ArcoVerde

11/02


2019

Climão no PSL com suspeita de laranjas

A nova reportagem da Folha mostrando suspeita do uso de laranjas pelo PSL nas eleições para deputado constrangeu o governo e causou um “climão” na bancada do partido na Câmara.

O jornal informa que o presidente do PSL, Luciano Bivar, se defendeu no grupo do WhatsApp da bancada e foi defendido apenas por dirigentes de Pernambuco –Estado do presidente da sigla e da candidatura de Lourdes dos Anjos, que recebeu R$ 400 mil do fundo partidário e teve apenas 274 votos.

Segundo a Folha, Gustavo Bebianno, que presidia o PSL na campanha e é o atual secretário-geral da Presidência, tentou falar com Bolsonaro pelo telefone neste domingo mas não foi atendido pelo presidente. (Estadão - BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Duas sebosas.


Asfaltos

Confira os últimos posts



17/02


2019

Bebianno diz que deve desculpas ao país por ter viabilizado Bolsonaro

Gerson Camarotti – G1

Diante da crise política em que virou protagonista, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, fez um desabafo para interlocutores próximos e demonstrou profundo arrependimento em ter trabalhado ativamente pela eleição do presidente Jair Bolsonaro.

"Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco", disse Bebianno para um aliado, numa referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo, especialmente o vereador Carlos Bolsonaro.

Nessas mesmas conversas, Bebianno demonstra preocupação com o efeito desse protagonismo familiar nas decisões do país. E reconhece que o governo Bolsonaro precisa descer do palanque para administrar o Executivo.

Para aliados de Bebianno, também causou contrariedade o movimento da família Bolsonaro para sacramentar a saída do ministro do governo. No momento em que vários aliados trabalhavam na sexta-feira (15) para baixar a temperatura, contornar a crise e manter Bebianno, integrantes da família do presidente vazaram para a imprensa que o pai havia demitido o ministro, para tornar a queda um fato consumado, sem chance de mudança no fim de semana.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

A kombi de Bebianno

Elio Gaspari – Folha de S.Paulo

Quando a equipe que carregava a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro cabia numa kombi, Gustavo Bebianno era o motorista.

Como o sapo que não percebe o vagaroso aquecimento da água de uma panela, ele não reagiu ao início de sua fritura.

Passou de provável ministro da Justiça a possível chefe da Casa Civil, mas acabou numa desidratada Secretaria- Geral da Presidência.

O doutor deixou-se ferver.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Petista Corrupto Fascista!



17/02


2019

Uma trajetória partidária pulando de galho em galho

Se realmente avançarem as negociações para que o clã Bolsonaro migre para a nova UDN, a mudança não será uma novidade na trajetória política do presidente. Desde a sua entrada na vida pública, Jair Bolsonaro já passou por um punhado de trocas de legenda, algumas delas derivadas de fusões partidárias. Mas, mesmo assim, a lista é impressionante.

Desde 1989, Bolsonaro já passou pelo PDC (1989-1993), PP (1993–1993), PPR (1993–1995), PPB (1995–2003), PTB (2003–2005), PFL (2005–2005), PP (2005–2016), PSC (2016–2018) e PSL (2018–presente).

Entre sua saída do PSC e entrada no PSL, Bolsonaro chegou a decidir pela entrada no Partido Ecológico Nacional (PEN), que para receber o clã mudaria de nome para Patriota.

No final, depois de desentendimentos, Bolsonaro acabou levando sua turma para o PSL.    (BR 18 – Estadão -  M.M)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Estreia internacional do general no governo

O ministro e general Augusto Heleno fará sua primeira investida internacional como integrante do governo Bolsonaro.

Vai ao Paraguai discutir ações de inteligência e combate ao crime organizado.

Já Eduardo Bolsonaro apresenta requerimento de informações ao Ministério da Saúde para investigar suposto uso de aviões do SUS para tráfico de drogas.

O deputado do PSL e atleta Luiz Lima (RJ) assumiu projetos de autoria do judoca João Derly (Rede-RS), que não se reelegeu. Quer criar uma tipificação penal para punir, por exemplo, presidentes de clubes de futebol. (Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Bebianno nega que atacará Bolsonaro: “O Brasil não merece isso”

Ministro diz que espera desfecho para repor a verdade mas afirma que presidente não será atingido por suas declarações

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

O ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência, diz que aguarda um desfecho de sua situação no governo para então "esclarecer a verdade". Ele deve ser demitido por Jair Bolsonaro na segunda (18).

Bebianno tornou-se o centro de crise instalada no Palácio do Planalto depois que a Folha revelou a existência de um esquema candidaturas laranjas do PSL, presidido pelo ministro entre janeiro e outubro de 2018.

"Eu não vou sair com pecha de bandido, de patrocinador de laranjais ou de traidor", diz Bebianno, que pretende dar entrevistas à imprensa depois de deixar o cargo.

Ele nega, no entanto, que sairá disparando contra o governo. Coordenador da campanha presidencial de Bolsonaro, o ministro seria o detentor de segredos importantes que, revelados, poderiam abalar a permanência dele no comando do país.

"Eu não vou fazer isso. O Brasil não merece. Eu não tenho nada a declarar sobre o presidente", afirma.

Neste domingo (17), o jornal O Globo noticiou que ele teria dito que Bolsonaro é
"uma pessoa louca, um perigo para o Brasil".

Bebianno nega "veementemente. Nunca falei nada parecido sobre o presidente".

"Estou triste com a situação, mas não chamei ele de louco nem nada. Agora é o momento de esfriar a cabeça, buscar o equilíbrio e olhar para o futuro, olhar para o país", afirma.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Corrupto Petista Fascista!



17/02


2019

A briga não termina aqui

A esperada queda de Bebianno nesta segunda (18) não encerra o impasse.

O episódio deixou cicatrizes na base do governo e entre integrantes do partido do presidente, o PSL.

Esse grupo diz que o temor da ingerência dos filhos no Planalto só cresceu com a via crucis do outrora braço direito de Bolsonaro.

Nova era é filho de presidente demitir ministro pelo Twitter. Rumos do país se dão em casa, entre a macarronada e o sorvete

Do deputado Orlando Silva (PC do B-SP), sobre a crise que opôs Carlos Bolsonaro e Gustavo Bebianno e levou à queda do ministro  (Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

História sem fim

Aliados de Bolsonaro contam que, até o início da tarde de sexta (15), ele estava mesmo disposto a manter Gustavo Bebianno ministro. Mas a partir das 14h30, o próprio presidente começou a compartilhar mensagens dizendo que o “cara tinha vazado áudios privados“.

O fato de um encontro marcado por Bebianno com um executivo da TV Globo ter sido apontado como detonador da crise assustou dirigentes de partidos.

Especialmente os que sabiam que o representante da emissora já tinha estado com ao menos dois ministros que despacham no Planalto àquela altura do campeonato.  (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Em desabafo, Bebiano diz que votaria em Lula, mas pede desculpas porque Lula está preso por Roubo e Corrupção!

Bebianno

Em desabafo, Bebianno diz que deve desculpas ao país por ter viabilizado candidatura de Bolsonaro. Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco\", disse Bebianno para um aliado, numa referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo, especialmente o vereador Carlos Bolsonaro.


Bm4 Marketing 2

17/02


2019

Levantando a taça

Algumas agências de investimento preparam estrutura de final de Copa do Mundo para acompanhar o pronunciamento em que Bolsonaro vai detalhar a proposta para a Previdência, previsto para quarta (20).

Contrataram telão e especialistas para ter análise em tempo real

A aposta de hoje, só com base na idade mínima, é a de que, se o governo aprovar a proposta como está, o Brasil crescerá cerca de 3% pelos próximos dois anos.  (Painel – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

O problema não é o pimpolho. O Jair é o problema, diz cronista

Lauro Jardim - O Globo

Gustavo Bebianno não joga toda a culpa de sua demissão na conta de Carlos Bolsonaro.

A um interlocutor, disse:

— O problema não é o pimpolho. O Jair é o problema. Ele usa o Carlos como instrumento. É assustador.

Na tarde de sexta-feira, quando o incêndio de sua demissão parecia debelado, Bebianno demonstrava que a temperatura ainda ardia. Ao mesmo interlocutor, desabafou:

— Perdi a confiança no Jair. Tenho vergonha de ter acreditado nele. É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil.

Gente do alto escalão do Palácio do Planalto diz que Jair Bolsonaro errou duas vezes com Gustavo Bebianno: primeiro, ao endossar as rajadas disparadas por Carlos Bolsonaro e, agora, ao não demiti-lo, mantendo no governo o personagem principal de uma crise que o próprio presidente ajudou a insuflar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Bebianno

Em desabafo, Bebianno diz que deve desculpas ao país por ter viabilizado candidatura de Bolsonaro. Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco\", disse Bebianno para um aliado, numa referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo, especialmente o vereador Carlos Bolsonaro.



17/02


2019

Prefeito de Camaragibe ordena que comissionados participem de show da noiva

EXCLUSIVO

Por Arthur Cunhaespecial para o blog

Em alto e bom som, o prefeito de Camaragibe, Demostenes Meira, mandou dois áudios para o grupo de WhatsApp “Tropão”, do qual fazem parte funcionários da gestão, ordenando que todos os cargos comissionados da Prefeitura vão ao bloco Canário Baleado assistir ao show da sua noiva, a cantora Taty Dantas. Em tom de ameaça, Meira disse que mandou filmar o evento de abertura do Carnaval da cidade para conferir, depois, quem estará ou não presente. Viabilizado com dinheiro púbico porque tem patrocínio da Prefeitura, o bloco é do secretário de Educação, Denivaldo Freire, e sairá hoje, a partir do meio-dia. O prefeito, por sinal, nomeou a noiva secretária de Ação Social do município recentemente, depois de exonerar boa parte da equipe da pasta.

“Quero todos os cargos comissionados para que a gente possa participar do evento e dar força. Inclusive, irei usar da palavra e vou falar com o povão que estará lá. Quero todos os cargos comissionados. Vou fazer um cordão de isolamento só para ficar os cargos comissionados. Por favor, divulguem. A gente vai filmar e eu vou contar quantos cargos comissionados foram até o evento. Eu sei que tem gente que não gosta de Carnaval; eu também não vivo Carnaval. Mas minha noiva vai cantar, a minha futura esposa, Taty Dantas. E eu quero a presença de todos os cargos comissionados. Vai lá para dar presença. Depois que ela cantar as músicas dela está todo mundo liberado”, convocou Meira.

Em seguida, o prefeito afirmou que 30 guardas municipais farão o cordão de isolamento para os comissionados. “Fora as equipes dos guardas municipais espalhados no meio da multidão fazendo um pente fino para evitar confusão, briga, arma de fogo e droga. Então, não tenham medo. Eu quero os cargos comissionados. Nós vamos filmar todo o evento; eu vou saber todos os cargos comissionados que foram. Estou pedindo o apoio até porque cargo comissionado tem que dar força ao evento. E o evento é da Prefeitura também porque nós patrocinamos o Canário Baleado, do nosso secretário de Educação, Denivaldo Freire”, reforçou.

Pouco tempo depois, o gestor mandou outro áudio dizendo que estava olhando quem tinha visualizado e ouvido a sua mensagem anterior. O tom continuou de ameaça. “Pessoal, aqui é o prefeito Meira. Quem clicou e ainda não viu a mensagem trate de ouvir a mensagem. Trate de ouvir a mensagem porque eu estou acompanhando de perto quem está clicando, quem está abrindo. Quem está dormindo, quando acordar, clica e escuta a minha mensagem. Quero todos os cargos comissionados no bloco de meio-dia, independente de ser crente, espírita, católico; de não gostar de Carnaval. Também não participo de Carnaval, mas eu também vou dar apoio ao show da minha noiva, futura esposa. Quero todos no bloco. Vou fazer uma filmagem, vou gravar todos os cargos comissionados que estiverem presente”, encerrou Meira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Tiago

Carlos Braga, você nao sabe.

marcos

Meira cabra safado aqui não é governo Petista,tenha vergonha seu Corrupto!

Carlos Braga

Jamais a idônea Secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru permitiria tal atitude. Podem investigar a vontade.

Tiago

Em Caruaru, a secretaria desenvolvimento social fez a mesma cobrança.



17/02


2019

Leão ferido: sentindo-se traído, Renan some do Senado

Flávio Bolsonaro teria prometido três votos a Renan (MDB-AL) na eleição do Senado (incluindo o dele). Quando o filho do presidente divulgou ter escolhido Davi Alcolumbre (DEM-AP), o cacique sentiu-se triplamente traído.

Renan não pisa no Senado desde o dia de sua derrota, 2 de fevereiro último. São pouquíssimos os aliados que tiveram acesso a ele no período.

Entraram no páreo para líder do governo no Senado Simone Tebet (MDB-MS) e Major Olímpio (PSL-SP). Ela já comandará a CCJ. O problema dele atende pelo nome singular de Onyx Lorenzoni.

Quem conhece Jair Bolsonaro alerta que a lição a ser tirada do episódio Bebianno é: até agora só os filhos e o grupo que está com o ex-capitão há 20 anos conseguiram fazer a cabeça dele no governo.  (Coluna do Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Em baixa, MDB revê expectativas para 2020

Se PSDB e PT foram os grandes derrotados das eleições 2018, quem agora mergulha no ocaso sob Jair Bolsonaro é o antes todo-poderoso MDB. Fora do Planalto, sem o comando do Legislativo e com apenas três governos estaduais, os emedebistas terão de readequar seus sonhos de consumo à nova realidade.

Após as aventuras Gabriel Chalita(2012) e Marta Suplicy (2016), o MDB não pretende ter candidato próprio a prefeito de São Paulo. “Temos de nos reinventar agora que somos um partido médio”, afirma o deputado federal Baleia Rossi (SP).

A nova realidade do MDB é um obstáculo para Paulo Skaf, caso ele ainda não tenha caído na real. Bruno Covas (PSDB) e Andrea Matarazzo (PSD), pré-candidatos, já cresceram o olho e querem o apoio dos emedebistas.

A mesma realidade de São Paulo se repete em outros Estados quando o assunto é a disputa em grandes colégios eleitorais das regiões Sul e Sudeste. O MDB priorizará as coligações no ano que vem.

Fragilizado no Senado, o MDB costura um acordo que o mantenha respeitável na Câmara dos Deputados. Deve ficar no comando de duas comissões. (Coluna do Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Deputados: distribuição de cargos

Previdência - Articuladores do Planalto querem que os próprios deputados avaliem quem preenche os requisitos e quais partidos devem ser contemplados. 

A partir daí, uma ata com os nomes seria entregue à Casa Civil para análise e nomeação. Parlamentares reclamam que será uma confusão a definição dos indicados.

Segundo cálculos da Casa Civil, se a reforma da Previdência for aprovada no prazo mínimo nas comissões, a proposta será votada no final de maio no plenário da Câmara. 

Uma das estratégias de comunicação defendidas por auxiliares de Jair Bolsonaro para esclarecer dúvidas sobre a regra de transição da reforma é a criação de um simulador online.

A ferramenta daria a possibilidade de o cidadão calcular sua previsão de aposentadoria.

A avaliação é a de que o simulador evitaria a disseminação de informações falsas.  (Painel – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Meu pirão primeiro

Daniela Lima – Painel – Folha de S.Paulo

O governo Jair Bolsonaro deve publicar na mesma semana em que vai enviar a proposta de reforma da Previdência ao Congresso Nacional decreto que abrirá caminho para nomeações de parlamentares da base em cargos da administração pública federal.

Integrantes da Casa Civil querem que as bancadas de cada estado se reúnam, decidam entre si as indicações que pretendem fazer e encaminhem os pedidos ao Palácio do Planalto. A ideia gera preocupação entre deputados.

A norma preparada pela CGU e pelo Ministério da Economia vai condicionar a ocupação dos postos à formação acadêmica compatível e experiência prévia na área.

O texto ainda prevê que, a partir de 2020, DAS 5 e 6—dois dos cargos mais altos da administração— deverão ter descrição do perfil da vaga.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/02


2019

Quem tem a força

O Governo Bolsonaro, imagina-se, acaba de começar. O primeiro lance, diga-se, foi um êxito: os chefões do crime organizado paulista foram para prisões federais, conforme pedido do Ministério Público, e as medidas de segurança que o Governo tomou impediram até agora aquilo que se temia: a volta do clima de guerra civil no Estado, com bandidos atirando em todos os policiais que viam.

Esta é a área de Sérgio Moro, um dos sustentáculos do atual Governo.

Se a reforma da Previdência passar, se forem cumpridas as promessas de privatizações e da redução da máquina administrativa, será um sucesso da área de Paulo Guedes, de longe o mais importante ministro de Bolsonaro.

Se a economia der certo, os Recrutas Zero, os ministros mais pitorescos, a turma do vai-vem podem fazer bobagem que o eleitor não vai dar bola.

Se a economia der certo, será um grande Governo.

Se a economia não der certo, será no máximo um Governo médio com acertos e erros.  (Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Bebianno

Em desabafo, Bebianno diz que deve desculpas ao país por ter viabilizado candidatura de Bolsonaro. Preciso pedir desculpas ao Brasil por ter viabilizado a candidatura de Bolsonaro. Nunca imaginei que ele seria um presidente tão fraco\", disse Bebianno para um aliado, numa referência à influência dos filhos do presidente no rumos do governo, especialmente o vereador Carlos Bolsonaro.

Bebianno

Como tem bolsobostas, não?

marcos

STF: Processo de Flávio tem que obedecer a Fila. Antes do seu julgamento temos as prioridades de Celso Daniel, Passadina, caixa preta do BNDES, Roubos de Haddad. Lindbergh, Gleisi, Lulinha, Luleco, Taiguara. Mercadante, Renan, Jucá, Humberto Costa, Berenice, Berzoine, Luis Marinho aí chega a vez de Queiroz e Bebiano!

arnaldo luciano da luz alencar ferreira

Enquanto isso PERNAMBUCO está entre os três ESTADOS mais VIOLENTOS do BRASIL só em 2019 mais 410 ASSASSINATOS.

Bebianno

Bolsobostas entendam, desleal e fascista, é o Bozo. KKKK