Lavareda

24/10


2006

Eduardo: "Não vou tratar PE como um brinquedo"

 O ex-ministro da Ciência e Tecnologia e candidato ao Governo de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) comentou hoje sobre as pesquisas de intenção de voto, que mostram liderança do socialista com mais de 15 pontos de vantagem sobre seu adversário, o governador e candidato à reeleição, Mendonça Filho (PFL). Em entrevista a Rádio CBN Recife, o ex-ministro justificou a liderança à campanha que tem feito por todo o Estado. “Estamos trabalhando com afinco, dentro das condições que a campanha tem. Temos uma agenda pesada; nossa militância fazendo presença em todos os debates, nas entrevistas. Os parlamentares eleitos em atividades e da maneira que acompanhe passo a passo a eleição até o dia 29”, afirmou. Segundo a pesquisa do Instituto Opine, divulgada hoje, encomendada pela Folha de Pernambuco, Eduardo Campos está com 58,3% das intenções de voto, contra 41,7% de Mendonça Filho.

A polêmica que envolve a construção de novas usinas de energia nuclear no Brasil, para suprir o crescimento econômico e populacional no País, foi mencionada por Eduardo Campos. Ele argumentou sobre a importância de novos recursos de geração de energia e revelou que uma provável usina poderia ser construída no Nordeste. “O Conselho Nacional de Energia fará uma reunião para tomar a decisão para retomar Angra 3. O que eu posso dizer é que, depois das 3 usinas, a expectativa é fazer uma no Nordeste”, afirmou.

Perguntado se traria uma usina para o Estado, o candidato não se mostrou contra a sugestão. “Eu acho ruim para Pernambuco é faltar energia como faltou no governo Fernando Henrique (Cardoso, PSDB). A energia nuclear voltou a ser uma alternativa. Muitos ambientalistas estão mudando a visão”, afirmou.

Sobre a criação de novas secretarias no Governo, numa eventual vitória, Eduardo Campos prometeu que criará a Secretaria da Cultura que, segundo ele, incentivará ainda mais os projetos artísticos no Estado. “Não tem como não ter uma Secretaria de Cultura num estado tão rico culturalmente”, afirmou, garantindo que há orçamento suficiente no Estado para investir nessa área. “Só em publicidade o governo atual (Mendonça Filho) gastou 60 milhões, no ano passado. O Estado tem 350 milhões de disponibilidade de investimento”, afirmou, assumindo que será mantida a política que estiver dando certo no Governo. “Não vou tratar o Estado como um lego, montando e desmontando. O que está funcionando será mantido e o que não está, será modificado'', disse. Informações da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Imbecil como você é, realmente não entende nada quando uma pessoa culta como o Ariano Suassuna fala, certamente você é concursada, como diz tanto, e dê graças a Deus mesmo. Precisa melhorar muito a sua prepotência, para não se machucar na escola da vida.

José Manoel de Souza

jUSSARA TU NÃO É ADVOGADA NÃO MEU BICHINHO, TU É JORNALISTA MESMO, E UMA DAS PIORES, DAQUELAS DE FAZER VERGONHA A IMPRENSA.

José Manoel de Souza

Jussara RABICÓ AGORA TÁ NA OUTRA PÁGINA USANDO O NOME DE sORAYA. ´e 40.

LUIZ MESQUITA

RABICÓ???FALE ALGUMA COISA JÁ ESTOU PREOCUPADO COM VC!!!!!!kkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!ualaaaaaaaaaaaa

LUIZ MESQUITA

RABICÓ KD VC???? ESGASGOU FOI?????CUIDADO COM O CORAÇÃO FOFA!!!!!!KKKKKKKKKKKKKKKKKK


O Jornal do Poder

24/10


2006

Presidenciáveis usam edição do debate no guia

O debate realizado na noite da segunda-feira pela TV Record foi a base dos programas apresentados pelos dois candidatos à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no horário eleitoral gratuito na TV.

As duas campanhas editaram as melhores respostas dos candidatos, exibindo-as sob títulos positivos como "A transformação econômica", no caso de Lula, ou "Mais empregos", no programa de Alckmin. A mesma estratégia foi utilizada pelos presidenciáveis no dia seguinte à realização do debate anterior, no SBT.

O desempenho dos dois candidatos foi resumido por um narrador, no início do programa de Lula, como a prova de que o presidente "é o único que tem compromisso com a redução da pobreza". Os trechos editados mostraram Lula falando da estabilidade econômica alcançada e os avanços na geração de empregos.

Já o programa de Alckmin apontou que o tucano mostrou que "tem as melhores propostas para o Brasil". A edição dos trechos ressaltou as passagens em que o candidato falou de propostas, como nas áreas de educação e saúde. As críticas contundentes, que voltaram a seu discurso neste debate, ficaram de fora.

Não faltaram, no entanto, críticas ao desempenho do adversário. O programa de Lula registrou que "Alckmin se mostrou novamente mais preocupado em atacar o presidente do que falar em propostas". Já em seu espaço, a campanha de Alckmin ressaltou que o tucano "reagiu com equilíbrio diante das ironias de Lula". As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

24/10


2006

Alckmin está "falando besteira", diz Luiz Marinho

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, rebateu, nesta terça-feira, as críticas que o candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, fez à política de empregos do governo Lula. O ministro disse que Alckmin está "falando besteira" no que se refere à situação do mercado de trabalho brasileiro.

No debate promovido pela Rede Record, o candidato tucano afirmou que quando Luiz Inácio Lula da Silva assumiu a presidência havia oito milhões de desempregados e hoje há nove milhões.

Saindo em defesa do governo, o ministro disse que, em relação a empregos formais, o governo Lula gerou até setembro 5.938 milhões de novas vagas. "Enquanto em oito anos, eles (governo tucano) criaram 5 milhões de empregos formais, ou seja, somos capazes de gerar mais empregos que eles".

O ministro completou as críticas afirmando que "se o governador lesse as estatísticas não falaria a quantidade de besteiras que está falando".  As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Raimundo, raimundinho. Não engabele mais o povo brasieliro, ele ( o povo ) já é por demais sofrido prá ter mais um escroto tripudiando sobre suas misérias. Já que em você lhe é ausente vergonha, pelo menos defenda o pudor que existe em qualquer homem civilizado. Faça isso pelos que passam fome!!!

Oswaldo Barreto Guimarães

Prezado Raimundo, onde você viu estas cenas?????

Raimundo Eleno dos Santos

Fernando Invejosa sempre mete o bedelho.Pura inveja. Não vê q as favelas estão mudando de cor, os baú-de-lojas já freqüentam mais as periferias as favelas de lata e de papelão já estão se tornando em núcleos residencias de alvenaria com água encanada e energia elétrica;pessoas com TVs e geladeiras.

Pelo segundo ano consecutivo o Brasil cresce apenas mais do que o Haiti. Então para de mentir Ministro.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O governo tucano-pefelê entende mesmo é de desemprego, pois os índices de desemprego do governo FHC foram os maiores de todo o período republicano.


Banco de Alimentos

24/10


2006

BA: PMDB quer ampliar vitória de Lula com novas adesões

O PMDB começa a demonstrar sua força na Bahia. Depois de conseguir aumentar a bancada na Assembléia Legislativa, emplacando mais cinco novos parlamentares e eleger o seu presidente estadual, o deputado federal Geddel Vieira Lima, como o terceiro mais bem votado na Bahia, conseguiu arregimentar, pelo menos por enquanto, mais 15 prefeitos da base de apoio do grupo pefelista no Interior. A adesão dos 15 prefeitos é a grande aposta do PMDB para impulsionar a candidatura à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Estado e ampliar a base de sustentação do próximo governo.

 

“O PMDB já demonstrou de forma clara a sua importância e sua força nessa eleição. E a vinda desses prefeitos e tantos outros homens públicos que estamos conversando para se filiar ao PMDB só solidifica que este é um grande partido da Bahia e fortalece o projeto do partido de dar sustentação clara, franca, objetiva e solidária ao governador Jaques Wagner (PT)”, declarou Geddel, acrescentando estar confiante de que a chegada desses prefeitos e as viagens que tem feito ao lado do governador eleito poderá conseguir 80% dos votos na Bahia para a reeleição de Lula.

 

A expectativa de Geddel é de que o partido consiga a adesão de mais parlamentares. “Com a vinda desses companheiros, dos mais diversos partidos que davam sustentação ao governador que perdeu a eleição, estamos em torno de 50 prefeitos. E a tendência do PMDB é crescer mais, não só com os prefeitos, mas com lideranças importantes dos diversos municípios da Bahia, inclusive, daqui de Salvador. Estamos fazendo um trabalho para reestruturar o PMDB”, disse. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O babalaô ACM já não conta mais nas histórias da Bahia. Quando muito fará parte dos livros hilários de humor negro. Da bahia, é claro.



24/10


2006

Sanguessugas: disputa política divide parlamentares da CPI

O envio do relatório preliminar da Polícia Federal de Cuiabá à CPI dos Sanguessugas, nesta manhã, não foi suficiente para reduzir a disputa política entre parlamentares do governo e da oposição. O vice-presidente da CPI, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), reagiu às críticas do presidente da comissão, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), sobre a ''politização'' das investigações dentro da CPI.

Jungmann negou estar ''a serviço'' do candidato Geraldo Alckmin (PSDB), como chegou a ser mencionado por Biscaia --que acusou parlamentares da CPI de estarem agindo como ''assessores parlamentares'' de Alckmin.

''Aqui não existe assessor algum. Querem desqualificar parlamentares, mas todo deputado tem direito a emitir a sua opinião. Não existe um corregedor aqui dentro, somos livres'', rebateu.

O impasse teve início depois que Jungmann criticou a Justiça e a Polícia Federal de Cuiabá de estarem obstruindo as investigações da CPI ao retardarem o envio do relatório parcial sobre o dossiegate. Mesmo depois da chegada dos documentos, Jungmamm insistiu no discurso de que a PF e a Justiça estão retardando as investigações da CPI.

''Cinco dias para ter acesso a um relatório parcial e isso não é obstrução dos trabalhos?'', questionou.

O vice-presidente disse que vai pedir que Biscaia estabeleça ''regras claras'' para o acesso de membros da CPI ao relatório parcial. Segundo Jungmann, todos os deputados têm direito a analisar o material sem restrições. ''Essas limitações acabam criando dificuldades para o trabalho da CPI. Não podemos ter os trabalhos cerceados. Por que não disponibilizar o material com senhas? Tenho que vir todo o dia à CPI mendigar documentos?'', ironizou.

Apesar do tom elevado, Jungmann disse não ser favorável à divisão política da CPI. ''Não faz sentido dividir a comissão. A luta política me lembra a ditadura, quando se dizia que fulano era subversivo'', criticou. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Votando em Getúlio o Brasil estaremos dando aval ao mar de lama (anos 1950). Votando em JK estaremos ajudando a corrupção e o populismo (anos 1960). Votando em Lula novo aval à corrupção. Eita discursinho udenista velho e ultrapassado!

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Jungman é o porta-voz do PP$ (Partido "Popular"? $ociali$ta). Partido que de popular não tem nada e de socialista tem muito pouco. Afinal que socialismo é esse que se alia ao liberal-conservadorismo mais escrachado deste país. Que faz aliança nacional com o moribundo PFL?

Votando em Lulla e Eduardo estaremos dando aval a corrupção.

José Manoel de Souza

Chegou a pefelista de carteirinha para garantir o "seu" que na verdade é o nosso dibheiro que sai dos cofres do Estado para Mendonça pagar essa imbecil que passa o dia na Internet. Tô já te desmascarando, o teu desespero é porque logo logo a tua empresa estará fechada.

Jussara Regina

Humberto Costa não tá nem ai. Dudu vai levar ele para o Hemope..... Vai ser uma festa não?.... A viuva de capiba tá danbada. Com Dudu e Ariano... Agora só resta a dupla Cupim e Madeira cantar ciranda..... Eita..... ciranda chata, não?



24/10


2006

Congresso Nacional fica vazio às vésperas das eleições

Como o blog adiantou nesta segunda-feira, a semana será praticamente perdida no Congresso Nacional. Às vésperas do segundo turno das eleições, deputados e senadores preferem ficar em seus estados a retornarem a Brasília para votações. Segundo a repórter do blog em Brasília, Ana Silveira, o líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), já reconheceu esta manhã que ''dificilmente'' a Medida Provisória do Refis 3 será votada no plenário até o final desta semana.

Além do esvaziamento no Congresso, não há acordo entre os os líderes partidários para a votação da MP. Eles divergem sobre as mudanças que foram inseridas na MP pelo Senado. Se a MP não for aprovada até sexta-feira, perde a validade. Se a MP ''caducar'', Chinaglia disse que as empresas que já aderiram ao Refis 3 não terão prejuízo.

Além da MP do Refis 3, outras seis MPs trancam a pauta da Câmara. No Senado, as votações serão retomadas somente dia 07 de novembro, com a votação de quatro MPs que também trancam a pauta de votação dos senadores. Outros treze itens esperam por votação no Senado, como a lei da micro e pequena empresa.

A expectativa é que, depois das eleições, o Congresso deixe a ''ressaca'' de lado e volte a trabalhar em ritmo acelerado até o final do ano.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2006

Hoje sai nova pesquisa Ibope para governador de PE

Hoje, tem pesquisa do Ibope/Rede Globo sobre a sucessão em Pernambuco. Mais um dia, portanto, de ansiedade entre os candidatos Mendonça Filho (PFL) e Eduardo Campos (PSB), e, principalmente, suas militâncias. Os números saem na segunda edição do NE-TV. O blog, no entanto, tentará antecipar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Augusto

Você é a mesma JUSSARA REGINA que trabalha em Maria Gorda?é nome de guerra ou de registro?

Soraya da Cruz Plácido

eu não confio na pesquisa do ibope... aliás não confio em pesquisas mesmo, foram tantos erros que nos epassaram, que me faz lembrar recentemente um certo candidato da Bahia, que nem chegaria no segundo turno e estava lá em baixo nas pesquisas e de repente:TAN, TAN, TAN, TAN ele venceu no primeiro

LMVC

Precatorianos, se cuidem pois a pesquisa Ibope tras novidades, a diferênça q era de 28 pontos semana passada, hoje esta em 12. Ô Ô Ô Ô MENDONÇA 25 AGORA GOVERNADOR!

Jussara Regina

oSGONE, AMIGÃO, VAMOS CANTAR: PERNAMBUCO É MEU AMOR E EDUARDO NÃO É, NÃO É, MEU GOVERNADOR..... JÁ PENSOU SE ARIANO RESOLVER GRAVAR UM CD DE CIRANDA. NEM VC AGUENTA ........ NÃO SOU EVA NEM ANA. SOU JUSSARA. SOU ELEITORA DE MENDONÇA. SOU VÁRIAS EM UMA. CHATO, NÃO.....

Jussara Regina

oSGONE, OSBONE, SEI LÁ O QUE. MEINO vC É DESINFORMADO, NÃO? LEIA O JORNAL ED HOJE. A VIUVA TÁ DANADA COM EdUARDO.... ME EXPLIQUE OSGONE, OSBONE, OS.... POR QUE DUDU ENGANOU AVIUVA DE CAPIBA..... NÃO VENHA COM ENROAÇÃO. A VIUVA TÁ DANADA....



24/10


2006

Começou a briga por cargos

Estou em Brasília desde a manhã de hoje. Soube por aqui que, diante da expectativa do candidato a governador de Pernambuco pelo PSB, Eduardo Campos, de ganhar a eleição, já começou a briga pela vaga do representante do Governo do Estado na capital.

A Representação do Governo de Pernambuco, hoje dirigida pelo recifense Aristeu Plácido Júnior, radicado em Brasília há mais de 20 anos, fica localizada no Setor Bancário Norte. Dois políticos estão de olho no cargo: o atual deputado federal não reeleito Pastor Olimpio, do PSB, e o ex-deputado Nilson Gibson.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jussara Regina

Eita. cadê os eleitores ed Dudu. Correram. Se escoderam. Igualzinho ao ídolo. Que vive se escodendo atrás de Lula. E a viuva de Capiba está danada da vida com ele....

Jussara Regina

udu deu entrevista e diz que não vai tatar Pernambuco como brinquedo, caso, caso ganhe a eleição..... É brinquedo? O cara não cumpre nem trato... Depois fala de mendonça. O Guia de mendonça colocou o debate da Clube no ar porque o tratao era para não fazer montagem com Dudu.....

Jussara Regina

Voltei.... estava contando os votos de Mendonça. mas não quero mudar de assunto. Quero lembrar que a viuva de Capiba está danada com Eduardo e Ariano. A dupla Madeira e Cupim anda cantando a música sem autorização. Por isso que Dudu perde pontos nas pesquisas........

José Manoel de Souza

É, PESQUISEM BASTANTE E VCS VÃO VER QUEM É O MARCOS VALÉRIO DE PERNAMBUCO. VERÃO TB O QUE MENDONÇA FAZ COM O NOSSO DINHEIRO. É 40 NELES.

BRUNO

População, temos que dar um basta nessa corrupção, vamos relembrar o passado, procurem manchetes nos jornais, pesquisem em revistas e vocês vão vê quem é o “novo anjinho dos olhos verdes”, simplesmente ele não sabe administra nada...



24/10


2006

Aposentados ligados a sindicatos fazem ato pró-Lula

Aposentados ligados às maiores centrais sindicais do país participam amanhã de um ato de apoio à candidatura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição.

A previsão dos sindicatos nacionais de aposentados ligados à CUT (Central Única dos Trabalhadores), Força Sindical e CGT (Central Geral dos Trabalhadores) é reunir mil pessoas na Avenida Paulista.

Em nota que divulga o ato, o presidente do Sindnapi (Sindicato Nacional de Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical), João Batista Inocentini, afirma que o apoio a Lula justifica-se pelo canal de diálogo aberto pelo governo federal com os aposentados.

A nota lista, ainda, medidas que os aposentados consideram positivas, como a antecipação do pagamento de benefícios para até o quinto dia útil, a implantação do Estatuto do Idoso e a redução dos juros bancários, com a criação do crédito consignado e cartão de compras para os aposentados. As informações da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/10


2006

Para Chinaglia, Alckmin não conseguiu galgar posições

O líder do governo na Câmara, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), previu nesta terça-feira (24) a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao comentar o debate de ontem entre Lula e Geraldo Alckmin (PSDB-PFL) na Rede Record.

''Sem arrogância, caminhamos, felizmente, para uma vitória do presidente Lula.'' Na avaliação de Chinaglia, Alckmin tentou ''galgar posições, mas não conseguiu, e nada indica que vá conseguir.''

Em relação à questão da corrupção, o líder do governo fez referência à versão de que a máfia das ambulâncias teria começado a atuar durante o governo anterior e afirmou que os políticos do PSDB estão cobrando do governo atual o que eles não fizeram.

Chinaglia disse que foi o atual governo que deu início à investigação do esquema de venda superfaturada de ambulâncias para as prefeituras. ''A diferença é que um fala que tem de fazer, e o outro, que fez.'' As informações são do Portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha