ArcoVerde

11/01


2019

Fusão Boeing-Embraer é 1ª medida concreta da agenda liberal

Semana passada, Bolsonaro havia criticado os termos do negócio

Renato Andrade e João Sorima Neto - O Globo

A decisão tomada pelo presidente Jair Bolsonaro em relação ao negócio entre as fabricantes de aviões Embraer e Boeing foi a primeira ação concreta de cunho liberal tomada pelo novo inquilino do Palácio do Planalto.

A sinalização de que a nova administração teria um caráter menos estatizante e mais pró-mercado foi dada logo na largada da campanha eleitoral de 2018, quando Bolsonaro mostrou que seu mentor econômico era Paulo Guedes, um representante nato da escola econômica liberal norte-americana.

Mas a convicção do atual ministro da Economia na agenda liberal nunca foi compartilhada de maneira cega pelo presidente eleito. A própria parceria entre Embraer e a Boeing é um exemplo de como o atual comandante do Executivo titubeou entre adotar uma postura econômica efetivamente favorável ao Estado menor e as velhas crenças sobre a necessidade de manter determinadas áreas e segmentos da economia sob a tutela do Estado por conta de supostos problemas de soberania nacional.

Entre a dúvida e a decisão desta quinta, a agenda liberal conseguiu sua primeira vitória.

Para analistas do setor aéreo, a união entre Embraer e Boeing na aviação comercial faz todo o sentido, considerando que este é um segmento que deve apresentar forte crescimento nos próximos anos. Com a força da Boeing, a Embraer terá mais condições para desenvolver novos projetos, inclusive em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



15/01


2019

Bolsonaro é o Trump da América do Sul, diz o americano

'Dizem que é o Trump da América do Sul, vocês acreditam?', diz presidente dos EUA sobre Bolsonaro

Declaração foi dada em discurso a produtores agropecuários norte-americanos.

Por G1

O presidente dos Estados UnidosDonald Trump, mencionou em discurso nesta segunda-feira (14) a comparação feita entre ele e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

"Eles vão ter um novo grande líder, dizem que é o Donald Trump da América do Sul. Vocês acreditam?", perguntou Trump.

O norte-americano ainda brincou: "E ele [Bolsonaro] está feliz [com a comparação]. Se não estivesse, eu não gostaria do país, mas eu gosto". A declaração arrancou risos e aplausos da plateia.

A brincadeira foi feita durante um evento em Nova Orleans com fazendeiros e agropecuaristas dos Estados Unidos, em que Trump falou sobre o aumento na exportação norte-americanas.

Segundo o presidente dos EUA, a carne produzida no país tem sido vendida ao Brasil "pela primeira vez desde 2003".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Ao invés do Bolsonaro falar tanto do PT deveria se empenhar em acertar seu governo que comete erros em séries. Mas entendo, falar ml do PT é pra não falar do Queiroz, do caixa dois do Onyx, das nomeações de parentes e amigos.



15/01


2019

Eleições no Congresso: fracasso da articulação do Planalto

Helena Chagas

Apesar de ainda estar em lua-de-mel com o eleitorado, o governo Bolsonaro vem mostrando, nessas duas semanas, baixíssima capacidade de articulação parlamentar. Os principais candidatos às presidências do Senado e da Câmara já perceberam isso. Além de incorporar a defesa de uma reforma da Previdência profunda a seus discursos, Renan Calheiros e Rodrigo Maia conquistaram as graças do ministro da Economia, Paulo Guedes, com o argumento de que conseguirão formar maiorias em suas Casas para votar a reforma.

É essa hoje a principal moeda de troca nas disputas nas duas Casas, e por isso Jair Bolsonaro mandou os filhos recuarem nos discursos contrários à dupla e está pronto para engolir Renan e Maia. Mas Bolsonaro, embora tenha feito uma bagunça na articulação política do Planalto, tem 28 anos de mandato que lhe deram uma mínima noção de como as coisas se passam. Já entendeu que, com Onyx Lorenzoni, um grupo de generais e o PSL, não formará maioria no Congresso. Nem com Major Olimpio, David Alcolumbre e outros candidatos ao comando do Legislativo.

A lição que deve ficar das eleições no Congresso será o redondo fracasso do novo modelo de articulação política do governo, supostamente sem o toma-lá-dá-cá partidário, substituído pelo atendimento dos grupos de interesses temáticos, mas sem qualquer sinal de protagonismo governista na formação das maiorias parlamentares. O Planalto vai ficar na mão de aliados que prometem a Previdência. Mas depois é depois.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Papel aceita tudo... até serve para ser higiênico. Limpar a bunda do perrelucho, Disto sabe Helena Chagas!

lino perrelli

Papel aceita tudo... até serve para ser higiênico. Disto sabe Helena Chagas!



15/01


2019

Almoço que não existiu com embaixadores da Bolívia e da Itália

Itamarat divulga almoço que não existiu

AFP – O Globo

O Ministério das Relações Exteriores divulgou na manhã desta segunda-feira um almoço do chanceler Ernesto Araújo com os embaixadores da Bolívia e da Itália no Brasil e foi desmentido pelos dois países, envolvidos no caso Césare Battisti. O evento foi realizado no Ministério da Defesa e, além de Araújo, contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, que não havia divulgado o almoço em sua agenda oficial.

Por telefone, a embaixada da Itália no Brasil informou que o embaixador Antonio Bernardini não estava no país e a embaixada da Bolívia informou que o embaixador José Kinn Franco não foi informado sobre o almoço, que terminou por volta das 14h. A própria assessoria de Bolsonaro também não havia informado sobre sua participação no almoço, que só foi confirmada depois de o presidente deixar o Palácio do Planalto. A assessoria do Ministério da Defesa, por sua vez, também não divulgou nada sobre o almoço, e na agenda do ministro Fernando Azevedo e Silva divulgada no site da pasta só constava para esta segunda uma reunião com os comandantes do Exército e da Marinha e do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.

Dentre os ministros presentes, Ernesto Araújo foi o último a chegar no encontro. Depois que o evento já havia começado, o Ministério das Relações Exteriores atualizou a agenda em seu site e excluiu o nome dos embaixadores da Itália e da Bolívia do encontro. O embaixador boliviano teria reunião no Planalto no final da tarde, o que ainda não está registrado na agenda de Bolsonaro. Battisti foi preso na Bolívia e embarcou diretamente para a Itália, onde cumprirá prisão. O governo brasileiro chegou a divulgar que ele passaria pelo Brasil antes do destino final, o que não ocorreu. (Jussara Soares e Mateus Coutinho)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Major Vitor Hugo é o novo líder do governo na Câmara

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, hoje, o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO) como novo líder do governo na Câmara. O anúncio foi feito em uma rede social, e Vitor Hugo exercerá a partir de fevereiro o primeiro mandato parlamentar.

Cabe ao líder do governo articular com as bancadas aliadas a votação de projetos de interesse do Palácio do Planalto.

"Comunico que a Liderança do Governo na Câmara será exercida pelo Deputado Federal Major Vitor Hugo (PSL/GO), advogado e consultor legislativo concursado desde 2015", publicou Bolsonaro.

Em resposta à mensagem do presidente, o novo líder do governo publicou: "Força, Presidente! Vamos, juntos, construir uma nova relação entre o Executivo e o Legislativo. O País precisa avançar nessa direção. Discussões em torno de ideias. Independência e harmonia. Muito obrigado pela confiança. Brasil Acima de Tudo! Deus Acima de Todos!". Antes de ser anunciado como líder, Major Vitor Hugo esteve no Palácio do Planalto para se reunir com o presidente Bolsonaro.

Servidor público federal, Vitor Hugo tem 41 anos e é analista legislativo na Câmara desde 2015. Ele foi eleito em outubro do ano passado ao receber 31.190 votos, segundo a Justiça Eleitoral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

“Bolsonaro começa muito mal e ignora o Nordeste”, diz Humberto

O líder da Oposição ao governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), se reuniu, hoje, com a presidente do partido, deputada eleita Gleisi Hoffmann (PR), e com a bancada do PT na Câmara para traçar estratégias contra as medidas ‘nocivas’ da gestão Bolsonaro.

Humberto fez uma avaliação dos primeiros 14 dias do governo e afirmou que o excesso de erros e tropeços surpreendeu, inclusive, quem já desconfiava de que o capitão reformado do Exército, ao ocupar a Presidência da República, seria um desastre para o País. Várias das medidas adotadas até agora, segundo o parlamentar, atentam contra os interesses da população.

“Aqui no Congresso Nacional, a bancada do PT vai lutar contra a redução dos aumentos legais previstos para o salário mínimo, a flexibilização do armamento, a reforma da Previdência e a ampliação da reforma trabalhista. Conversaremos com todos os partidos de esquerda e centro-esquerda para ampliar essa frente em defesa dos direitos do cidadão”, disse.

O senador ressaltou que o presidente eleito não apresentou absolutamente nada para o Nordeste. E considerou que a falta de políticas públicas frustra qualquer expectativa de melhora do cenário para a região.

“Os estados estão mergulhados numa intensa crise financeira. Estamos diante do momento em que o Nordeste precisa de políticas específicas e estímulos mais fortes para manter um crescimento consistente. Não observamos um cenário que nos contemple”, declarou.

O líder da Oposição também comentou sobre a eleição para a Presidência do Senado, prevista para ocorrer no começo de fevereiro. Ele acredita que a Casa precisa, agora, de alguém que trabalhe por um Legislativo mais forte, independente e autônomo. A bancada do PT no Senado irá se reunir no dia 29 para tratar do assunto.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Divulgado o segundo escalão do Governo Paulo Câmara

O governador Paulo Câmara anunciou, há pouco, os nomes que comandarão os órgãos da estrutura descentralizada do Governo de Pernambuco, a partir de 2019, alguns como Roberto Tavares, na Compesa, Tatiana Nóbrega, na Funape, e Ricardo Leitão, Cepe, permanecem nos cargos.

"São pessoas com experiência administrativa e muitos serviços prestados ao povo de Pernambuco. Tenho certeza de que vão colaborar para que a nossa administração continue avançando, reforçando nossas políticas públicas e atuando diariamente para a melhoria da qualidade de vida dos pernambucanos", destacou Paulo. Segue, abaixo, os nomes escolhidos pelo chefe do Executivo estadual e seus respectivos postos:

Governadoria do Estado:

Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Pernambuco (ARPE) – Ettore Labanca

Secretaria de Administração:

Agência Estadual de Tecnologia da Informação (ATI) – Ila Carrazone

Instituto de Recursos Humanos do Estado de Pernambuco (IRH) – Ruy Bezerra

Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco (FUNAPE) – Tatiana Nóbrega

Pernambuco Participações e Investimentos S/A (PERPART) – Adaílton Feitosa

Secretaria da Casa Civil:

Companhia Editora de Pernambuco (CEPE) – Ricardo Leitão

Arquivo Público – Evaldo Costa

Secretaria de Desenvolvimento Agrário:

Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado de Pernambuco (ITERPE) -  Altair Patriota Correia Alves

Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) – Odacy Amorim

Secretaria de Saúde:

Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco Governador Miguel Arraes S/A - (LAFEPE) – Flávio Gouveia

Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos:

Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) – Suzana Montenegro

Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco (DER) – Bruno Cabral

Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI) – Jurandir Liberal

Companhia Pernambucana de Saneamento (COMPESA) - Roberto Tavares

Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação:

Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (DETRAN) – Roberto Fontelles

Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Recife (CTM) – Erivaldo Coutinho

Companhia Estadual de Habitação e Obras (CEHAB) – Bruno Lisboa

Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação:

Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia (FACEPE) – Abraham Benzaquen Sicsú

Empresa Pernambuco de Comunicação S/A (EPC) – Gustavo Almeida

Secretaria de Cultura:

Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE) – Marcelo Canuto

Secretaria de Desenvolvimento Econômico:

Instituto de Pesos e Medidas do Estado de Pernambuco (IPEM) – Juliano Martins

SUAPE – Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros -  Leonardo Cerquinho

Porto do Recife S/A – Carlos Vilar

Companhia Pernambucana de Gás (COPERGÁS) – André Campos

Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco S/A (AD-DIPER) – Roberto Abreu

Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude:

Fundação de Atendimento Socioeducativo (FUNASE) – Nadja Alencar

Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação:

Junta Comercial do Estado de Pernambuco (JUCEPE) – Taciana Bravo

Agência de Fomento do Estado de Pernambuco (AGEFEPE) – Marcelo Barros

Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade:

Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) – Djalma Paes

Distrito Estadual de Fernando de Noronha – Guilherme Rocha


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Governo apresenta do Programa Pacto pela Vida

O governador Paulo Câmara estará em Caruaru – no Agreste do Estado – amanhã, cumprindo uma agenda toda voltada para a área de segurança pública. Logo pela manhã ele concederá entrevista, no auditório da Escola Técnica Estadual (ETE) Ministro Fernando Lyra, a respeito dos resultados positivos obtidos pelo Programa Pacto Pela Vida (PPV). O balanço será apresentado pelo secretário de Defesa Social Antônio de Pádua, com as mais novas estatísticas sobre roubos e homicídios, referentes ao exercício de 2018.

À tarde, o chefe do Executivo visita a 14ª Área Integrada de Segurança (AIS-14), que reúne sete unidades da Polícia Civil e o 4° Batalhão da Polícia Militar (4° BPM), trabalhando de forma integrada. Inaugurado há cinco meses, o complexo funciona 24 horas, todos os dias da semana, e já atendeu 3.687 ocorrências desde o dia 13 de agosto. No complexo, dividido em três edificações, funcionam a Diretoria Integrada do Interior 1, a Delegacia Seccional de Caruaru, a Divisão de Homicídios do Agreste, duas delegacias de Homicídios (a 19° e 20°), a 90° Delegacia Circunscricional e o plantão 24h, além do 14° BPM.

As estruturas abrigam 115 policiais civis, envolvidos no trabalho de investigação e combate à criminalidade em Caruaru e cidades vizinhas. As novas instalações permitiram a devolução dos imóveis antes alugados para funcionamento das delegacias, representando uma economia de R$ 48 mil anuais aos cofres públicos. O Complexo contribuiu significativamente para que Caruaru registrasse uma das melhores taxas de resolução do Estado, com 106 dos 169 inquéritos que investigam mortes violentas solucionados e remetidos à Justiça, o que representa uma taxa de resolução 62,72%.

Após a visita à AIS-14, Paulo Câmara comandará a cerimônia de comemoração do primeiro ano de funcionamento do 1º Batalhão Integrado Especializado da Polícia Militar de Caruaru (BIEsp). Inaugurado em novembro de 2017, o BIEsp reúne cinco unidades especializadas da PMPE que, antes, só atuavam na Região Metropolitana do Recife: a Ronda Ostensiva com o Apoio de Motocicletas (Rocam), a Radiopatrulha, o BPChoque, o CIPCães e o Policiamento de Trânsito.

Com 308 policiais militares, a unidade atende a 109 municípios que fazem parte da Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1) da PMPE, beneficiando uma população de cerca de 3 milhões de habitantes. O 1º BIEsp cumpre o papel de reforçar o combate às diversas modalidades de crimes, como tráfico de drogas, assaltos, porte ilegal de armas e desarticulação de grupos de extermínio, com atenção especial ao patrulhamento e às ações nas áreas rurais do Agreste e Zona da Mata. A atuação do batalhão também foi fundamental para a redução dos índices de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) e de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs) registrados em Caruaru no ano passado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Bm4 Marketing 2

14/01


2019

SEDUC anuncia novo secretário executivo de Esportes

O Secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio, anunciou, hoje, Diego Pérez como secretário executivo de Esportes, em reunião na sede do órgão. Diante de atletas e demais secretários executivos, foram divulgadas as novidades previstas para os próximos anos que visam a promoção e o fortalecimento das políticas relacionadas aos esportes em todo o Estado.

Participaram do encontro representantes de associações esportivas, projetos sociais, treinadores e atletas, como Joanna Maranhão e Yane Marques, estas representando a Prefeitura da Cidade do Recife. Diego Pérez agradeceu o convite de Fred Amancio e falou da importância da integração das pastas. “Educação e esporte têm o poder de transformar vidas. Agora juntos, do planejamento à execução, a tendência é que a gente consiga avançar ainda mais. A Educação de Pernambuco é reconhecida em todo o Brasil e o esporte local cresceu bastante nos últimos quatro anos. Essa junção só vai beneficiar o cidadão, o atleta e o estudante”, disse.

Entre as novidades da pasta, anunciadas por Fred Amancio, estão: a conclusão da obra do Centro Esportivo Santos Dumont; a criação do Bolsa Técnico e do Passe Livre Esportivo; a aquisição de materiais esportivos para as escolas da Rede; a criação do intercâmbio esportivos para técnicos; e a ampliação do Programa Ganhe o Mundo Esportivo, que passará a beneficiar estudantes paratletas e a contar com os Estados Unidos como novo destino.

“A efetivação desses projetos vai ser possível com essa união entre as duas pastas, onde vamos construir juntos, dialogar, discutir, para que possamos crescer ainda mais. Quero deixar bem claro que essa junção não é um prêmio do governador Paulo Câmara, mas uma missão que nos foi dada. Isso mostra que nós temos capacidade de realizar muito mais em Pernambuco, e é para isso que vamos trabalhar”, frisou o secretário Fred Amancio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Governo Federal vai gastar R$ 4,5 mi com adesivos e mouse pads

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) vai gastar R$ 4,5 milhões para a confecção de materiais impressos para a Presidência da República em 2019.

Segundo a colunista da Folha de São Paulo Mônica Bergamo, dois editais foram publicados no site da Secretaria da Presidência. As empresas que vencerem as licitações terão que fazer, por exemplo, 70 mil adesivos com a imagem do brasão nacional e outros 70 mil com a bandeira do Brasil. Esses lotes custarão R$ 7.000 cada.

Também estão previstos 900 “mouse pads” que vão custar R$10.990, 5.950 blocos de anotação com 50 páginas cada por R$ 42 mil e 3.000 agendas personalizadas no valor de R$ 135 mil.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Gleisi volta a defender governo de Maduro

Após meses martelando insistentemente na tecla do #LulaLivre, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, parece ter um novo assunto favorito: a defesa do governo de Nicolás Maduro na Venezuela diante da crise gerada pelo início do segundo mandato do líder chavista. Hoffmann publicou um texto, hoje, no site da Fundação Perseu Abramo, onde questiona a “quem interessaria” uma intervenção no governo venezuelano. Para responder ao próprio questionamento a petista saca a velha carta do “imperialismo” dos EUA, que estariam interessados no petróleo do país.

“Não podemos nos iludir: a ação coordenada contra o governo da Venezuela não passa nem de longe por uma suposta defesa da democracia e da liberdade de oposição na Venezuela. O interesse dos Estados Unidos e seus aliados de subjugar esse incômodo vizinho e avançar sobre suas reservas estratégicas é notório”, disse Gleisi. “As dificuldades por que passa o povo da Venezuela só foram agravadas pelas sanções e bloqueios econômicos impostos pelos EUA e seus aliados” completou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Jaboatão começa a enviar carnê do IPTU hoje

A Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes iniciou, hoje, o envio dos boletos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) referente ao exercício de 2019. A primeira parcela tem vencimento no dia 15 de fevereiro. Caso o consumidor esteja adimplente, os descontos podem chegar a 30%, no caso de quem optar pelo pagamento da cota única, e a 10%, para parcelamento em até 10 quotas mensais. A expectativa da Fazenda Municipal é de arrecadar cerca de R$ 80 milhões.

A emissão do Documento de Arrecadação Municipal (DAM) também pode ser feita de forma online, por meio do site http://jaboatao.pe.gov.br/iptu-2019/. O processo é simples, bastando apenas que o contribuinte forneça o sequencial ou a inscrição do imóvel, escolha pela opção de parcelamento ou pagamento da cota única e a data de vencimento. Atualmente, a cidade conta com cerca de 180 mil imóveis cadastrados, segundo dados da Secretaria Municipal da Fazenda.

De acordo com o secretário César Barbosa, o nível de inadimplência tem caído ao longo dos últimos anos, resultado atribuído pelo gestor às melhorias realizadas pela atual gestão. “A população passa a contribuir com a prefeitura a partir do momento em que percebe que há retorno do imposto pago, por meio da realização de obras e serviços essenciais. Temos implantado, desde 2017, um modelo de gestão eficiente, que preza pela aplicação do dinheiro público com inteligência, e isso se traduz na redução da inadimplência e, consequentemente, no aumento da arrecadação”, pontuou Barbosa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Câmara discutirá projeto de transparência em obras paralisadas

Blog da Folha

Para dar maior publicidade aos motivos que levam à interrupção de obras públicas no Recife, o projeto de Lei nº 174/2018, de autoria do vereador Renato Antunes (PSC), tramita na Câmara Municipal. Caso a proposta seja aprovada, a fixação de placa informativa que dê conta dos motivos para a paralisação da obra se tornará obrigatória.

O projeto considera paralisadas as obras que tiveram suas atividades interrompidas por mais de 20 dias. As placas fixadas devem estar bem visíveis ao público e expor, além dos motivos da interrupção, o contato telefônico do órgão responsável, e o prazo de paralisação. Não serão afetadas as obras que forem suspensas devido a condições climáticas que impossibilitem seu andamento.

Para Renato Antunes, o principal objetivo da iniciativa é fomentar o princípio constitucional da transparência. “O projeto em tela tem por objetivo fortalecer, no âmbito do município do Recife, o princípio da transparência, corolário de um Estado democrático de Direito, estampado na Carta Republicana”.

Após o recesso parlamentar, o texto será analisado por duas comissões temática da Casa de José Mariano: Legislação e Justiça, e Planejamento Urbano e Obras. Após o recebimento dos pareceres, a matéria será enviada ao plenário para votação.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

General Franklimberg volta à presidência da Funai

O general Franklimberg Ribeiro de Freitas voltará a ser presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai). A escolha foi feita por Damares Alves, ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ao qual a Funai está vinculada. Franklimberg esteve, na semana passada com Damares Alves, em Brasília. A informação é do jornal “Estado de São Paulo”.

Franklimberg deixou o cargo da Funai em 19 de abril do ano passado. Na ocasião, ele vinha sofrendo uma forte pressão da bancada ruralista, que já havia pedido sua saída diretamente ao ex-presidente Michel Temer.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Candidatura emblemática

Em 2018, os pernambucanos elegeram um número histórico de mulheres para a Assembleia Legislativa do Estado. De seis, o quadro da Casa pulou para dez deputadas, a partir de fevereiro. Com este cenário, a deputada Simone Santana parte para um novo desafio neste segundo mandato: concorre à vice-presidência, um dos mais altos postos em disputa, nunca ocupado por uma mulher em toda a existência da Alepe. Em seu primeiro mandato, Simone Santana deu visibilidade à Comissão da Mulher. Como presidente do colegiado, levou audiências públicas para todas as regiões do estado, percorrendo mais de 3 mil quilômetros. Ela criou, ainda, a Ação Mulheres na Tribuna para incentivar a participação das cidadãs na política. Neste ano, a comissão deve passar ao comando da deputada Gleide Ângelo, recém-eleita.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/01


2019

Equipe aconselha Bolsonaro a acelerar escolha de porta-voz

A equipe do presidente Jair Bolsonaro aconselhou, nos últimos dias, que ele acelere a nomeação de um porta-voz e a reestruturação da Secretaria de Comunicação da Presidência da República para evitar a repetição do que ocorreu nas duas primeiras semanas de governo, quando houve recuos e idas e vindas da parte do próprio chefe.

Segundo o blog do Valdo Cruz, auxiliares do presidente destacam que esses desencontros são normais em início de governo e que Bolsonaro fez questão de corrigir pessoalmente os problemas ou orientou sua equipe a fazê-lo. Um assessor direto lembrou que recuar e mudar de opinião não podem ser vistos como defeitos, mas sim como virtudes de quem analisa melhor uma situação e se posiciona diante dela.

Assessores de Bolsonaro avaliam, porém, que o ideal é que o presidente tenha um porta-voz o mais rápido possível, para manifestar algumas posições oficiais do governo e servir de anteparo ao presidente da República. E que a Secretaria de Comunicação comece a fazer encontros diários com Bolsonaro para discutir a agenda do dia e os temas que estão mais em destaque no país.

A expectativa dentro do Planalto, contudo, é que a terceira semana de governo seja mais positiva que as anteriores. Não que o governo tenha um balanço negativo dos primeiros dias, mas acredita que terá fatos concretos para apresentar a partir de agora atendendo às expectativas da população com a eleição de Bolsonaro.

Na lista está o decreto que vai flexibilizar a posse de arma, que está programado para ser assinado nesta semana. Foi uma promessa de campanha feita pelo presidente. 

Também deve ser editada medida provisória para combater irregularidades na concessão de benefícios previdenciários, que pode gerar uma economia de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Coração Vermelho

No processo evolutivo, que animal vem depois do bolsonaro? Será a anta?