Gravatá IPTU 2019 Prorro

15/04


2019

Ministra da Agricultura cumpre agenda em Petrolina nesta segunda

Petrolina será a primeira cidade pernambucana a receber a ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. A gestora cumprirá duas agendas no município sertanejo, hoje, na companhia do prefeito Miguel Coelho. O objetivo é conhecer de perto as necessidades dos produtores rurais da região.

Tereza Cristina inicia sua agenda na capital do Sertão do São Francisco em uma reunião com o Sindicato Patronal Rural de Petrolina, onde terá encontro com lideranças ligadas à produção de cana-de-açúcar, frutas e ainda da avicultura e pecuária. À tarde, a ministra cumpre agenda no município vizinho de Juazeiro (BA) para visitar o Distrito de Irrigação de Maniçoba e uma fazenda de produção de frutas e embalagens. Tereza Cristina ainda conhecerá na cidade baiana o Centro de Excelência em Fruticultura, onde se reunirá com produtores do setor, e anunciará investimentos. A última atividade será às 18h, em um encontro com exportadores da região, na Fundação Nilo Coelho, em Petrolina. 

Tereza Cristina é a segunda ministra a visitar Petrolina desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro. Na semana passada, o executivo do Ministério do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, anunciou na cidade sertaneja investimentos em pavimentação e o Plano Nacional de Segurança Hídrica. No mês passado, também esteve em Petrolina o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

Confira os últimos posts



25/04


2019

Lula e o impacto na discussão de sua pena no Supremo

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

 redução da pena de Lula, definida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) na terça (23), terá impacto na discussão do caso do petista no STF (Supremo Tribunal Federal).

A expectativa é que a 2ª Turma da corte reveja a condenação dele por lavagem de dinheiro.

Magistrados tanto do STJ quanto do STF afirmam que a decisão foi um marco, facilitando uma discussão mais serena do caso.

A declaração do ministro Marco Aurélio Mello, que disse ter “dúvida seríssima” sobre os dois crimes dos quais Lula é acusado —além de lavagem, também corrupção—, mostraria um pouco do clima de parte do STF em relação às condenações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Transporte PMR

25/04


2019

O preço da reforma: R$ 10 milhões por deputado

Bernardo Mello Franco - O Globo

Em 21 de fevereiro, a coluna informou que os partidos do centrão fixaram um preço para votar a favor da reforma da Previdência.

As siglas pediram uma cota extra de até R$ 10 milhões por parlamentar. O valor seria liberado na forma de emendas ao Orçamento.

Originalmente, os deputados já teriam direito a R$ 15 milhões em emendas individuais. Com o acordo, o valor subiria para R$ 25 milhões.

Nesta quarta, a “Folha de S.Paulo” informa que o governo concordou em liberar a quantia cobrada pelo centrão.

De acordo com a reportagem, a cota extra de R$ 10 milhões por cabeça será mantida até o fim do mandato de Jair Bolsonaro, somando R$ 40 milhões em quatro anos.

A “Folha” afirma que o acerto foi selado pelo chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O martelo foi batido na semana passada, na residência oficial do presidente da Câmara.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

25/04


2019

Tribunal baixa a borduna em autores de pedaladas

O plenário do Tribunal de Contas da União condenou Luciano Coutinho, ex-presidente do BNDES, a seis anos de inabilitação para cargos públicos, além de multa no valor de R$ 50 mil.

A sanção resulta de análise da participação dele nas chamadas “pedaladas fiscais”, que motivaram o impeachment de Dilma Rousseff.

Em outra decisão, o TCU condenou Rodrigo Rocha Loures, o ex-deputado aliado de Michel Temer que apareceu em filmagem da polícia correndo com uma mala de dinheiro da JBS, a multa de R$ 4,6 milhões por má gestão do Sesi do Paraná no ano de 2004. Outro réu no processo terá que ajudar a quitar o valor, com juros.  (Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/04


2019

Presidente quer ministros fora de temas polêmicos

Bolsonaro pede para que ministros evitem temas polêmicos nas redes sociais

Segundo o presidente, certos comentários podem tirar o foco do que realmente importa

Segundo um dos ministros presentes, Bolsonaro disse que tem muito trabalho a ser feito e que certos comentários podem tirar o foco do que realmente importa.

Já Carlos Bolsonaro, filho do presidente, segue atacando o vice Hamilton Mourão em suas redes sociais. (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

25/04


2019

Notas gaiatas na votação da Câmara

“Cuidado, senhor presidente, que ele vai agredi-lo! Abaixe o dedo, Papai Smurf! Chame um médico!

Chame um médico para o deputado Ivan Valente! (PSOL-SP)”, disse um deputado não identificado.

“Puxa vida! Está na favela, é? É baixaria mesmo!”, completou Pastor Eurico (Patriota-PE)”.

Os diálogos acima, e outros como “chame um médico para a Maria do Rosário (PT-RS), que ela está abalada”, estão registrados nas notas taquigráficas da Câmara sobre a votação da reforma na CCJ, na terça (23).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

25/04


2019

Votação foi uma derrota, diz aliado do governo

Depois de informar que deixaria o cargo de vice-líder do governo na Câmara, o deputado Capitão Augusto (PR-SP) foi procurado por integrantes da Casa Civil que queriam entender a decisão.

Ele criticou a articulação do Planalto e voltou a pregar a troca do time que faz o meio de campo no Congresso.

“[A votação da Previdência na CCJ] foi uma derrota. Você abriu mão [de pontos da proposta] em uma votação de admissibilidade. Não é possível que o governo ache que é uma vitória”, diz Augusto.

“Já deixou parte do projeto ali. Imagina o quanto vai sangrar.” (Painel – Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/04


2019

Partidos: Bolsonaro atiça filho contra Mourão

e desfecho da crise é imprevisível

Daniela Lima - Painel - Folha de S.Paulo

A constatação de que o tiroteio sobre o vice Hamilton Mourão não vai cessar preocupa dirigentes de siglas que tentam se aproximar do Planalto.

Comandantes desses partidos dizem já não ter dúvidas de que os ataques de Carlos são não só avalizados como estimulados por Jair Bolsonaro.

Eles avaliam que o presidente embarcou em teoria conspiratória e dá, em privado, razão à ofensiva protagonizada pelo filho. O desfecho da nova crise produzida pelo governo, afirmam, é imprevisível.

A guerra aberta contra o vice reacendeu críticas de dirigentes políticos ao presidente. Bolsonaro voltou a ser chamado de “despreparado”, e a esse adjetivo somaram-se outros, como “inconsequente”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 3

25/04


2019

Janot hackeado: conta bancária

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot usou suas redes sociais no fim da noite para anunciar que seu telefone havia “clonado ou hackeado”.

Segundo Janot, a pessoa que acessou seu aparelho teria “muito interesse” em seus bancos de informações.

“Amigos. Meu telefone foi clonado ou hackeado. Hacker muito proativo. Já tentou acessar minha conta Apple, Telegram, conta bancária e por aí vai. Tem muito interesse em meus bancos de informação. Vamos enfrentar! Tenho algumas desconfianças”, escreveu o ex-procurador. /(Estadão- MR)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/04


2019

Olavo diz que Bolsonaro o transformou em boi de piranha

O escritor Olavo de Carvalho publicou uma reclamação contra o presidente da República nesta tarde de quarta, 24, em rede social. Ele agradeceu, em tom irônico, “a chance que o senhor me deu de ser o seu boi-de-piranha”, em referência ao primeiro posicionamento de Jair Bolsonaro, por meio de nota, contra os ataques do polemista que mora na Virgínia (EUA) ao vice Hamilton Mourão e aos militares do governo. No manifestação, o presidente afirmara que as declarações de Olavo “não contribuem” para o “projeto de governo”.

Na postagem de hoje, sem fazer menção direta à nota, Olavo acrescenta que o presidente deixa nas suas costas “pelo menos metade das pancadas que lhe eram dirigidas e em seguida sendo acusado de ter o comportamento divisionista que de fato é o do seu querido vice-presidente”.  (Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/04


2019

A festa dos vazamentos

Carlos Brickmann

O mérito é do repórter Pablo Fernandez, da BandNews FM: apurou um enorme esquema de venda de dados pessoais pela Internet. O caro leitor não deve sentir-se discriminado: há dados de autoridades, como por exemplo o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Sérgio Moro. Quais as fontes de informação?

Inúmeras: os dados vazam do INSS, de entidades diversas, do serviço público federal. Surgem telefones, celulares ou fixos, CPF, RG, endereços, informações bancárias, salário, ligações de parentesco.

Já faz muitos anos, no centro de São Paulo, que há venda (livre, sem qualquer constrangimento) de CDs com listas de nomes e informações. Mas eram listas não muito acuradas. Hoje são listas de maior precisão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


25/04


2019

Na TV, Bolsonaro: reforma muda desigualdade social

Agradecimento a Rodrigo Maia

Talita Fernandes – Folha de S.Paulo

Em pronunciamento em cadeia nacional, o presidente Jair Bolsonaro agradeceu o Congresso pela aprovação da reforma da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara e fez um aceno ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

"Agradeço o empenho e o trabalho da maioria dos integrantes da comissão e também o comprometimento do presidente Rodrigo Maia", disse Bolsonaro. 

Em uma fala que durou 1 minuto e 30 segundos, o presidente disse que sem a aprovação da reforma o governo não terá dinheiro para investir em áreas como Educação, Saúde e Segurança.

"É muito importante lembrar que se nada for feito o país não terá recursos para garantir uma aposentadoria para todos os brasileiros. Sem mudanças o governo não terá condições de investir nas áreas mais importantes para as famílias como saúde, educação e segurança."

Bolsonaro afirmou ainda que as mudanças nas regras previdenciárias permitirão a redução da desigualdade social.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Audiência vai discutir qualidade do serviço de telefonia

Um dos serviços com o maior número de reclamações em todo o Brasil, líder de vários rankings negativos de defesa do consumidor, a qualidade da telefonia no País estará em debate na Câmara dos Deputados, no mês de maio, durante Audiência Pública na Comissão em Defesa do Consumidor, em Brasília. O requerimento do deputado federal pernambucano Felipe Carreras foi aprovado hoje, por unanimidade, com todos os demais deputados integrantes da Comissão subscrevendo-o. Foram convidados os presidentes das companhias Oi, Claro, Vivo e Tim, que hoje operam as redes móveis e fixas, tanto de telefonia como de internet, além da Anatel, agência reguladora do setor no Governo Federal.

A intenção do deputado pernambucano é ouvir as empresas sobre o serviço prestado no Brasil. Com queixas de clientes em todos os locais possíveis, os presidentes convidados vão ter a oportunidade de apresentar os resultados, os planos de trabalho e tudo o que tem sido feito para resolver a situação e tornar o País conectado de uma forma mais assertiva. 

“Todo mundo ou já passou por problemas com o serviço de internet, ou está passando ou conhece alguém que teve problema. Isso é um fato concreto. Hoje nós compramos um plano de internet para nossas casas ou nossos celulares e ele não é entregue da forma que foi contratado. 

Qualquer serviço contratado precisa ser entregue de forma completa. Não podemos admitir as coisas continuarem como estão sem nenhuma iniciativa”, afirmou Carreras.

Durante a audiência, ainda deverão ser apresentados todos os detalhes do Projeto 5G Brasil, que tem como finalidade fomentar a construção da quinta geração de telefonia móvel no País e qual o impacto da iniciativa para o consumidor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Geraldo é indicado para a presidência da Rede ICLEI

Em indicação apresentada pelos representantes dos governos locais que compõem o Comitê Executivo Regional (RexCom) do ICLEI (Governos Locais pela Sustentabilidade), o prefeito Geraldo Julio assumirá, em junho, a presidência desse fórum para a América do Sul. Geraldo será o primeiro prefeito do Brasil a assumir o posto, substituindo o prefeito de Quito (Equador), Maurício Rodas. O anúncio foi feito, nesta quarta-feira (24), em visita do secretário-executivo do ICLEI para a América Latina, Rodrigo Perpétuo ao prefeito. Geraldo passará a liderar o comitê que congrega 73 governos locais após reunião do Conselho Global do ICLEI, na Alemanha. A escolha é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido na cidade no enfrentamento às mudanças climáticas.

Para o prefeito, o trabalho a ser desenvolvido será essencial para nortear a mudança de comportamento na preservação do planeta. "O ICLEI é uma instituição respeitada no mundo inteiro e que atua na questão da sustentabilidade, sempre projetando o futuro e caminhos para que possamos fazer a transformação da maneira como o homem está ocupando os espaços. Precisamos dessa mudança de comportamento para que possamos preservar as condições do planeta, que tem dado muitos sinais, com cada vez mais frequência, da interferência que as mudanças climáticas estão tendo na vida das pessoas", defendeu o prefeito.

Segundo o representante do ICLEI, Rodrigo Perpétuo a escolha de Geraldo resulta de um consenso entre os representantes do RexCom e coloca Recife numa posição de protagonismo, em função da agenda adotada no enfrentamento às mudanças climáticas. "É o reconhecimento das iniciativas que a gestão do Recife tem tomado desde o primeiro mandato. O Recife é um ambiente que é chamado de hotspot e está relacionado ao risco em relação às mudanças climáticas. Portanto, as cidades podem se adaptar para ter uma vida de qualidade e oferecer um ambiente adequado para os seus cidadãos", explicou Rodrigo.

Geraldo também terá assento no Comitê Executivo Global e defenderá os interesses da região com os comitês de outros continentes, situados na Europa, Oceania, Ásia, África, América do Norte. Além dos 3 assentos eleitos, o RexCom é composto por mais 5 assentos consultivos: Fortaleza, Porto Alegre e Salvador, no Brasil, Santa Fé, na Argentina, e Área Metropolitana do Valle de Aburrá, na Colômbia.

Participaram do encontro o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife, José Neves Filho, o secretário-executivo de Meio Ambiente Carlos Ribeiro e a secretária-executiva de Meio Ambiente do Governo Estado, Inamara Melo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Deputados barram audiência sobre falta de medicamentos

A Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (Alepe) decidiu impedir a realização de uma audiência pública, agendada para o próximo dia 20 de maio, intitulada “Situação da Assistência Farmacêutica no Estado de Pernambuco”, proposta pela deputada estadual Priscila Krause (DEM). A votação, que registrou 24 votos contra a realização da audiência e 12 a favor, contou com a orientação do líder da bancada de governo, Isaltino Nascimento (PSB), pelo impedimento do ato.

Após a votação, Priscila Krause subiu à tribuna – em tempo de liderança – e registrou o total “constrangimento” da Casa em meio à necessidade de milhares de pernambucanos terem restabelecida a normalidade da entrega dos medicamentos, sobretudo para doenças crônicas e graves como diabetes, câncer, além de fármacos necessários aos pacientes transplantados. “Qual o papel da Assembleia Legislativa? Uma audiência pública é um instrumento dos mais democráticos para buscarmos soluções, mas se o governo consegue artifícios para barrar essa discussão aqui, nós vamos fazer na praça pública. Sempre tratei as audiências públicas com a responsabilidade devida, ouvindo os dois lados e buscando construir caminhos, que é o propósito da atividade parlamentar”, registrou.

O requerimento 142/2019, que trata do pedido para realização da audiência pública, foi protocolado pela parlamentar o último dia 13 de março, mas não foi à pauta. Ela acompanha o assunto, inclusive apresentando emendas ao Orçamento nesse sentido, desde 2015. Na reunião ordinária dessa terça-feira (23), Priscila solicitou que a matéria fosse à votação. Nos bastidores da Casa, a audiência já estava sendo tratada junto à Comissão de Saúde e aos convidados. Componentes da Secretaria de Saúde, inclusive, sugeriram o dia 20 para a realização. Além dos representantes da Secretaria estadual de Saúde, seriam formalizados os convites ao Ministério da Saúde, Tribunal de Contas do Estado (TCE), Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), Defensoria Pública da União, Defensoria Pública do Estado de Pernambuco, além de representantes da sociedade civil.

De acordo com Priscila, o Tribunal de Contas do Estado realizou uma auditoria especial sobre o programa de assistência farmacêutica, concluído em julho de 2018, apontando deficiências e recomendações. Há um plano de ação em execução. “Quem está sem remédio, quem está nas filas das farmácias do Estado, sofrendo com um problema de desabastecimento crônico, que tem a ver com dívidas milionárias com fornecedores, com subfinanciamento do SUS, com a redução do orçamento estadual para o programa, são os mais pobres. É um assunto que está chamando atenção da imprensa sistematicamente. Se a própria Assembleia não pode se colocar para buscar soluções, por orientação do governo Paulo Câmara, ficamos realmente sem ver a luz no fim do túnel”, acrescentou. A deputada afirmou que o MPPE tem programada uma audiência pública sobre o assunto nos próximos dias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


24/04


2019

Fachin arquiva quinto inquérito que investiga Renan

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o arquivamento de uma das investigações que envolviam o senador Renan Calheiros (MDB-AL) no âmbito da Operação Lava Jato, que tratava de suposta propina em contrato da Petrobras na Argentina.

Trata-se do quinto inquérito arquivado sobre Renan considerando apenas a operação que apura fraudes relacionadas à Petrobras e empreiteiras.

Em decisão de ontem, Fachin atendeu a pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que afirmou que os elementos coletados até o momento não justificam o prosseguimento da investigação.

Renan Calheiros ainda é alvo de 13 inquéritos no STF, sendo que em um deles houve pedido de arquivamento, que ainda não foi analisado pela ministra Cármen Lúcia.

O inquérito também citava suspeitas de propina sobre o senador Jader Barbalho (MDB-PA) e o ex-deputado Anibal Gomes (MDB-CE), entre 2006 e 2007. O caso foi arquivado para todos.

O ministro Fachin ressalvou que a apuração pode ser aberta caso surjam novos indícios contra os três.

A apuração foi aberta no fim de 2015, com base na delação premiada do lobista Fernando Baiano, que afirmou ter recebido US$ 300 mil para operacionalizar valores para os integrantes do PMDB.

No inquérito, conforme Dodge, foram realizadas diversas diligências, como coleta de depoimentos e levantamento de dados, mas o depoimento de Fernando Baiano não foi confirmado por outros delatores. Dois delatores, inclusive, descartaram pagamentos a Renan e Jader Barbalho no episódio

Segundo Dodge, o avanço das investigações não aponta "com a segurança necessária, a participação dos políticos investigados". Ela afirmou que se "esgotou a linha investigativa então existente, sem perspectiva concreta de novas diligências".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores