da crise – No Palácio do Planalto há o reconhecimento de que a nova fase da operação Lava Jato deve agravar a situação política no Congresso, desestabilizando também o Senado. Isso porque, ao atingir também o entorno do presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB- AL), a investigação da Polícia Federal deixa apreensivos integrantes do PMDB no Senado. Até o momento, a presidente Dilma tem no Senado um ambiente mais favorável, principalmente para tentar barrar um processo de impeachment. O governo ainda não sabe qual será a reação do grupo mais próximo do senador Renan Calheiros, mas teme que haja uma instabilidade maior também no Senado.

Impeachment, assunto mais lembradoO levantamento do Ibope apontando Dilma com uma rejeição de 70% listou as notícias sobre o Governo mais lembradas pelos entrevistados: Impeachment da presidente Dilma Rousseff: 50%; Operação Lava Jato/Corrupção na Petrobras: 13%; Corrupção no Governo: 7%; Manifestações contra a corrupção: 5%; Presidente da Câmara, Eduardo Cunha, aceita pedido de impeachment: 4%

 

CURTAS 

AVIÃO– A Grillo Presentes e a Fazenda Esperança, vasculhadas ontem pela PF, pertencem a Aldo Guedes, ex-presidente da Copergás, ex-sócio do ex-governador Eduardo Campos (PSB). Casado com uma prima de Eduardo, Guedes se tornou conhecido nacionalmente como suspeito de ser o proprietário do avião que caiu em Santos (SP) em plena campanha presidencial de 2014.

CONCURSO – A presidente da Comissão de Educação e Cultura da Alepe, Teresa Leitão, diz que o edital para seleção de três mil professores para a rede pública estadual de ensino, publicado no Diário Oficial do Estado, descumpre o Estatuto do Magistério e ainda propõe um número de vagas insuficiente, diante dos 17.853 postos ocupados por contratos temporários.

Perguntar não ofende: Quando vai ser a próxima operação Lava Jato? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Realmente é Tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac tic tac.

sonia

Realmente é muito ruim. Mas fico contente.............................................................................................em saber que Dilma passar por todos esse males.

Nehemias Fernandes Jaques

Os efeitos da MENOPAUSA - Não é a menopausa em si que se revela uma fase traumatizante na vida da mulher, mas sim os inúmeros efeitos secundários que desencadeia, com maior ou menor intensidade e que, juntamente com o processo natural de envelhecimento, produzem alterações significativas no corpo, mente e alma feminina. Afrontamentos - Perturbações da bexiga - Alterações na pele - Alterações no cabelo - Alterações nas unhas - Alteração da saúde oral - Seios sensíveis e inchados - Secura e prurido vaginais - Alterações nos ossos, músculos e articulações - Retenção de líquidos - Insónias - Cansaço generalizado - Dores de cabeça - Dificuldade de concentração e perda de memória - Alterações de humor. Realmente deve ser um drama.

sonia

Bomba !!! Bomba !!! A Polícia Federal não dar um minuto de folga para a ORCRIM. Agrônimo nas ruas do Brasil, Quero porque quero o meu presente de Natal.

sonia

\" O cadáver de Celso Daniel se agita.\"




15/12


2015

Coluna da terça-feira

    No PSB, Romário desafia Uchoa 

Embora a eleição de renovação da mesa diretora da Assembleia Legislativa só ocorra em 2017, já existe uma disputa surda pela presidência da Casa entre Guilherme Uchoa (PFT), que vai tentar o quinto mandato, e Romário Dias, que já foi três vezes presidente e montou uma estratégia para voltar ao comando do parlamento.

Na tentativa de se fortalecer, Romário está se aproximando do governador Paulo Câmara e, consequentemente, da base governista na Alepe. Segundo uma fonte palaciana, o namoro de Romário com o Governo pode se transformar num casamento com a provável filiação dele ao PSB, o que já é dado como certo.

Virando socialista para arrebatar a presidência do Legislativo, Romário rompe, naturalmente, com o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro Neto, que o acolheu nas hostes do PTB. Mas tem muita gente da base governista que não vota em Romário, mesmo com o seu ingresso no PSB.

Motivo? Nomeado pelo ex-governador Eduardo Campos conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, ao final do seu mandato e já aposentado, se negou a apoiar à candidatura de Paulo Câmara, optando pela filiação ao PTB para voltar ao parlamento. Mágoas de eduardistas à parte, o fato é que Romário não se constitui um adversário fácil de Uchoa bater.

Se já enfrentava resistências pelo fato de querer mais um mandato para se perpetuar no cargo, Uchoa agora terá pela frente um adversário perigoso, que conhece os bastidores da Casa e sabe atrair apoios, como fez nas três eleições seguidas que o levaram à Presidência da Casa.

No sexto mandato de estadual, Romário foi presidente do Legislativo estadual por três vezes consecutivas, presidiu as Comissões de Constituição, Legislação e Justiça e de Desenvolvimento Econômico e Turismo. Foi também presidente das Comissões Especiais dos Precatórios, de Privatização da CHESF, Pró-Refinaria, da CIP da Hemodiálise e participou das CPIs dos Medicamentos, do Narcotráfico e da Pistolagem.

Quando vereador do Recife, integrou as Comissões de Administração Pública, de Finanças e Orçamentos e de Negócios Municipais. Foi ainda secretário de Transportes no Governo Joaquim Francisco e é conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado.

O homem é uma fera. Guilherme Uchoa que se cuide!

INVESTIGAÇÃO – A companhia de engenharia holandesa Arcadis informa que está fornecendo informações à Polícia Federal na investigação sobre suspeita de superfaturamento nas obras de transposição do São Francisco. A Arcadis não especificou se está entre os alvos da operação deflagrada pela PF na sexta-feira, que investiga um esquema que teria desviado 200 milhões de reais. "Também não temos certeza sobre isso", disse o porta-voz da empresa Joost Slooten. A companhia atua no projeto em uma joint venture com a brasileira Concremat.

Josildo Sá quer ser prefeitoTacaratu, no Sertão de Itaparica, a 453 km do Recife, tende a ser palco de uma disputa municipal com um astro do autêntico forró pé-de-serra no palanque como uma alternativa de renovação ao velho e batido conceito da política coronelesca: o cantor Josildo Sá. Filho da terra e filiado ao PV, o talentoso artista, que já goza de um belo trânsito na política estadual, está animado. “Tacaratu tem o maior parque híbrido do País ao lado do São Francisco. Sendo assim, exige uma nova política”, diz Josildo.

 

Cerco ao amigo de Lula– O Ministério Público Federal apresentou, ontem, denúncia contra o pecuarista José Carlos Bumlai, o amigo do peito e do coração de Lula, e mais 10 pessoas por crimes como lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, corrupção ativa e passiva. Todos são suspeitos de envolvimento em crimes investigados pela Operação Lava Jato, que apura um esquema de corrupção na Petrobras. Os procuradores também pediram reparação de R$ 53,5 milhões por danos causados à petroleira.

Contas de campanha – O ministro Gilmar Mendes, do TSE, incluiu na pauta de hoje recurso da presidente Dilma contra a investigação das contas da campanha dela de 2014. As contas foram aprovadas com ressalvas ano passado, antes da posse, mas Gilmar Mendes decidiu reabrir a investigação em agosto deste ano. O ministro enviou à Procuradoria Geral da República e à Polícia Federal informações da prestação de contas da campanha eleitoral de 2014 de Dilma para investigação de eventuais irregularidades.

“Não há caos”, rebate prefeitoO prefeito de Custódia, Luiz Carlos (PT), diz que a oposição exagerou ao informar que o município se transformou no maior foco de dengue do Estado com uma média de 400 casos/dia. “Não há 400 novas notificações/dia. Houve no último mês em média 400 atendimentos médicos, ressaltando que um único paciente procura o serviço por mais de uma vez. Graças ao empenho dos profissionais de saúde e as medidas tomadas já se registra uma redução em cerca de 40% dos atendimentos, com expectativa do restabelecimento da normalidade”, afirmou.

CURTAS 

INTERVENÇÃO– A Câmara de Vereadores de Goiana aprovou, por unanimidade, requerimento pedindo intervenção estadual. Entre as razões levantadas pelos vereadores fraudes na Secretaria de Saúde da ordem de R$ 400 mil e superfaturamento em obras paralisadas, caixa dois e licitações com dispensas viciadas.

ALÔ, QUIPAPÁ! – Depois de Bezerros, ontem, hoje será a vez de lançar meus livros e falar sobre a crise nacional em Quipapá, na Zona da Mata Sul, a 180 km do Recife. O evento está marcado na Câmara de Vereadores, às 19 horas. Na quinta-feira, será a vez de Fernando de Noronha, às 17 horas, no auditório do Projeto Tamar.

Perguntar não ofende: A oposição vai conseguir emplacar Jarbas na presidência da Câmara no lugar de Cunha?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Sávio Barros

JARBAS NA PRESIDENCIA DA CAMARA...............EU APOIO

Josadaque Vieira

Quando Jarbas vai deixar o PMDB, se ele diz que não é corrupto,mas usa o tempo de Tv e o dinheiro de Cunha. E Bumlai Blogueiro diz ser amigo de Lula desde 2003 e de Aécio e do avô dele faz tempo

Nehemias Fernandes Jaques

Renan Ximbinha CC, fiquei sabendo que você bom no Pole dance da boate Metrópole.

RENAN

NEHEMIAS, DAQUI HÁ ALGUM TEMPO TUA SACERDOTISA DE MERDA A RAINHA DA MENTIRA VAI ESTAR FORA DO PODER, LULA LÁDRÃO TEU ESTADISTA DE MERDA VAI ESTAR FAZENDO COMPANHIA À BUMLAI, DIRCEU, PEDRO CORREIA, ODEBRECHT, VACARI E OUTROS LADRÕES SAFADOS, ENTÃO ISSO TÁ TE DEIXANDO CADA VEZ MAIS DESESPERADO, POR ISSO TU TEM QUE DAR UM JEITO DE VOLTAR À TOMAR TEU GARDENAL DIARIAMENTE, VAI PRA UM SEMÁFORO DESSES QUE TALVEZ EM 03 DIAS ARRANJE O DINHEIRO PRA COMPRAR, MAS NÃO SE IDENTIFIQUE À NINGUÉM, SENÃO VÃO COLOCAR O CARRO POR CIMA DE TU, AI SERÁ UMA BICHINHA SEM VIDA (KKKKK)!!!

RENAN

A BICHINHA DA NEHEMIAS PARECE QUE TÁ PERDENDO ADEPTOS TAMBÉM NA IRMANDADE, TÁ QUERENDO À TODO CUSTO QUE EU ME IGUALE À ELA NA OPÇÃO SEXUAL, MAS É IMPOSSÍVEL... SERIA PQ ELE NÃO TÁ TENDO MAIS NENHUMA ATENÇÃO NEM DOS CUMPANHEIROS DA VEADAGEM? NEHEMIAS, TE CUIDA, VOLTA À TOMAR TEU GARDENAL IMEDIATAMENTE, TÁ TE FAZENDO MUITO MAL, TU NÃO AGUENTA PRESSÃO...


Caruaru Novas Creches


14/12


2015

Coluna da segunda-feira

   Indignação com a roubalheira 

Um dos comentaristas do programa Frente a Frente, ancorado por este blogueiro pela Rede Nordeste de Rádio, o publicitário José Nivaldo Júnior, da Makplan, dizia, ontem, numa roda de amigos, que a louvação e importância que alguns setores da sociedade dão a povo nas ruas, a propósito das manifestações de ontem pelo impeachment, em todo o País, são coisas que se reportam ao século XIX.

“Os códigos do terceiro milênios são outros”, arrematou o polêmico, atualizado e crítico marqueteiro. Na verdade, José Nivaldo está se referindo à ebulição provocada em todos os segmentos da sociedade pela internet, as redes sociais e o mundo globalizado. Numa sociedade online, as instituições funcionam, como estão relativamente cumprindo seus papeis, sem necessariamente a voz rouca das ruas.

Mas, independentemente disso, é digno de comemoração à volta do povo às ruas. Mesmo sem o devido tempo para organizar, mobilizando as pessoas apenas pelas redes sociais, os movimentos defensores do impeachment de Dilma colocaram caras pintadas nas ruas em todo o País.

Poderia ter uma amplitude maior? Pouco importa. Os que saíram de casa para pedir o fora Dilma, a cassação de Eduardo Cunha e uma limpeza em geral no Congresso não dependeram de máquina pública, não ganharam lanches nem refrigerantes bancados pelo poder ou organizações infiltradas. Estavam ali pelo inconformismo e pelo sentimento de indignação.

Indignação contra o maior assalto aos cofres públicos da história republicana patrocinado pelo PT com a chegada de Lula ao poder. Nunca se roubou tanto neste País! Os delatores fazem acordo para reduzir suas penas com a garantia de devolver 100 milhões de dólares. De boca cheia, falam em 100 milhões de dólares como se tratassem de dois contos de réis.

A dinheirama que a quadrilha do PT instalou no poder desviou R$ 42 bilhões da Petrobras, fala-se em R$ 25 bilhões dos fundos de pensões e R$ 60 bilhões do BNDES. O desgoverno fechou suas contas com um déficit de R$ 150 bilhões, aprovado, pasmem, pelo Congresso, sem que a presidente fosse enquadrada na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Só na semana passada, o País assistiu, impactado, a mais três escândalos: R$ 200 milhões desviados de apenas um trecho da Transposição, entre Sertânia (PE) e Monteiro (PB); um sobrepreço bilionário nas obras da refinaria de Abreu e Lima e a prisão, por roubo, através de licitações desviadas, de dois lobistas da Hemobrás, além da demissão dos diretores Rômulo Maciel e Mozart Sales.

Enquanto Dilma diz que não rouba, mas deixa roubar, três milhões de brasileiros, coitados, passaram a ficar inadimplentes com os seus seguros de saúde, sem assistência médica. Se morrerem, depositem a culpa na brutal recessão que Dilma jogou no nosso colo. No mercado de trabalho, 1,5 milhão de trabalhadores com carteira assinada perderam seus empregos, enquanto mais sete milhões na informalidade foram jogados pela janela.

Este é o legado do PT, de Lula e Dilma, que alguns, certamente movidos por outros interesses não republicanos, ainda têm coragem de defender. É triste ouvir argumentos na linha de que todos roubaram no passado, o PT também pode roubar. Pode não! O PSDB e tantos outros que se locupletaram do poder pagaram o preço, que foi a derrota para a oposição.

O PT, que o povo tanto confiou, na condição de maior partido de oposição, não poderia ter seguido a cartilha do PSDB e outros partidos que governaram o País. Ao contrário, jogou, infelizmente, a ética no lixo. Governou com os mesmos que diziam ser assaltantes, como Sarney, Collor, Jader Barbalho, Roberto Jeferson, Jucá e tantos outros.

Tinha que dar no que deu!

SEM COMEMORAÇÃO – Os protestos de ontem, apesar de menores que outros convocados meses atrás e, também em 2013, podem ganhar musculatura no pior momento para a presidente Dilma: se o processo ganhar terreno e for levado à votação em plenário. Para isso, o andamento do impeachment ainda precisa avançar no Congresso Nacional e superar o atual movimento de judicialização ao qual está sendo submetido no Supremo Tribunal Federal (STF).

Elias contratou empresa investigadaEm Jaboatão, o prefeito Elias Gomes (PSDB) já contratou os serviços de consultoria da Ecoplan Engenharia Ltda, a mesma empresa envolvida no escândalo de desvio de R$ 200 milhões em um dos trechos da Transposição. Com data de 15 de abril de 2011, o contrato, no valor de R$ 1.515.168,70, foi assinado através da Secretaria de Assuntos Jurídicos, para consultoria de apoio e gerenciamento dos processos de contratações de bens e serviços pela Prefeitura.

 

Irmão na linha de frente– Embora o PSB não tenha assumido, oficialmente, posição pelo impeachment, o advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos e pré-candidato a prefeito de Olinda, foi às ruas, ontem, defender o afastamento da presidente Dilma. "O país precisa de um rumo e [o vice-presidente] Michel Temer tem diálogo para isso. Como presidente do Conselho de Ética do PSB, escrevi uma carta propondo ao partido o posicionamento pró-impeachment. Espero que seja acolhida", afirmou.

Adeus, PT! – Para quem não leu ainda a entrevista do senador Paulo Paim nas páginas amarelas de Veja apenas uma frase de quem está rasgando a filha de filiação ao PT: “É triste ver que o sonhou acabou. Ver aonde chegamos. Infelizmente, o PT hoje é um partido como todos os outros que sempre criticamos”. Paim está abandonando o barco depois de 30 anos de militância e diz que a gota d água foi a decepção com o Governo Dilma.

Pagamento e contas em diaCamaragibe, administrada pelo tucano Jorge Alexandre, faz parte dos seletos 4% de municípios com as contas em dia em todo o País. Segundo levantamento oficial, 96% das prefeituras estão no chamado “cadastro negro” e sem direito, portanto, a verba federal. Na sexta-feira passada, aliás, Alexandre pagou o 13º salário integral dos servidores, injetando recursos da ordem de R$ 6 milhões na economia.

 

 

CURTAS 

RAZÕES– Presente ao ato pelo impeachment, ontem, no Recife Antigo, o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho, também subiu no carro de som. "Sobram razões para que ela (Dilma) seja destituída. É preciso mais do que nunca o povo na rua para vencer as barreiras que querem impor ao processo de impeachment", afirmou.

ALÔ, BEZERROS! – Começo mais uma semana de lançamentos e palestras sobre a conjuntura nacional, hoje, pela cidade de Bezerros, às 19 horas, na Câmara de Vereadores. Amanhã, será a vez de Quipapá e na quinta-feira a ilha de Fernando de Noronha.

Perguntar não ofende: Teremos recesso do Congresso, apesar da maior crise dos últimos 50 anos? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

RENAN

NEHEMIAS PARASITA, QUERES À TODO CUSTO QUE EU FAÇA PARTE DO TEU TIME DE BICHINHAS SAFADAS, MAS AVISO LOGO QUE GOSTO DE MULHER, NÃO TEM POSSIBILIDADE DE ME FAZER PARTE DA TUA IRMANDADE HOMOSSEXUAL, VEADO NÃO FAZ PARTE DO MEU GOSTO!!! E OUTRA COISA: DÁ UM JEITO DE VOLTAR À TOMAR TEU GARDENAL, PQ TU ESTÁS À CADA MINUTO MAIS PERTURBADO PSICOLOGICAMENTE, SE JÁ ÉS UM TAPURU, UM INÚTIL VAGANDO NO MUNDO, IMAGINA DEPOIS QUE DEIXOU DE TOMAR O GARDENAL E SABENDO QUE TÁ PERTO DO TEU BOLSA ESMOLA SER CORTADO E COM TANTA NOTÍCIA RUIM PORÉM VERDADEIRAS, É A RAINHA DA MENTIRA CAINDO PELAS TABELAS, É UMA DESCOBERTA DE ESCÂNDALO ATRÁS DO OUTRO PROMOVIDO PELA RAÇA PODRE, É O TEMPO DO PT CHEGANDO AO FIM E A POLÍCIA FEDERAL PERTO DE HOSPEDAR LULA E FAMÍLIA NUMA CARCERAGEM, QUE COISAS TÃO LINDAS, QUE MOMENTOS TÃO ESPERADOS PELOS BRASILEIROS!!! POR ISSO TUDO E MUITO MAIS QUE TÁ POR VIR, ANEMIA VERME IMUNDO, TEU APERREIO É TÃO GRANDE E TU NÃO PODE DEIXAR DE TOMAR TEU GARDENAL DE JEITO NENHUM!!!

Nehemias Fernandes Jaques

Uma mulher Dilma, que lhe quebraram os dentes e que foi torturada por uma semana, não entregou ninguém, não se renderá nunca. lembre-se.

Nehemias Fernandes Jaques

Uma mulher Dilma, que lhe quebraram os dentres e que foi torturada por uma semana, não entregou ninguém, não se renderá nunca. lembre-se.

Nehemias Fernandes Jaques

Renan Ximbinha CC, foi visto na Boate Metrópole, todo faceiro.

Nehemias Fernandes Jaques

Oposição agora tenta contrabando - Em dificuldade para encontrar um crime de responsabilidade que poderia vir a ser usado para acusar Dilma Rousseff, a oposição tenta mudar os termos do debate. Num país onde a Constituição define nos artigos 85 e 86 que o impeachment só pode ocorrer a partir de um crime de responsabilidade, procura-se dizer que a decisão de afastar um presidente não passa de um conflito político – naquela visão simplória e rebaixada da palavra, segundo a qual é um vale-tudo parlamentar a ser vencido no corpo-a-corpo de quem tem mais votos.


CABO


12/12


2015

Coluna do sabadão

   Sem rua, não tem impeachment 

Em apoio ao impeachment da presidente Dilma Rousseff, as manifestações convocadas para amanhã em todo o País, serão decisivas para determinar o andamento do processo em Brasília. Não há impeachment sem apoio popular, e a força das ruas contribuirá para cristalizar as decisões nas mentes de atores ainda em dúvida.

Por ora, dois fatores estão ainda em aberto. O primeiro é a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito do assunto. Marcada para a próxima quarta-feira, a votação sobre o relatório do ministro Luiz Edson Fachin poderá dar andamento ou paralisar a formação tumultuada da Comissão Especial do Impeachment na Câmara. Caso Fachin dê ouvido às queixas do PCdoB e os demais ministros concordem com ele, ou caso algum dos ministros decida pedir vista do processo, tudo ficará parado até a volta do recesso parlamentar e judiciário em fevereiro.

O segundo fator é o mais importante, o PMDB. O partido do vice-presidente Michel Temer está rachado em relação à questão, mas caminha progressivamente na direção do apoio ao impeachment. Alguns sinais comprovam isso. A carta privada de Temer a Dilma que se tornou pública, em que ele se dizia desprezado pelo governo, no papel de “vice decorativo”.

A substituição do líder do partido na Câmara, Leonardo Picciani, por seu xará mineiro Leonardo Quintão, mais propenso a indicar deputados pró-impeachment para a comissão especial. A disposição do partido em convocar uma convenção extraordinária para janeiro, para romper oficialmente com o governo. Brasília ferve.

O clima de briga de rua contamina cada manobra protelatória do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, para evitar que a Comissão de Ética da Câmara tome alguma decisão a respeito da acusação de que ele tenha quebrado o decoro ao mentir a respeito de suas contas na Suíça.

Deputados volta e meia partem para xingamentos, agressões físicas e destruição dos equipamentos de votação eletrônica (houve pelo menos dois episódios só este mês). Decoro e ética são palavras que passam longe do Congresso por estes dias. A tensão se espalhou até pela festa de confraternização de fim de ano dos senadores, onde a governista Kátia Abreu (PMDB) jogou um copo de vinho sobre o oposicionista José Serra (PSDB), depois que Serra fez uma brincadeira grosseira com ela.

Com seu gesto de desespero ao acatar o pedido de impeachment depois de tentar todo tipo de chantagem, Cunha logrou seu objetivo: deixou Dilma em situação muito frágil. O desespero também é palpável no governo, que não conseguiu nem 200 deputados na votação para estabelecer a Comissão Especial. Será que, diante do avanço das manifestações e do andamento do processo, Dilma teria os 171 necessários para evitar ser julgada? A perda de apoio oficial do PMDB seria um golpe fatal, por isso os passos de Temer são tão decisivos.

MAIS UM ESCÂNDALO – A Polícia Federal desmontou um esquema de superfaturamento das obras para a Transposição. Segundo as investigações, empresários do consórcio OAS/Galvão/Barbosa Melo/Coesa usaram empresas de fachada para desviar cerca de R$ 200 milhões para obras. Os contratos investigados até o momento são de R$ 680 milhões. Algumas empresas ligadas à organização estariam em nome do doleiro Alberto Youssef e do lobista Adir Assad, investigados na Operação Lava Jato.

Lei permite invasãoDiante da resistência de inúmeras famílias aos agentes de endemias, o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, lembra que como deputado estadual teve projeto aprovado pela Alepe e transformado na lei 12.461, de 13 de novembro de 2003, que dá autoridade aos profissionais a entrarem em todas as dependências residências com suspeita de foco sem autorização. “Há estudos que comprovam que 82% dos mosquitos têm origem dentro das residências”, observa.

Ampliação de produção– A Petrobras quer colocar em operação 100% da capacidade de produção do primeiro trem de refino da Refinaria Abreu e Lima, em Suape. Atualmente, opera com apenas 64% da capacidade do primeiro trem pelo fato de não ter cumprido as exigências ambientais. Para ampliar os volumes produzidos, a estatal encaminhou uma série de estudos e documentos à Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) alegando ser possível operar a unidade de refino sem afetar o meio ambiente. A CPRH deverá se posicionar sobre o assunto em janeiro do próximo ano.

Corrente contra– O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, disse, ontem, que, no entendimento do seu partido, o PTB, não há requisitos constitucionais para o impeachment da presidenta Dilma. "Se o nosso entendimento, claramente, é que não há razões para o impedimento, tendo em vista o não atendimento, a nosso juízo, de requisitos constitucionais, é evidente que o PTB tem de se colocar contra o impeachment. Tenho certeza que corresponderá à vontade majoritária da bancada", afirmou.

Ângelo larga batendo– Em entrevista ao Frente a Frente, o deputado Ângelo Ferreira (PSB) assumiu a sua condição de pré-candidato a prefeito de Sertânia e malhou sem piedade a gestão do trabalhista Guga Lins. “Esse rapaz levou Sertânia ao caos. Não é capaz sequer de pagar os servidores em dia”, afirmou, adiantando que as únicas obras no município estão sendo feitas pelo Estado, como o contorno viário de 7 km, investimento da ordem de R$ 14,5 milhões.

 

 

 

 

 

 

CURTAS 

MODELO– Em nota divulgada nesta sexta-feira (11), o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado Coêlho, sugeriu a mudança do sistema de governo atual para o semipresidencialismo. A mudança, de acordo com o texto, poderia ser adotada no próximo mandato presidencial, em 2018. Para a OAB, o sistema atual, o presidencialismo de coalizão, é um modelo esgotado.

ALÔ, SÃO JOSÉ DO EGITO! – Depois de Custódia, a 380 km do Recife, onde estive ontem, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana prossegue hoje em São José do Egito, às 19 horas, na Câmara de Vereadores, onde faço antes uma palestra sobre a conjuntura nacional. Na próxima segunda-feira, será a vez de Bezerros, também na Câmara, às 19 horas.

Perguntar não ofende: Os brasileiros vão às ruas amanhã apoiar o impeachment? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Maria Isabel Siqueira Sousa

O que se fala em toda cidade é que esse Prefeito de Sertânia fez uma baderna grande nos serviços que eram prestados a população, principalmente aos mais pobres. Um verdadeiro DESGOVERNO. Ele e os Secretários vivem de publicidades de \"aniversários de bonecas\". A surra que ele vai levar do Deputado vai ser grande! kkk

marcos

Temmer para Dilma; Õ Jumenta pede pra cagar e sai que eu quero assumir.

Nehemias Fernandes Jaques

PF aponta ligação de Youssef em desvios na campanha do psdb. Eita! A merda vai virar boné.

marcos

O programa Silvio Santos vai entrar com um procsso contra o PT. Pois depois do plágio do Quem Quer Dinheiro nas torres gêmeas no Recife foi a gota d\'agua.

RENAN

ANEMIA TÁ DOIDINHO!!! A BICHINHA TÁ CADA DIA MAIS APERRIADA... SEM TOMAR O GARDENAL DIARIAMENTE E APÓS ESSA SEMANA TODA, EM QUE A POLÍCIA FEDERAL REALIZOU DIVERSAS OPERAÇÕES MOSTRANDO MAIS ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO PATROCINADOS POR ESSES (DES)GOVERNOS DO PT (HEMOBRÁS, TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO...) AÍ É QUE A BONECA ANEMIA FICA DOIDA MESMO (KKKKK)!!! PRA COMPLETAR, TUDO INDICA QUE VAI SER MESMO REALIZADO O CORTE DE MAIS DE 10 BILHÕES DO BOLSA ESMOLA EM 2016, AÍ SACRAMENTA DE VEZ O CORTE QUE VÃO DAR NO BENEFÍCIO DE ANEMIA PARASITA!!! TE CUIDA ANEMIA, VAI PROCURAR O QUE FAZER, PQ A COISA TÁ FEIA PRO TEU LADO E PRO LADO E PRO LADO DA CORJA SAFADA E SEUS ALIADOS!!!


Bandeirantes Junho 2021


11/12


2015

Coluna da sexta-feira

Dinheiro a rodo barra impeachment 

Num Governo em que dinheiro é carregado na cueca e cai também do céu é muito provável que os votos dos deputados indecisos e os rebeldes sejam comprados a peso de ouro para salvar a malvada do impeachment. Os ministros palacianos – Edinho Silva (Secom), Jaques Wagner (Casa Civil) e Berzoini (Governo) – já foram escalados para a operação nada republicana.

Eles acompanharam estupefatos pelos aparelhos de TV no Palácio do Planalto o placar acachapante a favor da chapa de oposição que instalou a comissão especial de análise do pedido de impeachment da presidente Dilma. Descobriram que o Governo não tem, como imaginava, os 300 deputados “fiéis''. Mais de 40 parlamentares ainda se ausentaram da sessão.

O número é sugestivo. Foi Lula, o chefe da quadrilha do petrolão, que disse, ainda na oposição, que o Congresso tinha 300 picaretas, frase que virou música num País em que tudo acaba em piada ou em pizza. Mas não combateu nenhum deles. Pelo contrário, governou com mais de 300 picaretas e com eles se lambuzou, promovendo um dos maiores assaltos aos cofres públicos da história do País.

Nunca dantes na história se roubou tanto! O resultado dessa roubalheira, não tenha dúvida, vai servir para comprar a peso de ouro os deputados-chantagistas que aguardam apenas a visita domiciliar dos que serão escalados para passar o chapéu, provavelmente os mesmos que se grudaram diante da TV e quase desmaiam com a derrota do Governo corrupto na votação da Comissão Especial do Impeachment.

O PT, entretanto, não está inventando a roda. Está apenas sendo fiel a uma cultura podre da política brasileira, onde o político vale o quando pesa. Agiu assim Sarney para aprovar cinco anos de mandato e também Fernando Henrique Cardoso para mudar a Constituição, aprovando o direito à reeleição.

Os fatos e as verdades estão gravados e arquivados. Uma simples consulta ao Google o caro leitor comprovará. O fato, voltando a ordem do dia, como se diz no Congresso, é que o Governo não tem, hoje, número suficientes de deputados para barrar o impeachment. A ordem no Planalto é abrir o cofre das emendas e liberar mais cargos represados em estatais nos Estados para os deputados “indecisos''.

Isso ocorreu nos últimos dois meses, sem sucesso, pelo que se vê. Mas Dilma respira. Pelo regimento, a oposição precisa de 342 votos em plenário para levar adiante o processo ao Senado, instância final do processo. Há esperança para o Palácio e sobra dinheiro, que vai ser arrecadado da mesma forma que fizeram com o mensalão e o petrolão. Tem deputado que vai fazer seu pé de meia tirando proveito de um governo moribundo, que a sociedade deseja ficar livre dele.

O ABRAÇO DO TAMANDUÁ – Dilma e Temer tiveram uma conversa protocolar. Conversaram como manda a regra do jogo: escondendo as verdades. A relação entre a presidente e o vice ficou desgastada depois de uma carta enviada a ela por Temer. Na mensagem, Temer se queixou de ter sido tratado como um vice "decorativo" e enumerou momentos em que, no entendimento dele, foi deixado em segundo plano pela presidente. Apesar do teor da carta, Temer negou que se tratava de rompimento. O episódio, no entanto, ligou o sinal de alerta no Planalto, preocupado em não perder aliados neste momento em que tramita na Câmara o processo de impeachment.

Rica e procuradora federalSão Bento do Una, primeiro lugar na Transparência Brasil, segundo levantamento do Ministério Público Federal, é governado por uma mulher. Novata na política, formada em Direito e procuradora federal, Débora Almeida, filiada ao PSB, que sucedeu ao Padre Aldo, ingressou na política sofrendo resistências da família, uma das mais bem-sucedidas no Nordeste no ramo da avicultura.

 

 

Começou a degola– A presidente Dilma exonerou o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto, indicado pelo deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para o cargo. A exoneração de Cleto foi um "troco" do Palácio do Planalto em Cunha, por ele ter autorizado a abertura do processo de impeachment contra Dilma na semana passada. A exoneração foi publicada, ontem, no "Diário Oficial da União". Questionado sobre o caso, Cunha disse que considera a saída do governo "melhor" para o currículo de Cleto.

Famílias sem o leite– No bairro Pedra Linda, em Petrolina, depois que a Associação de Moradores recebeu da Prefeitura uma ordem de despejo do prédio onde funcionava a sede da organização, as 67 famílias atendidas pelo programa Leite para Todos temem perder o benefício, porque o freezer onde o leite era armazenado foi levado na ação e o produto agora está sendo distribuído no meio da rua. Segundo os moradores, a sede da associação foi, há 10 anos, cedida pela Codevasf para o desenvolvimento das atividades dos moradores do bairro.

A posição do governador – O governador Paulo Câmara (PSB) assegura que não apoia, em nenhuma hipótese, a permanência da presidente Dilma no poder. Defende, entretanto, que o processo do impeachment seja conduzido por um Congresso renovado, sem Eduardo Cunha na presidência da Câmara, mas o pernambucano Jarbas Vasconcelos (PMDB), que no seu entender tem amplas chances de ser eleito.

CURTAS 

IMPACTO– O IBGE informou, ontem, que o consumo final de bens e serviços de saúde totalizou, em 2013, no Brasil, R$ 424 bilhões, o equivalente a 8% do Produto Interno Bruto (PIB), soma dos bens e serviços produzidos no País. Corte de investimento responderá por mais da metade do tombo do PIB. Estudo aponta que doenças crônicas causam impacto alarmante no PIB brasileiro.

ALÔ, CUSTÓDIA! – Depois de Sertânia, a 300 km do Recife, onde estive ontem, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana prossegue hoje em Custódia e amanhã em São José do Egito. Em todas elas, realizadas nas câmaras municipais, faço antes uma palestra sobre a conjuntura nacional. Na próxima segunda-feira, será a vez de Bezerros, também na Câmara, às 19 horas.

Perguntar não ofende: Qual vai ser a próxima jogada regimental de Eduardo Cunha? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

PF aponta ligação de Youssef em desvios na campanha do psdb. Eita! A merda vai virar boné.

marcos

Mais quatro empresários presos, mais quatro delações, mais quatro torpedos no caneco de Lula, Dilma e do PT. Ô Coisa Boa.

marcos

Dilma e o PT fazem milagre em Recife. Acreditem eles fazem chover Dinheiro.

Nehemias Fernandes Jaques

Bateu o desespero no PSDB - Bateu o desespero no PSDB. Os contratos das termelétricas no governo FHC podem ser investigados até pelo FBI porque envolve a falida Enron, El Paso e NGR, empresas estadunidenses. Sob pressão do Ministério Público Federal e Polícia Federal, o TCU reabriu processo sobre a contratos com a Alstom nas termelétricas do governo FHC. E falou em Alstom, os cabelos que restam a Alckmin ficam arrepiados. Jo?e Serra andou jantando com Delcídio preocupado com o primo Gregório Preciado. A gaveta do Ministério Público está estufada de tantos casos envolvendo Aécio: Lista de Furnas, Luxemburgo, Bauruense, Mineirão, Cemig, Andrade Gutierrez, PCH\'s, etc, etc, etc. Mais cedo ou mais tarde, em semanas ou meses, algum destes casos pula para fora da gaveta e cria vida. Os contratos das termelétricas no governo FHC podem ser investigados até pelo FBI porque envolve a falida Enron, El Paso e NGR, empresas estadunidenses. Sob pressão do Ministério Público Federal e Polícia Federal, o TCU reabriu processo sobre a contratos com a Alstom nas termelétricas do governo FHC. E falou em Alstom, os cabelos que restam a Alckmin ficam arrepiados. Jo?e Serra andou jantando com Delcídio preocupado com o primo Gregório Preciado. A gaveta do Ministério Público está estufada de tantos casos envolvendo Aécio: Lista de Furnas, Luxemburgo, Bauruense, Mineirão, Cemig, Andrade Gutierrez, PCH\'s, etc, etc, etc. Mais cedo ou mais tarde, em semanas ou meses, algum destes casos pula para fora da gaveta e cria vida.

Nehemias Fernandes Jaques

Foi só o Petrolão Tucano ser desengavetado para FHC assumir ser golpista de pijamas - Todo o PSDB sempre coonspirou pelo golpe, mas metade ficada dentro do armário, e só a ala aecista e o Serra eram salientes. Agora FHC saiu do armário e virou um escancarado golpista de pijama.


Serra Talhada 2021


10/12


2015

Coluna da quinta-feira

   Dinheiro do céu e na cueca

Na mais nova operação de descoberta das malandragens do PT no poder, comandada pela operante e eficaz Polícia Federal, choveu dinheiro do céu, ontem, no Recife. Não sabia, entretanto, que o PT também operava milagres. Sabia que o partido carregava dinheiro roubado de nós, brasileiros, que pagamos impostos salgados com muito suor, debaixo da cueca.

Na oposição, que exerceu com muita competência, diga-se de passagem, o PT estufava o peito em nome da ética e da moralidade. Não roubar era a palavra de ordem. Inebriado pela inhaca do poder, o PT perdeu a virgindade no assalto aos cofres públicos. Começou com o mensalão, do capitão Dirceu. De lá para cá, o Brasil perdeu a conta dos escândalos instalados na era petista.

Se o caro leitor está assustado com a operação Lava Jato, que só da Petrobras a quadrilha desviou R$ 42 bilhões, o buraco da roubalheira é mais embaixo: uma CPI mista no Congresso investiga o desvio de R$ 25 bilhões de quatro fundos de pensão, que, juntos, movimentaram R$ 350 bilhões.

No BNDES, objeto de outra CPI, não existe uma estimativa do rombo para financiar projetos de governos autoritários no exterior, o que é ilegal. Mas fala-se que o valor seria seis vezes o que surrupiaram da Petrobras. O Ministério Público Federal pediu a prisão de mais de 60 suspeitos, a maioria do PT.

A Justiça Federal autorizou, ontem, a quebra dos sigilos bancário e fiscal da LFT Marketing Esportivo, empresa de Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e do ex-ministro e ex-chefe de gabinete de Lula Gilberto Carvalho. Os pedidos foram feitos pela Receita Federal e Ministério Público Federal que investigam o suposto envolvimento dos dois em esquema de compra de medidas provisórias editadas nos governos Lula e Dilma Rousseff no âmbito da Operação Zelotes.

A empresa de Luís Claudio recebeu R$ 2,5 milhões do escritório de consultoria Marcondes & Mautoni, o mesmo contratado por montadoras de veículos para fazer lobby pela edição das normas que estenderam benefícios fiscais que as beneficiaram. O esquema de compra de MPs e o pagamento ao filho de Lula foi revelado em série de reportagens publicadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Por falar em Lulinha, a família do ex-presidente Lula, por onde a lambança começou, teria um patrimônio de mais de R$ 700 milhões em imóveis, participações acionárias em empresas, além de investimentos em títulos públicos brasileiros e papéis do tesouro de países europeus, principalmente da França, em cujos bancos os Silva teriam três caixas de segurança para depósitos.

Exemplos de roubalheira não caberiam aqui na era petista. O Brasil precisa urgentemente se livrar desta quadrilha. Não foi para isso que o povo deu carta branca ao PT. Foi, pelo contrário, para construir um País decente, que pudéssemos nos orgulhar. Infelizmente, o PT no poder é a tradução da maior fraude da história republicana.

RASTREAMENTO – Levado, ontem, para prestar depoimento na Polícia Federal, o diretor da Hemobrás, Mozart Sales, foi afastado do cargo por suspeita de envolvimento com organização criminosa especializada em direcionar licitações e desviar recursos públicos. Segundo reportagem do Estadão, rastreamento na conta da mulher de Mozart, Jurema, indica, segundo a PF, que ela movimentou R$ 1,6 milhão em 2014 – quantia considerada atípica pelos investigadores, porque ela recebe vencimentos de R$ 8 mil.

Os padrinhosHá oito anos no comando da Hemobrás, Rômulo Maciel Filho, na fato ao lado, que segundo a Polícia Federal jogou dinheiro pela janela, ontem, na chegada dos agentes ao seu prédio, foi reconduzido ao cargo por indicação do senador Humberto Costa, líder do PT no Senado. Já Mozart Sales, também flagrado na operação da PF, é apadrinhado do ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Sondado, Humberto também avalizou Mozart.

 

Descontrole geral – O líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho, fez um desabafo, ontem, pelas redes sociais. “Dilma está afundando nossa economia, o desemprego está em alta, juros na estratosfera, dívida pública descontrolada e o Governo não faz nada para mudar o quadro. Quem sofre é a população, que a cada novo dia sente a perda do poder de compra do salário". Mendonça tem se revelado numa das principais vozes de oposição na defesa do afastamento da presidente.

Pena menor– O juiz Sérgio Moro corrigiu, ontem, a sentença do processo em que condenou o ex-deputado Pedro Corrêa. A mudança reduziu em quatro meses a pena, que agora é de 20 anos, três meses e dez dias de reclusão. A alteração foi feita após o Ministério Público Federal alertar o juiz de que ele havia errado o cálculo da pena relativa aos crimes de lavagem de dinheiro cometidos por Pedro Corrêa. “Aqui lamentável erro aritmético por lapso decorrente do excesso de trabalho”, reconheceu Sérgio Moro.

O exemplo que vem do Pajeú – Os municípios de São Bento do Una e Lajedo, no Agreste, aparecem no primeiro e no segundo lugar, respectivamente, no Ranking Estadual dos Portais da Transparência. O terceiro lugar ficou com Flores, da prefeita Soraya Murioca (na foto ao lado), no Sertão do Pajeú. A lista foi divulgada, ontem, pelo Ministério Público Federal (MPF). São Bento do Una obteve nota 9,2, seguido por Lajedo, com média 9, e Flores com 8,8.

CURTAS 

TRANSPARÊNCIA– O Ministério Público Federal informou que dos 185 municípios avaliados no Estado, 20 obtiveram nota acima de sete e trinta ficaram com nota zero por não atenderem, segundo a assessoria, as exigências da lei. Entre os que não pontuaram estão Bezerros, Jaboatão dos Guararapes, Itamaracá e Abreu e Lima. Nenhum município obteve nota dez.

ALÔ, SERTÂNIA! – Começo hoje, pela cidade de Sertânia, a 300 km do Recife, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana. Será na Câmara de Vereadores, a partir das 19 horas. Amanhã, estarei em Custódia e no sábado em São José do Egito, ambas também na Câmara e no mesmo horário.

Perguntar não ofende: O pleno do Supremo derruba a liminar do ministro Fachin anulando o processo do impeachment? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Vale a pena lê de novo! Marco Maciel no governo Kassab - Da Folha - Kassab dá cargos a cardeal do DEM em órgãos municipais Depois de esvaziar o partido para criar o PSD, prefeito instala Marco Maciel em conselhos da CET e da SPTuris Ex-senador, que mora entre Brasília e Recife, vai receber R$ 12 mil para integrar órgãos da prefeitura paulistana O ex-vice-presidente e ex-senador Marco Maciel (DEM-PE) foi nomeado pelo prefeito Gilberto Kassab para os conselhos administrativos de duas empresas municipais: a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e da SPTuris (São Paulo Turismo). Ele passou a receber salário de R$ 12 mil mensais para participar de uma reunião mensal em cada órgão. Maciel é presidente do Conselho Político do DEM, partido ao qual Kassab era filiado antes de abrir uma grande dissidência e articular a criação do PSD (Partido Social Democrático). OscOs convites demonstram que, apesar de ter ficado no partido, ele mantém ligação política com o prefeito. A nomeação na SPTuris foi publicada no último dia 27 no Diário Oficial. Maciel foi instalado na vaga de um conselheiro cujo mandato terminaria dois dias depois. No entanto, o estatuto da empresa prevê a reeleição para novo período de dois anos, o que garante os rendimentos ao ex-senador até depois das eleições de 2012. Maciel vive entre Brasília e Recife, cidade em que nasceu e mantém base eleitoral. A prática de instalar aliados derrotados nas urnas em conselhos de empresas públicas é recorrente. O ex-deputado Raul Jungmann (PPS-PE), assim como Maciel, derrotado na eleição para o Senado por Pernambuco, também integra o conselho da CET, com salário de R$ 6.000 mensais. A proximidade de Maciel e Kassab incomoda parte do DEM, que vê o ex-senador com um \"infiltrado\" do prefeito e do ex-senador Jorge Bornhausen na sigla que ambos ajudaram a enfraquecer. O partido já perdeu dois senadores, um governador e ao menos 13 deputados federais para a nova legenda. Maciel foi procurado, mas informou que só falaria hoje com a reportagem. Kassab disse que a escolha do antigo correligionário para ter assento em duas empresas públicas municipais se deve à \"experiência\" acumulada por Maciel em décadas de vida pública. \"Ele deixou de ter cargo eletivo, mas é uma pessoa com vasta experiência, que pode contribuir muito para as empresas\", disse. O prefeito afirmou que relacionar a nomeação de Maciel para os cargos a uma tentativa de manter aliados influentes no DEM é \"uma bobagem\". \"Não tem questão partidária nenhuma.\" Kassab disse que também ofereceu cargos em conselhos a Bornhausen -que se desfiliou do DEM e diz que não pretende aderir ao PSD-, mas ele não aceitou.

Josadaque Vieira

Uma pergunta a Magno, Nheemias,e todos que escrevem aqui? O Romulo é aquele ligado a Marco Maciel que mandava na antiga escola técnica é, e ele agora é do PT

Nehemias Fernandes Jaques

NÃO SE SUBSTITUI VOTO POR PESQUISA DE SATISFAÇÃO.

Nehemias Fernandes Jaques

Eleitor é feito corno, não gosta de conhecer a verdade.

Nehemias Fernandes Jaques

JOSIAS: GOVERNO FHC TAMBÉM TEVE \'CORRUPÇÃO ORGANIZADA - Declaração do ex-presidente tucano de que o envolvimento do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) no recebimento de propina de US$ 10 milhões quando era diretor da Petrobras em seu governo, foi criticada pelo colunista Josias de Souza, do UOL; \"FHC sabe que a corrupção no seu governo não foi ocasionada pela conduta imprópria de personagens obscuros\", afirma; Josias cita, \"apenas para refrescar a memória do ex-presidente tucano\", o escândalos de desvios de dinheiro na Sudam - Pra você tucanalha!




09/12


2015

Coluna da quarta-feira

   PSB também morreu

Com a sua morte, o ex-governador Eduardo Campos arrastou também o PSB para o túmulo. O partido está à deriva, sem rumo e sem liderança. De largada, entregaram a presidência a Carlos Siqueira, histórico arraesista e orgânico, mas sem liderança, visto no partido como um gerentão, um burocrata.

No vácuo, a instância paulista, liderada pelo vice-governador Márcio França, fiel discípulo de Eduardo no passado, tentou arrebatar para si o comando da legenda. Não conseguiu ainda, mas esta hipótese não está descartada, porque em Pernambuco falta uma liderança para dar o murro na mesa.

Poderia ser o governador Paulo Câmara, naturalmente. Mas este, sem enxergar o fio da meada, ao invés de conduzir as ovelhas socialistas para onde a sociedade brasileira deseja (e isso está provado nas pesquisas, que apontam 68% da preferência pelo impeachment), vai na contramão.

Sob a alegação de que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, não tem legitimidade para tanger a boiada do impeachment, o governador vacila em cima de um discurso inodoro e sem consistência. Ele precisa entender que o Brasil cansou de corrupção, de bandidagem e deseja o mais rápido possível banir a quadrilha do poder.

Se alguém tivesse liderança no PSB, o partido não teria transferido para o próximo dia 17 a decisão que estava para ser tomada hoje pela sua executiva nacional quanto ao posicionamento oficial do partido sobre o impedimento da presidente que levou o País a uma crise sem precedentes.

Em apenas um ano, de 2014 para 2015, 1,5 milhão de empregos formais foram jogados pela janela, mais de sete milhões de postos de trabalho na informalidade viraram pó. Nesse rastro de destruição, 400 mil pequenas e médias empresas foram fechadas. Só em Suape, Pernambuco perdeu 54 mil trabalhadores formais e o município de Ipojuca deixou de arrecadar R$ 30 milhões.

É preciso ter discernimento, como demonstrou com o seu gesto o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, ao ficar bem distante da malvada quando esteve por aqui, sábado passado. Este Governo – se é que pudemos assim classificar – não tem mais o que oferecer ao País a não ser mais safadeza e gatunagem do dinheiro público. Dilma é um vexame! Que o diga o vice-presidente Michel Temer.

Quem diz que não rouba, mas deixa roubar comete o mesmo pecado. Se vivo fosse, não tenho a menor dúvida de que Eduardo, ao contrário do vacilante sucessor que deixou nas Princesas, estaria empunhando a bandeira do impeachment. Não há outro caminho para o País sair da crise.

Se o PSB se posicionar diferente, na reunião que adiou para a próxima semana, estará dando um tiro no pé, indo de encontro ao mais legitimo desejo do povo brasileiro, de dar um basta a tudo que estamos vendo neste País, construir uma saída para a crise e, consequentemente, para uma Nação decente, que os brasileiros em geral possam se orgulhar. Ainda está em tempo, PSB!

CARTA DE ALFORRIA -  Não precisa entender de política para concluir que a carta pessoal do vice-presidente Michel Temer à presidenta Dilma foi uma declaração a favor do impeachment. Houve uma posição, sem rodeios, onde Temer expõe, além da incapacidade administrativa da malvada, a falta de apoio político da presidente. A postura do vice-presidente, que provocou a ira da presidente que não governa, pode ser o divisor de águas no PMDB, a segunda maior bancada na Câmara.

Grito de independênciaO prefeito Geraldo Júlio amadurece a ideia de dar uma declaração contundente a favor do processo de impeachment instalado na Câmara dos Deputados. Se assim o fizer, com certeza assumirá a liderança dentro do partido, que está muito mais para salvar a presidente do que mesmo para entregá-la aos leões. Dizem que um gesto vale por mil palavras. Ao não ir ao evento com Dilma, sábado passado, o prefeito mandou o seu recado. Só falta agora dar o grito que a sociedade deseja ouvir.

 

Em defesa de Temer – Do deputado Lúcio Vieira Lima, da bancada do PMDB da Bahia na Câmara, sobre a carta de Michel Temer: "Não acho que foi um rompimento. Acho que a carta do Michel foi para restabelecer verdades. A presidenta Dilma estava querendo se vitimizar e constranger Michel a assumir uma posição contra o impeachment. Michel, como vice, não tem que ser nem contra nem a favor de impeachment. Ele tem que cumprir seu dever constitucional, que é caso haja impedimento da presidenta, ele assumir a Presidência da República”.

A caminho de uma epidemia– O Ministério da Saúde investiga as mortes de 19 crianças com suspeitas de microcefalia desde o início do ano até o dia 5 de dezembro em oitos estados do País e se esses possíveis casos de malformação têm relação com o zika vírus. Em uma semana, o número de casos suspeitos de microcefalia passou de 1.248 para 1.761, um aumento de 41%. Os novos números foram anunciados ontem em Brasília pelo ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Tudo dominado! – O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, ofereceu, ontem, um almoço a todos os governadores do Nordeste mobilizados para barrar o impeachment, entre eles Paulo Câmara. Wagner é um dos principais conselheiros políticos da presidente Dilma e comanda um grupo interministerial que, segundo ele, acompanha “cotidianamente” os desdobramentos do processo de impeachment e define estratégias para barrar o processo e manter a presidente no cargo.

 

CURTAS 

NA JAQUEIRA– O prefeito Geraldo Júlio precisa urgentemente dar um puxão de orelhas na sua equipe que quer reduzir o número de guardas responsáveis pela segurança do parque da Jaqueira. Ali, estão ocorrendo assaltos a mão armada todos os dias, principalmente à noite. Os frequentadores, claro, já começaram a abandonar a área de lazer.

ALÔ, SERTÂNIA! – Começo amanhã, pela cidade de Sertânia, a 300 km do Recife, a minha agenda de lançamentos e palestras desta semana. Será na Câmara de Vereadores, a partir das 19 horas. Na sexta-feira, estarei em Custódia e no sábado em São José do Egito, ambas também na Câmara e no mesmo horário.

Perguntar não ofende: Depois da carta, Temer vai anunciar o rompimento? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

CHARLES MODESTO

O povo brasileiro desde a proclamação da República sempre suportou uma direita moldada na aristocracia rural coronelista que sempre explorou de varias maneiras as grandes massas e grande parte dos políticos que comandam o nosso sistema sócio politico são herdeiros legislativos desses velhos coroneis que tinham como braço direito vários xerimbabos que defendiam sua políticas, encontrado bastantes destes hoje em dias disfarçados de cientistas políticos e se auto intitulando conhecedores de política. Porém o povo esta deixando de ser besta e esta começando a ter opinião própria.

CHARLES MODESTO

O povo brasileiro desde a proclamação da República sempre suportou uma direita moldada na aristocracia rural coronelista que sempre explorou de varias maneiras as grandes massas e grande parte dos políticos que comandam o nosso sistema sócio politico são herdeiros legislativos desses velhos coroneis que tinham como braço direito vários xerimbabos que defendiam sua políticas, encontrado bastantes destes hoje em dias disfarçados de cientistas políticos e se auto intitulando conhecedores de política. Porém o povo esta deixando de ser besta e esta começando a ter opinião própria.

Carlos

Esse Paulo Câmara é um fantoche, com a morte de Eduardo está como um mamulengo sem o seu manipulador, ou seja , está mais perdido do que cego em tiroteio, não apoiar o impedimento da Dilbandida é só mais uma burrada que ele comete dentre tantas outras. Mas era de se esperar um fantoche defendendo outro. Fora Dilma, Fora Paulo, Fora PT, Fora Esquerda.

SEBASTIAO CAVALCANTI

Foi lamentável o posicionamento do Governador Paulo Câmara em defesa de Dilma. Se ele temia represálias do planalto num eventual fracasso do impedimento, que se mantivesse neutro. Pergunto-me como ele vai se dirigir aos seus eleitores para justificar os milhares de empregos que desapareceram de SUAPE, argumentando que tudo é decorrência da crise que assola o Brasil, sendo que esta mesma crise é decorrência da incompetência da presidenta que ele agora defende. Faço a vocês uma pergunta simples: até quando o Brasil vai suportar o governo Dilma?

Wildes Jackson Lopes

Se o governador Paulo Câmara, junto com a direção do PSB passar a defender o impedimento da presidente o partido ressuscita?Simples assim.Se ele morrer assim tão facilmente, é porque era partido de Eduardo.Se assim fosse, que creio não seja, então já nasceu morto, porque desprovido de base ideológica .




08/12


2015

Coluna da terça-feira

   PSB vai salvar a malvada?

Em nota, ontem, a este blog, depois de ler a notícia, também postada aqui, de que a tendência do PSB seria fechar posição contra o impeachment na reunião da executiva nacional, em Brasília, o ex-vice de Marina Silva, Beto Albuquerque (RS), afirmou, categoricamente, que quem tem obrigação de salvar Dilma é quem está se refestelando em cargos do Governo”.

E acrescentou: “Nós não temos obrigação nenhuma nem tão pouco o PSB acha que estamos diante de um golpe. Impeachment é constitucional e democrático! Estivemos juntos com o PT contra Collor e no pedido protocolado contra FHC. Se quiséssemos ficar com o PT e Dilma não precisávamos perder Eduardo Campos e disputar com Marina e eu em 2014”.

Bem que esta posição sábia e corajosa de Albuquerque, um dos mais fiéis aliados do ex-governador Eduardo Campos, pudesse iluminar a cabeça de todos os parlamentares socialistas! Mas parece que, infelizmente, o caminho que o partido está construindo em torno da discussão mais importante do País, que é o fim da crise, não está sendo nessa direção.

Pelo tom do líder do partido na Câmara, Fernando Bezerra Filho, ontem no Frente a Frente, o PSB está mais para salvar Dilma. Aliás, o governador Paulo Câmara, que se atrapalhou na semana passada ao ter o seu nome incluído numa nota de apoio dos governadores a Dilma, teria uma ótima oportunidade para deixar clara a sua posição contrária se não aceitasse a convocação do colega do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), para um encontro hoje em Brasília com a única intenção de salvar a presidente.

Mas estará lá, conforme deixou claro ontem. O PSB já foi aliado do PT, mas esse cordão umbilical se rompeu lá atrás, quando Eduardo tomou uma posição corajosa de enfrentamento e saiu vitorioso ao impor a maior derrota da história petista no Estado: a conquista da Prefeitura do Recife, em poder do PT há 12 anos.

Não sei, sinceramente, o que move o governador se misturar, hoje, com aliados de Dilma, que querem a todo custo manter uma quadrilha no poder, que nos assaltou, levando somente da Petrobras R$ 42 bilhões, isso sem levar em outras roubalheiras fantásticas. No Congresso, a CPI dos Fundos de Pensão investiga desvios da ordem de R$ 60 bilhões e uma outra frente foi aberta para investigar R$ 50 bilhões que surrupiaram no BNDES.

Este é um Governo que fez um grande mal ao País. Dona Dilma e sua quadrilha querem se perpetuar no poder para nos roubar também a esperança, a crença de que algo possa ser feito para tirar o País da UTI. Como disse Beto Albuquerque, o PSB e o PT ficaram juntos contra Collor e no pedido protocolado contra FHC.

“Se quiséssemos ficar com o PT e Dilma não precisávamos perder Eduardo Campos e disputar com Marina e eu em 2014”, afirmou. O PSB, como lembra o ex-vice de Marina, não pode cometer o pecado de ir na conversa de golpe. Não interessa como tenha nascido o processo de impeachment. O que vale é o discernimento de que com Dilma não dá mais.

MAIORIA PELO IMPEACHMENT -  Um dos trechos da mensagem de Beto Albuquerque a este blogueiro: “Magno, estou nos Estados Unidos e volto amanhã. Vi, há pouco, no seu blog, que o PSB votaria contra o impeachment. Informo que vamos ter reunião de Executiva Nacional quarta, logo cedo. O que decidir lá, vale para todos. A maioria absoluta da bancada na Câmara é a favor! Os Estados estão sendo consultados também. No meu Estado, o Rio Grande do Sul, a esmagadora maioria é a favor”.

Em boas mãosO líder do PSB na Câmara, Fernando Bezerra Filho, indicou um dos melhores quadros do partido para compor a Comissão Especial do Impeachment: Tadeu Alencar. Embora marinheiro de primeira viagem no Congresso, Alencar tem sido uma das mais gratas revelações da bancada. Certamente, até pela sua experiência de advogado, dará uma boa contribuição à Comissão.

 

 

Rachado ao meio – O ex-ministro da Aviação Civil Eliseu Padilha disse, ontem, ao explicar os motivos que o levaram a deixar o cargo, que o PMDB, partido do qual faz parte, está "dividido" sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo Padilha, o vice-presidente da República, Michel Temer, que também é presidente do PMDB, está "recolhendo" a posição dos integrantes do partido para tomar uma posição sobre o tema em nome da legenda.

Polêmica do recesso– O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), não tem interesse em convocar o Congresso para trabalhar durante o recesso de janeiro e acelerar, com isso, a tramitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. “É preciso haver acordo para cancelar o recesso e não adianta “fazer firula” propondo convocação, se não houver chance de que isso seja aprovado”. Dilma quer que o Congresso não entre em recesso.

Bolsa-Família intocável – O relatório setorial da área de Trabalho, Previdência e Assistência Social, assinado pelo deputado João Fernando Coutinho (PSB), foi aprovado, ontem, na Comissão Mista de Orçamento (CMO), mantendo todas as despesas propostas pelo Governo, incluindo a previsão de custeio de programas como o Bolsa Família, que somam R$ 666,7 bilhões. Segundo o deputado, a emenda para a estruturação da Rede de Serviços de Proteção Social Especial mereceu "atenção especial", com valores da ordem de R$ 30 milhões.

CURTAS 

AGENDA– Pela agenda liberada, ontem, pelo Palácio das Princesas, não está prevista a presença do governador Paulo Câmara na reunião convocada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino, para tirar dela um manifesto contra o impeachment. Está confirmada apenas a sua ida à audiência com Dilma sobre as medidas de combate ao mosquito transmissor do vírus zika.

ALÔ, SÃO JOSÉ DO EGITO! – Na minha agenda de lançamentos e palestras desta semana foi incluída a cidade de São José do Egito para o próximo sábado, às 19 horas, na Câmara de Vereadores. Na quinta, estarei em Sertânia e na sexta-feira em Custódia, ambas também na Câmara e no mesmo horário.

Perguntar não ofende: Por que será que o PSB faz tantos mistérios em relação ao impeachment?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Esse Nehemias Fernandes, é um BABACA, vir achar que tá bom Lula ter 26%, quando ha pouco tempo esse Lalau tinha 90%, toma PTralhas vagabundos, Roubarão a PETROBRAS e querem Roubar o resto do PAIS

marcos

A jumenta ( Dilma) arrumou mais um inimigo, e poderoso. Cavou mais um palmo da sua sepultura.

Nehemias Fernandes Jaques

Lula lidera corrida presidencial em Pernambuco, diz Paraná Pesquisas - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) assumiu a dianteira no estado de Pernambuco na disputa pela Presidência da República em 2018. Segundo o instituto Paraná Pesquisa, o petista lidera a corrida com 26% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece o senador Aécio Neves (PSDB-MG) com 24,8%.

Nehemias Fernandes Jaques

Lula, é uma lágrima de Cristo.

Nehemias Fernandes Jaques

E, Marco Maciel, governou Pernambuco por 3 anos, recebe pensão vitalicia de R$ 30.400,000, senador por 2 mandatos recebe R$ 30.600,000, e você que vive ai dizendo que ele é santinho não diz nada?




07/12


2015

Coluna da segunda-feira

    Riacho e Itapetim vencem a dengue 

No momento em que o País enfrenta o desafio de vencer mais uma epidemia, desta feita a das doenças transmitidas pelo mosquito da dengue, entre elas a horripilante Zica, da microcefalia, dois municípios do interior pernambucano despontam como modelo vitorioso na erradicação do Aedes aegyptie: Riacho das Almas, no Agreste Setentrional, e Itapetim, no Sertão do Pajeú.

Nada de Exército nas ruas, larvicidas ou carros fumacê. Em Riacho das Almas, o prefeito Mário Mota (PSB), na foto à esquerda, recorreu a uma espécie de peixe chamado guaru como soldado do combate aos focos do mosquito. O peixe, achado em abundância em açudes da região, venceu as primeiras batalhas contra o mosquito transmissor dos vírus zika, dengue e chikungunya.

Ali, em apenas 40 dias, o índice de infestação predial baixou de 7,9% para 1,9%, tirando o município da situação de risco do surto. Segundo o Ministério da Saúde, quando o índice varia entre 1% e 3,9% é considerado "estado de alerta". A partir de 4%, é classificado como "risco de surto".

A ideia de usar o peixe no combate aos focos do mosquito transmissor veio quando o Ministério da Saúde atrasou, a partir de agosto, a entrega do larvicida que deve ser colocado nos locais de proliferação do mosquito. A entrega do material a Pernambuco foi regularizada apenas na semana passada.

"Na época que faltou larvicida tive a ideia de usar os peixes e pedi autorização ao prefeito, que disse que qualquer iniciativa seria boa e deveria ser tentada. Como deu muito certo, se tornou política permanente", explicou o diretor de Vigilância Epidemiológica do município, Dílson Pinangé.

Segundo o Ministério da Saúde, por conta da estiagem e dificuldade no abastecimento, 82% dos focos do mosquito em Pernambuco são encontrados em reservatórios para acúmulo de água nos domicílios. Em Riacho das Almas, existem dois tanques de mil litros, cada um com cerca de cinco mil peixes. "Para cada tanque com capacidade de 10.000 litros damos dois ao menos. E os peixes não precisam de comida, eles comem só as larvas", garantiu, citando que os animais são pescados em um açude localizado em uma propriedade privada no município, sem que a Prefeitura tenha custos.

Segundo Mário Mota, o investimento público foi de apenas R$ 270. "Só gastamos mesmo com a compra dos dois tanques. A gente vai no açude e pesca, é custo zero para o município. Outras prefeituras vizinhas já estão se interessando e começando a usar", explicou.

Já em Itapetim, a 403 km do Recife, o prefeito Arquimedes Machado (PSB), na foto à direita, recebeu recentemente uma equipe do Ministério da Saúde para investigar se era verdade o relatório enviado pelo município ao Governo Federal informando que o município havia reduzido de 11% para menos de 1% os casos de dengue e chikungunya, sem uma única ocorrência do vírus Zika. Da mesma forma que Riacho das Almas, o prefeito perdeu a paciência com a demora do envio dos recursos para compra do larvicida e recorreu a um método natural para eliminar as larvas através de piaba, uma espécie de peixe bem comum no Sertão.

Segundo ele, os peixes foram colocados nos reservatórios das casas normalmente dois dias após receber água da rede de abastecimento. Essa demora ocorre para que a proporção de cloro diminua. "Aí, quando tem um novo abastecimento, e o cloro fica mais forte, muitas vezes os peixes morrem. Então, vamos lá e colocamos outros peixes. Nunca as casas ficam sem eles, temos em quantidade para todos", explicou.

Ele está feliz com os resultados e diz que a aceitação da população é muito boa. "No começo reclamavam, perguntavam se tava faltando o produto, mas depois que as pessoas viram o resultado passaram a pedir que levemos os peixes”, afirma Arquimedes. As piabinhas deram tão certo que sumiram do quotidiano as cenas de superlotação de doentes vítimas do mosquito no hospital da cidade e nos postos de saúde na zona rural.

SÓ DISCURSO -  Da mesma forma que o ministro da Saúde, Marcelo Castro, que reuniu em Gravatá 130 prefeitos, a presidente Dilma veio a Pernambuco sábado passado de mãos abanando. Repetiu o discurso do ministro afirmando que não faltarão recursos para o combater o mosquito transmissor de doenças como dengue, Zika e chikungunya. Dilma não especificou a quantia destinada a cada Estado ou município e, como Castro, também não soube explicar em quanto está orçado o plano emergencial.

Defesa do impeachmentO prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), rebate a versão de que tenha boicotado o encontro com a presidente Dilma. “Eu não podia faltar à eucaristia do meu filho”, justifica, adiantando que enviou o secretário de Saúde para representá-lo. Coincidência ou não de agenda, o fato é que na sexta-feira anterior o prefeito defendeu o impeachment de Dilma. “Pessoas com a respeitabilidade que o Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr têm apresentaram o pedido de impeachment e o processo vai ser analisado na instância democrática adequada que é o Congresso Nacional. Isso é o que importa e não a relação Dilma com Cunha”, afirmou.

Estratégia do constrangimento – A Força Sindical criou uma estratégia para constranger mais de 200 deputados que sinalizam posição contrária ao impeachment. O primeiro alvo do ataque será o líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani (RJ). A Força vai colocar carro de som e fazer uma panfletagem em frente ao condomínio onde o peemedebista mora na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, divulgando que ele é contrário ao impeachment.

Defesa antecipada– A presidente Dilma poderá acelerar a elaboração de sua defesa e encaminhá-la à Câmara sem utilizar o prazo total de dez sessões para a defesa. Segundo a legislação, depois de instalada a Comissão Especial do processo de impeachment, o presidente da República tem prazo de dez sessões para apresentar sua defesa, e a Comissão o prazo de cinco sessões para votar o relatório final. Dilma consulta hoje um grupo de juristas que já se manifestaram contrários ao processo de impeachment para recolher sugestões à sua defesa. Para o encontro foram convidados dez juristas.

Elias já tem candidato – Em Vitória de Santo Antão, o prefeito Elias Lira (PSD) tem sinalizado que o seu candidato a prefeito já está escolhido: o secretário de Governo e Articulação Política, Ozias Valentim, na foto ao lado. Com cerca de 100 mil habitantes e uma das cidades que mais atraem investimentos no Estado, Vitória não fugirá, mais uma vez, à polarização entre as forças do prefeito contra o velho rival José Aglaílson, que deve lançar o filho Aglaílson Júnior pelo PSB. Rompido com o prefeito, o deputado Henrique Queiroz já confirmou que o candidato do seu grupo será Henrique Filho, atual vice-prefeito, seu herdeiro político.

CURTAS 

O MELHOR– O Porto Digital conquistou novamente o título de melhor parque tecnológico do País. O anúncio foi feito pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores. Essa é a terceira vez que o polo pernambucano, que completa 15 anos de atividades em 2015, é homenageado no Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador: as outras duas foram em 2011 e 2007.

ALÔ, SERTÂNIA E CUSTÓDIA! – Na próxima quinta-feira retomo a agenda de lançamentos e palestras sobre a conjuntura nacional pela cidade de Sertânia, no Sertão do Moxotó. Será às 19 horas na Câmara de Vereadores. Na sexta-feira, será a vez de Custódia, também no Moxotó, às 19 horas, na Câmara de Vereadores.

Perguntar não ofende: O dinheiro de Dilma para o combate ao vírus Zika é igual a cabelo de freira, que ninguém vê? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

A jumenta da Dilma veio a PE para ver o ovo da Zica, não viu e foi embora sem deixar um tostão. Gov. Quebrado é uma Merda, só faz PROMETER.

Nehemias Fernandes Jaques

Não esqueçamos: Lula, é uma lágrima de Cristo.




05/12


2015

Coluna do sabadão

   Vai ter dinheiro ou só discurso? 

A presidente Dilma desembarca, hoje, no Recife, dois dias após os governadores do Nordeste terem assinado um manifesto contra o impeachment no qual Paulo Câmara (PSB), anfitrião do encontro para tratar de medidas de combate ao mosquito da dengue e outras doenças contagiosas, como a zika, ter produzido outra nota explicando que não referendou a iniciativa.

A postura do governador provocará uma saia justa no seu encontro com Dilma. Provavelmente, sim, mas sem maiores consequências. Na condição de chefe de Estado, Câmara não pode se envolver diretamente na discussão do impeachment, até para não prejudicar o Estado.

Se é que este Governo tenha algo ainda a oferecer a Pernambuco, o que não acredito. Mas o fato é que o PSB estará reunido segunda-feira próxima em Brasília para uma tomada de posição em relação ao start do impeachment. Como seus líderes do Senado e na Câmara já sinalizaram apoio, o partido deve seguir na mesma direção, o que, convenhamos, dá a sustentação ao discurso do governador.

Na sua nota, o governador negou que tenha sido solidário a Dilma, embora questione que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, perdeu as condições morais e éticas para presidir o processo de afastamento da presidente em razão do seu envolvimento da operação Lava jato.

Ao pisar em solo pernambucano, hoje, cinco dias após dois ministros de Estado virem a Gravatá de mãos vazias, a presidente precisa ser clara quanto ao organograma de liberação de recursos para o programa de enfrentamento ao mosquito transmissor da dengue. Se agir como o ministro da Saúde, que não tinha a menor noção sequer do custo das ações, vai pegar muito mal.

Neste caso específico da dengue e do vírus zika, o Governo tem que deixar de fazer proselitismo e avançar liberando os recursos necessários para evitar o pior: uma epidemia que ceife muitas vidas, deixando um rastro de destruição não apenas no Nordeste, mas em todo País.

FOCO NA RMR -  Apesar do avanço dos casos de zika no Nordeste, a presidente Dilma fará, hoje, no Recife, uma ação específica para o Estado, concentrando esforços nas medidas de enfrentamento ao mosquito na Região Metropolitana. Pela sua agenda, às 11 horas haverá uma reunião com o governador Paulo Câmara e os prefeitos do Grande Recife, sem a presença de outros governadores da Região.

Cunha lacerdistaVice-líder do Governo na Câmara dos Deputados, Sílvio Costa (PSC), só se refere ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de o novo “Carlos Lacerda”, para associar seu desejo de afastar Dilma do poder ao golpe. “Seu” plano é lacerdista”, diz Costa, numa alusão ao plano que o líder da oposição a Getúlio Vargas armou e defendeu com unhas e dentes para apeá-lo do poder.

 

Delcídio suspenso – O presidente do PT, Rui Falcão, anunciou que a filiação do senador Delcídio do Amaral ao partido foi suspensa por 60 dias. Decidiu abrir processo disciplinar para investigar o ex-líder do Governo no Senado que poderá culminar na sua expulsão. O parlamentar do PT foi preso pela Operação Lava Jato em 25 de janeiro acusado de tentar atrapalhar as investigações do esquema de corrupção que atuava na Petrobras. Ele está detido na superintendência da Polícia Federal em Brasília.

Envolvendo Dilma– Segundo Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobras, o ex-líder do governo, Delcídio Amaral assegurou que a presidente Dilma iria auxiliar no caso Cerveró. De acordo com o relato do filho do ex-diretor, Delcídio foi irônico ao prometer a intervenção da chefe do Executivo. “Dilma vai ajudar, não sei se por filantropia ou porque a água chegou até o pescoço”, contou Bernardo, relatando trecho da conversa com o senador petista, conforme gravações que a Globo teve acesso.

Aprovado pela metade – Levantamento do Instituto Paraná de Pesquisas aponta que o governador Paulo Câmara (PSB) tem sua gestão aprovada por apenas 47,1% contra 47,6% que desaprovam. O governador obtém o seu melhor desempenho entre o eleitorado do sexo feminino. Ali, 49,3% dizem aprovar a atual gestão, enquanto 45,2% desaprovam a administração. Entre os eleitores do sexo masculino, a aprovação é de 44,6%, enquanto o índice de desaprovação alcança 50,3%.

 

CURTAS 

COM A ELITE– Quando a classe social é levada em consideração, a administração de Paulo Câmara obtém o melhor desempenho entre os eleitores das classes A e B. Ali, a aprovação do governo estadual chega a 49,9%, contra 44,7% dos que não aprovam. Na classe C, 47,3% dizem aprovar o atual governo, enquanto 48,1% afirmam o contrário.

ALÔ, ITAPETIM! – Hoje, estarei em Itapetim, berço da poesia e do improviso, no Sertão do Pajeú, a 400 km do Recife, para fazer uma palestra sobre a conjuntura nacional e autografar meus livros Perto do coração e Reféns da seca. Será às 19 horas, na Câmara de Vereadores.

Perguntar não ofende: Quanto Dilma vai liberar hoje para Pernambuco? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Além de contar com 80% de Regeição, o dinheiro para comprar deputado tá um bicho logo a jumenta da mandioca pode fazer as malas. Foi bom enquanto durou!

Nehemias Fernandes Jaques

Dilma, acaba de chegar em Pernambuco, esse mulher, é realmente uma sacerdotisa.

Nehemias Fernandes Jaques

Dilma, acaba de em Pernambuco, esse mulher, é realmente uma sacerdotisa.

Nehemias Fernandes Jaques

Esse é o efeito da microcefalia.

sonia

\"ATOS PÚBLICOS DE APOIO AO IMPEACHMENT SAÍRÃO DIA 13 EM TODO O PAÍS.\" O presente de natal dos adultos está a caminho.




04/12


2015

Coluna da sexta-feira

   Foi Lula quem entregou Dilma

Eduardo Cunha não disparou o processo do impeachment por acaso. Foi tudo obra do gênio - no duplo sentido - de Lula. Isto porque a decisão do PT, por ordem direta do seu chefe supremo, de condenar Cunha no Comitê de Ética, é que provocou a fúria explosiva do historicamente mais polêmico presidente da Câmara dos Deputados. 

Na verdade, as notícias que temos são no sentido da revolta de Lula quanto ao comportamento nocivo de Dilma. Em particular, Lula desistiu de Dilma quando ela desdenhou da articulação dele para colocar Henrique Meireles no Ministério da Fazenda e salvar o Governo. Porém, Dilma humilhou Lula publicamente ao rejeitar todo o esforço que ele havia feito para convencer Meireles.

Na verdade, Lula considera que Joaquim Levy é um bom técnico, mas não tem a mínima condição de liderar qualquer saída para a crise econômica dramática que o Brasil vive. Por outro lado, Lula considera que grande parte do sucesso econômico do seu Governo foi por conta da escolha de Meireles para o Banco Central. Daí porque Lula ter apostado todas as fichas na volta de Meireles, agora para comandar o Ministério da Fazenda.

O líder máximo do PT entende que a permanência de Levy está levando o Brasil rumo a um poço sem fundo, e pior, vai destruir todo o trabalho de resgate social que Lula conquistou para o Brasil. Ou seja, Lula está convencido que Levy vai levar o Brasil de volta para a mais tenebrosa miséria vivida no passado. E isto deixa o ex-presidente entre revoltado e deprimido.

Ele coloca toda a conta na teimosia irracional de Dilma em manter uma política econômica que só destrói empregos, aniquila receitas públicas e privadas. Além de todos os demais aspectos negativos que o Brasil está vivendo e vai viver ainda mais mergulhado num futuro triste e incerto, por conta das decisões desastradas da atual presidente da República. 

Nesse quadro, Lula está convencido que Dilma não respeita mais as opiniões dele e vai como uma louca levando o País às mais tenebrosas trevas. E se é assim, ele prefere que Michel Temer assuma logo, pois é um quadro mais previsível, equilibrado e confiável. Ou seja, se arrependimento matasse, Lula já estaria para lá do cemitério. E a única maneira dele sobreviver é ter a morte rápida da Dilma. E quanto mais acelerado, melhor.

Sim, tem outro aspecto: Lula estava ficando sozinho na vitrine da corrupção e Dilma assistindo o drama de camarote. Agora tudo  virou de cabeça para baixo. Com o início do processo de impeachment, Dilma entrou para o centro do palco e é a estrela maior dessa grande fogueira em chamas chamada Brasil. Só que Lula vai ficar fazendo puro jogo de cena, aparentando inflamada defesa de Dilma, embora esteja realmente conspirando para se livrar da triste criatura que se voltou contra o poderoso criador.

QUAL É MAIS BANDIDO? -  Para o marqueteiro Marcelo Teixeira, da Makplan, não existe nada mais incoerente no jogo nacional do que acusar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, de bandidagem e num outro extremo defender o Governo Dilma. “Um Governo respeitado e competente, que não é o caso de Dilma, é mais importante para a Nação e para o povo do que o presidente da Câmara”, avalia. Segundo ele, Cunha só canta de galo, na verdade, pela fraqueza do Governo e o despreparo da presidente.

Crise aumenta violênciaO total de homicídios em Pernambuco já supera o registrado ao longo de todo o ano de 2014. Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), entre janeiro e novembro deste ano foram apontados 3.540 assassinatos, 13,5% a mais que nos 12 meses de 2014. Novembro teve o segundo pior resultado de 2015, com 352 crimes violentos letais intencionais (CLVI). Outubro foi o pior mês, com 282 assassinatos registrados. "A crise contribui. Não é que o desempregado vá cometer crime, mas ele empregava outros serviços. Com a recessão do País, vemos impacto nos índices de violência", diz o secretário de Defesa, Alessandro Carvalho.

A força do PMDB – O PMDB e o PP terão o maior número de deputados na Comissão Especial do Impeachment: oito e quatro, respectivamente. Apesar de os partidos da oposição não terem maioria na comissão, o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), diz acreditar que a base do Governo não está unida e isso pode contar votos a favor do impeachment. "Tenho convicção que a base aliada está completamente rachada. A presidente Dilma não tem 140 votos", disse. Sobre a comparação com a votação dos vetos presidenciais, Sampaio diz que são temas distintos. "Veto é uma coisa, impeachment é outra".

O temeroso Temer– O vice-presidente Michel Temer, que ontem se reuniu com Dilma e a orientou para não entrar no bate-boca com Eduardo Cunha, soube que o presidente da Câmara deflagraria o processo de impeachment minutos antes da entrevista concedida por ele (Cunha) no salão verde. Em privado, disse que não cogita assumir a defesa do mandato de Dilma, alegando que o PMDB está dividido sobre a matéria. Como presidente da legenda, não considera apropriado tomar partido. Planeja cumprir, com rigor institucional, seus deveres de vice-presidente da República.

Geraldo passa no teste – Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas aponta que a administração do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), é aprovada por 57,6% dos eleitores da capital pernambucana. O levantamento também conclui que se as eleições municipais de 2016 fossem realizadas hoje, o socialista seria reeleito com 28,3% dos votos. Em seguida aparecem os nomes do ex-prefeito João Paulo (PT), com 19,4%, e o do deputado federal e ex-governador Jarbas Vasconcelos (PMDB), com 19,1%. Foram ouvidas 700 pessoas entre os dias 25 e 26 de novembro passado em diversas regiões do Recife. O grau de confiança do estudo é de 95% e a margem de erro é de 4% para mais ou para menos.

 

 

 

CURTAS 

SEM REELEIÇÃO– Um dos oposicionistas recebidos no Jaburu pelo vice-presidente Michel Temer quis saber se disputaria a reeleição na hipótese de o destino lhe entregar a cadeira de Dilma. Ao relatar a conversa a um amigo, Temer disse ter respondido que a presidência da República não está no seu horizonte. Mas se por acaso virar presidente, não ousará reivindicar a reeleição.

ALÔ, OURICURI! – Hoje, estarei em Ouricuri, no Sertão do Araripe, onde faço palestra e lanço meus livros no auditório do Sindicato dos Servidores Estaduais, com início previsto para às 19 horas. Amanhã, vou ao Pajeú para repetir essa mesma agenda em Itapetim, berço imortal da poesia. Ali, o evento está marcado para a Câmara de Vereadores, às 19 horas.

Perguntar não ofende: O PMDB, que assumiria o poder com Temer, fica com Dilma ou apoia o impeachment? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ramon De Oliveira Gomes

É tudo jogo de cena. A oposição leia-se, PSDB e DEM, fingem apoiar o impeachment mas querem mesmo é que Dilma fique pois a fariam sangrar por mais 03 anos e derrotariam o PT em 2018. E Lula, finge apoiar Dilma mas quer mesmo é que ela saia, pois com outro governo teria uma chance da economia se recuperar e voltar ao poder, colocando á claro toda culpa em Dilma pelas burradas que o PT mesmo fez. E nós no meio disso tudo...

marcos

Lula o Alcoólatra que Faz Piadas commo Nome de Deus.

Chicão

Essa é a mais triste e irresponsável comparação . Tá mais pra lágrima de crocodilo sanguinário..

Nehemias Fernandes Jaques

Boechat é o jornalista mais admirado do Brasil pelo segundo ano em pesquisa - Conforme faz anualmente, as agências Jornalistas & Cia e MaxPress, em conjunto, realizam a pesquisa que escolhe o jornalista mais admirado pelo púbico brasileiro. A pesquisa indicou mais de três mil profissionais entre os mais admirados e recebeu um total de 48 mil votos na internet de todas as partes do Brasil. Segundo o ranking anunciado, em primeiro lugar ficou o âncora da Band News FM e do \"Jornal da Band\", Ricardo Boechat. No seu programa diário no rádio, Boechat comemorou a vitória na pesquisa pelo segundo ano seguido - ele já havia sido escolhido como o mais admirado pelo público em 2014: \"Muito obrigado. Tive a alegria de conquistar esse bicampeonato\".

Nehemias Fernandes Jaques

A diferença entre Lula e marco Maciel - Maciel filho da ditadura, governou Pernambuco por 3 anos recebe pensão vitalicia de R$ 30.400,00, foi senador por dois mandatos recebe R$ 30.600,00. Lula, toneiro macanico defensor dos trabalhadores lutou contra a ditadura militar foi preso. Lula tem empatia com povo. Lula é uma lágrima de Cristo.




03/12


2015

Coluna da quinta-feira

  O mosquito que mata e aterroriza

Se não bastassem os efeitos da terrível seca, a maior dos últimos 50 anos, que se prolonga há quatro anos, provocando um rastro de destruição e uma crise hídrica sem precedentes no Nordeste, as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti estão levando medo, apreensão e até desespero nos rincões sertanejos.

Tudo porque a estrutura de saúde dos hospitais regionais é muito precária. Em Arcoverde, imagens geradas pela TV-Globo, ontem, mostraram um cenário de horror, com homens, mulheres e crianças sendo atendidas no meio da rua, no pátio do hospital e muitas delas deitadas no chão, por falta de leitos.

O drama não está restrito ao hospital de Arcoverde, que já vem há muito sendo apontado como um dos mais precários. Limoeiro, no Agreste Setentrional, a situação é muito mais grave. Ali, não há nem ambulâncias para transportar doentes, que chegam nas emergências levadas em unidades de propriedades de políticos, a maioria vereadores.

Em Santa Cruz do Capibaribe também está instalado o caos. Notícias que chegam de lá é que o hospital regional está lotado de doentes com dengue, chikungunya e até portadores do vírus Zika, responsável pelos casos de microcefalia, que acendeu a luz vermelha, deixou o Governo Federal em pânico e os Estados sem condições de enfrentar uma possível endemia.

Levantamento do Ministério da Saúde aponta a ocorrência de 1.248 casos de microcefalia notificados em 311 municípios de 14 Estados. Até ontem, Pernambuco registrava o maior número de casos (646), sendo o primeiro a identificar o aumento de diagnóstico de microcefalia na região.

Em seguida aparecem os Estados da Paraíba (248), Rio Grande do Norte (79), Sergipe (77), Alagoas (59), Bahia (37), Piauí (36), Ceará (25), Rio de Janeiro (13), Tocantins (12), Maranhão (12), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Distrito Federal (1). A doença não é, entretanto, exclusividade do Brasil nem dos Estados mais pobres no Norte e Nordeste.

Depois de o Brasil confirmar a relação entre o zika e o surto de microcefalia e da Polinésia Francesa divulgar uma suspeita de 17 casos de microcefalia provocados pelo vírus, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) emitiram alerta informando que nove países americanos já confirmaram casos autóctones – circulação interna – da doença.

Além do Brasil, Chile, Colômbia, El Salvador, Guatemala, México, Paraguai, Suriname e Venezuela têm casos registrados. As notificações colombianas são de outubro. Outros seis países registraram casos em novembro. O comunicado da Opas e da OMS pede que seja estabelecido um diagnóstico da doença e que essas unidades federativas preparem a rede de assistência para um aumento no número de casos, com reforço no atendimento pré-natal e neurológico. Isso inclui o monitoramento de como o vírus tem se espalhado para outras regiões e identificando os fatores de risco associados ao zika.

O documento mostra dados de 2000 e 2010 para evidenciar que, no Brasil, os casos de microcefalia cresceram 20 vezes. E também reconhece, pela primeira vez, a conexão entre o zika e a microcefalia, mencionando inclusive os resultados laboratoriais do Instituto Evandro Chagas, ligado ao Ministério da Saúde.

Em entrevista à BBC Brasil, o diretor do departamento de doenças comunicáveis da Organização Pan-Americana de Saúde, Marcos Espinal, afirmou ainda que não dá para se ter a real dimensão da epidemia. As organizações internacionais pedem, ainda, que as grávidas se previnam para um eventual contato com o mosquito Aedes aegypti.

GOVERNO CULPADO-  O presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arbovirose, Artur Timerman, alerta que os órgãos federais demoraram a agir contra o surto atual de microcefalia. Os números são alarmantes. Em Natal (RN), três bebês por dia são diagnosticados. Pesquisadores avaliam a hipótese de que a ação do vírus ocorre até o terceiro mês de gestação, período de formação sistema nervoso do feto. Fragmentos do vírus já foram encontrados no líquido amniótico de dois fetos com microcefalia.  

Ministro cara-de-pau– O Ministério da Saúde também é apontado como o principal responsável pelo crescimento dos casos de dengue, chikungunya e zika no País, especialmente no Nordeste pelo fato de atrasar em seis meses a remessa dos valores para compra do larvicida que combate as larvas do mosquito e reduzir em mais de 50% dos agentes de combate às endemias, transferindo a responsabilidade aos municípios. Forçado a falar sobre o assunto na sua passagem por Gravatá, segunda-feira passado, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, reconheceu a falha e disse que houve um problema de logística. É muita cara-de-pau!

Fechando o cerco – Tribunais de contas de todo o Brasil assinaram termo de cooperação para aperfeiçoar a fiscalização de estados e municípios que não estão cumprindo a Lei de Acesso à Informação (LAI). Os municípios e estados que não cumprirem a legislação referente à transparência das contas públicas terão recursos de convênios celebrados com o governo federa imediatamente suspensos. O acordo foi assinado durante a realização do Congresso dos Tribunais de Contas do Brasil no Cabo e ratificado pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), Controladoria Geral da União (CGU), Ministério do Planejamento e Instituto Rui Barbosa.

Ação voluntariosa– O teólogo Waldir Benevides quer uma ampla ação de voluntários no combate ao mosquito da dengue. Em carta ao governador Paulo Câmara, propôs uma campanha educacional preventiva com uma força tarefa de voluntários, coordenada pelo gabinete do governador, composta por Gabinete de Projetos Estratégicos, Secretaria de Saúde, Secretaria das Cidades, Secretaria de Educação, e representantes dos grupos religiosos sem restrição. “Esta força tarefa seria composta por voluntários dos grupos religiosos, que serão treinados pela Secretária de Saúde e Educação, para em uma ação urgente orientar a população sobre as medidas que devem ser adotadas. A campanha funcionaria enquanto os números não forem reduzidos satisfatoriamente”, sugeriu.

Patrimônio nebuloso – Um relatório da Receita Federal apontou que há indícios de que três filhos do pecuarista José Carlos Bumlai, preso na 21ª fase da Operação Lava Jato, têm “variação patrimonial a descoberto” que supera R$ 160 milhões. Isso significa que o patrimônio não condiz com a renda declarada. O pecuarista tem um quarto filho, que não faz parte deste relatório. O advogado Ricardo Berenguer, que representa os filhos do Bumlai, afirmou que tudo foi declarado e que não há irregularidades. Ele mencionou que boa parte deste do dinheiro teve origem na venda de uma fazenda, que era o grande patrimônio da família. É mole?

CURTAS 

ATÉ PELA AMAMENTAÇÃO– A comprovação de que o zika aumenta os riscos de microcefalia em fetos e de Síndrome de Guillain-Barré em quem contrai o vírus acendeu o alerta para outras três possíveis formas de transmissão da doença, além da picada do Aedes aegypti: pelo sêmen, por transfusão de sangue e por leite materno.

ALÔ, GARANHUNS! – Hoje, estarei em Garanhuns, na Câmara de Vereadores, às 19 horas, para lançar meus livros e fazer palestra sobre a conjuntura nacional. Amanhã, será a vez de Ouricuri, na sede do consórcio do Araripe, às 19 horas, e no sábado, em Itapetim, às 19 horas, na Câmara.

Perguntar não ofende: O Conselho de Ética vai fazer o jogo sujo de Eduardo Cunha? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Dilma a mulher intestino, Só Faz Merda!

marcos

Ministro Dias Tófoli comenta: Dilma vai Cair Sem Golpe!

marcos

Dilma diz, Eu não sou Ladra. O Brasil retruca, Pergunta a Cerveró!!!

Diego da Silva Araújo

ué? nada sobre o impeachment na coluna de hoje, nem uma nota?

Nehemias Fernandes Jaques

Não vai ter golpe, Dilma fica!!!