Gravatá IPTU 2019 Prorro

11/02


2019

Petistas nas ruas: oposição ao governo e liberdade a Lula

O PT vai retomar caravanas pelo país para tentar dar força à oposição ao governo Jair Bolsonaro e ampliar a campanha pela liberdade do ex-presidente Lula. O debate da reforma da Previdência é prioridade. As viagens serão conduzidas por Fernando Haddad, que desembarca no Ceará no fim de semana.

Dirigentes petistas dizem que o partido precisa voltar a mobilizar o país. Para isso, é necessário retomar as conversas não só com sua base, mas também com os 47 milhões de eleitores que votaram em Haddad no segundo turno da disputa presidencial.

O formato das caravanas de Haddad será diferente do das conduzidas por Lula em 2017. A ideia é que, além de comandar atos públicos, o ex-prefeito de São Paulo participe de eventos fechados e dê entrevistas para a imprensa local. (Painel – Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

Confira os últimos posts



20/04


2019

Requião e o MP e Judiciário: “Não como justiceiros”

O ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) defendeu que Judiciário e do Ministério Público não se comportem como “justiceiros” ou como “milícias acima da lei” na defesa de suas posições.

“A continuidade do combate à corrupção deve ser garantida. Mas MP e judiciario não podem proceder como ‘justiceiros’, milícias acima da lei, seguindo tendencias partidárias e entreguistas. O projeto de abuso de autoridade, engavetado na Câmara, se aprovado,põe fim ao arbítrio”, escreveu Requião na sua conta do Twitter. 

ÍNDÍGENAS

A ex-senadora Marina Silva usou suas redes sociais para sair em defesa das comunidades indígenas. A ex-ministra do Meio Ambiente lembrou que o Brasil tinha cerca de 5 milhões de índios e  1500 e esse número soma hoje aproximadamente 1 milhão.

“Mais do que nunca, é preciso lutar contra o extermínio dos índios no Brasil, proteger suas terras e respeitar o seu modo de vida. Um país que não respeita os povos originários, desrespeita a sua própria história”, escreveu Marina. (Estadão)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Transporte PMR

20/04


2019

Feliciano reforça ataque a Mourão: “Traidor, Judas”

ÉPOCA

Autor de um pedido de impeachment contra o general Hamilton Mourão, o deputado Marco Feliciano (Pode-SP) voltou a atacar o vice-presidente em entrevista para a revista Época, dizendo que ele tenta derrubar o presidente Jair Bolsonaro para ficar em seu lugar e o chama de “Judas”.

“A diversidade de opiniões é normal e saudável, mas o que é inaceitável é que sejam feitas quase que diariamente e em público, pois isso desgasta a imagem do governo e do presidente. Demonstrar publicamente desunião não é bom para nenhum time. Se o vice quer ajudar, porque não fala em privado com o presidente como todos os que o antecederam no cargo de vice-presidente?”

“Além disso, o que causa estranheza é que muitas das contraditas do Mourão atacam promessas de campanha do presidente Bolsonaro. Promessas que Mourão defendeu também, o que o transforma em um estelionatário eleitoral. Quando ele desdiz o que o presidente sempre afirmou antes e por coerência mantém agora, isso o transforma em um traidor, um Judas”, afirmou Feliciano para a Època.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Olinda 2019

20/04


2019

O ovo de Colombo de Paulo Guedes

Num governo em que costuma faltar habilidade política para enfrentar temas espinhosos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, encontrou um argumento perfeito para tratar da abertura da economia brasileira e, por consequência, mostrar a importância do programa de privatizações. Na sua entrevista para a Globo News, Guedes aproveitou a discussão sobre a investida do presidente Jair Bolsonaro na política de preços do diesel na Petrobrás para mostrar que a população é quem tem sido prejudicada pela pouca concorrência em vários setores.

“A minha interpretação é que está ficando muito claro para o brasileiro comum o seguinte: tem cinco bancos, tem seis empreiteiras, tem uma produtora de petróleo, tem três distribuidoras de gás, e tem 200 milhões de patos. Os patos somos nós”, disse Guedes na entrevista.

Para o economista chefe do banco UBS, Tony Volpon, a frase de Guedes foi “brilhante”. “Brilhante frase de Guedes mostrando que temos muitos setores com pouca concorrência, e que isso tem que mudar. Maior concorrência será uma das maneiras mais eficazes de aumentar o bem estar e renda da população”, escreveu o ex-diretor do Banco Central na sua conta do Twitter. /Estadão –BR - M.M)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

A repercussão da reforma da Previdência no Twitter

Leo Martins | Agência O Globo

O Globo - Coluna de Lauro Jardim
Por Marta Szpacenkopf 

 

A reforma da Previdência foi alvo de 92.213 menções no Twitter entre os dias 3 e 16 de abril, de acordo com um levantamento inédito da consultoria Airfluencers.

Com a audiência na CCJ, na quarta-feira, o assunto teve um pico de 12.995 tuítes, o maior número de menções durante o período analisado. Os três principais assuntos abordados neste dia foram:

- 2.564 menções relacionadas aos debates sobre a Reforma da Previdência durante a sessão da CCJ, equivalente a 20%

- 1.169 menções discutiram a possibilidade de benefícios trabalhistas, como vale-refeição e férias, serem taxadas devido à Reforma da Previdência, equivalente a 9%

- 774 menções citaram a PEC 6/2019 ou PEC da Reforma da Previdência, 6% dos comentários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

20/04


2019

Ciro e o livro; Impeachment de Crivella só em 2020

Ciro Gomes vai lançar livro-análise sobre o Brasil. Enquanto isso, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, não acredito em impeachmeant este ano.

Ciro Gomes (Facebook/Reprodução)                                                                            Tânia Rêgo/Agência Brasil

Veja - Coluna Radar 
Por Maurício Lima

 

O ex presidenciável, Ciro Gomes está na reta final de um livro. Trata-se de um diagnóstico histórico sobre o Brasil, com muitas críticas ao liberalismo e às elites.

Enqanto isso, na avaliação de Marcello Crivella, prefeito do Rio de Janeiro,  seu impeachment não sai nesse ano. Pela lei do município, novas eleições teriam que ser convocadas agora — e a Câmara vai preferir aguardar 2020.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

20/04


2019

Reforma da previdência: propostas que vão e voltam

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados/Site Câmara dos Deputados

Folha de S. Paulo - Painel
Por Daniela Lima

 

As mudanças que serão feitas pela Comissão de Constituição e Justiça na proposta de reforma da Previdência estão sendo fechadas a várias mãos. O secretário especial da área, Rogério Marinho, discute ajustes com deputados ao longo deste feriado.

A disposição do governo de alterar trechos da reforma já na CCJ –o primeiro estágio da tramitação na Câmara– irritou integrantes da base que, após longos embates com a oposição, decidiram aprovar o projeto como inicialmente enviado pela equipe econômica. Essa ala lamenta principalmente ter que reiniciar toda a discussão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

CPI BNDES/JBS: convocação do ex-sócio de Batista

Te cuida, Joesley Batista

Ailton de Freitas | Agência O Globo

O Globo - Por Lauro Jardim

 

O deputado Altineu Côrtes pediu a convocação para depor na CPI do BNDES de Mario Celso Lopes, um ex-sócio de Joesley Batista na JBS.

Lopes hoje é um desafeto da família Batista. Em sua justificativa para a convocação, o notório deputado escreveu:

— É de interesse desta CPI, entender a relação entre o financiamento do BNDES que possibilitou a aquisição do frigorifico Bertin pela JBS e a offshore nos EUA, Blessed Holding criada cinco dias antes da operação, em 2009, para se tornar sócia da nova empresa ao lado do banco. Sócio dos irmãos Batista na ocasião, Mário Celso consta como testemunha do contrato que embasou toda a transação, causando prejuízos bilionários aos cofres públicos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

BM4 Marketing

20/04


2019

Mourão: deputado que pediu impeachmeant não é punido

Bolsonaro não punirá líder do governo que pediu impeachmeant de Mourão. Planalto não quer desgaste com bancada evangélica.

Feliciano: 'Este tiro não é no peito de Mourão, é um tiro para cima' Foto: Eduardo Barretto/Época

Época - Por Guilherme Amado

 

O deputado Marco Feliciano, do Podemos de São Paulo, permanecerá vice-líder do governo, apesar de ter protocolado um pedido de impeachment de Hamilton Mourão.

Jair Bolsonaro e auxiliares avaliam que a saída de Feliciano traria um desgaste indesejável com a bancada evangélica. Entretanto, o gesto político de não punir quem estocou Mourão tem lá seu significado.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Dilema de Raquel: respeitar ou não a lista tríplice

A assinarura que constrage Raquel Dodge. Ela tem hesitado sobre lista tríplice.

Procuradora-geral da República, Raquel Dodge Foto: Jorge William / Agência O Globo

Época - Guilherme Amado

 

Raquel Dodge tem oscilado entre disputar a lista tríplice da ANPR ou tentar ser reconduzida ao cargo por Jair Bolsonaro sem o apoio dos procuradores da República. Ou seja: desrespeitando a eleição lista tríplice, organizada pela Associação dos Procuradores e respeitada por todos os presidentes da República desde 2003.

Mas haverá um baita constrangimento caso ela drible a lista.

Em junho de 2017, ela assinou, com colegas da PGR, um documento comprometendo-se com a lista e enchendo a bola deste mecanismo de escolha do PGR.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Bolsonaro: "Quem ganha menos pagará menos".

Reforma da previdência

Em rede social, Bolsonaro diz que "com reforma, quem ganha menos pagará menos". Votação da reforma na CCJ estava prevista para a última quarta-feira, mas foi adiada para a próxima semana.

Presidente Jair Bolsonaro durante solenidade no Planalto Foto: AFP

De O Globo, com Agência Brasil

 

O presidente Jair Bolsonaro postou mensagem na sexta-feira em sua conta do Twitter, sobre a reforma da Previdência. No post, Bolsonaro defende que a reforma garantirá que "quem ganha menos pagará menos e quem ganha mais pagará mais". Ele também cita serviço disponível na página do Ministério da Economia que faz o cálculo da aposentaria. O Globo também preparou uma calculadora para as pessoas saberem quando poderão se aposentar. Quer saber quanto tempo falta para você se aposentar? Simule aqui na calculadora da Previdência

Nova Previdência: quem ganha menos pagará menos e quem ganha mais pagará mais: use a calculadora que fará as contas para você entender de modo prático (via @MinEconomia ).

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) 19 de abril de 2019

O ministro da Economia, Paulo Guedes , disse na quarta-feira que o governo está preparado para ceder em pontos da reforma da Previdência . Ele não detalhou, porém, que aspectos do texto poderiam ser alterados porque, segundo ele, isso faz parte da estratégia de negociação para aprovar a proposta. Já o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, confirmou que o governo aceitou negociar pontos da reforma da Previdência para facilitar a aprovação do texto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Originalmente, a votação da reforma na CCJ estava prevista para a última quarta-feira, dia 17, mas foi adiada para a próxima semana.

“Tivemos uma primeira conversa com membros de vários partidos, que têm algumas restrições ao projeto como ele se encontra. Iniciamos um diálogo, mas não existe meio acordo. O acordo tem que ser feito por inteiro. Vamos continuar a conversar”, declarou o secretário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Camaragibe: condenados imóveis em área de explosão

Defesa Civil condena imóveis em área de explosão e vítimas são enterradas em Camaragibe. Acidente, que deixou dois mortos e três feridos, foi causado por vazamento de gás. Duas casas serão demolidas na segunda (22) e um prédio foi desocupado neste sábado (20).

Do G1 - Por Mônica Silveira, TV Globo

 

Duas casas que ficam perto das três residências que desabaram após uma explosão causada por vazamento de gás de cozinha vão ser demolidas na segunda-feira (22), de acordo com a Defesa Civil de Camaragibe, no Grande Recife. Neste sábado (20), outro imóvel, com três moradias, foi desocupado por apresentar rachaduras que podem oferecer riscos aos moradores. 

O acidente da sexta-feira (19) deixou dois mortos e três feridos da mesma família. Adalva Cecília Ramos, de 76 anos, e seu neto Felipe Henrique Ferreira, de 17 anos, foram velados e enterrados neste sábado (20), no Cemitério Municipal, sob muita comoção.

O sepultamento, que ocorreu às 14h, reuniu muita gente, entre parentes e amigos. A mãe de Henrique passou mal e teve que ser amparada. Os amigos dele, de um grupo de boiadeiros, foi ao cemitério com cavalos.

O marido de Adalva, José Joaquim Ramos Filho, 77 anos, segue internado em estado grave no Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife. [...] Confira a íntegra aqui: Defesa Civil condena imóveis em área de explosão e vítimas são 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Professor morre afogado em Porto de Galinhas

Professor universitário morre afogado em Porto de Galinhas. Gleidson Monteiro, de 34 anos, atuava no Departamento de Enfermagem do Unifavip, em Caruaru, no Agreste. Ele passava o feriadão na praia, em Ipojuca, no Grande Recife.

Praia de Merepe fica em Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Do G1 - PE

 

Um professor universitário morreu afogado na Praia de Merepe, em Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife. Gleidson Monteiro, de 34 anos, atuava, desde 2010, no Departamento de Enfermagem do Centro Universitário do Vale do Ipojuca (Unifavip/Wyden), em Caruaru, no Agreste.

O afogamento ocorreu na noite de sexta-feira (19), na frente da casa onde ele passava o feriadão da Semana Santa com a família e amigos.

Segundo o secretário de Defesa Social de Ipojuca, Oswaldo Morais, no local há uma bandeira vermelha que indica o risco máximo de afogamento e uma placa de alerta para a proibição de banho de mar. [...] Confira a íntegra aqui: Professor universitário morre afogado em Porto de Galinhas


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Áudio vaza: Onix a caminhoneiro; "Trava na Petrobras"

Já demos uma trava na Petrobras, diz áudio atribuído a ministro Onyx

Um áudio atribuído ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), foi compartilhado em grupos de WhatsApp de caminhoneiros nesta sexta-feira (19). 

Logo no início da conversa, para exemplificar o apoio do governo, ele lista algumas iniciativas, entre elas, o que seria uma interferência nos reajustes de preço de combustíveis na Petrobras. 

"Já demos uma trava na Petrobras. Qualquer modificação de preço, no mínimo entre 15 e 30 dias, não pode ter menos que isso", afirma o interlocutor que seria Onyx.

Ele também diz que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) trabalha para melhorar as condições dos caminhoneiros e em breve faria uma manifestação de apoio à categoria: 

"O presidente entrou nisso, tu vai ver que já muitas coisas vão começar a acontecer já nesta semana. O presidente amanhã deve se manifestar pelas redes sociais em direção à categoria dos caminhoneiros, particularmente aos autônimos", diz no áudio.

ÁUDIO:  OUÇA AQUI

A conversa teria ocorrido com o caminhoneiro Marconi França em 27 de março, uma quarta-feira, segundo narrou à reportagem o próprio França.

Na véspera (26 de março), a Petrobras havia anunciado, por meio de nota, mudanças na política de reajuste de diesel. As revisões de preços passaram a respeitar um prazo mínimo de 15 dias. 

No mesmo dia foi anunciado o cartão pré-pago para os caminhoneiros.

No dia seguinte (28), em transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro fez uma manifestação de apoio aos caminhoneiros e tratou das medidas anunciadas pela Petrobras.

França disse à reportagem que, na época, teve autorização do ministro para compartilhar o áudio. "Foi uma conversa minha com ele [Onyx]. Ele é um cara que está aberto ao diálogo, está tentando resolver os problemas da categoria e ao mesmo tempo um problema do governo, porque, sem caminhão, o Brasil para." 

O caminhoneiro conta que a sua ideia era acalmar os ânimos dos colegas. "Eu soltei nos grupos para dizer assim: 'Olha, gente, vamos ficar quietos. Eu sei que está ruim, está difícil, mas está aí a palavra do Onyx, que está tentando resolver, tentando nos ajudar. O governo não está de braços cruzados. Isso é um problema de 30 anos e a gente não pode bater num governo de três meses'", afirmou França. 

Ele disse não saber por que o áudio voltou circular. "Talvez sejam pessoas interessadas em uma nova paralisação."

Nesta semana, caminhoneiros divulgaram que farão nova paralisação no dia 29.

Conversas sobre uma nova manifestação se intensificaram após o anúncio de reajuste de R$ 0,10 no preço do diesel, na quarta-feira (17).

França disse ser contra a greve neste momento. "O governo Bolsonaro está disposto a nos ajudar. Nunca tivemos acesso a um ministro da Casa Civil", afirmou.

Procurada, a Casa Civil não havia se pronunciado até a conclusão deste texto.  (Folhapress)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Zona Franca: prefeito de Manaus ataca Guedes

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, não gostou da posição do ministro Paulo Guedes sobre a Zona Franca de Manaus. Virgílio Neto classificou como “extremamente infeliz” a fala do ministro  em entrevista para Miriam Leitão, na Globo News, na qual Guedes afirmou que não irá “ferrar o Brasil todo para que Manaus tenha benefícios”ao ser questionado o que acontecerá com a ZFM com o fim do IPI.

“Não se mostrou preocupado com o destino de mais de quatro milhões de habitantes do Amazonas que, com o eventual fim da Zona Franca não teriam nenhuma alternativa de curtíssimo prazo para sobreviver”, disse o prefeito.

 “Cabe ao governo alçar o debate à altura do brilhantismo do próprio ministro Paulo Guedes, do economista Samuel Pessoa e de todos que dissertam sobre a Amazônia sem conhecê-la e condenam a Zona Franca, criada por Roberto Campos, sem admitirem o contraditório, sem a radiografarem por inteiro, sem examinarem tudo que ela é e tudo que está em volta dela.”

“Inclusive, quem sabe, visitando algumas de suas fábricas e vivendo, por um momento que seja, a dor e o sentimento de desperdício de quem se sente menoscabado, subestimado e subutilizado.”  (Estadão – BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/04


2019

Palocci e Lula: 2ª Carta ao Povo Brasileiro

Palocci diz que escreveu com Lula nova 'Carta ao Povo Brasileiro' durante campanha de Dilma

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

O ex-ministro Antonio Palocci revelou ter escrito com Lula uma nova versão da “Carta ao Povo Brasileiro”, com o objetivo de lança-la no final do primeiro turno da campanha de Dilma Rousseff à presidência, em 2014.

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, esta e outras histórias de bastidores estarão em um livro de memórias de Palocci, no qual ele conta sobre os anos que esteve no governo do PT e sua experiência na prisão, em Curitiba.

Ainda segundo a publicação, a ideia é que a carta tivesse o mesmo impacto da primeira, que foi divulgada durante a campanha de Lula, em 2002, para acalmar o mercado financeiro. Palocci revelou que o ex-presidente teria ido a Brasília para acertar com Dilma um megaevento de lançamento para a carta, que nunca foi usada.

Na opinião do ex-ministro este foi um dos motivos do aumento da tensão entre Lula e sua sucessora. 

A previsão de lançamento do livro de Antonio Palocci é para o segundo semestre deste ano,  pela editora Planeta.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha