Congresso Nordestino de Educação Médica

07/12


2018

Árvore de Natal enfeitada à espera de Eduardo Cunha

Claudia Cruz está esperançosa de que o marido, o ex-deputado Eduardo Cunha, preso na Lava Jato, volte para casa logo.

Ela instalou em sua sala uma imensa árvore de Natal, com enfeites dourados.

“Montada apenas para te esperar, meu amor...”, escreveu no Instagram.  (Mônica Bergamo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

Confira os últimos posts



21/06


2019

Petrolina terá a primeira superintendência Caixa Econômica

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e o prefeito Miguel Coelho anunciaram, ontem, a criação de uma superintendência em Petrolina. Será a primeira do Brasil com um modelo para atender municípios de mais de um estado: Pernambuco, Piauí e Bahia. A previsão é que a unidade já comece a funcionar neste ano.

Durante a solenidade, o presidente da Caixa justificou a criação desse modelo interestadual por conta dos aspectos similares de municípios vizinhos a Petrolina de outros estados e pela região do São Francisco ter uma cadeia econômica baseada na agricultura e produção de frutas. "Essa questão do polo regional não existia ainda na Caixa. São várias cidades com a mesma característica. Já está decidido que essa superintendência será aqui, o próximo passo é definir as pessoas que irão trabalhar aqui e certamente funcionará neste ano", informou Guimarães.

O prefeito Miguel Coelho ressaltou a importância da nova superintendência para agilizar o fluxo dos serviços e encurtar distâncias. "Ninguém vai mais ter que andar 600 km em Pernambuco ou mais de 1.000 km no Piauí para ir numa superintendência. Esse espírito de diminuir a burocracia, agilizar o serviço e melhorar o atendimento significa mais investimentos, emprego e desenvolvimento para a cidade”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Caruaru

21/06


2019

Presidente insiste em pressão popular por decreto de armas

Jair Bolsonaro não desistiu e pregar a pressão popular como forma de salvar o decreto que facilita o porte de armas, derrubado no Senado e que será votado pela Câmara. Num feriado marcado por declarações a granel, o presidente também não deixou de fazer sua tradicional transmissão ao vivo pelo Facebook. Foi ali que voltou ao tema-obsessão. “O Senado, há poucos dias, deu um cartão vermelho ao nosso decreto das armas, mas eu acredito que a Câmara vai reverter essa situação na semana que vem”, afirmou. Na verdade, a tendência é que os deputados mantenham a decisão do Senado, uma vez que o decreto é inconstitucional, de acordo com o entendimento predominante dos juristas.

“Antes que falem que estou interferindo no Legislativo, deixo claro que é comum comparecer deputado e senador me procurando para que eu vete algum dispositivo. Da minha parte agora, também estou pedindo para os deputados que não acolham o decidido pelo Senado. Isso é democracia. E pedindo para que você, eleitor, cidadão, procure também seu deputado”, disse Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

São João Petrolina

21/06


2019

Morre primeira atriz a interpretar Maria na Paixão de Cristo

Nair Mendonça faleceu, hoje, aos 94 anos. A atriz era conhecida por interpretar a primeira Maria da Paixão de Cristo, quando o espetáculo ainda era realizado na Vila de Fazenda Nova.

Nair era filha de Epaminondas Mendonça, o criador do espetáculo, e irmã de Diva Pacheco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Gravatá

21/06


2019

Floriano Peixoto deve ser nomeado presidente dos Correios

O presidente Jair Bolsonaro deve nomear o atual Secretário-Geral da Presidência, Floriano Peixoto Neto, para a presidência dos Correios.

Peixoto substitui o general Juarez Cunha, que teve a demissão anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada, durante encontro com jornalistas.

Cunha, no entanto, só deixou o cargo na última quarta-feira.

Bolsonaro justificou a demissão de Cunha dizendo que ele se comportou como "sindicalista" e se manifestou contrário à privatização da estatal. O presidente é favorável à privatização dos Correios.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Poder: agora Moro depende de Bolsonaro para subir

Na análise de algumas das principais lideranças do Congresso, Moro mantém força —mas está cada vez mais dependente de Jair Bolsonaro para seguir com perspectivas futuras de poder.

Por esse pensamento, houve uma inversão: Moro era fiador do governo. Agora, Bolsonaro virou fiador do ex-juiz, erguendo os braços dele em estádio de futebol e concedendo medalhas para ajudá-lo a enfrentar o escândalo das mensagens reveladas pelo site The Intercept Brasil.

A avaliação é ainda de que o ministro da Justiça não perde muito mais popularidade do que a já mensurada pela pesquisa XP/Ipespe —em janeiro, ele tinha 67% de avaliação positiva, contra 56% em junho. A imagem de juiz imparcial, no entanto, estaria irremediavelmente trincada.  (Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

21/06


2019

Bolsonaro e equipe divididos para enfrentar Europa

Para dar conta das reuniões do G20, no Japão, e da rodada Mercosul e União Europeia, na semana que vem, ministros vão se dividir. Paulo Guedes (Economia) segue para o Oriente com Bolsonaro. Já Tereza Cristina (Agricultura) e Ernesto Araújo (Itamaraty) vão a Bruxelas tratar do acordo comercial.

Os técnicos também foram divididos. O chão de fábrica está preocupado com a repercussão de carta assinada por centenas de ONGs, como o Greenpeace, contra o governo e teme que isso afete a negociação.

Mesmo que o acordo seja fechado, será o próximo Parlamento europeu, eleito em maio e com mais representantes do Partido Verde, que validará o tratado. No Itamaraty, o dano da carta foi minimizado. “Só reclamam os que não querem o acordo.”  (Daniela Lima – Painel Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Disputa pelo lugar de Raquel racha o Supremo

O Supremo Tribunal Federal elabora a lista tríplice de candidatos que será enviada a Jair Bolsonaro

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

A disputa pela indicação do próximo ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) está dividindo o STF (Supremo Tribunal Federal), que elabora a lista tríplice de candidatos que será enviada a Jair Bolsonaro. O presidente tem a palavra final na escolha. 

Um dos candidatos é Carlos Mário Velloso Filho —o pai dele, Carlos Velloso, já foi ministro do STF. 

Ministros da corte, no entanto, consideram a candidatura imprópria justamente por manter a prática de indicação de filhos de magistrados, ou ex, para cargos no Judiciário. Um dos integrantes do STF disse à coluna que é chegada a hora de adotar a “nova política” também nos tribunais.

O fato de Velloso defender de forma enfática o ministro Sergio Moro, da Justiça, no escândalo das mensagens também desagradou alguns magistrados, que enxergam nisso uma tentativa de conquistar a simpatia do presidente Jair Bolsonaro.

Um outro candidato é Marçal Justen Filho, do Paraná. Ele tem o apoio de Edson Fachin, do mesmo estado. Já Fabricio Mendes Medeiros tem apoio de lideranças do Congresso. E a advogada Daniela Teixeira corre por fora, com a simpatia de magistradas mulheres.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 4

21/06


2019

Olavistas versus Santos Cruz e Bolsonaro

Aliados de Jair Bolsonaro tentaram minimizar a queda do general Floriano Peixoto da Secretaria-geral da Presidência para a chefia dos Correios. Dizem que assume com a confiança do Planalto para “limpar” e preparar a privatização da estatal.

A ala do governo ligada a Olavo de Carvalho e aliados de Bolsonaro no Congresso pregam que o general Santos Cruz, também demitido, e Floriano Peixoto estariam à frente do grupo que não respeitava a autoridade do presidente. Os militares eram próximos.

Unidos pela fé - A chegada do general Luiz Eduardo Ramos para o posto que era ocupado por Santos Cruz foi especialmente comemorada pela bancada evangélica no Congresso.  (Folha)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Lula quis saber como ia se saindo Moro da sabatina

O ex-presidente Lula perguntou a quem o visitou na tarde de quarta (19) sobre o desempenho de Moro no Senado. Recebeu o relato de que o ex-juiz estava se saindo bem e que, até aquele momento, nenhum senador havia conseguido encurralá-lo.

Sem comando - Lula disse que, com a blindagem da base e com o vasto tempo dado a Moro, era natural que não enfrentasse dificuldade.

Para o petista, o ministro só fraquejaria se a oposição tivesse preparado uma artilharia em conjunto.  (Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Frente de Moro: Renan saiu da toca

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) indagou Moro sobre delações fechadas por ele antes da regulamentação das colaborações, em 2013.

O emedebista também pediu para o ministro comentar a atuação do ex-procurador Marcello Miller, que selou delações notabilizadas pelo uso de grampos ocultos.

 
TIROTEIO

Do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), sobre o presidente Jair Bolsonaro ter chamado Jean Wyllys (PSOL-RJ) de menina:

Bolsonaro, na sua história, nunca respeitou mulheres, homossexuais e a democracia. Isso tem nome, é crime

Painel - FSP


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Senadores receberam dossiê com casos de Moro

...que geraram pedidos de suspeição

Daniela Lima – Painel – Folha de S.Paulo

Às vésperas da audiência no Senado, parlamentares receberam um dossiê com casos antigos de Sergio Moro (Justiça). Em um dos relatos, de 2005, um criminoso, Tony Garcia, avisou a Moro que seu gabinete havia sido grampeado por ele e outro comparsa. Tornou-se delator. O então juiz teria autorizado medidas contra quem o gravou e só depois se afastou do processo. A conduta foi questionada na Justiça sob a alegação de que, sendo a vítima, Moro não poderia ter instruído a ação.

O nome do advogado que foi acusado e condenado no caso que envolveu o grampo ilegal do gabinete de Moro é Roberto Bertholdo. Seu recurso ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) foi relatado pela ministra Laurita Vaz, que negou todos os pedidos dele, em votos confirmados pela maioria dos pares.

 “Ao que consta”, escreveu a ministra, “Tony Garcia e o Ministério Público Federal firmaram acordo de delação premiada (…), sendo o réu, por força desse acordo, posto em liberdade com o objetivo de colher provas”. Garcia gravou os ex-colegas.

A ação do STJ registra ainda que Garcia “comunicou ao juiz Sergio Moro que ele seria vítima do crime de interceptação telefônica, supostamente cometido por Roberto Bertholdo, com a participação do delator”. Moro autorizou quebra de sigilos a pedido do Ministério Público e depois se afastou do caso. Outro lado”‚Procurada, a assessoria do ministro da Justiça não respondeu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Quem manda sou eu, diz Bolsonaro: terras indígenas

Presidente reverteu decisão do Congresso e colocou demarcação de novo na Agricultura

Joelmir Tavares – Folha de S.Paulo

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quinta-feira em São Paulo que assume o bônus e ônus sobre o processo de demarcação de terras indígenas no país.

“Quem demarca terra indígena sou eu! Não é ministro. Quem manda sou eu. Nessa questão, entre tantas outras. Eu sou um presidente que assume ônus e bônus.”

Um dia antes, o presidente havia editado uma nova medida provisóriaque reverte decisão de maio do Congresso e devolve a tarefa de demarcação de terras indígenas no país ao Ministério da Agricultura. Indagado nesta quinta-feira sobre a mudança na demarcação de terras indígenas, afirmou: “A reestruturação do governo é competência minha. O Congresso diz sim ou não”.

Ele disse que acertou com o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) que, se houvesse um acordo com os líderes do Câmara, a questão retornaria para lá.

Bolsonaro falou novamente que quer reintegrar os índios à sociedade. “Alguém acha que uma região maior que o Sudeste já não é o suficiente para eles? Nós queremos por acaso continuar mantendo o índio preso em suas reservas como se fossem homens pré-históricos?


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Editores indignados com JN Globo: “Como eles mentem”

Globo no Jornal Nacional, e Glenn fica indignado: como eles mentem assim?

Leandro Demori, editor do Intercept, também apontou novas falhas da cobertura da Globo no escândalo da Vaza Jato. Estratégia da Globo é circunscrever as denúncias ao Intercept e não citar a colaboração de outros jornalistas e veículos, como Reinaldo Azevedo e a Band

Disposta a defender o ex-juiz Sergio Moro a qualquer preço, a Globo mentiu no Jornal Nacional e foi duramente criticada pelo jornalista Glenn Greenwald, do Intercept

 "Tem que assistir esse reportagem do @jornalnacional. Eles mentiram descaradamente. Disseram que @TheInterceptBrpublicou esses novos trechos nas mídias sociais. Foi @reinaldoazevedo e @radiobandnewsfm quem revelaram isso, não nós. Como eles mentem assim?", questionou.(BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/06


2019

Moro ganhou um palanque no Senado

Mesmo nas poucas ocasiões em que esteve mais acuado, ele se comportou com gentileza

Ascânio Seleme – O Globo

Sergio Moro saiu praticamente ileso da audiência da Comissão de Constituição e Justiça do Senado em que prestou contas dos vazamentos de diálogos seus com o procurador Deltan Dallagnol. Apesar de ter sido colocado nas cordas com socos e murros de alguns senadores da oposição, foi socorrido com afagos e tapinhas nas costas por outros que apoiam o governo ou apenas se opõem ao PT. O que se viu foi um embate político, e nele o ministro saiu ganhando. Mesmo que restem dúvidas sobre a correção das mensagens que trocou com Dallagnol, Moro saiu do Senado politicamente protegido.

O debate que se viu foi mais uma vez entre parlamentares do PT, ou próximos ao PT e ao escândalo da Petrobras, e os demais. Além daqueles ligados a partidos tradicionais de centro e centro direita, estiveram ao lado de Moro os senadores dos novos tempos. E esses abusaram da gentileza. O fato é que houve tempo e espaço para cada um atacar ou defender a Lava-Jato. Embora os que atacaram dissessem estar mirando na conduta do juiz, o que se viu foi um fogo sem trégua contra a operação que prendeu políticos e empresários, como Lula e Marcelo Odebrecht.

Talvez por isso, o embate tenha pendido a favor de Moro. O que se sabe, e o que não mudou e não mudará mesmo que se consiga comprovar a veracidade dos diálogos hackeados, é que os governos do PT foram corruptos. Não há qualquer dúvida de que o PT e partidos aliados assaltaram os cofres da Petrobras durante a gestão de Lula. Nenhuma dúvida também de que esses assaltos prosseguiram sob Dilma e só foram interrompidos pela operação Lava-Jato. Esse é um dado irrefutável. Por isso, foi difícil aos senadores encontrar caminho para mostrar que Moro agiu de maneira a prejudicar o PT ou afastá-lo do poder.

Leia artigo na íntegra clicando ao lado: Moro ganhou um palanque no Senado - Jornal O Globo


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/06


2019

Perpart realiza campanha para doação de sangue

Hoje, a Perpart realizou uma ação coletiva de doação de sangue, visando reforçar o estoque do banco de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope).

A campanha “Junho Vermelho” foi criada com o objetivo de ampliar o “time de doadores” durante o período das festas juninas e das férias escolares, quando comumente ocorre uma redução no índice de doações e um aumento da demanda por sangue, como também conscientizar os servidores sobre a importância da doação de sangue e, por consequência, mobilizá-los para praticar – e repetir com frequência – este ato de solidariedade.

O Hemope Recife fica na Rua Joaquim Nabuco, no bairro das Graças, e está aberto para doações no horário das 7h15 às 18h30, de segunda a sábado e, também, aos feriados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha