FMO janeiro 2020


24/04


2015

Coluna da sexta-feira

Agreste em colapso de água 

As reservas hídricas do Agreste pernambucano estão muito mais comprometidas do que as do Sertão, devida as poucas chuvas que caíram na invernada que está se despedindo. Responsável pelo abastecimento de 15 cidades, entre as quais Caruaru, a barragem de Jucazinho, em Surubim, está secando, literalmente.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, fez uma reunião de emergência, ontem, com a direção da estatal em Caruaru para anunciar a decisão do Governo de cortar em 60% a retirada diária de água do manancial. Foi, segundo ele, uma medida para evitar que o reservatório, hoje com apenas 7% da sua capacidade, que é superior a 350 milhões de metros cúbicos, viesse a secar.

Jucazinho, entretanto, não é ainda a pior situação do Agreste. Segundo Tavares, municípios próximos a Garanhuns, como Jupi, Saloá, Capoeiras e Caetés já estão com seus reservatórios completamente esgotados, sem um pingo de água, sendo abastecidos 100% por carros pipias.

Para Tavares, o Agreste requer uma preocupação muito maior do que o Sertão, porque as chuvas foram muito mais escassas. A barragem Ingazeira, que abastece o município de Venturosa, no Agreste, também está zerada. Para a região, os meses de maio, junho e julho são esperados com expectativa pela população.

“Trata-se de um período em que pode haver maior precipitação. Caso o volume de chuva seja alto, muitas cidades em colapso têm chances altas de sair dessa realidade complicada, mas se ocorrer o contrário teremos que encontrar alternativas emergenciais”, disse Tavares.

No Sertão, considerada a região mais vulnerável à falta de água, o município em condição mais preocupante é Parnamirim. Três dos reservatórios que abastecem a cidade estão em colapso: Caiçara, Parnamirim e Abóboras. As três barragens já secaram totalmente.

No caso da Zona da Mata e da Região Metropolitana, os reservatórios estão com 63% da capacidade, que é de 348 milhões de metro cúbico de água. “Tranquiliza o fato de o nível da Barragem de Pirapama estar satisfatório, com mais de 90% de sua capacidade”, observa o presidente da Compesa.

O panorama, entretanto, pode se complicar devido ao estado de alerta do reservatório Botafogo, em Igarassu, que só tem 20% do volume de água que pode armazenar. O percentual baixo na capacidade total da barragem levou a Compesa a intensificar o racionamento no Grande Recife. Municípios como Olinda, Paulista, Igarassu e Abreu e Lima já são afetados pelo rodízio de dois a três dias sem água.

PELOS FUNDOS– Na passagem, ontem, por Timbaúba, onde abriu o seminário “Todos por Pernambuco”, o governador Paulo Câmara (PSB) teve que sair pelos fundos da escola técnica em direção ao município de Aliança, porque os professores estaduais em greve bloquearam a estrada que dá acesso ao local do evento. Mesmo assim, Câmara delegou a dois assessores a missão de tentar reabrir as negociações com a categoria.

É dando que se recebe! – O deputado Manoel Botafogo (PDT), que assumiu a vaga do ex-deputado Manoel Santos (PT), falecido em São Paulo domingo passado, já negociou com o Governo as condições para engrossar a base de sustentação na Assembleia. Ele próprio disse, ontem, no Frente a Frente, que não poderá indicar todos os diretores regionais da Mata Norte, mas abocanhará uma boa fatia. Na eleição passada, o parlamentar apoiou a candidatura de Armando Neto.

Calote astronômico – Fornecedores da obra paralisada do presídio de Itaquitinga, uma PPP (Parceria Público Privada) escancararam faixas e cartazes, ontem, em Aliança, durante a passagem do governador Paulo Câmara, para chamar a atenção do calote que levaram de R$ 30 milhões de uma empresa baiana, a principal responsável do empreendimento.

Falta uma Elba – Além do ex-presidente Fernando Henrique, ontem foram os senadores José Serra (SP), Tasso Jereissati (CE) e Álvaro Dias (PR) que disseram não à campanha do impeachment que o presidente do PSDB, Aécio Neves, quer deflagrar. O jurista Miguel Reale Jr. também foi reticente. Serra tem dito aos tucanos: “Não faria desse jeito. Precisa ter fato. O fato ainda não aconteceu. Não teve o Fiat Elba, prova material que derrubou Collor.

Reforço da base – O presidente do Sintepe, Fernando Melo, diz que os professores estão abertos ao diálogo, mas faz uma ressalva para a categoria paralisar a greve e retomar as negociações: o fim das perseguições do Governo, a readmissão dos 15 professores afastados de suas funções de direção em escola e a suspensão da decisão de descontar em folha os dias parados de quem faltou ao trabalho. “Queremos o fim da repressão”, alega.

CURTAS

PRESSÃO– Foi a reação da opinião pública que fez os partidos recuarem no tema do Fundo Partidário. Eles sempre lutaram para ter um reajuste expressivo. E só conseguiram neste ano devido à fragilidade do mandato da presidente Dilma, que virou de fato uma rainha da Inglaterra.

USINAS– A crise que se abate nas usinas de Pernambuco será um dos assuntos mais debatidos, hoje, no penúltimo seminário Todos por Pernambuco etapa Zona da Mata em Palmares. Renato Cunha, presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar de Pernambuco, vai entregar um documento ao governador com um diagnóstico do setor.

 

Perguntar não ofende: Os professores vão ceder e encerrar a greve para retomar a negociação com o Governo?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

O Prefeito do Município de Jaboatão dos Guararapes, no uso de suas atribuições, conferidas pela Lei Complementar, e de acordo com a estrutura administrativa definida na Lei Complementar nº 015 de 14 de maio de 2013 e, Lei Complementar n.º 016 de 22 de novembro de 2013 e a Lei Complementar 01/2015. RESOLVE: Ato n.º 4623/2015 – Exonerar Milton Tenório Pinto Júnior, do Cargo de Direção e Gerenciamento de Chefe de Nú-cleo, símbolo CDG-5A, da Secretaria Executiva de Mobilização e Regionalização da Gestão, com efeito, a partir de 1º de abril de 2015.

CARLOS TELLES

\"É dando que se recebe\"... esta é a \"Nova Política\"! Quanto aos Professores... para eles NADA! ISTO É UMA VERGONHA1


IPTU Cabo


23/04


2015

Coluna da quinta-feira

Voto distrital em 2016

Uma boa notícia, enfim, chega de Brasília como primeiro passo para a chamada reforma política virar uma realidade: vereadores de municípios com mais de 200 mil eleitores poderão ser escolhidos por voto distrital. A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou a mudança prevista no projeto de lei 25/2015.

Atualmente, os candidatos a vereador recebem votos de eleitores de todo o município. Os vereadores são eleitos pelo sistema proporcional, sistema no qual os votos recebidos por um candidato podem ajudar a eleger outros do mesmo partido ou coligação. Neste caso, o número total dos votos válidos é o que define a quantidade de vagas a que a legenda terá direito.

Pela proposta do senador José Serra (PSDB-SP), as cidades desse porte serão divididas em distritos, em número igual ao de vagas na Câmara Municipal. Cada distrito elegerá um vereador por maioria simples (50% dos votos mais um). O candidato mais votado será o eleito.

O texto prevê que o partido ou coligação registre apenas um candidato por distrito e cada vereador terá um suplente. Os tribunais regionais eleitorais serão responsáveis pela definição dos distritos, observando a continuidade do território e a igualdade de voto.

O relator na CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), leu seu voto favorável ao projeto e conseguiu aprovar uma emenda para excluir dispositivo que previa o fim da propaganda eleitoral dos candidatos a vereador.

Apesar de haver dificuldade técnica para divulgar a propaganda eleitoral focada no distrito, Eunício Oliveira disse que caberá aos partidos definir quais distritos e candidatos devem ter prioridade.

Se não houver apresentação de recurso para que a matéria seja examinada pelo plenário do Senado, a proposta segue direto para a Câmara dos Deputados. A expectativa é que a proposta seja decidida a tempo de valer para as eleições de 2016.

ACREDITE SE QUISER– O PMDB decidiu, ontem, abrir mão de cerca de 20% do Fundo Partidário a que a sigla tem direito. A definição foi tomada depois de encontro entre o vice Michel Temer, que também preside o partido, e o presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Moreira Franco. O relator da Comissão de Orçamento, senador Romero Jucá (RR), informou que os recursos do Fundo não podem ser contingenciados.

Economia aquecida – Grande atração do Sertão, o Flamengo, que jogou ontem em Salgueiro, acabou servindo de aquecedor da economia do município. Hotéis lotados, bares e restaurantes apinhados de torcedores de várias partes do Nordeste, o prefeito Marcones Sá (PSB) comemorou o crescente do ISS. “Vivemos um momento parecido com o auge das obras da Transposição”, assinalou.

O DEM e o estadista – Líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho não se estressa, em nenhum momento, com a posição do ex-presidente Fernando Henrique contrária à abertura de um processo de impeachment da presidente Dilma. E ele atribui também a posição de FHC “à idade” e resume: “Um estadista não pode ser um militante”.

Só para os polos – Prefeitos já começaram a passar a sacolinha nos arredores do Palácio das Princesas em busca de patrocínio para os festejos do São João, mas o Governo, em tempos de vacas magras, já mandou avisar: não tem dinheiro. Mas haverá exceções para os tradicionais polos do Estado, como Caruaru, Arcoverde e Petrolina.

 

Reforço da base – Suplente que assume a vaga deixada pelo deputado Manoel Santos (PT), que morreu domingo passado em São Paulo, o pedetista Manoel Botafogo, ex-prefeito de Carpina, foi beber na fonte palaciana, ontem, momentos após ser empossado. Comunicou ao secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, que reforçará a base governista na Assembleia Legislativa.

CURTAS

SEMINÁRIO– O governador Paulo Câmara abre, hoje, às nove horas, a penúltima etapa do seminário Todos por Pernambuco na cidade de Timbaúba, na Mata Norte, e amanhã fecha o ciclo da Zona Canavieira em Palmares, contemplando os municípios da Mata Sul.

FÓRUM– Já o secretário de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura do Recife, Marconi Muzzio, participa, hoje, em João Pessoa, do 64º Fórum Nacional de Secretarias Municipais de Administração das Capitais. “São dois dias de troca de muitas experiências”, diz Muzzio.

Perguntar não ofende: O plenário do Senado aprova o voto distrital para vereador já na próxima eleição, já aprovado, ontem, na Comissão Especial?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE - Decimo Terceiro


22/04


2015

Coluna da quarta-feira

Honraram seus mandatos

Em dois dias seguidos, Pernambuco perdeu dois grandes quadros políticos – o deputado estadual Manoel Santos e o ex-deputado federal Pedro Eugênio, ambos do PT. Foram políticos de origem diferentes. Manoel é cria do sindicalismo rural, da tendência sertaneja forjada na luta em parceria com a Igreja, pelas mãos do bispo Dom Francisco Mesquita, que tinha fama de comunista.

Do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serra Talhada, que presidiu, foi alçado ao comando da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetape), revelando-se uma liderança estadual, para em seguida conquistar o cenário nacional, presidindo a Confederação Nacional dos Trabalhadores (Contag), quando liderou grandes marchas em Brasília ao lado de outros movimentos sociais, como o MST.

Pedro Eugênio foi um tecnolitico (mistura de técnico com político) da escola arraesista. Nos Governos Arraes assumiu as Secretarias de Agricultura, Planejamento e Fazenda. Junto com a competente Tânia Bacelar, braço direito do ex-governador Miguel Arraes, Eugênio se projetou no plano estadual e acabou abraçando a vida partidária, elegendo-se deputado estadual.

E em seguida federal. Apesar de ter feito um bom mandato em Brasília, não conseguiu emplacar a última reeleição, desta feita já filiado ao PT, o Partido dos Trabalhadores. Eugênio presidiu o PT e coube a ele coordenar o tensionado e complicado processo da sucessão do ex-prefeito do Recife, João da Costa, que acabou sendo preterido na disputa pela reeleição por força de uma decisão da executiva nacional.

Eugênio passou, ainda, por uma diretoria do Banco do Nordeste e outros cargos. Em todos eles, entretanto, soube honrar a confiança delegada, nunca se envolvendo em nenhum tipo de maracutaia, diferente do que observamos, hoje, no Governo Federal com a operação Lava Jato e tantos outros escândalos na era Dilma.

Manoel Santos e Pedro Eugênio, portanto, dignificaram a vida pública, passando à história como exemplos de honestidade, decência, ética e moralidade, atributos que deveriam ser imprescindíveis a todos os que assumem funções públicas delegadas pelo voto popular.

QUORUM– Apesar do feriado de ontem, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), garante que haverá quórum, hoje, para votação dos destaques do projeto de terceirização, já aprovado pela Casa. Como tem sessão deliberada convocada para amanhã, também, os deputados não iriam, segundo ele, a se arriscar a perder dois dias seguidos, repercutindo nos seus subsídios ao final do mês.

Semeando e colhendo – Aliado do ex-deputado Pedro Eugênio (PT), a quem deu uma excelente votação em Serra Talhada, o prefeito Luciano Duque (PT) estava inconsolável com a morte do ex-parlamentar, a quem homenageou com um poema de Cora Coralina: "Mesmo quando tudo parece desabar, cabe a mim decidir entre rir ou chorar, ir ou ficar, desistir ou lutar, porque descobri, no caminho incerto da vida, que o mais importante é decidir, pois o que o importa na vida não é o ponto de partida, mas a caminhada. Caminhando e semeando no fim terás o colher".

Adeus, Camarão! – O governador Paulo Câmara lamentou não apenas as mortes de Manoel Santos e Pedro Eugênio, mas também do sanfoneiro Camarão, que partiu também ontem para a eternidade. “O Brasil perdeu uma das maiores referências da música popular, um mestre pela maestria com a qual desempenhava sua arte”, afirmou.

Cúpula irada – O PMDB está possesso com o relator da reforma política, Marcelo Castro, favorável ao voto distrital misto alemão, defendido pelo PSDB. Os caciques do partido garantem que aquela comissão não representa a maioria da Casa e vão derrotá-lo no plenário. Além disso, Temer e líderes como Renan Calheiros, Eduardo Cunha e Eunício Oliveira estão irritados pelo desrespeito a uma posição oficial da sigla.

Indefinição no Recife – O PT não tem ainda uma posição clara sobre a sucessão no Recife. Embora nos bastidores já corra a versão de que o candidato do partido será Mozart Sales, que teve uma excelente votação para deputado federal e voltou a atuar no Governo Dilma, a presidente do diretório estadual, Teresa Leitão, informa que há uma divisão, hoje, entre ter candidato próprio ou selar uma aliança.

CURTAS

SEM RUMO– Quanto a Olinda, onde seu nome seria, hoje, o mais forte para entrar na disputa, Teresa Leitão disse que segue na mesma indefinição do Recife, devendo ser objeto de uma discussão para deliberação em outubro, faltando um ano para o pleito.

DIVISÃO– O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima, fez um discurso, no Fórum de Comandatuba, a favor do impeachment da presidente Dilma. Ele foi feito logo após o ex-presidente Fernando Henrique afirmar que a proposta era precipitada.

Perguntar não ofende: Senado e Câmara têm quórum, hoje, depois do feriado de ontem?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

A nossa candidata na sucessão em Olinda é Teresa Leitão e ponto final.

marcos

O nosso candidato a secessão no Recife é João Paulo e ponto final.

adalberto ribeiro

Há cerda de um ano, ao fazer check up no Hosp Portugues, um médido cardiologista me disse q Pedro Eugenio havia saltado \"uma fogueira\", por conta de uma válvula operada no coração. Ficou tem naquela época, depois vieram as complicaçoes que acabaram sendo falta. A válvula cardiaca de Pedro, o gênio, nao resistiu às pressoes sanguineas, o coração desfibrilou, deu um adeus!

adalberto ribeiro

Quando escrevi a coluna politica no DP, eu costumava chamar o entao dep estadual Pedro Eugenio, em tom de brincadeira, de \"Pedro, o gênio\". Ele se divertia. O outro era Pedro Eurico, \"Pedro, o rico\", que nao gostava de ser chamado de rico. Pedro, o gênio, era bom camarada. Pedro, o rico, tambem é bom camarada, digo hoje em tom consideraçao, para desfazer mal-entendidos.


acolher


21/04


2015

Coluna da terça-feira

    O revide de Uchoa

Depois de derrubar, ontem, o recurso da OAB que o afastou da presidência da Assembleia Legislativa, o deputado Guilherme Uchoa (PDT), não esperou nem passar o feriado de 21 de abril, hoje, para entrar com um processo contra o presidente da instituição, Pedro Henrique.

Ontem mesmo, entrou com uma ação de falsificação de documento, o chamado incidente de falsificação documental. Segundo ele, o presidente da OAB não poderia ter usado o conteúdo do referido documento para dar sustentação jurídica a uma ação civil pública, mas apenas a uma ADIN – Ação Direta de Inconstitucionalidade. “Na prática, ele falsificou”, afirma Uchoa.

Para o presidente da Assembleia, o procedimento de Henrique coloca em suspeita a sua atuação na OAB, sugerindo que recorreu a uma brutal ilegalidade para tentar cassar o seu direito de exercer o quarto mandato consecutivo como presidente da mesa diretora do poder Legislativo estadual.

“Ele (Henrique) cometeu um crime e tem que pagar por isso”, afirmou. Em entrevista ao programa Frente a Frente, o presidente da Assembleia atacou Pedro Henrique também de ser procurador do Estado sem defender o Governo em nenhum processo, mas não abdicando de embolsar o seu salário de R$ 27 mil e outras vantagens, totalizando salário mensal acima de R$ 70 mil.

Isso, no entender de Uchoa, é uma imoralidade. “O presidente da OAB é um dos maiores marajás do Estado”, desabafou. Pelo andar da carruagem, essa briga não vai se resumir ao processo de contestação da constitucionalidade do mandato presidencial de Uchoa.

O presidente da Alepe antecipa que já tem um dossiê da gestão de Henrique e também do ex-presidente Jaime Asfora, hoje secretário municipal da Prefeitura do Recife, que à frente da instituição tentou acabar com o auxílio paletó. “Como vereador do Recife, esse rapaz não abriu mão de outras vantagens, inclusive o auxílio paletó. É pouca vergonha na cara”, afirmou.

OAB VAI RECORRER– Ouvido, ontem, pela coluna, o presidente da OAB, Pedro Henrique, disse que não cometeu nenhum tipo de falsificação de documento e que a assessoria de Uchoa comete um grande equívoco. Quanto à liminar que derrotou o recurso afastando o presidente da Alepe, Henrique disse que a decisão de recorrer será do conselho da OAB e não sua, de forma isolada.

Enfim, a alternância! – Aos que reclamavam da alternância de poder na Assembleia: em menos de 72 horas, a Casa teve dois presidentes: o vice Augusto Cesar (PTB), que assumiu de manhã ficando menos de 24 horas no cargo, e Uchoa, que reassumiu diante da liminar concedida pelo presidente do Tribunal de Justiça, Frederico Neves. Cesar ainda chegou a comemorar a presidência vapt-vupt recebendo, inclusive, o prefeito de Serra Talhada e um grupo de vereadores.

 

 

Tancredo Neves– Professor de Teoria Política na Universidade Federal de Pelotas, o pesquisador Daniel de Mendonça, autor de Tancredo Neves: da Distensão à Nova República, diz que o grande desencanto que se seguiu à morte do presidente, há 30 anos, se deve ao fato de, àquela altura, Tancredo ser menos um político e mais uma imagem associada às esperanças nacionais para o País. Uma imagem que o próprio Tancredo ajudou a construir, sem saber que não teria como dar prosseguimento a ela.

Sem derramar sangue – Do ex-governador Roberto Magalhães ao JC sobre Tancredo Neves, que partiu para a eternidade há 30 anos: “Tancredo ocupava o centro, onde se empurra o processo histórico. Ele era a única solução que tínhamos para fazer a redemocratização de forma pacífica, sem derramamento de sangue”.

A nova UVP –  Devido aos funerais do deputado Manoel Santos, que morreu domingo passado em São Paulo, o governador Paulo Câmara (PSB) não pode ir, ontem, à posse do novo presidente da União dos Vereadores (UVP), Josinaldo Barbosa (PTB), em Timbaúba. Foi representado pelo secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, que chegou ao local acompanhado de alguns parlamentares.

 

 

 

CURTAS

REFORMA– As comissões da Reforma Política e de Constituição e Justiça da Câmara receberam prazo para aprovar a reforma. Se isso não ocorrer, o presidente da Casa, Eduardo Cunha, vai avocar o tema para si e votar o relatório da Comissão direto no plenário.

2º ESCALÃO– O PR voltou a tratar, desta vez com o vice Michel Temer, sobre o 2º escalão do governo Dilma. A sigla quer manter a presidência da Valec, mesmo que o atual seja substituído; a vaga na ANTT; e quer nomear o ex-líder Luciano Castro para dirigir o Dnit.

Perguntar não ofende: O feriado vai atrapalhar a pauta do Congresso?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha



20/04


2015

Coluna da segunda-feira

   O novo Doutel de Andrade

O PT, quem diria, está envergonhado da sua líder maior, a presidente Dilma, e tem faltado com sua defesa no Congresso diante dos ataques da oposição. Já se foram os tempos em que os petistas davam o sangue, a alma e a vida pelo Governo. Hoje, seja na Câmara ou no Senado, Dilma é duramente atacada e não se ouve um petista levantar a voz em sua defesa.

A mão estendida vem de outras lideranças partidárias, longe de encarnar o cordão vermelho do PT. Na passagem pelo Recife, sexta-feira passada, o ex-presidente Lula, que não reservou nem um minuto da sua agenda para confabulações com os petistas pernambucanos, se derramava em elogios a um deputado que vem se revelando no Congresso pela coragem de rebater as contestações contra o Governo.

Ele nunca teve o coração vermelho e passa longe da caterva petista. Atende pelo nome de Silvio Costa (PSC), ungido vice-líder do Governo na Câmara dos Deputados por vontade da própria presidente. “Cadê o bravo Silvio que não está aqui entre nós”, quis saber Lula, na tarde de sexta-feira, dirigindo-se a correligionários que o foram recepcionar no aeroporto e depois na festa de inauguração da cervejaria Itaipava.

Num desabafo, Lula comparou Silvio Costa a Doutel de Andrade, uma das raras aves vivas do Congresso na crise da era Jango que defendia o Governo dos virulentos ataques de Carlos Lacerda, o maior líder da oposição, apelidado de “O Corvo”, pela forma corajosa que combateu e destruiu Getúlio Vargas.

Um dos parlamentares mais assíduos do Congresso, Silvio Costa, na verdade, tem sido, provavelmente, uma das raras vozes que ainda saem em defesa de Dilma, enfrentando de peito aberto o bombardeio da oposição, seja na CPI da Petrobras, nas comissões em que se discutem temas desfavoráveis ao Governo e, principalmente, no plenário, como vice-líder.

Articulista conceituadíssima da mídia nacional, Teresa Cruvinel, foi uma das primeiras, como Lula, a reconhecer o talento de Silvio Costa e sua disposição de leão para defender o Governo. “Ele é de um pequeno partido, o PSC, mas age com a desenvoltura dos caciques das grandes siglas”, afirmou, para acrescentar:

“Seu partido é hesitante, mas ele é um governista mais ativo que muitos petistas. E desde que Eduardo Cunha tornou-se uma espécie de rei da Câmara, ele tem se destacado como o único com disposição para enfrentá-lo”.

FORJADO NA LUTA– O deputado Manoel Santos, que partiu, ontem, para a eternidade, vencido pelo câncer, não era uma liderança fabricada pelo vil metal como tantas que se “produzem” hoje. Foi forjado na incansável luta pela reforma agrária, pelos direitos dos trabalhadores e pelo avanço do campo. Fará, certamente, muita falta ao movimento sindical pela sua postura corajosa de defender as injustiças sociais.

Recuou por que? – No cozido que ofereceu ao governador Paulo Câmara, sábado passado, o deputado Jarbas Vasconcelos, umas das vozes mais radicais em favor do impeachment da presidente Dilma no território peemedebista, gorou. E não se sabe lá por quais razões fez um brinde contra o afastamento da rainha da Inglaterra. Vá entender os políticos!

 

 

 

 

Recordar é viver– Na medida em que o termômetro político esquenta em Brasília vale a pena recordar: Júlio Prestes foi vítima de golpe em 1930; Getúlio Vargas se suicidou em 1954; Café Filho foi deposto no mesmo ano; quarteladas tentaram impedir, em 1955, a posse de Juscelino Kubitschek no ano seguinte; Jânio Quadros renunciou em 1961; João Goulart foi deposto por um golpe militar em 1964; Costa e Silva teve um enfarto, em 1969, e seu vice, Pedro Aleixo, foi impedido, pelos militares, de substituí-lo; e, Fernando Collor sofreu um impeachment em 1992.

A vez da Mata – O governador Paulo Câmara (PSB) retoma a agenda do seminário “Todos por Pernambuco” na próxima quinta-feira na Zona da Mata, em Timbaúba. Na sexta-feira, será a vez de Palmares. A última etapa será em Olinda, no Centro de Convenções, compreendendo a Região Metropolitana. Até o momento, o maior fórum foi o de Caruaru.

Só as cinzas– Serra Talhada não terá direito a velar o corpo de Manoel Santos, seu filho ilustre, mas suas cinzas, depois da cremação no Recife, serão levadas para sua terra natal. Manoel ganha homenagem na Fetape, instituição que dirigiu, antes de ser velado no plenário da Assembleia Legislativa.

 

 

 

CURTAS

CANDIDATO– Os petistas mais próximos do ex-presidente Lula estão convencidos de que ele será candidato ao Planalto em 2018. A fragilidade do PT, pelos escândalos do mensalão e da Petrobras, e a falta de um candidato viável pesam.

ANIMAÇÃO– Do ex-governador e ex-prefeito do Recife, Joaquim Francisco (PSB), ao ler neste blog que o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) estaria sendo estimulado a disputar a Prefeitura no ano que vem: “Se é para voltar ao passado eu também já estou me animando”. Em tempo: Joaquim tem 67 anos e Jarbas emplaca os 70 este ano.

Perguntar não ofende: Depois do jantar a sós com Dilma, Eduardo Cunha muda a pauta na Câmara hostil ao Governo?

"Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o perverso de lábios e tolo". (Provérbios 19-1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

É realmente quem conhece o passado FISCAL, ECONÔMICO E COMERCIAL do deputado Sílvio Costa, entende o ELO de ligação entre ELE, LULA E O PT.

Nehemias Fernandes Jaques

VOCÊ SABE QUEM É AÉCIO NEVES MAÇONARIA? https://www.youtube.com/watch?v=wlUrtQ14Hdo

Nehemias Fernandes Jaques

Aécio recebeu R$ 35,7 mi de empresas da Lava Jato. Caixa do PSDB nas eleições recebeu R$ 598,4 mi. Contribuições ao senador representam 16% do total de recursos arrecadados pelo candidato. O O candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG), arrecadou R$ 222,92 milhões em doações na última campanha eleitoral. Desse total, R$ 35,77 milhões, pouco mais de 16%, saíram de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, no âmbito das denúncias de corrupção e pagamento de propinas que envolvem a Petrobrás. Os dados foram obtidos com base nas prestações de contas eleitorais das campanhas, divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sua página na internet.


Cúpula Hemisférica


18/04


2015

Coluna do sabadão

    Confiante na reversão

É dada como certa no Tribunal de Justiça a reviravolta da decisão judicial, patrocinada pela OAB-PE, que afastou o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa (PDT), do comando da mesa diretora. O que diz nos bastidores é que “o direito do contestado é bom” e que a maioria dos desembargadores derruba a liminar.

Por isso mesmo, Uchoa se recolheu, não dando entrevistas. Foi aconselhado a alimentar um silêncio estratégico. O pedido de cassação foi apresentado pela Procuradoria da Assembleia Legislativa do Estado, sendo também assinado pelo procurador-geral do Estado, Antônio César Caula Reis.

Alguém pode até estranhar a participação da PGE, mas na prática ela defende em juízo os três poderes. O recurso é uma alternativa legal excepcional, segundo a assessoria da Alepe, podendo defender-se por conta própria, mas isto demandaria mais tempo, com o cumprimento de prazos legais.

A principal vantagem, entretanto, entre uma e outra, é não passar pelo processo de distribuição eletrônica, indo parar nas mãos de um desembargador, nomeado relator da matéria. A juíza Mariza Borges, da 3ª Vara Civil da capital, responsável pela cassação do direito de Uchoa ter um quarto mandato, afastou também o quarto secretário, Eriberto Medeiros.

Os demais cargos da mesa não foram atingidos porque, diferente de Uchoa e Eriberto, não estavam pleiteando um quarto mandato. Até que o TJP julgue o recurso de Uchoa, a presidência da Casa será ocupada pelo vice-presidente Augusto César (PTB), ligado ao ministro Armando Monteiro e com base no Sertão, especialmente Serra Talhada, terra natal.

CARGOS– Goiás, Piauí e Sergipe foram os três primeiros Estados em que os cargos de natureza estadual foram resolvidos, ontem, pela coordenação política do Governo, liderada pelo vice-presidente Michel Temer. A divisão dos cargos e a lista de nomes foi acertada entre os partidos que integram a base em Goiás, Sergipe e Piauí. No caso de Pernambuco, a expectativa é de que seja definido o destino dos ex-deputados João Paulo e Fernando Ferro, ambos do PT.

Cachê milionário– Lula fugiu da Imprensa como o diabo da cruz, ontem, na sua passagem pelo Estado, onde prestigiou a inauguração da fábrica de cerveja Itaipava. Restrita aos convidados, o ex-presidente fez uma palestra de uma hora, embolsando um cachê de R$ 300 mil.

 

 

Pé na estrada– Aliados que acompanharam Lula, ontem, por Pernambuco, informaram que o ex-presidente vai retomar uma agenda de viagens pelo País. A maratona, sem data ainda para o start, não será batizada, como em 2002, de “caravanas”, mas essa é a ideia. Seu objetivo é resgatar a imagem do PT para as eleições municipais e defender o Governo Dilma.

Distrital misto – O PSDB anunciou ontem seu projeto de reforma política. Seu item principal é o voto distrital misto alemão. Mas o líder do DEM, Mendonça Filho, revelou simpatia pelo distritão. Antes disso, na terça-feira, após a reunião da bancada tucana, o presidente Aécio Neves ouviu o senador Antônio Anastasia dizer que apoia o distritão.

João na Sudene– Dos ex-parlamentares aliados do Governo que ficaram sem mandato, o primeiro a garantir espaço foi Paulo Rubem (PDT), que disputou a vaga de vice-governador na chapa de Armando Monteiro e emplacou a presidência da Fundação Joaquim Nabuco. O próximo a ser nomeado, segundo uma fonte palaciana, será o ex-deputado João Paulo para a superintendência da Sudene.

 

CURTAS

ESTRADA– Filho do ex-deputado Ribeiro Godoy, um dos mais atuantes parlamentares representantes do Agreste na Alepe, Afrânio Godoy revela a alegria da família pela recuperação da Rodovia Deputado Ribeiro Godoy, ligando Bezerros a Bonito. É por essas e outras que o secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, foi apontado como o auxiliar que pauta a agenda positiva do Governo.

BATENDO ASAS– O ministro Armando Monteiro já admite que está deixando o PTB com a fusão do DEM ao partido. Ressalta que namora com o PDT, mas admite que já lhe ofereceram outra legenda, a qual faz o maior mistério. “Não posso antecipar agora”, alega.

Perguntar não ofende: Por que Lula evitou a Imprensa, ontem, na sua passagem por Pernambuco?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Aloysio Nunes e Serra se afastam. Os senadores Aloysio Nunes Ferreira e José Serra, velhos e bons amigos, se afastaram. Os tucanos paulistas dizem que esse é o primeiro sinal de uma disputa interna para concorrer ao governo de São Paulo em 2018. Uma do PSDB quer ver Ferreira no Palácio dos Bandeirantes. A outra defende a candidatura de Serra. Aloysio foi guerrilheiro durante a ditadura, guarda-costas de Marighella e representante da guerrilha de esquerda no exterior. Serra, presidente da UNE, subiu com Jango no palanque do discurso da Central do Brasil. Depois convocou o povo pelas rádios a resistir ao golpe militar no dia em que as tropas entravam no Rio, enquanto Jango fugia, e acabou prisioneiro de Pinochet. Hoje, ambos são classificados pelos analfabetos políticos como representantes daquela direita que esteve no poder durante 500 anos. José Serra, com três meses no mandato de senador, (são oito anos), já está articulando deixar o cargo, esse cara não tem respeito com o eleitor dele, PSDB apregoa tanto a alternância no poder, mas aqui no estado de São Paulo não entra no mesmo discurso Tucano!, realmente não temos mais para onde correr!

Nehemias Fernandes Jaques

Aecim. Farra com o dinheiro público...depois se faz de santo. E E ainda assim tem gente defendendo esse asqueroso.Como pode ?

Nehemias Fernandes Jaques

PERTO DOS TESOUREIROS TUCANOS, VACCARI É SANTO. No momento em que o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, está preso em Curitiba, depois de ter sido acusado por delatores, o jornalista Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, lembra dados biográficos de quatro ex-tesoureiros do PSDB: (1) Ricardo Sérgio de Oliveira, que dizia agir \"no limite da irresponsabilidade\" foi acusado por ninguém menos do que Antonio Carlos Magalhães de receber propina de R$ 90 milhões na venda da Telemar; (2) Andrea Matarazzo, apresentado nesta semana por FHC como seu candidato à prefeitura de São Paulo, arrecadou junto à Alstom para o caixa 2 da campanha tucana em 1998; (3) Marcio Fortes está na lista do HSBC, com contas que somavam US$ 2,4 milhões, em 1997; (4) Sergio Motta, o pai de todos, foi o mentor da reeleição, que teria custado US$ 200 mil por deputado; o que espanta, diz PML, é o silêncio do PT diante da desigualdade jurídica que impera no País

José Pereira da Silva

O grande (estrategista) Luladrão, veio a Pernambuco para tomar cachaça ficar bêbado e conversar merda, rebeber a propina de 300 mil por ter arrumado milhões e milhões a fundo pedidos para construir uma fábrica de cerveja, e fez questão de não falar nem receber os vagabundos baba ovos do PT em Pernambuco, essa foto do Luladrão com uma caneca de chopp é ele brindando a vitória do PT em Pernambuco. hahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

Nehemias Fernandes Jaques

ALCKMIN BANCA BLOGUEIRO ANTI-PT Governo Alckimin gasta cerca de R$ 70 mil por mês há quase dois anos com empresa que pertence ao responsável pelo site Implicante, que difunde notícias, artigos, vídeos e memes com ataques ao PT, à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula; o advogado Fernando Gouveia, que já trabalhou para Marta Suplicy e Soninha Francine, usa o pseudônimo Gravataí Merengue nas redes sociais e também se diz responsável pelo site Reaçonaria; Gouveia é dono da Appendix Consultoria, empresa criada em janeiro de 2013 e que recebe pagamentos oriundos do governo estadual por meio da agência de publicidade Propeg, uma das três que cuidam da propaganda do governo estadual


Prefeitura de Serra Talhada


17/04


2015

Coluna da sexta-feira

   Nova derrota à vista?

Notícias que chegam dos bastidores da cena nacional indicam que a oposição, com o apoio do PMDB, pode impor uma nova e fragorosa derrota ao Governo Dilma, rejeitando o nome do advogado Luiz Edson Fachin para assumir a vaga de Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal (STF).

Fachin foi recebido com ressalvas pela oposição. Simpático ao Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) e com ligações históricas com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Fachin chegou a pedir votos para Dilma na eleição de 2010 - e agora assume um posto na Suprema Corte em meio a dúvidas sobre sua autonomia e isenção para julgar possíveis processos contra políticos petistas ou aliados ao partido.

Em outubro de 2010, Fachin foi o porta-voz de um manifesto de juristas em favor da eleição de Dilma. O texto defendia o apoio à petista como uma garantia de crescimento econômico com desenvolvimento e a consolidação do País perante o cenário internacional.

"Preocupa-me a indicação de um nome para o STF com forte viés político. É hora de pensar no Brasil, e não em salvar a própria pele. A Suprema Corte não pode correr o risco de aparelhamento partidário", reage o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB)". Já o senador Agripino Maia (DEM) avalia que o vídeo em que Fachin pede votos para Dilma "segmenta a indicação do ministro".

Antes de assumir oficialmente a cadeira no STF, Fachin tem de passar por uma avaliação do Senado. Para o líder tucano, o momento da sabatina terá de ser valorizado para que sejam esclarecidos os "aspectos da posição política do indicado e do compromisso com a autonomia e independência necessária para todo magistrado".

"Já é um prejuízo ao funcionamento da Suprema Corte a demora na escolha. Demonstra uma presidente que vacila nas suas decisões. Espero que o Senado avalie com muita atenção se a relação política e ideológica do indicado pela presidente não compromete a isenção devida para o cargo", observa o líder da minoria na Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE), lembrando que Dilma deixou o cargo em aberto por quase nove meses.

"É questionável a forma como o PT usa essas pessoas que atuam para atender a lógica ideológica e as conveniências partidárias do partido. É importante que o Senado extraia a realidade, a qualidade e a isenção política ideológica do nome indicado pela presidente", avalia o líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho (PE). "Sendo ministro, ele terá de servir ao Brasil, não ao PT", acrescentou.

Já o deputado Raul Jungmann (PPS-PE) destaca que, no auge de denúncias envolvendo o governo, o recomendável era que não houvesse indicações políticas. "Não está em questão o saber jurídico dele. Mas melhor seria um jurista de carreira acadêmica e que nos desse segurança de que julgaria com absoluta independência. Neste momento, o STF está chamado a exercer um papel de árbitro perante crimes que são praticados pelo governo”, disse.

EM JABOATÃO– Com uma expressiva votação no Recife, algo beirando a 53 mil votos, sendo ainda o quinto mais votado da bancada federal, o deputado Anderson Ferreira (PR) é uma alternativa do PR para disputar a Prefeitura. Mas como o PR está na base de Geraldo Júlio, Jaboatão surge como opção para o republicano, que lá obteve 19 mil votos, sendo mais votado do que João Fernando Coutinho, nome que pode disputar pelo PSB.

Tirando o chapéu – Depois de ser elogiado pela mídia nacional pela coragem de enfrentar o todo-poderoso presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado Sílvio Costa (PSC), vice-líder do Governo na Casa, foi apontado pelo colega Jarbas Vasconcelos (PMDB) como “uma inteligência rara” num deserto de talentos que virou o Congresso Nacional.

 

 

Sentada num vulcão– Pelo menos dois blogueiros que estiveram com a presidente Dilma, na entrevista de terça-feira, no Planalto, saíram alarmados. Um deles, Altamiro Borges, militante do PCdoB, registrou seu pânico no Blog do Miro: “Eu deixei o Palácio bem preocupado! A sensação é de que o governo está sentado em um vulcão em erupção e, tecnocraticamente, não se deu conta!”. E, com algum desalento, completou: “Espero estar totalmente errado”.

Rui, o protetor! – De Ilimar Franco:Os petistas relatam que quem segurou João Vaccari na tesouraria do PT, contra a vontade da maioria, foi o presidente do partido, Rui Falcão. Sua tese era a de que, se ele saísse, ia ficar parecendo para fora que tinha culpa. Mas o fato é que as pesquisas já diziam que ele tinha culpa. Há três semanas, a maioria petista aguarda pelo seu afastamento do cargo”.

A guerra de Serra Talhada– O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), vai procurar o governador Paulo Câmara (PSB) para tratar de um assunto que vem tirando o seu sono e de toda população da cidade: a guerra entre famílias que já matou oito pessoas depois da morte do vereador Cícero Fernandes (PRP), ex-PM. Na noite de quarta-feira passada foi executado o comerciante Xuxa Clemente, a 50 metros do Batalhão da Polícia Militar.

CURTAS

MAIS UM– A violência que cresceu assustadoramente no Estado fez, ontem, mais uma vítima: o radialista Francisco Xavier, de Terra Nova, conhecido como “Titico Terra Nova”. Ele foi esfaqueado no centro da cidade e a Polícia ainda não tem pistas sobre os autores do crime.

PETROLINA– Em Petrolina, o prefeito Júlio Lóssio (PMDB) já teria sinalizado que o seu candidato será o secretário de Habitação, Ednaldo Lima. Mas outro nome cogitado seria o do secretário de Governo, Orlando Tolentino. Há quem diga, entretanto, que pode se aliar ao PSB e apoiar Lucas Ramos, filho do conselheiro Ranilson Ramos.

Perguntar não ofende: José Dirceu será preso pela Polícia Federal?

"A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos". (Provérbios 12-4)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

écio evita comentar acordo do PSDB com o PT para adiar votação da terceirização. A repercussão nas redes sociais levou parte dos deputados do PSDB a recuarem. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) evitou comentar o acordo feito na quarta-feira, 15, pela bancada tucana na Câmara com o PT para adiar a votação das emendas da lei que regulamenta a terceirização, que ficou para a próxima quarta-feira, 22. Ele também evitou comentar se houve medo da bancada sobre a repercussão negativa do projeto. \"Acho que foi um conjunto de informações contrárias (responsáveis pelo recuo tucano). A repercussão nas redes sociais levou parte dos deputados do PSDB a recuarem da postura adotada na semana passada, quando o texto-base do projeto foi aprovado por ampla maioria da Câmara. Houve depois disso a apresentação de uma série de emendas mudando o texto, o que dividiu a bancada tucana entre os que defendiam a manutenção do texto-base e uma nova versão emendada.

José Cláudio Soares de Oliveira

Xou Satanás! Não pode esse Ptzinho safadinho indicar seus companheiros para ocupar cargos no STF. Já chega com Dias Toffile.

joao carlos da silva

UM ABSURDO NOMEAR PARA O STF MAIS UM APAIXONADO PELA QUADRILHA QUE ORA GOVERNA O BRASIL. O MOVIMENTO VEM PRA RUA PRECISA EXIGIR QUE A CAMARA REJEITE ESSA INDICAÇÃO CUJA INTENÇÃO É APARELHAR A MAIS ALTA CASA DA JUSTIÇA BRASILEIRA.

José Cláudio Soares de Oliveira

É hora de acabar com essa companheirismo no STF. Se deixar o PT transforma este país numa Venezuela. Sou Satanás! Esse jurista é um fanático do PT. Se o senado não o rejeitar terá muita culpa com suas lambança. ..


Prefeitura de Limoeiro


16/04


2015

Coluna da quinta-feira

    O fato novo de 2016

Uma grande e avassaladora surpresa pode ocorrer na eleição para prefeito do Recife no ano que vem: o surgimento da candidatura do deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB), que governou a capital por duas vezes, ambas como o melhor prefeito do País.

Na última terça-feira, em jantar oferecido à parte da bancada pernambucana na Câmara, vazou a notícia de que o ex-governador está se animando para este novo desafio. Consultado, Jarbas disse que o momento não é de tratar de eleição nem está com ideia fixa nessa direção, mas admitiu que tem recebido sondagens.

Ressaltou que o assunto, vez por outra, é ventilado no plenário da Câmara, entre os deputados da bancada, e até no salão azul do Senado, entre os senadores pernambucanos. Ex-governador por dois mandatos e ex-prefeito do Recife por igual período, Jarbas é visto como um candidato em potencial.

Nas eleições passadas, teve 227.470 votos, dos quais 85 mil só no Recife, sendo o terceiro mais votado da bancada pernambucana, abaixo apenas de Eduardo da Fonte (PP) e Pastor Eurico (PSB). Na capital, Jarbas só perdeu para Felipe Carreiras (PSB), com quem tem uma relação complicada.

Aliás, relação nenhuma, segundo ele próprio confessa. As feridas da campanha não foram cicatrizadas e como Jarbas, quem ainda não assume, Carreiras tem projeto para disputar a Prefeitura do Recife, não em 2016, mas em 2020, caso o prefeito Geraldo Júlio, que vai à reeleição, seja bem sucedido.

Ao seu modo discreto, Jarbas tem dado sinais de que sonha em voltar à Prefeitura. No plano político, ele está criando uma relação super estreita com a bancada na Câmara. Na terça, recebeu 14 dos 25 deputados que integram a representação do Estado na Casa, para um jantar e na semana que vem repete a dose com o restante da bancada – 15 parlamentares.

Este blogueiro conversou, ontem, em Brasília, com vários deputados da bancada e todos desconfiam de que Jarbas é candidatíssimo a prefeito do Recife. “E é um nome com amplas chances, inclusive de aglutinar forças que não estão hoje na aliança de Geraldo”, disse um dos parlamentares.

JANTAR PLURAL– No primeiro jantar que ofereceu a 14 dos 25 deputados da bancada pernambucana na Câmara Federal, Jarbas recebeu em seu apartamento nomes que hoje estão no palanque do prefeito Geraldo Júlio, parlamentares ligados ao ministro Armando Monteiro (Desenvolvimento), como Silvio Costa (PSC) e até tucanos, como Daniel Coelho e Betinho Gomes, além do presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte.

Barrado no baile – A segurança da Câmara dos Deputados barrou, ontem, o acesso do presidente do Banco do Nordeste, Nelson Souza, ao auditório Nereu Ramos, logo cedo da manhã, onde foi realizada a reunião dos governadores do Nordeste com a bancada no Congresso. Nem carteirada deu certo. Só entrou por intervenção de deputados da bancada cearense.

 

Atraso salarial– Dos governadores nordestinos mais preocupados com a folha de pagamento, Jackson Barreto, de Sergipe, disse, ontem, no encontro de Brasília, que se não houver o saneamento da Previdência com repercussão nos Estados vai penar para pagar em dia os servidores estaduais. “Já estou correndo o risco de atrasar salário”, avisou.

Colapso alagoano – Já o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), pediu que a União abrisse uma exceção para o Nordeste na questão de assinar uma rubrica nova para atenuar os efeitos da seca na região. “No meu Estado, mais de 70% dos municípios estão em colapso de água e precisamos que a União nos estende a mão”, afirmou.

Prêmio Pelópidas Silveira– Desde ontem, o ex-prefeito Pelópidas Silveira recebe homenagens pela passagem do seu centenário. Hoje, o governador Paulo Câmara assina o edital do 1º Prêmio Pelópidas Silveira em Planejamento e Gestão Urbana Regional, para premiar os estudos e experiências exitosas na área. O evento está marcado para às nove horas no Salão das Bandeiras, do Palácio das Princesas.

 

CURTAS

JUROS– O senador Fernando Bezerra Coelho apresentou projeto de lei determinando que as taxas de juros praticadas em operações com recursos dos Fundos Constitucionais de Financiamento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste sejam, no mínimo, 2% inferiores às taxas praticadas pelas instituições financeiras federais, em linhas de crédito de longo prazo.

ELEIÇÃO– O presidente Comdica, José Rufino da Silva, detalha hoje, às 10h, o edital para eleição dos Conselhos Tutelares do Recife.  A divulgação será na sede da entidade na Rua Benfica, nº373, bairro da Madalena.  A eleição busca preencher 40 vagas de Conselheiros Tutelares para compor oito conselhos das seis Regiões Político-administrativas da cidade.

Perguntar não ofende: Quem será o próximo petista preso pela Polícia Federal?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ObservatorioDoPovo

Jarbas pode e seria muito melhor que o atual prefeito ( que é péssimo). O Recife não merecia um Geraldo Júlio. A cidade está travada. O \"gestor\" abandonou a cidade às moscas. Jarbas, porém, está longe de ser reserva moral. Depois que traiu os eleitores dele tornando-se amigo e aliado de quem dizia cobras e lagartos...Vai ser difícil se eleger prefeito. O povo não é mais bobo.0

José Cláudio Soares de Oliveira

Jarbas é um grande nome. Eu diria uma reserva moral do que resta da política. Agora, Geraldo Júlio é imbatível. Geraldo é dinâmico, presente, visionário, um gestor moderno.


Banner de Arcoverde


15/04


2015

Coluna da quarta-feira

    O grito do Nordeste

Os governadores do Nordeste têm, hoje, um cara a cara com 177 parlamentares que representam seus Estados no Congresso para uma tomada de posição sobre projetos de interesse comum que estão travados no parlamento e, mais do que isso, emendas que possam ser apresentadas ao ajuste fiscal.

O ministro da Fazenda, Joaquim Lecy, já antecipou que o Governo está aberto ao encaminhamento de propostas ao ajuste. Responsável pela condução do encontro e por fazer a articulação com os governadores e a bancada nordestina, Ricardo Coutinho (PSB), antecipou para ontem a chegada de alguns colegas nordestinos e presidiu um encontro prédio num hotel de Brasília.

Segundo ele, além de colher sugestões para o ajuste fiscal, a discussão também passa pelo agravamento da estiagem na região, o modelo arcaico de financiamento da saúde pelo SUS, que hoje é um grande gargalo, e a retomada de obras que estão paradas, a exemplo da Ferrovia Transnordestina ou andando a passos de tartaruga, como é o caso da Transposição do São Francisco.

“Vamos tentar sensibilizar deputados e senadores eleitos pelo Nordeste para agilizar a votação de matérias importantes para a região, bem como discutir as medidas de ajuste fiscal necessárias para manutenção de investimentos do Governo Federal”, disse o governador paraibano.

O governador Paulo Câmara (PSB) chegou ontem no final da tarde a Brasília e seguiu direto para o encontro. Segundo ele, na última reunião do Fórum Nordeste, em João Pessoa, os governadores acertaram uma pauta comum em defesa da região, mas muitos projetos dependem da boa vontade e da decisão política da bancada no Congresso.

“Temos uma bancada expressiva, de 117 deputados e senadores e, juntos, podemos ser mais fortes”, disse Câmara, adiantando que iria procurar todos os deputados da bancada pernambucana – 25 ao todo – e mais os três senadores – para apresentar as necessidades mais urgentes do Nordeste, especialmente do Estado, previamente apontadas e priorizadas na reunião da Paraíba e no recente encontro com Dilma.

DESORGANIZAÇÃO– Nem todos os deputados nordestinos foram informados antecipadamente do encontro de hoje com os governadores. “Não estou sabendo”, disse Jarbas Vasconcelos (PMDB), que tomou conhecimento através deste blogueiro. Mesma reação teve Augusto Coutinho (SD), que só soube por meio de um ofício chegado, ontem, ao seu gabinete, assinado pelo governador da Paraíba.

Eugênio na UTI – É grave o estado de saúde do ex-deputado Pedro Eugênio (PT). Há três meses, aproximadamente, ele se encontra internado na UTI do hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, com sequelas decorrentes de uma cirurgia coronariana. Ex-secretário da Fazenda e Planejamento na gestão de Arraes, Eugênio disputou as eleições passadas já enfrentando os mesmos problemas, não obtendo sucesso nas urnas.

Segundo escalão– O vice-presidente e ministro das Relações Institucionais, Michel Temer, passou o dia, ontem, sofrendo pressões para agilizar a nomeação do segundo escalão federal. João Paulo, ex-prefeito do Recife, não reeleito federal, está cotado para assumir a Sudene, enquanto o ex-deputado Fernando Ferro tem lugar garantido na Chesf.

Vai abrir o bico? – Não está descartada a possibilidade do ex-deputado Pedro Correa Neto (PP) optar pela delação premiada. A informação chegou, ontem, à bancada federal pernambucano por um parente bem próximo de Corrêa, que está preso na PF de Curitiba, envolvido na operação Lava a Jato. “Ele vai abrir o jogo”, dizia um parlamentar no salão verde da Câmara.

Fim da farra– Está por um fio o fim da reeleição nas assembleias legislativas e nas câmaras municipais. Projeto nesse sentido, de autoria do deputado Augusto Coutinho (SD) deve começar a ser discutido, nos próximos dias, na Comissão de Constituição e Justiça. Segundo ele, a matéria já foi considerada prioridade pela mesa diretora da Câmara dos Deputados. Se passar, acaba a farra. Tem Câmara antecipando a reeleição em até um ano.

 

 

 

 

 

 

CURTAS

DESEMPREGO– O deputado Miguel Coelho (PSB) joga a culpa no Governo Federal a onda de demissões no porto de Suape. “O Nordeste tem sido a região mais fragilizada pela crise econômica. Só em Ipojuca, segundo ele, mais de 25 mil postos de trabalho foram extintos, sem que haja uma reação do Governo.

JANTAR– O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB) ofereceu jantar, ontem, a parte da bancada pernambucana no Congresso. A outra metade – são 25 deputados e três senadores – ficou para a próxima semana. Jarbas tem sido uma voz firme da oposição pelo afastamento da presidente Dilma.

Perguntar não ofende: A chiadeira dos governadores nordestinos em Brasília vai resultar em alguma coisa?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha



14/04


2015

Coluna da terça-feira

A rainha da Inglaterra

Dilma cai? Esta é a pergunta mais frequente nos últimos dias depois que a população ocupou as ruas pedindo o seu afastamento e no Congresso a crise política, com nefastos desdobramentos econômicos, continua sem ter respostas também, provocando um quadro turvo de incertezas.

A presidente está feita aquela cantiga da perua – de mal a pior. E o pior ainda não chegou. Está vindo. Vem na medida em que ela não mais aguentar governar de mentirinha devido a decretação do parlamentarismo branco, pelo qual reinam absolutos Eduardo Cunha e Renan Calheiros, ambos do PMDB.

Com a outorga de primeiro-ministro, o vice-presidente Michel Temer, o agora todo-poderoso da República, jogou a última pá de cal em Dilma. Nada, absolutamente nada se decide no Palácio do Planalto que não tenha o aval de Temer e da dupla Cunha e Renan.

Dilma está prestes a ter um chilique de tão nervosa que anda. De mãos atadas, vê o Governo ser controlado pelo PMDB, de um lado, e a economia por Joaquim Levy, de outro. Se o jogo draconiano de Cunha, Renan e Temer faz de uma marionete, nas medidas impopulares tomadas por Levy ela viu sua imagem de gerentona virar pó.

Daqui a 90 dias, quando o pior bater à nossa porta, Dilma terá que decidir entre o ruim e o pior: abrir mão do mandato de rainha da Inglaterra ou deixar, definitivamente, o parlamentarismo branco afundar o País. Segundo a última pesquisa do Datafolha, 67% dos brasileiros não acreditam mais em Dilma.

Entre esses 67%, o grosso é formado por petistas ou eleitores que passaram as últimas eleições votando no PT. Aliás, não custa perguntar se o próprio PT, que assiste passivamente o PMDB impor o parlamentarismo branco, continuará com igual postura. Ninguém sabe, na verdade, o que vai ser deste País, a não ser aqueles que tenham bola de cristal.

ILEGALIDADE– Foi grande a adesão dos professores ao primeiro dia de greve no Estado, com maior incidência na Região Metropolitana. O secretário de Administração, Milton Coelho, discutia, ontem, com Antônio Figueira, da Casa Civil, o pedido da ilegalidade do movimento à justiça. Se isso ocorrer, os professores serão obrigados a voltar à sala de aula, mas como há uma radicalização a tendência é ignorar a decisão.

Rumo ao impeachment – Líder na minoria na Câmara, o tucano Bruno Araújo vai propor que o PSDB acelere a formalização de um pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O parlamentar disse que deverá levar o sentimento da bancada ao presidente da legenda, o senador Aécio neves (PSDB-MG), durante a reunião que a cúpula da sigla realiza hoje, em Brasília, e diz estar "confiante" que o senador ouvirá os tucanos.

 

 

 

Nas ruas– A CUT em Pernambuco está anunciando uma paralisação geral, amanhã, em sinal de protesto contra o projeto de lei da terceirização. “Estamos diante de um verdadeiro retrocesso na história das conquistas da classe trabalhadora”, diz o presidente da entidade, Carlos Veras, para quem haverá muitas perdas no processo de regulamentação.

Tucano maltrata professores – Em Jaboatão, o Sindicato dos Professores radicaliza no confronto com o prefeito Elias Gomes. Diz que o tucano já recebeu o valor do repasse correspondente ao aumento do Governo Federal, mas se nega a repassar à categoria. Em assembleia, marcada para hoje, os professores da rede municipal podem decretar greve por tempo indeterminado.

Sem algemas– Pedro Corrêa embarcou ontem para Curitiba (PR) escoltado por agentes da Polícia Federal. O ex-deputado embarcou na aeronave sem utilizar algemas e escoltado por três policiais. De acordo com o chefe de comunicação da PF em Pernambuco, Giovani Santoro, Corrêa saiu do Centro de Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), direto para o Aeroporto Internacional dos Guararapes e embarcou às 5h40.

 

 

 

 

CURTAS

NORDESTE– A reunião dos governadores nordestinos com a bancada da região na Câmara e Senado, amanhã, está marcada para às 8h30m, com quórum alto: 177 parlamentares e a presença dos nove governadores. A coordenação é do paraibano Ricardo Coutinho (PSB).

AGENDA– O governador Paulo Câmara já embarca, hoje, para Brasília. Além da reunião com a bancada nordestina terá audiências com ministros para tratar de programas em andamento no Estado em parceria com a União. A presidente está condicionando liberação de recursos ao ajuste fiscal.

Perguntar não ofende: Quando saem as nomeações para o segundo escalão federal de João Paulo, Fernando Ferro e Pedro Eugênio?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

Manifestações anti-Dilma \'encolhem\' porque o povo percebeu; quem se beneficia é o patrão.

Nehemias Fernandes Jaques

Livro que relata envolvimento de FHC com a CIA esgota edição. FHC é citado por três jornalistas quanto ao seu envolvimento com a espionagem dos EUA. Está esgotado nas duas maiores livrarias do Rio o livro da escritora Frances Stonor Saunders \"Quem pagou a conta? A CIA na Guerra Fria da cultura\", no qual o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é acusado, frontalmente, de receber dinheiro da agência norte-americana de espionagem, para ajudar os EUA a “venderem melhor sua cultura aos povos nativos da América do Sul”.




13/04


2015

Coluna da segunda-feira

   A chama está acesa

Houve comemoração no Planalto com a adesão bem menor da população à manifestação de rua, ontem, pedindo o afastamento de Dilma. A comparação tem como parâmetro o dia 15 de março, quando São Paulo mobilizou mais de 1 milhão de pessoas. Por que não se viu mais gente nas ruas?

Não se sabe, até porque uma pesquisa do Datafolha aponta que quase 70% dos entrevistados aprovam o impeachment de Dilma. E a rejeição ao seu Governo recuou apenas dois pontos, de 62% para 60%, índice altíssimo. Na verdade, milhares de pessoas voltaram às ruas em diversas cidades do País, com atos em mais de 400 municípios brasileiros.

Em Brasília, 25 mil pessoas se concentraram em frente do Congresso Nacional e a Esplanada dos Ministérios, segundo a Polícia Militar. Já os sete organizadores - Diferença, Vem pra Rua, Foro de Brasília, Tô na Rua, Movimento Brasil Contra a Corrupção, Movimento Limpa Brasil e Movimento Brasil Livre - estimaram 40 mil, igual ao verificado no protesto do dia 15 de março.

Em São Paulo, a concentração começou tímida pelas calçadas da Avenida Paulista, com os motoristas promovendo buzinaços. Mas aumentou muito no final da tarde. O partido Solidariedade coletou assinaturas para um abaixo-assinado pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Caminhoneiros, depois de buzinar na Marginal do Tietê, interditaram a Marginal do Pinheiros e seguiram até a Paulista. Outro grupo grande foi visto na Rodovia Presidente Dutra. O tom dos discursos foi centrado na corrupção na Petrobras e em pedidos de impeachment de Dilma.

O músico e humorista Juca Chaves, 76, cantou versos anti-PT: "Enquanto bilionários investem lá no norte, no norte da Suíça/ Democracia é isto, é viajar para Cuba com nossa presidente/ Infeliz o país andou pra trás/ Secaram a nossa Petrobras/ Adeus, ladrões/ Adeus, PT saudações".

Antes do início dos discursos, a Polícia Militar mandou um caminhão do Vem para Rua se deslocar dez metros na rua para garantir circulação na Paulista. Cerca de quinze ativistas ligados ao grupo realizaram um "skataço", batendo com o "shape" de seus skates na calçada - numa versão do panelaço que ocorreu durante pronunciamento da presidente em cadeia de TV no mês passado.

Talvez a presença mais tímida do povo nas ruas esteja ligada também à incerteza do País nas mãos do PMDB, que num eventual afastamento de Dilma passaria a comandar o Governo pelas mãos do vice Michel Temer. Muitos temem de ser muito pior com o PMDB.

ADESÃO BAIXA– No Recife, também não foi diferente em relação às demais capitais. A manifestação pela Avenida Boa Viagem atraiu um público bem menor em comparação a 15 de março. Sem a Polícia Militar se pronunciar sobre o número de participantes da caminhada promovida pelo grupo Vem pra rua, os organizadores do ato estimaram entre 40 mil e 50 mil na manifestação. Mais tarde, a PM estimou em 25 mil pessoas.

É do baixo clero – Em 100 dias de mandato, o neotucano Daniel Coelho, que antecipou a sucessão no Recife, não conseguiu romper a zona dos chamados deputados do baixo clero, diferentemente de outros estreantes, como Tadeu Alencar, já visto pelo Diap como uma das revelações pela destacada atuação na Comissão de Reforma Política.

 

 

Jogo de cintura– Na passagem por Caruaru, para o seminário Todos por Pernambuco, o governador Paulo Câmara teve que se desdobrar para prestigiar as três forças políticas antagônicas que dão sustentação ao seu Governo: a do prefeito José Queiroz (PDT), do deputado Tony Gel (PMDB) e, por fim, da deputada Raquel Lyra, com quem almoçou na fazenda Macambira, de propriedade do seu pai, o ex-governador João Lyra.

Reforma política – O Congresso quer acelerar a discussão da reforma política para que as novas regras já possam valer nas eleições de 2016. A comissão na Câmara tem prazo até 15 de maio para votar o relatório de Marcelo Castro. O prazo foi fixado pelo presidente, Rodrigo Maia. A CCJ está sendo pressionada a se manifestar até o final de maio. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, quer votar o projeto de reforma, no plenário da Câmara, nos primeiros 15 dias de junho.

Recurso à delação– Clóvis Corrêa Filho, advogado e primo do ex-deputado Pedro Corrêa Neto (PP), admite que as provas contra o parlamentar citadas no despacho do juiz federal Sérgio Moro são "contundentes" e ainda classificou o trabalho do magistrado como "excepcional". "Não tem como fugir da Justiça. Defendo que ele faça a delação para contribuir com o aperfeiçoamento do processo democrático", pregou.

 

CURTAS

PREFEITOS– Dos cinco prefeitos do PTB no Agreste, apenas Ronaldo Ferreira, de Brejão, não deu as caras no seminário Todos por Pernambuco, sexta-feira passada, em Garanhuns. Ligados ao ministro Armando Monteiro, os prefeitos de Caetés, Iati, Capoeiras e Jucati podem se aproximar do governador Paulo Câmara diante do fato novo, que é a fusão do DEM ao PTB.

GOVERNADORES– O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), passou o fim de semana ligando para os deputados e senadores da bancada nordestina no Congresso para lembrar da reunião com os nove governadores da região, marcada para a próxima quarta-feira, no auditório Nereu Ramos, às 8h30m.

Perguntar não ofende: A bancada nordestina vai atender ao apelo dos governadores e aprovar o ajuste fiscal?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Pois é… Nemia, tu tas dizendo que os protestos foram fracos. ( o da CUT foi uma beleza...) Digamos que tenham sido mesmo 240 mil os manifestantes deste domingo em todo o país. Desafio o PT, a CUT e Lula a pôr nas ruas 240.001 pessoas em defesa do governo e do partido.

Nehemias Fernandes Jaques

PROTESTOS CONTRA DILMA FORAM UM “FRACASSO. É difícil negar que as manifestações de ontem foram um fracasso, os números que apontaram menos da metade das pessoas protestando contra o governo indicam que a melodia agressiva que dominou as redes sociais em março já não era ouvida ontem, diz; resultados também \"ensinam que a oposição não foi capaz de transformar o impeachment numa causa realmente popular o : PSDB parece ter medo do povo...rs

RENAN

NEMIA VERME, CADÊ A RESPOSTA? CORRE NÃO, PARASITA!!! RESPONDE COM A VERDADE, VAMOS AOS NÚMEROS DOS INSTITUTOS DE PESQUISA! OU SERÁ QUE ESSES INSTITUTOS SÓ PRESTAM QUANDO OS NÚMEROS SÃO PRA FAVORECER TUA PATROINHA MENTIROSA (QUE ALIÁS FAZ TEMPO QUE NÃO FAVORECE, TEM JEITONÃO)!!!!!!

Nehemias Fernandes Jaques

Cadê o Aécio?\" pergunta Bolsonaro em protesto na Paulista. Tava bebo...rs

RENAN

NEMIA VERME, QUAL É MESMO O PERCENTUAL DOS QUE APROVAM O (DES)GOVERNO DA TUA PATROINHA RAINHA DA MENTIRA? SERÁ QUE A GRANDE MASSA TÁ DENTRO DESSE PERCENTUAL E OS QUE DESAPROVAM SÃO A ELITE BRANCA DO \"TERCEITO TURNO\"? KKKKK!!!




11/04


2015

Coluna do sabadão

   Governadores assumem ajuste

A reunião dos governadores do Nordeste com as bancadas dos nove Estados na Câmara Federal, marcada para a próxima quarta-feira, em Brasília, tem um componente ligado ao desdobramento do encontro que os chefes de Estado tiveram com a presidente Dilma.

Deixarão claro, nas suas intervenções junto aos parlamentares, que são amplamente a favor do reajuste fiscal e pedirão, de forma indireta, o apoio para que o projeto seja aprovado. Há quem seja contrário, mas como Dilma tem alegado que sem o ajuste nada anda, os governadores resolveram perder a inibição e pedirão voto para o ajuste.

Falando sobre o assunto, ontem, em Garanhuns, onde abriu e coordenou a plenária do seminário Todos por Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) assumiu ser favorável ao ajuste desde que os próprios parlamentares nordestinos pudessem dar a sua colaboração para ampliar e melhorá-lo.

“A presidente tem colocado que o País não anda por falta do ajuste. Precisamos apoiar, mas encontrar mecanismos também que o Congresso tem sua participação em cima da proposta”, disse Câmara, que confirmou sua presença no encontro, ressaltando que pedirá aos deputados da sua bancada empenho para ajudar o Governo a apoiar a medida.

A articulação do encontro dos governadores está sendo feito da Paraíba pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). Segundo Coutinho, além de debater com a bancada as demandas de cada Estado no Congresso, os governadores podem ter uma outra agenda em Brasília com a ministra Carmen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, para tratar do processo dos royalties do petróleo e sua distribuição para os Estados.

VERSÃO SOCIALISTA– Os seis senadores do PSB, que retiraram suas assinaturas para criação da CPI dos Fundos de Pensão, alegam que sucessivas CPIs têm como objetivo dispersar e enfraquecer investigações que estão em curso. O alvo seria retirar o peso das CPIs do HSBC, da Operação Zelotes e do Extermínio de Jovens. O PSB critica a eventual criação da CPI dos Fundos de Pensão, proposta pelo senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).

Surto governista – Na abertura do seminário Todos por Pernambuco, ontem, em Garanhuns, o prefeito Izaias Régis, armandista roxo, fez um discurso tão governista que assustou os aliados de Paulo Câmara. E ainda por cima fez questão de posar com o governador fazendo o “V” da vitória”. Vitória, segundo ele, “da grave crise que venceremos juntos”.

 

Aumento de servidor– Em relação à grita do Judiciário por mais recursos, sob a alegação de que o Estado cortou orçamento, o que se comenta é que o intuito é cobrir os gastos com reajuste de servidores daquele poder. “Nenhum Estado está dando aumento a qualquer categoria”, alega um secretário estadual, adiantando que o governador tem passado o duodécimo do Judiciário religiosamente em dia, com base no orçamento aprovado.

Fusão garantida – As cúpulas do PTB e do DEM na Câmara e no Senado garantem que a fusão será feita, apesar da posição contrária da bancada do PTB no Congresso. O que se diz é que o líder Jovair Arantes (GO) não tem votos na Executiva trabalhista ou na convenção nacional para impedir a fusão e que sai antes de setembro, como quer Jovair.

O nó de Araripina– Em Araripina, o ex-deputado Emanuel Bringel (PSDB) rompeu com o prefeito Alexandre Arraes (PSB) e pode ter o seu filho Bringel Filho na vice do candidato da oposição a prefeito, Raimundo Pimentel. O problema é que Pimentel já havia sinalizado para ter como vice o vereador Evilásio Mateus (PDT), na foto ao lado, velho aliado, que agora passou a ser assediado por Arraes para entrar na sua chapa.

 

CURTAS

ENCONTRO– O secretário de Desenvolvimento, Thiago Norões, disse que tomou conhecimento pela mídia do projeto de demissão voluntária no Complexo Industrial Químico-Têxtil PQS, em Suape, para reduzir sua produção a um terço da atual. Informou que na próxima semana terá um encontro com a direção do complexo.

AUMENTO– O prefeito do Cabo, Vado da Farmácia (PTB), informa que concedeu aumento de 13,01% aos professores efetivos da rede municipal de ensino, percentual exigido em lei sobre o Piso Nacional do Magistério dos Professores da Educação Básica, estipulado pelo Ministério da Educação.

Perguntar não ofende: O Judiciário pernambucano ganha a guerra contra o Governo no STF?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

TSE nega pedido de Aécio Neves para suspender propaganda do PT na TV. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta sexta-feira, 10, pedido de liminar para suspender duas peças publicitárias veiculadas na última terça-feira, 7, nas inserções nacionais da propaganda do PT. Em representação, o PSDB, leia-se Aécio Neves, já que ele é o presidente do partido, portanto quem manda, alegava que as duas propagandas estimulam o ódio, o preconceito e a divisão de classes, além de tentar usar da \"mentira\" para tentar iludir a população. Em uma das inserções, o vídeo cita o fato das prisões realizadas nos governos do PT: \"Colocamos mais gente importante na cadeia por corrupção do que nos outros governos. Quem é contra tudo isso acha que pode nos odiar\". Na outra inserção, o PT também cita a inclusão social e o combate a corrupção ao dizer que o partido \"ajudou a reescrever a história do Brasil\", mas não menciona o \"ódio\" à legenda. É pau na moleira tucanoides!




10/04


2015

Coluna da sexta-feira

    O estilo Paulo Câmara

Próximo a completar 100 dias de gestão, o governador Paulo Câmara (PSB) já imprimiu um estilo próprio. Algumas coisas lembram o seu guru, o ex-governador Eduardo Campos, como a disposição para o trabalho, os incansáveis expedientes noturnos, a pontualidade e a disposição para o diálogo.

Câmara tem, porém, diferenças gritantes. De perfil técnico, não costuma exagerar na dosagem em discursos. Em algumas ocasiões, nem fala, abrindo espaços para aliados. Em viagens, Câmara também é bem diferente. Raramente usa jatinhos nos deslocamentos a Brasília.

Ao interior, quando os trechos são curtos ou médios abre mão do helicóptero e embarca com alguns auxiliares numa Van, como fez, ontem, para chegar até Surubim, um trecho de 122 km, de onde seguiu depois para a cidade de Garanhuns, onde abre hoje o seminário Todos por Pernambuco.

De Garanhuns, segue amanhã, logo cedo, para Caruaru, para a terceira etapa do seminário, o que na prática terá percorrido mais de 800 km em apenas três dias. “O governador só usa avião em casos extremamente necessários”, diz o secretário da Casa Civil, Antônio Figueira.

Nos contatos com a população no Interior, o governador tem um estilo que lembra um pouco Eduardo, se misturando ao povo e sempre disponível para fotos com fãs e eleitores. Câmara também é madrugador e pontual como Eduardo. Nos seminários, não fossem as falas prolongadas dos aliados, dificilmente atrasava a programação.

Ontem, por exemplo, na assinatura da ordem de serviços da duplicação da PE-160, ligando do entroncamento da BR-104, em Pão de Açúcar, à entrada da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, o governador fez um ato de 15 minutos, usando da palavra apenas o deputado Diego Moraes (PSB) e ele próprio, que falou cinco minutos.

COM AÉCIO– Na conversa que teve com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, terça-feira passada, o governador Paulo Câmara informou que estaria procurando nos próximos dias o senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB. Com as principais lideranças tucanas, Câmara tem procurado antecipar entendimentos com relação as eleições municipais, para garantir a presença do PSDB na aliança de Geraldo Júlio.

Reação inesperada – Petista de carteirinha, cria do ex-prefeito Flávio Nóbrega, o prefeito de Surubim, Tulio Vieira, não só prestigiou o seminário Todos por Pernambuco, ontem, em sua terra, como fez rasgados elogios ao tratamento recebido pelo governador, citando, inclusive, a parceria selada para custeio do carnaval no município.

O jogo do governo– Os seis senadores do PSB denunciam que a criação de sucessivas CPIs tem como objetivo dispersar e enfraquecer investigações que estão em curso. O alvo seria retirar o peso das CPIs do HSBC, da Operação Zelotes e do Extermínio de Jovens. O PSB critica a eventual criação da CPI dos Fundos de Pensão, proposta pelo senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), e decidiu retirar suas assinaturas do requerimento.

Indecisão tucana – O PSDB está em dúvida sobre a presença de seu presidente, Aécio Neves, na manifestação de domingo. Tasso Jereissati opinou que se fosse menor que no dia 15, o tucano seria associado a um fracasso. Cássio Cunha Lima sustentou que se fosse pequena, Aécio viraria líder. Rita Camata sugeriu que ele olhasse o tamanho para decidir se vai ou não. Bruno Araújo teme a overdose de protestos.

Nem ai! – O senador Fernando Bezerra Coelho participou, ontem, apenas da abertura do seminário Todos por Pernambuco em Surubim, queimando as plenárias da tarde. Sobre a sua defesa no processo da Lava Jato em que é acusado de receber R$ 20 milhões para a campanha de Eduardo, o socialista disse que está assessorado por um excelente advogado e que vai tirar de letra.

CURTAS

OPOSIÇÃO– Na segunda etapa Agreste do seminário Todos por Pernambuco, hoje, em Garanhuns, o governador terá como anfitrião mais um prefeito do bloco de oposição: Izaías Régis (PTB), ligado ao ministro Armando Monteiro Neto. Resta saber se terá comportamento dócil feito o prefeito petista de Surubim.

AUDIÊNCIA– O senador Fernando Bezerra Coelho preside, hoje, em Petrolina, audiência pública da Comissão de Reforma Agrária e Agricultura do Senado para discutir a crise hídrica que se abate sobre a fruticultura irrigada no Vale do São Francisco, destruindo produções e empregos.

Perguntar não ofende: Vale a pena fazer balanço de cem dias de Governo?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias Fernandes Jaques

OEA pode obrigar Brasil a anular a farsa do mensalão. O Min. Joaquim Barbosa afirmou no plenário da Corte que havia elevado , sem fundamento jurídico, a pena dos condenados, a fim de levá-los à prisão, pelo que é um dos motivos para desqualificar a lisura das condenações processuais.

Nehemias Fernandes Jaques

GOVERNO DO PSDB, CONTRA O BRASIL. 6 milhões de comprimidos vencidos são encontrados em galpão do governo mineiro. Aproximadamente 6 milhões de comprimidos de mais de 100 tipos diferentes de remédios comprados pelo Governo de Minas, durante a gestão do PSDB, terão de ser incinerados por terem perdido o prazo de validade e se tornado impróprios para consumo. Os medicamentos não foram distribuídos durante os mandatos de Antônio Anastasia (PSDB, 2011-2014) e Alberto Pinto Coelho (PP, 2014). A apuração do jornal Estado de Minas revelou que os remédios estavam armazenados em Contagem e alguns deles datam de março do ano passado. São cápsulas de Sinvastatina, usado para combater pressão alta, Dipirona, utilizado para febre e dor, Mebendazol, para verminoses, e Glicazida, para Diabetes. Segundo o jornal de Belo Horizonte, eles estariam avaliados em R$ 13 milhões. A Secretaria de Estado de Saúde da atual gestão, de Fernando Pimentel (PT), afirmou que vai apurar o caso e que, a princípio, a não distribuição se deu em função do descumprimento de regras de estoque por parte do consórcio que fazia a logística os remédios, além de outros problemas referentes a regras sanitárias. Problemas similares, decorrentes de falta de cuidado pela empresa de logística, já foram registrados em outras regiões do estado, como em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, onde medicamentos repassados à Prefeitura foram encontrados em más condições de armazenamento num galpão no Centro da cidade.

hmkb

100 dias não vale nada para avaliação de um governo. O prefeito também nos seus primeiros dias se acordava cedo para \"vistoriar\" obras e depois abandonou a cidade. Daqui a 3 anos vamos ver o que essa gente que hoje o põe nas nuvens , terá a dizer.

Ramilson Correia de Carvalho

Pernambuco vai sofrer muito com a atuação pífia de um desgoverno que foi eleito por uma maioria de eleitores que votaram por emoção. Fosse Eduardo vivo pernambuco teria outro rumo. Não votei nesse governador feito nas coxas. E todos sabem que ele está totalmente perdido. Seu único jogo político é tentar se manter no poder. Em 2018 ele vai ter a maior decepção de sua carreira política. Isto é, se isto que está ai podemos considerar um polítco.

Ramilson Correia de Carvalho

E muita babação. Chega da nojo a babação de alguns por esse governador. Pernambuco está no governo automático desde que Eduardo se foi. Esse governo está mais perdido doque cego em tiroteio. As estradas de Pernambuco estão um caos. Órgãos como o Der está totalmente sucateado e servidores além de não terem reajustes, amargam cortes de pequenas vantagens que tinha em seus salários. professores que foram enganados por esse governo sem rumo estão desestimulados para ensinar. Somente esse blogueiro que vive confinado em um escritório pode ver alguma coisa de positiva nesses cem dias de desgoveno de PAULO MALVADEZA.




09/04


2015

Coluna da quinta-feira

      Renildo ainda se salva?

Nunca um prefeito de Olinda chegou a um patamar tão elevado de rejeição quanto Renildo Calheiros (PCdoB), que em no segundo ano do seu segundo mandato tem especulares 84% de desaprovação, conforme este blog antecipou, ontem, com base em pesquisa realizada pelo instituto Plural.

Há espaços para o comunista se recuperar? Muito improvável. Na sua reeleição, há dois anos, Renildo não estava em situação tão dramática como agora, mas já exibia percentuais altos de rejeição, o que quase provoca um segundo turno com a então candidata do PMDB, Isabel Urquiza.

A imagem do prefeito está associada diretamente à sua péssima gestão, porque mais de 90% não aprovam a sua forma de administrar. Com isso, Renildo cria um cenário complicado para qualquer aliado que vier a apoiar nas eleições do ano que vem, mesmo sendo Luciana Santos, como já se especula.

Olinda, por ser ainda uma cidade dormitório, tendo em vista que grande contingente populacional trabalha no Recife, é encarada como uma cidade complicada de se administrar, apesar do seu charme e chamariz turismo, só comparável a Ouro Preto, em Minas Gerais, que praticamente vive em torno de políticas exploratórias da sua vocação turística.

Renildo tem, ainda, para complicar, a imagem de um gestor ausente, nunca encontrado em seu gabinete, com mais presença em Brasília, onde não tem conseguido êxito na liberação de recursos com Dilma, como fez, quando deputado, na era Lula, em benefício da gestão de Luciana.

SEM PRESSA– Integrante da bancada do PTB na Câmara Federal, o deputado Zeca Cavalcanti participou de uma reunião com seus demais colegas e aprovou a proposta de estender a definição da fusão da legenda com o DEM para setembro. “Não há razão para tanta pressa”, alerta, adiantando que faz parte de um partido que está na base do Governo, cuja maioria não pretende abandonar o barco.

A caminho da falência – A crise atingiu drasticamente os negócios do deputado Marinaldo Rosendo (PSB) em Serra Talhada, onde detém o monopólio de uma distribuidora de bebida. Suspendeu os contratos de todos os gerentes, não está pagando a folha há dois meses e os comentários na cidade é que caminha para decretação de falência. Em Serra, Marinaldo foi apoiado pelo ex-prefeito Carlos Evandro (PSB).

 

Confisco petista– A direção do PT confiscou as inserções regionais da sigla. Ela vai usar o horário eleitoral de abril e maio para defender o partido e o Governo Dilma. O objetivo é resgatar a obra social do PT e vender a ideia de que seus governos colocaram mais gente na cadeia que outros por conta da corrupção. Os petistas querem na telinha do programa de dez minutos, em 5 de maio, a presidente Dilma e o ex-presidente Lula.

Mais estradas – Após abrir o seminário “Todos por Pernambuco”, hoje em Surubim, o governador Paulo Câmara (PSB) vai a Santa Cruz do Capibaribe para anunciar a restauração e duplicação da PE-160, que vai do entroncamento da BR-104, no distrito de Pão de Açúcar, à sede de Santa Cruz, com 12 km de extensão, ao custo de R$ 64 milhões.

Firme e forte no PSC– O deputado Sílvio Costa garante que não está numa posição desconfortável no PSC, que, ao contrário, tem uma excelente relação com o presidente do diretório nacional, Pastor Everaldo. Ressalta que não tem pretensão de deixar a legenda e que sua relação com o ministro Armando Monteiro, a caminho do PDT, independe de questões partidárias.

 

 

CURTAS

NOVO BLOG– O companheiro Edenevaldo Alves, diretor de Jornalista da Petrolina FM, lançou, ontem, em Petrolina, o seu blog com enfoque na área política e econômica. Com 32 anos de atuação no radio jornalismo do Sertão, Edenevaldo vai com certeza fazer tanto sucesso no blog quanto faz hoje no rádio.

NA PARAÍBA– Hoje, o movimento União pelo Nordeste, criado por deputados pernambucanos em defesa de ações de combate à seca, chega a Paraíba. Os deputados Miguel Coelho, Rodrigo Novaes e Odacy Amorim serão recebidos pelo governador Ricardo Coutinho (PSB).

Perguntar não ofende: Dilma ainda governa?

"Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons". (Provérbios 15-3)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Nemia, tu é muito burro mesmo né, o assunto aqui é RENILDO, MARINALDO, ROUBO DO PT, O PMDB MANDANDO EM DILMA e tu fica postando MERDA. ( só sendo do PT, para ter raciocínio lento)

Nehemias Fernandes Jaques

Veja a lista dos deputados que traíram os trabalhadores e votaram sim PL 4330 (das terceirizações) Confira os deputados que votam contra os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras Lista mostra quais parlamentares aprovaram a tramitação em regime de urgência do PL 4330, da terceirização total que acabará com a CLT Acompanhe na relação a seguir quais os deputados que votaram contra ou a favor do regime de urgência para a tramitação do PL 4330, o projeto da terceirização total e indiscriminada que reduzirá direitos dos trabalhadores. Quem votou sim é, portanto, contra os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Pernambuco (PE) Anderson Ferreira PR Sim Augusto Coutinho Solidaried Sim Betinho Gomes PSDB Sim Bruno Araújo PSDB Sim Carlos Eduardo Cadoca PCdoB Não Daniel Coelho PSDB Sim Eduardo da Fonte PP Sim Fernando Coelho Filho PSB Sim Fernando Monteiro PP Sim Gonzaga Patriota PSB Sim Jarbas Vasconcelos PMDB Sim João Fernando Coutinho PSB Sim Jorge Côrte Real PTB Sim Kaio Maniçoba PHS Sim Luciana Santos PCdoB Não Mendonça Filho DEM Sim Pastor Eurico PSB Sim Raul Jungmann PPS Não Ricardo Teobaldo PTB Sim Silvio Costa PSC Sim Tadeu Alencar PSB Não Wolney Queiroz PDT Não Zeca Cavalcanti PTB Não Total Pernambuco: 23

Lucidio de Figueiredo Galvão Júnior

UMA CIDADE QUE O PREFEITO ASSUMIU COM CEM MIL VOTOS E O TOTAL DE BRANCOS, NULOS E ABSTENÇÕES SOMARAM CENTO E CINCO MIL VOTOS NÃO É LEGÍTIMO, POIS NÃO CORRESPONDE AOS ANSEIOS DA MAIORIA, QUE NÃO QUERIA NENHUM DOS CANDIDATOS. UMA CIDADE ONDE O ÓRGÃO ARRECADADOR (SECRETARIA DA FAZENDA) FICA SEM SISTEMA VÁRIOS DIAS DA SEMANA, QUANDO NÃO CHOVE, SE CHOVER É O CAOS. UMA CIDADE COM A VOCAÇÃO TURÍSTICA DE OLINDA NÃO TEM UM PLANO PROFISSIONAL PARA RECEBER O TURISTA NEM VENDER O TURISMO, SÓ APRENDERAM A FAZER OBRAS MUITO MAU FEITAS E REFORMA-LAS, COMO A BEIRA MAR QUE NEM TERMINARAM E JÁ ESTÃO REFORMANDO. SE O TCU FIZER UMA FISCALIZAÇÃO, TCHAU PRO LOURO !!!!!




08/04


2015

Coluna da quarta-feira

    Priscila candidata pelo PDT?

Viabilizada a fusão do DEM ao PTB, o ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro Neto, assume no Estado com carta branca da direção nacional o comando do PDT, levando para a legenda de imediato cinco deputados federais e um senador – Douglas Cintra, que assumiu a sua vaga no Senado.

Com isso, o PDT, hoje com apenas um federal – Wolney Queiroz – cria envergadura no Estado com a incorporação aos seus quadros dos deputados Jorge Corte Real, Zeca Cavalcanti, Adalberto Cavalcanti e Ricardo Teobaldo. O quinto é Sílvio Costa, armandista de carteirinha e hoje numa posição desconfortável no PSC, que já disse que segue junto.

A grande novidade como consequência da fusão do DEM ao PTB em Pernambuco tende a ser o destino da deputada Priscila Krause (DEM), que torce o nariz para a incorporação do seu partido à legenda trabalhista. Segundo uma fonte ligada ao diretório nacional do PDT, a parlamentar já teria aberto conversações com Armando para ingressar no novo e revigorado PDT.

Priscila, neste caso, seria potencial candidata a prefeita do Recife, criando uma mais que terceira via na sucessão do prefeito Geraldo Júlio. Mesmo que a sua transferência não venha a se confirmar, a deputada também não iria para o PTB, partido que em nível municipal deve integrar a aliança pela reeleição de Geraldo.

Armando já teve vários encontros com a direção nacional do PDT, conforme não faz segredo o seu presidente Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho e um dos mais entusiasmados com a nova fase que o partido passaria e ter no País, com destaque no plano pernambucano.

Quanto ao prefeito de Caruaru, José Queiroz, e seu filho Wolney, o que se diz em Brasília é que Armando não teria dificuldades de construir uma ponte para convencê-los a permanecer na legenda. Como Queiroz não é candidato em 2016 nem tampouco Wolney, a possibilidade de um entendimento não está descartada.

MENDONÇA NA LIDERANÇA– Em entrevista ao Frente a Frente de ontem, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) adiantou que, feita a fusão do DEM ao PTB, processo que teve desdobramento com um novo encontro entre as principais lideranças dos dois partidos, o líder na Câmara será o deputado pernambucano Mendonça Filho. “Benito Gama é um bom quadro, mas o líder será Mendonça”, assinalou.

Marido traído – O ex-ministro Pepe Vargas viveu na pele, ontem, a experiência do marido traído: no cargo, foi o último a tomar conhecimento, pelo noticiário online, que a sua pasta das Relações Institucionais estava sendo oferecida a Eliseu Padilha, por indicação do PMDB. Por sorte, Padilha não aceitou porque não teve o respaldo do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

 

Ferraz assassinado– Elmo, 46 anos, integrante da família Ferraz, foi a sétima vítima da guerra sanguinolenta de Serra Talhada que começou com o assassinato do vereador Cícero Fernandes (PRP), o Cição, ligado ao secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira. Pelo jeito, a lista dos 20 marcados para morrer parece que é uma triste realidade.

Acabou cedendo – O vice Michel Temer estava decidido a não participar do núcleo duro do Planalto. Foi o que disse à Dilma pela manhã, mas na noite de ontem, diante da recusa de Eliseu Padilha, cedeu. O PMDB acha que, agora na condição de responsável pela articulação política, Temer vai evitar o esgarçamento da relação do Planalto com o partido. Pois, depois que a casa caiu, ele não iria ficar com o pepino na mão, para ser cobrado caso não fizesse um milagre. Temer reforça, assim, o núcleo institucional dos partidos da base.

PSDB com Geraldo– Ao governador Paulo Câmara, vice-presidente nacional do PSB, com quem se encontrou, ontem, em São Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso revelou que vai trabalhar intensamente para manter a aliança tucana com a legenda socialista em várias capitais nas eleições do ano que vem, especialmente no Recife, priorizando a reeleição do prefeito Geraldo Júlio, que elogiou pela sua postura na campanha presidencial de Aécio Neves.

 

 

CURTAS

GARANHUNS– O diretório municipal do PSDB de Garanhuns tem novo presidente. É Saulo Malta, indicado pelo deputado estadual Claudiano Martins. Por orientação do parlamentar, Malta já começou a trabalhar o ingresso de novos filiados para montar uma chapa competitiva à Câmara de Vereadores.

RECURSOS– O prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio (PMDB), foi recebido em Brasília, ontem, pela secretária-executiva do Ministério da Saúde, Ana Paula Sote, com quem discutiu a liberação de recursos para obras que estão em andamento no município em parceria com o Governo Federal.

Perguntar não ofende: Dilma, enfim, cedeu ao poder de Eduardo Cunha ao não emplacar Eliseu Padilha em sua equipe?

"O hipócrita com a boca destrói o seu próximo, mas os justos se libertam pelo conhecimento". (Provérbios 11-9)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Nemia, tu é muito burro mesmo né, esses que TU citasse estão na operação Psychological Sciense, e os que EU citei estão na operação Lava-Jato. Vê se entende agora. ( só sendo do PT, para ter raciocínio lento)

Nehemias Fernandes Jaques

marquito, só não citasse. SERRA, PAULO PRETO, AEBRIO, PAULO HENRIQUE CARDOSO, FHC, RICARDO SERGIO, VERONICA SERRA, DANIEL DANTAS, ALVARO DIAS, BETO RICHA, MENDONÇA DE BARROS,VENDOLIN, ANDREA NEVES, GERALDO PINTO DA SILVA, JOSÉ ARTUR GUEDES TOURINHO, JOSÉ OSMAR BORGES, MÁRCIA CRISTINA ZAHLUTH CENTENO ETC...

Moura Mestre

O que ocorre em Serra Talhada decorre diretamente dos valores que lá cultuam, ou seja, tem Lampião como ídolo, como herói e benfeitor e em nome de suposta \"cultura\" fazem uma dancinha sem vergonha fantasiados de cangaceiros. Resumindo: São apologistas do crime.

marcos

Pessoas sabidas e picaretas tendem a ser mais corruptas e sínicas. Investigação da Operação Lava-Jato mostra que pessoas de esquerda tendem a ser mais bandidas. A prova concreta estudo baseia-se nos membros do PT. vejamos: JOSÉ DIRCEU, GENUÍNO, LULA, DELÚBIO, MERCADANTE, BERZOÍNE, DILMA, ROSSETO, PALLOCI, ERENICE, HUMBERTO COSTA, GLEISE ROFFMAN, MENTOR, OKAMOTO, HADDAD ( NEMIA, Se for colocar aqui todos os INTELIGENTES DO PT vai acabar a tinta do cartucho). Não é nova a ideia de que quem nuca comeu mel, quando come se LAMBUZA. rsrsrs

Nehemias Fernandes Jaques

Pessoas menos inteligentes tendem a ser mais conservadoras e preconceituosas. Estudo realizado pela Psychological Sciense mostra que pessoas de esquerda tendem a ser mais inteligentes, já pessoas menos inteligentes são mais conservadoras, preconceituas e ignorantes. Não é nova a ideia de que o conservadorismo e o preconceito estão ligados umbilicalmente.


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores