Gravatá IPTU 2019 Prorro

15/04


2019

LIDE promove seminário com William Waack

O LIDE Mulher e o LIDE Pernambuco trazem o jornalista William Waack para um seminário no Recife, amanhã. Na pauta, os 100 dias do Governo Bolsonaro e impactos no País. O seminário, para convidados e filiados do LIDE Mulher e do LIDE Pernambuco, será no Mar Hotel, em Boa Viagem, das 09h00 às 12h00.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

Confira os últimos posts



24/04


2019

Ossesio pode disputar Prefeitura de Olinda

O comentário nos bastidores da política é de que o deputado federal Ossesio Silva (PRB-PE) pode ser pré-candidato à Prefeitura da cidade de Olinda. Ossesio já teve dois mandatos como deputado estadual em Pernambuco e, em 2018, foi eleito deputado federal. 

Na última eleição, Ossesio teve mais votos entre os olindenses do que André Siqueira (PATRI), Izabel Urquisa (PSC), a deputada Teresa Leitão (PT) e o deputado João Paulo (PCdoB). 

Filiados republicanos garantem que a estratégia de lançar Ossesio para uma pré-candidatura em Olinda é uma das mudanças significativas da sigla para às eleições de 2020.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Transporte PMR

24/04


2019

Operação busca foragidos por roubo, homicídio e estupro

As polícias civis cumprem, hoje, mandados de prisão no Distrito Federal e nos 26 estados em megaoperação para prender foragidos da Justiça. Os alvos são acusados de crimes graves como roubo, homicídio e estupro.

Foram expedidos mais de 1 mil mandados de prisão, mas até a última atualização desta reportagem não havia sido divulgado o balanço do total de presos no país. A previsão é que o número de prisões seja anunciado após o cumprimento dos mandados.

A operação nacional, batizada de #PC27, é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil. "É muito importante que esses criminosos sejam retirados das ruas para que não voltem a delinquir", afirma o delegado Robson Cândido, diretor da corporação no DF.

O nome da operação é uma referência à padronização de todas as polícias civis das 27 unidades federativas do país. Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação. Cada uma das polícias civis fez levantamento de inteligência para a operação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

24/04


2019

Amigos do pai, inimigos do filho

Coluna de Carlos Brickmann

Getúlio Vargas flertou com os nazistas e se juntou aos Aliados, festejou a tomada de Paris por Hitler e cedeu bases militares aos americanos. Dizem que certa vez recebeu um político que se queixou de um adversário, e Getúlio lhe disse que tinha razão. Pouco depois, veio o adversário, e falou mal do primeiro. Getúlio lhe deu razão. Alzira, filha e secretária, reclamou: “Pai, um falou contra o outro e o sr. deu razão aos dois!” Getúlio: “Você tem razão”.

É possível administrar assim – mas Getúlio, uma figura histórica que não aprecio, era um mago da política, o que Bolsonaro ainda não mostrou ser. E o incessante tiroteio entre aliados pode atrapalhar sua gestão. Seu filho 02, Carlos, brigou com Bebianno, com Mourão (chegou a insinuar que pessoas próximas ao presidente queriam sua morte), e pôs no YouTube do pai um vídeo em que o escritor Olavo de Carvalho insultava militares com palavras chulas.

Bolsonaro mandou retirar o vídeo de seu canal, Carlos o compartilhou. Bolsonaro fez leve advertência a Carvalho, dizendo que ele é um patriota, mas suas palavras “não contribuem” para ajudar o Governo.

Nada falou, porém, sobre o uso de seu YouTube pelo filho 02. Os militares pediam algo bem leve, não conseguiram: algo como “o filho tem direito à opinião, que nem sempre reflete a do pai”. Bolsonaro se diz convencido de que a militância virtual do filho 02 foi essencial para elegê-lo, ponto final.

Mas, com tanto tiro, como chegar unidos à votação da Previdência?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Vaquinha de amigos de Lula: pagar multa de R$ 3 mi

Amigos de Lula querem fazer vaquinha para pagar multa de R$ 3 milhões do STJ

Se for beneficiado pela progressão de regime, Lula poderá ir sair da cadeia em setembro, mas teria que desembolsar o dinheiro

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Advogados e amigos de Lula já pensam em organizar uma vaquinha para que ele pague a multa de cerca de R$ 3 milhões estabelecida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) para que possa cumprir o restante do tempo de prisão em casa.

Em 2014, familiares e amigos de José Dirceu conseguiram levantar, em dez dias, quase R$ 1 milhão para que ele pagasse o débito do mensalão. 

Os petistas José Genoíno e Delúbio Soares, também condenados naquele processo, levantaram, juntos, 
R$ 1,7 milhão.

Se for beneficiado pela progressão de regime, Lula poderá ir para casa por volta do dia 29 de setembro. Mas antes tem que desembolsar o dinheiro.

Apesar da redução da pena, os advogados esperavam que o STJ derrubasse também o crime de lavagem de dinheiro. A esperança agora é que a condenação por esse crime seja revista no STF (Supremo Tribunal Federal).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

24/04


2019

Coisa esquentou na reunião: mãos no peito do ministro

A reunião entre Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura) e caminhoneiros quase saiu da linha

 Quando Freitas criticou o anúncio de paralisação em meio às negociações, um dos líderes, o Dedéco, teria se irritado e colocado as mãos no peito do ministro, que revidou o gesto e pediu respeito.

Voz da experiência -  O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participa de café filosófico promovido pelo Instituto CPFL no Auditório Ibirapuera (SP), em maio. Tema: os 100 anos do ensaio “Política como vocação”, de Max Weber. A entrada é gratuita. (Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

24/04


2019

O caso do sítio ainda não chegou ao tribunal

Ministros do Supremo e do próprio STJ avaliam o resultado do julgamento de recurso do ex-presidente Lula na corte, nesta terça (23), como produto de uma equação na qual duas alas do Superior Tribunal de Justiça tiveram que ceder.

O relator do caso, Felix Fischer, recuou de posição anterior —ele se recusara a rever qualquer aspecto do veredito dado ao petista. Já colegas garantistas que discordavam dos critérios da condenação por lavagem de dinheiro mantiveram a imputação, mas reduziram a pena.

Integrantes do TRF-4, a corte que pode dar a Lula uma segunda condenação colegiada quando avaliar o processo que trata do  sítio de Atibaia (SP), acreditam que o tribunal vai levar cerca de seis meses para 

 Lula poderia progredir  para o semiaberto em setembro. Se for novamente condenado pelo TRF-4, porém, essa expectativa será frustrada. O caso do sítio ainda não chegou ao tribunal   (Painel - Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Bolsonarista diz que o poder subiu à cabeça de Mourão

Amigos do vice Mourão dizem que ele passou a se preocupar com o impacto que convites a eventos e viagens internacionais podem ter sobre Bolsonaro —Mourão alinhava detalhes de visita à China. Na agenda pública, ele mantém a tradição de pluralidade e segue recebendo deputados de partidos como o PC do B.

A atitude do vice tornou-se alvo de debate. Filipe Barros (PSL-PR) diz que “o poder subiu à cabeça” de Mourão e que estava na hora de freá-lo. “Se tivesse demonstrado antes suas posições sobre aborto, por exemplo, não teria sido escolhido”. 

Integrantes das Forças Armadas sentiram falta de uma defesa enfática da instituição nas notas emitidas por Bolsonaro após  os ataques de Olavo de Carvalho.  (Painel – Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

24/04


2019

Lula livre: A palavra de Tarso

A sorte do Governo é que a oposição também não consegue se unir e fica amarrada à palavra de ordem “Lula livre”. Até podem atingir esse objetivo, mas esquecendo o de se opor ao Governo. Quando a oposição se manifesta, é de maneira estranha.

Vejamos Tarso Genro, petistíssimo, ministro de Lula em três pastas diferentes, ex-governador, professor universitário: disse que o ex-presidente peruano Alan García, ao suicidar-se no momento em que era preso sob suspeita de corrupção, “deu exemplo de dignidade”.

Motivo: “Recusou a submissão às execuções sumárias pelos juízes treinados pela CIA para fulminar o Estado de Direito na América Latina.”

Estaria Tarso achando que Lula, ao manter-se vivo, não teve dignidade?   (Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Prato cheio

Carlos Brickmann

Para quem gosta da fofocalhada política, as divergências entre militares e Olavo de Carvalho, este com apoio de Carlos 02, são um ótimo divertimento.  Carvalho disse que desde Euclides da Cunha, autor de Os Sertões, os militares se limitam à voz empostada e a cabelos pintados. O vice Mourão sugeriu que Carvalho volte a redigir horóscopos, no que, afirma, o escritor é competente. Carvalho já sugeriu que Bolsonaro nomeie para o Ministério seus três filhos políticos. Carlos considera Carvalho o único responsável pela série de vitórias conservadoras em eleições latino-americanas.  E Carvalho responsabiliza os militares por entregar o país aos comunistas.

Este colunista tentou, sem êxito, imaginar um diálogo entre o ex-presidente Médici e seu ministro comunista Delfim Netto (sim, Delfim aparece nas listas de comunistas dos mais radicais), a respeito da entrega do país a comunistas de carteirinha como Tancredo Neves, José Sarney e outros líderes vermelhos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Previdência: Maia quer comissão especial até terça-feira

Presidente da Câmara ressaltou, no entanto, que depende dos líderes, que vão indicar os nomes do colegiado

Marco Grillo, Geralda Doca e Bruno Góes – O Globo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou após o parecer da reforma da Previdência ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pretende instalar a comissão especial, próxima etapa de tramitação, até a próxima terça-feira. Maia, no entanto, ressaltou que depende dos líderes, que vão indicar os integrantes do colegiado - ainda não há uma definição sobre o número de membros.

Rodrigo Maia afirmou que pretende construir um acordo com os partidos favoráveis ao texto para que, a partir desta quarta-feira, os nomes já comecem a ser enviados.

- Amanhã (quarta-feira) começo a pedir os líderes a indicação dos membros. Assim que se constituir metade mais um dos membros, vou pedir a instalação da comissão. Ideal é que a gente possa fazer esse pedido amanhã e rapidamente já ter a maioria, Minha vontade, meu interesse (instalar antes do feriado de 1º de maio), mas dependo dos líderes. Gostaria muito de instalar na quinta-feira, mas dependo de todos os líderes. Para o bem do Brasil, no máximo, até a próxima terça-feira, acho que seria demonstração de muita responsabilidade com o Brasil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Governo tem de participar, não pode se omitir

Para aprovar Previdência, governo precisa participar da articulação e não pode se 'omitir', diz Maia

Governo está 'desorganizado': 'Só encaminhar projeto não resolve.'

G1 — Brasília

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou no início da madrugada desta quarta-feira (24) que o governo precisa participar mais da articulação política para garantir a aprovação da reforma da Previdência. Para Maia, o Poder Executivo "não pode se omitir" e ainda está "um pouco desorganizado".

Maia deu a declaração em entrevista à GloboNews, logo após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) ter aprovado a admissibilidade da reforma, ou seja, dar aval à tramitação da proposta. A partir de agora, caberá a uma comissão especial discutir o tema e, depois, ao plenário da Câmara.

"A gente sabe que o governo ainda é um pouco desorganizado aqui. Nós organizamos de uma forma onde demonstramos hoje que há responsabilidade na reforma da Previdência. Foi um resultado importante, um resultado que mostrou uma afirmação da Câmara dos Deputados em relação a essa matéria", afirmou Rodrigo Maia na entrevista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Após 9 horas, CCJ deu aval à reforma da Previdência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reforma é aprovada por 48 votos a favor e 18 contra

CCJ da Câmara dá aval à reforma da Previdência, e texto segue para comissão especial

Comissão analisou se proposta está de acordo com Constituição; sessão durou quase 9 horas e foi marcada por embates entre deputados. Relator alterou trechos para viabilizar aprovação.

G1 - Gustavo Garcia e Fernanda Calgaro

Após quase 9 horas de uma sessão marcada por diversos embates entre deputados, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou no fim da noite desta terça-feira (23) o relatório do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG) e, com isso, deu aval à tramitação da proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência.

Coube à CCJ analisar se a proposta do presidente Jair Bolsonaro está de acordo com a Constituição. Esta foi a primeira etapa da tramitação da reforma. O parecer foi aprovado por 48 votos a 18.

Na prática, com a aprovação na CCJ, a proposta seguirá para uma comissão especial, responsável por analisar o mérito da reforma, ou seja, discutir efetivamente as mudanças sugeridas pelo governo. Somente depois da comissão especial é que o texto seguirá para o plenário da Câmara.

A PEC da reforma da Previdência foi entregue por Bolsonaro ao Congresso em 20 de fevereiro. Na ocasião, o presidente esteve no gabinete do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para entregar o texto.

Apresentada como uma das principais medidas para o equilíbrio das contas públicas, a proposta prevê, entre outros pontos, idade mínima para a aposentadoria de mulheres (62 anos) e de homens (65 anos).

Inicialmente, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), havia estimado que a votação aconteceria na primeira semana de abril. Depois, passou a prever que a análise seria no dia 17.Como não houve consenso entre os partidos, legendas da oposição e do "Centrão" conseguiram adiar em uma semana a votação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/04


2019

Bolsonaro escolhe militar para assumir Apex

O presidente Jair Bolsonaro escolheu o contra-almirante da Marinha Sérgio Ricardo Segovia Barbosa para a presidência da Agência de Promoção da Exportação (Apex). A nomeação deve ser publicada até amanhã no "Diário Oficial".

Segovia terá autonomia para escolher os diretores da agência. Os postos são atualmente ocupados por Letícia Catelani e Marcio Coimbra, ligados ao PSL – partido de Bolsonaro – e ao chamado "grupo ideológico" do governo.

A Apex é vinculada ao Ministério das Relações Exteriores. Cabe à agência promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira.

A nomeação de Segovia representa uma vitória do núcleo militar do governo sobre o ideológico. Segovia ocupava até aqui o cargo de sub-chefe de Inteligência Estratégica do Ministério da Defesa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/04


2019

Requerimento para adiamento por 4 sessões é rejeitado

Mais um dos requerimentos da oposição para adiar os trabalhos, dessa vez que previa a tramitação por quatro sessões, foi rejeitado pelos membros da CCJ. O placar foi de 39 contra e nenhum favor. Agora, o presidente da comissão colocou em votação o requerimento de adiamento por três sessões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/04


2019

CCJ completa cinco horas

A reunião da CCJ para votar a admissibilidade da reforma da Previdência completou cinco horas e ainda não começou a votar o parecer do relator sobre a aprovação ou não do texto. Depois de rejeitar requerimento para devolução do texto e do adiamento por cinco sessões, os deputados agora discutem requerimento para adiar a votação por quatro sessões. Os requerimentos foram protocolados pela oposição para tentar adiar os trabalhos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores