ArcoVerde

07/12


2018

Temer afirma que tentaram desgraçar a vida dele

Temer afirma que tentaram 'desgraçar' a vida dele e diz não se preocupar com investigações

Presidente deu declarações durante encontro com jornalistas de veículos estrangeiros. Na entrevista, disse que deixará o governo com a sensação de que foi 'injustiçado'.

Por João Cláudio Netto e Luiz Felipe Barbiéri, TV Globo e G1 

O presidente Michel Temerdisse nesta quinta-feira (6) que "tentaram desgraçar" a vida dele desde que assumiu o Palácio do Planalto e afirmou não se preocupar com os processos que terá de enfrentar na Justiça após o fim do mandato.

Temer deu as declarações no Palácio da Alvorada, em Brasília, após participar de um encontro com jornalistas de veículos estrangeiros.

"Quando eu cheguei à Presidência, tentaram desgraçar a minha vida. E foi uma campanha feroz , uma campanha das pessoas se dedicarem, assim, 18 horas por dia. 'Vamos derrubar esse sujeito aí'. Não conseguiram. Nesse sentido me sinto injustiçado", afirmou.

Tentativa de derrubá-lo

Ainda na entrevista desta quinta-feira, Temer afirmou que "fizeram e aconteceram" para tentar "derrubá-lo" da Presidência da República.

Na opinião dele, a tentativa não foi derrubá-lo politicamente, mas, sim, moralmente.

"Fizeram e aconteceram para tentar me derrubar. E não me derrubar politicamente, porque na política eu tenho muita estrada e não tenho problema. O que mais me chateou foi a história do plano moral", afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



17/12


2018

Obras sacras fora do Alvorada

Cada ocupante do Palácio da Alvorada leva junto suas idiossincrasias. Ernesto Geisel, luterano, não quis conviver com o quadro “Orixás”, da artista Djanira da Motta. A obra voltou à residência oficial do presidente da República após pedido da ex-primeira-dama Ruth Cardoso. Dona Marisa Letícia, ex-mulher de Lula, mandou construir um jardim de flores vermelhas no formato da estrela do PT. Michel Temer trocou poltronas escuras por mais claras. Já a evangélica Michelle Bolsonaro, informa a Folha, não quer imagens de anjos no espaço público do palácio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

PF faz buscas por Battisti em São Paulo

A Divisão Antiterrorismo (DAT) da Polícia Federal (PF) fez duas tentativas de captura de Cesare Battisti, hoje, em São Paulo. A PF foi em endereços informados por denúncias anônimas como possíveis esconderijos do italiano, considerado foragido pela polícia desde a última sexta-feira.

O italiano teve a prisão preventiva decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux na quinta-feira. O ministro revogou uma liminar (decisão provisória) que impedia a extradição de Battisti até que o Supremo voltasse a analisar o caso e mandou prendê-lo.

No dia seguinte, o presidente Michel Temer assinou o decreto de extradição de Battisti.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

Marina duvida do “combate à corrupção”

A ex-ministra Marina Silva criticou a economia de palavras do presidente eleito sobre o caso do relatório do Coaf que inclui ex-assessores dos Bolsonaro com movimentações bancárias “atípicas”.

Em sua “live”, Bolsonaro falou barbaridades sobre temas ambientais e comentou rapidamente os indícios de ilicitudes da conta do ex-assessor de seu filho deputado. Fica parecendo que o combate enérgico à corrupção expirou a validade em menos de 1 mês”, escreveu ela, hoje, no Twitter.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

Jaboatão lança iniciativa pioneira para taxistas

Jaboatão dos Guararapes passou a contar, hoje, com uma estrutura que garante conforto e proteção a taxistas do município. A iniciativa, pioneira no Brasil, é fruto de parceria entre a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes, por meio da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade, e a concessionária Chevrolet Autonunes. O equipamento conta com cobertura para abrigo de sol e chuva, mesas e cadeiras de espera, armário, bebedouro e instalação elétrica. 

A infraestrutura foi inaugurada oficialmente pelo prefeito Anderson Ferreira na manhã de hoje e instalada no bairro de Prazeres, entre o Mercado das Mangueiras e o Viaduto Geraldo Melo. "As pessoas têm uma ideia de que é preciso fazer uma obra faraônica para garantir conforto à população. Na verdade, o que nossa equipe enxerga é que faltou força de vontade das gestões passadas. Essa obra aconteceu graças a uma parceria com a Autonunes que, assim como a gente, tem respeito pela categoria. Nossa administração preza pelo bem-estar dos trabalhadores, entre eles, os taxistas, que até então, trabalhavam no sol e ao relento", explicou Anderson. 
 
Os taxistas que utilizam o local avaliaram positivamente a transformação. "É um momento crítico para nossa categoria, então recebemos com muita alegria esse presente que nos foi dado pela gestão do prefeito Anderson Ferreira. Trabalho aqui há apenas quatro anos, mas tenho colegas que estão nessa praça há mais tempo. A opinião é coletiva: nunca nos sentimos tão bem cuidados como agora", comentou Edson Farias.
 
De acordo com dados levantados pela  secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentabilidade, cerca de 40 táxis operam na localidade. Estima-se que, mensalmente, sejam transportados cerca de 19.200 usuários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

A estocada do MDB nos bolsonaristas

Em busca da consolidação de sua posição de independência em relação ao futuro governo, o MDB cobrou mais atenção dos próximos dirigentes do País à votação do Orçamento da União. Sem fazer referências diretas ao governo de Jair Bolsonaro, a conta oficial do partido publicou hoje comentários criticando os debates de “assuntos inócuos e mudanças de costumes, convites e desconvites”, lembrando que esses atos “não resolvem nossa questão orçamentária e nem geram mais investimentos e emprego”.

Nos últimos dias, Jair Bolsonaro e seus aliados declararam que estavam retirando o convite enviado aos governos da Venezuela e de Cuba para a posse presidencial. Além disso, políticos bolsonaristas também têm defendido constantemente agendas de costumes. Para o MDB, esse foco não é o correto. “Devemos nos ater ao que realmente importa para o Brasil: controle de gastos, equilíbrio das contas e gestão eficiente”, acrescenta o texto publicado na conta oficial do partido. As informações são do Portal BR18.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

Brasil é o 8º país com maior número de mortes de jornalistas

O Estado de S.Paulo

O Brasil termina 2018 como o oitavo país com o maior número de assassinatos de jornalistas no mundo até o momento. No total foram quatro mortes no ano marcado por eleições, o mesmo número registrado nas Filipinas.

Os dados foram divulgados hoje pela entidade Press Emblem Campaign (PEC), com sede na Suíça, e que reúne o número de profissionais mortos em casos relacionados com seu trabalho. No total, foram registrados 113 assassinatos de jornalistas em 2018, um aumento de 14% em comparação a 2017.

O maior número de vítimas foi registrado no Afeganistão e México, cada um com 17 casos. Na Síria, foram onze mortos, contra oito no Iêmen e na Índia. Seis mortes no jornal Capital Gazette ainda colocaram os americanos entre os países com a maior taxa de vítimas, seguidos pelo Paquistão, com cinco assassinatos.

No caso do Brasil, a entidade indica que Ueliton Bayer Brizon, do Jornal de Rondônia, foi morto em janeiro deste ano. Naquele mesmo mês, Jefferson Pureza Lopes, da rádio Beira Rio FM de Goiás, também foi assassinado. Em junho, Jairo Sousa, da Rádio Pérola (Pará) se somou à lista das vítimas. Já Marlon Carvalho, das rádios Gazeta/Jacuipe, na Bahia, foi morto em agosto.

O Brasil ainda aparece entre os nove lugares mais perigosos para se trabalhar como jornalista nos últimos cinco anos. Foram 22 mortes entre 2014 e 2018, o mesmo número registrado na Somália e não distante dos 29 casos no Iêmen.

Mulheres

Outra constatação do levantamento foi o número elevado de mulheres mortas cumprindo sua profissão de jornalista. Em 2016, foram cinco casos, contra 17 em 2017. Para 2018, o levantamento aponta para sete vítimas.

Por regiões, a mais perigosa continua sendo a Ásia, contra 36 mortes de jornalistas em 2018. Mas a América Latina vem em segundo lugar, com 32 vítimas e superando o Oriente Médio, com 24 mortes.

Em uma década, a entidade estima que 1,2 mil jornalistas foram mortos pelo mundo cumprindo sua missão de informar. Isso representa mais de dois casos por semana. De acordo com a PEC, a comunidade internacional está longe de conseguir adotar a meta da Unesco de reduzir em 50% o número de mortes entre os jornalistas.

Associação repudia violência

O jornalista Daniel Bramatti, presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), afirma que, no Brasil, as mortes de jornalistas ocorrem com maior frequência em cidades pequenas, onde há disputa por parcos recursos e os profissionais se tornam alvo após denunciar desvios. "Esses crimes se inserem no contexto da violência política. Mas ninguém deve ser morto em razão do que fala ou escreve. Nossa meta é acabar com a impunidade e zerar essa contagem", diz.

Bramatti explica que a entidade tem um programa intitulado Tim Lopes, que combate à impunidade de crimes contra jornalistas e comunicadores. O projeto já investigou os dois casos com mais indícios de relação entre o assassinato e a atividade profissional da vítima. "Nos dois episódios, as autoridades foram pressionadas a apurar os crimes, e em ambos houve prisão de suspeitos, um passo importante para que se faça justiça".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


17/12


2018

Bolsonaro participa da inauguração de colégio militar

O presidente eleito Jair Bolsonaro participou, na manhã de hoje, da inauguração do 3º Colégio da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro Percy Geraldo Bolsonaro. O nome da escola é uma homenagem ao pai dele, falecido em 1995.

Segundo o portal G1, a homenagem foi feita pelo prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, após contrato firmado entre a Polícia Militar e a prefeitura do município. O colégio iniciará as atividades em fevereiro de 2019.

Além de Bolsonaro, também participaram da cerimônia o senador eleito e deputado estadual, Flávio Bolsonaro (PSL), e o governador eleito do Rio, Wilson Witzel.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

17/12


2018

Humberto é xingado por alvirrubro raivoso no jogo do Náutico

Por Arthur Cunha - especial para o blog 

O senador Humberto Costa (PT-PE) enfrentou uma verdadeira saia justa nesse domingo (16). O petista, torcedor do Náutico, marcou presença na reinauguração do estádio dos Aflitos e foi filmado por outro alvirrubro. No vídeo, um homem se refere ao senador como uma figura “impoluta”, o que motiva Humberto se afastar e procurar outro lugar para assistir ao jogo.

O alvirrubro, ainda raivoso com o senador, complementa afirmando que ele não terá vida fácil com o futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL). Por último, o alvirrubro ainda projetou que em breve o petista será preso. Confira no vídeo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

gilson

Este tipo de gente passara muita vergonha com o \"mito\". A pergunta cade o motorista Fabricio?

Israel Heleno

Um grande problema será controlar esse tipo de gente que acredita que o futuro presidente será o restaurador da moral da ética e da corrupção. Que tal começar pelo filho enrrascado com varias denúncias? Gente metida que é sem educação.



17/12


2018

Pastora Damares e as aborteiras

As “Putinhas aborteiras” são um grupo de donzelas politicamente corretas que deitam e rolam e cantam cantigas do punk pornô e do liberou geral. “Se o Papa fosse mulher o aborto seria legal. O Papa peca. Ei, Papa, levante o seu vestido, quem sabe aí embaixo não está o Amarildo!” As putinhas aborteiras ficaram putas da vida com a indicação da pastora Damares para o Ministério dos Direitos Humanos. Eis o sermão do Profeta Adalbertovsky do alto das montanhas da Jaqueira.

“Ao invés da Damares, segundo as putinhas, Pablo Vitarela seria o melhor nome para o Ministério dos Direitos dos Homens do sexo frágil, das mulheres de bigode e dos bofes. Para atiçar a emoção de vocês, eu sugiro dar um rolé no Google e pesquisar o perfil dessas meninas. Vocês vão adorar. A pastora deu um vacilo. Revelou que aos 10 nos de idade, com traumas da infância, viu Cristo num pé de goiaba. A mundiça vermelha pegou no calcanhar dela.

“O babado é o seguinte, brother. No modo de ser politicamente correto, se o bicho quiser falar com o Além deve embarcar no expresso Canabis e dar um tapa na pantera. Damares nunca deu um tapa na pantera. O ditador da Venezuela, Nicolas Maduro, contou que o espírito tenebroso do finado Hugo Chavez  pousou em sua cabeça sob a forma de um passarinho e o abençoou. Os vermelhos não chamaram Maduro de delirante nem de impostor. Agora zombam da pastorinha Damares por um episódio pitoresco de infância. Maldade.

“Umas sinhazinhas amigas minhas, que não gostam de pés de goiaba, ficaram horrorizadas  com a indicação da pastora Damares para o Ministério dos Direitos Humanos.  Curioso é que as sinhazinhas não ficaram horrorizadas quando um bípede de plumas subiu numa goiabeira num festival de teatro de Garanhuns e chamou Jesus Cristo de gay. Eu vos direi, sinhazinhas e sinhozinhos vermelhos, mundiça do cordão encarnado, subam num pé de goiaba e despertem para Jesus”. O sermão do Profeta Adalbertovsky está postado na íntegra no Menu Opinião. Metam os peitos!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Percebo que a Família Bolsonaro não é somente especializada em Lavagem de Dinheiro, é também especialista em Lavagem Cerebral.

Fernandes

Passando pra saber se JÁ acharam o Queiroz o motorista LARANJA da família de “honestos”do futuro presidente dos idiotas úteis.



17/12


2018

Casos de Flávio Bolsonaro e Paulo Ramos na PGR

MP do Rio vai investigar individualmente funcionários da Alerj citados pelo Coaf

Casos de Flávio Bolsonaro e Paulo Ramos serão encaminhados à Procuradoria-Geral da República

Chico Otávio e Juliana Dal Piva - O Globo

As investigações sobre movimentações financeiras suspeitas de assessores de pelo menos 20 deputados da Assembleia Legislativa do Rio ( Alerj ) serão individualizadas. O relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras ( Coaf ) que rastreou as contas de 75 funcionários e ex-funcionários da Alerj, apurando um total de R$ 207 milhões em transações atípicas entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, encontra-se no gabinete do procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem. Dois casos — os do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL) e do deputado federal eleito Paulo Ramos (PDT) — serão encaminhados à Procuradoria-Geral da República (PGR), por deslocamento de competência.

Como na lista do Coaf aparecem dez deputados estaduais que não se reelegeram, Gussem deverá encaminhar os casos à Procuradoria da Tutela Coletiva da Capital, para livre distribuição entre os promotores de primeiro grau.

No gabinete do procurador-geral, só ficarão os casos de deputados estaduais que se reelegeram e permanecerão na Alerj.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Passando pra saber se JÁ acharam o Queiroz o motorista LARANJA da família de “honestos”do futuro presidente dos idiotas úteis.

Fernandes

Por que o COAF não divulgou antes das eleições as informações sobre os assessores fantasmas de Bolsonaro?

Fernandes

SCOOBY MEU FILHO, VC NÃO VIU O QUEIROZ POR AÍ…

Fernandes

Mourão: Foi burrice ter feito depósito em conta, deveriam ter operado em dinheiro vivo, que não deixa rastros.

Fernandes

Polícia tá louca atrás de Cesare Battisti, mas, cadê o motorista dos Bolsonaro?



17/12


2018

João de Deus escapa

Mesmo que a Câmara dos Deputados aprove emenda constitucional que torna imprescritível o crime de estupro, a medida não atingiria João de Deus, pois não se aplica para crimes anteriores.

Enquanto isso, o superministro Paulo Guedes poderá despachar da Fazenda, Planejamento ou Indústria e Comércio.

A aposta é que fique no prédio do Planejamento, que foi reformado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Se você crer em Deus de verdade. Jamais um estelionatário da fé pode te enganar. Só procura curandeiros quem não crê em Deus!

Fernandes

Bolsonaro: Minha honestidade também é fake!

Fernandes

Se o João não é de Deus, imagina quando descobrirem que o Jair não é messias.

Fernandes

Eu queria saber por que existe juiz rico, ministro rico, político que fico rico com a política e só Lula é investigado?

marcos

João de Deus pede para ficar na mesma cela de Lula



17/12


2018

Renan e Tasso: briga pela presidência do Senado

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF, vai decidir monocraticamente até quarta-feira sobre o mandado de segurança 36169, que questiona se a eleição para a presidência do Senado deve ser em votação aberta ou secreta.

A ação é acompanhada com apreensão no Senado. Interlocutores de Renan Calheiros (MDB), candidato mais forte, torcem para que o voto secreto seja mantido. Seu principal adversário é Tasso Jereissati (PSDB).

Se Marco Aurélio decidir que a votação no Senado deve ser aberta, pode-se criar um cenário inusitado, em que os senadores votam de um jeito e os deputados federais, de outro.

Há dois anos, Marco Aurélio concedeu liminar afastando Renan da presidência da Casa após o senador se tornar réu por peculato.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Eu queria saber por que existe juiz rico, ministro rico, político que fico rico com a política e só Lula é investigado?



17/12


2018

Brasil desconvida Cuba e Venezuela à posse de Bolsonaro

Por solicitação da equipe de Jair Bolsonaro, o Itamaraty enviou novos comunicados aos governos de Cuba e Venezuela os desconvidando de participar da cerimônia de posse do presidente eleito no dia 1.º de janeiro, em Brasília. Os termos são protocolares. A sinalização inicial foi chamar todos os países com os quais o Brasil mantém relações diplomáticas – razão pela qual o convite foi feito.

Mas houve mudança de posição, o que levou o Itamaraty a enviar uma segunda comunicação aos governos dos dois países os desconvidando para a cerimônia.

O futuro chanceler Ernesto Araújo negou pelo Twitter, ontem, que o Itamaraty tenha convidado o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Os desconvites, porém, foram enviados às embaixadas dos dois países na semana passada. (Coluna do Estadão – Andreza Matais)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Por que o COAF não divulgou antes das eleições as informações sobre os assessores fantasmas de Bolsonaro?

Fernandes

Polícia tá louca atrás de Cesare Battisti, mas, cadê o motorista dos Bolsonaro?

marcos

Será que foi queima de arquivo como a de Celso Daniel?

Fernandes

Já se começa a circular que o sumiço de Fabrício Queiroz pode ter sido a primeira queima de arquivo do governo Bolsonaro.

Fernandes

Vereador acusado de mandar matar Marielle é um dos autores de lei autorizando igreja de Michelle Bolsonaro a ter 5 andares



17/12


2018

Lula: saída de cubanos foi preconceito de Bolsonaro

Jornal do Brasil

O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva lamentou a saída dos médicos cubanos do programa 'Mais Médicos' em razão do que considerou um "preconceito" do presidente eleito Jair Bolsonaro, segundo carta aberta publicada neste domingo (16) em Cuba.

"Eu lamento que o preconceito do novo governo contra os cubanos tenha sido mais importante que a saúde dos brasileiros que moram em comunidades mais distantes e carentes", disse Lula na carta publicada no jornal Juventud Rebelde.

Cuba decidiu pelo retorno de 8.300 profissionais que trabalhavam no Mais Médicos, através da Organização Panamericana da Saúde, depois que Bolsonaro anunciou que mudaria as condições de contrato, o que Havana considerou inaceitável.

Lançado em 2013 pela presidente Dilma Rousseff, o programa permitiu dar assistência à população das regiões mais pobres e rurais do Brasil, principalmente graças à chegada de profissionais cubanos, que ocupavam metade dos postos do programa.

No contrato, os médicos recebiam 30% do valor desembolsado pelo Brasil, enquanto o restante ia para o orçamento da ilha, que por sua vez conservava seus salários e postos de trabalho em Cuba.

Bolsonaro exigia que os profissionais recebessem o salário integral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Por que o COAF não divulgou antes das eleições as informações sobre os assessores fantasmas de Bolsonaro?

Fernandes

Mourão: Foi burrice ter feito depósito em conta, deveriam ter operado em dinheiro vivo, que não deixa rastros.

Fernandes

Na Noruega o petróleo tornou o país, um dos mais ricos do mundo. No Brasil venderam (deu) barato aos USA.

Fernandes

Polícia tá louca atrás de Cesare Battisti, mas, cadê o motorista dos Bolsonaro?

marcos

Lula o Alcoólatra que faz piadas com o nome de Deus



17/12


2018

O novo governo não tem pena de morte em seus planos

Estadão Conteúdo

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), escreveu ontem, em sua conta no Twitter, que o assunto pena de morte não fez parte de sua campanha. “Além de tratar-se de cláusula pétrea da Constituição, não fez parte de minha campanha. Assunto encerrado antes que tornem isso um dos escarcéus (sic) propositais diários.”

A afirmação é uma resposta à reportagem publicada neste domingo pelo O Globo. Na manchete, o jornal informa que Eduardo Bolsonaro, deputado federal (PSL-SP), defendeu a possibilidade de pena de morte para traficantes de drogas e autores de crimes hediondos.

O deputado deseja implementar um sistema parecido ao da Indonésia, onde esteve em 2017 em visita a presídios onde dois brasileiros foram executados por tráfico de drogas. Filho mais atuante de Bolsonaro, o deputado reconhece, na entrevista ao jornal, que é uma cláusula pétrea da Constituição, porém argumenta que existem exceções. “Uma é para o desertor em caso de guerra. Por que não colocar outra exceção para crimes hediondos?”, questiona.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Por que o COAF não divulgou antes das eleições as informações sobre os assessores fantasmas de Bolsonaro?

Fernandes

SCOOBY MEU FILHO, VC NÃO VIU O QUEIROZ POR AÍ…

Fernandes

Mourão: Foi burrice ter feito depósito em conta, deveriam ter operado em dinheiro vivo, que não deixa rastros.

Fernandes

Se o João não é de Deus, imagina quando descobrirem que o Jair não é messias.

Fernandes

Já se começa a circular que o sumiço de Fabrício Queiroz pode ter sido a primeira queima de arquivo do governo Bolsonaro.