Governo de PE

06/12


2018

Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe é denunciado por pedaladas fiscais

EXCLUSIVO

Por Arthur Cunhaespecial para o blog

Um grupo de advogados de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, protocolou no Ministério Público uma representação contra o prefeito do município, Edson Vieira (PSDB).  A acusação tem semelhança com a que derrubou a presidente Dilma Rousseff (PT), pedaladas fiscais, quando o uso formal do dinheiro público é desrespeitado.

O motivo da representação, protocolada na última segunda-feira, se deve à irregularidades na transferência de recursos para um consórcio municipal provocando reflexos nos relatórios fiscais da gestão municipal.

O documento aponta que o prefeito vem desobedecendo, nos últimos três quadrimestres, o limite de gastos de pessoal em 13% acima do limite máximo exigido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ainda segundo a representação, o secretário de Saúde afirmou que transferiu funcionários da Prefeitura para o Consórcio para reduzir os percentuais nos gastos de pessoal, aparentando uma legalidade.

Ainda na representação, as transferências para o CONIAPE foram feitas sem autorização legislativa, já que o remanejamento seria permitido apenas entre a própria administração e não para outro órgão.

O Consórcio Público Intermunicipal do Agreste Pernambucano e Fronteiras (CONIAPE), também é presidido pelo Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe Edson Vieira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Governo de PE

Confira os últimos posts



21/05


2019

Presidente da FAV é premiada no México

A oftalmologista Liana Ventura, presidente da Fundação Altino Ventura, receberá, no México, um Prêmio Humanitário que desde 1987 só foi concedido a quinze personalidades mundiais. A filha, Camila Ventura, também será homenageada.

Acompanham a Dra. Liana o seu marido, Marcelo Ventura, e a oftalmologista Cecília Cavalcanti. Pelo seu trabalho científico e humanitário, principalmente em favor das crianças vítimas da chikungunya, Liana foi incluída entre as mulheres que mudaram a história de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Congresso Nordestino de Educação Médica

21/05


2019

Governo oferece bolsas integrais em cursos superiores

O governador Paulo Câmara e o secretário estadual de Saúde, André Longo, lançam, amanhã, às 9h, em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, o edital do processo seletivo para o Programa de Formação do Sistema Único de Saúde (FormaSUS-PE) 2019. As 114 bolsas integrais de estudo, para dez cursos de graduação em Saúde em 15 instituições privadas de ensino, são destinadas para estudantes da rede pública de ensino do Estado, ou bolsistas integrais da rede particular. No evento, que contará com a presença de estudantes já beneficiados pelo Programa, haverá o balanço dos cinco anos do FormaSUS-PE.

A seleção e classificação dos candidatos é feita a partir da média geral do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições ocorrem a partir da próxima quinta-feira (23/05) até 12 de junho pelo site: www.formasus.pe.gov.br. O resultado será conhecido no dia 24 de julho.

As bolsas integrais, estimadas em um valor total de R$ 7,5 milhões, estão distribuídas em instituições de ensino superior localizadas em seis municípios pernambucanos.

Este ano, o FormaSUS-PE ampliou em 10% o número de bolsas disponíveis em cursos superiores, passando de 104 em 2018, para 114. Ao todo, são 12 vagas para cursos de medicina, 73 de enfermagem, 03 de biomedicina, 04 de farmácia, 13 de fisioterapia, 02 de nutrição, 02 de odontologia, 01 de tecnólogo em radiologia, 01 de psicologia e 03 de serviço social. As bolsas integrais são uma contrapartida das instituições de ensino privadas que utilizam a unidades da rede estadual de saúde como campo de estudo e prática para a formação de seus estudantes.

"O FormaSUS-PE surgiu da necessidade de regulamentar a contrapartida, por parte das instituições privadas, à Rede Estadual de Saúde, que oferece mais de 3 mil vagas de estágio curricular obrigatório aos alunos. É nos hospitais e demais serviços do Governo de Pernambuco que esses estudantes se tornam profissionais. Então, nada mais justo que estas instituições ofereçam, como contrapartida, a formação de saúde a jovens cuja renda não permite o acesso, formando mão de obra comprometida com o serviço público”, ressalta o secretário André Longo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Sergio Moro não vai à marcha

Os atos convocados por apoiadores do governo Bolsonaro são para defender também o pacote anticrime de Sergio Moro. Além de protestar contra a possibilidade de sua pasta (o Ministério da Justiça e Segurança Pública) ficar sem o Coaf. Mas, segundo o site 'O Antagonista', Moro já decidiu que não vai aderir às manifestações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

PE pode ter arranjo bioeconômico a partir do umbu

Comunidades tradicionais do sertão baiano já potencializam os usos do umbu, um fruto cheio de nutrientes, aquoso e especialmente rico em vitamina C. Em Pernambuco, deverá ser plantada uma floresta de umbu, na Serra do Giz, em Afogados da Ingazeira, por iniciativa de um grupo nacional de cientistas (Ecolume/IPA) com apoio do prefeito José Patriota, presidente da Amupe. Na próxima sexta-feira, no IPA de Ibimirim, o Ecolume fará a entrega de 700 mudas produzidas a gestores da prefeitura de Afogados da Ingazeira. 

Para José Patriota, várias comunidades serão beneficiadas com a iniciativa do Ecolume. “Recebemos alegremente as mudas e apoiamos esta inciativa por fortalecer a Caatinga e valorizar o semiárido com a multiplicação do umbuzeiro, uma planta típica e referência histórica de nosso bioma”, diz. O gestor destaca ainda a sua parceria com o Ecolume diante do objetivo do grupo voltado ao desenvolvimento do agricultor com o do ecossistema.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

21/05


2019

Atirem-me um lápis

Por Maciel Melo*

Atirem-me um lápis. Disparem em mim, façam qualquer gesto que seja digno de minha morte. Espoletem palavras de ordem, de progresso, de educação e de vida.

A nossa pólvora é feita do grafite que acende a sabedoria do povo brasileiro. Uma nação sã não foge à luta. Somos escaldados, mas não temos medo de água fria, muito menos de cara feia.

Quando o educador Paulo Freire engatilhava as espirais, partindo de um ponto cego, na intenção de unificar as margens das páginas da educação no Brasil, sem distinção de cor, raça, sexo, religião e nível social, lhe alvejaram na calada da noite, e rasgaram o único método da língua portuguesa direcionado aos fracos e oprimidos.

Atirem-me, pois, um lápis. Metralhem-me com rajadas de verbos, de sílabas, exclamações, reticências... está aí, morrerei, sangrando a essência do povo de minha terra. Terra de Zumbis, de Gracilianos, de Gregórios Bezerras, de Vitorinos e Lourivais. Terra dos Joãos Paraibanos, Ivanildos, Pedrosas, dos Sertões, dos Carrascais. Terra Ariânica, de Manoel Bandeira, Leandro Gomes de Barros, Patativa, Josué de Castro, Chico Sciencie e muito mais.

Atirem-me, já, um lápis.

*Cantor e compositor


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

21/05


2019

Deputados articulam mutirão dos endividados ao Sertão

O Governo de Pernambuco, através do Procon, atendeu à solicitação do deputado federal Sebastião Oliveira e do deputado estadual Rogério Leão e vai realizar, entre os dias 27 e 31/05, um mutirão dos endividados, nos municípios de Serra Talhada e São José do Belmonte, no Sertão.

Sebastião Oliveira explicou que a iniciativa vai contemplar negociações de dívidas com a Celpe, Compesa, bancos e empresas de telefonia. De acordo com o parlamentar, a ação vai possibilitar que os endividados tenham a oportunidade de negociar diretamente com as empresas, sem a necessidade de intermediários.

“Será uma grande oportunidade de negociação. O acordo poderá beneficiar o devedor com a retirada de juros e multas, além do parcelamento dos débitos”, afirmou Sebastião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

FBC confirma acordo para não recriar mais ministério

O líder do governo no Senado e também relator da reforma administrativa na Comissão Especial, Fernando Bezerra (MDB), confirmou que houve acordo entre Congresso e governo para que não haja mais a recriação dos ministérios das Cidades e da Integração Nacional, informa o repórter Nilson Klava, da GloboNews.

"Foi um acordo entre governo e Congresso, com Onyx, Maia e Alcolumbre. Vamos trabalhar para tentar votar na quarta", disse Bezerra.

Com o acordo, a ideia é manter como está hoje o Ministério do Desenvolvimento Regional. A iniciativa partiu do próprio presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que ficou incomodado com as acusações de toma lá, dá cá feitas por pessoas ligadas ao governo nas redes sociais enquanto havia conversas para uma indicação da Câmara e outra do Senado para as novas pastas.

"Agora ninguém quer mais espaço no governo. Você conversa, indica e depois apanha do próprio governo", disse um parlamentar que participa das conversas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 5

21/05


2019

Veículos e congestionamentos no espaço urbano (II)

Por Maurício Costa Romão*

A solução de longo prazo para a mobilidade urbana já foi estabelecida pelos especialistas: dar absoluta prioridade aos modais sustentáveis, transporte público, bicicleta e andar a pé. Isso implica em desincentivar o uso de automóvel como modal preferencial.

O pedágio urbano (“congestion charging”, “urban toll” ou “congestion pricing”) é uma maneira de promover esse desestímulo. O mecanismo consiste em cobrar uma tarifa aos condutores de veículos que circulem em determinadas áreas da cidade (como acontece com a cobrança de pedágio nas rodovias concessionadas). Em geral, os veículos coletivos ficam isentos de pagamento.

A idéia por trás da instituição da tarifa é a de que a imobilidade urbana é causada em larga escala pelo maior demandante do espaço viário e maior gerador de tráfego: o transporte motorizado individual. Seu uso desenfreado acarreta prejuízos materiais, sociais, ambientais e de saúde, e são injustamente socializados. Portanto, esse transporte tem que ser parte da solução do problema.

É uma questão de desequilíbrio entre oferta limitada do espaço viário e excesso de demanda pelo seu uso, protagonizado pelo automóvel. O preço (a tarifa do pedágio) vai ajudar a desestimular a demanda.

O pedágio urbano, além de reduzir a quantidade de automóveis circulando na malha viária, tem uma vantagem adicional: gera receitas para serem aplicadas em sustentabilidade urbana, particularmente, em transportes coletivos. Daí existir entre os especialistas visível preferência por essa modalidade vis-à-vis o rodízio de automóveis.

O rodízio (adotado em São Paulo e em outras grandes cidades como, México, Santiago, Bogotá, Quito, Pequim, Atenas, etc.) busca reduzir o congestionamento mediante restrições à circulação de automóveis (relação entre dias da semana e finais das placas) em certos horários do dia, mas não gera recursos para o ente público, nem tampouco induz a mudanças de cultura ou de hábitos.

O modelo de pedágio urbano é antigo: foi implantado pela primeira vez em 1975, em Cingapura. São várias as cidades, entre grandes, médias e até pequenas, que têm adotado o pedágio urbano depois do exemplo exitoso de Cingapura: Londres, Estocolmo, Milão, Durham, Oslo, Bergen, etc., mas só recentemente é que Buenos Aires se tornou a primeira cidade da América Latina a implantar a modalidade.

Desde 15 de maio de 2018, Buenos Aires iniciou o sistema de pedágio urbano, abrangendo 70 quadras, numa área de 2 km 2. O entorno pedagiado é vigiado por 80 câmaras com período de restrição de 11:00h as 16:00h, de segunda a sexta-feira. São esperados 35 mil veículos a menos na zona demarcada, metade do volume anterior. (Continua...)

*Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Centrão acerta com Maia votar nesta semana a MP 870

Os líderes do Centrão acertaram com o presidente da Câmara uma nova estratégia para desmontar o discurso armado pelo governo para as manifestações de rua contra o Congresso neste domingo (26).

O Centrão – bloco que reúne cerca de 200 deputados em torno do PP, DEM, PR, PRB, MDB e SD – puxará a votação na Câmara ainda nesta semana da MP 870 da reforma administrativa. Ela estruturou a Esplanada dos Ministérios após a posse do presidente Jair Bolsonaro.

Os políticos desta coligação informal são alvos de apoiadores de Bolsonaro, sob acusação de paralisar o governo, como noticiou a Folha de S. Paulo nesta terça. A aprovação da MP 870 também é uma das bandeiras, além da reforma da Previdência e o pacote anticrime do ministro Sergio Moro. Clique aqui e confira o texto do jornalista Tales Faria na íntegra.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Queiroz solicita curso de medicina para UPE de Caruaru

O deputado estadual José Queiroz (PDT) defendeu, ontem, na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a indicação para a criação do curso de medicina no Campus Caruaru da Universidade de Pernambuco. Segundo o parlamentar, o curso complementará a infraestrutura na área médica da região do Agreste, que já dispõe de uma sólida equipe de profissionais reconhecidos no Pernambuco e no Brasil.

Queiroz subiu à Tribuna para enfatizar que um novo curso de medicina proporcionará novas oportunidades a juventude do interior do estado, do Agreste e do município, que é o segundo polo médico do estado. “Estou sendo procurado por grupos de estudantes do ensino médio de Caruaru que colocam que, apesar do crescimento da cidade que alcançou grande dimensão em todos os setores, ainda há limitações para suas potencialidades no ensino universitário da região”, destacou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Dessalinizar água no Brasil é admitir fracasso

Há 80 anos investindo em gestão e tecnologia para abastecimento de água, Israel se tornou uma referência em uso eficiente e sustentável dos recursos hídricos. O país está localizado em uma das áreas habitadas mais secas do mundo, o que o obriga ao uso de técnicas caras como a dessalinização da água do mar. Essa tecnologia, por sinal, chegou a ser anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para abastecer o semiárido nordestino.

Atualmente, a ideia parece ter saído do radar governamental. Mas a explicação pode estar na visão dos próprios israelenses sobre a técnica.

Diego Berger, coordenador de projetos internacionais da Mekorot (Companhia Nacional de Água de Israel), afirma que o Brasil não precisa dessa tecnologia, já que no nosso país há água suficiente. "O problema aqui é cultural, vocês têm uma cultura da abundância. E, quando você dessaliniza, você está reconhecendo o fracasso da gestão", diz.

Para ele, o problema brasileiro está no desperdício e na falta de uma melhor gestão. "Com gestão, acredito que vocês vão perceber que não precisam da última tecnologia [dessalinizar a água do mar]. Vocês precisam de uma tecnologia adequada para a realidade de vocês”.

Berger – que é argentino – explica que Israel reutiliza 85% do esgoto, que responde por metade da água usada para irrigação na agricultura. Diz também que as perdas no país hoje representam apenas 10% – no Brasil esse índice, em 2016, chegou a 38% da água potável, segundo relatório da Rede Brasil do Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas).

"Todo mundo vai em Israel para comprar tecnologia porque acha que tem solução rápida. A gente não está vendendo um programa, um software. Todas as políticas são de longo prazo. Você pode ir lá, comprar uma tecnologia e melhorar um pouco. Mas você tem de fazer a gestão, e isso é a longo prazo", diz.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Prefeito de Limoeiro leva demandas do município a João Campos

O prefeito de Limoeiro, Joãozinho (PSB), esteve reunido com o deputado federal João Campos (PSB), em Brasília. No encontro, os políticos debateram sobre o distrito industrial do município, investimentos para o Hospital Regional, a oferta de água na cidade, segurança e o apoio do Governo do Estado para o São João de Limoeiro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Bolsonaro também vai a Petrolina

EXCLUSIVO

Além do Recife, onde tem reunião com os governadores do Nordeste, às dez horas, no Instituto Brennand, na Várzea, o presidente Jair Bolsonaro resolveu prestigiar o seu líder no Senado, Fernando Bezerra Coelho, do MDB, incluindo na sua agenda uma ida a Petrolina, 800 km da capital.

Segundo uma fonte de Brasília, com isso Bolsonaro sinaliza que seu aliado de peso no Estado é Fernando Bezerra. Em Petrolina, o presidente vai inaugurar um conjunto habitacional com recursos federais alocados pelo senador. Para compensar a ida de Bolsonaro, Fernando prepara um ato no local do evento que deve reunir cinco mil pessoas.

Essa massa humana será mobilizada pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (sem partido), filho do líder. "Em Petrolina, Bolsonaro vai sentir o calor das ruas e ver que o povo não está distanciado do seu Governo", disse a mesma fonte da corte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

O avanço do conflito no contemporâneo

Por Antônio Campos*

Assistimos no mundo contemporâneo um avanço alarmante dos conflitos, especialmente oriundos das tensões das imigrações e da interculturalidade.

Existem duas vezes a população do Canadá em quantitativo de hispânicos nos Estados Unidos. Los Angeles é a segunda cidade em número de mexicanos. Buenos Aires é a segunda em números de bolivianos. O que significa ser europeu, num continente marcado não apenas pelas culturas de suas antigas colônias, mas também por outras culturas e povos oriundos de migrações ou diásporas pós-coloniais? Calcula-se que a Europa tenha em seu território quase 50 milhões de muçulmanos.

O século XXI passou da diversidade como riqueza para a interculturalidade como problema. As relações ou os diálogos entre as culturas estão sendo alterados pelos massivos deslocamentos populacionais, como também pela crescente interdependência entre as economias e as sociedades pelo efeito da globalização de um mundo minimizador de fronteiras. Tudo se torna crescentemente mais complexo.

As identidades nacionais, que têm nas culturas tradicionais as suas principais fontes, estão com uma tendência de fragmentação, como resultado do paradoxo de homogeneização internacional e heterogeneização local, marcando a hipermodernidade global. Novas identidades híbridas e indefinidas começam a ganhar força.

Dialeticamente, algumas referências estão sendo reforçadas pela resistência à globalização, num processo de tensão entre o local e o global, entre culturas díspares.

O sociólogo e escritor Gilberto Freyre já antevia isso, no seu livro Insurgências e Ressurgências Atuais: cruzamentos de sins e nãos num mundo em transição (publicado em 1983), inclusive a ascensão do islamismo. Dez anos depois da publicação da obra de Freyre, no seu livro Choque de Civilizações, o professor e ensaísta americano Samuel P. Huntington previu que, depois da Guerra Fria, as disputas se dariam no terreno da cultura e da religião.

A chamada crise de refugiados é um drama humano, de proporções mundiais. Não se resolve esse problema construindo muros, mas com políticas efetivas na vida das pessoas que estão nessa grave situação desesperadora, de complexa solução.

Mas no meio da escuridão, luzes nascem no horizonte. Por exemplo, recentemente, Chicago elegeu a advogada Lori Lightfoot, que foge ao padrão tradicional. Um novo paradigma, dentro desse contexto intercultural.

A deputada de Nova Iorque Alexandria Ocasio-Cortez, de origem católica porto-riquenha, faz um discurso com visibilidade em defesa das minorias e dos imigrantes. Ela tem se destacado na defesa do inovador Green New Deal, que criou junto com o senador Ed Markey, ambos do Partido Democrata.

O Green New Deal propõe ações multissetoriais para o combate à mudança do clima nos EUA, incluindo uma meta de que, em dez anos, o país deve converter “100%” de sua demanda energética em “fontes de energia limpa, renovável e com emissões zero” de dióxido de carbono.

A ideia do Green New Deal é incentivar um novo modelo econômico que tire os Estados Unidos do ranking de países poluentes, seguindo os moldes do New Deal, conjunto de reformas na economia promovidas no governo de Franklin Roosevelt, que transformou o paradigma de desenvolvimento americano, após a crise financeira de 1929.

”Resolver uma crise sem precedentes exigirá uma ambição sem precedentes. A mudança climática é uma ameaça às nossas vidas”, sentencia Alexandria Ocasio-Cortez.

No meio do confronto, é imprescindível reforçar e ampliar as pontes de diálogos.

*Escritor, advogado e membro da Academia Pernambucana de Letras


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Taurus tem fila para vender fuzil

A Taurus, maior fabricante nacional de armas de fogo, está crente que o decreto assinado por Jair Bolsonaro neste mês liberou o porte de fuzis pela população civil, e diz esperar apenas a entrada em vigor da legislação para vender esse tipo de arma. Segundo a empresa, há uma fila de 2.000 compradores para um modelo de fuzil, 0 T4, hoje restrito a uso militar, apenas à espera de a norma passar a vigorar.

A informação foi dada à TV Globo. A Taurus disse ser capaz de atender a nova demanda por fuzis para o cidadão comum em até três dias. A Casa Civil reagiu e informou, em nota enviada ao Estadão, que o decreto não engloba fuzis. Segundo o ministério, a arma “é de uso restrito e, por isso, o cidadão comum não consegue adquiri-la”. “A informação não procede”, diz o texto do governo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2019

Paulo participa da Caravana da Educação no Agreste

O governador Paulo Câmara estará na cidade de Capoeiras, no Agreste de Pernambuco, para mais uma Caravana da Educação, hoje. A ação envolve música, dança, atividades esportivas e um circuito de atividades pedagógicas, abrangendo toda a comunidade escolar da Gerência Regional de Educação (GRE) Agreste Meridional.

Paralelamente às ações do Polo Cultural, acontece uma das atividades mais importantes do calendário anual da Secretaria Estadual de Educação e Esportes: a reunião de Pactuação de Metas. O encontro, além de discutir as estratégias e prioridades para o ano letivo em curso, promove também o aprimoramento das metas que contribuem para os avanços da educação em Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores