ArcoVerde

11/01


2019

Raquel Dodge quer Temer, Padilha e Franco presos juntos

Em manifestação encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) ontem, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se posicionou a favor de que o ex-presidente Michel Temer e os ex-ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Minas e Energia) sejam investigados conjuntamente no caso que trata de supostas propinas de R$ 14 milhões da Odebrecht para a cúpula do MDB.

A apuração está relacionada com o jantar no Palácio do Jaburu, realizado em 2014, e que foi detalhado nos acordos de colaboração premiada de executivos da Odebrecht. Então vice-presidente, Temer teria participado do encontro em que os valores foram solicitados.

O inquérito tramitava no STF, mas foi desmembrado - apenas a investigação contra Temer estava suspensa pelo fato de a investigação dizer respeito a atos ocorridos antes do período em que ele comandou o Palácio do Planalto. A Polícia Federal já concluiu pela existência de indícios de que Temer, Padilha e Moreira Franco cometeram os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  (Estadão Conteúdo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



16/03


2019

Velez escapa mais uma vez de perder o cargo

No governo, foi mais um dia cercado de dúvida quanto à condição de o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, permanecer à frente da pasta. Durante todo o dia, fontes do MEC davam conta de que a queda do ministro ainda era uma possibilidade. Ele foi chamado no fim da tarde ao Palácio do Planalto, de onde saiu com salvo-conduto, ao menos temporário.

O titular da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, confirmou ao BR18 que ele permanece no cargo.

Vélez, que tem sido desautorizado e humilhado publicamente há semanas, foi às redes sociais comemorar a permanência e tentar descredenciar as informações da imprensa de que ainda corria riscos, alheio ao fato de que seu cargo já é objeto de negociação política para ampliar a base do governo no Congresso.  (Estadão – Vera Magalhães -  BR 18)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/03


2019

“Fundação Dallagnol”

O caso da fundação de direito privado com caixa de R$ 2,5 bilhões é escandalosamente ilegal. Os procuradores da República de Curitiba, com Deltan Dallagnol na linha de frente, não tinham poder para propor a fundação nos seus termos. O acordo com os EUA previa acerto com autoridades brasileiras. A Lava Jato não é poder paralelo no Brasil. A força-tarefa da Lava Jato de Curitiba não recuou coisa nenhuma. Não tinha poder legal para agir como agiu. Ponto.

Esse acordo com os EUA é complicado. São raros no mundo. Os americanos tiveram experiências ruins com países africanos, que desviaram dinheiro novamente para a corrupção.

No caso brasileiro, a Petrobras reconheceu falha no seu sistema de controle, mas não culpa perante Washington. Esses R$ 2,5 bilhões, já depositados em Curitiba, estão sob o crivo do Estado democrático de direito do nosso país.

O Brasil não é uma colônia americana. A Lava Jato não pode substituir a União, o Congresso, a Procuradoria Geral da República e o STF. Admitir isso é enfraquecer o processo civilizatório brasileiro.  (Kannedy Alencar)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/03


2019

Governadores do NE: fogo no BPC, aposentadoria rural e capitalização

Helena Chagas

Os governadores oposicionistas do Nordeste reuniram-se ontem em São Luís (MA) e deram um tiro no discurso do governo de que apóiam a reforma da Previdência da forma como foi enviada ao Congresso. De quebra, rebateram aqueles que os acusam de fazer jogo duplo, atacando publicamente a reforma mas apoiando a iniciativa no escurinho dos gabinetes do Ministério da Economia. Antes que saíssem queimados, assinaram uma carta afirmando que apóiam, sim, o debate da reforma, mas que são contrários às propostas que prejudicam os mais pobres.

E quais são elas? Segundo a Carta dos Governadores, as mudanças no BPC, na aposentadoria rural e a implantação do regime de capitalização, que consideram “imprescindível” retirar da proposta. Segundo eles, esse sistema é “socialmente injusto com os que tem menor capacidade contributiva para fundos privados”. São contrários também à “desconstitucionalização” das regras previdenciárias contida na PEC.

Participaram da reunião os governadores do Nordeste – Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE), Paulo Câmara (PE), João Azevedo (PB), Fátima Bezerra (RN), Wellington Dias (PI), Belivaldo Chagas (SE) e o vice de Alagoas, Luciano Barbosa, além do anfitrião, Flávio Dino.

Com isso, botaram em xeque o discurso de Paulo Guedes de que tem diálogo com a oposição e o do próprio presidente Jair Bolsonaro, que disse, no café da manhã com jornalistas, que até no PT tinha gente apoiando a reforma da Previdência. Também deixaram Ciro Gomes em situação desconfortável com seu discurso de oposição a favor..


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/03


2019

STF certo ao limitar tentações autoritárias da Lava Jato

"Fundação Dallagnol" passou dos limites legais

Blog do Kennedy

Em mais um placar apertado, 6 a 5, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu que crimes conexos aos delitos eleitorais devem continuar a ser julgados em conjunto pela Justiça especial. Ou seja, como já prevê a lei, a Justiça Eleitoral apreciará casos em que há, por exemplo, crimes de corrupção e lavagem de dinheiro somados a delitos eleitorais.

O STF sofreu forte pressão política da Lava Jato. A resposta mais dura veio do ministro Gilmar Mendes, acusando procuradores da República num voto para lá de duro. “Cretinos” foi o xingamento mais leve. O ministro disse que procuradores atacam ministros de tribunais superiores para atuar fora do Estado democrático de direito, comparando-os a milicianos.

Democracia e civilização têm esse problema: é preciso respeitar a lei. Winston Churchill já deu a dica sobre a democracia, o pior sistema político já tentado pela humanidade, com exceção de todos os outros.

Não vale a pena mudar a lei por uma interpretação, levando o STF a legislar. Isso tem de ser feito pelo Congresso. A Lava Jato adora fazer um gol de mão. Saiu derrotada ontem do STF porque tem abusado do seu poder, tem cedido a tentações autoritárias.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/03


2019

O governo e sua capacidade de gerar as próprias crises

O governo federal tem demonstrado enorme capacidade de produzir suas próprias crises. Mesmo não tendo ainda completado três meses de existência, o governo repete com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, os mesmos erros cometidos no processo que culminou com a queda de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência.

Com Vélez, novamente ocorre o processo de disputa interna e de fritura pública do ministro. Evidentemente, Vélez acrescenta um toque a mais na confusão ao demonstrar um inexplicável apego ao cargo, depois de ter sido exposto negativamente diversas vezes. Pior para o governo, que sofre mais desgaste numa área tão sensível como a da Educação. 

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou agora ao BR18 que o ministro Ricardo Vélez Rodríguez permanece à frente do MEC. O ministro da Educação também se manifestou em seu Twitter, seguindo o “script” de bater na imprensa e afirmando que as notícias que sinalizavam que ele poderia ser afastado do cargo teriam interesse em criar uma “atmosfera apocalíptica”.  (Estadão – BR 18 -  V.M)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Mendonça comemora e diz que leilão do Aeroporto do Recife é olhar para o futuro

O ex-deputado e ex-ministro Mendonça Filho comemorou, hoje, o resultado do leilão do Aeroporto dos Guararapes. "Muito bom para o Recife. Será Hub da operação na região e terá mais oportunidades de investimentos com a geração de novos empregos e renda, beneficiando diretamente regiões do entorno como Imbiribeira, Jordão, Ipsep, URs”, afirmou. Mendonça destacou que nunca entendeu essa síndrome provinciana de querer fechar Recife para o mundo, que alimentou o movimento contrário ao leilão. “Pernambuco não pode viver de passado. Permitir ao Recife ser Hub na região é olhar para o futuro, gerando oportunidades para os recifenses e os pernambucanos", afirmou Mendonça.

Segundo ele, o fato de o leilão ser ganho pela maior operadora de aeroportos em número de passageiros do mundo comprova que a operação em bloco é atrativa. “Os aeroportos do bloco, no seu conjunto, não representam sequer o tamanho do Aeroporto dos Guararapes. Recife será HUB, o concentrador dessa operação”, afirmou, ressaltando que essa é a melhor solução para alavancar o desenvolvimento econômico com oferta de infraestrutura adequada para a cidade e a Região.

“O fundamental é a operação em si. A capacidade de alavancar investimentos, trazer novos empregos e gerar renda para o Recife”, defende, ressaltando que o fato da vencedora ser espanhola é positivo, porque reforça as ligações históricas, culturais e econômicas de Pernambuco com a Península Ibérica. "No setor aéreo já temos operação aérea para Espanha e Portugal, que deve ser potencializada", destacou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Governador vistoria obras de abastecimento d’água em Belo Jardim

O governador Paulo Câmara esteve, hoje, no município de Belo Jardim – Agreste de Pernambuco – para conferir de perto o sistema de abastecimento de água da cidade. Com uma vazão de 175 litros por segundo, o fornecimento está sendo feito por meio do sistema integrado de abastecimento das Adutoras do Agreste e do Moxotó, tendo em vista que a cidade dependia exclusivamente do Sistema Bitury, cuja barragem está em colapso. O ciclo de abastecimento local está recebendo água da transposição do Rio São Francisco, ação que está garantindo o fornecimento hídrico para todos os bairros da cidade.

“Viemos hoje a Belo Jardim para verificar os testes de abastecimento, que estão praticamente prontos, e a água já está chegando em muitas casas. A partir de agora, vamos intensificar nossos esforços para que todo mundo tenha água do São Francisco e para que esse sonho de muito tempo se torne a realidade de todo pernambucano. Estamos trabalhando juntos para que ela seja concluída. Belo Jardim e todo o Agreste pernambucano merecem total atenção do Governo do Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, reforçou a importância do empreendimento e o seu significado: realizar o sonho dos moradores de Belo Jardim de ter água em suas casas. “O que estamos comemorando é uma fase de testes que já está fazendo chegar água do Rio São Francisco nas casas das pessoas. São quilômetros de distância que essa água está percorrendo para beneficiar muitos pernambucanos. E o mínimo que podemos fazer é reconhecer as digitais de alguns pernambucanos nesse projeto, como as do governador Paulo Câmara, que em 2015 tomou uma decisão fundamental para o Agreste”, frisou.

Para a execução dos lotes 1 e 2 da 1ª Etapa do Sistema Adutor do Agreste, que contemplam o abastecimento de Belo Jardim e mais nove cidades, estão sendo investidos R$ 400 milhões. Belo Jardim é a terceira cidade da região a receber água da transposição pela Adutora do Agreste integrada à Adutora do Moxotó, isso porque outras 150 mil pessoas de Arcoverde e Pesqueira também já estão sendo abastecidas pelas águas do Velho Chico.

A Adutora do Moxotó foi a alternativa adotada pelo Governo do Estado para antecipar a chegada da água do rio São Francisco para 400 mil pessoas na região Agreste – mesmo sem a construção do Ramal do Agreste. O equipamento foi construído por meio de uma parceria entre o Governo de Pernambuco e o Ministério da Integração Nacional e recebeu um investimento de R$ 85 milhões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 7

15/03


2019

Comissão atende pedido de deputado e realiza audiência pública em Garanhuns

A pedido do deputado estadual Sivaldo Albino, o presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa do Estado, deputado Erick Lessa, confirmou, em reunião realizada na última quarta-feira, a realização de uma audiência pública, em Garanhuns, com os membros desta Comissão e de autoridades convidadas – entre elas o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, o presidente da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD/DIPER) e o secretário de Desenvolvimento Rural para tratarem do tema “Alternativas de desenvolvimento econômico para o Agreste Meridional de Pernambuco”.

O interesse dos membros da comissão e das autoridades do governo estadual, em realizar tal audiência, é uma decorrência da iniciativa do deputado Sivaldo Albino de propor a criação de um grupo de estudos, junto às universidades sediadas em Garanhuns, para reunir a sociedade, discutir e apresentar uma proposta de desenvolvimento para a área.

Segundo Sivaldo, não é justo que 82% do PIB pernambucano esteja concentrado no trecho situado entre Recife e Caruaru. A desigualdade territorial, em termos de desenvolvimento econômico, é flagrante, de modo que se a instalação de novas indústrias no interior do estado é tarefa difícil, é preciso então criar novos arranjos institucionais que sejam capazes de identificar e promover os pequenos arranjos produtivos locais, ou seja, os micro e pequenos fabricantes e prestadores de serviços existentes em cada região do estado.

Afinal de contas, o próprio Ministério do Trabalho divulgou pesquisa recente que demonstra que as micro e pequenas empresas são responsáveis por 70% dos empregos existentes no setor privado do país.

Educação, turismo de eventos, turismo de negócios, cultura, comércio, agricultura familiar, tecnologia da informação, produção artesanal de alimentos, bebidas e derivados do leite, artesanato, enfim, somente o estudo e a discussão aprofundada de cada um destes segmentos é que poderá dar um rumo ao desenvolvimento e à geração de renda em Garanhuns e região.

Através do polo têxtil, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama estão conseguindo alavancar o desenvolvimento e a geração de empregos em cerca de 40 municípios do agreste central e do agreste setentrional. São mais de 150 mil empregos gerados.

Para Sivaldo, precisamos descobrir qual a atividade ou quais as atividades serão capazes de alavancar o desenvolvimento da nossa região, de forma sustentável, tal como a indústria têxtil alavanca hoje a economia de Caruaru e seu entorno.

A data da audiência pública em Garanhuns deverá ser divulgada na próxima reunião da Comissão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

O Holliday e desumanidade de Geraldo Julio

Por Marco Aurélio*

Recife possui um dos maiores déficits habitacionais do País. Inúmeras famílias recifenses vivem em moradias que estão muito longe para se chamar de casa. Pois bem, o caso dos moradores do Edifício Holliday tem chamado a atenção de todos .

São três mil pessoas que habitam naquele prédio que foi construído na década de 50 e tornou-se um ícone da arquitetura moderna.

O Holliday, nas últimas semanas, trouxe a público o sofrimento desses moradores, que é preciso deixar claro não invadiram seus apartamentos, compraram realizaram o sonho de ter um teto.

É preciso se olhar a cidade pelo lado humano. Um prefeito tem que ter a sensibilidade de se colocar no lugar do munícipe, uma cidade se constrói pelas pessoas, o maior investimento é no ser humano, a cidade somos nós.

O problema do Holliday é uma questão social e cabe ao prefeito Geraldo Julio assim enxergar.

O que acontece no Holliday aconteceu em outros edifícios do centro do Recife e chama-se falta de política pública.

O que é mais fácil? Criar uma política pública ajudando esses edifícios onde os moradores tenham obrigações e aqueles que não quiserem cumpri-las sejam punidos e se for o caso afastado dos demais pra não prejudicar o grupo ou a omissão? Ou a frieza de, em nome da segurança desses moradores, tirarem de seus apartamentos para pagar duzentos e poucos reais de auxílio moradia?

Numa conta simples 3000 pessoas a 250 reais (auxílio moradia) são 750 mil reais por mês em dois meses o custo é o valor para se resolver a questão da fiação e os moradores ficarem com dignidade em suas casas.

O prefeito está há seis anos administrando a cidade, só nesses últimos dias ele soube que existia o edifício Holliday com todos os seus problemas e outros tantos no Recife?

Dê a mão à palmatória prefeito, faltou uma política de seu governo pra esses prédios, ainda dá tempo, volte atrás, busque uma solução humana para os moradores do Holliday.

Houve um caso muito parecido com o Holliday no Rio de Janeiro com o edifício Pedregulho, lá o governo buscou uma solução e resolveu o problema.

Prefeito Geraldo Julio, como cristão eu imploro, não queira entrar para a história do Recife como o prefeito que foi o algoz do Holliday.

*Deputado estadual pelo PRTB


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Presidente do BB defende privatização do banco

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, voltou a fazer discurso na linha da equipe econômica do governo Bolsonaro. Nesta nesta sexta-feira, 15, ele defendeu a privatização do próprio BB, bem como da Caixa e a Petrobrás, informa o Estadão. Novaes disse que é papel dos economistas liberais do governo defenderem a privatização dessas estatais.

“O governo, ao longo da história, atrapalhou mais do que ajudou o BB. Minha conclusão é que se o BB fosse privado, ele seria muito mais eficiente, teria melhor retorno e poderia alcançar todos os objetivos que hoje alcança”, afirmou Novaes, em palestra durante o seminário “A Nova Economia Liberal”, na Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Patriota articula encontro de prefeitos e representantes de segmentos com a bancada federal

O prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco, José Patriota, articulou um encontro dos prefeitos e representantes de diversos segmentos da economia do estado com a bancada federal pernambucana – o evento acontecerá na sede da Amupe, com data ainda a ser confirmada.

O dirigente foi ao município de Bom Conselho, ontem, participar, junto com os prefeitos da região, de uma reunião de trabalho onde foram apresentados os principais problemas do segmento responsável pela principal cadeia produtiva local, os produtores de leite. A meta de Patriota é envolver os parlamentes e outros agentes políticos na luta para reerguer esse e outros setores.

“Os produtores rurais fizeram um resumo do sofrimento, da agonia, da caminhada. Eu fico pensando como é difícil trabalhar os sete dias da semana – quem é produtor tem que cuidar todo dia. Apesar da seca, apesar do leite importado, apesar dos incentivos fiscais, apesar da falta de incentivo, vocês são uns heróis, uns guerreiros. Parabéns aos produtores e produtoras que estão de pé! O desafio é grande, o movimento está bonito, mas tem que manter a organização permanente. Essa discussão tem que ser constante”, pontuou José Patriota.

O presidente da Amupe explicou que não há emprego de incentivo mais barato que o do campo, cujo retorno do investimento por parte dos governos é mais garantido. “E o caráter distributivo, vários produtores, várias propriedades, várias famílias, vários municípios beneficiados. A gente precisa rever para estruturar uma política institucional, regional e estadual (de incentivos). Precisa de organização permanente. Essa força não pode ser no momento do aperto; tem que ficar permanentemente mobilizado; assessorado tecnicamente com argumentos fortes. É preciso ter sempre essa vigilância. O produtor precisa continuar se modernizando, aperfeiçoando e se juntando para fazer aquilo que é preciso”, defendeu Patriota.

Também participaram do encontro os prefeitos Dannilo Godoy (Bom Conselho), Débora Almeida (São Bento do Una/secretária da Mulher da Amupe), Luiz Aroldo (Águas Belas/conselheiro fiscal da Amupe), Osório Filho (Pedra), Walmir do Leite (Paranatama), Nogueira (Calçados), Ednaldo Peixoto (Jucati), Marcelo Neves (Palmerina), Tonho de Lula (Iati), Douglas Duarte (Angelim), Cristiano Martins (Quipapá), Neide Reino (Capoeiras) e Ulias Leal (Alagoinha); além dos ex-prefeitos Sandoval Cadengue (Brejão) e João Mendonça (Belo Jardim) e do secretário de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto. O presidente da Associação dos Municípios Alagoanos, Hugo Wanderley, foi à Bom Conselho especialmente para o ato, junto com outros prefeitos do estado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Governo arrecada R$ 2,377 bilhões à vista com leilão de 12 aeroportos

Do G1

Empresas estrangeiras dominaram o leilão de 12 aeroportos realizado hoje pelo governo na B3, em São Paulo. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), com a disputa, realizada em três blocos, a arrecadação à vista do governo ficou em R$ 2,377 bilhões – valor R$ 2,158 bilhões acima do mínimo fixado pelo edital para o valor de outorga inicial. O ágio médio do leilão foi de 986%.

Além do valor à vista, as regras do leilão preveem ainda uma outorga variável a ser paga ao longo dos 30 anos de concessão estimada em R$ 1,9 bilhão para os três blocos de aeroportos concedidos. O investimento previsto nos 12 aeroportos ao longo do período de concessão é de R$ 3,5 bilhões.
O leilão confirmou a expectativa do governo de forte disputa e interesse de investidores estrangeiros.

"Vamos ver uma intensa competição. Uma forte demonstração de confiança do investidor estrangeiro no vigor do mercado brasileiro, na condução da política econômica e na possibilidade de termos reformas", disse o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ao chegar na B3.

Este foi o quinto leilão de concessão de aeroportos do Brasil e o primeiro do governo Bolsonaro. Com o leilão de hoje, o número de aeroportos administrados pela iniciativa privada no país subirá de 10 para 22.

Atualmente, 7 operadoras internacionais já atuam no Brasil: o grupo suíço Zurich Airport (Florianópolis e Confins), o alemão Fraport (Fortaleza e Porto Alegre), os franceses Egis (Viracopos) e Vinci Airports (Salvador), o argentino Corporación América (Brasília e São Gonçalo do Amarante), Changi Airports, de Cingapura (RIOgaleão), e a Airport Company South Africa, da África do Sul (GRU Airport).

Bloco Nordeste

A espanhola Aena venceu o disputado leilão pelo principal bloco de aeroportos. Com oferta de outorga de R$ 1,9 bilhão – que surpreendeu os participantes do leilão – o consórcio vai administrar os aeroportos do bloco Nordeste, considerado o 'filé' das concessões desta sexta, que compreende os terminais de Recife, Maceió, João Pessoa, Aracaju, Juazeiro do Norte e Campina Grande.

A outorga mínima estabelecida pelo governo para o bloco era de R$ 171 milhões, pagos à vista. A proposta da Aena representa um ágio de 1.010%.

A previsão é que a empresa vencedora faça um investimento de R$ 2,153 bilhões nos seis terminais, sendo R$ 788 milhões nos cinco primeiros anos do contrato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

FBC rebate Secretaria Estadual de Saúde sobre R$ 3,8 mi não repassados à APAMI

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) divulgou, ontem, nota em resposta à Secretaria de Saúde de Pernambuco sobre as  emendas parlamentares não repassadas à Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (APAMI). No total, o senador destinou R$ 3.876.200,00 à APAMI em 2015 e 2016.

Segundo Fernando Bezerra Coelho, como a APAMI não poderia receber verbas federais, ficou acertado com o Governo de Pernambuco que os recursos das emendas seriam encaminhados ao Fundo Estadual de Saúde para a compra de equipamentos e materiais hospitalares, que seriam repassados para a instituição. Os recursos, no entanto, nunca chegaram à APAMI.

“A verdade é que a Secretaria de Saúde não cuidou de promover os atos para a licitação e a consequente compra de todos os equipamentos hospitalares previstos. Limitando-se a apontar um suposto entrave inicial no processo, ao invés de explicar porque, passados vinte e quatro meses, encontra-se na iminência de ser obrigada a devolver os recursos ao Governo Federal, por não ter cumprido com os compromissos acordados”, diz o senador, em nota.

Para o senador, não é correto o argumento da Secretaria de Saúde de Pernambuco de que o Ministério da Saúde não permite a transferência de recursos “para unidades que não estejam vinculadas à Secretaria Estadual, como é o caso da Associação”.

“Tanto não é verdade que, em 2017, fizemos o mesmo processo de apresentação de emendas que favoreceram a APAMI junto à Prefeitura Municipal de Petrolina, a qual repassou os recursos à entidade com maior celeridade, no valor de R$ 750.000,00 (setecentos e cinquenta mil reais)”, acrescenta o senador.

Ele ressalta que foram encaminhados ofícios para o Governo do Estado solicitando prioridade na implementação das ações, mas os documentos nunca foram respondidos. “É com tristeza que constatamos que, independentemente do esclarecimento que venha a ser dado pelo Governo de Pernambuco, não há como recuperar todo esse tempo perdido, todos os atendimentos, os exames, os tratamentos médicos que não foram realizados. Acima de divergências políticas, o que deve prevalecer são os interesses dos pernambucanos”, lamenta Fernando Bezerra Coelho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Sudene sedia encontro internacional sobre políticas de inovação

O evento vai girar em torno da promoção de políticas descentralizadas de inovação no Brasil. Trata-se de um projeto financiado pela União Europeia, com o objetivo de apoiar a disseminação e a troca de experiências e boas práticas da política regional europeia e de alcançar maior cooperação entre as autoridades de três estados brasileiros (Pará, Paraná e Pernambuco), além de três regiões parceiras da Europa (North-East Romania, na Romênia, Wielkopolska na Polônia e Tolna County, na Hungria).

A Sudene será responsável pela apresentação de uma agenda  regional para o desenvolvimento da Região Nordeste do Brasil. Já o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) será o  moderador do painel “Financiamento do desenvolvimento regional e inovação: a experiência do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e Banco da Amazônia”.
 
Constam da programação apresentações sobre experiências dos estados brasileiros participantes; explanações relativas à criação de uma base de conhecimento comum de Estratégias de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente (RIS3) no Brasil; política regional do Brasil (Secretaria de Desenvolvimento Regional e Urbano/MDR); discussões e plano de ação. O encontro contará, ainda, com um workshop sobre a criação de uma perspectiva comum sobre RIS3.

A Conferência Final do projeto irá apresentar os resultados já alcançados até o momento e informar sobre a gestão de políticas de inovação em nível regional na Europa e na América Latina.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Brasil terá novo status em relação com os EUA

Durante a visita que o presidente Jair Bolsonaro fará aos EUA na próxima semana, o país dará ao Brasil o status de aliado preferencial fora da Otan.
De acordo com fontes ouvidas pelo Estadão, a ação tem um significado imediato apenas simbólico.

Com o novo status, o governo brasileiro passa a ocupar posição prioritária em cooperação na área de Defesa. A ideia partiu dos próprios americanos, mas não é uma exclusividade pela visita. Mais de uma dúzia de países são considerados aliados estratégicos militares dos EUA e possuem a mesma designação, incluindo Argentina, Jordânia e Tunísia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/03


2019

Eduardo da Fonte assume, Comissões de Segurança e Relações Exteriores

O deputado federal Eduardo da Fonte assumiu, como membro-titular, das comissões de Segurança Pública e Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, composta por 38 deputados. A indicação do nome do parlamentar foi feita pela bancada do Progressistas na Casa.

Eduardo da Fonte afirma que as duas comissões terão papel importante nos próximos anos. “A geração de emprego também depende da expansão da relação do Brasil com outros países. É um assunto que será discutido no colegiado. Segurança pública é outro tema que requer bastante atenção, porque não aguentamos mais a falta de segurança nas ruas em todo o País”, ressaltou o parlamentar.

Para dar maior proteção pessoal a mulheres, Eduardo da Fonte apresentou no mês passado um projeto de lei que autoriza o uso de spray de pimenta e armas de eletrochoque por mulheres a partir dos 18 anos. A tramitação do projeto foi iniciada na Câmara com amplo apoio da bancada feminina


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha