Lavareda

05/11


2020

Datafolha RJ: Paes 31%; Crivella 15%; Martha 13% e Benedita 8%

A Pesquisa Datafolha divulgada hoje aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a Prefeitura do Rio de Janeiro nas Eleições 2020:

  • Eduardo Paes (DEM): 31%
  • Crivella (Republicanos): 15%
  • Martha Rocha (PDT): 13%
  • Benedita da Silva (PT): 8%
  • Luiz Lima (PSL): 5%
  • Renata Souza (PSOL): 3%
  • Bandeira de Mello (Rede): 3%
  • Paulo Messina (MDB): 1%
  • Clarissa Garotinho (Pros): 1%
  • Cyro Garcia (PSTU): 1%
  • Fred Luz (Novo): 1%
  • Nenhum/branco/nulo: 16%
  • Não sabe/Não respondeu: 2%

Glória Heloiza (PSC) e Suêd Haidar (PMB) tiveram menos de 1%, e Henrique Simonard (PCO) não foi citado.

Em relação ao levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 22 de outubro:

  • Eduardo Paes foi de 28% para 31%
  • Crivella foi de 13% para 15%
  • Martha Rocha se manteve com 13%
  • Benedita da Silva foi de 10% para 8%
  • Luiz Lima foi de 4% para 5%
  • Renata Souza foi de 5% para 3%
  • Bandeira de Mello se manteve com 3%
  • Paulo Messina foi de 0% para 1%
  • Clarissa Garotinho se manteve com 1%
  • Cyro Garcia se manteve com 1%
  • Fred Luz se manteve com 1%
  • Glória Heloiza foi de 1% para 0%
  • Suêd Haidar se manteve com 0%

Henrique Simonard não foi citado nas duas últimas pesquisas

Os indecisos foram de 3% para 2%, e os brancos ou nulos foram de 17% para 16%

Destaques por segmento

Segundo a pesquisa, Paes obtém as maiores vantagens entre os mais velhos (40%, ante 14% de Crivella e 12% de Martha); entre os mais ricos (36%, contra 16% de Martha e 10% de Crivella); entre os católicos (41%, ante 12% de Martha e 10% de Crivella); aposentados (47%, contra 14% de Crivella e 10% de Martha); e entre os que reprovam o governo Jair Bolsonaro (sem partido) (34%, ante 3% de Crivella e 14% de Martha).

Simulações de segundo turno

O Datafolha também simulou três cenários de segundo turno. Veja os números:

  • Eduardo Paes 53% x 25% Crivella (branco/nulo: 21%; não sabe: 1%)
  • Eduardo Paes 44% x 38% Martha Rocha (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
  • Eduardo Paes 48% x 27% Benedita da Silva (branco/nulo: 24%; não sabe: 1%)

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Crivella: 57%
  • Eduardo Paes: 33%
  • Benedita da Silva: 30%
  • Clarissa Garotinho: 29%
  • Cyro Garcia: 13%
  • Delegada Martha Rocha: 11%
  • Luiz Lima: 11%
  • Paulo Messina: 8%
  • Fred Luz: 7%
  • Renata Souza: 6%
  • Glória Heloiza: 6%
  • Suêd Haidar: 6%
  • Bandeira de Mello: 6%
  • Henrique Simonard: 5%
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: 4%
  • Não sabe/não respondeu: 2%
  • Poderia votar em todos: 1%

Espontânea

O Datafolha também tratou da intenção de votos espontânea, quando o eleitor diz em quem vai votar sem ter os nomes dos candidatos apresentados. Veja os resultados:

  • Eduardo Paes: 22%
  • Crivella: 11%
  • Martha Rocha: 8%
  • Benedita da Silva: 5%
  • Luiz Lima: 3%
  • Renata Souza: 2%
  • Bandeira de Mello: 1%
  • Fred Luz: 1%
  • Outros: 3%
  • Branco/nulo/nenhum: 16%
  • Não sabe/não respondeu: 29%
  • Não vota/não vai votar/vai justificar: 0%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 1.064 eleitores da cidade do Rio de Janeiro

Quando a pesquisa foi feita: 3 e 4 de novembro

Número de identificação na Justiça Eleitoral: RJ-02176/2020

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

05/11


2020

Santa Cruz: Líder da oposição declara apoio a Dida de Nan

O assunto mais comentado em Santa Cruz do Capibaribe é adesão do vereador e líder da oposição Ernesto Maia (PCdoB), ao projeto encabeçado por Dida de Nan (PSDB), que representa o grupo governista. O anúncio aconteceu ontem, e tem repercutido bastante na região. As informações são do Blog Cenário.

Maia está disputando o seu 5º mandato de vereador e apesar de declarar apoio a Dida, seu partido permanece na base de Fábio Aragão (PP), que também disputa a prefeitura da cidade. Com o movimento, o parlamentar deve ser destituído da função na Câmara Municipal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

05/11


2020

Cabo: Justiça proíbe Keko de divulgar pesquisa

A Justiça Eleitoral atendeu, ontem, a duas representações da coligação Frente Popular do Cabo e proibiu a divulgação de uma pesquisa sem registro sobre as intenções de voto à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. O juiz da 121ª Zona Eleitoral, Fábio Vinícius de Lima Andrade, deferiu liminares e notificou aliados e integrantes da coligação Unidos por um Cabo feliz, encabeçada pelo vice-prefeito Keko do Armazém (PL).

“Deflui da legislação eleitoral supracitada só ser permitida a divulgação de pesquisa eleitoral que esteja previamente registrada na Justiça Eleitoral, regra cujo descumprimento pode ensejar a punição dos responsáveis em sanções de natureza pecuniária, e, constatada a ocorrência de fraude, de natureza penal”, disse o magistrado.

Os representados foram proibidos de compartilhar no WhatsApp e no Instagram dados do levantamento, que apontava Keko na liderança. Além do postulante do PL, o vice de chapa, Professor Arimateia (SD), o ex-prefeiturável Eduardo Cajueiro (PTB) e os candidatos a vereador Ted Nilton (PT), Dinho de Keko (PTB), Professor Evandro (PTB), Ivonaldo Silva (MDB), Língua Afiada (PL) e Zé Carlos (PTB) não podem dar publicidade a estes números, sob pena de multa diária de R$ 5 mil em caso de descumprimento.

Justamente por não ter o exigido registro na Justiça Eleitoral, a pesquisa não tem legitimidade. O Facebook, responsável por gerir os dois aplicativos, foi notificado para proibir compartilhamento e visualização, bem como retirar do ar postagens que tragam o conteúdo denunciado pela coligação liderada pelo prefeito Lula Cabral (PSB). Caso descumpra a determinação, a empresa também será multada em R$ 5 mil por dia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

05/11


2020

Ratos nos corredores do Hospital Otávio de Freitas

Familiares de pacientes internados no Hospital Otávio de Freitas (HOF), administrado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e localizado no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife, denunciaram ratos nos corredores da unidade. A partir de vídeos divulgados pela TV Jornal ontem, foram encontrados, ainda, outros problemas na unidade, como superlotação e aglomerações – em meio à pandemia da covid-19.

Através das imagens, fica claro que não há distanciamento entre os doentes e alguns acompanhantes precisam ficar sentados no chão, como risco de pegar alguma doença. Além disso, as macas lotadas de pacientes dividem espaço com quem precisa passar pelo corredor. Clique aqui e confira a matéria na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


05/11


2020

Editorial destaca Patrícia campeã em rejeição

No Frente a Frente de hoje, programa que ancoro pela Rede Nordeste de Rádio, o meu editorial foi sobre a pesquisa Datafolha divulgada hoje e o recorde de rejeição da candidata do Podemos à Prefeitura do Recife, Delegada Patrícia. Vale a pena conferir!

O Frente a Frente tem como cabeça de rede a Rádio Hits 103,1 FM, em Jaboatão dos Guararapes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

05/11


2020

Fagner é o entrevistado do “Provoca” desta terça-feira

O cantor e compositor Raimundo Fagner é o entrevistado do programa #Provoca da próxima terça-feira. A atração é apresentada pelo jornalista Marcelo Tas e exibida às 22h15, na TV Cultura. Além do seu trabalho na música, a pauta da atração também focará no envolvimento de Fagner com a política e com uma de suas maiores paixões, o futebol. Vale a pena conferir.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


05/11


2020

Datafolha: João 31%; Marília 21%; Mendonça 16% e Patrícia 14%

Do G1/PE

A Pesquisa Datafolha divulgada há pouco aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para a prefeitura do Recife nas Eleições 2020:

  • João Campos (PSB): 31%
  • Marília Arraes (PT): 21%
  • Mendonça Filho (DEM): 16%
  • Delegada Patrícia (Podemos): 14%
  • Coronel Feitosa (PSC): 2%
  • Carlos (PSL): 1%
  • Charbel (Novo): 1%
  • Nenhum/branco/nulo: 12%
  • Não sabe/não respondeu: 3%

Thiago Santos (UP), Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB) e Claudia Ribeiro (PSTU) foram citados, mas não atingiram 1% das intenções de voto. Victor Assis (PCO) teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral.

Em relação ao levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 22 de outubro:

  • João Campos (PSB): se manteve com 31%
  • Marília Arraes (PT): saiu de 18% para 21%
  • Mendonça Filho (DEM): saiu de 15% para 16%
  • Delegada Patrícia (Podemos): saiu de 16% para 14%
  • Coronel Feitosa (PSC): se manteve com 2%
  • Carlos (PSL): se manteve com 1%
  • Charbel (Novo): se manteve com 1%
  • Claudia Ribeiro (PSTU): se manteve com menos de 1%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): se manteve com menos de 1%
  • Thiago Santos (UP): saiu de 1% para menos de 1%
  • Victor Assis (PCO): não foi citado na última pesquisa e, nesta, teve a candidatura indeferida
  • Em branco/nulo/nenhum: se manteve em 12%
  • Não sabe: saiu de 4% para 3%

Destaques por segmentos

De acordo com o Datafolha, a alta da candidata Marília Arraes foi alavancada, principalmente, pelo crescimento entre as mulheres (de 15% para 22%), nas faixas de idade mais avançadas (de 16% para 21% entre quem tem de 45 a 59 anos, e de 18% para 22% na parcela com 60 anos ou mais), na parcela com escolaridade média (de 15% para 20%) e entre eleitores mais pobres, com renda mensal familiar de até dois salários (de 14% para 20%). No eleitorado com renda familiar acima de cinco salários, por outro lado, houve queda (de 33% para 23%) na preferência pela petista.

A oscilação negativa da intenção de voto em Delegada Patrícia foi desigual entre os segmentos do eleitorado. Na parcela de 45 a 59 anos, por exemplo, ela recuou de 17% para 11%, e na faixa anterior, de 35 a 44 anos, passou de 17% para 19%. No eleitorado com escolaridade fundamental, houve recuo de 10% para 6%, e entre quem estudou até o ensino médio, de 19% para 13%. No segmento mais escolarizado, por outro lado, a preferência por sua candidatura passou de 16% para 23%. Entre os mais pobres, ela perdeu sete pontos (de 17% para 10%), e entre os mais ricos, com renda familiar superior a cinco salários, ganhou nove pontos (passou de 14% para 23%).

Rejeição

A pesquisa também perguntou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Os percentuais foram os seguintes:

  • Delegada Patrícia (Podemos): 35%
  • João Campos (PSB): 34%
  • Mendonça Filho (DEM): 32%
  • Coronel Feitosa (PSC): 30%
  • Marília Arraes (PT): 26%
  • Carlos (PSL): 17%
  • Thiago Santos (UP): 16%
  • Charbel (Novo): 16%
  • Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB): 16%
  • Claudia Ribeiro (PSTU): 13%
  • Victor Assis (PCO): teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral
  • Não votaria em nenhum: 4%
  • Poderia votar em todos: 1%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

De acordo com o Datafolha, a rejeição a Delegada Patrícia mais que dobrou nos últimos 10 dias. No levantamento, realizado entre 20 e 21 de outubro, 15% rejeitavam a possibilidade de votar na delegada, o menor índice entre todos os candidatos. Na primeira semana de outubro, a rejeição a ela era ainda mais baixa (13%), ou seja, no período de um mês, a taxa dos que não votariam de jeito nenhum em Delegada Patrícia subiu 169%.

A alta na aversão a Delegada Patrícia ocorreu em todos os segmentos sociodemográficos relevantes do levantamento, com menor intensidade entre os mais jovens (de 19% para 25%) e com maior intensidade nas faixas de 35 a 44 anos (de 14% para 37%), de 45 a 59 anos (de 17% para 40%) e no estrato de renda familiar mais alta, acima de cinco salários (de 13% para 39%).

Em relação ao levantamento anterior do Datafolha, divulgado em 22 de outubro, a rejeição aos candidatos evoluiu da seguinte forma:

  • Delegada Patrícia: saiu de 15% para 35%
  • João Campos: se manteve com 34%
  • Mendonça Filho: saiu de 28% para 32%
  • Coronel Feitosa: saiu de 27% para 30%
  • Marília Arraes: saiu de 22% para 26%
  • Carlos: saiu de 20% para 17%
  • Thiago Santos: saiu de 17% para 16%
  • Charbel: saiu de 21% para 16%
  • Marco Aurélio Meu Amigo: saiu de 17% para 16%
  • Cláudia Ribeiro: saiu de 16% para 13%
  • Victor Assis: tinha 21% e, neste levantamento, teve a candidatura indeferida
  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: se manteve em 4%
  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: saiu de 2% para 1%
  • Não sabe: saiu de 5% para 4%

Simulações de segundo turno

O Datafolha também questionou se, caso o segundo turno da eleição para prefeito fosse hoje, em qual candidato os eleitores votariam, apresentando três cenários. Os números são os seguintes:

  • João Campos 43% x 35% Marília Arraes. Em branco/nulo/nenhum: 20%; não sabe: 2%
  • João Campos 49% x 33% Mendonça Filho. Em branco/nulo/nenhum: 17%; não sabe: 2%
  • João Campos 50% x 31% Delegada Patrícia. Em branco/nulo/nenhum: 17%; não sabe: 1%

Sobre a pesquisa

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”.

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Quem foi ouvido: 924 eleitores da cidade do Recife

Quando a pesquisa foi feita: nos dias 3 e 4 de novembro

Número de identificação no TRE-PE: PE-06862/2020

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ABAIXO FALSO MORALISMO

Cadê os direitinhas hein???? Tão com a língua no cu, né ??? Marcos idiota do caralho, vai passar Fome agora



05/11


2020

Marília Arraes: “Retomada” é auxílio sem burocracia

A candidata a prefeita do Recife pelo PT, Marília Arraes, detalhou em seu novo programa eleitoral de rádio e televisão como vai funcionar o Retomada, proposta de auxílio popular que será destinada aos pequenos comerciantes de todo o Recife.

“O programa Retomada vai ser assim: um auxílio popular sem burocracia, em que a prefeitura banca metade da dívida e a outra metade o trabalhador paga em 24 meses sem juros”, explica Marília sobre a linha de crédito sem juros que vai ajudar na retomada econômica de diversas atividades, como lanchonetes, salões de beleza, mercearias, dentre outras.

No programa, Marília também critica a falta de iniciativas do prefeito Geraldo Julio para ajudar os comerciantes atingidos pela pandemia e também fala como é descabida a proposta do candidato do PSB de emprestar dinheiro a juros. “Um momento difícil como esse e o que é que o prefeito Geraldo Julio faz? Abandona o povo do Recife. E o candidato dele João Campos ainda propõe emprestar dinheiro a juros”, afirma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


05/11


2020

Sicredi Vale do São Francisco começa operar o Pix

Um novo meio de pagamento instantâneo que vai permitir maior facilidade para transferir, pagar e receber, a qualquer horário ou dia da semana, sem limite para quantidade de transações. Este é o Pix, uma ferramenta desenvolvida pelo Banco Central, que o Sicredi Vale do São Francisco vai disponibilizar aos associados a partir do próximo dia 16.

A partir desta data os associados poderão usar a solução completa, bastando vincular à conta Sicredi ao Pix, disponível 24 horas, todos os dias do ano, incluindo finais de semana e feriados. Para pessoa física, o serviço será de graça e, para pessoa jurídica, o custo é mais acessível em comparação aos outros serviços do gênero.

Segundo o diretor executivo da cooperativa de crédito, Albérico Pena, basta apenas fazer o cadastro usando o CPF/CNPJ, e-mail, celular ou chave aleatória pelo aplicativo Sicredi, clicando em Menu > Pix. "O Pix vai proporcionar mais liberdade, segurança, praticidade e rapidez nos pagamentos e recebimentos", garantiu, acrescentando ainda que a ferramenta vai permitir mais facilidade no fluxo de caixa, com recebimento de pagamentos na hora.

O diretor executivo adiantou ainda que desde o último dia 03 o Sicredi Vale do São Francisco vem realizando testes com a nova ferramenta junto ao Banco Central, concluindo o período de operação restrita no próximo dia 15.

"Acessem o nosso app, cadastrem o seu Pix e conheçam a grande praticidade da nova tecnologia", concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha