Jaboatão

13/09


2012

Marta diz que Lula é um Deus, e ''trio'' levanta a campanha


Marta Suplicy se despede do Senado
Foto: O Globo / Ailton de Freitas

Marta Suplicy se despede do SenadoO Globo / Ailton de Freitas

Na véspera de assumir o Ministério da Cultura, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) se despediu nesta quarta-feira do Senado elogiada pelos colegas. A petista garantiu que vai participar da campanha de Fernando Haddad (PT) à prefeitura de São Paulo e destacou que o trio formado por ela, Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula pode levantar a candidatura petista. ''''O trio Lula , Dilma, Marta é muito forte. O Lula é um deus! Dilma é bem avaliada e eu tenho o apelo de quem fez. Então, com a entrada desse trio, vai dar certo. Eu combinei que ia entrar na hora e agora estou entrando'''', afirmou Marta.

Marta negou que estivesse se sentindo vingada por ter sido preterida na disputa da capital paulista. ''''Não passa por aí. Eu fiquei triste quando aconteceu e não escondi de ninguém. Mas disse: na hora que achar que faço a diferença eu entro. Eu falei com o Haddad: primeiro vai gastar sola de sapato, conhecer a cidade.''''  (De O GLOBO)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

jose antonio

um bandido desse ser chamado de deus so podia ser por marta que e um mal exemplo para os lares brasileiro suplici que o diga

Tadeu Antonio Bezerra Batista

Essa conta ainda será cobrada no futuro e será muito cara. A alienação pelo "deus" é vergonhosa e apenas justificada pela ausência da educação e do conhecimento do povo brasileiro.

Jose Valter

Sou do PT acho que o LULA nem é o diabo como muitos acham e também não é DEUS como disse Marta, é sem dúvida, um grande LIDER.

ANTONIO FERREIRA

ELE E UM DEUSALAO O QUE ROUBOU O BRASIL E AINDA E CHAMADO DE SALVADOR AFFI EITA BRASIL VEI

enoque viana de oliveira filho

Que blasfêmia!


PREF DE OLINDA DESAFIOS DA PANDEMIA 21

13/09


2012

Pé frio de FHC baixa novamente em São Paulo

 Os estrategistas de Chalita em São Paulo analisam que a aparição de Fernando Henrique Cardoso, "o único fato novo" na propaganda de TV de Serra, ajudou a aumentar a rejeição ao tucano, que subiu de 42% para 46%, diz Mônica Bergamo, na coluna política da Folha de S.Paulo de hoje. ''''Acreditam ele que, se ela se traduzir em nova queda acentuada nas pesquisas -o que não ocorreu -, o candidato do PMDB poderá ser o maior beneficiado, já que tem baixa rejeição (12%). A campanha de Chalita tem como meta levá-lo a pelo menos 12% -ele hoje está com 8%. Só assim o PMDB seria valorizado no segundo turno, quando os dois candidatos que ficarem na disputa sairão em busca de alianças.''''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca 2021

13/09


2012

''Dilma mal conhece SP e vem meter o bico'', diz Serra


O candidato à prefeitura de São Paulo José Serra participa de encontro com trabalhadores e sindicalistas na Casa de Portugal
Foto: Eliaria Andrade / O Globo

 O candidato à prefeitura de São Paulo José Serra participa de encontro com trabalhadores e sindicalistas na Casa de PortugalEliaria Andrade / O Globo

Em encontro com dirigentes sindicais, no centro da capital paulista, o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, José Serra, criticou nesta quarta-feira a entrada da presidente Dilma Rousseff nas eleições municipais e ironizou a indicação da ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy para o Ministério da Cultura. Nesta semana, em comício no centro da capital paulista, a nova ministra disse que José Serra é o “rei do embromation” e da “desqualificação” e afirmou que o candidato tucano não tem propostas para São Paulo.

''''Ela (Dilma) nem conhece São Paulo e vem meter o bico aqui, mas faz parte das regras do jogo. Ela vem dizer aos paulistanos como eles devem votar. Ela, que mal conhece São Paulo, vem aqui dar o seu palpite. E nomeou até um ministério. A Marta Suplicy fez três insultos a mim e ganhou um ministério. Isso mostra que me insultar vale bastante - afirmou José Serra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina abril 2021

13/09


2012

Pesquisas baixam nível entre Serra e Haddad em SP

O candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra, abriu ontem sua mais dura ofensiva contra o adversário Fernando Haddad, do PT. Ele criticou a presidente Dilma Rousseff por entrar na campanha e usou comerciais de TV para ligar o petista aos colegas de partido José Dirceu e Delúbio Soares, réus do mensalão, e ao ex-prefeito Paulo Maluf (PP), que o apoia. ''Ela [Dilma] vem meter o bico em São Paulo, vem dizer para os paulistas como é que eles devem votar'', disse. ''Ela que mal conhece São Paulo vem aqui dar o seu palpite''. Irritado, Haddad chamou Serra de mentiroso e disse que ''daqui a pouco ele não vai poder circular pela cidade'' por causa de seu alto índice de rejeição.

A troca de insultos ocorreu no dia em que o Datafolha mostrou nova redução na diferença entre os dois, que oscilou de cinco para três pontos. Eles estão tecnicamente empatados e, se a eleição fosse hoje, disputariam vaga para enfrentar Celso Russomanno (PRB) no segundo turno.

Na TV, um comercial tucano mostrou Haddad ao lado de fotos de Dirceu, Delúbio e Maluf. ''Sabe o que acontece quando você vota no PT? Você vota, ele volta'', repetiu o narrador a cada personagem. Outra propaganda disse que Haddad chegou ao governo Lula pelas mãos de Dirceu e exibiu ato do então chefe da Casa Civil indicando o petista para posto no Ministério do Planejamento, em 2003. A propaganda não informa que a indicação para esse tipo de cargo era atribuição de rotina do titular da Casa Civil.

CASA DA SOGRA

No programa tucano, as referências ao mensalão sumiram, mas um ator disse que o PT ''voltou a aprontar'' com a nomeação de Marta. ''Peraí: ministério como moeda de troca? E a gente paga a conta? São Paulo não é a casa da sogra pra ser usada assim.''

Os ataques de Serra nos comerciais levaram Haddad a acusá-lo de ''confundir, iludir e desinformar'' o eleitor. ''Ele está batendo recordes atrás de recordes de rejeição. Daqui a pouco, não vai poder circular pela cidade'', disse. ''A baixeza de Serra é conhecida, e ele está pagando por isso. A população repudia o estilo dele de fazer política.''

O índice de rejeição do tucano subiu de 42% para 46%. Haddad disse ver ''um pouco de desespero'' no rival. ''Não é só questão de decadência política. É um problema de estilo'', disse. ''Ele é useiro e vezeiro em baixar o nível. É da genética dele.''   (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/09


2012

A política como ela é

 CARLOS BRICKMANN

A CPI do Cachoeira avançava e ganhava algum espaço na opinião pública, mesmo concorrendo com o grande espetáculo do julgamento do Mensalão. O alvo principal do PT, o governador goiano Marconi Perillo, do PSDB, estava sofrendo grande desgaste. De repente, a CPI do Cachoeira foi suspensa.

Versão oficial: como as eleições municipais são hoje a grande preocupação de todos os políticos, é bobagem tentar manter a CPI funcionando. É melhor deixá-la em vida vegetativa, esperando calmamente a volta dos políticos ao trabalho.

Versão crua: um dos próximos passos da CPI, praticamente obrigatório, seria quebrar o sigilo de sete empresas suspeitas de atuar como laranjas. Destas empresas, supõe-se, sairiam os recursos responsáveis pela manutenção de dezenas de campanhas eleitorais. E isso ninguém quer: pelo que dizem, a distribuição de recursos é bastante ampla e atinge campanhas dos mais diversos partidos.

Como não disse Nelson Rodrigues, é a política como ela é.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ALEPE

13/09


2012

De guerrilheiro a pacificador

 O Movimento em Defesa do Transporte Alternativo (MDTA) e os sindicatos dos motoristas de Vans suspenderam a manifestação com a qual pretendiam paralisar a cidade do Rio novamente, tal e qual fizeram no dia 15 de agosto.

Há quem diga que eles amarelaram diante da repercussão negativa que o movimento do mês passado teve, como o Jornal do Brasil informou.

José Guilherme Biserra, diretor jurídico do Sindicato dos Permissionários do Serviço de Transporte de Passageiros e Comunitário do Rio de Janeiro, nega.

Segundo ele, apenas está se dando uma nova chance ao diálogo com a prefeitura. O que motivou a ''nova oportunidade'' foi a entrada em campo do vice-prefeito Carlos Alberto Muniz, com quem os líderes do movimento se reunirão quinta-feira, dia 13.

Ou seja, Muniz, que no passado engrossou as fileiras com ''grupo revolucionário'' MR-8, hoje virou um ''pacificador da cidade''.

Pelo menos desta vez.   (Informe JB - Henrique Almeida)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes 2021

13/09


2012

Toma lá um ministério, da cá um apoio à campanha

DO BLOG TRÁGICO E CÔMICO - DIOGO SALLES - JT

Marta Suplicy aderiu à campanha de Haddad. Marta Suplicy ganhou um ministério. Há quem diga que “uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”. Marta negou haver qualquer conexão entre os fatos, Haddad idem.

Curioso como essas coincidências só acontecem na política, não? O bom disso é que, se um dia eu me filiar a um partido e ganhar uma eleição, poderei dizer que meu súbito enriquecimento nada tem a ver com o mandato…


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

13/09


2012

O manto diáfano da notícia

 A senadora Marta Suplicy, principal nome do PT paulista, foi vetada por Lula para a Prefeitura de São Paulo. Lula impôs ao partido o nome de Fernando Haddad. Marta se recusou, então, a participar da campanha: imagine, ela ao lado de Paulo Maluf! Justo ela, ao lado do segundo maior padrinho de Haddad?

Versão oficial: Lula conversou com Marta e convenceu-a a entrar na campanha, pelo bem do partido, do povo, dos pobres, dos fracos e oprimidos.

Versão crua: Ana de Hollanda deixa o Ministério da Cultura e Marta Suplicy foi convidada para substituí-la. É a militante se sacrificando pelo partido.(Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Anuncie Aqui - Blog do Magno

12/09


2012

Senado aprova medida que amplia o Bolsa Família

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (12) o projeto de Lei de Conversão 16/12, oriundo da Medida Provisória 570, que faz parte do programa "Brasil Carinhoso", do Governo Federal, de acordo com o G1. A MP concede um benefício adicional para famílias em condição de extrema pobreza que recebem o Bolsa Família e tenham crianças de 0 a 6 anos de idade.

O benefício adicional corresponderá ao valor necessário para que a soma da renda familiar mensal com os benefícios financeiros supere R$ 70 por pessoa da família. O objetivo, de acordo com o governo, é superar a extrema pobreza na infância


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Blog do Magno 15 Milhões de Acessos 2

12/09


2012

Mensalão: STF suspende discussão sobre novas sessões

Os ministros do STF suspenderam nesta quarta-feira (12) a discussão sobre novas sessões para agilizar o julgamento do mensalão. No gabinete do presidente do Supremo, Carlos Ayres Britto, os ministros indicaram que seria difícil organizar novos encontros para o processo, segundo a Folha de S. Paulo. Os ministros Cármen Lúcia e Celso de Mello não estiveram no encontro.

Publicamente, quase todos os ministros se comprometeram a tentar agilizar seus votos para evitar novos encontros. O Supremo tem realizado três reuniões por semana para discutir o mensalão. Nesta quarta, foi realizada a 22ª reunião. O caso está em discussão desde o dia 2 de agosto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha