FMO - Previnir é a melhor forma de lutar

16/10


2021

Natal sem Fome espera distribuir 10 mil cestas

A campanha "Natal sem Fome" deste ano ganha lançamento, amanhã (17), em 13 estados. Em Pernambuco, ocorre diante da sede da Ação da Cidadania Pernambuco Solidário, no Parque de Exposições do Cordeiro, na Avenida Caxangá, às 16h.

O ato acontecerá simultaneamente nos outros estados. Em 2021, a campanha "Natal sem Fome" completará 29 anos de existência. O sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, foi o responsável pela iniciativa em 1992.

O lançamento acontece sempre perto do Dia Mundial da Alimentação, proposto pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), comemorado no dia 16 de outubro. Ainda sob os efeitos da pandemia e diante de uma crise e econômica global, a campanha ganha uma relevância ainda maior, apontando a solidariedade como para um futuro melhor para a Humanidade.

No Recife, o ato começa com uma meditação “Deeksha” e segue com um ato popular e ecumênico de oração pela paz. Os primeiros postos de doação em 2021 serão a própria sede da instituição, no Parque do Cordeiro e a loja da Conselheiro Aguiar do Supermercado Extra.

Quem quiser montar um posto de arrecadação em sintonia com "Natal sem Fome 2021" pode ligar para (81) 3226 0063 e terá as informações para entrar nessa corrente solidária. A campanha seguirá até o final de dezembro e espera arrecadar e distribuir mais de 10 mil cestas básicas para famílias carentes de todas as regiões de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Jaboatão - regularizacao-fundiaria

16/10


2021

Cabo abre vacinação para maiores de 12 amanhã

O Cabo de Santo Agostinho inicia, amanha (17), a vacinação contra Covid-19 de pessoas com 12 anos ou mais. A aplicação de adolescentes terá como imunizante a Pfizer. A iniciativa ocorre no Centro de Vacinação Covid-19 da Praça Nove de Julho, que estará aberto das 8h às 13h. Lá, também serão aplicadas a primeira e segunda doses em outras idades, além da dose de reforço. 

Não é necessário realizar agendamento. Basta se dirigir ao posto de vacinação munido de documento oficial com foto, comprovante de residência ou cartão do SUS e estar acompanhado de um responsável, que também deve portar um documento.

Com a ampliação, a campanha de vacinação do Cabo atinge a última faixa etária que pode receber o imunizante no Brasil. Menores de 12 anos ainda não têm autorização oficial para serem imunizados contra o coronavírus no país.

No Cabo, foram aplicadas 240.006 doses de vacinas contra a Covid-19. Os dados constam no Informe Epidemiológico de hoje do município.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo - Pavimentação e Drenagem

16/10


2021

Líder da oposição no Recife pede saída de secretário de PE

As denúncias envolvendo a cúpula do Governo Paulo Câmara, após ser deflagrada a operação PayBack, caíram como uma verdadeira bomba no comando do PSB. Enquanto socialistas passaram o dia em silêncio total, lideranças oposicionistas saíram com duras críticas e cobrando atitudes do governador. Líder da oposição no Recife, o vereador Renato Antunes (PSC) afirmou que, no mínimo, o governador deveria afastar imediatamente todos os envolvidos dos seus respectivos cargos no Estado.

“Mais um escândalo envolvendo a gestão, que os envolvidos sejam afastados até o fim das investigações. Chega de desmandos no Governo de Pernambuco ou na prefeitura do Recife”, disparou Renato.

De acordo com o legislador, é de se estranhar o aumento dos casos de corrupção envolvendo o PSB em Pernambuco e no Recife nos últimos anos, tornando o Estado um ambiente de frequentes operações da Polícia Federal. “São graves as denúncias apontadas pela Polícia Federal, em mais uma investigação envolvendo o PSB. Nos últimos anos ficou evidente o crescimento de ações como essa, no Estado e também na Prefeitura do Recife, envolvendo gente do alto escalão. É preciso uma resposta e uma mudança de postura”, comentou Antunes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Petrolina setembro 2

16/10


2021

Votação terá salas adaptadas

Da coluna de João Alberto

O desembargador Carlos Moraes, presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, revela que Pernambuco tem 21 mil seções eleitorais, que funcionam em 3,5 mil locais de votação. E que trabalha para que todos sejam adaptados para pessoas com deficiência física.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/10


2021

Ajude a campanha Pão Solidário

No dia 26 de outubro ocorrerá mais uma campanha do Pão Solidário Arco-Mix. Este ano será assim: tudo que for doado será revertido para a compra de equipamentos de alta tecnologia que ajudarão crianças com câncer no Imip.

E não para por aí: a doação é em dobro! O valor arrecadado também será revertido em pão, que será doado a instituições de caridade.

Para ajudar, basta fazer um Pix para: [email protected]

Com uma ação, você faz uma dupla doação!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Sindicontas

16/10


2021

Gigolôs da pobreza

Por Marcelo Tognozzi*

Adepender do ponto de vista, a pobreza não é uma desgraça, mas um ativo político e um meio de ascensão social. Os pobres do Brasil não ficaram menos pobres nas últimas décadas. Houve, sim, a disseminação da narrativa da pobreza feliz, do sujeito que teve a sensação de uma melhora de vida, mas no fundo nada disso foi sustentável. A prova é o efeito “sanfona” alternando momentos de melhora com piora do poder aquisitivo dos menos favorecidos, seja pelo Cruzado, o Real ou a Bolsa Família.

A pobreza é companheira da falta de escola boa e eficiente, capaz de garantir cidadania. Durante anos a fio foram se estabelecendo no Brasil os gigolôs da pobreza, que, encobertos pelo manto da narrativa de defesa dos mais necessitados, na realidade precisam manter tudo como está para que sigam ganhando dinheiro e votos.

O MST é um destes gigolôs da pobreza, que produziu muito dinheiro e políticos oportunistas ao longo de décadas. Não preciso listar aqui inúmeros assentamentos que se tornaram favelas rurais, explorados por esta turma. Isso a imprensa já se encarregou de mostrar na época em que se fazia jornalismo sério neste país.

A narrativa vem sempre amparada por ações espetaculares como nesta semana, quando um grupo de militantes do movimento invadiu a casa onde funciona a sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja) e a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), em Brasília. São inúmeras as ações criminosas de destruição praticada por esta milícia travestida de defensora dos pobres. A Abramilho é presidida pelo ex-ministro Alysson Paulinelli, um dos indicados ao Prêmio Nobel da Paz deste ano. Vejam contra quem escolheram fazer guerra.

Acusam a Aprosoja de se meter em política e apoiar o presidente Bolsonaro, mas eles estão com Lula, que há muito vestiu o boné do movimento. Cada um tem o direito de apoiar quem desejar. Não é crime gostar de um político, seja ele Lula ou Bolsonaro. Crime é invadir, destruir e depois sair por aí justificando esta selvageria com a narrativa malandra de que não se pode criminalizar os movimentos sociais.

Estes bandoleiros sociais detestam quem produz, quem gera riqueza e quem trabalha para manter a paz social produzindo alimentos. Atacam a soja e o milho, 2 insumos básicos para a produção de proteína animal. Imagine o caos se, de uma hora para outra, o Brasil deixasse de produzir soja e milho. Deve ser isso que essa turma deseja: baderna social, falta de abastecimento, filas, fome.

O PT já pagou caro mais de uma vez pela alopragem e o banditismo desta horda chamada MST. Como gigolôs sociais eles precisam que existam pobres no campo, gente sem título de terra, para que possam explorá-los como bucha de canhão para suas ações criminosas de destruição e intimidação. Muitos dos que vestem o bonezinho nunca saíram da cidade, nunca pegaram numa enxada.

O agro brasileiro tem garantido a segurança que a população merece, porque dele sai a cervejinha e a pinga com torresmo, a camiseta de algodão com frases de protesto e o alimento que chega aos hospitais e ajuda a salvar vidas nestes tempos de pandemia. O agro tem garantido exportações e dólares em caixa, para que o Brasil não volte à situação miserável dos anos 1980, quando tínhamos uma dívida externa impagável e uma inflação que ceifava qualquer possibilidade de progresso.

É interessante que este tipo de ação volte a ser praticada quando a campanha presidencial começa a despontar. Os radicais estão botando as manguinhas de fora, achado que podem tentar incendiar o país porque Lula é candidato. Vão empurrar o PT, Lula e a turma toda do Mensalão, Petrolão e outros ãos para o limbo, o bueiro da política. Eles seguirão provocando. Querem esticar a corda. Uma hora batem nos produtores, outra em adversários como Ciro Gomes. Qual será o próximo alvo?

Basta fazer uma conta simples para entender o tamanho da confusão que o MST está criando. As capitais representam 1/3 do eleitorado. No interior, nas cidades com 500, 600 mil habitantes ou menos está o grosso dos votos. Uma parte se concentra no Nordeste, outra está no Centro-Oeste, no Sul, no interior de Minas, interior de São Paulo e boa parte do Norte, onde a maioria absoluta dos eleitores não engole invasão e destruição. Justamente onde o PT precisa ganhar para levar Lula de volta ao poder.

Tenho acompanhado de perto a luta dos jovens para sobrevier dignamente nestes tempos de pandemia. Aqui em Brasília conheci guerreiros como Alan, que sai da cidade satélite de São Sebastião todos os dias para vender bombons e pagar suas contas. Jeferson compra todo dia uma caixa com 100 paçoquinhas por R$ 25. Batalha a noite inteira para vender os doces. Se tudo der certo, leva para casa R$ 50 limpos. Mateus, que fabrica brigadeiros, conseguiu uma maquininha de cartão e facilita a vida do freguês que, hoje, quase não anda com dinheiro vivo.

Estes meninos querem progredir na vida, estudar, ganhar dinheiro honestamente. Vendem produtos feitos com ingredientes que vem dos campos, embalam com o papel produzido pelas fábricas de celulose. São guerreiros do bom combate e precisam de paz para seguir em frente e vencer a batalha contra pobreza. Não querem saber dos gigolôs e bandoleiros do MST e seu discurso de destruição, equívocos e ignorâncias com o único objetivo de manter a pobreza como ativo político.

*Jornalista. Texto publicado originalmente no Poder360.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Nada dos gigolôs das rachadinhas? A hipocrisia é uma merda.

Joao

E os gigolôs da família, do conservadorismo, da religião. Hipócritas e picaretas. O jornalistazinho só não cita o dinheiro de Guedes e tampouco nas rachadinhas e mansões da famílicia.


Ipojuca - Outubro

16/10


2021

Alepe lança campanha contra o câncer de mama

A 1ª Secretaria da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) deu início, em todo o Grande Recife e Região Metropolitana, a uma série de ações que buscam conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção e combate ao câncer de mama. A campanha “Pare, Se toque, Se previna” vem alertar sobre a necessidade de uma postura preventiva e de cuidados com a saúde para evitar a doença que mais mata mulheres em todo o mundo, mesmo tendo grandes chances de cura, se o diagnóstico acontecer de forma precoce. 

“Neste sábado, começamos a campanha com blitzes espalhadas por alguns pontos da cidade. Na Zona Norte, ela esteve na Avenida Rosa e Silva, Rui Barbosa e próximo ao Carrefour da Torre. Amanhã, haverá mobilização em vários parques. Vamos continuar as ações até o final do mês, para que chame a atenção de todas as pernambucanas para a necessidade do autoexame e acompanhamento médico”, afirmou o primeiro-secretário e deputado Clodoaldo Magalhães (PSB). 

Além das blitzes, outras atividades estão programas ao longo do mês, como apresentações de peças teatrais em locais estratégicos, entrega de material informativo e ações em terminais de embarque e desembarque de usuários do transporte público. 

Ações que acontecerão amanhã: 

11h: Parque da Jaqueira 
12h: Mercado da Boa Vista 
13h: Marco Zero 
14h: Parque Treze de Maio
15h: Praça do Arsenal
17h: Marco Zero 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Caruaru - Transparência em 1° Lugar

16/10


2021

Macunaíma, as formigas e os políticos – parte 2!

O que eles têm em comum?

Por Arnaldo Santos*

Não custa repetir a verdade segundo a qual as formigas são particularmente populares, pois, além de muito comuns na Natureza, são havidas como por demais organizadas. Entre os insetos, são os que atingiram o maior grau de organização biológica, o que é conhecido por “eusocialidade”. Elas, também, são imprescindíveis ao ambiente natural, na  remoção das camadas do solo de baixo para cima, e vice-versa, deixando a terra mais saudável, além do que, enquanto passeiam pelas flores, espalham o pólen, dando origem a mais plantas.

Quando examinamos o grau de organização de uma outra espécie de insetos, igualmente populares e muito comuns entre nós, conhecidos como políticos, identificamos o mesmo grau de organização das formigas, porém com uma abissal diferença entre uma e outra; enquanto as formigas removem e adubam a terra, tornando o solo mais fértil, os políticos remexem das entranhas dos governos, seja de direita, esquerda ou trans-ideológico, camadas e camadas de vantagens espúrias, milhões e milhões em corrupção, para adubar os seus interesses, tornando o País cada vez mais estéril para a população. Enquanto as formigas são indispensáveis à natureza, os políticos...

Nesse âmbito, é imperioso lembrar o fato de que, em um período da história recente do País, uma centena de políticos e empresários, em conluio com alguns diretores e servidores de empresas estatais, agindo como se fossem, “saúvas”, quase devoraram a Petrobrás, o BNDES, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica, e até a Receita Federal, como ficou demostrado na conhecida operação “Zelotes”.

Atuaram como fazem as formigas, que trabalham em rede e dividem as tarefas. Rapidamente, elas atacam, devoram e transportam com a máxima eficiência uma significativa área de folhagem, com o objetivo de alimentar a numerosa família no interior do formigueiro.

Por aqui, a família não é tão numerosa e são poucos os amigos, alguns inclusive conhecidos milicianos; o que é numericamente tão grande ou maior do que a quantidade de formigas no interior do formigueiro é a rentabilidade das rachadinhas. De tão alta, alguns conhecidos políticos com assento na Assembleia, e Câmara Municipal, do Rio de Janeiro, e no Senado, já compraram apartamentos e mansões em conhecidas cidades do País; e continuam irrigando suas ambições e ganâncias sem limites.

“As formigas são animais pertencentes à família formicidae, o grupo mais numeroso dos insetos”. Assim também pode ser considerada a família dos “corruptus”, do latim, que significa quebrado em pedaços”. “O verbo “corromper” significa tornar pútrido”. No Brasil, a família dos que se tornaram “pútridos”, no passado e no presente, parece ser tão numerosa quanto à das formigas e, ao contrário do que ocorre com o restante da população - trabalhadora, e honesta - que está envelhecendo, os corruptos estão se desenvolvendo, muito rapidamente, e são cada vez mais jovens.

Os bancos suíços e de outros paraísos fiscais, historicamente, sempre foram o grande formigueiro desses corruptos que compõem a trama. Foi para esses paraísos que, durante muito tempo, impunemente, eles drenaram os milhões e milhões de dólares da corrupção, que praticaram desse lado de cá, do equador.

De tão abarrotados de dinheiro da corrupção, e monitorados pela - Justiça, esses paraísos fiscais já não aceitam transferências, depósitos ou investimentos, de qualquer natureza, oriundos dos integrantes da família dos pútridos - exceto quando é o caso de recursos pertencentes a autoridades do alto escalão da economia do atual governo, transferidos das suas offshores”.

A diferença substancial, - e isto deve ser registrado - é que as formigas realizam um trabalho coletivo, para alimentar toda a família, que é sempre numerosa, ao passo que esse grupo composto por bípedes formigões, que vivem as sombras do governo...

Contextualizando o escárnio internalizado no comportamento de uma parcela dos pútridos políticos, recorremos à literatura clássica nacional, onde encontramos a reafirmação dessa cultura malsã dos homens públicos brasileiros. Quem teve a curiosidade e o privilégio de ler Macunaíma, de Mário de Andrade, sabe que o personagem à noite, quando ia dormir, subia ao jirau e, quando urinava, molhava a cabeça de sua mãe, que dormia em baixo da sua rede.

Os políticos, empresários, burocratas e os dirigentes de estatais, que historicamente se albergam nessa rede internacional de corrupção, com atuação articulada, dentro e fora dos governos, de direita, esquerda, ou trans-ideológico, urinam e defecam na cabeça de todo o povo brasileiro, dia e noite, o ano inteiro, desde o descobrimento desse País; sendo sua população formada por pessoas ordeiras, trabalhadoras e honestas. Desse ponto de vista, a Nação não merece os políticos que a representam.

Nessa contextura, uma operação, batizada pelo sugestivo nome de “lava jato”, que embora tendo cometido excessos e forjado provas para incriminar alguns dos envolvidos, provocando inclusive anulação de muitas das suas sentenças, realizou uma grande faxina, para varrer do cenário político do País os dejetos acumulados nas últimas décadas, expelidos pela escória dos pútridos.

Macunaíma, ainda na meninice, gostava de tibungar no rio, enquanto tomava banho, nu, junto com a família, tentando pegar guaiamuns. Como todo menino, gostava de brincar, ou de ficar sem fazer nada, só na preguiça. Nessa trama, os personagens, também, não têm lá muito gosto pelo trabalho. Mostram-se tão, ou mais preguiçosos, do que Macunaíma.

Enquanto isso, uma parcela da elite política, e do empresariado brasileiros, envolvidos na trama, prefere tomar banho, em banheiras de espuma, e ofurô, regados a muito champanhe, em companhia de belas, e jovens mulheres, de preferência, em luxuosos hotéis da Europa e dos Estados Unidos. 

Não é só isso, pois, dos seus hábitos de vida, também fazem parte aulas em luxuosas academias de tênis, e outros esportes ainda mais sofisticados, assim como passeio Ferrari, para si, e suas famílias, nas mais modernas e ricas cidades europeias, tudo – claro - bancado com os milhões de dólares, desviados do Brasil. Tal predileção se insere no âmbito do sofisticado estilo de vida, da maioria deles, embora muitos não saibam manusear um talher!

Enquanto isso, o povo é quem fica nu, e seus jovens atletas, muita vez, não têm sequer um par de tênis para treinar, em meio aos canaviais e estradas de chão batido, transformadas em pistas de atletismo. No País do futebol, que sediou a Copa do Mundo em 2014, e as Olimpíadas em 2016, é assim que se cuida dos atletas, ainda hoje.

Mesmo identificando todas essas semelhanças, desde logo, advertimos adiante o distinto público leitor, e pedindo permissão ao genial Mário de Andrade para que possamos fazer essa que talvez seja considerada uma infâmia comparação, sem, no entanto, pretender, sob qualquer hipótese, agredir ou sujar a figura mítica e de múltiplas representações do personagem Macunaíma.

Com essa maneira de agir e de ser do mandarinato brasileiro, seria até previsível imaginar que os personagens que compõem a representação da política e da economia brasileira, nessa trama, tivessem um perfil de "heróis", cuja característica de maior relevo fosse a ausência total de caráter (em Macunaíma o caráter era apenas vacilante), já que, na tradição malsadia, da política, não se percebe a presença da virtù, maquiaveliana porque a virtude não é o elemento fundante da política, ainda que o discurso seja continuadamente virtuoso.

Racionalmente, recorremos a Mário de Andrade, e tomamos por empréstimo o personagem Macunaíma, porque, como preguiçoso, mentiroso, trapaceiro, sem palavra e traidor, consubstancia como nenhum outro as figuras dos milhares de políticos embusteiros e empresários oportunistas pelo País afora.

Esses, historicamente, sempre se locupletaram das benesses estatais; afinal, parcela significativa da nossa elite política e econômica é composta de muitos macunaímas, com os quais os leitores já têm até alguma familiaridade, pois, no dia a dia, mantêm com eles algum contato nos noticiários que a imprensa reproduz sobre suas peraltices.

*Jornalista, sociólogo e doutor em Ciências Políticas. Comentários e críticas para: [email protected]


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Serra Talhada 2021

16/10


2021

Grupo Mulheres do Brasil destaca oito anos de atuação

Por Hérica de Kássia Nunes*

O Grupo Mulheres do Brasil foi criado em 2013 por 40 mulheres de diferentes segmentos com o intuito de engajar a sociedade civil na conquista de melhorias para o país. É presidido pela empresária Luiza Helena Trajano e tem mais de 97 mil participantes no Brasil e no exterior. Queremos ser o maior grupo político suprapartidário do país. Somos políticas, sim, mas a nossa única bandeira é a do Brasil. Tudo o que plantamos é para o Brasil crescer mais forte e saudável. Atuamos em todo o Brasil, através de 22 comitês e 156 núcleos. 

O Grupo Mulheres do Brasil busca elevar a voz da mulher brasileira e torná-la protagonista na construção de um país melhor, cuja causa maior é atuar contra as desigualdades sociais estruturais brasileiras, liberadas por Luiza Trajano, CEO da rede nacional de lojas Magazine Luiza, no Núcleo Recife possuímos o Comitê Políticas Públicas e Privadas, comandado pelas líderes: Maria Luiza Figueiredo - Advogada Tributarista, Hérica Nunes Brito - Advogada Eleitoralista e Maria Dulce Freire - Advogada Municipalista; e juntas queremos garantir direitos iguais, trabalho, segurança, educação e saúde de qualidade para todos.

Um trabalho de buscar e aperfeiçoar a criação de políticas voltadas notadamente para as mulheres. O foco é política de mulheres para mulheres, contribuindo para a sociedade como um todo.

Recentemente contribuímos na elaboração do Projeto de Lei de iniciativa da Vereadora Jordânia em Itapetim-PE, que teve o PL aprovado à unanimidade por seus pares e já sancionada Lei no Executivo, instituindo o dia municipal de Combate ao Feminicídio; sendo incluído no calendário oficial de datas comemorativas municipais em que serão promovidas campanhas, debates, seminários, palestras e outras atividades, pela sociedade civil organizada para conscientizar a população sobre a importância de combate ao Feminicídio e demais formas de violência contra a mulher em consonância com a vigente política nacional.

As líderes estão em contato direto com as mulheres eleitas do estado de Pernambuco para apresentação dos valores do grupo e adesão a esse movimento de fortalecimento das mulheres na política. 

Algumas das mulheres políticas pernambucanas, como Nadegi Queiroz (prefeita de Camaragibe), Raquel Lyra (prefeita de Caruaru), Rorro Maniçoba (prefeita de Floresta), Judite Maria de Santana Silva (prefeita Lagoa do Carro), Mariana Medeiros (prefeita de Cumaru), Isabel Hacker (prefeita de Rio Formoso), Márcia Conrado (prefeita de Serra Talhada) e Jordânia Gonçalves (presidente da Câmara de Vereadores de Itapetim) assinaram a Carta Compromisso que busca a idealização e construção de um país melhor, a partir de algumas premissas e causas prioritárias como:

– A defesa dos direitos humanos;
– A defesa da democracia plena e da liberdade de imprensa;
– A luta contra qualquer tipo de discriminação, seja por cor, raça, origem, deficiência, classe social, orientação afetiva ou credo;
– O apoio a ações afirmativas transitórias que visem à reparação de desigualdades históricas;
– A defesa da igualdade de oportunidades entre homens e mulheres;
– O combate à violência contra a mulher;
– A luta por uma educação pública de qualidade, especialmente para a população de baixa renda;
– A luta por um sistema público e eficiente de saúde que atenda às necessidades da população; e
– A busca pela sustentabilidade ambiental, defendendo o uso adequado dos recursos naturais para reduzir impactos no meio ambiente.

Não reinventamos a roda, nos engajamos em projetos e instituições já existentes e queremos igualdade de oportunidades entre gêneros e raças. E que a nossa voz ecoe em todos os espaços de poder, ficando claro que não somos contra os homens, somos a favor das mulheres.

Nossos valores são: agir com leveza, dar aconchego, ter atitude de ser meu, fazer acontecer, promover impacto social mensurável e buscar diversidade. 

Finalmente somos um Grupo suprapartidário, e o nosso partido é o Brasil que como no Prelúdio de Raul Seixas: "Sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é REALIDADE." 

*Líder do Comitê de Políticas Públicas e Privadas do GMB - Núcleo Recife


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Pousada da Paixão

16/10


2021

Lucas exalta índice que põe Estado como mais inovador do NE

A terceira edição do Índice de Inovação dos Estados, publicação do Observatório da Indústria, da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), com o apoio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), destaca o alto grau de maturidade do ecossistema de inovação pernambucano. Pela avaliação, Pernambuco é o Estado mais inovador do Nordeste e está entre os 10 mais inovadores do Brasil. 

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, comemora o indicador. "Um resultado direto das políticas de vanguarda que estamos desenvolvendo e executando na Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e da ampla sinergia com os setores produtivos e academia. É o reconhecimento técnico de que estamos no caminho certo, gerando oportunidades e garantindo que todo o Estado, do Sertão ao Cais, seja contemplado nas ações de formação nas habilidades de futuro, pesquisa científica, consolidação da cultura inovadora e desenvolvimento de novas tecnologias", destaca. 

O Índice de Inovação avalia o investimento Público em CT&I, o capital humano (cursos e estudantes de graduação e pós-graduação), inserção de mestres e doutores, instituições, infraestrutura e ações de cooperação. Analisa também a competitividade global, intensidade tecnológica, propriedade intelectual, produção científica e empreendedorismo.

Na comparação com os resultados do ano passado, Pernambuco manteve seu protagonismo regional e a posição no ranking nacional. Além de se aprofundar no desempenho de cada ente da Federação, o Índice de Inovação dos Estados fornece mais insumos para os gestores trabalharem políticas públicas voltadas para o desenvolvimento e para a inovação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

SESC Outubro 2021

16/10


2021

Camaragibe: Nadegi na mira do MPPE

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) foi à Justiça contra 12 pessoas e empresas ligadas à Prefeitura de Camaragibe, no Grande Recife. A ação, feita por intermédio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Promotoria de Justiça de Camaragibe, tem como réus o ex-prefeito Demóstenes Meira e a atual prefeita, Nadegi Queiroz (Republicanos), além de secretários do ex-gestor.

Entre as acusações, estão improbidade administrativa, indícios de direcionamento na contratação dos serviços de limpeza urbana, superfaturamento de item da planilha orçamentária, pagamentos irregulares à contratada e gestão administrativa ineficiente. A informação foi divulgada pelo portal Correio de Notícias. O Blog também teve acesso à denúncia.

De acordo com a Promotoria de Justiça de Camaragibe, os agentes públicos "provocaram lesão ao erário e ofenderam os princípios da Administração Pública, a legalidade, a impessoalidade, a moralidade e a publicidade". A denúncia foi feita pelo representante comercial Emerson Vaz. Na sequência, uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) detectou uma discrepância entre a justificativa que foi utilizada para rescisão contratual e o que foi executado de fato.

"Apesar de possuir um custo mensal teórico mais elevado, as medições realizadas no âmbito do Contrato nº 029/2016 (em vigo à época) possuíam um custo mensal inferior ao pago após a realização da dispensa emergencial. Dessa forma, demonstra-se uma forte discordância entre a motivação alegada pela gestão e o realmente executado", destaca um trecho da matéria. 

No Processo Licitatório 001/2017 e na Dispensa no 001/2017, houve a constatação de indícios de direcionamento na contratação de uma das empresas. Conforme apontou o Gaeco, irregularidades foram vistas em todas as fases do processo licitatório, com utilização indevida do dispositivo de dispensa emergencial e suspeita de direcionamento na contratação da empresa, que chegou a mudar de nome.

"Foram pagos R$ 4.388.746,71 à contratada. Todavia, apenas R$ 4.085.065,71 eram efetivamente devidos, resultando num dano ao Erário de R$303.681,00. O valor pago foi obtido multiplicando-se a quantidade de toneladas carregada por cada caminhão e o custo unitário por tonelada contratado (R$ 109,03 para coleta de resíduos domiciliares). Foi concluído, então, que o valor total pago pelo serviço de coleta domiciliar no período foi de R$ 4.855.756,55. Contudo, após a retirada dos veículos não utilizados pela empresa, observou-se que esse valor deveria ter sido de R$ 4.388.746,71, resultando num pagamento indevido de R$ 467.009,85", continua.

Naquele momento, Nadegi era vice-prefeita de Camaragibe. "Nesse processo de Ação de Responsabilidade por Ato de Improbidade Administrativa, entende-se, por parte da investigação, que Dra. Nadegi foi omissa no dever de apurar e responsabilizar agentes que de alguma forma deram causa a extravios de documentos públicos e por deixar de alimentar o Sagres, um sistema de prestação de contas eletrônica para os municípios e seus órgãos, que não substitui os programas de contabilidade tradicionais, mas que possibilitara ao gestor informações gerenciais, além da prestação de contas simplificada ao Tribunal de Contas", atesta.

Portal também acusa prefeita de utilizar máquina para provomer filho

Ainda segundo o Correio de Notícias, a prefeita Nadegi Queiroz está "utilizando a máquina administrativa da cidade para promover o pré-candidato a deputado estadual João Victor, filho e atual secretário de Governo". Além disso, "vem atuando diretamente em todas as ações da Prefeitura. Por isso, se comprovado, a gestora pode perder o cargo e ficar inelegível de 5 a 8 anos, de acordo com a Lei nº 8429/92, assim como ter que devolver ao erário os valores citados no documento".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bandeirantes Agosto 2021

16/10


2021

O mesmo modus operandi

Terra de revoluções, Pernambuco virou, nos últimos anos, centro de forte concentração de operações da Polícia Federal, que investiga suspeitas de atos lesivos ao erário, como ocorreu ontem, desta feita tendo como alvo o secretário especial do Governo do Estado, Renato Thièbaut. Tanto na Prefeitura do Recife quanto na gestão estadual, o que se pode concluir é que a Federal está tendo muito trabalho em Pernambuco.

Junte-se a isso: o aparelhamento familiar na máquina pública, onde a família Campos julga tudo normal. Mas o histórico da familia passa por filhos no Governo, nora nas asas do filho no PSB, primos no TCE, além de uma romaria de agregados em cargos comissionados. Fontes do blog já falam em investigações envolvendo shows e eventos e a relação Imip com o Governo e a Prefeitura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha