FMO janeiro 2020

18/10


2019

No túnel do tempo

A imagem é do baú de recordações do ex-senador Roberto Freire, então líder do Governo Itamar Franco. Na imagem, Itamar ladeado pelos seus dois líderes- Pedro Simom no Senado e Roberto Freire na Câmara. Se você tem uma foto histórica nos seus arquivos, envie para o meu WhatsApp (81) 9.8222-4888 ou no e-mail: magnomartinsf@gmail.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Detra maio 2020 CRLV

Confira os últimos posts



27/05


2020

Danilo articula Frente em Defesa da Liberdade de Imprensa

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) anunciou a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade de Imprensa no Congresso Nacional. O colegiado, de caráter suprapartidário, contará com a participação de deputados e senadores e terá como objetivo atuar para garantir a livre manifestação de pensamento, o livre exercício do jornalismo, o livre acesso à informação, bem como a plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social.

“Nossa Constituição estabelece como um dos pilares do regime democrático a liberdade de imprensa. Então, diante da escalada do autoritarismo, precisamos estar vigilantes e atuar para assegurar o cumprimento dos preceitos constitucionais”, destaca Danilo Cabral. Para o deputado, é a imprensa livre que garante o acesso à informação, com diversidade de vozes, e não pode ser alvo de censura ou patrulhamento de nenhuma forma. “Enquanto pilar de sustentação da democracia, é papel da imprensa manter uma postura crítica e independente”, acrescenta.

Danilo Cabral ressalta que, com a disseminação em massa das notícias falsas, a imprensa deve ter um protagonismo maior e sua autonomia preservada. Segundo ele, é preciso combater a divulgação das fake news, que buscam alcançar objetivos políticos e econômicos, algo possível apenas com a imprensa livre. O deputado cita a participação do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre Moraes no seminário da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), realizado hoje (27). "A liberdade de imprensa não é construída por robôs, quem são construídas por robôs são as fakes news", disse o ministro no evento.

O parlamentar também critica o discurso hostil do presidente Jair Bolsonaro contra a imprensa. “O péssimo exemplo que ele dá, as agressões que têm desferido à imprensa induzem seus apoiadores a agredirem jornalistas por todo o país e em todos os ambientes de cobertura”, diz Danilo Cabral. De acordo com dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o presidente promoveu 295 ataques à imprensa desde que assumiu o cargo, em 2019, até abril deste ano. São desde tentativas de descredibilização da imprensa até agressões diretas a jornalistas.

O Brasil figura entre os países do mundo que mais viola a liberdade de expressão, segundo dados do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). A coordenadora da entidade, Renata Mielli, lamenta a institucionalização dessa violação, na medida em o presidente da República e órgãos de estado estabelecem a perseguição a jornalistas, veículos de comunicação e a comunicadores em geral.

“Essas violações à liberdade de expressão e de imprensa, que têm a clara tentativa de calar as vozes dissonantes, de criar um obstáculo ao livre fluxo de informações, ao debate público na sociedade para que as pessoas possam ter todos os elementos a se informarem dos acontecimentos em curso no nosso país, é muito  grave. Essa Frente vem num ótimo momento, pois nós precisamos envolver um campo amplo e pluripartidário para defender a liberdade de expressão, porque sem ela não há democracia possível”, afirmou.

A Frente em Defesa da Liberdade de Imprensa, segundo Danilo Cabral, atuará na articulação e na mobilização dentro do Congresso Nacional na defesa institucional da liberdade de imprensa e de interlocução com as entidades representativas e, sobretudo, com a sociedade. Promoverá debates, simpósios, seminários e outros eventos pertinentes à liberdade de imprensa e o intercâmbio com parlamentos de outros países, assim como organizações da sociedade civil e do meio empresarial.

“Também queremos procurar o aperfeiçoamento da legislação referente à garantia da liberdade de imprensa e apoiar as instituições interessadas na defesa da liberdade de imprensa, do livre pensamento e da democracia”, diz Danilo Cabral. O estatuto da Frente foi protocolado, na Câmara dos Deputados, juntamente com o requerimento para sua criação nesta quarta-feira (27).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Abreu e Lima - Maio

27/05


2020

Um novo caminho para o Recife

Por Antonio Coelho*

É evidente que o recifense está cansado da política cosmética imposta pelo PSB e aliados, levando sua cidade ao declínio social, econômico e cultural. A nossa capital está refém de um discurso de confronto e ressentimento com o governo federal, que causa retrocesso e a aprisiona em um emaranhado de problemas que a fórmula já desgastada dos socialistas é incapaz de resolver. Após amargurar 20 anos de relativa estagnação sob gestões de esquerda, Recife quer mudar!

O Recife parou no tempo, deixou de ousar. Sofre com a insegurança e o desemprego da sua população, com o abandono da saúde e a questionável qualidade da educação. O IPTU está entre os mais caros do país. A cidade ainda é refém de um transporte público ineficiente e ostenta um dos piores trânsitos do Brasil enquanto a “indústria da multa” bate recordes de arrecadação. Recurso, esse, que não retorna à população através de investimentos em infraestrutura e em mobilidade- claras deficiências da cidade. O Recife não testemunha obras grandes há muitos anos.

A falta de ousadia da gestão segue ferindo de morte o orgulho recifense. Mais da metade da população permanece sem esgotamento sanitário adequado e o abastecimento de água é precário em diversas comunidades, como Ibura e Dois Unidos. Sobram promessas não cumpridas ou pela metade, como as obras do Geraldão e do Teatro do Parque, ambos em reforma desde 2013. A construção de UPA’s também não saiu do papel.

A gestão socialista abandonou o Recife; a cidade está largada. Embora seja uma cidade turística, a negligência com os principais cartões-postais está escancarada diante do vandalismo e da pichação no Parque das Esculturas, no Recife Antigo; com a depredação das estátuas do Circuito da Poesia; com o abandono de quiosques e áreas de lazer na orla de Boa Viagem. E o que dizer do Centro do Recife? Igualmente esquecido, vê a sua arquitetura histórica tornar-se abrigo para moradores de rua e palco para o tráfico de drogas.

Enquanto as divergências servirem de desculpa para a incapacidade de gestão e a falta de diálogo, continuaremos a assistir outras capitais, como Salvador (BA) e Fortaleza (CE), avançarem em obras e políticas públicas, pois, seus gestores foram capazes de manter a interlocução e estabelecer parcerias com o governo federal, colocando o interesse da população acima das paixões políticas. Agora, assistimos a tudo de longe, não disputamos mais, viramos o primo pobre quando estávamos acostumados com a vanguarda do progresso. É de um crescimento econômico robusto, alavancado pelos programas federais de obras e transferência de renda, que estamos saudosos.

A eleição de 2020 representa a oportunidade de um novo ciclo político para o Recife. Nossa capital poderá liderar a adesão de todo Pernambuco ao novo momento que o Brasil vive. O pleito municipal é a chance de um novo tempo para o Recife, com um modelo de governar e de fazer política sem o fígado. Mas com responsabilidade. O Democratas tem o quadro mais qualificado para atender ao anseio íntimo de muitos recifenses: o desejo de uma mudança definitiva e segura.

Mendonça Filho nos oferece esse novo olhar sobre a cidade. Com a experiência de quem já foi governador do estado e ministro da Educação, ele reúne espírito público, habilidade política e capacidade de gestão para enfrentar os desafios que ora se apresentam. Crucialmente, Mendonça tem a coragem de apontar um novo caminho de desenvolvimento! Se votar é um ato de esperança, brevemente o povo recifense poderá expressar seu sonho de um Pernambuco mais forte, começando por um Recife mais pujante.

*Deputado estadual pelo DEM


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura do Ipojuca

27/05


2020

TCE suspende licitações presenciais em Machados

Uma Medida Cautelar (Processo TC nº 2053333-0) expedida monocraticamente pelo conselheiro Valdecir Pascoal, na última sexta-feira, determinou a suspensão de três licitações do município de Machados.

A decisão levou em conta uma solicitação da equipe técnica da Inspetoria de Surubim, que realizou auditoria no município após constatar irregularidades nos certames, e a proximidade da data de abertura das propostas, marcada para o dia 25 de maio. Valdecir Pascoal é relator das contas do município em 2020.

Um dos processos licitatórios diz respeito ao Pregão Presencial nº 003/2020 para aquisição de um veículo utilitário pequeno (0 Km), tipo furgoneta, ano e modelo 2020, adaptado para ambulância, para o transporte de pacientes do Hospital Edison Álvares, avaliado em R$ 85.045,00.

Outra licitação questionada foi o Pregão Presencial nº 004/2020, sob responsabilidade do Fundo Municipal de Saúde de Machados, voltada para o fornecimento de material de raios-x para o mesmo hospital, e de insumo e instrumentais odontológicos para as Unidades de Saúde da Família. A contratação, cujo valor estimado era de R$ 376.552,53, previa ainda a aquisição de materiais para epidemiologia e de equipamentos e materiais laboratoriais para atender às duas instituições de saúde.

O terceiro Pregão Presencial (nº 005/2020), também do FMS e estimado em R$ 38.321,75, serviria para a aquisição e instalação de equipamentos completos destinados ao abate de bovinos, suínos, ovinos e caprinos no município. A licitação incluía em seu objeto o treinamento de pessoal para o matadouro local, solicitado pela Secretaria Municipal de Agricultura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

As cidades irmãs Tabira e Tavira

Por Pedro Pires*

Tabira, ao contrário do que ensinam nas escolas, que teria assim sido denominada pelo então secretário Mário Melo, com um nome indígena (o índio Tabira), que nomeou outras cidades dos arredores, também com nomes indígenas, é possível que seja nome árabe igualmente Tavira no Algarve (e aí o V se pronuncia B).

Essa é a versão do historiador e professor português Adérito Vaz, pesquisador desse topônimo. Esse historiador em suas pesquisas enviou carta à Prefeitura de Tabira, querendo informações sobre a cidade. O então prefeito à época, Rosalvo Sampaio Brito, enviou o livro Tabira e sua gente, da professora Nevinha Pires. A partir daí, o tavirense e a tabirense passaram a trocar informações sobre suas cidades, através de cartas, o que resultou numa rica amizade à distância.

A professora enviou livros e poesias de tabirenses, incluindo o grande Dedé Monteiro, entre outros. Para o professor Adérito Vaz, não há dúvida da origem árabe do nome Tabira (te lembras do edifício Tabira e da Tabira Filmes, aqui em Recife, de portugueses?) O entusiasmo desse português com o livro Tabira e sua gente, e com uma já idosa senhora, apaixonada pela sua cidade e seu povo, foi tanto que ele resolveu encaminhar à Câmara do Algarve uma homenagem à Tabira na medieval cidade de Tavira.

E assim foi denominada uma pequena praça de Largo Tabira de Pernambuco. Após isso, a escritora Nevinha Pires conseguiu que os vereadores de Tabira aprovassem uma homenagem semelhante, mas até hoje nunca foi realizada essa ação por nenhum prefeito, e já se passaram muitos anos. Por conta da idade e limitações, Nevinha Pires não pode conhecer Tavira e a homenagem.

Mas eu, filho dela, com minha esposa e alguns familiares, estivemos lá. Fomos recebidos gentilmente pelo professor Adérito, assim como o médico Jozete Amaral, então prefeito, a professora e poetisa Dulce Lima e mais,  recentemente, o poeta e cantor Paulo Matricó, que se apresentou em praça pública após contato nosso com o professor Adérito Vaz, que viabilizou a apresentação de Matricó além mar!

À época, saiu uma matéria na revista Movimento. Tenho alguns registros de mais essa história de Tabira. Infelizmente, minha mãe Nevinha Pires faleceu sem ver Tabira retribuir tamanha gentileza.

*Médico, tabirense com orgulho


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Banco de Alimentos

27/05


2020

Minha homenagem a Tabira no Frente a Frente


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Serra Talhada

27/05


2020

Pandemia e a economia em pauta no Ponto a Ponto

Muitas incertezas no âmbito da economia do país. E no programa Ponto a Ponto de hoje, a jornalista Mônica Bergamo e o cientista político Antonio Lavareda vão conversar com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, sobre pandemia e a economia. O semanal vai ao ar às 21h30 pela BandNews.

Pesquisa da XP Investimentos-Ipespe, realizada entre os dias 16 e 18 de maio, perguntou ao brasileiro sobre o caminho da economia no momento. Para 57%, o país segue na direção errada. Enquanto para 28%, o Brasil está no caminho certo.

Questionados pelo Instituto Ipsos, em pesquisa global em 16 países, feita entre 7 a 10 de maio, se está confortável ou não em voltar ao local de trabalho nas próximas semanas, a população da Coreia do Sul, com 82%, respondeu que sim. Na Itália, o percentual que torcem pelo retorno foi de 54%. No Brasil, apenas 32% dos entrevistados responderam positivamente.

Já sobre a maior preocupação em relação ao coronavírus, 55% dos brasileiros afirmaram ser o risco de se contaminar ou contaminar alguém da sua família. Outros 23% disseram ser a crise econômica que atinge o país e a população. Foi o que mostrou a XP Investimentos-Ipespe.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

O Jornal do Poder

27/05


2020

Barroso deve pautar ação que pede cassação de Bolsonaro

Por Isadora Peron – Valor Econômico

O novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que deve pautar, nas próximas semanas, ações que pedem a cassação dos mandatos do presidente Jair Bolsonaro e do vice, Hamilton Mourão.

“Hoje [terça-feira] terei uma reunião com os ministros, uma reunião preparatória, mas a regra geral é seguirmos a ordem cronológica dos pedidos de liberação pelos relatores. Uma que já teve início, por um pedido de vista do ministro Luiz Edson Fachin, provavelmente nas próximas semanas, uma, duas, três [semanas], essa ação deve estar voltando”, disse durante entrevista coletiva realizada por videoconferência.

Duas ações, que foram apresentadas pelos então candidatos à Presidência Guilherme Boulos e Marina Silva, estavam com Fachin e foram liberadas para a pauta. Os processos tratam do grupo, criado no Facebook, “Mulheres Unidas contra Bolsonaro”, que sofreu um ataque hacker na época da eleição e passou a se chamar “Mulheres com Bolsonaro #17”.

Barroso disse ainda que “uma outra, que o ministro relator já pediu pauta, em poucas semanas vai ser julgado”. O caso é relatado pelo ministro Og Fernandes. “O TSE tem uma tradição de correção, de imparcialidade, aqui ninguém é perseguido nem protegido, a gente faz o que é certo”, disse.

Barroso também afirmou ver “sem simpatia” as recentes manifestações de militares da reserva contra integrantes do STF. O ministro, porém, disse que a cúpula das Forças Armadas tem adotado uma postura adequada diante dos atritos entre os Poderes.

“Vejo também sem simpatia quando começa a surgir nota de clubes militares, de militares na reserva. As Forças Armadas não podem se juntar ao varejo da política”, disse.

No fim de semana, um grupo de 90 oficiais da reserva do Exército divulgou uma nota de apoio ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, com ataques ao Supremo, à imprensa e falando em "guerra civil".

O texto foi divulgado após Heleno criticar um despacho do decano Celso de Mello, que enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedidos para apreender o celular do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o chefe do GSI, isso poderia trazer "consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional".

Segundo Barroso, quando houve uma manifestação na porta do QG das Forças Armadas, em que se pedia intervenção militar e o fechamento do Congresso e do STF, ele ficou “em alerta”. Ele afirmou que, “embora tenha acendido aqui e ali uma luz amarela”, as autoridades das Forças Armadas têm se portado adequadamente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Shopping Aragão

27/05


2020

“Feitosa tem necessidade de aparecer”, diz Isaltino

“É lamentável o papel que o deputado estadual Alberto Feitosa cumpre na defesa das teses infundadas do presidente Jair Bolsonaro. A última do parlamentar, que se coloca como prefeiturável no Recife, demonstra toda sua falta de humanidade e incorrigível necessidade de aparecer”, afirmou o líder do governo na Alepe, deputado Isaltino Nascimento (PSB).

Segundo Isaltino, ingressar na Justiça para cobrar contraprova de um exame e o suposto receituário de alguém diagnosticado com a Covid-19 beira a insanidade. “O governador Paulo Câmara tem atuado de forma exemplar no combate ao novo coronavírus no estado, sempre colocando a vida da nossa população em primeiro lugar. A divulgação do seu teste positivo para doença só reforça a sua transparência e o seu compromisso com a verdade dos fatos”, disse.

“Algo falta no ‘campo bolsomion’, que se alimenta de ódio e intrigas. Ao contrário do que tenta promover Feitosa, o Brasil e Pernambuco precisam de unidade e trabalho em conjunto. Desse caminho, não vamos nos desviar”, concluiu Isaltino.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Médico defende cloroquina: Covid não é bicho-papão

Médico e violonista clássico, sócio fundador e idealizador da empresa BioLogicus, especialista em pesquisa em probióticos, o pernambucano Djalma Marques assume com coragem a sua opinião favorável à prescrição da hidroxicloroquina no combate à Covid-19. E ao longo do vídeo afirma que a doença que já matou milhares de pessoas no mundo inteiro não é bicho-papão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Projeto regulamenta cooperação de governos

Agência Câmara

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 114/20 regulamenta a cooperação entre a União e os entes federativos (estados, Distrito Federal e municípios) no combate a epidemias declaradas como Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin). O texto tramita na Câmara dos Deputados.

A proposta é de autoria do deputado Wolney Queiroz (PDT-PE). Segundo ele, a pandemia da Covid-19 evidenciou a falta de regulamentação clara sobre o papel de cada esfera administrativa (federal, estadual e municipal) na definição e execução das ações. O projeto visa resolver essa situação, estabelecendo objetivos comuns e específicos para os governos.

Entre os objetivos comuns estão a proteção da vida e o cuidado da saúde pública, especialmente com relação à vigilância e ao controle sanitários e epidemiológicos em situação declarada como emergência em saúde pública. Os governos também deverão assegurar a uniformidade da política de saúde pública para o enfrentamento da Espin, respeitadas as peculiaridades regionais e locais.

A cooperação entre os governos se dará por meio da Comissão de Enfrentamento a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Cespin), foro consultivo prévio e obrigatório para tomada de decisões. A comissão, por exemplo, terá que ser ouvida antes da definição dos serviços e atividades considerados essenciais.

STF e Ministério Público

O colegiado será formado pelo ministro da Saúde e representantes dos secretários estaduais e municipais. Queiroz incluiu ainda no Cespin dois parlamentares do Congresso Nacional, um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e um procurador da República, escolhido entre seus pares.

O texto em análise na Câmara estabelece o papel de cada ente durante a Espin. Por exemplo, a União se encarregará de fixar diretrizes para o enfrentamento de situação epidemiológica, além de planejar e monitorar as medidas a serem empregadas pelos entes federativos. Também manterá os dados públicos sobre a evolução da doença.

Caberá aos demais entes adotar as medidas práticas, como decretar isolamento, quarentena até o lockdown (confinamento). Todos os entes da federação poderão determinar a realização compulsória de exames, requisitar bens e serviços e definir os serviços públicos e atividades essenciais.

O projeto deixa claro que todas as ações serão determinadas com base em evidências científicas, devendo ser limitadas, no tempo e no espaço, ao enfrentamento da situação de emergência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Fundaj investiga municípios não contaminados pela Covid

Isolamento geográfico e menor densidade populacional são fatores importantes no controle da expansão do novo coronavírus. Após mais de dois meses da pandemia em Pernambuco, pesquisadores do Centro Integrado de Estudos Georreferenciados para a Pesquisa Social (Cieg) da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) mapearam e realizaram rápida pesquisa junto aos 20 municípios que ainda não apresentam casos confirmados da Covid-19. Como objetivo, eles buscaram identificar as causas desse sucesso no combate à doença no estado.

“Como mostra o Painel Analítico da Fundaj sobre a Covid-19 em Pernambuco, em 26 de maio, a pandemia está presente em 165 dos 185 municípios do estado. A partir da constatação desse rápido avanço, fizemos um mapa e analisamos os municípios que ainda não se contaminaram. Para isso, coletamos os dados junto aos sites das prefeituras desses municípios e nos Informes Epidemiológicos da Secretaria de Saúde do estado, tomando o período de 21 a 23 de maio como base da pesquisa”, afirmou o pesquisador do Cieg da Fundaj e coordenador responsável pelo Painel, Neison Freire.

Analisando inicialmente o mapa desses municípios sem Covid-19, observa-se que a primeira possível causa desse atraso na contaminação pode estar relacionado ao fato de que a maioria não está conectada ou próxima a alguma rodovia federal de grande tráfego. “Existe exceção no caso de Belém do São Francisco (BR-316) e Exu (BR-122). Porém, em ambos, há pouco fluxo de veículos se comparados, por exemplo, a BR-101 ou BR-232”, pontuou Neison.

Ao considerar a população dos municípios sem contaminação, constatou-se também que a maioria é de pequeno porte. Cerca de 80% desses municípios estão abaixo de 20 mil habitantes. Nesse grupo, a cidade de Ingazeira é a menor, com 4.548 habitantes. Enquanto Iati é a maior, com 19.197 habitantes. Logo, a densidade populacional e o distanciamento geográfico são fatores determinantes na evolução da disseminação da pandemia.

A investigação levantou as possíveis causas do atraso na expansão da pandemia, a fim de ajudar na elaboração de estratégias de prevenção em uma provável segunda onda de contaminação. Além do mapeamento, os pesquisadores elaboraram um questionário com quatro perguntas a respeito das possíveis causas desse atraso. Para se ter uma contra-prova, foram investigados dois grupos: os municípios sem casos confirmados (20) e aqueles com casos confirmados (20). Esses últimos foram selecionados a partir dos que apresentaram maior variação percentual nos últimos 15 dias.

Comparando os dois grupos pesquisados, observa-se alguns resultados que diferem a maneira como as cidades reagiram à pandemia. Ao ser pesquisado se no município a prefeitura havia decretado alguma medida de isolamento social ou fechamento do comércio, 16 das 20 cidades sem Covid-19 (80%) responderam que “sim”, permanecendo há aproximadamente 65 dias nessa situação. Já o grupo dos municípios que tiveram maior crescimento na variação percentual de contaminação, 11 de 20 municípios responderam sim (55%), e com média de dias nessa condição inferior ao outro grupo: 52 dias. “Parece pouco, mas se tratando de uma pandemia com alto grau e rapidez de contágio essa diferença pode ser determinante”, destacou Neison.

Analisando o confinamento social, a pesquisa também avaliou, nos dois grupos, se o comércio não essencial estava fechado. No grupo “sem” Covid-19, 11 municípios responderam que “sim”, situação que já dura há aproximadamente 58 dias em média. Já no grupo dos “com” Covid-19, 15 dos 20 municípios estão há aproximadamente 48 dias com o comércio não essencial fechado. Outra questão analisada diz respeito ao fechamento de escolas. No grupo dos “não” contaminados, 17 responderam que as escolas estão fechadas há cerca de 64 dias. Já no dos “contaminados”, 18 responderam que estão com as escolas fechadas desde 18 de março, seguindo o decreto do Governo do Estado. Logo, para ambos os grupos, o fechamento de escolas foi quase que simultâneo e geral.

Por fim, a última questão levantada na pesquisa está associada à instalação de barreiras sanitárias nas entradas das cidades. No grupo dos “não contaminados”, 9 responderam que instalaram barreiras e que, em média, elas existem há cerca de 20 dias, embora exista casos com maior tempo. Um exemplo disso é Angelim (desde 30 de março – 51 dias) e Santa Filomena (desde 01 de abril – 39 dias). Nas cidades com casos confirmados e maior variação percentual de contaminação nos últimos 15 dias, 6 dos 20 municípios pesquisados instalaram barreiras sanitárias. Em média, há apenas 13 dias. Logo, as barreiras sanitárias indicam ser uma provável maneira eficaz de evitar a introdução da pandemia no núcleo urbano desses grupos, embora não seja uma medida tomada universalmente.

Conclui-se, a princípio, que o isolamento geográfico, a menor densidade populacional e algumas medidas referentes à instalação de barreiras sanitárias são fatores importantes no controle da expansão da pandemia. Outro elemento importante é o fato de que os municípios que estão há mais tempo em isolamento social e com atividades não essenciais de comércio fechadas também apresentaram melhores taxas de sucesso no combate à pandemia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Marco Aurélio: Recifenses estão entregues à própria sorte

O deputado estadual Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), líder da oposição na Alepe e pré-candidato à Prefeitura do Recife, voltou a criticar o atual prefeito Geraldo Julio (PSB), após vídeo que mostra um respirador da mesma empresa que firmou contrato com a Prefeitura do Recife, sendo testado em um porco.

“É um absurdo o que estamos testemunhando no Recife, milhões gastos e os recifenses estão entregues à própria sorte. Geraldo comprou respiradores sem certificado da Anvisa e que nunca foram testados em humanos, apenas em porcos”, lamentou o parlamentar.

Os processos que envolviam a compra dos equipamentos chegavam a R$ 11 milhões. Marco Aurélio destacou que o contrato assinado com a empresa e a Prefeitura tem data de 30 de março, que coincidem com os primeiros equipamentos que saíram da linha de produção, e que dos 50 ventiladores pulmonares entregues, pelo menos 15 apresentaram problemas.

“É mais um escândalo envolvendo a gestão durante a pandemia, respiradores recém-criados foram comprados pela Prefeitura, inclusive apresentando defeitos dos primeiros entregues”, afirmou Marco Aurélio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Quanta falta faz Marco Maciel


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mauro Guerra

Eu trabalhava ali na Estrada da Batalha, acho que 2020. e o \"honesto\" citado mandou fechar a avenida para que os convidados do casamento da filha não sofrer no transito. Ficamos por cerca de umas 04 horas na parado dos onibus só vendo os carrões passarem. No dia seguinte o meliante disse que não teve nada haver com o ocorrido. Hoje se vc pesquisar não encontra nada na internet. Sumiram.



27/05


2020

Morte de Genival Lacerda é fake

No jornalismo, o princípio básico é a checagem da notícia. Soube, há pouco, que jornalistas postaram que o cantor Genival Lacerda morreu. É fake, minha gente. Vou reproduzir mais uma vez o vídeo que postamos por ele enviado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Empreendedorismo e Artesanato conectados com o digital

Daqui a pouco, às 15h, o Grupo Mulheres do Brasil promove uma Webinar, uma conferência online com intuito educacional, sobre "Empreendedorismo e Artesanato conectados com o Digital”. A videoconferência contará com a participação da presidente do Conselho do Magazine Luíza e do Grupo Mulheres do Brasil, Luíza Trajano, e o diretor-superintendente do Sebrae-PE, Francisco Saboya.

O evento on-line tem como objetivo ressaltar a importância da parceria do Sebrae em Pernambuco com o Núcleo Recife do Grupo Mulheres do Brasil para promover o projeto on-line “Elas Fazem, Elas vendem”, criado durante a crise causada pelo coronavírus, a pedido das mulheres que passaram a enfrentar desafios nunca imagináveis.

As inscrições podem ser feitas pelo link: https://loja.pe.sebrae.com.br/loja/evento/10112989


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


27/05


2020

Oposição acerta estratégia contra escalada autoritária de Bolsonaro

Época

Terminou agora uma reunião com todos os líderes dos partidos da oposição na Câmara e no Senado, em que foi acertada uma estratégia contra a 'escalada autoritária' do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na próxima segunda-feira, haverá um ato com a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) em defesa da liberdade de imprensa, como primeiro ponto a ser defendido pelos partidos.

Foi a primeira vez que todos se reuniram desde o começo da atual legislatura, em fevereiro de 2019. As rusgas entre PT e PDT eram um dos principais impeditivos para o encontro, mas hoje foram deixadas de lado em nome de enfrentarem Bolsonaro, adversário comum a todos.

Os encontros passarão a ser semanais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha