Jaboatão - Nova UBS PET

27/09


2021

Progressistas promovem ato de filiação em Sirinhaém

Ao lado da prefeita de Sirinhaém, Camila Machado, e da vice-presidente do Partido Progressistas (PP) Mulher de Pernambuco, Aline Mariano, o deputado federal e presidente estadual do PP, Eduardo da Fonte, e o vice-presidente, Lula da Fonte promoveram, na última sexta-feira, a filiação de mulheres de todo o estado ao partido. O evento foi realizado no auditório do Shopping de Sirinhaém, seguindo os protocolos exigidos pelos órgãos de saúde. 

“Fico feliz em ver nosso time feminino crescendo, sendo muito bem representado por grandes líderes, a exemplo de Camila Machado, primeira prefeita de Sirinhaém. O nosso partido admira e incentiva a participação de mulheres na política,  acreditando na força de cada uma para mudar o futuro do nosso país”, registrou Eduardo da Fonte. 

Durante o evento, centenas de  filiações foram realizadas. Também estiveram presentes no ato, a vereadora do Recife Andreza Romero, o deputado estadual Romero Albuquerque, o vice-prefeito do município, Manoel da Retífica, além de lideranças políticas da região.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

27/09


2021

Brasil tem recorde em superávit nas contas externas

As contas externas brasileiras tiveram saldo positivo de US$ 1,684 bilhão em agosto, segundo o Banco Central (BC). As informações são do Blog do Riella.

No mesmo mês de 2020, o superávit foi de US$ 950 milhões nas transações correntes, que são as compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda com outros países.

O resultado é o melhor para o mês de agosto desde 2006, quando as contas externas tiveram superávit de US$ 2,1 bilhões. O resultado se deve ao aumento do superávit comercial.

Em 12 meses, encerrados em agosto, o déficit em transações correntes é de US$ 19,505 bilhões, 1,23% do Produto Interno Bruto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina setembro 2

27/09


2021

A dor do abandono da minha primeira casa

Dói, sentir que o nosso amor aos poucos está morrendo, diz uma canção de Roberta Miranda. E o que dizer da dor de uma flechada no coração ao receber esta imagem de um leitor? Não se trata de uma porta comum. Ela foi o principal acesso, por muitos anos, ao histórico prédio da sede do Diário de Pernambuco, jornal mais antigo em circulação na América Latina. Foi a primeira porta que bati e me abriu para o ingresso no jornalismo nos anos 80.

Essa porta, que poderia ser de ouro pela sua importância, foi aberta nos primórdios para Assis Chateaubriand, o rei da comunicação no Brasil. Também para Gilberto Freire, um dos mais importantes sociólogos do século XX, dirigente do jornal por uma época e depois articulista. A primeira figura histórica a adentrar por ela foi o jornalista Antonino José de Miranda Falcão, seu fundador, que  participou em 1826 da Confederação do Equador.

Na República Velha, entre os intelectuais que passaram pela mesma porta o escritor Gilberto Amado, que começou como repórter das crônicas diárias “Golpes de vista”, sob o pseudônimo de Áureo. Em 1908, já com 83 anos de existência, o matutino anexou ao título o slogan Jornal mais antigo em circulação na América Latina, sob a batuta de Chatô.

Nesta fase, Austregésilo de Ataíde, Azevedo Amaral, Álvaro Lins, Osvaldo Orico, Gustavo Barroso, Lindolfo Collor, Afrânio Peixoto, Gilberto Osório de Andrade, Medeiros e Albuquerque, Mário Sete e Cumplido Santana também cruzaram pela porta na condição de colaboradores. Eram críticos dos rumos da revolução e, sobretudo, da atuação do interventor Carlos de Lima Cavalcanti, acusado de oportunista e conivente com as torturas a presos políticos. 

Com diversos pseudônimos, o redator Aníbal Fernandes assinou muitos dos ataques ao governo estadual, logo respondidos pelo Diário da Manhã, de propriedade da família Lima Cavalcanti. O resto dessa história está nos compêndios escolares, mas era para estar também neste velho e saudoso monumento da Imprensa brasileira se o prédio não estivesse em situação de abandono tão deplorável.

Sucumbido por uma crise mortal, o Diário de Pernambuco vendeu, a troco de banana, seu casarão da Praça da Independência ao Governo do Estado na gestão Jarbas Vasconcelos, com a promessa de que seria transformado no Arquivo Público Estadual. O projeto nunca saiu do papel, o prédio está entregue às baratas, invadido por moradores de rua.

Ouvido pelo blog, o jornalista Evaldo Costa, diretor do Arquivo Público, deu a seguinte versão para o quadro deprimente e chocante: "O prédio foi comprado aos Associados no Governo Jarbas e está fechado até hoje. Em 2014, foi doado ao Porto  Digital, que projetou um edifício no terreno posterior. A Prefeitura, porém, reprovou o projeto. O Porto Digital devolveu ao Governo do Estado em dezembro de 2019, quando o Governo decidiu destinar o imóvel ao Arquivo Público. A Secretaria de Administração está licitando o projeto de engenharia para restauro do imóvel histórico e adequação do anexo (antiga Gráfica)".

Dá para acreditar na salvação do esqueleto?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

27/09


2021

O assassinato de pessoas jurídicas

MONTANHAS DA JAQUEIRA – O bicho-grilo Adalbertovsky fala sobre o assassinato de pessoas biofísicas e pessoas jurídicas neste Reino de Pindorama. “A cada ano mais de 50 mil almas de CPFs vão para o Além. A cada ano também são assassinadas milhares de pessoas jurídicas nas caladas das noites e dos dias. Isto a Globo não mostra”.

Toma que o filho é teu, dizem os agentes da lei ao empurrar a descarga elétrica tributária na goela das pessoas jurídicas e também na goela das pessoas físicas e bioquímicas. “Mamãe eu quero mamar, papai eu quero mamar”, dizem os filhotes do Fisco, da Receita Federal, das Secretarias das Fazendas regionais, estaduais, municipais e distritais. Ao receber a inscrição no palácio imperial da junta comercial, a pessoa jurídica e informada de que será obrigada a sustentar toda a mundiça das repartições nacionais, a começar pela cambada dos palácios de Brasília”.

São os seguintes os impostos apagar: IOF - Imposto sobre Operações Financeiras; IPI; IPRPF pessoa física); IRPJ (pessoa jurídica); ITR - Imposto sobre a Propriedade Rural); CIDE - Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico; Confins; CPMF;  CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido); FGTS; INSS; PIS-Pasep. Laudemio; Imposto sobre Terras de Marinha.

Atenção galera, vamos pagar as taxas com amor febril pelo progresso do Brazil varonil; taxa de coleta de lixo; taxa de Combate a Incêndios; Taxa de Conservação da Limpeza Publica; Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental; Taxa de Controle e Fiscalização de Produtos Químicos; Taxa de Emissão de Documentos; Taxa de Fiscalização da Aviação Civil; Taxa de Fiscalização da Agência Nacional de Águas; Taxas do Registro do  Comércio (Juntas Comerciais).

Se você não pagar todas os impostos e taxas, será chamado de sonegador e preso em primeira instância sob acusação de atentar contra a imaculada República e a impoluta democracia.

De tal modo a descarga elétrica tributária eletrocuta pessoas jurídicas e pessoas biofísicas neste Brazil. A crônica do bicho-grilo Adalbertovsky está postada no Menu Opinião


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/09


2021

Coluna da segunda

Miguel pede passagem  

"Quem é coxo, parte cedo”, já dizia Ulysses Guimarães, o Senhor Diretas, estadista que inaugurou a nova ordem democrática no Brasil com a Constituição de 88, após 21 anos de ditadura militar. Valente, conciliador, nacionalista convicto, Ulysses participou de todas as campanhas pelo retorno do País à democracia, inclusive liderou a luta pela anistia ampla, geral e irrestrita. Com o fim do bipartidarismo em 1979, o MDB converteu-se em Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), do qual virou presidente nacional vitalício.

Com as sandálias da humildade, um jovem de 30 anos, representante da nova geração aguerrida do clã Coelho, remanescente das terras secas euclidianas, simbolizadas pelas caras assustadoras saídas das mãos de Ana das Carrancas, botou os pés no Recife, sábado passado, para assinar a ficha do DEM, apresentando-se assim: “Muito prazer, Pernambuco! Sou Miguel Coelho, prefeito de Petrolina”. Seu gesto franciscano foi aplaudido por uma plateia de quase mil pessoas, que foi ao delírio.

Na linguagem convencional, Miguel foi ovacionado. As palmas e os gritos partiram de caras velhas e novas da política estadual, de partidos das mais diferentes cepas ideológicas, do DEM, sua nova legenda, ao PSB, incluindo o PSDB, que tenta também criar uma candidatura de oposição ao Palácio do Campo das Princesas com a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra. O barulho ensurdecedor da plateia dava a sensação de uma resposta assim em couro: “Seja, bem-vindo! Pernambuco precisa de ti, Miguel.”

O cenário armado para a filiação e, ao mesmo tempo, o pré-lançamento da candidatura de Miguel ao Palácio do Campo das Princesas lembraram as convenções americanas e os lendários atos do ex-governador Eduardo Campos. Aliás, tão visionário quanto ousado como Eduardo, Miguel quer Pernambuco lhe dando oportunidade para mostrar a ilha de exceção de gestão que transformou a sua Petrolina.

Quando sonhou com o Planalto, Eduardo também pediu para apresentar sua vitrine ao País. Eduardo foi ulyssista, partiu cedo, mas foi impedido de sonhar por uma fatalidade que lhe roubou a vida. Miguel também adotou a filosofia Ulysses Guimarães. É coxo, porque sua obra só ganhou vitrine até agora no Sertão. Para torná-la ampla, geral e massificada, tem que calçar botas de sete léguas para percorrer, além do seu Sertão, o Agreste, a Zona da Mata e a Região Metropolitana.

Dos três pré-candidatos da oposição, Miguel é o que tem o maior acervo de obras e projetos estruturadores como cartão de apresentação ao grosso do eleitorado concentrado na Região Metropolitana do Recife, onde ainda é uma cara estranha. Daí, a humildade de se apresentar pedindo passagem para seu bloco desfilar na avenida.

Muito prestigiado – Segundo os organizadores do ato pró-Miguel, 34 prefeitos foram bater palmas para ele, sendo quatro de outros estados. Os 500 lugares reservados foram todos ocupados e muita gente ficou em pé. Contou ainda com lideranças de nove siglas: DEM, MDB, PSB, PSL, PP, Podemos, Avante, PSDB e PV. Entre os principais nomes, o presidente nacional do Democratas, ACM Neto, o vice-presidente do PSL, Antônio Rueda; o presidente estadual do DEM, Mendonça Filho, os prefeitos de Florianópolis, Gean Loureiro, de Salvador, Bruno Reis (ambos do DEM); e de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD).

O palanque nacional – Nos discursos celebrando o ingresso de Miguel ao DEM e seu start rumo ao Palácio das Princesas, ninguém associou seu palanque estadual ao nacional. Mas se o PSD, de Kassab, se entender com o DEM e o PSL, que virarão um único partido com a fusão prevista para o próximo dia 5, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), tem chances de se transformar no candidato apoiado por Miguel em Pernambuco, constituindo, assim, de fato e de direito a chamada terceira via.

Ameaça ao PSB – Caso o PSD de Kassab marche junto com Rodrigo, o PP tanto pode se agregar a essa frente quanto ficar com Bolsonaro. Caso adira a Pacheco, em Pernambuco Miguel passa a ser o candidato com mais chances de provocar uma fissura na Frente Popular, atraindo o grupo do deputado federal Eduardo da Fonte, presidente estadual da legenda. Miguel passa a ser, portanto, o postulante da oposição mais temido pelo PSB, muito mais que Raquel e Anderson, que não teriam esse guarda-chuva nacional.

Três de olho no TCU – Atual líder do Governo Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho está cotado, sim, para a vaga que será aberta no Tribunal de Contas da União com o pedido antecipado de aposentadoria do ministro Raimundo Carreiro. A vaga é da cota do Senado, não tem interferência do presidente Bolsonaro, mas Fernando tem concorrentes: o senador mineiro Antônio Anastasia (PSDB) e a senadora Kátia Abreu , do PP de Tocantins. A antecipação da aposentadoria de Carreiro depende de um gesto de Bolsonaro: convocá-lo para assumir uma embaixada no Exterior.

Fica no DEM – Uma das principais lideranças do DEM no Estado, a deputada Priscila Krause tem uma relação melhor e mais estreita com Raquel Lyra, até porque foi apoiada pela prefeita tucana nas eleições passadas. Com o sepultamento das coligações pelo Senado, o melhor caminho para Priscila renovar o seu mandato na Alepe é o DEM. Até porque uma candidatura própria a governador, como a de Miguel, além de facilitar a montagem da chapa proporcional, não será obra do partido, mas da fusão com o PSL. Custaria um preço caro para a deputada se rebelar apenas porque teria uns votinhos colada a Raquel. Candidata a governadora, a tucana, vale a ressalva, não poderá ter candidato preferencial ao parlamento.

CURTAS

ORGULHO – Do presidente nacional do DEM e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, em discurso no ato de sábado passado: "Petrolina consagrou a primeira gestão de Miguel. Um gestor público que nos orgulha. Muito mais que qualquer palavra que eu possa falar neste encontro, o reconhecimento do seu povo o qualifica para seguir uma nova jornada na sua nova vida pública."

ENGAJAMENTO – De Mendonça Filho em seu discurso: “A gente tem muita fé de que Miguel vai tocar o coração do povo, apresentar boas ideias, propostas, num diálogo aberto para que a gente possa mudar Pernambuco. A gente vai ajudar onde quer que a gente esteja, no Agreste, na Mata, no Sertão ou mesmo aqui na capital e Região Metropolitana.”

Perguntar não ofende: Depois de Miguel, quem dirá que é candidato a governador em ato formal: Raquel ou Anderson?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Ipojuca - Microempreendedores

26/09


2021

PSL e DEM: quanto a fusão vai gerar

Por Houldine Nascimento, da equipe do Blog

Como se sabe, a fusão entre Democratas e PSL vai resultar no partido com mais deputados federais. Ao todo, serão 82 parlamentares na Câmara Federal: 54 do PSL e 28 do DEM.

Além disso, a nova legenda salta para sete senadores (seis democratas e um social-liberal) e quatro governadores. Sem falar na grande quantidade de prefeitos, deputados estaduais e vereadores.

O superpartido também passa a dispor de mais recursos: são estimados R$ 320 milhões do fundo eleitoral e quase R$ 140 milhões do fundo partidário. A nova sigla terá, ainda, o maior tempo da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. Já o número que deve ser adotado pela legenda é o 25, hoje pertencente ao DEM.

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, declarou que a identidade desta sigla prestes a surgir só será conhecida mesmo a partir de março de 2022, quando abre a janela partidária. Ele veio ao Recife, ontem, para prestigiar a filiação do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, ao DEM.

A fuga em massa de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é uma realidade no horizonte e há impasses pelo controle de diretórios em estados como Rio de Janeiro, Paraíba e São Paulo. De toda forma, a convenção conjunta de DEM e PSL está marcada para 5 de outubro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru volta as aulas 2021

26/09


2021

Presidente da Caixa está com Covid-19

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, publicou nas redes sociais, hoje, que testou positivo para a Covid-19. Com isso, ele se torna o quarto integrante da comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na viagem a Nova York, para participar da Assembleia Geral da ONU, a ser diagnosticado com a doença.

Além dele, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e um diplomata testaram positivo. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orientou que Bolsonaro e os demais integrantes da comitiva cumprissem isolamento de cinco dias ao chegar ao Brasil até que fosse feita nova testagem, hoje, para saber se tinham contraído a doença ou não.

Ao ser diagnosticado com o novo coronavírus, Queiroga permaneceu em Nova York.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

26/09


2021

Lei que institui marco das startups entra em vigor

Em setembro, entrou em vigou a Lei Complementar nº 182, que institui o marco legal das startups e do empreendedorismo inovador. Ao mesmo tempo, alterou algumas disposições da Lei nº 6.404/76, que rege as sociedades anônimas de capital fechado, entre elas, a dispensa de publicações de atos em jornais.

Pela nova redação do artigo 294, a sociedade anônima que tiver receita anual bruta inferior a R$ 78 milhões poderá fazer todas as publicações previstas na Lei 6.404/76 (Publicação do edital de convocação para assembleias; balanços financeiros; atas de assembleias; atas de reuniões; reforma de estatuto, entre outras) de forma eletrônica. Assim, está dispensada a obrigatoriedade imposta no art. 289.

A nova lei altera o artigo 294 para estender seus benefícios às empresas com qualquer número de acionistas. Agora, basta que a S.A., de capital fechado, tenha faturamento bruto anual de até R$ 78 milhões.

A lei complementar dependerá de regulamentação para orientar como deverão ser feitas as publicações de forma eletrônica, o que deverá ser feito em breve pelo Ministério da Economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

26/09


2021

Tabata defende união com direita e despista sobre Lula

Na semana em que se filiou ao Partido Socialista Brasileiro, a deputada federal Tabata Amaral (SP) concedeu uma entrevista ao Estadão. Entre os assuntos, esteve a possibilidade de o PSB apoiar a candidatura de Lula (PT) à Presidência da República.

Tabata desconversou e defendeu união com a direita: "O partido tem muita ciência de qual é meu posicionamento em relação ao ano que vem e grandes lideranças de lá concordam que nós precisamos de um projeto de País, que una as pessoas da esquerda à direita. Agora, não tem como eu dizer qual vai ser meu posicionamento porque não sei qual será o cenário e os candidatos. Meu primeiro comprometimento é contra o governo Bolsonaro", disse.

No último dia 18, o ator José de Abreu, um apoiador do PT e de Lula, compartilhou no Twitter uma mensagem com ameaças à Tabata: "Se eu encontro na rua, soco até ser preso", trazia a publicação original. A deputada, que é namorada do prefeito do Recife, João Campos (PSB), decidiu notificar o artista na Justiça.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Agosto 2021

26/09


2021

Monteiro acompanha projetos e discute ações no Sertão

O deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE) esteve nas cidades de São José do Belmonte, Betânia e Itapetim, neste fim semana, conversando com prefeitos e lideranças locais. Na primeira parada, no Sertão Central, acompanhado pelo ex-prefeito de Serra Talhada Luciano Duque (PT), o parlamentar visitou, com o prefeito Romonilson Mariano (PSB) e o ex-prefeito Marcelo Pereira, as obras da nova escola municipal, que contará com 29 salas de aula e, quando pronta, terá a maior infraestrutura educacional da região.

O grupo passou ainda pela Pedra do Reino, na Serra do Catolé, cenário que foi tema de livro de Ariano Suassuna. O espaço ao ar livre, com 16 esculturas, foi palco do "movimento sebastianista", no século XIX. Na ocasião da visita, foi debatida a necessidade de ações para o incentivo ao turismo no local.

“É preciso se conhecer as demandas de perto, com as conversas olho no olho. É por isso que estou sempre na estrada, rodando por Pernambuco, ouvindo muito, aprendendo muito, trocando ideias e podendo voltar a Recife e Brasília para tomar as decisões mais assertivas”, afirmou Fernando Monteiro.

Já em Betânia, Fernando Monteiro e Luciano Duque estiveram com alguns vereadores. O grupo conversou com o parlamentar e com o ex-gestor de Serra Talhada sobre projetos para o município do Moxotó. A agenda se encerrou hoje (26) em Itapetim, no Pajeú, com um encontro com lideranças locais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

26/09


2021

Ministro do Turismo também testa negativo para Covid

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, testou negativo para a Covid-19. Ele se submeteu ao exame no Hospital Naval de Brasília, na manhã de hoje.

Gilson integrou a comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro, em Nova York, para a abertura da Assembleia Geral da ONU, na última terça-feira (21).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também estavam no grupo e foram diagnosticados com o novo coronavírus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


26/09


2021

Bolsonaro usa a simplicidade como marketing político

Por Lucas Borges Teixeira, do UOL

Um presidente da República come pizza em pé na calçada junto a ministros de Estado durante uma viagem oficial. A imagem de Jair Bolsonaro (sem partido) em Nova York rodou o mundo por um motivo simples: ele não podia comer dentro de um restaurante em Nova York porque não comprovou a vacinação contra a covid-19.

Entre grupos bolsonaristas, no entanto, a foto foi compartilhada positivamente como prova da simplicidade do presidente. Essa tática de marketing político tem sido usada por Bolsonaro desde antes da eleição presidencial e, hoje, avaliam especialistas, serve para manter da sua base de apoio mais fiel e fazer cortina de fumaça para outras questões, além de não ser compatível com a sua real situação financeira.

A foto da pizza, como ficou conhecida, não foi a primeira e provavelmente não será a última imagem que liga o presidente à figura da simplicidade. Em sua primeira coletiva de imprensa após ser eleito, em novembro de 2018, a equipe de Bolsonaro montou os microfones sobre uma prancha de bodyboard em sua casa no Rio de Janeiro.

Em 2019, durante uma viagem oficial ao Japão, ele publicou uma foto cozinhando macarrão instantâneo brasileiro. A imagem do homem simples, em meio ao povo, pode ainda ser vista nas motociatas recorrentes e nas frequentes quebras de protocolo, como o uso obrigatório de máscara em locais públicos.

"Existe uma construção de discurso de personagem. É o que chamo de populismo digital, a busca pelo herói, a pessoa ideal que também é tangível. Ele se torna o chamado mito, mas, ao mesmo tempo, é gente como a gente", avalia Luiz Alberto de Farias, professor de Opinião Pública da ECA-USP (Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo).

"A ideia da foto na calçada é uma produção que vai alimentar outros discursos. Sempre há um cuidado em passar a mensagem de que ele está no governo, mas é um de nós. É o foco no discurso emocional, que foge da lógica. Veja que até as pessoas que o odeiam replicaram a imagem e ela acabou grudando no imaginário. Ele consegue ocupar espaço", continua Luiz Alberto .

A matéria completa está no UOL.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha