Congresso Nordestino de Educação Médica

14/03


2019

Deputado defende o fortalecimento da cadeia naval

Nos últimos quatro anos, 60 mil trabalhadores perderam o emprego na indústria naval brasileira. Hoje, os estaleiros empregam 25 mil pessoas, número que já chegou a 84 mil em 2014. Uma dura consequência de um novo déficit no setor.  Em Pernambuco, o Estaleiro Atlântico Sul, que já chegou a gerar 18 mil empregos diretos, emprega atualmente cerca de 3.500 pessoas na conclusão dos últimos navios petroleiros que estarão prontos até meados deste ano. Sem novas encomendas, a previsão não é nada otimista.

No Estaleiro Vard Promar, também localizado no Complexo de Suape em Pernambuco, a situação não é diferente. Apenas nos últimos 18 meses, houve uma redução de 91% na geração de empregos. Nesta semana, o deputado estadual e membro da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Alepe, Romero Sales Filho, esteve no Promar reunido com o diretor presidente, Guilherme Coelho para tratar dos projetos futuros previstos para o estaleiro.

O Vard Promar está entre os finalistas do edital que vai licitar a construção de quatro corvetas para a Marinha. As corvetas são a esperança mais factível de sobrevivência do estaleiro e podem garantir trabalho para o empreendimento por até oito anos.  “A crise no setor naval poderia ser evitada com articulação política entre o governo do estado e o governo federal para que haja a redução do conteúdo local na frota nacional ou a liberação de recursos para a renovação da frota da Marinha. Precisamos de mais articulação para atrair investimentos. Sem novas encomendas, a base industrial desenvolvida em Pernambuco pode vir a fechar”, apontou Romero Sales Filho.

“É preciso que se unam forças, independente de situação ou oposição, para criarmos uma política sólida para que o setor não seja abandonado ao primeiro sinal de crise econômica. Pernambuco ainda tem muito trabalho a prestar nesse segmento, mas precisamos de uma política consistente de incentivos a essa cadeia tão importante para geração de emprego e renda em nosso Estado”, finalizou o deputado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

Confira os últimos posts



02/07


2007

Romário e Loreto tomam posse quarta no TCE

Os novos conselheiros do TCE Marcos Loreto e Romário Dias serão empossados nesta quarta-feira, às 11h30, logo após a posse formal do conselheiro Carlos Porto no cargo de presidente. Loreto entra no lugar de Roldão Joaquim e Romário no lugar de Romeu da Fonte. Roldão aposentou-se em fevereiro de 2006 e Romeu em maio deste ano. Já Porto receberá o cargo das mãos do conselheiro Severino Otávio, atual vice-presidente, que o substituiu durante todo o mês de junho em razão das férias do colega.

 O acerto da data da posse foi feito nesta segunda-feira no próprio gabinete da presidência. Estavam presentes os conselheiros Carlos Porto, Severino Otávio, Fernando Correia e Valdecir Pascoal e os auditores substitutos Ruy Ricardo Harten Júnior e Luiz Arcoverde Cavalcanti Filho. Ruy Ricardo e Luiz Arcoverde Filho estão substituindo interinamente Roldão Joaquim e Romeu da Fonte. Também ficou acertado na reunião que a posse festiva dos dois novos conselheiros será marcada para outra data, pois, segundo a gerente de Relações Públicas e Cerimonial, Inês Corrêa de Oliveira Tapety, não haveria tempo para confeccionar e distribuir os convites em apenas 48 horas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Êita que o sobrinho do Senador promessinha se deu bem.Agora no TCE vai ter cantata,serenata toda semana.


Prefeitura de Caruaru

02/07


2007

Vereadores que trocaram de partido recuperam mandato

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), desembargador Orlando Carvalho, concedeu liminar, na última sexta-feira, suspendendo uma decisão judicial anterior, que determinou a perda de mandato de três vereadores de Uberlândia por infidelidade partidária.

A Câmara Municipal pediu a suspensão da sentença sob o argumento de que a decisão do juiz provocará grave lesão à ordem, à segurança e à economia públicas, além de desestabilizar toda a instituição, "com sérios riscos à própria segurança jurídica do município". Do Estadão.com.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

emmanuel soares

TODO MUNDO SABE QUE MANDATO NÃO DO PARLAMENTAR E SIM DO PARTIDO, FICAM NESSE TROCA-TROCA PORQUE QUEREM NÉ? TÁ NA LEI ELEITORAL, SE É LEI TEM QUE CUMPRIDA !! O DESENBARGADOR AGIL DE FORMA ERRONIA SUSPENDENDO A SENTECA


São João Petrolina

02/07


2007

Jarbas diz que não teme ameaça de dossiê contra ele

"As pessoas que vão para a chuva sabem que vão se molhar". Foi dessa forma que o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) reagiu hoje às informações divulgadas no final de semana de que a "tropa de choque" do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), estaria preparando dossiês contra o pernambucano. Em entrevista hoje pela manhã a Edvaldo Morais, da Rádio Olinda, Jarbas disse que vê com "naturalidade" esses ataques.

"Que apresentem o dossiê e eu vou dar as explicações que ele (Renan), por exemplo, tem dado e não tem convencido a opinião pública. Eu espero convencer", argumentou o peemedebista. De acordo com o senador de Pernambuco, sua posição, desde o início, foi de que o presidente do Senado deveria se licenciar até o término das investigações pelo Conselho de Ética. "Nunca pedi a renúncia, nunca pedi a cassação do mandato de Renan.

 Para Jarbas Vasconcelos, o problema envolvendo o colega de partido começou com o pagamento da pensão por Renan Calheiros à jornalista Mônica Veloso e terminou tendo outro desdobramentos, "quando ele foi à tribuna e apresentou uma série de documentos, fazendas, bois, uma série de coisas". O senador afirmou na entrevista que a Imprensa e a opinião pública passaram a defender um aprofundamento das investigações.

"Esta investigação deveria ter se dado de forma natural. O presidente Renan não deveria, como presidente do Senado, já que não se afastou, ter escolhido seus julgadores", disse Jarbas - se referindo ao fato de Renan Calheiros vetar a escolha do relator do processo e trabalhar para mudar a presidência da Comissão de Ética.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

emmanuel soares

VOCES AGORA VÃO DESCOBRIR QUEM É O SENADOR QUE VOCES ELEGERAM HA UM ANO ATRAS, TENHO 26 ANOS MAS JÁ CONHECO ESSA PECA AI DE LOGOS ANOS, E DIGO-LHES SEM MEDO DE SER FELIZESSE AI É MALA SEM ALSA !!

Ariadne Dias Morais

Fiquei com pé atrás e com a pulga atrás da orelha e etc.. e tal, com essa expressão " Quem tá na chuva é pra se molhar."

milton tenorio pinto junior

... Espera convencer!Tá na chuva é pra se molhar! Que estória mais doida.Tá fedendo mesmo!

JARBASTA

Roriz é hoje senador graças a Jarbas que na campanha dele em 2002 para governador do Distrito Federal. Roriz venceu Geraldo Magela (PT) por uma pequena diferença de votos e o apoio de Jarbas foi decisivo. se Roriz não tivesse sido reeleito ao governo do DF, hoje não seria senador.

Cristiano Torres Lima

O Jarbas junto com o Lula sáo os dois maiores políticos que essa terrinha pernambucana já produziu, o melhor governador da historia do estado e um excelente, tirando os escândalos claro, presidente.... quem falar mal de jarbas ou é louco ou tá defendendo a "bolacha" fazendo média com o patrão



02/07


2007

Procurador dá 20 dias para Roriz fazer defesa

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, abriu procedimento administrativo contra o senador Joaquim Roriz (PMDB-DF) --flagrado em conversas telefônicas com o ex-presidente do Banco de Brasília (BRB) Tarcísio Franklin de Moura. Na conversa, Roriz combina com Moura a partilha de R$ 2,2 milhões no escritório do empresário Nenê Constantino, presidente do conselho de administração da Gol.

Souza deu 20 dias de prazo para Roriz explicar a suposta partilha de dinheiro. A defesa não é obrigatória e pode ser encaminhada por escrito. Se o procurador entender que Roriz cometeu irregularidade, ele pode pedir a abertura de inquérito ou denunciá-lo ao STF (Supremo Tribunal Federal) --já que Roriz, como senador, tem foro privilegiado.

Souza anunciou a decisão após reunião do Conselho Nacional do Ministério Público. Na semana passada, ao ser reconduzido ao cargo, ele sinalizou que havia indícios para abertura de procedimento administrativo contra Roriz, mas não forneceu detalhes.

Na última sexta-feira, o advogado de Roriz, Everardo Ribeiro, afirmou à Folha Online que as explicações sobre o assunto serão fornecidas à Procuradoria Geral da República. Ele disse apenas que o senador aguarda ser notificado. As gravações foram realizadas durante a Operação Aquarela, comandada pela Polícia Civil do Distrito Federal, que desbaratou um esquema que desviava dinheiro do BRB. Foram presos 19 suspeitos, entre eles Moura.

Roriz foi à tribuna do Senado na semana passada se defender das acusações. Ele afirma que pediu um empréstimo para Nenê para comprar parte de uma bezerra nelore. Segundo o senador, ele descontou o cheque de Nenê --de R$ 2,2 milhões-- ficou com a parte do empréstimo e devolvem ao empresário R$ 1,9 milhão. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/07


2007

Genoino: ‘PT tem de ser menos governo e mais sociedade’

Desde que deixou a presidência do PT, em julho de 2005, no auge do escândalo do mensalão, José Genoino nunca mais foi o mesmo. De volta à Câmara após quatro anos de ausência, o deputado paulista trocou o estilo combativo que o tornou conhecido ainda em 1983, quando assumiu o primeiro mandato, por uma discrição quase absoluta. 

O ex-presidente do PT afirma já ter acertado suas contas com a militância, com a divulgação de textos e cartas, principalmente com o lançamento de dois livros: Escolhas Políticas, biografia escrita pela professora Maria Francisco Coelho e que foi lançada recentemente, e Entre o Sonho e o Poder, com depoimentos dele à jornalista Denise Paraná, lançado em agosto do ano passado.

Genoino, no entanto, deixa escapar uma certa insatisfação com a postura de alguns membros do PT que, ainda hoje, depois de dois anos da pior crise da história do partido, não se manifestaram sobre o assunto com os correligionários e com a própria sociedade. “Minha responsabilidade política eu cumpri integralmente”, declarou. “Nunca me omiti em nada, nunca deixei de correr riscos, e tudo que fiz foi com muita causa, com muito ideal, não fiz nada em benefício próprio.” O parlamentar espera que a direção do PT preste contas com a população no próximo congresso do partido, previsto para ocorrer em agosto. Do Congresso em Foco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

02/07


2007

Lula: ''''Câmbio é problema dos EUA, mas ninguém diz''''

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, nesta segunda-feira (2), o câmbio flutuante e disse que a desvalorização do dólar ocorre por conta de um déficit fiscal dos Estados Unidos.

Lula participou das comemorações do aniversário da montadora Scania,  em São Bernardo do Campo. 

“O real não está valorizado em relação ao euro, está desvalorizado em relação ao dólar porque o dólar está desvalorizado em relação a todas as moedas do mundo. O problema do câmbio é um déficit fiscal dos EUA, mas como eles são muito grandes, ninguém tem coragem de falar”, afirmou o presidente.

Segundo Lula, alguns empresários pensam que se pode “encotrar um dólar que seja do atendimento de quem vende”. “O atendimento de quem vende não é o de quem compra e, sobretudo, prejudica o trabalhador.Quando o dólar subir, sobe a inflação. E subindo a inflação, cai o poder aquisitivo do povo brasileiro. Isso não vamos permitir.”

O presidente disse ainda que o Brasil vai se transformar em “uma grande economia mundial no século 21”. “Chega de ser pequeno, chega de ser o país do futuro, chega de ser a esperança do mundo, um monte de adjetivos que nunca se concretizam. O mundo precisa aprender que o Brasil resolveu assumir a sua grandeza territorial e no seu comportamento político.”

O presidente da Scania Latin América, Michel de Lambert, cobrou do presidente Lula abertura “passo a passo, sem ingenuidade” do Brasil ao mercado mundial. Lambert afirmou que o desempenho da indústria sueca de caminhões, que completa 50 anos no Brasil, depende do crescimento do mercado interno e das flutuações cambiais.

“O Brasil precisa se apoiar em uma administração simples e em uma única interpretação, sem margens para interesses momentâneos”, disse Lambert. O executivo disse que a Scania se preparou em 2002 para o crescimento do mercado interno brasileiro e “esse crescimento ainda não veio”.(nformações do portal G1)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/07


2007

Transposição: Conselho Indigenista teme uso da força

A reunião entre os governadores de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB); do Rio Grande do Norte, Wilma Faria (PSB), e da Paraíba, Cassio Cunha Lima (PSDB), que está acontecendo no Recife, é motivo de preocupação para as famílias acampadas em manifestação contra a transposição do Rio São Francisco. De acordo com nota divulgada pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), os acampados temem uso de força para reprimir a manifestação.

 

“A coordenação do acampamento acredita que a reunião poderá provocar uma reflexão sobre as mobilizações contrárias ao projeto e a forma impositiva como este tem sido colocado, inclusive com a utilização do Exército. Espera-se que os representantes estaduais contribuam na manutenção do caráter pacífico da manifestação em Cabrobó (PE). Além disso, que estimule o debate público sobre os verdadeiros beneficiados pela obra”, diz a nota.

 

De acordo com o Cimi, a notificação sobre a liminar de reintegração de posse da área, dada pelo juiz da 20ª Vara Federal, Georgius Luís Argentini Principe Credidio, ainda não chegou aos acampados.

 

Hoje, de acordo com a nota, grupos de manifestantes começaram a se revezar com outros grupos e houve ainda um aumento no número de índios Trukás na área ocupada. Os indígenas fazem uma retomada das terras da fazenda Toco Preto e Mãe Rosa que, segundo as lideranças, deveriam ter sido anexadas ao território há mais de dez anos, quando teve início a demarcação da área.

 

Os movimentos envolvidos na manifestação, entre eles o MST, passaram a contar nesta segunda com um novo estudo contrário à transposição do Rio São Francisco. O estudo foi feito pela organização não-governamental ambientalista WWF e é a mais nova arma de quem se opõe à transposição.

 

O trabalho argumenta que a transposição deveria ser vista como última opção pelo Governo. No caso do São Francisco, o que ocorre é exatamente o contrário. O Governo tem tratado como o mais importante projeto estrutural do segundo mandato. “Em vez de solução, as transposições analisadas levaram inúmeros problemas tanto às bacias receptoras quanto às bacias doadoras das águas”, argumenta o estudo.

 

O estudo aponta que apenas 4% das águas retiradas da vazão do rio serão usadas para atender o consumo da população difusa - 26% irão para o abastecimento urbano e industrial e os 70% restantes para irrigação. Há uma preocupação dos ambientalistas em relação à biodiversidade de peixes e fragmentação do que resta das matas nativas. As informações são da Agência Nordeste


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

02/07


2007

Enquete em Serra Talhada acaba amanhã

O prefeito tucano de Serra Talhada, Carlos Evandro, lidera, com 42%, a última parcial da enquete sobre a sucessão no município feita por este blog, seguido por Faeca Seguros(PR), que tem 24%. Vamos continuar votando, gente! O resultado final sairá amanhã.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Serratalhadense

Será que esse Cacá e esse Nildo ja andaram no AVANJU, na CAGEPE,Caxixola,IPSEP,Alto do bom Jesus e outras tantas obras para ainda querer Faequinha das meninas para prefeito? é... tudo bem, eu acho que eles não são de serra talhada.

Serratalhadense

E esse tal de Cacá de não sei de que, é um babão de primeira, nunca ví esse rapaz escrever algo que não seja babando o grupo do Inocencio, deve ser mais um comedor do dinheiro público, te orienta, t

Serratalhadense

Ô Nildo, Invejoso????? o camarada ter inveja da quantidade de votos que Faeca tem é um anormal, deixa isso para João Caracuí,Josivaldo,Jair Ferraz,Julieta enfermeira, Cuca de Caiçarinha e outros,pois só esses podem ter inveja dos votos desse rapaz.

Serratalhadense

Meu Deus do Ceu como ainda tem gente besta nesse mundo, o tal do Nildo ai abaixo ainda tem fé no tal do Faeca, ô Nildinho te orienta camarada tú sabe que Faequinha das meninas não sai nem para vereador, mais não é porque não quer não....isso chama-se falta de votos mesmo.

nildo t da silva

os invejosos vão ter um ataque cardíaco,FAECA 2008...............



02/07


2007

Transposição: PF tenta fim do conflito com índios

A Polícia Federal de Pernambuco (PF-PE) define hoje uma operação de reintegração de posse da área onde estão sendo realizadas as obras de transposição do Rio São Francisco, no município de Cabrobó, sertão do estado. “Estamos definindo o formato, traçando estratégias para uma melhor solução. Em primeiro lugar, estamos buscando uma solução pacífica baseada no diálogo e o uso da força só será feito em última instância. Hoje mesmo um contato com as pessoas acampadas será mantido”, adiantou o assessor de comunicação da corporação, Giovani Santoro.

Três fazendas estão acampadas em protesto contra o início das obras de transposição. Segundo os cálculos dos manifestantes, 1,5 mil pessoas estão atualmente no acampamento. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, a obra de transposição do rio deverá atender 12 milhões de pessoas do sertão nordestino.

Para o prefeito do município, Eudes Cavalcanti, a manifestação é fruto de um processo de manipulação de alguns segmentos organizados da sociedade. A prefeitura recebeu, através de convênio assinado em 2005 com o Ministério da Integração Nacional, R$ 6,4 milhões para realizar obras de esgotamento sanitário, que, segundo o prefeito, estão em fase de execução. O município tem 28.150 habitantes e fica no extremo oeste de Pernambuco, na divisa com a Bahia.

Da Redação do PERNAMBUCO.COM


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/07


2007

Cresce tensão no Senado com casos Renan e Roriz

 O Conselho de Ética do Senado se reúne na terça-feira, 3, para discutir a votação do processo por quebra de decoro parlamentar contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB). Até lá, os partidos também devem decidir se vão ou não pedir o afastamento do presidente do Conselho de Ética, Leomar Quintanilha (PMDB-TO) do comando do conselho. Ele enfrenta processo no STF, por suspeita de corrupção.

O PDT já avisou que pretende pedir formalmente o afastamento do peemedebista do posto. Para o partido, não há condição de um conselho de ética ser comandado por alguém acusado por corrupção.

Também na terça-feira o PSDB reunirá sua bancada para tentar fechar um pedido de afastamento de Renan da presidência do Senado. A intenção, segundo o presidente do partido, senador Tasso Jereissati (CE), é deixar claro a Renan que a oposição não mais apóia sua permanência no mais importante cargo do Legislativo. Em nota, o PSDB já pediu o afastamento de peemedebistas do comando do Conselho de Ética. O DEM já pediu que Renan se afaste do cargo.

Já o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Distrito Federal vai discutir nesta segunda-feira, 2, que medida deve adotar em resposta à denúncia de que alguns votos do tribunal podem ter sido comprados na decisão, tomada em outubro, que absolveu o ex-governador e senador Joaquim Roriz (PMDB-DF) no processo em que era acusado de usar uma empresa pública para fazer campanha eleitoral.

O PSOL, autor da representação contra Renan, também entrou com representação contra o senador Roriz por quebra de decoro, alegando que as explicações não são suficientes e o desconto do cheque precisa ser investigado. Roriz aparece nas escutas da Operação Aquarela negociando a partilha de R$ 2,2 milhões com o ex-presidente do Banco de Brasília (BRB) Tarcísio Franklin de Moura.

(Informações do portal Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

se a Reforma não vedar esse expediente que é um absurdo, pois quem renuncia um mandato para beneficiar-e da perda do mesmo, não poderia participar de uma eleição no mínimo por 10 anos. Um dia faremos Reforma Política, com mais seriedade. Peço ao povo do Brasil que se mobilize.

e veio piorar com o pagamento da pensão alimentícia, que lamentavelmente foi paga, pelo recurso que se duvida a lisura, diante desse fato que é muito grave, pois caixa dois é o maior problema hoje desse país. O senhor tem que renunciar seu mandato e fazer como alguns fizeram, se candidatar na

Nobre Senador, Renan Calheiros, é óbvio que quando as pessoas escolhem inveredar no caminho da política, tem que tomar conhecimento imediatamente que a vida particular do parlamentar, não é tão particular assim, no entanto, a sua postura de arranjar um filho fora do casamento, já não foi de bom tom,

Raimundo Eleno dos Santos

Penso q qualquer legislação q rege qualquer das casas do Congresso e dos poderes da União devesse ser elaborada p/um conselho conjunto:Membros do legislativo,do executivo e do judiciário.Um regulamento assim estabelecido geraria um conselho superior de magistrados da república para julgar os malas.



02/07


2007

ACM ainda sem previsão de alta

O senador Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA), 79, permanece internado no InCor-SP (Instituto do Coração) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, ainda sem previsão de alta. Segundo a assessoria do parlamentar, ACM está bem e disposto, comentando as notícias que envolvem o Congresso Nacional. O senador foi internado para tratamento de insuficiência cardíaca e disfunção renal.

O médico particular do político, Roberto Kalil Filho, retornou na semana passada de viagem aos Estados Unidos e avalia a nova fase de tratamento do parlamentar. ACM está internado desde o último dia 13 para a realização de exames de rotina. Desde março, quando o político ficou internado para se curar de uma pneumonia e de uma disfunção renal, ele se submete a check-up de rotina uma vez por mês.

No final de maio, o parlamentar sentiu-se mal no Senado e chegou a cair no chão em frente ao seu gabinete. Na ocasião, ele foi submetido a uma série de exames no InCor. Em abril, o senador foi internado no InCor com insuficiência cardíaca. Ele é cardiopata, portador de insuficiência cardíaca congestiva, em decorrência de um infarto, ocorrido em 1989. As informações são da Folha Online.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Vide o salmo 73 - 18 Certamente tu os pões em lugares escorregadios, tu os lanças para a ruína. 19 Como caem na desolação num momento! ficam totalmente consumidos de terrores. 20 Como faz com um sonho o que acorda, assim, ó Senhor, quando acordares, desprezarás as suas fantasias.



02/07


2007

Transposição: governadores enfrentam rebelião de índios

Quatro governadores do Nordeste discutem, dentro de instantes, no Recife, uma estratégia para enfrentar a rebelião de 1,2 mil índios da tribo Truká, em Cabrobó, que invadiram o canteiro de obras da transposição do São Francisco, com a ajuda do MST e do padre Cappio, de Barra (BA). Anfitrião do encontro, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) já prometeu ao ministro da Integração, Geddel Vieira, empenho para encontrar uma saída para o impasse.

 

Mas ele quer o envolvimento dos governadores de Estados que serão muito mais beneficiados com a obra. Daí, a razão de ter convocado uma reunião com Wilma de Faria (PSB), do Rio Grande do Norte; Cássio Cunha Lima (PSDB), da Paraíba; e Cid Gomes (PSB), do Ceará. “Os governadores estão preocupados com a radicalização do movimento depois da entrada do MST e do padre Cappio”, disse, há pouco, um assessor do governador Eduardo Campos.

 

As obras da transposição, iniciadas em 15 de junho, estavam sendo tocadas pelo Grupo de Engenharia do Exército até 10 dias, quando eclodiu o movimento de resistência dos índios que vivem da pesca e da agricultura de subsistência na beira do rio, em Cabrobó, local escolhido pelo projeto do Governo para a primeira tomada de água da transposição.

 

Ao conversar, ontem, por telefone, com os governadores, Eduardo Campos revelou que não permitirá o que chamou de baderna no seu Estado, referindo-se ao acirramento do conflito provocado pela entrada do MST. Depois, garantiu ao ministro Geddel Vieira que construiria uma saída com os demais governadores. Geddel, aliás, está sendo esperado no encontro. O ministro culpa o padre Cappio por insuflar os índios trukás.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Paulin tem saudades do Regime Militar!?Daquela fase de terror.Paulin será um verde de pijamas?

Raimundo Eleno dos Santos

Admiro muito a atitude D.Cappio,bispo católico. Ele,como toda a igreja católica,fez opção pelos pobres.Se o Nordeste ficar opulento com a injeção das águas do Velho Chico em seu solo,vai escassear pobres e a Igreja Católica corre o risco de desaparecer porque não terá mais objetivo.Penso assim.

Paulin de Caruaru.

Nem para garantir a segurança da transposição o exército serve? Fora a regular prática do onanismo pelos seus soldados,esse exército brasileiro serve pra que?



02/07


2007

PF prende quatro por dia desde início do governo Lula

 Desde o primeiro ano do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003, a Polícia Federal já desencadeou 357 grandes operações com a prisão de 6.225 pessoas, média de quase quatro suspeitos detidos por dia, informa nesta segunda-feira reportagem da Folha.

Segundo a reportagem, entre os presos estavam ao menos 945 servidores públicos acusados de corrupção.

A Folha informa que não há dados seguros para comparar as operações da gestão de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e da atual administração, já que nem todos os trabalhos do período tucano estão registrados na Polícia Federal.

A reportagem rastreou cinco grandes escândalos para saber o destino de algumas pessoas presas em operações da PF --Anaconda (venda de sentenças no Judiciário), Vampiro (fraude em contratos do Ministério da Saúde), Curupira (devastação da Amazônia), Sanguessuga (fraude no Orçamento por parlamentares) e Furacão (influência de magistrados no jogo do bicho).

No total, 210 pessoas foram presas temporariamente, 203 foram indiciadas (quando a polícia acredita ter indícios suficientes do crime), 378, denunciadas (acusadas formalmente na Justiça) e 19, condenadas --dez de forma definitiva, de acordo com a Folha.

Apesar do sucesso das megaoperações da PF, ainda ocorrem erros graves, como a prisão provisória de pessoas sem envolvimento comprovado com as irregularidades apuradas, informa a Folha.

Em pelo menos duas das cinco megaoperações levantadas pela reportagem, dois homens foram presos por falha dos investigadores, um durante 11 dias, outro por cinco dias. (Informações da Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

guilherme alves

No quesito corrupção no governo FHC a PF não atuava. Oientações superiores.

milton tenorio pinto junior

Se dois estiverem ainda presos é muito.É a certeza da impunidade.Policia prende e justiça solta.



02/07


2007

A polêmica da disputa entre delegados

Conforme prometido, abordo, novamente, o Decreto N° 13.213 que regulamenta as promoções na Polícia Civil de Pernambuco. Os critérios para as promoções são bons – específicos e essenciais. Contudo, o referido Decreto esconde o principal: as nomeações continuarão a ser decididas pelo governador. Este é o problema. Independente do governo. O problema é político. Pois a dita “oxigenação” talvez sirva apenas para mudar os grupos, assim como já ocorre, inclusive, na Polícia Militar.

Explico! As instituições são formadas por indivíduos. Estes tomam decisões que irão ditar/representar as ações das instituições. Em qualquer instituição, a qual pode ser reconhecida por grupo, subgrupos são construídos. Estes representam interesses específicos. Em alguns momentos, os subgrupos entram em choque, pois estão em disputas, e, por conseqüência, a instituição perde vigor, ou seja, deixa de funcionar de modo eficaz.

A tal oxigenação prometida pelo governador Eduardo Campos para a Polícia Civil possibilitou que o acirramento entre diversos subgrupos viessem à tona de modo mais enfático. Se antes, um determinado subgrupo controlava parte da estrutura da Polícia Civil; desde janeiro, outro subgrupo vem procurando controlá-la. O texto é do cientista político Adriano Oliveira, especializado também em segurança pública. Para ler a sua íntegra, vá no menu Opinião. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/07


2007

Melopéia

Tomo emprestado com a ressalva de que a ninguém tenha contas a prestar na devolução deste dito constante nos alfarrábios que aconselha e ensina aos homens esperançosos de melhoramentos futuros, quando previne e acalma a todos com seu bondoso aconselhamento: “Não há bem que sempre dure e mal que nunca se acabe”.

Dúvidas, nenhuma! É assim que acontece. Entretanto, está no período de tempo entre o “não há bem que sempre dure” a aflição dos que aguardam ansiosamente aquilo que esperançosamente prevê que “não há mal que nunca se acabe”. Estaria na iminência de findar antecipado o conforto proporcionado a Renan Calheiros nos regalos que desfruta no aprazado exercício de presidente do Congresso Nacional por força do cargo de senador da República? O texto é do escritor Lino Perrelli e acabo de postar em Opinião. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha