Os bastidores do poder e da
política em primeira mão

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Jaboatão - Cão Terapia
Blog 22.10.2006 06:55

Mendonca x Eduardo: mais um debate insosso?

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Hoje, tem novo debate na tevê em Pernambuco entre os candidatos a governador Mendonça Filho (PFL) e Eduardo Campos (PSB). É o segundo do segundo turno em menos de uma semana e será promovido pelo SBT, com mediação da jornalista Graça Araújo.

 

O último confronto está marcado para a próxima quarta-feira, na TV-Globo. Com 28 pontos à frente, o socialista Eduardo Campos está numa situação bastante confortável e, como Lula fez no próprio SBT, quarta-feira passada, deve ter o cuidado apenas de equilibrar o jogo.

 

Já Mendonça tem que aproveitar para tentar desestabilizar o adversário, mas se não levantar algo novo, o que se convencionou chamar de bombástico, terá perdido seu tempo. As pesquisas já atestam que o discurso cobrando explicações sobre os precatórios não resultou em nada.

 

A população já está cheia de debates insossos e mornos. Se o de hoje repetir as mesmas ladainhas, a tendência do telespectador será trocar de canal. Por isso, o melhor seria que tivéssemos um debate quente, revelador, que marcasse, definitivamente, a campanha de segundo turno em Pernambuco.

 

Mendonça ou Eduardo levará alguma bomba para o duelo? A esta altura do campeonato, faltando apenas oito dias para o eleitor exercitar o voto livre e democrático nas urnas, isso parece algo muito improvável.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Petrolina - São João
Blog 22.10.2006 06:35

SC: Luiz Henrique tem 16 pontos na frente de Amin

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

A segunda pesquisa do instituto Ibope referente ao segundo turno das eleições para o governo de Santa Catarina mostra crescimento da vantagem do atual governador Luiz Henrique da Silveira sobre o adversário Esperidião Amin (PP). O peemedebista aparece com 58% dos votos válidos.

Amin está com 42%. A margem de erro é de quatro pontos percentuais. Foram ouvidos 1.610 eleitores em 76 municípios, entre os dias 17 e 19, antes da divulgação do apoio do PT ao candidato do PP, nesta sexta-feira. A pesquisa, encomendada pela RBS TV de Florianópolis, está registrada no Tribunal Regional de Santa Catarina (TRE-SC) com o número 21.268/2006.

Na última pesquisa, divulgada no dia 14, Luiz Henrique aparecia com 52% (votos totais) e agora subiu para 53%. Com a margem de erro, ele teria entre 51% e 55%. Amin manteve os 38%. Votos brancos e nulos somam 3%. Não sabem ou não opinaram, 6%. As informações são do portal Terra.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Ipojuca - Maio 2022
Blog 22.10.2006 06:31

Alckmin ataca crescimento; Lula fala de saúde

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Na propaganda eleitoral na tevê ontem, o candidato tucano à Presidência, Geraldo Alckmin, aproveitou as manchetes dos jornais do dia para atacar o baixo crescimento do Brasil e as relações de assessores de Lula com o dossiegate.

"Os jornais de hoje trazem a confirmação de que o Brasil precisa mudar. O Brasil, de novo, cresce menos que o Haiti. Notem, de novo. Na prática, isso é menos emprego para o povo."

Lula, por sua vez, exibiu as pesquisas da semana que o colocam cerca de 20 pontos à frente de Alckmin e aproveitou para mostrar os investimentos de seu governo em saúde, ponto bastante atacado pelo tucano no debate do SBT.

O petista exibiu investimentos do SUS nos hospitais do Rio de Janeiro, que segundo Alckmin, no debate, estão em estado calamitoso. Lula, contudo, negou as afirmações do tucano de que não investiu dinheiro na distribuição de remédios no Estado de São Paulo e afirmou ter investido R$ 190 milhões no Dose Certa, programa implantado por Alckmin quando foi governador. As informações são da Folha Online.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Caruaru - Aniversário
Blog 22.10.2006 06:29

Governadora do RN abre oito pontos de vantagem

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Pesquisa Ibope feita no Rio Grande do Norte mostra que a governadora Wilma de Faria (PSB) tem oito pontos de vantagem em relação ao senador Garibaldi Alves Filho (PMDB).

Wilma tem 54% dos votos válidos, contra 46% de Alves Filho. Em relação à intenção de votos (que conta também brancos, nulos e indecisos) a governadora aparece com 50% e o senador, 43%.

Segundo o levantamento, mais da metade (51%) dos eleitores potiguares acham que o governo de Wilma é "bom ou ótimo", 32% o consideram "regular" e 13% acreditam que ele é "ruim ou péssimo". A pesquisa foi divulgada na sexta-feira e registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Estado sob o protocolo 16908/2006.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Cabo - Unidade de Saúde da Família
Blog 22.10.2006 06:27

Lula diz que oposição destila ódio

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

A exemplo do que falou antes, em Curitiba, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou, na passagem por Alvorada e Canoas, cidades da região metropolitana de Porto Alegre, de "um certo ódio espalhado no ar" que o Brasil está vivendo. E acrescentou: "Não podemos perder o bom humor. Temos apenas uma semana para ganhar a eleição".

Na passagem por Alvorada, Lula disse: "Se em quatro anos fizemos mais do que eles em oito, em mais quatro vamos fazer 16 ou 20 [anos]. Eles são incompetentes." O discurso de 25 minutos em Alvorada ocorreu em um comício para 3.000 pessoas, de acordo com a Polícia Militar.

Em Canoas, Lula participou de uma caminhada e fez novo discurso, que durou cerca 20 minutos. Dando um tom mais local a suas declarações, ele condicionou uma dedicação maior ao Estado gaúcho à vitória do petista Olívio Dutra sobre a tucana Yeda Crusius para o governo estadual. "Se eu tiver aqui um governador que seja um companheiro, a gente pode ajudar muito mais o Rio Grande do Sul", disse.

Nos dois discursos, Lula brincou com os militantes petistas ao recomendar que não façam campanha "com o dedo esticado, porque eles [tucanos] podem morder". A frase é uma referência à militante petista, Danielle Tristão, 38, que teve parte do dedo anular esquerdo arrancado, após uma discussão, na madrugada da última segunda-feira, no Rio de Janeiro.

Lula enfatizou temas como o apagão ocorrido durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, que não atingiu o Rio Grande do Sul, à época governado por Olívio Dutra.

Também voltou a dizer que o candidato à Presidência Geraldo Alckmin e a tucana Crusius vão realizar privatizações. Em Alvorada, houve protestos de cerca de 40 militantes do PSDB, que foram contidos pela Brigada Militar. Os manifestantes estavam a duas quadras do local onde ocorreu o comício.

Acompanharam o presidente os ministros Tarso Genro (Relações Institucionais), Dilma Rousseff (Casa Civil), Luiz Dulci (Secretaria Geral da Presidência), Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário), e o candidato ao governo do Estado pelo PT, Olívio Dutra. As informações são da Folha Online.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Arcoverde - abril 2022
Blog 22.10.2006 06:22

Dirceu vai ao sacrifício pelo amigão Lula

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Da coluna de Cláudio Humberto: "Lula se reuniu em um apartamento dos Jardins, em São Paulo, com o ex-ministro José Dirceu e Márcio Thomaz Bastos após o debate no SBT. O ministro da Justiça saiu no carro com ele e a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). Fica a suspeita de que o nome de Dirceu surge como cortina de fumaça, até a eleição: ele toparia "ir para o sacrifício" no caso do dossiê".

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Camaragibe - Maio 2022
Blog 21.10.2006 21:09

PF sabe quem vendeu e comprou dólares do dossiê

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Os 248,8 mil dólares que seriam usados como parte do pagamento de um dossiê com informações contra candidatos do PSDB foram adquiridos por ''laranjas'' em uma corretora situada em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Os recursos foram retirados na instituição financeira por pessoas humildes de uma mesma família que podem não ter idéia do que estavam fazendo ao sacar os dólares,segundo o delegado que apura o caso.

No início da semana, a PF pretende tentar localizar os sacadores para tomar seus depoimentos. Também deverão ser chamados a prestar esclarecimentos os proprietários da corretora. O nome da empresa está sendo mantido em sigilo para não prejudicar a apuração do caso.

O delegado Diógenes Curado, responsável pela investigação, apontou na sexta Jorge Lorenzetti, ex-analista de risco e mídia da campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), como a ''pessoa que articulou em âmbito nacional a compra do dossiê''.

No documento, Curado afirma não ter condições de afirmar qual a origem dos 1,1 milhão de reais, além do montante em dólares, que seriam usados na negociação. Informações do JBOnline.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Serra Talhada 2021
Blog 21.10.2006 18:42

PT tenta livrar a cara de envolvidos com dossiê

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

Políticos do PT afirmaram na tarde deste sábado que a divulgação de novas denúncias sobre o caso da compra do dossiê contra os tucanos não refletem culpa dos petistas citados. No relatório parcial apresentado pela Polícia Federal aparecem os nomes de Gilberto Carvalho, assessor especial da Presidência, e do ex-ministro José Dirceu, que teve o mandato de deputado federal cassado durante o escândalo do mensalão.

Segundo o relatório, os dois mantiveram contato telefônico com Jorge Lorenzetti, ex-analista de risco e mídia da campanha de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e que foi apontado como o articulador da compra do dossiê.

Para o senador Aloizio Mercadante (PT), candidato derrotado ao governo de São Paulo, o fato de Carvalho ter feito ligações telefônicas a Lorenzetti no dia em que foi feita a prisão dos petistas Valdebran Padilha e Gedimar Passos, que estavam em poder de R$ 1,7 milhão para supostamente comprar o dossiê, "não caracteriza envolvimento".

"É evidente que ele [secretário de Lula] não participou. O papel dele como chefe de gabinete é informar [o presidente] de fatos que acontecem", afirmou o senador.

O também senador Eduardo Suplicy disse que considerou "satisfatório" o esclarecimento de Carvalho, que teria telefonado a Lorenzetti para obter mais informações a respeito da prisão de Gedimar e Vadebran.

Já o presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PC do B), classificou como "desdobramentos políticos da investigação policial" a divulgação do relatório parcial da PF e as especulações sobre a participação de mais pessoas ligadas ao presidente Lula na compra do dossiê. "A investigação policial não chegou a nenhuma conclusão a respeito do envolvimento dessas pessoas."

Os três participam na tarde deste sábado do "Ato Nordestino" organizado pela campanha do presidente Lula em São Miguel Paulista, zona leste de São Paulo, área que tem grande concentração de nordestinos. (Folha Online)


...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Belo Jardim 2 - Abril
Blog 21.10.2006 18:38

Tasso cobra explicação de Lula sobre dossiê

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

 O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati, cobrou do presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma explicação pública sobre a participação de seus assessores próximos com a venda do dossiê Vedoin, que seria usado como trunfo contra políticos tucanos.

Para Tasso, a descoberta do telefonema feito pelo chefe de gabinete do presidente, Gilberto Carvalho, a Jorge Lorenzetti, apontado como o mentor do dossiê, retrata o quanto o Palácio do Planalto estava envolvido na manobra. "Gilberto Carvalho não dá um passo sem autorização ou conhecimento de Lula. Como explicar o telefonema? Não venha agora o presidente dizer que ele não sabia de nada."

Jereissati também julga indispensável uma explicação rápida do presidente sobre a notícia, divulgada na edição desta semana da revista Veja, de que seu filho Fábio Luis Lula da Silva durante dois anos trabalhou numa sala do escritório de Alexandre Paes dos Santos - a quem o senador chamou de gângster conhecido em Brasília. "Uma nuvem densa de desconfiança paira sobre o filho do presidente. É preciso que tudo seja explicado antes das eleições."

O senador pelo Ceará afirmou que, por enquanto, o partido não pensa em adotar nenhuma medida. "Vamos aguardar até segunda-feira. Esperamos que até lá o presidente explique seu real envolvimento com o dossiê. Somente depois desse prazo, pensaremos no que fazer."

O presidente do PSDB avalia que o segundo turno das eleições não deve ser realizado sob um clima de desconfiança, que, para ele, é crescente. "Isso não faria bem ao País. Daí o apelo para que o presidente venha a público dar sua explicação. O mais rápido possível." Jereissati evitou fazer projeções sobre os efeitos de uma eleição num clima de várias suspeitas e investigações.

"Ninguém deseja que a rotina das instituições seja quebrada, ou que haja qualquer ameaça. Justamente por isso, é importante o presidente falar", disse. (Estadão)

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Bandeirantes Maio 2022
Blog 21.10.2006 18:36

TSE suspende propaganda ofensiva a Lula

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

 O Tribunal Superior Eleitoral(TSE) abriu liminar neste sábado mandando retirar do ar uma propaganda contra o presidente e candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão do ministro Carlos Alberto Menezes Direito proíbe a reprodução de propaganda na televisão sobre o dossiê que incriminaria políticos do PSDB.

A propaganda diz que "Lula manda nos ministros, manda na Polícia Federal e no PT". Em seguida, questiona: "Por que ele não manda revelar de onde veio o dinheiro?". A mesma acusação foi alvo de direito de resposta de dois minutos dado pela Justiça Eleitoral à coligação de Lula durante o programa eleitoral gratuito.

Na representação, a coligação "A Força do Povo" (PT/PC do B/PRB) pediu liminarmente a impugnação da propaganda sob o argumento de que ela é "ofensiva, caluniosa, difamatória e inverídica, em desconformidade com a legislação vigente". Alegou ainda que o objetivo da coligação "Por um Brasil Decente"(PSDB/PFL), de Geraldo Alckmin, é "difundir inverdades e desacreditar o candidato Lula".

Na decisão que proibiu a propaganda, o ministro Menezes Direito levou em conta o entendimento adotado pelo TSE em duas representações julgadas anteriormente pelo tribunal.

O ministro alegou que, ao mencionar o presidente Lula "expressamente como se ele fosse o responsável pelo curso das investigações, como se ele fosse conivente com o retardo das investigações e isso está, no meu entendimento, em desacordo com a verdade".

"Diante do julgamento proferido pela Corte nas representações defiro a medida liminar para vedar a reprodução do texto impugnado nesta representação, em qualquer modalidade", declarou.(Estadão)

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE Nord Hotels
Blog 21.10.2006 17:34

Veja aponta superfaturamento na Infraero

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

A Veja desta semana traz, ainda, duas reportagens envolvendo políticos pernambucano. A primeira, com a manchete ''Decolaram com milhões'', trata de superfaturamento nas obras do aeroporto de Congonhas (SP) na gestão de Carlos Wilson da Infraero. Cali, como é mais conhecido, foi eleito deputado federal pelo PT.

Segundo a matéria, as obras do aeroporto podem ter causado ao erário uma perda superior a R$ 100 milhões. O Ministério Público constatou preços de 31% a 252% acima dos de mercado num conjunto de 29 produtos e serviços na ampliação do aeroporto.

O caso mais escandaloso seria o da compra das chamadas pontes de embarques ( fingers, em inglês), que dão ao passageiro acesso ao avião. A Infraero pagou ao consórcio vencedor a bagatela de R$ 2,2 milhões por unidade. O TCU constatou que cada finger não custaria mais do que R$ 630 mil. O Ministério Público acusa, ainda, a Infraero de ter direcionado a licitação para o consórcio formado pelas empreiteiras OAS/CamargoCorrêa/Galvão.

O MP entrou com uma ação cautelar, na semana passada, em que pede a indisponibilidade dos bens e a quebra dos sigilos fiscal e bancário de Carlos Wilson, segundo a Veja. Ouvido sobre a reportagem, o deputado eleito disse desconhecer as acusações do MP e informou que sua gestão na Infraero foi amplamente fiscalizada e transparente.

Ainda segundo a revista, Wilson comandou a reforma de 66 aeroportos. Além de Congonhas, o Ministério Público Federal investiga irregularidades na execução das obras dos aeroportos de Vitória, Recife e Goiânia.

Em outra matéria, ''Os coronéis de Lula'', o candidato do PSB a governador de Pernambuco, Eduardo Campos, é citado como tal. Veja o trecho: ''Em Pernambuco, o candidato Eduardo Campos, favorito absoluto nas pesquisas, é exemplo de quão tênue é essa separação entre o novo e o velho coronel. Neto de Miguel Arraes, ele divide o palanque com o deputado Inocêncio Oliveira e o mensaleiro Severino Cavalcanti, entre outros expoentes do coronelismo''.

...



compartilhamentos
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE SESC - Férias de Janeiro
Blog 21.10.2006 17:00

Alckmin: Ligação de Lorenzetti com dossiê é grave

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

 Em visita a Joinville (SC), o candidato à Presidência pelo PSDB, Geraldo Alckmin, disse que considerou grave a confirmação da Polícia Federal de que Jorge Lorenzetti, ex-analista de risco e mídia da campanha de reeleição de Lula, foi quem articulou a compra do dossiê contra os tucanos.

"O Lorenzetti é amigo pessoal do Lula há décadas. Chefe-diretor do Banco do Estado de Santa Catarina, responsável pela chamada área de risco, aliás, eu nunca soube que isso existia. Ou seja, uma arapongagem irresponsável."

O candidato afirmou que outro fato grave é que o secretário particular de Lula, Gilberto Carvalho, teria ligado para Lorenzetti antes do nome do ex-analista aparecer na imprensa como um dos responsáveis pela compra do dossiê.

"Estão escondendo a verdade do povo brasileiro. É claro que eles sabem a origem do dinheiro. É que talvez seja pior falar a verdade do que esconder. Eles estão debochando do povo brasileiro."

Alckmin também considerou um desespero e uma grosseria a atitude da coordenadora da campanha à reeleição do presidente Lula em São Paulo, Marta Suplicy, de tê-lo comparado com Paulo Maluf. "Primeiro que quem o Maluf apoiou quando eu fui candidato a governador foi o PT, foi o Genoino."

O tucano voltou a criticar as intermitentes comparações com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. "Quem olha muito para o passado não cuida do presente e do futuro. Eu vou cuidar do futuro. O Brasil não pode continuar do jeito que está."(Folha Online)

...



compartilhamentos
Blog 21.10.2006 16:45

Justiça libera da cadeia os envolvidos no dossiê

Por , edição de Ítala Alves compartilhamentos

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região concedeu nesta sexta-feira habeas corpus a todos os investigados pela tentativa de compra do dossiê contra políticos tucanos. Os documentos eram negociados entre o dono da Planam, Luiz Antonio Trevisan Vedoin, e pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores ou à campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT.

São eles: o ex-secretário do Ministério do Trabalho responsável pelo capítulo de Trabalho e Emprego do programa de governo da campanha de reeleição de Lula, Osvaldo Martinez Bargas; o ex-diretor de Gestão de Risco do Banco do Brasil licenciado para trabalhar na campanha de Lula, Expedido Afonso Veloso; e o ex-chefe de Informações e Inteligência da campanha de Lula, Jorge Lorenzetti.

Ao deferir a liminar, a Justiça entendeu que "os acusados de participarem do chamado caso dos dossiês estão comparecendo a todas solicitações da Justiça e não estão trabalhando para obstar as investigações", diz nota divulgada pelo TRF 1ª Região. "Assim, não persistem as fundamentações legais para manutenção da prisão", conclui a nota. (Estadão)

...



compartilhamentos