Jaboatão - Nova UBS PET

09/09


2021

PE autoriza redução do intervalo de aplicação entre doses da Pfizer

O Governo de Pernambuco autorizou, hoje, a redução do intervalo de aplicação entre as duas doses da vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech de 90 para 60 dias. A informação foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa, que também contou com a presença do médico e representante da Sociedade Brasileira de Imunizações no Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19, Eduardo Jorge da Fonseca. O objetivo é ampliar o número de pessoas com o esquema vacinal completo, evitando adoecimentos graves e óbitos pela doença.

A decisão de reduzir o intervalo foi pactuada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) e o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems). A nota técnica já foi encaminhada aos gestores municipais, que irão organizar sua rede e informar a sua população sobre quando será feita a alteração.

"Precisamos acelerar o processo de vacinação dos pernambucanos. A proteção da vacina é mais efetiva quando aplicadas as duas doses, por isso a importância dessa redução. Além disso, a população que está com a segunda dose em atraso também precisa finalizar seu esquema. Atualmente, são mais de 650 mil pernambucanos com a segunda aplicação em atraso. Os municípios precisam convocar esse público e fazer busca ativa para que possamos garantir a proteção ideal", afirmou o secretário.

De acordo com o sistema de informação do Ministério da Saúde (MS), que é alimentado pelos municípios, atualmente, há 653.671 pessoas com segundas doses das vacinas contra a Covid-19 em atraso em Pernambuco. Desse total, 459.493 precisam finalizar o esquema vacinal com a Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, 160.486 com a Coronavac/Butantan e 33.692 com a Pfizer/BioNTech.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

09/09


2021

Assista o Frente a Frente agora pelo YouTube

Já estou nos estúdios da Integração FM, em Surubim, a 128 km do Recife, onde apresento, daqui a pouco, a partir das 18 horas, o Frente a Frente itinerante do Agreste Setentrional, ao lado do companheiro Alan Lucena, da equipe da emissora.

Se você deseja assistir pela internet, clique no link disponível: https://youtu.be/UkBVCl4cHQE


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina Julho 2

09/09


2021

Bolsonaro diz que não teve intenção de agredir poderes

O presidente Jair Bolsonaro divulgou, hoje, um texto intitulado "Declaração à Nação" no qual afirma que nunca teve "intenção de agredir quaisquer dos poderes". Segundo o texto, "as pessoas que exercem o poder não têm o direito de 'esticar a corda', a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia".

Em ato político, na última terça-feira, em São Paulo, Bolsonaro afirmou que não mais cumpriria decisões do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal. "Dizer a vocês que, qualquer decisão do senhor Alexandre de Moraes, este presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou, ele tem tempo ainda de pedir o seu boné e ir cuidar da sua vida. Ele, para nós, não existe mais", declarou Bolsonaro a um público de apoiadores. O presidente da República chegou a fazer uma ameaça ao presidente do STF, ministro Luiz Fux: "Ou o chefe desse poder enquadra o seu [Alexandre de Moraes] ou esse poder pode sofrer aquilo que nós não queremos".

A divulgação da "Declaração à Nação" foi um conselho a Bolsonaro do ex-presidente Michel Temer. Na manhã desta quinta, Bolsonaro mandou um avião para São Paulo, a fim de buscar o ex-presidente para um almoço no qual discutiram a crise institucional. Temer orientou Bolsonaro a divulgar um "manifesto de pacificação".

No texto, o presidente credita a crise institucional a "discordâncias" em relação a decisões de Alexandre de Moraes e afirma que essas questões "devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal".

Leia abaixo a íntegra do texto divulgado por Bolsonaro.

Declaração à Nação

No instante em que o país se encontra dividido entre instituições é meu dever, como Presidente da República, vir a público para dizer:

1. Nunca tive nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes. A harmonia entre eles não é vontade minha, mas determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar.

2. Sei que boa parte dessas divergências decorrem de conflitos de entendimento acerca das decisões adotadas pelo Ministro Alexandre de Moraes no âmbito do inquérito das fake news.

3. Mas na vida pública as pessoas que exercem o poder, não têm o direito de “esticar a corda”, a ponto de prejudicar a vida dos brasileiros e sua economia.

4. Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum.

5. Em que pesem suas qualidades como jurista e professor, existem naturais divergências em algumas decisões do Ministro Alexandre de Moraes.

6. Sendo assim, essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas de forma a assegurar a observância dos direitos e garantias fundamentais previsto no Art 5º da Constituição Federal.

7. Reitero meu respeito pelas instituições da República, forças motoras que ajudam a governar o país.

8. Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição.

9. Sempre estive disposto a manter diálogo permanente com os demais Poderes pela manutenção da harmonia e independência entre eles.

10. Finalmente, quero registrar e agradecer o extraordinário apoio do povo brasileiro, com quem alinho meus princípios e valores, e conduzo os destinos do nosso Brasil.

DEUS, PÁTRIA, FAMÍLIA

Jair Bolsonaro – presidente da República federativa do Brasil


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Coitadinho tão inocente. O blogueiro militante bolsotonto e os canais de imbecis que apóiam essa coisa devem está acreditando nisso. Aos trouxas das manifestações, só lamento, foram usados e jogados no lixo!

gilson

Parabéns ao gado palhaço, vocês não param de passar vergonha, quanto ao jornalista do blog, se é podemos chamá lo de jornalista, tuas analises são um verdadeiro LIXO.


Ipojuca - Microempreendedores

09/09


2021

Feitosa sai em defesa do presidente Bolsonaro

O deputado estadual Coronel Alberto Feitosa (PSC), em reunião plenária, hoje, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, defendeu as manifestações que ocorreram, na última terça-feira, em todo Brasil.

"Antes de tudo, quero registrar a visita do nosso presidente, Jair Bolsonaro (sem partido), nos últimos dias 03 e 04 de setembro, ocasião no qual realizou a maior motociata do Brasil, de Santa Cruz do Capibaribe a Caruaru, passando por Toritama", iniciou Feitosa.

"Bolsonaro já entregou um milhão de moradias, concluiu quatro mil obras de segurança hídricas inacabadas pelo governo do PT, em todo País, além de ter enviado os ministros Gilson Machado Neto (Turismo) e Marcelo Queiroga (Saúde) para resolver a questão da falta de vacinas e de oxigênio no Agreste de nosso Estado", disse.

"Vocês da esquerda falam que Bolsonaro é antidemocrático e eu pergunto, ele censurou algum jornalista? Prendeu alguém que realizou opinião contrária sobre ele? Perseguiu alguém politicamente? Nada disso o presidente fez, mas vocês parecem que estão com medo de um ou dois do STF", alfinetou Feitosa.

"Viva a liberdade, viva o Brasil, viva as novas gerações, viva ao povo brasileiro, viva o sete de setembro que foi gigante", finalizou o parlamentar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Este blog deveria se chamar : blog do magilfeme, magno, Gilson Feitosa e Meira. Os puxa-sacos que não se cansam de puxar!



09/09


2021

STF proíbe desvio da educação que foi permitido em PE

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) declarou a inconstitucionalidade de lei do Estado de Goiás (GO) que incluiu o pagamento de pessoal inativo nas despesas com manutenção e desenvolvimento do ensino. O fundamento foi a invasão da competência privativa da União para legislar sobre diretrizes e bases da educação nacional. Em Pernambuco, o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), por resolução assinada pelo conselheiro Dirceu Rodolfo, autorizou o governo do PSB no Estado a continuar a usar os recursos da educação, por mais três anos a partir de 2021, para pagar aposentadores e pensionistas da FUNAPE. O Ministério Público Federal (MPF) já abriu uma investigação para apurar a conduta dos conselheiros do TCE-PE, ao autorizar o gasto supostamente inconstitucional. E o Ministério Público de Contas (MPCO) já pediu que seja feita uma ação no STF contra a resolução do TCE-PE que beneficiou a gestão do PSB.

A questão de Goiás foi tratada na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6049, ajuizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a Lei Complementar estadual 147/2018. Segundo a PGR, a norma – que altera o artigo 99 da Lei Complementar estadual 26/1998 – tem vício de inconstitucionalidade formal, pois os estados e o Distrito Federal não podem invadir o campo de atuação das normas gerais sobre despesa de manutenção e desenvolvimento do ensino estabelecidas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). O relator da ADI, ministro Ricardo Lewandowski, votou pela confirmação da liminar deferida por ele em janeiro de 2019, quando suspendeu a eficácia da lei. Segundo ele, a lei estadual invadiu a competência privativa da União (artigo 22, inciso XXIV, da Constituição Federal) para legislar sobre diretrizes e bases da educação nacional.

No voto, Lewandowski observou que a União exerceu essa competência por meio dos artigos 70 e 71 da LDB (Lei 9.394/1996), que estabelecem quais despesas seriam consideradas como de manutenção e desenvolvimento do ensino, além das voltadas para os objetivos básicos das instituições educacionais, excluídas, expressamente, as que não estariam relacionadas com tal finalidade. No caso, a lei complementar estadual vai além do que dispõe a lei federal, incluindo o pagamento de pessoal inativo.

Ainda de acordo com o ministro, a Emenda Constitucional 108/2020, promulgada após o ajuizamento da ADI e do deferimento da cautelar, passou a vedar expressamente o uso dos recursos destinados à manutenção e ao desenvolvimento do ensino para o pagamento de aposentadorias e pensões. A lei estadual desrespeita, também, os artigos 167, inciso IV, e 212, caput, da Constituição, por vincular parte das receitas provenientes de impostos ao pagamento de despesas com o pagamento de inativos, que deveriam ser, a princípio, custeados pelas receitas do regime previdenciário. A análise do tema se deu, por votação unânime, na sessão virtual encerrada em 20 de agosto. O próprio STF divulgou a decisão em seu site de notícias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

09/09


2021

Ciro Gomes diz que irá a manifestações do dia 12

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse, em suas redes sociais, que irá nas manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro convocadas para o próximo dia 12 de setembro pelo MBL (Movimento Brasil Livre).

“Irei à manifestação do dia 12 na Avenida Paulista e sempre tentarei ir a outras manifestações que forem convocadas contra Bolsonaro. Seja qual for o sacrifício e risco que isso represente, há algo maior que tudo: o futuro do Brasil e da nossa democracia”, disse Ciro Gomes.

Os protestos pedirão o impeachment do chefe do Executivo e serão uma resposta aos atos do dia 7 de Setembro, convocados por Jair Bolsonaro. O ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta (DEM-GO), o músico Tico Santa Cruz e o senador Alvaro Dias (Podemos-PR) devem comparecer às manifestações do dia 12. Além disso, o líder da Oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), também decidiu participar do ato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

09/09


2021

Bolsonaro almoça com ex-presidente Temer em Brasília

O presidente Jair Bolsonaro almoçou, hoje, com o ex-presidente da República Michel Temer (MDB), em Brasília. O encontro foi motivado pela crise institucional entre os poderes, agravada pelos ataques de Bolsonaro nos discursos do 7 de Setembro.

Segundo apurou a TV Globo, Bolsonaro não apenas convidou, mas enviou um avião da frota presidencial para buscar Temer em São Paulo.

Até as 15h30, Bolsonaro seguia reunido com Temer e com o advogado-geral da União, Bruno Bianco. O encontro não foi informado nas agendas oficiais divulgadas pelo Palácio do Planalto e pela AGU.

Este não é o primeiro episódio de aproximação entre Bolsonaro e o ex-presidente da República. Em agosto de 2020, após uma explosão no Líbano deixar mais de 150 mortos, Jair Bolsonaro anunciou que a missão de ajuda do governo brasileiro seria capitaneada por Temer, descendente de libaneses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Dois cânceres!


Pousada da Paixão

09/09


2021

PRF desbloqueia vias em 6 Estados

Poder 360

As paralisações de caminhoneiros começaram a se desfazer pelo país, hoje. O Ministério da Infraestrutura e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) identificaram desmobilizações em BRs do Rio de Janeiro, Paraná, Goiás, Bahia, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

A desmobilização começa depois da divulgação do áudio do presidente Jair Bolsonaro pedindo a caminhoneiros que liberassem as rodovias argumentando que as paralisações prejudicariam os mais pobres e poderia impactar diretamente na inflação.

Em seguida, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, gravou um vídeo endossando o pedido do presidente da República. As manifestações são uma extensão dos atos ocorridos pelo país no 7 de Setembro. Entre as pautas está a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O movimento é liderado pelo caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, que se apresenta como “Zé Trovão”, que disse para fechar “todas as bases brasileiras” e deixar passar “só ambulância”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

09/09


2021

Geraldo: adiada licitação de valor sigiloso

EXCLUSIVO

Prosseguem as polêmicas nas licitações em SUAPE, na gestão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do ex-prefeito Geraldo Júlio (PSB). Desta vez, foi adiada sem data para retorno uma licitação para "contratação de empresa especializada para implantação de torres solar fotovoltáica para iluminação do cerceamento da área alfandegada do porto organizado - SUAPE".

O detalhe que surpreendeu servidores do próprio Estado, sob reserva de fonte, foi que mais uma vez a gestão de Geraldo usou mão de colocar em caráter "sigiloso" o valor máximo aceitável da licitação. Ou seja, sem transparência. A desculpa da gestão de Geraldo é que uma regra na Lei das Estatais permite o orçamento "sigiloso" em licitações. "O adiamento da licitação ocorreu da necessidade de alterações no Termo de Referência", diz a decisão da gestão de Geraldo.

A decisão da gestão de Geraldo Júlio de usar orçamento sigiloso está sendo vista como uma postura totalmente contraditória, pois o PSB em Brasília foi um dos primeiros partidos a questionar o chamado "orçamento secreto" do governo Jair Bolsonaro, no chamado escândalo do "tratoraço". Enquanto, em Brasília, Bolsonaro nega a existência do "orçamento secreto", aqui em Pernambuco a Secretaria de Geraldo Júlio, pelo visto, oficializou o orçamento "sigiloso" no Diário Oficial.

A gestão de Geraldo já teve que cancelar ou adiar outras licitações em SUAPE após denúncias publicadas no Blog, que resultaram em ações na Justiça Estadual contra as contratações, como no caso dos móveis de luxo por R$ 15 milhões. Temendo o desgaste político com a compra absurda neste momento de crise financeira do covid-19, Geraldo deu a ordem para cancelar a compra dos "móveis de luxo" para a sua Secretaria. A denúncia do Blog foi publicada em 11 de maio e a compra foi sepultada pelo parecer 111/2021, de 14 de maio.

Dentre os itens que seriam adquiridos com recursos públicos, estavam armários, prateleiras, rodapés, mesas, gavetas, dentre outros. Em alguns itens, a Secretaria de Geraldo exigiu no edital "revestimento amadeirado carvalho prata ou similar". Algumas das cadeiras exigidas pela Secretaria de Geraldo, por exemplo, também tinham especificações bem detalhadas como exigência de que sejam em "aço carbono".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

09/09


2021

Zé Trovão é localizado pela PF escondido no México

Após ter ficado uma semana foragido, o líder caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, foi localizado pela Polícia Federal escondido em um hotel no México e deve ser preso, hoje, para então ser transportado de volta ao Brasil. As informações são do jornal OGlobo.

Os investigadores da PF vinham rastreando o paradeiro de Zé Trovão desde a quarta-feira da semana passada, quando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes expediu uma ordem de prisão contra o caminhoneiro por incitar um ato antidemocrático no dia 7 de setembro. Detectaram que ele havia deixado o Brasil antes da ordem de prisão, por meio de um voo para o México, e estava em um hotel na Cidade do México.

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, mais conhecido como Zé Trovão, divulgou um novo vídeo em que diz que aguardava ser preso, após saber que a embaixada brasileira o havia procurado no hotel

O caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, mais conhecido como Zé Trovão, divulgou um novo vídeo em que diz que aguardava ser preso, após saber que a embaixada brasileira o havia procurado no hotel

Mesmo foragido, Zé Trovão continuou gravando vídeos e incitando os atos do dia 7 de setembro. Nos últimos dias, ele pediu aos caminhoneiros que fechassem as rodovias, o que tem ocorrido desde ontem.

Hoje, o próprio Zé Trovão divulgou um vídeo nas suas redes sociais afirmando que havia sido localizado e que iria se entregar para ser preso. “Em alguns momentos, eu devo ser preso. Eu não vou mais fugir, chega. Eu tô cansado disso, tá. Pra quem não sabe, eu estou no México e a embaixada brasileira acaba de entrar em contato com o hotel que eu estou. Então em alguns momentos, provavelmente, a polícia vem aqui me recolher e vai me levar preso”, afirmou.

Zé Trovão é caminhoneiro e dono do canal no Youtube "Zé Trovão a voz das estradas", que tem 40,2 mil inscritos. Em seus vídeos e postagens nas redes sociais, chamava a população para ir a Brasília e exigia a "exoneração dos 11 ministros do STF". Em outros vídeos, fez ataques à CPI da Covid, no Senado, além de ter participado de "motociatas" em favor do presidente Jair Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Joao

Vai virar Zé trovoada ou Zé Chuvisco!



09/09


2021

Cresce desgaste na relação de Guedes com Senado

A já fragilizada relação do governo com o Senado pode piorar, segundo senadores que se dizem incomodados com a postura do ministro Paulo Guedes (Economia).

Os mais aborrecidos afirmam que Guedes tenta transmitir ao mercado a impressão de que busca se aproximar dos senadores para avançar com as pautas econômicas de interesse do país, mas ao mesmo tempo segue fazendo críticas sistemáticas à Casa em reuniões reservadas.

Estes mesmos senadores repetem que vão manter suas condições para aprovar pautas econômicas, apesar do ruído com Paulo Guedes, desde que as matérias sejam de interesse do país, não de interesse do ministro.

Os discursos feitos por Bolsonaro com ameaças golpistas ao STF (Supremo Tribunal Federal) nos protestos governistas de terça (7) contribuíram para piorar as relações de sua gestão no Senado, onde a base já é dispersa e o Executivo sofre seguidas derrotas, como a derrubada do projeto com programas trabalhistas na semana passada.

Após a fala de Bolsonaro na avenida Paulista, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), decidiu cancelar as sessões de quarta (8) e quinta (9), o que atravanca os interesses do governo com seus projetos à espera de análise na Casa.

A sequência de ruídos tende a dificultar a apreciação de projetos considerados vitais pela equipe de Guedes, como mudanças no Imposto de Renda e a privatização dos Correios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/09


2021

Blog traz amanhã especial sobre Umbuzeiro


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha