FMO janeiro 2020

15/07


2020

Confira frases de Severino Cavalcanti

Do G1

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti, morreu na madrugada de hoje, aos 90 anos, no Recife. Veja frases polêmicas ditas por ele:

Maio de 2005

"Eu fiz realmente [campanha para elevar o salário dos deputados] porque o deputado tem que ter salário à altura de sua responsabilidade. Acho que o salário é pequeno em função da sua responsabilidade", disse, em sabatina da Folha de S.Paulo.

Na mesma ocasião, o ex-parlamentar comentou sobre nepotismo. "Por que o meu filho não deveria ser nomeado? Só porque é meu filho? Ele deveria ser punido? Gostaria que se fizessem estas perguntas aos dirigentes das empresas. Os jornais Folha de S.Paulo ou Estado de São Paulo não são dirigidos de pai para filho? Qual a diferença?", questionou.

Ainda na mesma sabatina, Severino Cavalcanti falou sobre sua postura diante da legislação brasileira da época. "Eu não transgrediria nenhuma lei, procuraria as facilidades das leis, eu podendo ter as facilidades das leis eu daria para um amigo", afirmou.

Setembro de 2005

“Infelizmente, atraí forças antagônicas poderosas e destruidores. A elitezinha, essa que não quer jamais largar o osso, insuflou contra mim seus cães de guerra”, disse ao anunciar sua renúncia da presidência da Câmara após denúncia de que cobrou propina para renovar contrato com restaurante da Casa.

“O político levou o bem-sucedido comerciante à bancarrota. Estes, sim, o verdadeiro empobrecimento ilícito”, disse também durante anúncio de renúncia.

“Meus acusadores, entretanto, não me deixaram alternativa. Optei, sim, pela renúncia porque já me sabia condenado de antemão”.

Setembro de 2012

“Da política eu me não me afasto, não, só depois de morrer”, disse após desistir de tentativa de reeleição no município pernambucano de João Alfredo.

Setembro de 2014

“Não podia existir coisa pior do que está acontecendo. A posição da presidente Dilma Rousseff não é segura, não se pode confiar que ela vá encontrar solução. O país está naufragando”, afirmou em entrevista ao G1 meio à crise política durante governo da ex-presidente petista.

“O que tem que haver é uma solução para o destino do país. O país não pode continuar acéfalo como está. Ninguém sabe com quem precisa falar”, declarou, sobre a conjuntura política do país, na mesma entrevista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

15/07


2020

Garcia esclarece nome de instituto em artigo

Nota de esclarecimento

No meu artigo publicado, ontem, neste blog, preferi não citar o nome do instituto responsável pela estranha pesquisa registrada para ser divulgada no Recife, pois tinha certeza que o nome que constava no registro do TSE não seria o mesmo utilizado para a sua divulgação.

Depois disso, segundo a mídia, a plataforma Atlas Político assumiu a responsabilidade da tal pesquisa. Gostaria de registrar, portanto, os responsáveis pelo que será divulgado em breve.

Maurício Garcia – sociólogo e pesquisador de opinião pública e política


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

15/07


2020

Sarí vira ré e tem dez dias para apresentar defesa

O juiz da 1ª Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente da Capital, José Renato Bezerra, recebeu a denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra Sarí Corte Real, na noite de ontem. A acusação da Procuradoria é de abandono de incapaz com resultado de morte, com as agravantes de cometimento de crime contra criança [o menino Miguel Otávio, de 5 anos] e em ocasião de calamidade pública.

O magistrado, para receber a denúncia, alegou "indícios de autoria e materialidade do delito", bem como a legitimidade do MPPE para propor a ação.

O juiz ordenou ainda a citação da acusada, com cópia da denúncia. A ré terá dez dias para responder à acusação por escrito, podendo alegar tudo o que interessa a sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar as provas pretendidas e arrolar testemunhas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

15/07


2020

Filho de Severino Cavalcanti: Foi uma morte tranquila

Do G1/PE

Um dos três filhos do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti, afirmou que o pai faleceu dormindo, na madrugada de hoje. “Foi uma morte tranquila”, disse o secretário-executivo da Casa Civil de Pernambuco, José Maurício Cavalcanti.

Severino Cavalcanti tinha 90 anos e faleceu no apartamento em que morava, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. O ex-deputado federal deixa, além de três filhos, seis netos e duas bisnetas.

“Ele tinha problemas de saúde. Tinha um marca-passo e teve uma fratura no fêmur. Estava praticamente só dentro de casa, sem andar. A cuidadora dele viu que os batimentos cardíacos dele tinham diminuído e chamou o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência]”, relatou José Maurício.

“Minha irmã chegou, depois eu cheguei, mas ele descansou. É doloroso para nós, mas é o ciclo da vida. Ele foi uma pessoa que dedicou a vida todinha à política, a João Alfredo, e vai ser enterrado lá”, afirmou o filho do ex-parlamentar.

Devido à pandemia da Covid-19, não vai haver velório. “Vamos fazer somente um cortejo fúnebre pela cidade até o cemitério”, explicou José Maurício. O sepultamento está previsto para as 15h.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Meu adeus ao Mr. Magoo

Por Edson Barbosa

Eram 22 horas naquele junho chuvoso de 2006. No dia seguinte, encerrava o prazo para a definição das coligações partidárias que se formariam para disputar as eleições daquele ano. Em Pernambuco, Eduardo Campos construíra, a duras penas, uma coligação com o PDT, de José Queiroz e João Lyra. Era pouco para a pretensão que tinha na sua carreira meteórica.

Meu telefone tocou, era Eduardo.

– Edson, Severino e Inocêncio toparam compor com a gente, são dois partidos, um minuto e meio a mais no horário eleitoral, o que tu achas?

– Não é só o tempo na televisão e no rádio, não, governador, respondi. E completei: É Severino de João Alfredo e Inocêncio de Serra Talhada. Eles têm tropa, e não são pequenas.

Feitos os acordos políticos, Severino e Inocêncio entraram na campanha com a faca nos dentes. Sem eles, não sei se teria sido possível a vitória em 2006. Hoje, foi-se embora o velho Severino, pai de Ana e Zé Maurício, dois queridos amigos que a vida me deu em Pernambuco.

Muitas histórias serão contadas a seu respeito. Eu tenho uma. Depois de ter feito a apresentação de uma pesquisa ao comando da campanha, com projeção surpreendente (e quase inacreditável para o senso comum à época) ele me puxou num canto da sala junto com Eduardo e sapecou: “Governador, eu não acredito numa palavra do que esse rapaz disse aqui, mas se ele tiver 10 por cento de razão, a gente ganha a eleição".

Eu rebati no ato: “Deputado, se alguém lhe dissesse que um matuto de João Alfredo, como o senhor, chegaria à Presidência da Câmara, o senhor acreditaria na pessoa?”

Ele abriu um sorriso contagiante, que me fez lembrar o Mr. Magoo, meu herói dos desenhos animados e sapecou: “Se essa história não der certo, eu te pego depois”.

Eita Pernambuco profundo, misterioso, cheio de personagens reais, impensáveis, quase irreais, que serão cultivados pela memória mitológica dos historiadores que virão por aí. O velho Severino Cavalcanti é um desses.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Não se pode comparar Dr. Arraes a Severino Cavalcanti, Cavalcanti serviu a ditadura militar, não se pode nem de longe.

Abdias Felix

Assim como Dr Arraes, lá se vai mais um Magno.


Banco de Alimentos

15/07


2020

Severino liderou campanha para expulsar padre italiano

Muito antes de chegar a Brasília, o ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti (PP) foi o pivô de um episódio rumoroso das relações entre a ditadura militar e a Igreja Católica. Em 1980, ele promoveu uma campanha barulhenta para convencer o governo do general João Figueiredo a expulsar do país o padre italiano Vito Miracapillo, um religioso que vivia há anos no interior de Pernambuco.

Pároco do município de Ribeirão, a 87 km do Recife, Miracapillo tinha ligações com os movimentos sociais da região e sua atuação incomodava aos usineiros e aos proprietários de terra do lugar. O pretexto para sua expulsão apareceu em 7 de setembro de 1980, quando ele se recusou a celebrar uma missa que fazia parte das comemorações oficiais da Semana da Pátria. Miracapillo justificou-se dizendo que "o Brasil não havia conquistado sua efetiva independência".

Cavalcanti, que na época era deputado estadual, denunciou o religioso e pressionou o governo a expulsá-lo. A medida foi tomada com base num artigo da Lei dos Estrangeiros, que determinava que "o estrangeiro admitido no território brasileiro não pode exercer atividade de natureza política nem se imiscuir, direta ou indiretamente, nos negócios públicos do Brasil". O religioso também foi acusado na época pelo governo de "insuflar trabalhadores rurais à invasão de terras".

Miracapillo deixou o Brasil, em 31 de outubro de 1980, mesmo sob protestos de políticos de todo o país, inclusive de alguns apoiadores do regime militar. O padre só voltou ao país mais de 12 anos depois, em março de 1993, no governo do presidente Itamar Franco. O episódio deu a Severino projeção e um apelido incômodo, de "Severino Miracapillo".

Em 1980, o PT divulgou uma nota de solidariedade ao sacerdote, opondo-se à decisão. Severino contava com o apoio de setores conservadores da igreja católica, base que o elegeu desde o início de sua carreira, mas foi rejeitado pelo segmento mais progressivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

15/07


2020

Políticos lamentam falecimento de Severino Cavalcanti

Confira abaixo algumas notas de pesar enviadas por políticos, amigos e admiradores do ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti, falecido na manhã de hoje, no Recife, aos 90 anos.

“Lamento profundamente, em nome de todos os membros do PP, a morte do ex-deputado federal Severino Cavalcanti. Defensor da democracia, Severino foi prefeito de João Alfredo, deputado estadual por sete mandatos consecutivos, eleito três vezes deputado federal; onde foi eleito presidente da Casa; e presidente de honra do PP em Pernambuco. Nos solidarizamos à família e amigos, especialmente à viúva Dona Amélia, aos filhos Zé Maurício, Ana e Catharina, aos netos e ao povo de João Alfredo, que ele tanto amou”. – Eduardo da Fonte, deputado federal e presidente do PP/Pernambuco.

“Pernambuco se despede de uma das suas grandes lideranças políticas. Severino Cavalcanti nos deixa um importante legado, construído ao longo de várias décadas dedicadas em trabalhar pelo desenvolvimento do nosso Estado. Ex-prefeito de João Alfredo, ex-deputado estadual e ex-presidente da Câmara dos Deputados, ele teve papel relevante na história mais recente da política brasileira. Aos familiares e amigos, ficarão as boas lembranças e o conforto de saber que Deus o receberá braços abertos na sua Morada Eterna”. – Sebastião Oliveira, deputado federal pelo PL.

“A morte do ex-deputado Severino Cavalcanti deixa uma lacuna na política de Pernambuco. Detentor de sete mandatos na Assembleia Legislativa, três na Câmara Federal, inclusive com passagem pela Presidência, e com duas gestões na prefeitura da sua cidade, João Alfredo, Severino teve uma trajetória de muito trabalho. Neste momento de profundo pesar, quero me solidarizar com sua esposa, dona Amélia, seus filhos Zé Maurício, Ana e Catharina, demais familiares e amigos”. – Paulo Câmara, governador de Pernambuco pelo PSB.

"Registramos nosso profundo e sincero pesar pela perda do ex-deputado Severino Cavalcanti. Prefeito por duas vezes, deputado estadual, deputado federal, chegando à Presidência da Câmara dos Deputados, ele teve uma vida dedicada a Pernambuco e à família. Em nome de seus filhos Zé Maurício e Ana Cavalcanti, prestamos nossa solidariedade à família. Que Deus o guarde em merecido lugar e conforte toda a família”. – Danilo Cabral, deputado federal pelo PSB.

“Pernambuco perdeu, hoje, Severino Cavalcanti, que deixou sua marca no cenário político. Com seu jeito simples, se destacou como liderança, conquistou vários mandatos parlamentares, foi prefeito do município de João Alfredo e fez amigos por onde passou. Presto minha solidariedade à família e amigos”. – Anderson Ferreira, prefeito do Jaboatão dos Guararapes pelo PL


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Severino engavetou impeachment de Lula

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti, que morreu hoje no Recife, aos 90 anos, derrotou, na eleição em que chegou à presidência da Casa, o então candidato do PT, Eduardo Greenhalgh, apoiado pelo ex-presidente Lula.

Durante o tumultuado mandato que teve como presidente da Câmara, Severino que foi cassado por envolvimento em uma denúncia de que havia recebido propinas de um dono de um restaurante terceirizado na Câmara. Ele também evitou colocar em votação diversos pedidos de impeachment do ex-presidente Lula.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Severino Cavalcanti será homenageado com carreata

O corpo do ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti, 90 anos, que morreu, hoje, no Recife, por complicações de uma enfermidade que não conseguiu superar, chegará ao município de João Alfredo, no Agreste, no meio da tarde, onde será enterrado no cemitério local.

Não haverá velório, mas a família não impedirá, entretanto, que ocorra, na chegada da urna funerária, uma carreata pelas principais avenidas e ruas da cidade, onde ele era muito querido e governou por dois mandatos. Assim como teve um filho prefeito, o Júnior Cavalcanti, morto em um acidente de carro há vinte anos.

Os preparativos das últimas homenagens a Severino Cavalcanti em sua terra natal estão sendo organizados pelos filhos José Maurício e Ana Cavalcanti, dois ex-deputados estaduais eleitos pela força, o prestígio e a tradição da politica do velho Zito Cavalcanti, como assim era conhecido.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

A vergonhosa cara das estradas exibida aos turistas

No espaço aberto aos leitores para denunciar o abandono das rodovias estaduais, chega da região mais atrativa para o turismo de Pernambuco, Porto de Galinhas, o triste retrato do acesso à praia de Muro Alto, o pedaço mais nobre do litoral, no qual foram abertos os mais sofisticados resorts e condomínios. Em apenas 2,5 km, o Estado torrou R$ 2,7 milhões numa estrada Sonrisal, que se diluiu da noite para o dia.

Que vergonha, governador! Em períodos normais, sem a pandemia instalada no mundo, mais de um milhão de turistas passam por mês em Muro Alto e se deparam com um dos cartões postais do Estado sem a menor infraestrutura viária. O secretário de Turismo, Rodrigo Novaes, deputado estadual licenciado e em campanha para deputado federal, ainda tem a cara de pau de afirmar que foi ele o padrinho de uma obra vergonhosa como essa. Como explicar um gasto de R$ 2,7 milhões numa estrada com uma camada de asfalto tão irrisória de fina, que vai embora nas primeiras chuvas e não suporta um terço da demanda de automóveis que circulam por ela?

Muro Alto é orgulho do litoral brasileiro abandonado por um Governo relapso e incompetente. Ao seu redor de um mar só comparável ao Caribe se instalaram grandes equipamentos turísticos hoteleiros, uma dezena de resorts e condomínios, entre os quais os famosos Sumerville, Muro Alto Beach Class, Marulhos e o cinematográfico Nannai.

A estrutura do Nannai Resort & Spa ocupa uma área de 12 hectares em frente a Praia de Muro Alto, a poucos quilômetros de Porto de Galinhas. O resort é conhecido por seu atendimento de alta qualidade e instalações que atendem a todas as necessidades dos hóspedes. Um dos destaques do Nannai é o parque aquático com mais de 6 mil metros quadrados. Ele corta as instalações do resort com espelhos d’água com diferentes profundidades e está cercado pelos belos jardins do resort Nannai.

O beach resort Nannai também dispõe de áreas que garantem o entretenimento dos hóspedes durante a estadia em Porto de Galinhas. Para a prática de esportes o resort disponibiliza: Fitness Center com equipamentos modernos; quadras de tênis; campo de futebol; pista de caminhada; e pitch and putt golf (mini golf). Na Praia de Muro Alto o resort fornece equipamentos para a prática de esportes náuticos, como stand up paddle, jangada e caiaque.

Denuncie a sua vergonhosa estrada aqui no blog. Mande seu vídeo pelo meu WhatsApp: (81) 9.8222-4888


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha