FMO janeiro 2020

08/11


2019

Moro: Congresso pode permitir prisão após 2ª instância

O ministro da Justiça, Sergio Moro, disse, hoje, que o Congresso pode alterar a lei para permitir novamente a prisão de réus após condenação em segunda instância.

A possibilidade desse tipo de prisão foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em sessão ontem. Por 6 votos a 5, os ministros entenderam que uma pessoa só pode ser presa depois que não houver mais possibilidades de recursos contra a condenação.

Entenda a decisão do Supremo que derrubou prisão após condenação em segunda instância

Em nota, Moro afirmou que sempre defendeu e continuará defendendo a prisão após a segunda instância. Antes de se tornar ministro, ele atuava como juiz federal no Paraná e era o responsável, na primeira instância, pelos processos da Operação Lava Jato no estado.

"Sempre defendi a execução da condenação criminal em segunda instância e continuarei defendendo. A decisão da maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) para aguardar o trânsito em julgado deve ser respeitada. O Congresso pode, de todo modo, alterar a Constituição ou a lei para permitir novamente a execução em segunda instância", afirmou Moro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima

Confira os últimos posts



29/05


2010

Escárnio

Fernando Rodrigues

 O DEM e o PSDB passaram meses reclamando, com razão, do uso indevido e ilegal que o PT fez de propagandas partidárias para patrocinar a candidatura da petista Dilma Rousseff ao Planalto.Nesta semana, o DEM teve seus dez minutos no rádio e na TV. Usou esse tempo para promover José Serra, pré-candidato do PSDB a presidente. O PT reagiu. Foi à Justiça pedir punição ao Democratas. Esse comportamento dos partidos políticos na atual campanha eleitoral chegou ao paroxismo quando se trata de desrespeitar a lei. Todos reclamam. Mas todos infringem as regras.

É um escárnio completo.

A lei dá aos partidos, a cada seis meses, a oportunidade de falar no rádio e na TV sobre atividades das legendas. Em ano eleitoral, é raro encontrar uma sigla usando o benefício de forma correta. A praxe é fazer propaganda eleitoral fora do prazo legal estipulado.Trata-se de uma grande disfuncionalidade da democracia brasileira. A começar pelo tempo determinado de campanha. Os políticos precisam fingir não ser candidatos. De repente, na data certa, a partir do primeiro minuto da madrugada, passam então todos a ser postulantes a um cargo público.

A regra foi inventada pela ditadura militar (1964-85). Não interessava aos autocratas o debate eleitoral constante. Na democracia, os políticos enxergaram conveniência no modelo. Podem fugir da mídia e de perguntas indigestas sob a desculpa de não serem candidatos.

No caso dos programas partidários semestrais, a lei tem outra anomalia: obriga políticos na TV a não demonstrarem interesse pelo poder (não podem pedir apoio). Tudo considerado, os programas eleitorais disfarçados indicam haver esclerose avançada no modelo de exposição dos políticos na TV. O descumprimento da lei é sistemático. Como em 2011 não haverá eleição, o assunto será esquecido. Voltaremos todos ao tema em 2012.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

ricardo antonio ribeiro de carvalho

Os colunistas que vivem ganhando dinheiro do PT , dizem agora que é um ESCÁRNIO o que o DEM/SERRA cometeu. E ficaram em silencio, diante dos abusos do Lula/Dilma. Tudo em troca de uns trocados... que vergonha de jornalismo, em, senhor fernando rodrigues.


Abreu e Lima - Maio

29/05


2010

Garotinho pode derrubar sentença do TSE mas saí arranhado

 Mesmo que consiga suspender no Tribunal Superior Eleitoral a decisão da Justiça Eleitoral do Rio de torná-lo inelegível até 2011, por abuso do poder econômico na campanha de 2008, o pré-candidato ao governo do estado pelo PR, Anthony Garotinho, sairá do episódio enfraquecido. Essa é a opinião de cientistas políticos como Eurico Figueiredo, da UFF. Para ele, diante de uma candidatura sub judice, lideranças aliadas a Garotinho poderiam passar para o lado de adversários, de forma deliberada ou disfarçada, tendendo a favorecer o governador Sérgio Cabral (PMDB), que tenta a reeleição. A informação é do jornal O Globo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do Ipojuca

29/05


2010

Dilma culpa Serra pela dívida do País

 A pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, disse ontem que seu opositor, o tucano José Serra, foi o responsável pelo endividamento do país no governo FHC (1995-2002), informa a Folha de S.Paulo. Ela participou de evento de agricultura familiar em Chapecó (SC). Questionada pela rádio Super Corá sobre a dívida pública, Dilma defendeu que ''a economia do Brasil nunca esteve tão sólida''.

''Na época em que o meu oponente era ministro do Planejamento do Fernando Henrique, ele fez um altíssimo endividamento. Não fez superavit primário, fez deficit. Nós jamais fizemos.'' Sobre segurança, disse que, se policiais não são bem pagos e treinados, ''pode criar quantos ministérios quiser, não vai resultar na melhoria da segurança''. Serra já fez a promessa de criar um ministério para a área.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JARBASTA

Como andam as almas apenadas com a subida de Dilma nas pesquisas??? Com a pressão a 1.000. Cuidado com o AVC. Heheheh....

JARBASTA

FHC quebrou sim o Brasil e quebrou por duas vezes...

Davidson Sampaio Amaral

Joselanio, você achar que o governo Lula foi melhor do que o de FHC é até aceitável, afinal de contas, o país avançou em muitas áreas. Porém, não reconhecer a importância do governo anterior nesse processo e o que é pior, dizer que FHC quebrou o Brasil, aí já é demais, nem vc acredita nisso.

José Pereira da Silva

falar...

José Pereira da Silva

Quanto à dívida... Falou por fala... Olhando para DILMÃO, nota-se claramente que ela não tem “dado”



29/05


2010

Telebrás paga R$ 210 milhões a mais a amigo de ex-ministro

 Contrato confidencial obtido pela Folha prova, quatro anos depois, que a Telebrás pagou R$ 210 milhões a mais do que deveria numa ação de indenização movida por empresário amigo do ex-ministro das Comunicações Hélio Costa, pré-candidato ao governo de Minas Gerais, segundo o jornal Folha de S.Paulo. Ela e a Embratel eram rés na ação judicial e foram condenadas a pagar, cada uma, indenização de R$ 506 milhões à VT Um Produções e Empreendimentos, de Uajdi Menezes Moreira, amigo de Costa há mais de 30 anos. Os dois foram companheiros de trabalho na TV Globo. Em junho de 2006, a Telebrás firmou acordo extrajudicial com a empresa no valor de R$ 253,9 milhões para encerrar a discussão.

A estatal é vinculada ao Ministério das Comunicações, e Hélio Costa (PMDB) era o titular da pasta quando o acordo foi fechado. Já a Embratel, do grupo mexicano Telmex, encerrou a discussão um ano antes por um sexto do valor pactuado pela Telebrás: R$ 44 milhões. A Folha teve acesso com exclusividade ao documento assinado pela Embratel em 28 de fevereiro de 2005. O contrato foi mantido em sigilo, e nem o Ministério Público Federal teve acesso a ele. A diferença brutal de valores mostra que a Telebrás desembolsou muito mais do que deveria para encerrar a discussão judicial.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Pereira da Silva

Com a palavra Jabosta para fazer a defesa da quadrilha... Isso é coisa da oposição... Mídia golpista... Notícia requentada...

Volta Já

E agora porque voces da situação NADA COMENTAM? Este e outros "casos" de desmandos e favorecimentos é que deveriam ser comentados e APURADOS.....................mas é tudo da turminha "um por todos e todos por um". Acorda Brasil!

milton tenorio pinto junior

Essa turma do PT é craque em picaretagem.....


Banco de Alimentos

29/05


2010

Jarbas aponta Bruno Rodrigues para o Senado

 O deputado federal Bruno Rodrigues (PSDB) deve ser o candidato da frente jarbista para o Senado. Pelo menos foi o que defendeu hoje o senador Jarbas Vasconcelos (PDMB) durante almoço oferecido pelo deputado federal José Mendonça (DEM) na fazenda dele, no município de Belo Jardim, Agreste de Pernambuco. “A preferência é que o Senado fosse representado por alguém do PSDB, uma vez que já temos na vice a deputada Miriam Lacerda (DEM) e para a outra vaga do Senado Marco Maciel (DEM)”, disse o pré-candidato ao governo do estado.

O senador Sérgio Guerra disse concordar: “Jarbas está no tempo dele e o que ele decidir vou acatar”. O escolhido Bruno Rodrigues mostrou-se disposto: “Até agora não fui sondado, mas se for convocado para disputar o Senado vou aceitar o desafio”.

Cerca de 300 pessoas participaram da festa, abastecidos por uma suculenta feijoada e ao som de bolero. Além de Jarbas, Spergio Guerra, José Mendonça, Marco Maciel e Bruno Rodrigues, destacaram-se as presenças de Raul Henry (PMDB) e André de Paula (DEM).(Informações do portal pernambuco.com)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Pedro Araújo

Pronto, se elegeu dep. federal no pau do canto agora Sergio Guerra que não é nada besta e será candidato a federal também, por não ter mais bases para oferecer a Bruno Rodrigues, vai jogá-lo para as piranhas. Isso chama-se o nojo da política.

milton tenorio pinto junior

Ótima escolha...Bruno é um bom quadro....Jarbas sabe o que faz....

milton tenorio pinto junior

Jarbas sabe o que faz......Te cuida Dudu, só tá começando..Dudu vai ter muito trabalho.....Jarbas é a cara do povo......Dá-lhe Jarbas!!!

Francisco Rodrigues Sobral

Já vi casos,em que o candidato estava certo da sua vitória, e perdeu.Então não devemos subestimar ninguém. E joaquim Francisco, ´sabia que não chegava lá, correu, mais um que foi iludido.

guilherme alves

Mais um que vai ficar sem mandato, mas é jovem.


O Jornal do Poder

29/05


2010

Morales diz que EUA ''''descarregam sua raiva'''' contra Lula

 O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse que os Estados Unidos "tentam descarregar sua raiva" contra o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, por causa das divergências sobre como tratar a questão nuclear iraniana. Em entrevista coletiva, Morales tratou das recentes declarações da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, que contestou o acordo entre Brasil, Turquia e Irã.

"Por causa da soberba das autoridades dos Estados Unidos, esse país está sendo excluído e está se excluindo, e por isso tenta descarregar sua raiva contra Lula", afirmou o presidente boliviano. Para ele, os EUA "não têm autoridade moral para acusar ninguém, já que quem põe o mundo em perigo são aqueles que levam seus militares a acabar com nossos continentes, nossos países, são aqueles que instalam bases militares em outros países"

Morales disse ainda que "não é possível que exista esse tipo de ameaça ou chantagem, e não vamos permitir chantagens por parte dos Estados Unidos na Unasul (União de Nações Sul-americanas)".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Pereira da Silva

Nesta mesma entrevista um repórter perguntou... E o senhor Morales o que descarrega no Brasil? Eu descarrego toda minha produção de Cocaína.

ricardo antonio ribeiro de carvalho

E Morales descarrega a cocaína, no território brasileiro.

Ewerton Cabral

" Naõ vamos permitir chantagens dos EUA. " Vão fazer o quê ? Evo e Lula. com colares de folhas de coca, ficarão berrando na frente da Casa Branca ?

Ewerton Cabral

Dá para acreditar ? O líder da república cocaleira afirmando que os EUA estão sendo excluídos. A maldição de Montezuma está se confirmando (sobre a América podre (latina) ). E nós, brasileiros, contribuímos muito. Além da cavalgadura por oito anos, a ameaça da terrorista . Nois mereci |||

ANTONIO MOREIRA DO AMARAL

Muito bem Morales, falou bonito, esse não tem rabo de palha com o império ianque.



29/05


2010

Maia: É hora de parar de falar em Aécio como vice de Serra

 O presidente do partido Democratas, Rodrigo Maia (RJ), avisa: com o novo anúncio de Aécio Neves de que não aceita ser vice na chapa à Presidência da República, é hora de parar de falar no nome do ex-governador de Minas Gerais e começar a tratar seriamente do vice de José Serra. Ele diz que na segunda-feira irá procurar o presidente nacional do PSDB, Sergio Guerra (PE), e começar a discutir nomes.

“Tenho dito que, sem o Aécio, o nome deve ser do DEM. Mas é claro que essas coisas têm que ser conversadas. Nós estamos abertos a todas as hipóteses que sejam explicáveis. O fato concreto é que chegou a hora de tratar mesmo do assunto. Essa história de Aécio Neves, — por quem eu tenho grande amizade — estava tornando o vice mais importante do que o candidato.”

Aécio vai a Serra

O ex-governador Aécio Neves conversou anteontem longamente, por telefone, com o candidato José Serra.  Segundo o pessoal de Aécio, ficou esclarecido que ele sempre manteve a posição de ser candidato ao Senado, apesar das pressões.Os dois devem se encontar logo. Mas depois do fim de semana porque Aécio, como é de praxe, estará no Rio de Janeiro para compromissos particulares. Só volta a Minas na segunda-feira.(Do blog Poder Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Sr Ewerton, procure se informar melhor. Se as ideologias morreram, porque é que elas continuam a ser citadas e estudadas pelos pensadores políticos do mundo inteiro? Recomendo-lhe o livro Esquerda e Direita do pensador italiano Norberto Bobbio que teoriza muito bem que as ideologias não morreram.

ANTONIO MOREIRA DO AMARAL

Direita siginifica crescer para distribuir. Esquerda siginfica distribuir para crescer. Lula é esquerda.

ANTONIO MOREIRA DO AMARAL

Captei a vossa mensagem, Raimundo, Mão Santa para vice de Serra.

Fagner

Chama o chapolin colorado!!

Ewerton Cabral

Severino Isidoro. Quem tem que se modernizar é você. O conceito de esquerda e direita morreu , há vinte anos, com a queda do muro de Berlim. E na guerra ideológica , sinto dizer, a esquerda perdeu feio. O seu ídolo, Lula, só tem popularidade porque herdou e acatou a cartlha neoliberal .


Shopping Aragão

29/05


2010

No túnel do tempo

 

 

 

 

 

 

 

Na foto a recepção de Francisco Julião, na volta do exílio, em 1979. A imagem é do baú de José Carlos Oliveira. Se você tem uma foto histórica nos mande agora: magnomartinsf@gmail.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/05


2010

EUA desmente versão brasileira sobre carta de Obama a Lula

 O governo americano afirmou que o acordo costurado pelo Brasil e pela Turquia com o Irã é "inaceitável" e que a carta enviada pelo presidente Barack Obama ao presidente Lula não consistia de "instruções para negociação", informa o Jornal do Brasil. Contradizendo a versão do Itamaraty, Washington afirmou que o chanceler Celso Amorim "sabia perfeitamente" que o acordo de troca de combustível com o Irã, fechado no dia 17 de maio, não levaria os EUA a desistir das sanções contra Teerã. Na versão de Amorim, os americanos nunca disseram que rejeitariam qualquer acordo que não contivesse a garantia de que o Irã pararia de enriquecer urânio. Mas o governo americano disse que Amorim e Lula foram informados "inúmeras vezes" dessa condição. "É importante adotarmos uma resolução na ONU. O acordo não resolve as questões centrais", disse uma autoridade dos EUA.     

De cabeça baixa

Já o ministro Celso Amorim, acha “infantil” a ideia de estremecimento entre Brasil e EUA por causa do Irã. Mas deixa clara a irritação com a ação americana contra o acordo de Teerã. “Eles têm o poder de veto, mas não podem violentar a nossa consciência”, afirmou o ministro, para quem a subserviência em troca de um assento no Conselho de Segurança da ONU é inaceitável. O presidente Lula também reagiu à secretária Hillary Clinton: para ele, armas nucleares é que deixam o mundo inseguro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/05


2010

Brasil terá efeitos da crise europeia, diz presidente do BNDES

 O Brasil não passará ileso à crise europeia, que vai durar pelo menos dois anos, e sentirá o impacto especialmente nas exportações para o velho continente, responsável por quase um terço do comércio exterior do país, afirmou ontem o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, informa o jornal O Estado de Minas. Para Coutinho, a “crise na Europa é preocupante” e “já tem um efeito global”.

Na economia brasileira, avalia, o impacto será reduzido, já que o país convive atualmente com outro problema: o crescimento excessivo e o risco consequente de disparada da inflação. “O problema da economia brasileira não é o de crescer. É o de crescer demais”, disse Coutinho, que participou do Terceiro Fórum Brasil-União Europeia, no Rio. O presidente do BNDES disse que a preocupação atual do governo é a de “moderar o crescimento” por meio da alta de juros já em curso.

Sob esse prisma, diz, a crise europeia servirá para conter o crescimento da economia brasileira. E talvez possa impedir um aperto maior da política monetária. Isso porque, prevê, as exportações brasileiras para a Europa tendem a refluir. Tal cenário, porém, não é grave, já que a Ásia (especialmente a China) pode absorver o excedente de produtos destinados antes ao continente europeu, segundo o presidente do banco estatal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/05


2010

Convenção de Jarbas será em Caruaru

A convenção do candidato da oposição ao Governo de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos (PMDB), será realizada em Caruaru, numa homenagem ao Interior e à deputada Miriam Lacerda, escolhida candidata a vice. A data ainda está em aberto. Em conversa há pouco em Belo Jardim com Miriam e o ex-prefeito de Caruaru, Tony Gel, Jarbas bateu o martelo. "Ao escolher Caruaru nós estamos homenageando o Interior do Estado", disse o senador.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Rayann Santos

Não sei porque tantos ataques gratuitos dos eleitores do atual governador, qual o motivo de tanto nervosismo?

milton tenorio pinto junior

E lá vai ser outro SHOW do Senador bom de urna...

Alex Falcão

Vão levar lapada de Eduardo denovo...

Severino Isidoro Fernandes Guedes

... Infelizmente pra festa da barca furada jarbista e serrista ficar ainda mais completa só faltaram dois ilustres nomes do DEMO: Zé Roberto Arruda do DF e o playbozinho aprendiz de maluco Rodrigo Maia do RJ. Tutti buona gente claro. Por que não um dos dois para vice de Serra, o campeão da ética?

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Pernambuco é bem mais que o Sertão do Moxotó (se é que Jarbas Zé Estrada vai ter tantos votos assim por lá). As pesquisas que estão pra sair mostram que Eduardo está cada vez mais consolidado na dianteira e que JÁ ERA volta pro Senado pra encerrar a carreira com mais 4 anos de mandato...



29/05


2010

Mendonção reúne lideranças do Agreste com Jarbas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anfitrião do primeiro encontro do pré-candidato a governador de Pernambuco pela oposição, que está sendo realizado neste momento em Belo Jardim, o deputado federal José Mendonça Bezerra disse, há pouco, ao blog, que superou as expectativas em termos de presença de lideranças regionais.

''Eu convidei pouco mais de 100 lideranças, mas já estão presentes mais de trezentas'', disse Mendonção. Jarbas chegou às 11h30m ao local do encontro, na fazenda de Mendonção, acompanhado dos deputados Raul Henry e Terezinha Nunes, e do presidente do PMDB, Dorany Sampaio. Foi recepcionado pelo ex-governador Mendonça Filho e pelo prefeito de Belo Jardim, Marcos Coca-Cola. O senador Sérgio Guerra também está presente.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois, cumprimentou uma a uma das lideranças presentes, dentre elas o prefeito de Cumaru, Eduardo Tabosa (DEM); Aldo Mariano(PMDB), prefeito de São Bento do Una; Flávio Lima, prefeito de Toritama e Roberivan Melo, de Poção. O deputado Adelmo Duarte trouxe uma delegação de Lajedo.

Também presentes o ex-prefeito de Cupira, José Maria; ex-prefeito de Tacaimbó, Paulo Chaves; a ex-prefeita Maria Aparecida, de Passira; João Tenório, ex-prefeito de São Joaquim do Monte; Chico Sampaio, de Salgueiro; ex-deputado Augustinho Rufino; Carlos Batata, ex-deputado federal e Junhão Lins, de Sertânia. (Foto Júnior Finfa)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JOSÉ DO PATROCINIO GOMES DE OLIVEIRA

JARBASTA , NÃO VI AINDA SEU COMENTÁRIO SOBRE A POLÍTICA DE COMERCIO EXTERIOR DO LULA COM A BOLIVIA. IMPORTAÇÃO DE COCAINA. A POLICIA FEDERAL CONFIRMOU A TESE DO SERRA E AGORA?

JARBASTA

Heheheheh...que tese maluca

Volta Já

O tempo passa e eu continuo impressionado! Sempre que o Senador e futuro Governador Jarbas aparece neste blog, logo o mesmo se enche de comentários. Se vcs. não têm preocupação com Jarbas porque não ficam quietinhos? Vão cuidar de trabalhar que é melhor!

jose de anchieta

Tao lascados esses demos e cia.

JARBASTA

Usa o photoshop, converte essas fotos para preto e branco ou num tom sépia e dá para o Magno publicar no Túnel do Tempo. Todos do blog vão ter a certeza que se trata de uma foto antiga. kkkkkkk



29/05


2010

Rosane já dá por perdida briga na Justiça por bens de Collor

 Rosane Collor já dá como quase certa a derrota no julgamento do processo de partilha de bens contra Fernando Collor, previsto para junho. Mas se engana quem pensa que ela desistirá de brigar na Justiça pelo patrimônio do ex-marido. O que vai mudar é a estratégia. Seu novo advogado pretende entrar com outra ação alegando que a ex-primeira-dama colaborou para a projeção política de Collor. Em vez de pleitear a divisão total dos bens, como Rosane faz desde a separação, em 2005, pedirá uma cota de participação nas Organizações Arnon de Mello, que é legalmente a dona da maioria dos imóveis de Collor. A defesa de Rosane também está convencida de que é preciso tirar o caso da Justiça de Alagoas, onde o ex-presidente tem grande influência, e levá-lo para Brasília. (Radar - Veja - Lauro Jardim)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


29/05


2010

Brasil x Estados Unidos: "Fizemos a coisa certa", diz Amorim

 Em sintonia com o duro discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na abertura do III Fórum Mundial da Aliança de Civilizações da Organização das Naçõe Unidas , no Rio, em que Lula reafirmou que o Brasil manterá seus esforços pela paz no Oriente Médio, o chanceler Celso Amorim afirmou nesta sexta-feira ter certeza de que o acordo feito com o Irã, mediado por Brasil e Turquia, para troca de combustível nuclear era a coisa certa a fazer.

- Temos a certeza de que fizemos a coisa certa. Havia uma proposta de acordo para criar confiança na relação entre um certo número de países e o Irã - afirmou Amorim a jornalistas, acrescentando que ainda não teve a oportunidade de conversar com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, depois do episódio em que a chefe da diplomacia dos Estados Unidos afirmou que seu país e o Brasil têm sérias discordâncias em relação ao acordo com o Irã .

- Acho que tem muita gente decepcionada, porque (a política de diálogo) produziu resultados. A expectativa deles era que não se produzisse resultados, para ficar na mesma linha. Eles estão nervosos. Nós não estamos nervosos - afirmou o chanceler em entrevista coletiva no Fórum Mundial Aliança de Civilizações, no MAM. (De o Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

JARBASTA

Serra quer ser o queridinho da direita rica internacional e assim não lhe faltará financiamento. “Serra ou o caos”, essa frase foi dita na campanha de 2002 pelo megespeculador internacional George Soros impondo um medo ao Brasil de que o mundo rico o afundaria se Lula ganhasse a eleição.

JARBASTA

Mas será que essa direita reacionária dos países ricos têm votos por aqui???? O pleito de outubro de 2010 dirá.

JARBASTA

Serra ataca a Bolívia, o Mercosul, à Venezuela e tb o Irã, não por convicção; sim para agradar aos países ricos, principalmente aos ianques, já que estão muito incomodados com o destaque do gov. brasileiro no cenário internacional. Assim Serra espera o apoio da direita reacionária dos países ricos.

roberto lima

Só com o Irã forte, os judeus acabarão com a humilhação e maus tratos que impõem aos palestinos.

roberto lima

Qualquer que fosse o compromisso do Irã, jamais os estados unidos concordariam.. O mesmo aconteceu no Iraque. Os estados unidos é dominado pelos judeus (teve até um ministro judeu que mal falava ingles -Kissinger) e querem a qualquer custo "acabar" com o Irã



29/05


2010

Serra, Aécio e a anticampanha

 A campanha de Serra, a propósito, tem sido estranha. Baseia suas esperanças na possível, mas pouco provável, candidatura de Aécio Neves a vice; dá às pesquisas um papel que definitivamente não têm, de geradoras de voto. E como garantir que Serra voltará a liderar com folga depois que puser no ar seus primeiros programas de TV? As coisas não são assim: se Serra subir depois da TV, o impacto será menor, pois já anunciado; se não subir, a decepção será muito maior. E liderar pesquisas, ainda mais antes do horário gratuito, não significa vencer. Maluf liderou muitas vezes e muitas vezes foi derrotado na reta final.

Quanto a Aécio, ninguém vota num candidato por causa do vice. Fernando Henrique venceu com Marco Maciel de vice. Como ensinava Jô Soares, vice não serve nem para nome de rua. Se a entrada de Aécio é tão essencial para a vitória, isso significa que Aécio é que tem os votos. E o candidato deveria ser ele. (Coluna Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

O que o eleitor usa para decidir sua escolha não é o GUIA ELEITORAL e sim a resposta da pergunta: "Vivi melhor com fhc (psdb) ou com lula (pt)? " Será que para a maioria há alguma dúvida?

Emanuel Fernandes

O DESESPERO ESTÁ BATENDO À PORTA DOS TUCANALHAS, NEM PRA VICE ENCONTRAM CANDIDATOS !

JARBASTA

Serra, um candidato sem nexo e sem anexo (vice).



29/05


2010

Aliados de Serra aprovam seu tom mais agressivo

 Aliados do pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, apoiaram a decisão do tucano de subir o tom das críticas contra o governo federal. Com cuidado para não se contrapor diretamente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Serra aproveitou a última semana para investir no confronto direto com a candidata governista, a ex-ministra Dilma Rousseff (PT). Falou do loteamento de cargos na administração pública, do troca-troca com o Legislativo e ainda acusou o governo federal de não cobrar da Bolívia um combate efetivo ao tráfico de drogas.

O presidente do PPS, Roberto Freire, avaliou de forma positiva a atitude de Serra. "Ele precisa se diferenciar. Eu acho até que ele já vinha fazendo essas críticas”, afirmou. Para Freire, a tendência é de que as críticas ao governo federal aumentem ao longo da disputa eleitoral. “Eu ainda acho que vai haver uma profunda diferenciação entre os candidatos”, completou.

Como Roberto Freire, o presidente do PSDB, Sérgio Guerra, apoia o tom mais crítico de Serra em relação ao governo Lula. “Isso tem de acontecer naturalmente. Nosso candidato vai se diferenciar cada vez mais. Vai mostrar que é melhor do que e que há coisas erradas no atual governo também”, afirmou. No inicio da semana, Serra foi questionado publicamente sobre sua postura mais agressiva na campanha. Ele negou que tenha subido de tom. Disse que sempre fez críticas ao governo.

Em 2006, o então candidato tucano à Presidência da República, Geraldo Alckmin, não atacou Lula durante a maior parte da campanha e foi muito criticado por aliados por conta disso. Já no segundo turno, no fim da sua campanha, Alckmin resolveu ir para o confronto direto. Em um dos debates, Lula chegou a ironizá-lo dizendo que parecia outra pessoa.

O cientista político David Fleisher, da Universidade de Brasília, avalia que estratégias de confronto como esta costumam não produzir resultados muito efetivos. “Serra, por enquanto, fez críticas pela tangente, sem atingir diretamente Lula”, disse. “Duvido do efeito. O eleitor médio nem sabe o que acontece na Bolívia”, completou.(Informações do site Último Segundo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Oráculo de Delfos

Severino, severo no nome e relapso com a realidade: "no silêncio a gente fala naquilo que cala". Deixei de comentar não pelos discursos da oposição, mas pelo nível dos defensores do governo, inclusive o seu. Delírio puro. É de dar dó! Com aliteração e tudo! O Oráculo à espera de alguém à altura.

ricardo antonio ribeiro de carvalho

E os petistas vivem gritando : viva a cocaína boliviana.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Os discursos de Serra e Jarbas foram tão pífios e fora da realidade, que até os mais entusiastas defendores da aliança PSDB-DEMO se aventuraram a fazer qualquer tipo de comentário aqui no blog. Até eles se decepcionaram com o tom vazio do discurso de seus candidatos. A derrota é mais que provável.

JARBASTA

Vem a Pernambuco e diz que vai fazer um outro hospital quando se sabe que Eduardo vai concluir o terceiro. O codinome de Serra é atraso e o retrocesso o permeia por inteiro... O demotucanato, se ganhasse o mando no Brasil, o faria perder definitivamente o bonde da história. PSDB NUNCA MAIS!!!!!!

JARBASTA

Serra é o representante muito apropriado de uma proposta ultrapassada e de uma direita reacionária, tem uma visão de mundo caduca, defende valores arcaicos e idéias ultrapassadas. Ataca o Mercosul, rotula o governo boliviano de traficante, diz que vai ser presidente da SUDENE por seis meses...



29/05


2010

Jarbas se esforça mas PSDB continua fora da chapa

 O esforço de Jarbas Vasconcelos (PMDB) para disputar o governo de Pernambuco e alavancar o nome de José Serra (PSDB) no Estado não está surtindo um efeito recíproco. O peemedebista, que chegou a condicionar sua candidatura à entrada de Sérgio Guerra (PSDB) no processo como candidato à reeleição, vê uma debandada dos tucanos do seu palanque.

Apenas o DEM-PE disponibilizou nomes para composição da chapa majoritária até agora. Jarbas Vasconcelos anunciou, nesta sexta-feira (28), a deputada estadual Miriam Lacerda (DEM) na vice. Já o senador e pré-candidato à reeleição, Marco Maciel (DEM) foi referendado antes mesmo de o peemedebista decidir entrar na disputa.

Restaria ao PSDB indicar a segunda vaga ao Senado. No entanto, os tucanos e deputados federais Bruno Araújo e Bruno Rodrigues, cotados para compor a chapa, preferem trilhar o caminho da reeleição. Ou seja, até o momento o esforço de Jarbas Vasconcelos não obteve a retribuição do PSDB.

A entrada do PSDB na composição da chapa pode ser algo fundamental para o próprio José Serra em Pernambuco. Se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) entender que a imagem dos candidatos à Presidência só poderá ser utilizada se houver candidatos do mesmo partido nas majoritárias estaduais, sem um tucano, Jarbas Vasconcelos seria obrigado a omitir Serra da propaganda de rádio e TV.(Informações do portal Terra - Ed Ruas)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

..Nem ouvi Severino....Meus ouvidos estavam voltados ao futuro Governador de Pe. Jarbas Vasconcelos..

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Se o show meu caro Milton se limitou aquele pífio discurso de Jarbas e de Serra, me desculpe, mas a oposição precisará de muita coisa para não perder de goleada e de forma acachapante aqui no estado. A propósito, gostou do discurso como sempre vazio do Marco Zero meu caro Milton?

milton tenorio pinto junior

Jarbasta, Gilberto Carvalho , Batista e Emanuel perderam o SHOW do Ano no Chevrolet Hall....Jarbas deu um SHOW de competencia....Casa lotada e todos atentos ao belo discurso que o Senador deu.....SHOW! SHOW!

JARBASTA

E quem tá doido de entrar nessa canoa furada????

Emanuel Fernandes

JARBAS-BESTA, TU ENTROU NUMA CANOA TOTALMENTE FURADA !



29/05


2010

Dilma diz que Serra quando ministro de FHC só gerou deficit

 A candidata do PT à Presidência da República Dilma Roussef atacou a capacidade administrativa de seu adversário José Serra (PSDB). Ao defender o nível de endividamento público do Brasil, de 42,9% do PIB (Produto Interno Bruto), lembrou que o governo Lula sempre acumulou superávit primário. E disse que Serra, quando foi ministro do Planejamento no governo Fernando Henrique Cardoso, gerou déficit.

- Na época em que meu oponente, ou o que será talvez meu oponente, era ministro do Planejamento do governo Fernando Henrique Cardoso, ele fez um altíssimo endividamento. Não fez superávit, fez déficit. Nós jamais fizemos déficit.

Dilma voltou a criticar as afirmações de seu adversário , José Serra (PSDB) sobre a suposta omissão do governo da Bolívia no combate ao narcotráfico.

- O aspecto que eu chamo a atenção para que haja prudência, porque estadista não faz isso, é incriminar um governo. Isso é uma coisa diferente de dizer que da Bolívia vem droga. Dizer que da Bolívia vem droga é uma coisa, dizer que a responsabilidade é do governo é outra diferente - disse Dilma. - Eu acho por bem não atribuir, sem informações e provas, responsabilidade ao governo boliviano. Muito imprudente. Não é papel de estadista fazer isso. (Informações de O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

CIENTISTA POLÍTICO

essa dilma deveria pintar os pes de branco e botar uma melancia na cabeça fazia mais graça

Pedro Batista Filho

Pôxa, como é profundo o comentário desse Sr. Ricardo. É capaz deles ganharem a eleição c esse discurso. faz-me rir.

ricardo antonio ribeiro de carvalho

E ela com o Lula tá gerando uma invasão da cocaína boliviana, no Brasil.



29/05


2010

O pé que congela a bola

 Tudo bem, não vamos levar a sério as maldades que fazem com a temperatura dos pés do presidente Lula. É certo que ele visitou o vestiário do Corinthians que, em seguida, perdeu para o Flamengo; é certo que, depois de ir ao palácio, Gustavo Kuerten nunca mais venceu um torneio; é certo que, após visitá-lo, Popó perdeu o título de campeão mundial dos leves e sua carreira definhou. Diego Hypólito, favoritíssimo em Pequim, encontrou-se com o presidente antes da viagem. Nas Olimpíadas, caiu sentado no chão e nada ganhou. Mas o problema da visita da Seleção ao presidente Lula não é a sorte ou o azar: é que a mistura entre política e futebol nunca deu certo. Homenagens de governantes a campeões ainda vá lá; mas as tentativas de capitalizar o ovo ainda não botado nunca dão certo.

O grande exemplo foi a Copa de 1950. A Seleção estava concentrada no Joá, longe das aglomerações; foi transferida para o estádio de São Januário, onde todos os políticos do país puderam visitá-la. O prefeito do Rio saudou a Seleção pela vitória antes do jogo contra o Uruguai. Afinal de contas, o empate bastava para o Brasil. O Brasil marcou primeiro. E o Uruguai virou e ganhou a Copa.

Em 1954, na Suíça, a preleção aos jogadores envolveu até a necessidade de vingar os mortos de Pistóia - se bem que os brasileiros enterrados no cemitério italiano tenham morrido no combate contra nazistas e fascistas, sem nada a ver com a Suíça (nem com a Hungria, que eliminou o Brasil). Quem disputa uma Copa tem de sentir-se leve, livre, feliz, focado na disputa. A política só atrapalha.

(Coluna Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Josemar Rabêlo

OLHA, VOU PARAR POR AQUI, PORQUE SE FOR ENUMERAR AS CONQUISTAS DE LULA, SEIS MESES DE ESPAÇO, NOS COMENTÁRISSO DESTE BLOG, AINDA É POUCO! MAGNO, PAULO ROBISBESTEIRA E JARABISTAS DERROTADOS, ESPEREM 2014, TALVÉS VCS TENHAM ALGUMA CHANCE!

Josemar Rabêlo

DEPOIS QUE O PÉ-FRIO LULA ASSUMIU; OPOSIÇÃO NÃO SABE O QUE FAZ, AO VER OS ÍNDICES DE APROVAÇÃO DE LULA, EM FINAL DE SEGUNDO MANDATO, E AGORA, APELA, NAS BACIAS DA ALMA, PARA AÉCIO SER VICE. Ô COISA PERDIDA! É DILMA, É 13, É POBRFTE TENDO VEZ E VOZ

Josemar Rabêlo

Depois que O PÉ FRIO LULA ASSUMIU: DÓLAR BIAXOU! SALÁRIO MÍNIMO SUBIU! ÍNDICE DE DESEMPREGO CAIU! EMPREGOS COM CARTEIRA ASSINADA SUBIU, AS MILHÕES!,DÍVIDA EXTERNA? PAGOU! POBRE TEM O QUE COMER DIARIAMENTE! RISCO BRSIL REDUZIU EM MAIS DE 1000%

Severino Isidoro Fernandes Guedes

... (o Cine Teatro Polyteama) e o Sistema D''Água do Gambá. Afora as obras em andamento, como a Ponte Sérgio Loretto (praticamente concluída) e as obras que terão início já neste mês (as reivindicadas estradas de Tejucupapo e Atapuz), isto sim é que é show que as urnas só confirmarão.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

... Eduardo: 1 escola técnica (cujo nome homenageia um grande amigo e líder socialista deste município recentemente falecido - Aderico Alves de Vasconcelos, reconhecido como uma das maiores reservas morais daqui); 1 estrada (a da Praia de Catuama) e 1 espaço de cultura e lazer...