FMO janeiro 2020

27/05


2020

Médico defende cloroquina: Covid não é bicho-papão

Médico e violonista clássico, sócio fundador e idealizador da empresa BioLogicus, especialista em pesquisa em probióticos, o pernambucano Djalma Marques assume com coragem a sua opinião favorável à prescrição da hidroxicloroquina no combate à Covid-19. E ao longo do vídeo afirma que a doença que já matou milhares de pessoas no mundo inteiro não é bicho-papão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Cabo de Santo Agostinho

Confira os últimos posts



16/07


2020

Bolsonaro proíbe queimadas por 120 dias

Metrópoles

O governo federal proibiu, por meio do Decreto nº 14.424, as queimadas em todo o país por 120 dias. A medida, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (16/7).

A proibição, no entanto, não se aplica às práticas de prevenção e combate de incêndios feitas ou supervisionadas pelas instituições públicas e agrícolas de subsistência praticadas por indígenas e povos tradicionais, atividades de pesquisa científica e controle fitossanitário.

Segundo o decreto, “ficam autorizadas as queimas controladas em áreas não localizadas na Amazônia Legal e no Pantanal, quando imprescindíveis à realização de práticas agrícolas, desde que autorizadas previamente pelo órgão ambiental estadual”.

A medida entra em vigor imediatamente. O decreto do governo é editado em um momento de pressão interna e externa sofrido pela gestão de Bolsonaro sobre as políticas ambientais.

Na última sexta-feira (10/7), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelou que o primeiro semestre deste ano foi o pior para o desmatamento na Amazônia em uma década.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

16/07


2020

Leitor denuncia abandono da PE-270

Caro Magno,

Essa é a situação em que se encontra a PE-270, no trecho que liga os municípios de Itaíba a Tupanatinga, mais precisamente no povoado Cabo do Campo, em Tupanatinga, estrada essa que se encontra abandonada pelo governo do Estado.

No ano de 2019, o governo deu início a uma operação tapa buraco no município de Arcoverde, a qual chegou apenas até Buíque e parou. Esse ano iniciou o mesmo procedimento de tapa buraco pelo mesmo município de Arcoverde, uma vez que a estrada já havia se deteriorado novamente.

Tapa buraco esse que segue a passos de tartaruga com serviço apenas braçal. Vejam as fotos e o tempo da viagem de um percurso de apenas 25 km. Em um veículo de passeio, gastamos 1h05m para realizar esse percurso.

Osman Rodrigues

Denuncie você também a vergonhosa situação da sua estrada! Envie vídeos e fotos para o WhatsApp do Blog: (81) 9.8222-4888.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Prefeitura - Abreunozap

16/07


2020

Geraldo Alckmin na live da próxima segunda

Ex-governador de São Paulo, ex-candidato à Presidência da República, o tucano Geraldo Alckmin confirmou, há pouco, sua participação na live deste blog da próxima segunda-feira, às 18 horas, pelo Instagram, com transmissão automática pela Rede Nordeste de Rádio no horário do programa Frente a Frente, ancorado também por este blogueiro. Na pauta, a crise nacional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

Prefeitura de Caruaru inaugura 10 leitos de UTI em hospital municipal

Os caruaruenses contam, a partir de agora, com nova Unidade de Terapia Intensiva à disposição, focada no combate à Covid-19, oferecida pelo Governo Municipal e instalada no Hospital Manoel Afonso, que passou por nova requalificação, recebendo 10 leitos totalmente equipados. O Hospital tem funcionado como apoio na retaguarda dos casos, atendendo exclusivamente para o tratamento da doença e casos suspeitos. Agora, a unidade conta com 63 leitos, uma sala vermelha com três leitos para estabilização e mais 10 leitos de UTI.
 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

16/07


2020

Prefeito de Pedra está com Covid-19

O prefeito de Pedra, Osório Filho (PSB), testou positivo para Covid-19. A informação foi divulgada pelo próprio gestor, há pouco, por meio de seu perfil oficial no Facebook. Neste período, declarou que se manterá em isolamento social, seguindo os protocolos de combate à doença.

"Como homem público e por estar sempre exposto aos riscos de contaminação, realizamos esta semana teste preventivo de rotina e testamos positivo para o novo coronavírus. Graças a Deus nos encontramos bem, em isolamento domiciliar, de forma a cumprir a quarentena prescrita pelos órgãos de saúde", diz um trecho da nota.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

16/07


2020

Governo de PE lança protocolo de volta às aulas

Mesmo sem haver definição sobre a data de retorno às aulas presenciais, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Educação e Esportes, divulgou o protocolo setorial para a área de educação no Estado, na tarde de ontem, em coletiva de imprensa. O documento – aplicado para a Educação Básica, Ensino Superior e Cursos Livres (cursos de línguas, cursos técnicos, qualificação profissional e outros) – estabelece regras sobre distanciamento social, medidas de proteção/prevenção, monitoramento e comunicação.

O documento ficará disponível para consulta pública e eventuais contribuições até o dia 24 de julho no site da Secretaria de Educação (www.educacao.pe.gov.br). “Nosso objetivo ao divulgar o protocolo setorial da educação é fazer com que as instituições de ensino possam realizar seu planejamento e tomar as providências necessárias para o retorno dos estudantes às salas de aula. É importante ressaltar que as instituições, sejam da rede pública ou privada, poderão estabelecer protocolos com medidas complementares, desde que sigam as orientações gerais do documento apresentado pelo Governo de Pernambuco”, diz o secretário de Educação e Esportes do Estado, Fred Amancio.  

Entre as determinações, está a definição da distância mínima de um metro e meio entre os estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores em todos os ambientes da unidade de ensino. Como consequência, a equipe gestora deve observar o número de alunos por turma, reduzindo a quantidade se necessário, inclusive com a possibilidade de adoção de um sistema de rodízio nas escolas. Outra medida importante é a promoção de diferentes intervalos de entrada, saída e alimentação para evitar aglomerações nas dependências da escola. 

O protocolo setorial também prevê o adiamento de todo e qualquer evento presencial na escola e a suspensão das atividades esportivas coletivas. Os estudantes, trabalhadores em educação e demais colaboradores devem receber orientações para evitarem contatos próximos, como apertos de mãos, beijos e abraços. Os horários das refeições devem ser alternados e a escola deve estabelecer o distanciamento de dois metros durante a alimentação dos estudantes. 

Em relação à higiene, é obrigatório o uso de máscara por todas as dependências das unidades de ensino – devendo ser observadas orientações específicas quando se tratar de crianças até dois anos de idade – e acomodá-la, quando não estiverem sendo utilizadas, em sacos plásticos, por exemplo, na hora das refeições. 

Álcool 70% e locais para lavagem frequente das mãos devem estar disponíveis para a higienização de todos os que frequentam o estabelecimento de ensino; e deve haver reforço da limpeza e desinfecção dos ambientes e das superfícies mais tocadas, como mesas, cadeiras, maçanetas, banheiros e áreas comuns, antes e durante o expediente. 

Monitoramento e Comunicação – As instituições de ensino devem utilizar intensivamente os meios de comunicação disponíveis (comunicação interna e redes sociais) para orientar os estudantes, trabalhadores em educação e colaboradores em ações de higiene necessária para as mãos e objetos, utilização e troca da máscara de proteção e como se alimentar com segurança. Além disso, cartilhas com orientações sobre os cuidados básicos da Covid-19 devem ser elaboradas e disponibilizadas pela internet, e cartazes afixados em pontos estratégicos. 

O documento prevê também esclarecimentos sobre os protocolos a serem seguidos em caso de suspeita, confirmação ou contato com pessoas diagnosticadas com Covid-19. Estes protocolos vão desde o cumprimento do isolamento social de 14 dias ao acesso do aplicativo “Atende em Casa” (www.atendeemcasa.pe.gov.br), em que é possível receber orientações sobre como proceder com os cuidados e a necessidade de procurar o serviço de saúde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

Morre ex-vereador caruaruense Genésio da Farmácia

O ex-vereador de Caruaru Genésio da Farmácia faleceu, hoje, aos 82 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital Santa Efigênia devido a uma infecção urinária, de acordo com informações do Blog do Mário Flávio. Vereador por três mandatos consecutivos (1988, 1992 e 1996), também deixou marcas na música, com mais de 200 composições de sua autoria.

Entre os sucessos de sua trajetória musical, estão canções como "Trupé de cavalo", "Barra dos Coqueiros", além de "Briga no casamento" e "Vitamina D", que garantiram a ele o disco de platina. Genésio Guedes, o Genésio da Farmácia, foi casado por mais de 50 anos com Maria Bernadete de Melo Guedes, com quem teve quatro filhos: João Paulo, Paulo André, Fabiana Maria e Fabíola Maria.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

O céu e o inferno da cloroquina

Antonio Magalhães*

Debate científico, simpósio, conferência, congresso, em qualquer reunião de cientistas vai estar presente a discórdia, a controvérsia, opiniões divergentes, teorias contrárias, tudo o que a Ciência precisa para chegar a alguma conclusão.

A chamada “guerra da cloroquina” que envolve cientistas, médicos, políticos, juízes, militares, jornalistas, internautas, desinformados etc, vai acabar como termina toda discussão que envolve opiniões variadas: observando o resultado prático que determina qual a melhor terapia. Como ambos os lados apresentam estudos científicos com pontos de vistas divergentes há uma chance desse debate demorar muito, pelo menos até quando acabe a pandemia da Covid-19 e se possa fazer uma avaliação da tese que prevaleceu.

Qualquer alteração no “status quo” gera incertezas naqueles que vêm seguindo determinada linha científica, com base em práticas e estudos já consagrados. A novidade do uso de medicamentos antigos para novas doenças esbarram, às vezes, nas burocracias médicas das instituições corporativas. E os alinhados às corporações são incapazes de admitir resultados positivos da nova terapia sem que se indignem ou ajam como censores dos chamados “rebeldes”.

Pois bem, no século 19, um jovem cirurgião britânico Joseph Lester se contrapôs às práticas cirúrgicas da época, nas quais sair com vida de uma mesa de operações era uma vitória e sobreviver em recuperação hospitalar era outro ganho. Isso porque os lugares infectos das cirurgias, os instrumentos médicos, a roupa dos médicos, estavam todos contaminados de micróbios, como se dizia na época.

O livro “Medicina dos Horrores” da inglesa Lindsey Fitzharris, doutora pela Universidade de Oxford, narra a qualidade da prática médica da época. O doutor Joseph Lester observou o  que acontecia e como pesquisador foi estudar a melhor maneira de higienizar os ambientes cirúrgicos e hospitalares.

Como integrante do corpo médico de um importante hospital londrino conseguiu depois de anos de pesquisa reduzir os riscos das cirurgias e garantir aos pacientes uma permanência esperançosa nas enfermarias. Pouco a pouco suas sugestões foram sendo aceitas até que toparam com os chefões corporativos da medicina de Londres, descrentes que as mudanças propostas por Lester fossem assegurar a saúde dos pacientes.

Joseph Lester implantou as práticas antissépticas onde trabalhava e os resultados surgiram. De Londres foi para Edimburgo, na Escócia, onde pode avançar ainda mais nas suas pesquisas e pô-las em prática. A força dos resultados positivos se impôs diante dos obtusos casacudos.

Só como curiosidade, o sistema antisséptico desse médico inspirou outro cientista que criou um medicamento para o combate de germes e bactérias, não só nas salas cirúrgicas. E em 1895, ele foi oferecido à classe odontológica como enxaguante bucal, o conhecido Listerine, uma homenagem ao brilhante cirurgião e pesquisador.

Mas voltando ao nosso tempo e à nossa pandemia, a prática autoritária do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) que, por meio de nota assinada por representantes de comissões internas, ameaçou na semana passada um julgamento ético para aqueles profissionais que receitam a contestada e rebelde Hidroxicloroquina para seus pacientes com a Covid. E ainda os acusava de esconder dos enfermos os supostos efeitos colaterais do remédio. Uma forma caluniosa de censurar um ato médico que deve ser pleno de autonomia.

No dia 14 de julho, o próprio presidente do Cremepe, o médico Mário Fernando Lins, por meio de nota oficial e vídeo em rede social, disse que nenhum médico incorre em quebra da ética se receitar a Hidroxicloroquina. Um remédio que vem, sem nenhum alarde, há 70 anos auxiliando enfermos com doenças autoimunes, malária e reumatoides sem causar problemas.

Agora, com a Covid na boca do mundo o medicamento tornou-se o céu e o inferno da medicina. E mobiliza em discussões técnicas especialistas de todo o mundo que tentam provar ou reprovar o seu uso. É demais.

Esse não vai ser o último grande debate farmo-científico. Outros virão. E no fim desse tempo infeliz do coronavírus haverá a contagem dos mortos e dos curados. E tristemente também a contabilidade daqueles que poderiam ter sido salvos da pandemia se usassem o medicamento rebelde. É isso.

*Integrante da Cooperativa de Jornalistas de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

PE-145 também sofre com buracos

Diversos buracos são encontrados na PE-145, que liga Caruaru a Jataúba. No trecho próximo à Fazenda Nova, no Brejo da Madre de Deus, onde fica o Teatro de Nova Jerusalém, crateras persistem, provocando acidentes.

O leitor Abimael Santos encaminhou a reclamação ao Blog. Segundo ele, o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE) fez um paliativo, colocando barro para tapar os buracos. "Governador, o que está acontecendo? Eu pergunto a você: nós temos governador?", questiona.

Denuncie a situação da sua estrada! Envie vídeos e fotos para o WhatsApp do Blog: (81) 98222-4888.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

Em Chã Grande, Daniel Alves fica inelegível

As contas do exercício financeiro em 2015 do ex-prefeito de Chã Grande, Daniel Alves (PSC), foram reprovadas na Câmara Municipal, em reunião realizada na noite de ontem (15). A rejeição já havia sido recomendada pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), que apontou uma série de irregularidades através de um parecer técnico. 

Sete vereadores seguiram a orientação e votaram pela reprovação das contas do ex-prefeito: Ninho Moto Táxi (PL), Célia de Jaci (Rede), Demir do Conselho (PSL), Inaldo do Raio-X (Avante), Beto Karias (PL), Rodrigo da Malhadinha (PSD) e o presidente da Casa, Jorge Luis (PL). Somente três vereadores votaram pela aprovação: Danielle Alves (PDT), Dandão (PDT) e Sérgio do Sindicato (PT). Dos 11 legisladores da Casa, apenas o vereador Irmão Zaninho (PL) não compareceu à sessão. 

Com a decisão, Daniel Alves fica inelegível por oito anos, conforme prevê a Lei da Ficha Limpa. Deste modo, impossilita os planos do ex-prefeito Chã Grande de participar da corrida eleitoral em Gravatá, cidade onde ele já se apresenta como pré-candidato a prefeito pelo PSC.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2020

Marília Arraes lidera e o segundo lugar está indefinido

A pré-candidata do PT, Marília Arraes, aparece na dianteira com 21% na primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife feita pelo Instituto Potencial com exclusividade para este blog. Em segundo lugar, empatados, tecnicamente, despontam Patrícia Domingos, do Podemos, com 12%, Mendonça Filho, do DEM, também com 12%, Daniel Coelho, do Cidadania, com 10%, e João Campos, do PSB, com 9%. Abaixo, bem distantes, Marco Aurélio Meu Amigo, do PRTB, pontuou 3% e Alberto Feitosa, do PSC, 1%. Indecisos somam 15% e brancos e nulos 17%.

Na sondagem espontânea, quando o entrevistado tem que lembrar o nome do seu candidato preferencial nem o auxílio do disquete, Marília também lidera com 11%. Patrícia tem 5%, Daniel Coelho 5%, Mendonça Filho 3%, João Campos 3% e Marco Aurélio e Feitosa, cada um com 1%. Neste cenário, os indecisos sobem para 54% e brancos e nulos se situam em 14%. O levantamento foi feito por telefone entre os dias 10 a 15 últimos, com margem de erro de 3,5% para mais ou para menos, intervalo de confiança de 95%.

No item rejeição, Mendonça é o que detém a maior taxa. Dos 800 entrevistados, 54% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Pela ordem, aparece Daniel em seguida, com 53%, Marco Aurélio (50%) João Campos (48%), Alberto Feitosa (44%), Marília Arraes (42%) e, por fim, a delegada, com 38%. A maior taxa de eleitores já decididos também é da petista, com 17% dos entrevistados, seguida de Patrícia e Daniel, com 10%, João Campos (7%), Mendonça Filho (6%), Marco Aurélio (2%) e Alberto Feitosa, com apenas 1%.

Quanto ao grau de conhecimento dos candidatos, o mais desconhecido é Feitosa, com taxa de 47%, seguido de Marco Aurélio (38%), Patrícia (31%), João (11%), Marília (10%) e Mendonça (8%). A metodologia adotada foi a de pesquisa quantitativa, com entrevistas pessoais telefônicas junto aos eleitores com 16 anos ou mais, conduzidas mediante aplicação de questionário estruturado, elaborado especificamente para este estudo.

A amostra foi segmentada por cotas de sexo e faixa etária baseada nas informações do TSE – TRE/PE, de forma representativa do universo em estudo (eleitores de Recife), num total de 800 entrevistas, distribuídas proporcionalmente (IBGE) pelas Regiões Político-Administrativas definidas oficialmente pela Prefeitura. O registro na justiça eleitoral tem o número 08257/2020.

AVALIAÇÃO DAS GESTÕES

O Instituto Potencial sondou também o grau de satisfação do eleitorado recifense com os três níveis de poder – federal, estadual e municipal. O prefeito Geraldo Júlio é desaprovado por quase metade dos entrevistados – 46%. Destes, 35% qualificam como péssima e 11% ruim. Entre os que aprovam, 20% julgam boa e apenas 3% ótima, enquanto 29% avaliam como regular. Ainda 2% disseram que não sabiam responder.

O governador Paulo Câmara tem rejeição maior ainda – 55%. Entre os que desaprovam, 41% julgam péssima e 14% ruim, enquanto 26% acham regular. Entre os que aprovam, 15% acham boa e apenas 3%, com mais 2% que não quiseram responder ou afirmaram que não sabiam responder. O Governo Bolsonaro tem 54% de desaprovação, dos quais 44% acham seu Governo péssimo e 10% ruim. Os que julgam regular são 21% e 1% não souberam responder.

Entre os que aprovam, 13% apontaram a gestão federal como ótima e 11% boa, enquanto 21% julgam regular e 1% não soube responder. Já em relação ao sentimento da população na gestão da Covid-19, a maior taxa de aprovação é do Governo Paulo Câmara, com 41%, seguido de Geraldo Júlio com 39% e Jair Bolsonaro com 33%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Ary Siqueira da Cunha Filho

Apesar desse Instituto de Pesquisa Pontencial, está demonstrando pouca competência em elaboração de Pesquisas Eleitorais, sobretudo no período da Pandemia, entendo que algumas colocações de candidatos(as) poderão estar corretas. Vamos ter uma eleição muito disputada, e como sempre, Recife terá decisão em segundo turno, onde não foi colocado na pesquisa as simulações que é básico em qualquer Instituto que se preze. Mas vamos em frente, com a força do povo, João 40.

marcos

MORO ENVOLVIDO ATÉ O PESCOÇO EM FALCATRUA................ Talvez, isso explique a razão de Bolsonaro ter declarado a seguinte frase: \"Se as pessoas soubessem o que aconteceu no Ministério da Justiça, ficariam enojadas\". Muitos brasileiros ficaram chocados e tristes pela saída de Moro do Ministério. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos. Fato comprovado: O Moro VENDEU os inquéritos da PF para o Doria. Bolsonaro soube disso às 13:00 do dia 23 de Abril (dia antes da demissão de Moro), em uma reunião envolvendo o Sr. Chefe da Abin, Ramagem, o seu filho Carlos Bolsonaro, o Sr. Helio, supervisor da secretaria da Casa Civil, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da CIA no Brasil. A princípio muito contrariados, Bolsonaro se recusou a trocar o Diretor da PF, Valeixo. A aceitação veio através do informacao de que Moro estava recebendo o pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada inquérito vendido, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os seus assessores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) por meio das empresas de João Doria e João Amoedo. Mesmo assim, o Diretor da Abin descobriu o esquema por meio de um delator, que era assessor de Moro e não concordou com a prática, o que o obrigou a pedir exoneração do cargo, dizendo que não estava junto com Moro (em primeira notícia divulgada às 13:30 no centro de imprensa). Assim, combinou-se que o Moro pediria demissão antes que Bolsonaro o demitisse para que a culpa ficasse com Bolsonaro e Moro pudesse ter a vantagem de dizer que não havia feito nada de errado. Dr. Wagner Maia, denuncia que Moro fugiu do Governo porque foi descoberto que ele cometeu crime de alta traição: \"A ABIN descobriu que o ex-diretor da PF(Valeixo, comparsa de Moro na ocultação dos patrões do Adélio e seus advogados) há muito estava escondendo os nomes, assim como crimes político-administrativos de Witzel e passando informações sigilosas das investigações para Dória. Desde março que PR Bolsonaro foi alertado, mas aguardou que Moro lhe informasse sobre tudo. Como Moro fugia de reuniões e se omitia, e o Presidente também soube que Moro estava participando com FHC, Maia, Alcolumbre e Tofolli do plano para derruba-lo PR Bolsonaro convocou pessoalmente Moro pra reunião na presença dos investigadores da ABIN, colocou o assunto na mesa e informou que seu protegido Delegado Maurício Valeixo era o principal informante da Esquerda. Moro empalideceu e, com a traição descoberta e sem outro jeito, resolveu, nas costas do PR Bolsonaro, fazer a coletiva de traição declarada. NOTA: Está confirmado oficialmente que o ex- diretor da PF, delegado Maurício Valeixo, protegido de Moro e demitido por PR Bolsonaro é o delegado que foi infiltrado pra finalizar o inquérito sobre Adélio Bispo, com ordens para esconder os nomes dos mandantes e pagadores dos milionários advogados, impedir a perícia dos celulares dos advogados e de Adelio, dizer que Adélio agiu sozinho e que tinha problemas mentais. O medo de Moro que Delegado Alexandre Ramagem assuma a diretoria da PF, é porque foi ele quem descobriu o crime de alta traição cometido pelo ex-ministro Moro, antigo aliado dos comunistas brasileiros e, cujo pai, o comunista Dalton Moro é fundador do PSDB e antigo comparsa de FHC, pai da esquerda brasileira.\" Comentários Debora Brito Difícil de acreditar mas, como dizia um amigo que não está mais neste mundo, cabeça de juiz é uma caixinha de surpresas.

marcos

A delegada Patrícia ganha a eleição. Quem viver verá.

Fernandes

Comunistas se revelando. Camarada Ema, Camarada Naja. Revolução dos bichos.

Fernandes

ATENÇÃO! O GENOCIDA GUEDES ESTÁ VOLTANDO COM A CAPITALIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL!



15/07


2020

ABIH pessimista com retomada do turismo

Em live, há pouco, neste blog, o presidente nacional da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), empresário Manoel Linhares, disse enxergar com pessimismo a retomada do setor hoteleiro nesse segundo semestre decorrente da pandemia. A curva ascendente da Covid-19 e a real possibilidade de cancelamento das festas de Réveillon e Carnaval, estas já suscitadas por alguns governos como o da Bahia, chegam como fatores preocupantes. “O turismo foi o primeiro setor a entrar em crise e será o último a sair.  Até março estava tudo bem, mas depois o turismo e seus subsetores como transportes, hospedagem, serviços de alimentação, lazer e agenciamento de viagens despencaram em prejuízos, queda de 95%, devastadora”, disse.

Linhares disse que no momento a ocupação da rede hoteleira é de 5% e as contas a serem pagas continuam como água, energia, IPTU e outros tributos. Várias tratativas têm sido articuladas com os governos municipais e estaduais para barrar essa cobrança. “Conseguimos no Rio Grande do Norte a não cobrança da energia e uma redução em 12% do ICMS. Já o Ceará deixou de cobrar água. Fizemos reunião com a ANEEL e queremos estender esses benefícios. Foram bilhões perdidos, e muitos desempregos. Imagine um Beach Park em Fortaleza fechado? Só ali eram mais de dois mil empregos. Um prejuízo incalculável”, destacou.

Para o empresário, o retorno dos turistas é incerto, principalmente pelo receio em realizar viagens e visitar atrativos sempre muito procurados e sujeitos a aglomerações. “Estabelecemos protocolos de segurança da entrada à saída dos hóspedes. Isso passa desde o café da manhã que poderá ser oferecido nos apartamentos, como o uso limitado de pessoas nas áreas comuns de lazer. Não acreditamos que, apesar dos protocolos, haja uma retomada significativa. Não chegaremos em 2021 nem com 40% da capacidade”, previu.

Paralelo a essa perspectiva nada animadora, Manoel Linhares disse que a Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo) começará a investir em campanhas de incentivo ao turismo interno. “São muitas dificuldades nesta retomada. Vamos ter uma campanha da Embratur que estimule o brasileiro a conhecer o Brasil”, adiantou.

Hoje, o turismo corresponde a 3,71% do PIB do País, de acordo com o IBGE. Para Linhares, a situação estaria ainda mais drástica sem o apoio do Governo Federal. “O presidente Bolsonaro tem feito um trabalho diferenciado para o turismo. Foi o primeiro a receber todas as entidades do trade para ouvir nossas reivindicações, além de ser audacioso ao abrir o capital aéreo. Colocou os pés na Embratur que mudou de administração direta da união para ser uma agência que vai ter mais recursos, vai poder fazer convênios para divulgar o Brasil. Não tem como o Brasil competir os investimentos de outros países”, afirmou.

Para Linhares, a MP 936/20 que suspende o contrato de trabalho e reduz o salário e a jornada, e sua prorrogação, também foi um alento ao setor e vem impedindo o fechamento de hospedagem formais e a demissão de mais de dez milhões de empregos. De acordo com a ABIH, em Pernambuco mais de 80% da hotelaria estão fora de operação no momento. Apenas Recife mantém aproximadamente metade dos hotéis funcionando, principalmente, para atender aos funcionários das companhias aéreas e profissionais de saúde. Nas regiões turísticas de Porto de Galinhas, Praia dos Carneiros e Litoral Norte, o índice de fechamento dos meios de hospedagem chegou a quase 100%.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Moradores do Sertão relatam clarão e estrondo no céu

Moradores de várias cidades da região do Sertão Pajeú relatam, nas redes sociais, um clarão no céu acompanhado de forte estrondo ouvido na noite de hoje.

De acordo com os relatos, o estrondo foi ouvido e o clarão foi visto em cidades como Carnaíba, Ingazeira, Afogados da Ingazeira, Custódia, Betânia, Inajá, Iguaracy e Sertânia. A informação de que um avião poderia ter caído na região foi descartada.

Rumores indicam a possibilidade de que um meteoro ou meteorito tenha atingido a região, mas, oficialmente, a possibilidade não foi confirmada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Sai à meia noite pesquisa Potencial no Recife

A primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife do Instituto Potencial, em parceria com este blog, será postada à meia noite. Foram ouvidas 800 pessoas por telefone nos últimos três dias. Traz também a avaliação dos Governos Bolsonaro, Paulo Câmara e Geraldo Júlio. Vale a pena dormir um pouquinho mais tarde hoje.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/07


2020

Mendonça: Marco do saneamento vai garantir futuro

O ex-ministro Mendonça Filho comemorou, hoje, a sanção do marco do saneamento, pelo presidente Bolsonaro, e criticou o PT e do PSB por terem votado contra o projeto. “O Brasil dá um grande passo para garantir um futuro melhor para os 100 milhões de brasileiros, excluídos do tratamento de esgoto, e os 35 milhões sem acesso a água tratada nas suas residências”, afirmou.

“Votar contra investimentos na ordem de R$ 700 bilhões para o abastecimento de água e para o tratamento de esgoto, na prática, é votar pela perpetuação da miséria de milhões de brasileiros, que pisam diariamente na lama e sofrem com doenças provocadas pela falta de água tratada e de esgoto”, disse.

Mendonça lembra que mais de 6 milhões de pernambucanos sofrem sem tratamento de esgoto, segundo dados do Serviço Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS). “O PSB e o PT estão administrando Pernambuco e o Recife há 20 anos. São responsáveis por essa situação e não podem, num momento fundamental para mudar essa realidade, votar contra colocando questões ideológicas acima dos interesses da população”, criticou.

E destacou o trabalho comprometido e articulado entre o Executivo, por meio das equipes econômica e de infraestrutura, e do Congresso Nacional para votar o marco do saneamento e melhorar a qualidade de vida de milhões de brasileiros e gerar desenvolvimento econômico do país com um volume alto de obras, empregos e renda.

Segundo Mendonça, uma cidade como o Recife, com déficit enorme de tratamento de esgoto, pode se beneficiar muito do marco do saneamento, se tiver um gestor com visão e que coloque os interesses da população acima dos ideológicos. Entre as 100 maiores cidades do Brasil, Recife ocupa a 75º posição no Ranking do Saneamento Básico do Instituto Trata Brasil. "Essa é uma realidade dramática.

 O saneamento garante qualidade de vida e é o controle mais eficaz para doenças relacionadas a insetos como filariose, dengue, chicungunha e zika”, lembrou, destacando que a falta de estrutura de saneamento repercute diretamente na saúde das populações mais vulneráveis.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jonny klan de Araujo

Por isso que esse rapaz segue sem mandato, a pior safadeza já vista que foi essa PL do Saneamento e pra completar o presidente com o um moleque faz vetos pra vim destruir de vez todas cias já existentes, pegando até seus aliados de surpresa, aí aparece Mendoncinha pra defender isso. Mas urnas conversaremos melhor