Gravatá IPTU 2019 Prorro

11/02


2019

Transposição: Paulo Câmara topa os R$ 100 milhões-ano da obra

O monistro do Desinvolvimento Regional, Gustavo Canuto, está batendo à porta de governadores nordestinos para cobrar a fatura da transposição do Rio São Francisco. A conta é salgada. O valor ficaria em torno de R$ 100 milhões por ano para cada Estado beneficiado. Na sexta-feira, Canuto esteve com Paulo Câmara (PSB). Ouviu do governador de Pernambuco que o Estado topa entrar no rateio quando as obras estiverem concluídas.

Enquanto isso, ao exigir o extenso rito tradicional para a tramitação da reforma da Previdência na Câmara, Rodrigo Maia quer ampliar o entendimento da população sobre o sensível tema.

Na outra ponta, ele avalia que a oposição está desarticulada para colocar gente na rua.  (Coluna do Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

Confira os últimos posts



22/04


2019

Equipe econômica do governo quer “reprivatizar” a Vale

No pacote de privatizações que o governo pretende fazer, está a "reprivatização" da Vale, de acordo com integrantes da equipe econômica ouvidos pelo blog da Julia Duailibi. O governo hoje possui participação acionária na empresa, privatizada em 1997, e o objetivo do Ministério da Economia é se desfazer dessas participações vendendo as ações.

Hoje, 20% da Vale pertence à Litel Participações, que tem entre os seus acionistas fundos de pensão ligados às estatais, como a Previ, a Petros, a Funcef e a Funcesp. Além disso, o BNDESPar, braço de investimentos do BNDES no mercado de ações, detém mais de 6% da companhia.

"Vamos reprivatizar a Vale. Vamos colocar todo mundo para vender esse troço todo. Vamos tirar as patas do mercado", declarou um integrante da equipe econômica.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou ao blog da Natuza Nery, no G1, que vê com "simpatia" a privatização da Petrobras. A avaliação do presidente sobre o assunto mudou, diante da ameaça de paralisação dos caminhoneiros, que questionam o reajuste do diesel e o não cumprimento da tabela de frete, criada como resposta à greve de 2018.

Em relação à Petrobras, no entanto, a intenção mais imediata do governo é vender metade das refinarias e o braço de distribuição da empresa, concentrando as atividades em exploração, antes de discutir a sua privatização. Mais no curto prazo, estão no radar as privatizações da Eletrobras e dos Correios, que ainda encontra resistência no Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, ao qual está ligado.

Em 2017, de acordo com dados do Tesouro, os aportes nas estatais dependentes do Tesouro foram de R$ 20 bilhões, entre subvenções e aumento de capital.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Trabalha PMR

22/04


2019

Osvaldo Coelho ganha perfil parlamentar

Deputado federal por oito mandatos, o pernambucano Osvaldo Coelho, que morreu em 2015, virou objeto de uma extensa pesquisa por parte do historiador Ricardo Rodrigues, ex-chefe da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados, culminando com a edição do livro Perfil Parlamentar, com lançamento marcado para a próxima quarta-feira no Espaço Servidor da Câmara.

Osvaldo era irmão do ex-senador Nilo Coelho, ex-presidente do Congresso e pai do ex-prefeito de Petrolina, Guilherme Coelho, seu herdeiro político. Sua atuação parlamentar foi marcada pela defesa intransigente dos interesses do Estado com foco na agricultura irrigada. Ele sempre dizia que os projetos de irrigação se constituíam na maior alavanca de desenvolvimento do semiárido nordestino, gerando empregos e riqueza.

Osvaldo também pontuou sua passagem pela defesa fervorosa da educação com melhor qualidade. Foi autor, por exemplo, do projeto de implantação da Universidade Federal do Vale do São Francisco. Na constituinte, teve emenda aprovada para destinar 50% das verbas federais para o desenvolvimento do ensino básico.

Esta emenda foi precursora do Fundeb. "Osvaldo Coelho foi acima de tudo um parlamentar compromissado com sua região e o Brasil. O livro com o seu perfil resgata o legado do parlamentar para a presente e as futuras gerações", diz o autor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

22/04


2019

Humberto: Nordestinos sofrem com desmonte do Mais Médicos

Três meses após o governo Jair Bolsonaro ter anunciado o preenchimento das vagas do Mais Médicos em todo o Brasil abertas com o fim do acordo com o governo cubano, o Nordeste volta a sofrer com a ausência de profissionais no Sistema Único de Saúde (SUS). Só na região, 408 médicos abandonaram os seus postos nos três primeiros meses da gestão Bolsonaro. O número representa 40% do total de desistências registradas este ano no Brasil.

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), há um claro desmonte acelerado do programa. “Estamos vivendo um apagão na saúde. Os médicos que antes acompanhavam a população agora deixaram seus postos. Quantas pessoas estão, neste momento, sem atendimento? Quantos não voltaram para casa sem saber qual o seu diagnóstico? Os efeitos da ausência de profissionais são imensuráveis porque a gente está falando da vida das pessoas”, afirmou o senador.

A falta de profissionais se dá depois de o governo brasileiro ter mudado, unilateralmente, as regras do acordo que tinha firmado com Cuba, durante a gestão da presidente Dilma Rousseff (PT), para viabilizar o Mais Médicos, sob a chancela da Organização Pan Americana da Saúde (OPAS). Com a saída dos médicos, o governo Jair Bolsonaro anunciou um novo edital e o preenchimento das vagas por profissionais brasileiros. A iniciativa, no entanto, se mostrou falha. Noventa dias depois do anúncio, 1.052 médicos, cerca de 15% dos profissionais, já desistiram do contrato.

Em Pernambuco, 56 médicos deixaram os postos e a ausência de profissionais vem estrangulando o atendimento no Estado. “A população de municípios inteiros está sendo afetada. Muitas pessoas não têm a quem recorrer no momento de necessidade. Tudo isso é resultado de um governo irresponsável e incompetente que adora bradar discursos políticos raivosos porque não tem nada para executar como ações concretas em benefício do povo brasileiro”, afirmou Humberto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Deputado quer acesso a estudos da Reforma da Previdência

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) antecipou, na manhã de hoje, que ajuizará uma ação popular na justiça federal para garantir o acesso às informações que embasam a proposta de Reforma da Previdência do governo federal. Segundo o parlamentar, é preciso assegurar que a população conheça os argumentos, estatísticas, dados econômicos e sociais que sustentam o texto em tramitação. “Os cidadãos têm direito de saber o conteúdo de cada estudo que sustenta a proposta de mudanças nas regras previdenciárias, afinal é uma medida que impacta a vida de todos os brasileiros”, afirmou.

Danilo Cabral ressaltou que apresentou um requerimento com pedido de informação ao Ministério da Economia, um dia após a chegada da Reforma da Previdência ao Congresso Nacional, solicitando os dados dos estudos atuariais bem como o impacto orçamentário na redução do suposto déficit previdenciário, com a alteração nos critérios de concessão dos benefícios. “Até agora, não recebemos resposta do governo”, destacou. O prazo para a resposta do pedido de informação vence hoje.

“O governo não tem respeito pelo valor da transparência na gestão pública. Esta é a segunda vez que tenta restringir o acesso a dados públicos neste ano”, criticou Danilo Cabral. O parlamentar lembrou a revogação do decreto sobre sigilo nos dados públicos após ser derrotado na Câmara dos Deputados com a aprovação do Projeto de Decreto Legislativo, elaborado por deputados do PSB, que suspendia os efeitos da medida. O decreto foi assinado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, ampliando o rol de comissionados que podem tornar dados públicos ultrassecretos.

De acordo com Danilo Cabral, para decretar sigilo aos dados sobre a Reforma da Previdência, o governo alega que são documentos preparatórios, o que significa que apenas servidores e autoridades públicas, devidamente autorizados, podem acessar a informação. “Ora, se são documentos preparatórios, o governo se precipitou a mandar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) com base nestes estudos”, disse o deputado. Ele reforça a necessidade de obter as informações antes de a proposta chegar à Comissão Especial que analisará as mudanças no sistema previdenciário. “Tudo indica que o governo também não responderá ao nosso pedido de informação, cujo prazo se expira hoje. Caso isso ocorra, entraremos com a ação popular”, acrescentou.

Amanhã, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) voltará a discutir o relatório do deputado Marcelo Freitas (PSL-MG). Há previsão de que o texto, depois de pressão dos parlamentares, seja reapresentado com alterações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

22/04


2019

Caco Barcellos ministra palestra em Petrolina

Gestão e liderança serão os temas da palestra do escritor e jornalista Caco Barcellos, que participará do Seminário ‘Excelência Profissional e Inteligência em Venda’, em Petrolina. O evento, que trará também Marcelo Ortega, um dos conferencistas mais aclamados do Brasil, ocorre no dia 22 de maio, mas as inscrições já estão abertas.

O seminário será realizado no auditório do SENAI, a partir das 18h, e é uma realização da unidade regional Sertão do São Francisco da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE). Para participar, interessados podem se inscrever no site www.fiepe.org.br ou pelo telefone (87) 3861.0554.

De acordo com o gestor regional do Sistema FIEPE, Flávio Guimarães, é preciso se apressar pois as vagas são limitadas. "Os convidados especiais, Caco Barcellos e Marcelo Ortega vão compartilhar com os participantes décadas de experiência profissional focada na alta performance e engajamento de equipes", adiantou Guimarães.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

22/04


2019

Governo admite dilema sobre caminhoneiros

O general Carlos Alberto Santos Cruz, ministro da Secretaria de Governo da Presidência, admite que o governo está entre a cruz e a espada em relação à crise potencial representada pela insatisfação dos caminhoneiros – que pode desembocar em nova greve e paralisar a economia, como em 2018. Em entrevista ao jornal O Globo, Santos Cruz caracteriza a cruz como a possibilidade de uma decisão política que acalme os caminhoneiros e desarme a bomba e a espada como os limites para evitar um intervencionismo estatal na economia.

“O resumo de tudo isso é matemático. Agora, as decisões também são políticas. E o governo fica sempre entre a decisão política e o limite econômico, está sempre entre a cruz e a espada”, disse o ministro, para quem o governo tem de entender os problemas do setor, mas os caminhoneiros também precisam compreender que estão inseridos num contexto geral da economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Procissão leva centenas de fiéis às ruas do Jaboatão

Centenas de fieis acompanharam, na tarde deste Domingo de Páscoa, no Jaboatão dos Guararapes, a tradicional Procissão da Bandeira, ato que marca o início dos cortejos em homenagem à Nossa Senhora dos Prazeres. A caminhada partiu da matriz de Nossa Senhora do Rosário e retornou ao Santuário, localizado no Parque Histórico Nacional dos Guararapes, onde, ao longo dos próximos nove dias, serão realizados diversos atos religiosos, como celebrações eucarísticas, missas campais e apresentações musicais do frei Rosivaldo e dos padres Damião Silva e João Carlos, entre outros. O ciclo de atividades integra a grade da programação da 362ª Festa de Nossa Senhora dos Prazeres, um dos mais tradicionais e importantes eventos do calendário religioso de Pernambuco.

A famosa manifestação cultural comemora o término da Batalha dos Guararapes, quando, de acordo com a tradição, Nossa Senhora dos Prazeres teria aparecido milagrosamente diante dos soldados brasileiros e fortalecido as tropas contra a invasão dos holandeses. Em ato de agradecimento, o comandante Francisco de Menezes mandou edificar uma capela-mor e requisitou que, desde então, fosse realizado, anualmente, um grande festejo, com muita pompa, em homenagem à Virgem. A partir daí, os monges passaram a organizar a festa, reconhecida nacionalmente.

De ontem até a segunda-feira (29), a expectativa é de que mais de 300 mil pessoas participem das programações religiosas e artísticas do evento, popularmente conhecido como Festa da Pitomba. Este ano, a partir da próxima quinta-feira (25), mais de 30 artistas se revezarão nos polos religiosos, artísticos e culturais. Entre as atrações, estão os cantores Elba Ramalho, Pablo, Michele Melo, Silvério Pessoa, Petrúcio Amorim e Nádia Maia. Integram a grade, ainda, bandas como Torpedo, Sedutora, Kitara e Patusco, além dos MC’s Troinha, Japão, Tocha, Roginho e Vitinho Polêmico. A programação completa está disponível no site da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes (jaboatao.pe.gov.br).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

22/04


2019

Viva Venezuela livre!

O ditador facínora Nicolas Maduro desafia as leis da política, da natureza e da vida ao tiranizar seus compatriotas para se manter no poder na Venezuela, protesta do bicho-grilo Adalbertovsky do alto das montanhas da Jaqueira. “O inferno é o limite. Bolivarismo é lenda de um passado insepulto. As ultraesquerdas se autoflagelam para apoiar o ditador corrupto e sanguinário Maduro. A soberania da Venezuela está na mãos do czar russo Vladimir Putin.  

“Maduro e os generais de fandango que se locupletam dos recursos da PDVSA, são fantoches do novo czar da Rússia,Vladimir Putin. O petróleo da Venezuela desperta a cobiça internacional? A cada dia o óleo de pedra é um produto mais farto e mais barato no mundo. O petróleo de xisto está dando no meio da canela nos Estados Unidos. Instalar uma base militar na ilha La Orchila, na mira da caixa dos peitos de Donald Trump, este sim é o interesse estratégico geopolítico dos russos”.

“Década de 1980, o Papa João Paulo 2º foi “a autoridade moral mais importante do mundo”, na expressão do líder soviético Mikhail Gorbachev, combateu os regimes totalitários de esquerda e de direita. O desmonte das ditaduras comunistas na Polônia, a queda do Muro de Berlim e a dissolução do Império Soviético fazem parte do legado do Papa João Paulo 2º ao lado de lideranças mundiais. Venerado, beatificado e santificado, Karol Wojtyla/João Paulo 2º será glorificado para sempre. Amém”!

“Atualmente o Papa Francisco reza piedosas orações, pede misericórdia aos ímpios e distribui água benta. Ditaduras totalitárias não se comovem com humildades franciscanas”. A cantoria do Profeta Adalbertovsky está postada na íntegra no Menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

GOSTARIA QUE ALGUÉM ME EXPLICASSEM, PORQUE NINGUÉM MAIS QUER INVADIR A VENEZUELA, O QUE ACONTECEU? NÃO QUEREM MAIS ROUBAR PETRÓLEO?



22/04


2019

CNJ vê auxílio-alimentação de juízes em Pernambuco

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deve analisar nesta terça-feira um aumento de R$ 1.068 para R$ 1.561,80 no auxílio-alimentação de juízes do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE).

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, abriu caminho para o reajuste, mas depois suspendeu o pagamento concedido para driblar as perdas com as regras do auxílio-moradia.

Enquanto isso, especialistas do FBI e da Polícia Federal e dirigentes do Facebook, Google, Twitter e WhatsApp vão participar do seminário internacional “Fake News e Eleições”, que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai promover nos dias 16 e 17 de maio, em Brasília.  (Coluna do Estadão – Alberto Bombig)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

PSB retoma aposta em candidatura de Joaquim Barbosa

Em gesto de reaproximação, ex-presidente do STF vai integrar conselho de política internacional da legenda

Sérgio Roxo – O Globo

Apesar de ter se decepcionado com a desistência de Joaquim Barbosa em disputar a eleição do ano passado, o PSB voltou a investir na tentativa de construir uma candidatura presidencial do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal. A avaliação é que o ex-ministro pode se tornar uma alternativa para eleitores de centro-esquerda decepcionados com o PT.

No final do mês passado, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, almoçou com Barbosa em Brasília. Siqueira afirma que o objetivo foi convidar Barbosa para integrar o conselho de política internacional da legenda.

— Ele aceitou participar. Nós vamos discutir os grandes temas da conjuntura mundial nesse conselho — disse o presidente do PSB.

De acordo com Siqueira, a legenda quer Barbosa mais atuante na vida partidária.

— É importante incluí-lo nas atividades do partido— afirmou Siqueira.

O ex-ministro do Supremo se filiou ao PSB em abril do ano passado. Por um mês, manteve o suspense sobre a sua candidatura. Ele chegou a aparecer em terceiro lugar nas pesquisas. Mas, no começo de maio, anunciou, pelo Twitter, que não entraria na disputa.

Mesmo após a desistência, Barbosa continuou filiado ao PSB, o que é lido como um sinal de que ele não descarta disputar eleição no futuro.

— Candidatura é uma questão que vai ser discutida no momento oportuno. É muito cedo para tratar disso — declarou Siqueira.

Procurado por meio de sua assessoria, Barbosa informou que não iria se pronunciar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Alvo de Receita e Supremo dá aulas a Bolsonaro

Ministro Augusto Nardes foi chamado para palestras sobre boas práticas de governança

Camila Mattoso e Fábio Fabrini – Folha de S.Paulo

Investigado sob suspeita de envolvimento na compra de decisões no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) e cobrado pela Receita Federal por impostos de suposta propina, o ministro Augusto Nardes (Tribunal de Contas da União) tem sido chamado pelo governo de Jair Bolsonaro para dar aulas sobre boas práticas de governança. 

Autor de um livro sobre o assunto, Nardes deu palestra para o próprio presidente e seus ministros em 14 de março, no Palácio do Planalto. Em 26 do mesmo mês, esteve em evento em Brasília com os superintendentes da Polícia Federal, um dos órgãos que o investigam. 

Ligado ao ex-ministro Eliseu Padilha, ele já dava aulas para autoridades no governo de Michel Temer

Leia matéria na íntegra clicando ao lado:  Alvo de Receita e Supremo, ministro do TCU dá aulas a Bolsonaro ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Imagens não revelam autor de fraude no Senado

Transcorridos dois meses e meio, o mistério sobre os 82 votos para a presidência do Senado ainda não está perto do fim. Em reunião na semana passada, o corregedor da Casa, Roberto Rocha (PSDB-MA), foi pressionado pelos colegas a apontar um responsável pelo voto a mais na urna, como forma de responder à opinião pública e evitar agravar o desgaste do Senado.

Mas, pelas imagens analisadas até o momento, não é possível identificar com clareza o autor. “Se não tiver 100% de certeza, não vou apontar o dedo para ninguém”, afirma Rocha.

Caso a apuração do episódio chegue a um nome, ele será levado ao Conselho de Ética. Se o autor da infração for um senador, o parlamentar está sujeito até à cassação.(Coluna do Estadão – Alberto Bombig)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Guerra atiçada por Bolsonaro divide militares

Marcos Augusto Gonçalves – Folha

O investimento incessante do governo Bolsonaro em desinteligência, provocação e cizânia não se volta apenas contra os inimigos externos –a esquerda e os defensores de direitos civis e princípios civilizatórios, vistos como feiticeiros macabros do marxismo cultural e do globalismo.

A luta é travada também dentro de casa, sem cerimônia, com a característica rudeza da direita das cavernas que está no poder.

É o que se vê nas disputas acaloradas entre os chamados olavistas, em referência aos seguidores do ideólogo Olavo de Carvalho, e o grupo de generais que integra a administração, a começar pelo vice Hamilton Mourão.

O confronto vem de longe e é atiçado pelos filhos de Bolsonaro os fiéis seguidores do santarrão da Virgínia. Steve Bannon, o estrategista alt-right demitido por Trump, mas paparicado pela família presidencial, já sugeriu que o vice renunciasse. E os arranca-rabos entre Olavo e generais tornaram-se rotineiros.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Sarney, Jucá e Eunício mantém poder e cargos

Caciques da política seguem com influência em cargos federais nos estados

Aliados de antigas lideranças como Eunício Oliveira, Romero Jucá e José Sarney mantêm chefias regionais

Amanda Almeida, Natália Portinari e Bruno Góes - O Globo

Cobrado por parlamentares a nomear apadrinhados para órgãos federais em troca de apoio , o governo Bolsonaro mantém, quase quatro meses após assumir o comando do país, indicados de caciques longevos na política em cargos comissionados nos estados.

Apelidados nos corredores do Congresso como “esqueceram de mim”, afilhados de antigas lideranças como Eunício Oliveira (MDB-CE), Romero Jucá (MDB-RR), José Sarney (MDB-AL) e Garibaldi Alves (MDB-RN) permanecem em chefias regionais de órgãos federais.Parte superior do formulário

Essa sobrevida tem frustrado parlamentares rivais desses grupos, que, ao ver os caciques derrotados nas últimas eleições, criaram expectativas de assumir postos do Executivo federal nos estados. Nos últimos dias, integrantes da equipe do ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) têm afirmado que há vários nomes em “estágio avançado” de avaliação.

A nova promessa é que as nomeações indicadas por parlamentares comecem a sair no início do mês que vem. Sobre os indicados por antigos políticos, pessoas próximas a Onyx dizem que “afilhados de presidentes de partido serão considerados com carinho”. Jucá é o atual presidente do MDB.

Leia matéria na íntegra clicando ao lado: Caciques da política seguem com influência em cargos federais nos ...


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


22/04


2019

Ataques de Olavo a militares: Bolsonaro estimula

Jair Bolsonaro estaria estimulando ataques de aliados contra o vice-presidente Hamilton Mourão, segundo o colunista de O Globo, Lauro Jardim. Em uma série de áudios obtidos pelo jornalista, Bolsonaro supostamente incentivaria um aliado que informou estar fazendo ataques contra Mourão nas redes sociais.

Em outro áudio, o presidente indicaria que as divergências com o vice irão durar pelos próximos três anos, mas que “em 2022 haverá uma surpresinha”.

Já o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) quer explicações do ministro Paulo Guedes após a informação de que os estudos que embasaram a criação da proposta de reforma da Previdência foram classificados como sigilosos pelo governo. (Estadão – BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha