ArcoVerde

06/12


2018

Livro sobre Direitos Humanos é lançado no TJPE

O Palácio da Justiça recebe, hoje, às 17h30, no Salão Nobre, o lançamento do livro “Direitos Humanos, Direitos de Todos”. O evento faz parte da comemoração dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos organizada pela Comissão de Direitos Humanos do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e parceiros. O Palácio fica na Praça da República com a Rua do Imperador Dom Pedro II, s/n, bairro de Santo Antônio, no Recife.

A publicação é organizada pelo professor Cristiano Carrilho, diretor presidente da Academia Brasileira de Ciências Criminais, e conta com o apoio da Associação Brasileira Criança Feliz e do TJPE. Uma das coautoras da publicação é a servidora Jaqueline Machado, que atua no Processo Judicial eletrônico (PJe) da Diretoria Cível. A servidora é mestranda em Direitos Humanos e tem como orientador o cônsul da República de Malta, Thales Castro, que estará presente na solenidade.

O livro promove a compreensão de como a Declaração Universal busca suscitar reflexões sobre temas atuais. Dentre as abordagens, direitos fundamentais, dignidade humana, direito à educação, justiça social, enfrentamento ao tráfico de pessoas, proteção ao idoso e identidade de gênero.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Essa frescura todinha e o Sertanejo passando fome e sede, pega o dinheiro desse livro e usa para fazer água no sertão bando de Demagogos!


Asfaltos

Confira os últimos posts



15/02


2019

Mexeu com aposentadoria rural, votam contra o governo

Líderes de partidos alinhados ao Planalto fizeram chegar à equipe de Guedes que, caso a proposta de reforma da Previdência mexa na aposentadoria rural, os deputados vão votar contra o governo.

Com o aval de Rodrigo Maia (DEM-RJ), caciques das principais bancadas na Câmara fizeram um acordo tácito no início da semana

Barrar qualquer modificação no regime dos trabalhadores do campo.  (Daniela Lima – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/02


2019

Gasolina na fogueira: qual dos dois está mentindo

Qualquer que seja o desfecho da crise envolvendo o ministro Gustavo Bebbiano (Secretaria Geral), será ruim para o presidente Jair Bolsonaro. Se Bebbiano ficar no cargo depois de ter sido chamado de mentiroso pelo presidente e seu filho Carlos Bolsonaro, isso soará como algo a esconder. Ele saberia demais para não ser demitido.

Se for dispensado, Bolsonaro terá na praça um inimigo que conviveu de perto com ele numa campanha acirrada e vitaminada por fake news.

É legítimo que os filhos políticos do presidente façam política. Até aí, tudo bem. Mas não podem ser comportar como príncipes. Não estamos numa monarquia.

O professor Luis Eduardo Afonso, da Faculdade de Economia e Administração da USP (Universidade de São Paulo), deu entrevista ao “Jornal da CBN – 2ª Edição”. Especialista em Previdência, ele disse que é preciso ver a proposta completa para saber se ela atacará mesmo os privilégios e se fará justiça social. (Kennedy Alencar)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Laranjal do Bolsonaro

BEBIANO AMEAÇOU O COISO! SERÁ QUE O COISO VAI ARREGAR? SERÁ...

Laranjal do Bolsonaro

Os dois.



15/02


2019

Falta saber se reforma da Previdência atacará privilégios

Proposta de Bolsonaro é mais dura que a de Temer

Faltam detalhes

Blog do Kennedy

Mais dura do que a proposta na gestão Temer, o projeto de reforma previdenciária do governo Bolsonaro ainda não deixa claro quem vai pagar a conta e se vai mesmo combater privilégios.

Bolsonaro decidiu por idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres a fim de pedir o benefício. Estipulou regra de transição de 12 anos, mais curta que a idealizada por Temer (20 anos). O mercado gostou da proposta. Haverá economia significativa em tempo mais rápido. Ficou claro que 65 anos para homens e mulheres era o bode que o ministro Paulo Guedes (Economia) colocou na sala para encurtar o período de transição.

Na semana que vem, será preciso ver os detalhes a fim de saber se haverá combate mesmo aos privilégios do funcionalismo público e militar. É preciso, por exemplo, enfrentar a questão da paridade/integralidade (aposentadoria com salário e reajustes da ativa). Uma boa saída seria elevar a contribuição previdenciária desses servidores para 14%.

Também será preciso ver se os mais pobres serão mesmo preservados ou se o discurso de justiça social é apenas propaganda do governo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/02


2019

Governo fecha reforma da Previdência e tenta superar crise política

Vera Magalhães - Estadão - BR 18

O dia seguinte à fritura pública de Gustavo Bebianno, o secretário-geral da Presidência foi colocado numa espécie de limbo enquanto conselheiros políticos tentam minimizar a crise e arrefecer os ânimos de Jair e Carlos Bolsonaro em relação a ele. Existe no governo o temor de que, se for demitido da forma humilhante como vem sendo tratado, Bebianno estoure.

O ministro, aliás, já deu demonstrações de que não pretende sair quieto. Em conversa comigo, proferiu uma frase entre enigmática e ameaçadora: “O que chamam de inferno eu chamo de lar”.

Ele repete que não tem responsabilidade sobre a destinação de recursos para candidatas suspeitas de terem sido laranjas nas seções estaduais do PSL, partido que recebeu o grupo bolsonarista na janela de filiação partidária e que foi presidido por Bebianno na campanha como parte do acordo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/02


2019

Para proteger o pai deveria ser mais cauteloso

Lauro Jardim – O Globo  - Athos Moura

O áudio de Whatsapp postado no Twitter por Carlos Bolsonaro de uma mensagem de seu pai para o ministro Gustavo Bebianno revelou, mais uma vez, o quanto o governo é refém do 02.

A prática de gravar, guardar e vazar áudios de conversas não é inédita, sequer nova. Inclusive já derrubou um presidente americano.

Em 1974, Richard Nixon renunciou quando o Congresso decidiu votar o seu impeachment após áudios gravados no salão oval da Casa Branca comprovarem a sua participação no caso Watergate.

Para quem afirma que sua prioridade é proteger o pai, Carlos deveria ser mais cauteloso.

Pela porta dos fundos

Gustavo Bebianno não deve sobreviver no governo. Mas tem dito a interocutores que não sairá do Palácio do Planalto pela porta dos fundos. O que significa exatamente isso, visto que ele foi chamado de mentiroso pelo filho do presidente da República, não ficou claro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


15/02


2019

Ameaça ao presidente: "Se eu cair, Bolsonaro cai junto"

Humilhado publicamente pelo vereador Carlos Bolsonaro e pelo próprio presidente Jair Bolsonaro, o ministro Gustavo Bebianno, secretário-geral da Presidência, mandou um recado direto aos que defendem sua demissão por conta do escândalo de candidaturas laranjas do PSL. 

Segundo o deputado Paulo Teixeira (PT-SP), Bebianno ameaçou expor os podres da campanha que levou Bolsonaro à Presidência. "'Eu posso cair. Caso isso aconteça, Bolsonaro cai junto!',

Mais cedo, Gustavo Bebianno também mandou outro recado ao governo. "Não se dá um tiro na nuca do seu próprio soldado. É preciso ter um mínimo de consideração com quem esteve ao lado dele o tempo todo", disse ele em uma conversa com interlocutores.

"Não vou sair escorraçado pela porta dos fundos", disse Bebianno, segundo o jornalista Gerson Camarotti

Aliados do ministro como o advogado Sérgio Bermudes indicam que ele tem munição para permanecer no governo. Segundo Bermudes, Bolsonaro deve sua eleição a Bebianno, o que pode ser interpretado como uma indicação de que o ministro pode revelar os podres de uma campanha ancorada em fake news   (BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Notícias de esquerdopatas, zero de crédito, coisas do Portal FAKE 247

Laranjal do Bolsonaro

BEBIANO AMEAÇOU O COISO! SERÁ QUE O COISO VAI ARREGAR? SERÁ...



15/02


2019

Governo fecha reforma da Previdência e tenta superar crise política

Vera  Magalhães – Estadão – BR 18

O dia seguinte à fritura pública de Gustavo Bebianno, o secretário-geral da Presidência foi colocado numa espécie de limbo enquanto conselheiros políticos tentam minimizar a crise e arrefecer os ânimos de Jair e Carlos Bolsonaro em relação a ele. Existe no governo o temor de que, se for demitido da forma humilhante como vem sendo tratado, Bebianno estoure.

O ministro, aliás, já deu demonstrações de que não pretende sair quieto. Em conversa comigo, proferiu uma frase entre enigmática e ameaçadora: “O que chamam de inferno eu chamo de lar”.

Ele repete que não tem responsabilidade sobre a destinação de recursos para candidatas suspeitas de terem sido laranjas nas seções estaduais do PSL, partido que recebeu o grupo bolsonarista na janela de filiação partidária e que foi presidido por Bebianno na campanha como parte do acordo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

BM4 Marketing

14/02


2019

Julgamento sobre homofobia volta na próxima 4ª

Nada ainda decidido no polêmico julgamento no STF sobre a criminalização da homofobia. Após o ministro Celso de Mello concluir apenas a primeira parte de seu voto, a sessão foi suspensa e será retomada na próxima quarta-feira, 20, quando Mello irá concluir seu voto e, quem sabe, dar tempo aos outros ministros votarem também.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Wellington Antunes

Nao li, mas entendi, bandido de estimação, né?

marcos

O COAF e o espelho da madrasta. ......... /////// ...... // ..Já havia iniciado um texto sobre as auspiciosas ações implementadas pelo governo Bolsonaro na área da educação superior, em apenas duas semanas de gestão, quando achei por bem me dedicar a escrever alguma coisa que fosse para esclarecer, do meu jeito, a campanha hipócrita que tenta difamar o senador eleito pelo RJ, Flávio Bolsonaro (PSL). As estratégias de “dividir opiniões”, “abalar a imagem pública” ou ainda “assassinar reputações” são táticas bem conhecidas próprias da esquerda, aplicadas sempre que necessárias para desestabilizar o oponente em ascensão: no caso, o governo Bolsonaro. São práticas de guerrilha no campo do imaginário social travadas através de narrativas que desconstroem as personalidades. Para isso se valem dos meios de comunicação de massa que reproduzem o discurso à exaustão. Os principais objetivos da guerra das narrativas são a) desviar o foco de escândalos que estejam na iminência de atingir a cúpula da esquerda, b) introduzir a dúvida na sociedade civil e assim dividir opiniões e provocar uma dissidência de simpatizantes não convictos, c) tornar, pela repetição, uma mentira em verdade socialmente aceita e d) intimidar o oponente pelo caos. Como a esquerda forjou “o caso” Flávio Bolsonaro 1) Elegeram uma figura com expressão política e diretamente ligada tanto ao novo governo quanto à família do oponente – no caso concreto, o filho do presidente; 2) A devassa na vida privada e política de Flávio, segundo veiculado na imprensa, já havia começado em meados de 2018. Tentaram encontrar ilícitos na vida privada e política de Bolsonaro, mas não encontraram nada. Intentaram então contra a vida dele – também não obtiveram êxito. Havia já a solicitação de um dossiê sobre as atividades públicas de um dos filhos do presidente – coincidentemente o que viria a derrotar o candidato petista ao senado, Lindbergh Farias; 3) Para uma súcia criminosa que deteve o poder por 13 anos e aparelhou as instituições públicas flagrantemente, não foi difícil levantar informações sigilosas da vida privada do Flávio, aliás, eles fazem isso comigo e com você, não tenha dúvida. Foi assim que com o auxílio de funcionários públicos ímprobos, a esquerda se apossou de informações sobre as atividades financeiras de Flávio e dos seus assessores de gabinete; 4) De posse dessas informações, aguardaram vir a público a escandalosa delação premiada do ex-ministro do governo Lula e Dilma, Antônio Palocci, e imediatamente disseminaram agressivamente em todas as mídias as informações sobre movimentações financeiras do filho do presidente. Tentativa manifesta de abafar ou minimizar os crimes cometidos pela máfia petista no poder. O que a cúpula criminosa do PT quer esconder da sociedade brasileira? Vejamos, a BBC de 1 de outubro de 2018 (poucas pessoas tomaram conhecimento) elenca os seis principais pontos das declarações de Palocci à Polícia Federal, são eles: 1) 90% das medidas provisórias editadas nos governos Lula e Dilma tinham propina, foram mais de mil; 2) A maior parte das doações oficiais de empresas, registradas no TSE, eram na verdade propina; 3) Temer, Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves superfaturaram um contrato de US$ 800 milhões na Petrobrás; 4) Em reunião de 2010, Lula, Dilma e Sérgio Gabrielli acertaram propina por meio da construção de sondas da Petrobrás para garantirem a permanência no governo; 5) 3% do valor dos contratos de publicidade da Petrobras iam para o caixa do PT, a famosa “rachadinha”; 6) Lula fingiu surpresa ao descobrir irregularidades na Petrobrás, no entanto, foi o mentor “intelectual” do grande esquema de corrupção da Petrobrás. A jornalista da GNews, Cristiana Lôbo, chegou a afirmar no dia 18 de janeiro último que a delação de Antônio Palocci é “um tiro de canhão na estrutura do PT”. O delator deixou escapar que “Lula tinha outro tipo de moral”. E eu afirmo que quem é de esquerda não tem moral alguma. O ex-ministro da fazenda e da casa civil do governo Lula e Dilma, homem pertencente à cúpula mafiosa do PT, fez declarações estupeficantes à Polícia Federal, que deveriam ter deixado a nação estarrecida diante da descoberta do “modus operandi” da “gestão” do erário do povo brasileiro pela corja petista. Segundo o homem forte do PT, Lula “não tinha o menor constrangimento com o financiamento ilícito e com as contribuições empresariais vinculadas ou não a projetos”, segundo o Estadão de 19 de janeiro, 2019. A mesma matéria mostra que Palocci confirmou ser o Triplex do Guarujá de propriedade do ex-presidente. E mais: 1) Palocci admitiu que entregou dinheiro em espécie ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dentro do avião presidencial e em caixas de uísque e de sapatos; 2) Palocci também era encarregado de realizar entregas de propina pessoalmente ao Lula que recebia pacotes de 30.000 reais, 40.000 reais e 50.000 reais. Os pacotes de propina eram usados pelo presidente do Brasil para bancar despesas da família Lula da Silva; 3) Confessou que em 2010 levou 50 mil reais em espécie a Lula no Terminal da Aeronáutica, em Brasília, dentro de uma caixa de celular. Isso na frente do motorista, cujo nome era Cláudio Gouveia; 4) Lula ainda pressionava os presidentes de fundos de pensão para arrecadar propina para campanhas do PT; 5) Lula pediu R$ 30 milhões de propina na construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará. Segundo o ex-ministro, ele atuou pessoalmente nas “negociações”. O acerto foi o de R$ 135 milhões em propinas, equivalente a 1% do contrato de R$ 13,5 bilhões. A propina foi dividida irmãmente - 50% para o PT e 50% para o MDB. (Portal Terra, 18 de janeiro, 2019). Curiosamente tudo isso foi ABAFADO pela mídia a peso de ouro, digo, com os recursos procedentes do trabalho do povo brasileiro. Tornar-se político nesses últimos 30 anos foi um “negócio da china”, a maioria deles, nem todos, claro, está milionária à sua e à minha custa. Essa roubalheira descarada e criminosa dos petistas significou para povo brasileiro a usurpação do direito a um futuro digno para si próprio e para os seus filhos. Sequer vou aprofundar o tema do fomento ao tráfico de drogas e de armas, que vitimou mais de um milhão de brasileiros, com o objetivo precípuo de sustentar a política periférica do País e as organizações criminosas internacionais. Também não vou comentar sobre a “vista grossa” do governo petista para a exploração da nossa biodiversidade e das riquezas minerais em troca de, evidentemente, propinas para a cúpula do partido. Por outro lado, também nesta semana foi divulgada pelo BNDES informações sobre as operações do Banco nos últimos quinze anos: Petrobrás, Embraer, Norte Energia, Vale do Rio Doce e a Odebrecht receberam um valor de R$ 482,8 bilhões em empréstimos desde 2004. Admiravelmente, a Petrobrás foi a empresa que mais tomou empréstimos do BNDES – R$ 62,429 milhões. Cabe aqui também mencionar os créditos vultuosos com recursos do BNDES e de bancos privados e conveniados para financiar a construção de infraestrutura em ditaduras na América Latina e na África. A Operação Lava Jato analisou 140 dessas operações e verificou que elas apresentaram manobras irregulares nas transações. Diante da comprovada e espantosa rede de desvio de recursos públicos da máfia petista, não é exagero afirmar que o PT foi o responsável pelo governo mais corrupto que já existiu na face da Terra. E que nós brasileiros fomos literalmente enganados e roubados por uma organização criminosa internacional disfarçada em sigla político/partidária. Cadê a indignação do povo brasileiro diante desse manifesto saque às suas riquezas? Cadê as investigações e a divulgação pública das transações financeiras da cúpula criminosa petista e emedebista por parte do COAF? Onde estavam esses membros do MP e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras? Na mesma Assembleia do Rio de Janeiro, em 2016, o deputado do PT André Ceciliano fez movimentações suspeitas na ordem de R$ 49,3 milhões de reais, o deputado Paulo Ramos do PDT movimentou R$ 30,3 milhões, o deputado dr. Deodalto do DEM movimentou R$ 16, 3 milhões de reais, o deputado Luis Paulo do PSDB R$ 7,1 milhões, Flávio Bolsonaro movimentou R$ 1,3 milhões de reais. A pergunta é – por que só em 2019 esses dados foram divulgados publicamente: Os demais políticos também estão sendo investigados? Por que não causa indignação da mídia os vultuosos desvios de recursos públicos denunciados por Palocci ou do deputado do PT André Ceciliano, um montante quase 50 vezes maior do que o movimentado pelo Flávio? Perseguição política, claramente. Foram 15 anos de ladroagem sistemática dentro do governo petista e emedebista que certamente não se pode aprofundar em um só texto. Porém, o hábito da propinagem não está restrito aos grandes “negócios” da cúpula esquerdista, não mesmo. A rede de propinas do PT é extremamente democrática e atinge todos os setores do Estado – desde o gabinete dos parlamentares em todas as esferas governamentais (municipal, estadual e federal), as secretarias, os ministérios, o judiciário e onde mais eles possam “infiltrar” um cargo comissionado filiado ao partido. Sabe como essa contribuição é nominada? Eu digo –“fortalecimento do partido”. A “contribuição” pode variar de 10% a 30% dos vencimentos do pobre militante. Essa prática elucida a vertiginosa queda na qualidade administrativa do país – a esquerda não prima pela qualidade dos seus quadros, mas pela quantidade deles capaz de “arrecadar” para a facção criminosa. Faz sentido, com os cofres abarrotados fica fácil manipular a opinião pública comprando a hegemonia dos meios de comunicação. Eles inventam uma pauta polêmica, dividem as opiniões na sociedade, plantam a dúvida e fomentam os conflitos. Disso nasce a discórdia, a desconfiança e a perda do capital político do adversário. Simples assim e funciona perfeitamente. É preciso revidar com arroubo, urge! Finalizo esse artigo com um desafio ao MP e ao COAF. A meu ver ambos têm se refletido no “espelho da madrasta”. O COAF é pouco conhecido, foi criado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em 1998, e cuja finalidade é examinar, identificar e aplicar penas às atividades de lavagem de dinheiro. No site do órgão é possível verificar que só em 2018 foram produzidos 6.786 relatórios de Inteligência Financeira, envolvendo 348.984 pessoas físicas ou jurídicas – algum desses relatórios foram divulgados na mídia? Sim, um – o do filho do presidente da república que “coincidentemente” é oposição ao PSDB e ao PT. Se eu fosse o presidente Bolsonaro, eu mandava esse órgão aparelhado divulgar a lista completa dos envolvidos em transações financeiras suspeitas dentro e fora do Brasil. Seria uma beleza! Por que essa seletividade na exposição de dados financeiros de alguns cidadãos brasileiros? Essa é a pergunta- chave. Por exemplo, concordam comigo que existe a necessidade de averiguação sobre a contratação de palestras por parte de instituições mantidas com recursos públicos com intermediação de empresas privadas? Alguns jornalistas da Globo foram contratados pelo SENAC do Rio de Janeiro por valores muito acima do mercado de palestras, cito só alguns, como: Merval Pereira (MPF produções e eventos – R$ 375 mil reais Cristiana Lôbo (CL multimídia) – R$ 330 mil reais Giuliana Morroni (Morroni Comunicação) R$ 270 mil reais Flávia de Oliveira (Friends Eventos) R$ 100 mil reais Kennedy Alencar (jornalista da TV Brasil, pública) (Ka comunicação) R$ 100 mil reais Ao longo dos últimos 30 anos uma rede maligna sem precedentes foi entrelaçada sobre o Estado brasileiro, a fim de incorporar tudo o que há de mais nefasto a uma sociedade: ilícitos de toda ordem, crimes, golpes, roubos, relações de compadrio, patrimonialismo, intrigas, perseguições, fraudes e mentiras. Como sobrevivemos a tudo isso? Não sei. Mas sei que o mal ainda circula entre nós e age de forma sorrateira com auxílio dos que sobreviveram e ocupam ainda posições estratégicas na estrutura do poder. O resultado serão crises sucessivas do governo Bolsonaro através da estratégia esquerdista neste texto relatada. Há que se fazer muitas exonerações. Neste momento, um grupelho que saqueou o Brasil por 13 anos está alegremente em Madrid organizando uma malha de apoio aos “perseguidos” do governo Bolsonaro, em conluio com o partido de ultraesquerda, o Podemos: são eles, Tarso Genro, Fernando Haddad, Lindbergh Farias e o Xixo. O estrago foi feito, Flávio foi prejudicado politicamente, e a base de apoio do presidente sofreu um abalo. No meu entendimento, inimigo tem de ser enfrentado e abatido - recuar é a pior das estratégias. Mas parece óbvio que o revide por parte da direita virá – e deverá vir com força. Espero que este registro contribua para uma visão mais ampla sobre a crise deliberadamente construída pelo PT, auxiliado pela mídia e por servidores públicos inescrupulosos e traidores da Pátria.



14/02


2019

Ministro garante a FBC liberação de R$ 17,6 milhões para Petrolina nos próximos dias

Um total de R$ 17,6 milhões deverá ser liberado pelo governo federal, nos próximos 15 dias, para investimentos em mobilidade urbana no município de Petrolina. A garantia foi dada pelo ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, ao senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) na noite de ontem, em Brasília.

Durante a audiência, na sede do ministério, o senador também solicitou ao ministro a concessão de recursos do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) para a conclusão de 140 casas em construção em Poço Dantas e Cacimba do Baltazar, zona rural de Petrolina. “O ministro Canuto foi muito receptivo às nossas demandas e demonstrou grande disposição para que os recursos sejam liberados no menor tempo possível”, conta Fernando Bezerra.

Tanto os financiamentos direcionados à mobilidade urbana quanto ao PNHR passaram para o âmbito do Ministério do Desenvolvimento Regional (até o governo anterior, eles estavam sob a gestão do Ministério das Cidades). No último dia 31 – acompanhado pelo prefeito Miguel Coelho e o deputado federal Fernando Filho (DEM-PE) – o senador reuniu-se com o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães. Naquela ocasião, eles também solicitaram a célere liberação do financiamento de R$ 17,6 milhões para a cidade-natal de Fernando Bezerra Coelho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Esse Senador é de Petrolina ou de PE, isso é irresponsável, e ainda quer ser candidato a Governador, acho que de Petrolina não de Pernambuco.

marcos

Esse Senador é de Petrolina ou de PE, vai pra lá seu irresponsável, e ainda quer ser candidato a Governador de Pernambuco, vai ser candidato a Governador por Petrolina, seu medíocre, Pernambuco é um todo.



14/02


2019

Bolsonaro reunido para fechar detalhes da Previdência

O ministro da Economia, Paulo Guedes, está reunido, na tarde de hoje, no Palácio da Alvorada com o presidente Jair Bolsonaro para fechar os detalhes da proposta de reforma da Previdência que será enviada ao Congresso Nacional, informou o Broadcast Político.

Também devem participar do encontro o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Jorge Oliveira, ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e da Secretaria de Governo, Santos Cruz, além do secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Clarissa Tércio cobra posicionamento das Juntas

Por Arthur Cunhaespecial para o blog

Derrotada no seu projeto de presidir a Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas da Alepe, Clarissa Tércio foi para cima das Juntas, que acabaram ficando com o posto. Antes de abandonar a reunião do colegiado sem votar, Clarissa cobrou que as codeputadas dissessem se são governo ou oposição. 

A parlamentar fez a cobrança porque, pelo fato de terem se declarado Independentes, as Juntas não poderiam, segundo ela, terem sido indicadas para o colegiado pela liderança do governo.

“Quando o senhor (Isaltino Nascimento) afirma que houve um acordo (pró-Juntas), o senhor está me chamando de mentirosa. Não houve acordo, houve uma ‘tratoragem’. No dia da minha posse, recebi um regimento. Se ela (Jô) não é oposição e nem é da base, a candidatura é ilegítima. O deputado Isaltino diz que há diálogo, mas não há. Manobra terrível mostrando mais uma vez apadrinhamento. Jô se declare. Eu sou uma candidata legítima. Tenho líder e ela não tem”, cobrou Clarissa.

Em resposta, a deputada Jô, que representa o grupo no mandato, disse que as Juntas são “independentes e oposição”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Marco Aurélio acusa Eriberto e Isaltino de “tratorarem” oposição

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Líder da oposição na Alepe, o deputado Marco Aurélio acusou o presidente da Casa, Eriberto Medeiros, e o líder do governo, Isaltino Nascimento, de “tratorarem” o bloco na votação para a Presidência da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas – as Juntas acabaram ficando com o posto.

O parlamentar disse que um ofício seu retirando as codeputadas do colegiado não foi acatado pela Presidência, enquanto o do líder do governo substituindo membros da comissão, foi. Com isso, Marco Aurélio retirou a bancada de oposição da reunião em que estava haveria a votação.

“Esta casa não pode ser uma casa de inverdades. Isso não é jogo jogado; isso é tratoragem. Se o regimento não está sendo cumprido, imagina o que não está sendo visto”, disparou Marco Aurélio.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Juntas vencem disputa conturbada contra bancada evangélica

Por Arthur Cunha – especial para o blog

Depois de muita reviravolta, confusão, troca de alfinetadas entre parlamentares e bate-boca de militâncias, as Juntas terminam com a Presidência da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas. Elas ficarão no comando do colegiado por dois anos, tendo Cleiton Collins como vice, representando a bancada evangélica. A eleição foi por aclamação. A oposição, que tinha como candidata Clarissa Tércio, se retirou e não votou. Collins também ficou ausente da votação.

A eleição das codeputadas só foi possível porque o líder do governo, Isaltino Nascimento, usando uma prerrogativa regimental, trocou na última hora um integrante do colegiado que votaria em Clarissa. Saiu o Presbítero Adalto e entrou o próprio Isaltino, o que decidiria a eleição, caso houvesse um bate-chapa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Paulo Câmara analisa parcerias com embaixador de Israel

O governador Paulo Câmara recebeu, hoje, no Palácio do Campo das Princesas, o embaixador israelense no Brasil, Yossi Shelley. Durante o encontro, foram debatidas potenciais parcerias entre Pernambuco e Israel nas áreas de tecnologia e inovação, principalmente projetos que contemplem a segurança pública e o enfrentamento à seca no Estado, dois eixos prioritários da gestão estadual.

O diplomata afirmou que Israel está à disposição do Governo de Pernambuco para futuras parcerias que possam ser desenvolvidas, inclusive através do financiamento de US$10 milhões que seu país pretende destinar a projetos inovadores realizados em conjunto por empresas com sede nos dois países.

“Vim encontrar o governador e conhecer mais sobre os programas de governo. Falamos de temas prioritários para o Estado e como as nossas experiências podem contribuir. Temos a tecnologia da dessalinização, máquinas que captam água do ar, além do reuso de água para a agricultura. São vários projetos que a gente pode aprofundar e debater”, afirmou o embaixador.

Shelley pontuou ainda contribuições no combate à violência. “Nós sabemos também que a questão da segurança no Brasil está difícil, e falamos sobre as experiências de Israel que podemos trazer para os Estados brasileiros. Uso de menos pessoal e mais tecnologia”, explicou o embaixador, citando como exemplo o uso de tecnologias artificiais, softwares, drones e câmeras de monitoramento inteligentes.

Um segundo encontro com o diplomata já foi agendado para a próxima semana, dessa vez na embaixada de Israel, em Brasília, onde o governador irá aprofundar essas análises de projetos, na presença dos secretários estaduais das duas pastas ligadas aos temas em pauta: Fernandha Batista (Infraestrutura e Recursos Hídricos) e Antônio de Pádua (Defesa Social).

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aluísio Lessa, que participou da audiência, é fundamental o estreitamento dessa relação, garantindo oportunidades para Pernambuco receber parte desses recursos que Israel está disposto a investir no Brasil. “O governador vai sentar com a equipe técnica da embaixada para apresentar projetos e disputar esses recursos. São verbas na ordem de 10 milhões de dólares, inicialmente. Nessa nova reunião, vamos saber quais as exigências que eles vão colocar e definir as metas desses valores. Os Estados com bons projetos, certamente partirão na frente”, frisou Lessa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Juntas eleitas presidentes da Comissão de Cidadania, Direitos Humanos e Políticas Públicas

EXCLUSIVO

Mais informações em instantes


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Sebastião Oliveira defende interesses dos pequenos produtores rurais

Em defesa dos pequenos produtores rurais de todo o Brasil, o deputado federal Sebastião Oliveira deu entrada, na Câmara Federal, em Brasília, no Projeto de Decreto Legislativo (PDL) número 34. 

Esta iniciativa do parlamentar pernambucano trata de sustar os efeitos do decreto presidencial assinado pelo ex-presidente Michel Temer que retira os subsídios de energia elétrica de pequenos produtores rurais e cooperativas de irrigação. 

De acordo com Sebastião Oliveira, o benefício que era concedido desde 2003, foi cancelado no “apagar das luzes” do mandado de Temer, no dia 27 de dezembro de 2018. “Sabendo que em Pernambuco existem aproximadamente 2,4 milhões de pequenos produtores rurais, que possuem papel relevante para a economia do estado, não podíamos nos omitir frente à tamanha injustiça”, justificou Oliveira. 

“Em cinco anos, a conta da energia elétrica aumentará o valor em cerca de 43%, causando um grande impacto negativo. Precisamos reverter essa situação urgentemente”, concluiu Sebastião Oliveira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Moro diz que suspeitas de laranjas do PSL serão investigadas

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, hoje, que a suspeita de que o partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, tenha repassado dinheiro a candidaturas laranjas está sendo apurada e que “eventuais responsabilidades” serão “definidas” após as investigações, informou o  Estadão.

“O senhor presidente Jair Bolsonaro proferiu uma determinação e a determinação está sendo cumprida. Os fatos vão ser apurados e eventuais responsabilidades, após as investigações, vão ser definidas”, afirmou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Jaboatão: cota única e primeira parcela do IPTU vencem amanhã

O pagamento da cota única e da primeira parcela do IPTU 2019 de Jaboatão dos Guararapes vencem amanhã. Para quem está em dia com o imposto e vai pagar de uma vez, o desconto é de 30%. Se optar pelo parcelamento, o abatimento é de 20%. E o contribuinte que tiver débitos de anos anteriores, mas deseja quitar o IPTU com cota única, o desconto é de 10%. A expectativa da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes é de uma arrecadação de R$ 80 milhões, com o IPTU deste ano.

”Temos notado, nos últimos dois anos, uma nova realidade no município. A partir do momento que a população vê as mudanças que estão acontecendo, a melhoria na qualidade do ensino e as ações da gestão do prefeito Anderson Ferreira, se sentem motivadas a contribuir com o IPTU. A população já vê um resgate da cidadania. Além do desconto na hora de pagar, o cidadão já vê retorno da administração no dia a dia”, ressalta o secretário da Fazenda, César Barbosa. Atualmente, há 180 mil imóveis cadastrados em Jaboatão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Petrolina conclui plano de saneamento

Com 72% de saneamento da área urbana, o esgotamento sanitário é uma das pautas mais cobradas pelos petrolinenses todos os dias. Por isso, o assunto tem sido prioridade da Prefeitura  de Petrolina nos dois últimos anos. Ontem, o tema ganhou um marco que vai guiar o futuro do saneamento do município, pois o prefeito Miguel Coelho recebeu um volume finalizado do plano municipal de saneamento básico, que, entre outras metas, pretende atingir 90% de cobertura de esgoto nos bairros com novas obras em áreas como a bacia do Dom Avelar.

O conteúdo estipula um conjunto de metas e ações para os próximos 35 anos. Além de ampliar o esgotamento, o documento prevê o compromisso de levar abastecimento de água a 64 localidades negligenciadas durante décadas  pela Compesa na zona rural, como os perímetros irrigados. “A cobertura de água hoje é de mais de 95% nos bairros, mas a zona rural, que é a área mais necessitada foi esquecida. Nosso compromisso é começar levar água para essa gente do interior, seja com a Compesa ou uma nova empresa em parceria público-privada”, explicou o prefeito ao receber o material.

A meta mais ousada do plano municipal é atingir 100% de saneamento básico em 35 anos com investimentos orçados em R$ 821 milhões. Contudo, um foco prioritário para os primeiros cinco anos é exigir da Compesa ou tomar a responsabilidade de execução das obras de esgotamento sanitário de bairros como Dom Avelar e Antônio Cassimiro, o que fará Petrolina atingir mais de 90% de cobertura da área urbana em 2025. “O plano de saneamento é um guia, uma bússola para orientar as prioridades e maiores problemas a serem enfrentados em Petrolina. Esse documento não é algo para ficar apenas no papel, nosso compromisso é bater essas metas e, por isso, temos lutado tanto para a Compesa aumentar os investimentos ou nós trocamos a operadora e tratamos a situação como a população exige e merece”, garantiu Miguel.

Com a finalização do trabalho, que teve sugestões da população, uma cópia com todo o conteúdo do plano municipal de saneamento básico será entregue a cada vereador petrolinense. Ainda neste mês, o volume será publicado via decreto no Diário Oficial do Município para total acesso à comunidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/02


2019

Bolsonaro manda PF investigar laranjas. Pode demitir ministro

Diz que Bebianno pode 'voltar às suas origens'

Presidente afirma que deu carta branca a Moro e admitiu possibilidade de saída de ministro

O presidente Jair Bolsonaro admitiu a possibilidade da saída do ministro Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral) de seu governo devido ao esquema revelado pela Folha de candidaturas laranjas do PSL nas eleições de 2018, quando Bebianno estava no comando do partido.

"Se estiver envolvido e, logicamente, responsabilizado, lamentavelmente o destino não pode ser outro a não ser voltar às suas origens", afirmou Bolsonaro em entrevista exibida pelo Jornal da Record na noite desta quarta-feira (13) e gravada ainda no Hospital Albert Einstein, antes de ele receber alta.

Bolsonaro afirmou ainda que determinou à Polícia Federal que investigue o caso e que deu carta branca ao ministro Sergio Moro (Justiça).

"Conforme o compromisso assumido com Sergio Moro logo depois da minha eleição, ele tem carta branca para apurar qualquer tipo de crime sobre corrupção e lavagem de dinheiro", disse, acrescentando que o ministro já tomou providências e determinou que a PF apurasse o esquema sobre laranjas.  (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Laranjal do Bolsonaro

No auge da demência, Calígula fez de seu cavalo, um cônsul. No auge demência, brasileiros fizeram de um jumento , presidente.



14/02


2019

Saída do ministro Gustavo Bebianno: ele pode cair atirando

Bolsonaro aterrissa no laranjal do PSL e leva crise para o Planalto

Chamado de mentiroso pelo presidente, Bebianno pode cair atirando

De reportagem de Bruno Boghossian – Folha de S.Paulo

Bebianno seria insuficiente para estancar a crise. Sua dimensão pode até crescer. O ministro sabe que tem responsabilidade pelos cheques que assinou pelo partido, mas também conhece o caminho do dinheiro. Exposto em praça pública, ele pode cair atirando.

Os primeiros alvos seriam o ministro Marcelo Álvaro Antônio(Turismo) e o atual presidente do PSL, Luciano Bivar, que direcionaram os recursos para as candidaturas laranjas. Se a lei da gravidade funcionar, a queda da dupla será inevitável.

As sequelas do conflito podem ainda causar novas dores de cabeça em Bolsonaro. Homem de confiança do presidente na disputa eleitoral, Bebianno conhece como poucos aliados os segredos de sua campanha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Laranjal do Bolsonaro

Bota pra arrombar Bebianno.

Laranjal do Bolsonaro

Quero ver o cabaré pegar fogo.