Lavareda

25/02


2013

Professores de Caruaru dizem que foram apunhalados

A Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Atec) criticou mais uma vez, em nota, a administração do prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT). De acordo com a entidade, a Prefeitura de Caruaru mais uma vez tenta manipular a opinião pública através de um discurso hipócrita e mentiroso.

"O que está se vendo, na prática, é uma gestão onde a participação popular era apenas uma máscara, que, agora, caiu e a categoria consegue enxergar a verdadeira face do governo Queiroz: o autoritarismo", informa a nota, segundo o blog do Vanguarda.

De acordo com a associação, um dos pontos mais absurdos do discurso da gestão municipal é quando se fala em Mesa de Negociação Permanente "A referida Mesa foi absolutamente ignorada pela gestão municipal no processo obscuro de reformulação do PCC.

A prefeitura apunhalou a Mesa de Negociação Permanente pelas costas e agora, de forma sínica, apresenta uma nota à imprensa dizendo que haverá diálogo. Fica claro que a gestão participativa'' era apenas mais uma falácia do governo", critica os representantes da categoria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

25/02


2013

Entre no face e participe ao vivo do Frente a Frente

Já estou nos estúdios da Rede Pernambucana de Rádio. Daqui a pouco, passo a ancorar o programa Frente a Frente, em companhia de Adriano Roberto. O programa é retransmitido por 30 emissoras no Estado, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM, no Recife.

Se você estiver em outro Estado ou País, ouça pela rádio do blog clicando no botão aí ao lado “Frente a Frente com Magno Martins”. Participe!

Mande o seu e-mail no [email protected] ou participe entrando pelo facebook, entrando na minha página magnomartinsfonseca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

25/02


2013

Governador baiano evita declarações políticas no Recife


                                                                         (Foto: José Accioly/Blog da Folha)
Carlos Cavalcanti

Da equipe do blog

Ao contrário de outros líderes petistas, o governador da Bahia, Jaques Wagner, adotou uma postura neutra diante dos questionamentos da Imprensa sobre assuntos referentes ao cenário político nacional.

Blindado pela organização do evento promovido pela revista Carta Capital na tarde desta segunda-feira, no auditório do Mar Hotel, em Recife, Wagner se esquivou de perguntas que pudessem comprometê-lo perante os outros dois governadores convidados para o evento - Eduardo Campos (PSB) e Cid Gomes (PSB), este não compareceu alegando compromissos de última hora em Brasília.

A proposta do encontro era falar sobre as possíveis soluções para os problemas ocasionados pelo crescimento do País refletidos na região Nordeste, como as falhas na segurança pública e a falta de mão de obra qualificada para atender a demanda das diversas multinacionais que aportam em solo nordestino, como a fábrica da Fiat, em Goiana.

Contudo, tendo em vista as recentes declarações de líderes do PSDB, PT e PSB sobre os possíveis nomes que irão disputar a Presidência da República em 2014, era de se esperar que o governador baiano fosse bombardeado pelos jornalistas sobre sua posição quanto ao assunto.

Quando o nome Eduardo Campos entrou em cena, tudo o que Wagner disse foi que iria se encontrar com o gestor pernambucano ainda hoje no Palácio do Campo das Princesas para uma conversa e que apostava no bom senso do socialista para juntos resolverem as questões - a maioria de cunho econômico - levantadas ao longo do debate.

Coerente, Jaques Wagner adotou a mesma descrição ao falar sobre a presidente Dilma Rousseff (PT), a quem se referiu apenas quando citou o sucesso do programa Bolsa Família, do Governo Federal, assunto abordado pela presidente na manhã de hoje durante o programa de rádio ''Café com a presidente''.

Ao que parece, o governador da Bahia preferiu adotar a política do bom vizinho e não comentar sobre dissidências entre o seu partido e o partido do anfitrião Eduardo Campos para, posteriormente, não ter futuras parcerias atrapalhadas por ter comprado brigas de terceiros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

então se ele veio em prol de uma conversa com Eduardo para tentar sem sucesso a disistência de Eduardo, kkkkk, pode voltar com o seguinte recado seu governador, mande seu Lula com dona Dilminha rodar muito mesmo no Brasil, pra tentar neutralizar as intenções de Eduardo que será em vão, é isso.

suricato

sei,jaquevago é o enviado do planalto para pedir a Dudu que não se candidate.Se as paredes falassem jaquivago ia aparecer de joelhos implorando a dudo: homi,seja senador ....


Abreu no Zap

25/02


2013

Oposição quer Mantega dando explicações ao Senado

A oposição quer ouvir o ministro Guido Mantega (Fazenda) no Senado para explicar o que chama de "divergência" entre as previsões da equipe econômica e os números reais de crescimento do país, segundo a Folhaonline.

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) protocolou nesta segunda-feira (25) requerimento na CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado para que Mantega seja convidado a falar aos senadores.

O tucano quer explicações, em especial, sobre a "manobra contábil" que permitiu aumentar o superávit primário em 2012. Para integrantes da oposição, a "manobra" ameaça a "credibilidade" da economia do país.

"Essa contabilidade criativa para fechar o superávit primário pode ter impacto negativo nos investimentos privados internos e externos, além de prejudicar o Brasil nesses tempos de prolongada crise internacional", disse.

Como o requerimento é um convite, Mantega não é obrigado a comparecer ao Senado. A oposição não pediu a convocação porque não tem número para aprovar o pedido na comissão - e acredita em acordo com o governo para que o ministro fale ao Senado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

o que essa presiDENTA tem na cabeça? acho que vento, como é que ela ainda continua com um Ministro que as vezes nem ele mesmo entendo do que fala, quem tem ministros assim não precisa de inimigos, braZil um país de TOLOS!!!



25/02


2013

Secretário da Fazenda e Maciel Melo no Frente a Frente

O secretário estadual da Fazenda, Paulo Câmara, e o cantor Maciel Melo são os principais entrevistados do Frente a Frente de hoje, programa que apresento pela Rede Pernambucana de Rádio, das 18 às 19 horas, tendo como cabeça de rede a Rádio Folha 96,7 FM. Veja abaixo as demais emissoras que integram a rede:

Rádio Folha 96,7 – Recife

Caruaru FM 104,9

Integração FM de Surubim - 88,5

Líder do Vale FM de Serra Talhada – 99,7

Pajeú de Afogados da Ingazeira - AM 1.500

Ponte de Petrolina FM - 91,5

Sertânia FM - 100,1

Rádio Planalto AM do Recife – 950

Educadora AM de Belém de São Francisco - 1.470

Bitury AM de Belo Jardim - 1530

Cardeal Arcoverde AM – 600

Papacaça AM – 1470 – Bom Conselho

Verdejante de Verdejante FM - 104,9

Rádio Calheta FM do Cabo de Santo Agostinho - 98,5

Cidade FM - 88.7 – Tabira

São Bento FM – 104,9

Sanharó FM 104.9

Alternativa FM 104.9 – Agrestina

Nova FM 87.9 – Mirandiba

Alternativa FM 98,5 – Nazaré da Mata

Rádio Beto Som – 104,9 FM Granito

Rádio Beto Som – 104,9 FM Parnamirim

Polo FM – Santa Cruz do Capibaribe – 101,9

Pop Brasil FM – Trindade – 93,7

Terra Nova FM – 104,9

Brígida FM – 104,9 – Orocó

Itacuruba FM – 87,9

Pop Sat Brasil FM Araripina – 93,7

Santa Maria FM – 87.9 FM – Santa Maria da Boa Vista

Vale do Acaí FM – 104,9 – Poção

Nova Rádio Cultura AM – 1.320 – São José do Egito

Salgueiro FM – 102,9 – Salgueiro

Cruzeiro FM – 104,9 – São Caetano

Taquaritinga FM – Taquaritinga do Norte


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

25/02


2013

Wagner diz que Nordeste só vence adversidades unido



Carlos Cavalcanti

Da equipe do blog

O governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), último palestrante do evento organizado pela revista Carta Capital no auditório do Mar Hotel, no Recife, iniciou sua fala, há pouco, abordando a importância de se ampliar o sentimento de unidade entre os governadores nordestinos.

Segundo ele, enquanto os gestores estaduais não deixarem de olhar para os próprios umbigos, o Nordeste continuará a sofrer com as dores causadas pelo despreparo de um país que não esperava crescer tão rápido como o fez.

Ao falar sobre os estragos causados por esta que é a pior seca dos últimos 50 anos, Wagner enalteceu os programas criados e tocados pelo Governo Federal, a exemplo do Bolsa Família, reforçando o discurso feito na manhã de hoje (25) pela presidente Dilma Rousseff e que, de acordo com o Palácio do Planalto, superou as metas desenhadas pelo governo petista.

Wagner encerra seu discurso e volta a falar sobre os prejuízos que a falta de preparo trouxe quando o Brasil chegou aos níveis de crescimento atuais e citou a crescente onda de crimes vivenciada pelas grandes cidades.

Neste momento, o governador baiano segue para uma visita ao governador Eduardo Campos no Centro de Convenções, sede provisória do Governo do Estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/02


2013

Justiça suspende andamento do projeto Novo Recife

O projeto prevê a construção de 12 torres no Cais José Estelita, área central da cidade / Foto: divulgação

O juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública do Recife, José Viana Ulisses Filho, atendeu pedido da Promotoria de Defesa da Cidadania, Habitação e Urbanismo do Recife e determinou, em decisão liminar, a suspensão dos processos administrativos em trâmite na prefeitura do município que tratam da liberação do projeto Novo Recife, complexo de prédios previsto para ser construído no Cais José Estelita, na área central da cidade.

A decisão do juiz foi proferida em uma ação civil pública assinada pela promotora de Justiça do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) Belize Câmara.

O juiz entendeu que a suspensão é necessária por ter havido três irregularidades na aprovação do projeto pelo Conselho de Desenvolvimento Urbano (CDU) do Recife, ocorrida em dezembro.

São elas: a ausência de parcelamento da área previamente à aprovação do projeto; a não intervenção nos processos de órgãos públicos como a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e do Departamento de Infraestrutura de Transportes (Dnit), proprietária da área, para se posicionarem sobre a destinação dos imóveis ou se há interesse em preservação das edificações; e por problemas na composição do CDU, que não tinha paridade entre representantes do poder público e da sociedade na sessão que aprovou o projeto.

O juiz entendeu como irregular a análise do projeto pelo CDU ''apenas com o exame dos processos arquitetônicos'', sem levar em conta o parcelamento do solo.

Quanto à composição do CDU, que tem 28 membros, sendo 14 indicados pela municipalidade e outros 14 pela sociedade civil, o MPPE constatou que havia cadeiras reservadas a este último grupo sem representantes designados pela prefeitura.

''Dessa forma, não comprovou o município demandado qualquer diligência no sentido de preencher as vagas no prazo legal, comprometendo a higidez da analise e decisões proferidas pelo órgão, em face da não garantia da paridade na reunião de avaliação dos projetos'', sustentou o juiz, em sua decisão.

Da decisão, datada de 20 de fevereiro, cabe recurso ao Tribunal de Justiça. Mas o juiz fixou multa diária de R$ 10 mil para quem descumpri-la.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/02


2013

Favorito no Conclave enfrenta resistência de setores moderados
















Favorito até o momento para o Conclave, o cardeal arcebispo de Milão, Angelo Scola, começa a encontrar resistências de cardeais de setores mais moderados da Igreja Católica. Vários bispos demonstram preocupação pelo fato de Scola ser ligado a um grupo poderoso da instituição, denominado Comunhão e Libertação.

“O Papa não pode ser de um grupo da Igreja, tem que representar toda a Igreja. O grande problema desses grupos é que eles buscam o poder interno. Esses grupos, como o Comunhão e Libertação e a Opus Dei, funcionam como partidos políticos dentro da Igreja”, relatou um arcebispo ao Blog do Camarotti.

Em tempo - O estilo informal do cardeal arcebispo de Nova York, Timothy Dolan, pode lhe custar votos durante o Conclave. Bispos brasileiros que já tiveram contato com Dolan relatam que ele tem uma postura muito descontraída para os padrões tradicionais da Santa Sé.

“Ele é muito despachado”, disse um bispo brasileiro, que contou que quando conheceu Dolan, a primeira pergunta que o americano lhe fez foi sobre Pelé.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/02


2013

Arrecadação recorde chega a R$ 16 bilhões em janeiro

A arrecadação federal atingiu o valor de R$ 116,066 bilhões em janeiro, alta real --descontada a inflação-- de 6,59% em relação ao mesmo mês do ano passado. O valor representa um recorde mensal, segundo a Folhaonline.

Contribuíram para a alta no resultado, segundo a Receita, o pagamento do Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) relativo ao ano e ao trimestre anterior.

Os valores obtidos com esses tributos totalizaram R$ 34 bilhões, uma alta de 20,3%, sempre na comparação entre janeiro deste ano e de 2012.

O Fisco destacou ainda o aumento da massa salarial, que cresceu 11,9% no ano passado. Esse aumento elevou a arrecadação da receita previdenciária, que cresceu 3,7%, atingindo R$ 26,1 bilhões.

O aumento das importações, que foi de 9,5% no ano passado, também contribuiu com o Fisco. O valor arrecadado chegou a R$ 4,2 bilhões, alta de 8,5% em relação a janeiro de 2012.

A Receita Federal ressalva que o recorde atingido não reflete um possível reaquecimento da economia em 2013, mas a antecipação de pagamentos de tributos referentes ao ano passado.

''Quando olhamos o mês de janeiro, percebemos que muitos contribuintes fazem ajuste anual pagando estimativa [de lucro no ano passado]. Isso não é incomum. Até pelo comportamento de outros anos, inferimos que boa parte destes dados [da arrecadação recorde de janeiro] se refere ao ajuste anual'', avalia o coordenador-substituto de Previsão e Análise da Receita, Marcelo Gomide.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jânio Nunes

nessse ponto aí dona Dilminha não perde tempo e nem oportunidade, enquanto tem o povo brasileiro pra o que querem e como querem, aparece governo competente, mas, quando é pra reverter nas necessidades mínimas aí já sabe né estamos FFFFFDDDDD. braZil um país de TOLOS!!!