Blog do Magno 15 Milhões de Acessos

13/01


2021

Lira tem agenda com Câmara e bancada

Candidato à Presidência da Câmara dos Deputados, o deputado federal alagoano Arthur Lira chega ao Recife, em instantes, atrás de voto com a bancada de 25 federais do Estado. Está desembarcando, logo mais, no aeroporto e, de lá, segue direto para o Palácio do Campo das Princesas para uma conversa com o governador Paulo Câmara, junto com alguns deputados e, ao meio dia, almoça com a bancada num restaurante.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

13/01


2021

Com R$ 335 milhões em empréstimos, BNDES cobra Ford

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) cobrou explicações à Ford, na última segunda-feira, sobre a decisão de fechar suas fábricas em Camaçari (BA), Taubaté (SP) e Horizonte (CE) – e encerrar a produção de veículos no Brasil.

Em nota, o BNDES informou que a companhia possui dois contratos de financiamento que somam R$ 335 milhões e foram contratados em 2014 e 2017. Os financiamentos, disse a instituição, já passaram da metade do prazo total e estão com "pagamento em dia".

"Eles [contratos] tiveram como objetivo projetos destinados ao desenvolvimento de novos produtos da companhia no Brasil, para o fortalecimento da engenharia nacional", acrescentou.

O BNDES disse também que estão em vigor 30 contratos de financiamento indiretos, por meio de parceiros e agentes financeiros, para a companhia, no valor total contratado de R$ 54,2 milhões.

Com as duas operações de crédito ainda ativas, o banco de desenvolvimento afirma que aguarda as respostas da Ford para avaliar os impactos da decisão sobre os contratos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu no Zap

13/01


2021

Planalto usa mapa de cargos para garantir votos a Lira

O governo Bolsonaro (sem partido) montou uma verdadeira operação de campanha para garantir a vitória de Artur Lira (PP-AL) na eleição para a presidência da Câmara. As informações são do Blog da Andréia Sadi.

Desde o fim de dezembro, auxiliares presidenciais vêm levantando o mapa de cargos de deputados federais em cargos de segundo e terceiro escalão, para usar os postos como moeda de troca na disputa da Casa.

Nesta semana, o movimento foi intensificado. Desde ontem está autorizado pelos articuladores políticos do governo a publicação no Diário Oficial da União de trocas em postos importantes de segundo e terceiro escalão, principalmente de ministérios como Saúde, Desenvolvimento Regional e também da Secretaria do Patrimônio da União.

A prática vai na contramão do discurso de campanha de Bolsonaro em 2018, que condenava o chamado "toma lá dá cá", isto é, cargos em troca de votos. A estratégia visa desidratar a campanha do deputado federal Baleia Rossi, adversário de Lira. No entanto, interlocutores do presidente afirmam que os espaços hoje ocupados por parlamentares que vão votar em Baleia Rossi não serão completamente retirados- mas, sim, reduzidos.

Motivo: o governo teme que, se eleito, o deputado do MDB possa retaliar o governo. Além disso, não vê Baleia Rossi como inimigo, por se tratar de um deputado do MDB, partido com o qual Bolsonaro tem boa relação por meio do ex-presidente Michel Temer.

A disputa na Câmara representa, nos bastidores, uma queda de braço entre Rodrigo Maia (DEM) e o presidente da República. Bolsonaro quer derrotar Maia na Câmara, enquanto no Senado apoia o candidato do presidente do Senado, David Alcolumbre (DEM).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/01


2021

Yane é nova presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico

A pernambucana Yane Marques foi eleita presidente da Comissão dos Atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (Cacob), em eleição online realizada ontem. A ex-atleta do pentatlo moderno concorreu com Diogo Silva, do taekwondo, e Bárbara Seixas, do vôlei de praia. Ela recebeu 73% dos votos. As informações são da Folha de Pernambuco.

Fabiano Peçanha, do atletismo, com 60% dos votos, foi eleito vice-presidente da comissão, seguido por Rodrigão, do vôlei, com 24%, e Fernanda Nunes, do remo, com 16%.

Agora, Yane comandará a Cacob até a Olimpíada de 2024, na França, com a missão de manter as conquistas da última gestão, gerida por Tiago Camilo, do judô, onde a pentatleta foi vice.

Junto com a comissão dos atletas, o atual presidente do COB, Paulo Vanderlei, tomou posse para o seu segundo mandato. Além dele, os membros do conselho administrativo também foram empossados.

Para 2021, o COB tem um orçamento de R$ 388 milhões, valor recorde. Significa um aumento de 20% na comparação com 2020. Já as 32 federações olímpicas brasileiras dividirão R$ 150 milhões (o maior valor desde 2001) em recursos referentes ao aporte das loterias federais. Um aumento de 25% na comparação com 2020.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/01


2021

Vice será efetivado em Goiânia

Com a morte do prefeito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), confirmada, há pouco, pela família, aos 71 anos, por Covid, o vice Rogério Cruz (Republicanos) será efetivado no cargo, estando descartada a versão de que seria realizada uma nova eleição. A lei ampara o vice na medida em que ele foi diplomado e empossado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

13/01


2021

Morre Maguito Vilella

Morreu o prefeito reeleito de Goiânia Maguito Vilella (MDB). O ex-governador faleceu aos 71 anos, segundo confirmou o secretário de Comunicação da prefeitura de Goiânia, Bruno Rocha Lima. Ainda não há informações sobre o velório e o sepultamento do político. 

A nota divulgada pela Secretaria de Comunicação da capital informou que “a família está providenciando o traslado do corpo de São Paulo para Goiás e ele deve ser sepultado em Jataí, sua terra natal”.

Maguito Vilela se encontrava em estado grave. Segundo o boletim divulgado ontem, pelo Hospital Israelita Albert Einstein, o prefeito de Goiânia estava em tratamento de infecção pulmonar grave e sendo medicado com altas doses de drogas vasoativas.

O emedebista estava na UTI, em diálise contínua, sedado e traqueostomizado em ventilação controlada. Maguito Vilela estava internado no Albert Einstein desde o dia 27 de outubro. Já são mais de 80 dias de internação. Após se recuperar da Covid-19, ele lutava para vencer as sequelas.

Em agosto deste ano, duas irmãs de Maguito morreram em decorrência da Covid-19 em um intervalo de menos de 10 dias. Elas tinham 82 e 76 anos e moravam em Jataí, segundo o G1 de Goiás.

O advogado e político goiano Luiz Alberto Maguito Vilela, nasceu em Jataí, no sudoeste do estado, em 24 de janeiro de 1949. Ele foi casado com Sandra Regina Carvalho Vilela. Após a separação, casou-se com Carmen Silva, com quem viveu até 2013. Atualmente era casado com Flávia Teles. Ele deixa quatro filhos: Vanessa, Daniel, Maria Beatriz e Miguel; e uma enteada: Anna Liz.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


13/01


2021

Coluna da quarta-feira

Pacheco deve suceder Alcolumbre

Indicado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sob as benções do presidente Bolsonaro, para disputar à Presidência da Casa, o senador mineiro Rodrigo Pacheco (DEM) já pode, desde já, a preparar a beca da posse. Para atingir os 41 votos que garantem sua eleição no próximo dia 1 só faltam três votos. Sua contabilidade está em 38 votos com o anúncio fechado dos sete senadores do PP.

Na última semana, Pacheco fechou três apoios e se consolidou na dianteira da corrida eleitoral. Conta com a palavra de PSD (11), DEM (5), Pros (3), Republicanos (2) e PSC (1). Incrivelmente, ganhou até os votos da bancada do PT, partido de oposição frontal ao Governo. São mais seis votos no seu balaio, que deve ser recheado ainda mais ao longo desta e das próximas semanas.

Em eleição secreta, porém, sempre há surpresas por causa das traições de última hora, mas quem acompanha mais de perto o processo no Senado não tem dúvida em arriscar que Pacheco sucederá Alcolumbre. Já o MDB, maior bancada do Senado com 15 membros, confirmou, ontem, o nome de Simone Tebet (MDB-MS) como candidata da sigla à presidência da Casa.

O partido decidiu entre Tebet e Eduardo Braga (MDB-AM), líder da bancada. Tradicionalmente, o presidente do Senado é da maior bancada. Para que isso não ocorra, são necessárias condições muito específicas, como as vistas na eleição de Alcolumbre, em 2019. Na ocasião, o MDB rachou em torno de Renan Calheiros e Simone Tebet e acabou optando pelo senador alagoano. 

O MDB chegou a ter quatro postulantes a candidato da sigla e, por mais que pregue discurso de união na bancada, esse cenário pode não se concretizar até a eleição. Enquanto isso, na Câmara dos Deputados o ambiente está mais carregado, incerto, com tendência para vitória do também governista Arthur Lira, do PP alagoano. Diferente, entretanto, do comportamento no Senado, o PT está do outro lado do balcão na eleição da Câmara, na oposição, mesmo não tendo ainda fechado e anunciado apoio ao deputado Baleia Rossi, do MDB de São Paulo.

Para bater o martelo em apoio a Baleia, o PT exige que o candidato assuma o compromisso público de que, eleito, abra o processo de instalação do impeachment do presidente Bolsonaro. Há muitos pedidos nesse sentido engavetados pelo atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assumiu uma espécie de coordenação da campanha do adversário de Lira. Como não há um terceiro candidato, a menos que o PT decida caminhar em faixa própria, a eleição na Câmara tende a ser decidida em primeiro turno.

Razão do apoio – O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), justifica a escolha do partido de oposição à candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa pelo comando da Casa pela falta de opções. “Não temos condição de escolher um candidato de oposição ao Bolsonaro porque não tem”, afirmou. A decisão da bancada petista chama a atenção porque Pacheco, líder da bancada do DEM, é o concorrente que tem o aval do presidente Jair Bolsonaro. Na Câmara, o PT aderiu à campanha do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) ao comando da Casa justamente sob o argumento de que não poderia estar com o Governo.

Marcar posição – Desde que Bolsonaro acertou com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP), o respaldo à candidatura de Pacheco, os governistas do MDB traçaram outra estratégia. Os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (TO), atenderam ao apelo de Bolsonaro e desistiram de entrar no páreo. Eduardo Braga, líder do MDB no Senado, seguiu o mesmo caminho ao perceber que não teria chance. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Tebet é apontada nos bastidores como um nome que vai para a disputa apenas para marcar posição e indicar independência do partido em relação ao Planalto.

Reação à espionagem – O serviço de mensagens Telegram ultrapassou, ontem, os 500 milhões de usuários. Mais 25 milhões de pessoas aderiram ao aplicativo nas últimas 72 horas. No Brasil, a plataforma é vista como alternativa ao WhatsApp, que anunciou mudanças nos termos de uso, que incluem intercâmbio de informações com o Facebook, dono do serviço de mensagens instantâneas. Há temores de que a nova política permitirá que a empresa espione os usuários.

Roubo em calumbi – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o novo prefeito da pequena Calumbi, no Sertão do Pajeú, Erivaldo José da Silva, o Joelson, do Avante, disse que passados 12 dias da sua posse ainda não tem a menor noção da herança maldita deixada pela ex-prefeita Sandra da Farmácia (PT), porque não encontrou um só computador no gabinete ou na Secretaria de Finanças armazenando as informações sobre a saúde financeira do município. “Levaram tudo, nem pagamento de pessoal em tenho noção de como ficou. O que ouço é que não há atraso, mas nada oficial”, desabafou. Que vergonha!

CURTAS

SAÚDE – Último auxiliar escolhida em Serra Talhada pela prefeita Márcia Conrado (PT), a enfermeira Lisbeth Rosa, da pasta de Saúde, é mãe do seu esposo, o dentista Breno Araújo. Alexandra Novaes, que chegou a ser cotada para a função, foi escolhida para auxiliar a nova secretária como secretária-executiva. Na prática, a própria prefeita não vai ter dificuldades na área, porque passou seis anos à frente da pasta na gestão de Luciano Duque.

MERENDA – As empresas e fornecedores que se envolverem em fraudes na venda de merenda escolar ou entregarem comida fora do prazo ou sem qualidade ficarão proibidos de participar de licitações e de assinar contratos com o governo de Pernambuco por até dois anos. É o que determina lei promulgada na última segunda-feira. A norma foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Ela altera a Lei 12.525, de 30 de dezembro de 2003, que trata das licitações e contratações com a administração pública.

Perguntar não ofende: Com apenas 50% de eficácia, dá para tomar a vacina chinesa?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Inflação de alimentos continua massacrando os mais pobres. Quem tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.

marcos

Já sei porque foi, ele descobriu o defeito de Lula o Ladrão. Falta um Dedo. Taokei.

Fernandes

BOLSONARO FOI ELEITO PELA MÍDIA INTERNACIONAL COMO O MAIOR DEFENSOR DOS “DEFEITOS HUMANOS”. O CARA NÃO É UM MITO, marcos de camaragibe mamdor de piroca, queima rosca?

Fernandes

Impeachment de Trump foi aprovado, que sirva de estímulo para nosso congresso!

Fernandes

Inflação de alimentos continua massacrando os mais pobres. Quem tá achando bom é marcos de camaragibe mamador de piroca, queima rosca.


Jornao O Poder

12/01


2021

Marca dos 15 milhões tem repercussão nacional

Desde ontem, quando postamos a conquista de 15 milhões de usuários únicos em 2020, crescimento de 21% em relação a 2019, não para de chegar mensagens de leitores compartilhando o sucesso do blog e sua reafirmação de liderança no Nordeste, com destaque na mídia nacional.

São jornalistas, políticos, empresários, formadores de opinião e até ex-presidentes da República. "Parabéns, Magno. Você merece. Pela sua competência e isenção no trato da notícia", escreveu Michel Temer, com quem criei uma relação próxima desde quando ele presidiu a Câmara dos Deputados e eu o Comitê de Imprensa da Casa.

"Parabéns, Magno. Apesar da pandemia, também avançamos em 2020. Foi um ano positivo para quem fez bom jornalismo", pontuou, por sua vez, o jornalista Fernando Rodrigues, do portal Poder360, um dos mais influentes do País, com sede em Brasília. Convivi em Brasília com Rodrigues no tempo em que arrancou prêmios nacionais como repórter da Folha de São Paulo.

Próximo a completar 15 anos, em abril próximo, este blog bateu uma grande marca em 2020: seus acessos únicos saíram de 12.234 milhões para 14.777 milhões, segundo levantamento do Google Analytics, medidor oficial de sites e blogs do Google. O pico de visibilidade se deu em novembro, mês das eleições municipais, quando atingiu 2,5 milhões em apenas 30 dias.

Um dado que chama a atenção no crescimento total é que 32,13% se deram pelo celular, o maior instrumento que o cidadão tem disponível hoje para se informar em tempo real de tudo que acontece na política, na economia e nas demais áreas de interesse comum da sociedade. O próprio Google continua sendo a maior ferramenta de acesso dos leitores do blog: dos 8,5 milhões que acessaram o blog por mecanismos das mais variadas buscas em 2020, 95% se deram através do Google.

Neste universo, 65.45% foram leitores do sexo masculino e 34.55% do sexo feminino. Por faixa etária, o blog conquistou, definitivamente, o público jovem: dos novos leitores, 31,72% estão na faixa etária entre 25 a 34 anos. E 23,36% entre os leitores na faixa etária de 35 a 44 anos. Já na faixa dos 56 a 64 anos, o crescimento foi de 18,29% e entre os leitores entre 45 a 54 anos o crescimento foi da ordem de 14,76%. Por fim, entre os leitores na faixa etária acima de 65 anos o aumento foi de 11,97%.

“Os números do blog são fantásticos, especialmente em se tratando de um canal que não está vinculado ou atrelado a nenhum grande portal, jornal, TV ou outro veículo de tradição da mídia nacional”, retrata Felipe Eduardo da Silva, da FarosWeb Agência Digital, no Recife, que nos hospeda há sete anos. Ao longo da campanha, Felipe teve que tomar algumas medidas emergenciais para assegurar o blog no ar devido aos constantes ataques de hackers, que tiraram o site do ar por três dias seguidos na reta final do primeiro turno da eleição.

Para comemorar os 15 anos de sucesso, meu desejo é fazer uma grande festa repetindo a que ocorreu em comemoração aos 10 anos, isso se a pandemia do coronavírus permitir, tendo até lá já ocorrido a vacinação em massa das pessoas. Em 2016, a festa dos 10 anos ocorreu no Arcádia Bufê, em Boa Viagem, atraindo um grande número de convidados entre autoridades, políticos, empresários, formadores de opinião e leitores comuns.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


12/01


2021

Governo: Não cabe prazo de 72h para liberar CoronaVac

A Advocacia-Geral da União defendeu, hoje, em documento ao Supremo Tribunal Federal (STF), que não é possível aplicar a autorização automática para o uso emergencial da CoronaVac – mesmo que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não se manifeste sobre o pedido de registro em até 72 horas.

A AGU pediu que o STF rejeite um pedido do partido Rede Sustentabilidade para que o prazo de 72 horas seja aplicado à análise da CoronaVac. Na ação, o partido diz que a Anvisa está conferindo tratamento diferenciado nos processos de autorização para uso emergencial de vacinas, o que violaria princípios constitucionais, como o da igualdade.

Segundo a AGU, a alegação da Rede não se sustenta e não tem "credibilidade técnica", representando apenas "meras presunções".

"Não ha? que se considerar deferimento tácito ou automático de uso emergencial em caso de ausência de manifestação da Anvisa, nem mesmo eventualmente. Isso porque esse procedimento diz respeito a uma vacina de caráter experimental, que pode causar risco não previsíveis a? população alvo, já? que os dados relativos a? eficácia e segurança não seriam analisados com qualidade técnica pelo corpo de servidores da Anvisa", diz a AGU.

No documento, a Advocacia-Geral da União cita diferenças entre os procedimentos de "registro", "autorização para uso emergencial, em caráter experimental" e "autorização excepcional para importação e distribuição", todos eles realizados pela Anvisa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha