ArcoVerde

11/01


2019

Renan a Bolsonaro: Na hora em que ele me chamar, eu vou

Cacique do MDB evita se colocar como candidato à presidência do Senado e defende reforma da Previdência

Amanda Almeida – O Globo

Um dos poucos caciques a sobreviver à onda renovadora das urnas, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) já se adaptou aos tempos atuais. Articulando para tentar presidir o Senado pela 5º vez, ele diz que um “novo Renan” tomará posse em fevereiro. Essa nova versão, simpática a Bolsonaro, defende a aprovação da reforma da Previdência e até benefícios para os militares.

Bate no fisiologismo na mesma velocidade que se dispõe a ir ao Planalto falar com o presidente: “Não estou dando entrevista porque as pessoas querem perguntar ao velho Renan o que o novo senador Renan vai fazer. E o velho está se sentindo sem legitimidade para responder”.

O senhor é candidato à Presidência do Senado? Não posso falar como candidato, porque o MDB só vai se decidir no dia 31.

Está aguardando a bancada? Claro. Tem de aguardar, porque, no MDB, vários companheiros podem ser candidatos. É uma bancada de iguais. E tem de aguardar os novatos, que só chegarão para posse no dia 1º, inclusive eu. Não estou dando entrevista porque as pessoas querem perguntar ao velho Renan o que o novo senador Renan, que será empossado no dia 1º, vai fazer. E o velho está se sentindo sem legitimidade para responder.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



14/03


2019

Deputado cobra solução do Governo para greve dos servidores da Adagro

O deputado estadual Antonio Coelho (DEM) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, ontem, para cobrar uma solução por parte do governo do estado para a greve dos servidores da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro). O parlamentar recebeu mais cedo a diretoria a entidade, que apresentou o atual quadro da categoria e a pauta de reivindicações junto ao governo.

“Essa greve chega num momento muito delicado para a economia de Pernambuco, sobretudo para minha terra natal, Petrolina, e para o Sertão do São Francisco. No ano passado, os servidores da Adagro realizaram uma greve de três dias, e isso gerou um prejuízo estimado de U$ 3 milhões. E quem sofre com isso é justamente o pequeno trabalhador rural, que planta uva e manga, e que sem licença da Adagro ele não pode comercializar seu produto”, afirmou Coelho.

Segundo o deputado, a categoria cobre que o governo dê andamento ao Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), esperado desde 2016, após negociações com a administração estadual. “Os servidores estão desde 2014 sem aumento, e além do salário defasado, enfrentam péssimas condições de trabalho, pois não tem nem empresa contratada para realizar o serviço de limpeza. São profissionais com mestrado ou doutorado, que têm se deparado com a inflação nesses anos todos e chegaram no limite”, denunciou.

Antonio Coelho convocou os deputados a se unirem à causa dos produtores rurais para buscar uma solução de forma célere. “Sei que posso contar com o apoio desta Casa para que possamos, junto com o governador Paulo Câmara, achar uma solução para a situação deste importante grupo de trabalhadores, que cumprem um papel importante na fiscalização e que precisam da nossa sensibilidade para resolver esta questão”, concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Tadeu realiza a entrega de tratores a associações de agricultores familiares

Líder do PSB na Câmara dos Deputados, Tadeu Alencar estará no semiárido pernambucano, amanhã e sábado (15 e 16 de março), para realizar a entrega de dois tratores a associações de agricultores familiares em Bodocó. O ato marca a abertura do calendário de entregas previstas para o ano de 2019 do parlamentar.

A visita começa em Petrolina, no pátio da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), amanhã à tarde. No sábado (16), Tadeu Alencar (PSB) cumpre agenda em Bodocó, onde serão entregues os dois tratores a duas associações de agricultores rurais: a Associação de Agricultores e Agricultoras Rurais do Sítio Caldeirão e Sítios Circunvizinhos e a Associação dos Pequenos Agripecuaristas do Sítio Duas Lagoas e circunvizinhos.

No total, cinco veículos deste porte foram comprados com recursos de emenda parlamentar. Um deles já foi entregue para a Associação dos Produtores Rurais Sítio Angico, Fazenda Pradicó (ASPRACO), em Ouricuri. Os outros dois veículos serão entregues aos trabalhadores rurais dos municípios de Exu (Associação dos Produtores de Leite de Exu- ASPROLE) e Tabira (Cooperativa da Agricultura Familiar Indígena e Assentados do Nordeste Brasileiro – COODAPIS), nos próximos dias.

Os tratores servirão para realizar todas as atividades necessárias à produção e manutenção das plantações provenientes da rede de agricultura familiar nestes municípios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Doria diz que governo de SP vai indenizar famílias de vítimas do massacre em Suzano

O governador João Doria (PSDB) anunciou, hoje, que o governo do estado vai indenizar as famílias dos cinco alunos e das duas funcionárias da Escola Estadual Professor Raul Brasil que foram mortos no massacre ocorrido na manhã de ontem em Suzano.

"Faremos o pagamento da indenização das vítimas em até 30 dias", disse Doria. "Elas estavam em uma escola pública estadual."

Segundo o Portal G1, Doria disse que o valor da indenização está sendo definido, mas que "será em torno de R$ 100 mil por vítima". O decreto será publicado amanhã no Diário Oficial.

“O governo do estado de São Paulo vai condicionar o pagamento à família da vítima que ao receber o pagamento indenizatório abra mão de qualquer processo de indenização”, disse Doria.

O benefício não se estende aos dois assassinos que também morreram no local. “É uma atitude do governo do estado, não depende de nenhuma decisão judicial, sem que as famílias tenham que pagar advogado”, disse Doria

Famílias devem procurar a Prefeitura de Suzano para apresentar a documentação necessária para o recebimento dos recursos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Interdição e desocupação do Edifício Holiday é pauta na Tribuna da Alepe

Na tarde de ontem, o deputado estadual Marco Aurélio Meu Amigo se solidarizou com as famílias do Edifício Holiday que correm o risco de serem despejadas das suas casas. No momento, o edifício se encontra com a fiação comprometida podendo provocar um incêndio no local e, por ordem da Prefeitura, foi determinada interdição e desocupação do local.

Na sessão, o líder da oposição questiona a postura do prefeito diante do problema. “Não há risco daquele prédio cair”, falou o deputado explicando que a situação não se trata de uma questão estrutural, mas sim da fiação que se encontra afetada e pode ser resolvida.

“Mais de 3 mil famílias vão para a rua”, colocou Marco Aurélio, sugerindo ainda que a Prefeitura optasse por um caminho mais humano, reunindo-se com o Tribunal de Contas de Pernambuco e o Governo do Estado para oferecer a estas famílias um final mais digno.

“A única solução que não pode acontecer é tirar aquelas famílias do local”, finalizou o deputado fazendo um apelo as autoridades.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

No Congresso, deputado faz cobrança sobre segurança ao Governo do Estado

O deputado federal Fernando Rodolfo (PR-PE) foi empossado como primeiro vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado cobrando explicações do governo Paulo Câmara. Em rápido discurso, criticou a decisão de se liberar, ontem, sem tornozeleiras, quase 600 presos do presídio de regime semiaberto de Canhotinho, no Agreste.

“O governo do estado precisa explicar por que não havia tornozeleiras, por que isso aconteceu. A população do interior está em pânico”, declarou. Segundo Rodolfo, a estrutura física das polícias em Pernambuco é precária, com delegacias em péssimo estado de conservação e casos em que se registrou falta de um par sequer de algemas, como ocorreu em algumas unidades do Agreste, conforme denúncias do Sindicato dos Policiais Civis do estado.

Assinalou que uma das tarefas da Comissão será alterar a Lei de Execuções Penais para dificultar a progressão do regime fechado para o semiaberto e reduzir drasticamente as saídas temporárias de presos, que, pela legislação em vigor, têm direito a cinco por ano, cada uma de cinco dias. “Não podemos continuar a passar a mão em bandido”, enfatizou.

Com 38 integrantes, a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado será presidida, na atual legislatura, pelo deputado Capitão Augusto (PR-SP). Entre os três vice-presidentes da comissão, Fernando Rodolfo, o primeiro vice, é o único civil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Detran foca na melhoria do atendimento

A meta do Governo do Estado é desenvolver um Detran mais próximo dos cidadãos. Para atingir esse objetivo, o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, a partir da próxima segunda-feira, estará expandindo para os Expressos Cidadão no shopping Rio Mar, Boa Vista, Cordeiro e Olinda o sistema de biometria. Esta ação implementará maior segurança para o usuário, uma vez que esse serviço confirma a identificação do cidadão, além da abertura dos agendamentos para Renovação e 2ª Via de CNH, 2ª Via da Permissão Internacional para Dirigir, CNH definitiva e para o grupo Requerimentos, que atendem identificação de condutor infrator, recursos de infração, perfazendo um total de 4.304 agendamentos disponíveis.

O serviço de biometria já está disponível na sede do Detran e nas lojas dos shoppings nos municípios de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Vitória de Santo Antão e Caruaru. Até o final deste mês, os Expressos de Garanhuns e Petrolina também irão contar com esse serviço.  

Segundo o diretor de Atendimento, Cel. Felipe Oliveira, a previsão é aumentar a oferta de agendamento no site do Órgão em 35% para os serviços na sede, lojas e expressos. Foi realizado estudo técnico, principalmente para os grupos de serviços mais demandados, ou seja, os de veículos e Carteira Nacional de Habilitação – CNH, perfazendo um total de 22.795 ofertas de agendamentos. Já os serviços emergenciais, como veículos apreendidos e ordem de placa que, independe de agendamento online, será oferecido aos usuários por meio de ficha especial, evitando dessa forma prejuízos.

Além disso, os serviços oferecidos pela Unidade de Táxis e Coletivos – DUAT, (táxis, veículos de aluguel e veículos de grande porte) terá um aumento em 600 atendimentos mês e, também, poderão ser agendados no site do Órgão, objetivando uma maior comodidade para os cidadãos que buscam os serviços do Detran.

Já nas Circunscrições Regionais de Trânsito – Ciretrans, Especiais e Subordinadas, houve um incremento de 900 atendimentos dia, o que significa 18 mil agendamentos mês, com foco na redução do tempo de espera e, consequentemente, dar maior celeridade aos serviços oferecidos pela Autarquia.

Segundo o coordenador de Articulação Municipal do Detran, Carlos Veras, as Ciretrans Especiais, com sede nos municípios de Afogados da Ingazeira, Araripina, Arcoverde, Belo Jardim, Cabo de Santo Agostinho, Caruaru, Carpina, Goiana, Garanhuns, Gravatá, Jaboatão dos Guararapes, Limoeiro, Olinda, Ouricuri, Palmares, Paulista, Pesqueira, Petrolina, Santa Cruz do Capibaribe, Salgueiro, Serra Talhada, Surubim, Timbaúba e Vitória de Santo Antão, estarão oferecendo os seguintes serviços:

  • Alteração de endereço para outro município;
  • Emissão de Certificado de Registro e Licenciamento Veicular – CRLV (documento de porte obrigatório);
  • Primeiro emplacamento;
  • Atendimento veicular;
  • Atualização de endereço de mesmo município;
  • Identificação de condutor infrator;
  • Requerimentos diversos;
  • Defesa de autuação / Recurso de infração;
  • Primeiro emplacamento para ciclomotor (cinquentinhas);
  • Comunicação de venda;
  • Restituição de taxa de postagem de CRLV;
  • Baixa definitiva de veículo;
  • Recurso para reenquadramento de dano ocasionado por sinistro;
  • Segunda via de Certificado de Registro Veicular – CRV, de veículo roubado;
  • Certidão de proprietário;
  • Baixa de veículo de outro país;

As Ciretrans Subordinadas, localizadas na cidades de Águas Belas, Aliança, Barreiros, Belém de São Francisco, Bezerros, Bom Conselho, Bom Jardim, Bonito, Brejo da Madre de Deus, Cabrobó, Cachoeirinha, Canhotinho, Catende, Condado, Cupira, Escada, Exú, Floresta, Igarassu, Inajá, Ipojuca, Itambé, Lajedo, Macaparana, Moreno, Nazaré da Mata, Paudalho, Petrolândia, Ribeirão, Rio Formoso, São Bento do Una, São Caetano, São José do Belmonte, São José do Egito, São Lourenço da Mata, Sertânia, Taquaritinga do Norte, Triunfo e Vicência, contarão com os serviços:

  • Emissão de CRLV;
  • Primeiro emplacamento;
  • Atendimento veicular;
  • Identificação de condutor infrator;
  • Requerimentos diversos;
  • Defesa de autuação / Recurso de infração;
  • Primeiro emplacamento para ciclomotor (cinquentinhas);
  • Comunicação de venda;
  • Restituição de taxa de postagem de CRLV;


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Deputado parte em defesa da Previdência assistencial e da Previdência rural

A votação da reforma da Previdência, motivo de discussões ferrenhas nas mais variadas esferas políticas, é assunto que também vem sendo debatido com afinco pelo deputado federal Fernando Monteiro (PP-PE). Para o parlamentar, o modelo atual precisa passar por alterações urgentes antes de qualquer votação, em defesa também do Nordeste.

Segundo Fernando Monteiro, a Previdência assistencial (BPC) e a Previdência rural não podem prejudicar seus beneficiários, já tão penalizados pela dura realidade do campo e pela falta de recursos para a garantia de sua dignidade. “O Nordeste, que conta com 8,9% de famílias abaixo da linha de pobreza e taxa de desemprego média na faixa dos 15%, números superiores à média nacional, que chega a 5,8% e 12% respectivamente, precisa de atenção especial”, enfatiza o parlamentar pernambucano.

A aposentadoria rural, além de fundamental para a garantia do mínimo necessário – muitas vezes existem famílias inteiras que dependem dela – move a economia dos pequenos municípios. A restrição à concessão deste benefício, segundo o deputado federal, vai causar a perda de arrecadação, com menos dinheiro circulando, aumentando, consequentemente, a pobreza no campo e levando ao êxodo rural.

Fernando Monteiro garante: “Enquanto estiver prejudicando o trabalhador rural e mexendo no Benefício de Prestação Continuada (BPC), eu não voto a favor da reforma da Previdência”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 3

14/03


2019

Sabemos o que matou Marielle?

Por Silvia Cordeiro*

Sabemos o que matou Marielle. O autoritarismo e a intolerância à sua ação política em favor dos direitos das pessoas. O Brasil e o Mundo exigem saber: a mando de quem o gatilho foi puxado?

Marielle Franco, mulher, negra, da favela da Maré, ativista dos direitos humanos e vereadora pelo PSOL, assim que tomou posse colocou seu mandato a serviço das causas libertárias, dando voz às maiorias silenciadas pela pobreza, pela condição de gênero e raça e tantas outras exclusões.

Em pouco mais de um ano como vereadora, apresentou cerca de 20 projetos de lei com foco nas políticas públicas para mulheres, negros e em defesa da comunidade LGBT.

Sua trajetória como parlamentar foi marcante e violentamente interrompida, deixando enlutada a família juntamente com toda uma geração de militantes – mulheres e homens, feministas e parte significativa da sociedade que se coloca na trincheira da luta por justiça, direitos e inclusão social.

No Dia Internacional da Mulher de 2018, Marielle falou pela última vez no plenário da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. Homenageou a data, fazendo uma reflexão sobre o que é ser mulher? E continuou a indagação: “O que cada uma de nós já deixou de fazer ou fez com algum nível de dificuldade pela identidade de gênero, pelo fato de ser mulher?”.

Essa voz, silenciada de forma truculenta, permanece ainda mais viva e ecoando nas mentes e corações de milhares de mulheres e homens que acreditam no fim das violências.

Nesse quatorze de março, um ano sem Marielle e Anderson, continuar sem resposta é uma agressão às famílias das vítimas, aos amigos e amigas, aos companheiros e as companheiras de luta, às mulheres, à população negra e às comunidades periféricas do Rio de Janeiro e do Brasil.

O assassinato covarde de Marielle representa mais um duro golpe no estado democrático de direito. Somos todas Marielle, nas cidades, no campo, nos movimentos sociais, no trabalho, nas ruas e vielas, na luta cotidiana pelo direito de ser, de existir e de resistir.

“Brasil chegou a hora de ouvir as Marias, Mahins, Marielles, malês“. Chegou a hora de punir os envolvidos nesse crime político e de ódio contra uma vereadora, lésbica, negra e defensora dos direitos humanos. MARIELLE FRANCO, PRESENTE ontem, hoje e SEMPRE!

*Secretária da Mulher de Pernambuco


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Silvio Filho instala Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo

Com a adesão de 250 deputados federais e 20 senadores foi instalada, na tarde de ontem, a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federativo que terá como presidente o deputado republicano Silvio Costa Filho (PRB-PE). O colegiado tem caráter suprapartidário e visa a intensificar o diálogo sobre a nova pactuação federativa do país.

“Sabemos que antes da Constituição Federal de 1988, cerca de 70% do que se arrecadava ficava sob a responsabilidade dos estados e municípios, mas essa pirâmide se inverteu. Hoje, quase 60% dos recursos ficam com a União. Esta frente tem o papel fundamental de a partir de agora fazer um amplo diálogo com os governadores e prefeitos de todo Brasil para que se construa uma nova pauta federativa que faça o país voltar a crescer”, adiantou o deputado Silvio Costa Filho.

O republicano, que foi vereador pela cidade de Recife, disse ser municipalista convicto. “O futuro do Brasil não está só aqui em Brasília. Está nos estados e municípios que resolvem os problemas de saúde, educação, mobilidade urbana e segurança. É fundamental fortalecê-los. A primeira audiência da nossa frente será com o Ministro da Economia, Paulo Guedes, que já se mostrou sensível à ideia de “Menos Brasília, Mais Brasil”. Na nossa avaliação, a discussão é urgente e sem um choque de gestão os estados e municípios não vão aguentar”, disse.

A líder do governo, deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou que essa pauta tem o total apoio do governo. “O presidente Bolsonaro disse isso em campanha e continua falando: trabalhar pela descentralização dos recursos é uma missão não só dele, mas também do ministro Paulo Guedes e de toda a equipe econômica da Presidência”. Ela criticou o fato de São Paulo ser uma potência em termos de arrecadação de tributos federais, mas apenas 0,5% voltar para o estado. “As pessoas não moram na “União”, elas moram nas cidades. Alguma coisa está errada”, reprovou.

O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, informou que a média de investimentos dos municípios em educação é de 29% do orçamento e na saúde de 23%. “A legislação estabelece 15% para a saúde e estamos com uma média de gasto de 23%. Há casos de municípios que investem até 35% do seu orçamento em saúde pública porque a União e os Estados se afastaram da prestação desses serviços e os municípios tiveram que obrigatoriamente assumi-los”, ressaltou.

Para Aroldi, o primeiro ponto é restabelecer as responsabilidades de cada um no orçamento. “O compromisso é com o Brasil. Queremos melhorar o país. A missão dos prefeitos talvez seja a mais nobre de todas: melhorar a vida das pessoas no local em que elas vivem. Nós queremos ser parceiros do governo e do Congresso nesse desafio”, concluiu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Mourão quer que STF “mantenha prisão em 2ª instância”

O vice-presidente Hamilton Mourão deu um pitaco sobre a decisão que o Supremo deverá tomar sobre a manutenção ou não da execução provisória da pena; a popular prisão em segunda instância que garante, por exemplo, que o ex-presidente Lula cumpra sua pena em Curitiba após ser condenado no TRF-4.

No programa da jornalista Andréia Sadi, na Globonews, Mourão fez votos de que o STF mantenha a atual jurisprudência e avaliou que foi a “pressão política” que fez a Corte em 2009 proibir a execução da pena antes do final de todo transitado e julgado do processo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Procuradores da Lava Jato na mira da Corregedoria

A corregedoria da PGR abriu um procedimento para analisar os atos praticados por procuradores da Lava Jato que tentaram criar um fundo de R$ 2,5 bilhões de multas pagas pela Petrobras. O procedimento deve investigar, entre outros, o procurador Deltan Dallagnol, uma das maiores lideranças da Lava Jato.

A PGR diz que todos os procedimentos da corregedoria são sigilosos e que, portanto, não é possível confirmar se a averiguação já foi aberta.

A criação do fundo rachou o MPF (Ministério Público Federal): a procuradora-geral Raquel Dodge chegou a pedir ao STF a nulidade do acordo dos colegas de Curitiba para a constituição da fundação que administraria o caixa bilionário.  (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

STF quer que PGR investigue deputados que pedem impeachment de ministros

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

Os magistrados viraram alvo depois de votarem a favor da criminalização da homofobia

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) estão dispostos a cobrar da PGR (Procuradoria-Geral da República) a abertura de um inquérito para investigar o crime de denunciação caluniosa contra os que assinaram o pedido de impeachment de quatro integrantes da corte.

Os magistrados viraram alvo depois de votarem a favor da criminalização da homofobia. São eles Celso de Mello, Luís Roberto Barroso, Edson Fachin e Alexandre de Moraes. Outros ministros ainda não opinaram sobre a ação.

O pedido de afastamento foi assinado por 16 parlamentares —boa parte deles, do PSL de Jair Bolsonaro.

Entre os que endossaram o impeachment estão os deputados Nelson Barbudo (PSL-MT), Alexandre Frota (PSL-SP), General Peternelli (PSL-SP), Pastor Gildenemyr (PMN-MA) e Luiz Philippe Orleans e Bragança (PSL-SP).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Por um fio: ministro olavista quase entrega o cargo

Em meio à crise gerada pelo embate com o escritor Olavo de Carvalho, o ministro da Educação, Ricardo Vélez, cogitou entregar o cargo na terça (12). Ele foi contido por aliados na pasta.

Apesar de Bolsonaro ter afirmado que Vélez seguirá no cargo, a bolsa de apostas para o posto só cresce. Miguel Nagib, fundador do Movimento Escola Sem Partido e cunhado da deputada Bia Kicis (PSL-DF), é apontado como personagem a ser observado.

Outro nome citado como opção é o do senador Izalci Lucas (PSDB-DF). Por enquanto, Bia trabalha para que Vélez fique no cargo.

Sob ataque de Olavo, Rubens Barreto, anunciado novo secretário-executivo do MEC, colocou o cargo à disposição nesta quarta (13). Diante da pressão, ficou decidido que ele ficará como adjunto e outro nome será escolhido com o presidente para a titularidade do posto.  (Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Bancada evangélica vai iniciar independência do governo

bancada evangélica do Congresso pretende anunciar independência em relação ao governo.

A decisão foi tomada em reunião nesta quarta (13).

Um comunicado será emitido assim que o grupo eleger seu novo presidente.

Para demonstrar unidade, os religiosos definiram que o nome será escolhido por consenso.  (Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Guedes ameaça: “Vocês derrotam a proposta de seus filhos, não do Paulo”

Paulo Guedes passou um aviso para todos que trabalham contra a reforma da Previdência: “Vocês não vão derrotar o projeto do Paulo e sim de seus filhos e netos”, afirmou durante cerimônia de transmissão de cargo do novo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

O ministro da Economia também mostrou preocupação com a possibilidade de o Congresso “desidratar” a proposta e faltar “fôlego” para o ambicioso projeto de capitalização.

“Precisamos de R$ 1 trilhão para ter potência para pagar transição para capitalização. Se o Congresso desidratar a proposta para R$ 500 bilhões, não consigo lançar a capitalização”.  (Estadão – BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/03


2019

Almoço de Rodrigo Maia para o presidente

Pessoalmente envolvido na montagem de uma base para o governo, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai oferecer um almoço para Bolsonaro no sábado (16).

O deputado também convidou os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo, Dias Toffoli.  (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha