ArcoVerde

06/12


2018

A guinada de Eduardo Bolsonaro

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) já tem bem delineado qual será seu papel no governo do pai, Jair Bolsonaro. Vai atuar na esfera internacional. Ele é entusiasta da transferência da embaixada brasileira de Tel-Aviv para Jerusalém. E defensor ferrenho de uma guinada na relação com os EUA. “É uma equipe que se forma nunca antes vista. E todos no sentido também de dar uma guinada na área comercial internacional”, afirmou  Eduardo, em entrevista ao Valor, sobre a equipe econômica do futuro governo.

Na semana passada ele esteve nos EUA para encontros com autoridades do governo Trump com quem quer estreitar relações. Eduardo é também um dos organizadores da Cúpula Conservadora das Américas, uma espécie de Foro de São Paulo às avessas, o evento reunirá líderes e economistas conservadores brasileiros e da América Latina.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

Confira os últimos posts



09/12


2018

Mais mulheres acusam João de Deus de abuso sexual

Depois da divulgação de casos pelo Conversa com Bial e O Globo, mais mulheres relataram ter sido assediadas pelo médium.

Por G1

Após a divulgação de depoimentos de mulheres que relataram ter sido abusadas pelo médium João de Deus, mais pessoas fizeram acusações de abuso sexual. Ao Jornal Nacional, uma delas contou que tinha 15 anos quanto foi pela primeira vez à Casa Dom Inácio, em Abadiânia (GO). Já a TV Anhanguera mostrou o caso de uma ex-funcionária que também diz ter sido vítima do médium.

Os primeiros 13 relatos foram divulgados pelo programa Conversa com Bial e pelo jornal O Globo. Em nota divulgada ao Conversa com Bial, João de Deus negou as acusações (leia na nota completa no final desta reportagem). O G1 tentou contato com a assessoria de imprensa do médium, mas não houve retorno até a última atualização desta reportagem.

'Homem poderoso'

Amy Biank, coach espiritual e autora americana que levava pessoas em peregrinação para a Casa Dom Inácio de Loyola desde 2002, disse que as pessoas que trabalham com o médium sabem do que acontece e que quem tenta denunciar acaba saindo da Casa por medo, já que ele é um “homem muito poderoso”. Amy diz ter sofrido ameaças de morte.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Fascista, safado. Bolsonaro.



09/12


2018

Mudança na lei favorece prefeituras ineficientes

Dados indicam que, quanto maior o gasto com servidor, menor a qualidade do serviço

Fernando Canzian – Folha de S.Paulo

O projeto que flexibiliza a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) para municípios que tiverem perda de arrecadação vai beneficiar principalmente as prefeituras que mais contrataram funcionários nos últimos anos e que tendem a ser as menos eficientes nas áreas de saúde, educação e saneamento.

Aprovado na Câmara e pendente da sanção presidencial, o projeto de lei complementar 270/2016 livra as prefeituras que ultrapassarem o limite de 60% da receita com servidores de punições previstas na LRF.

Na prática, ajudará municípios que contrataram servidores em massa nos últimos anos, assumindo despesas permanentes a partir de receitas variáveis, como de royalties de petróleo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/12


2018

Relatório do Coaf testa Bolsonaro

Andrei Meireles - Blog Os Divergentes

Nessa sexta-feira, a cada novidade do relatório do Coaf sobre a movimentação financeira do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro o clima político ficou um pouco mais carregado. O incômodo com o bate cabeça na articulação política cedeu a vez para uma certa tensão. A impressão é de que Jair Bolsonaro enfrenta o primeiro teste como presidente eleito para o quesito dar explicações convincentes para dúvidas com suposto potencial explosivo.

Ao cancelar a viagem a Pirassununga, no interior paulista, por “recomendação expressa” de sua equipe médica,  Jair Bolsonaro deixou de participar de cerimônia da Academia da Força Aérea. Também se livrou da curiosidade da imprensa que desde a primeira notícia sobre o relatório do Coaf aguardava uma justificativa para o pagamento, no valor de R$ 24 mil, feito pelo ex-assessor Fabrício José de Queiroz à futura primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Sobrou para o ministro Onyx Lorenzoni, durante um evento em São Paulo, responder às previsíveis perguntas dos repórteres. O que não estava no scritpt foi sua reação. Poderia ter facilmente se esquivado. Mas, nervoso, atribuiu o relatório – ou seu vazamento, não ficou claro – a uma tentativa de “setores” que estão tentando destruir a reputação de Jair Bolsonaro.

— No Brasil, a gente tem que separar o jogo do trigo. Nesse governo é trigo….Onde é que estava o Coaf no Mensalão, no Petrolão?, questionou, irritado.

O desempenho de Lorenzoni, além de nada esclarecer, serviu para piorar a situação. Na equipe de transição avaliou-se que seu nervosismo passou a impressão de que o entorno de Jair Bolsonaro estava preocupado com a repercussão do relatório.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

marcos

Será que o governo do mito vai ser Corrupto igual ao de Lula e Dilma Jumenta?

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Mourão cobra explicação sobre o Bolsogate.

Fernandes

Quantos fascistas.



09/12


2018

R$ 600, 8 milhões: devem, não negam, um dia vão pagar

Carlos Brickmann

Quem é quem - E, já que falamos em parlamentares, um fato interessante: 15, de vários partidos, entre deputados e senadores, devem ao Tesouro, entre impostos e multas, o total de R$ 660,8 milhões. Devem, não negam, um dia vão pagar, mas não sem antes montar planos de refinanciamento que lhes garantam bons descontos.

O maior devedor é o senador Jader Barbalho, do MDB do Pará. Jader deve R$ 135,4 milhões. Em segundo lugar, sua ex-mulher, Elcione, também do MDB paraense, com R$ 117,8 milhões. Em terceiro, um caso à parte: Newton Cardoso Jr., do MDB mineiro.

Ele foi o relator do Refis de 2017 e, usando os mecanismos do programa que relatou, teve 92% de anistia em seus débitos. Pagou R$ 972 mil – mas, terminando 2018, Sua Excelência já tem impostos e multas atrasados de R$ 88,3 milhões. Ele vai pagar. Mas irá ficar feliz se houver um novo plano generoso de descontos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/12


2018

Bolsonaro vira boneco em manifestação na Polônia

Pelo menos doze ativistas afirmaram que foram impedidos de entrar na Polônia para participar de conferência

Ana Carolina Amaral - KATOWICE (POLÔNIA)  - Folha de S.Paulo

Um boneco representando o presidente eleito no Brasil, Jair Bolsonaro, foi destaque da Marcha do Clima, realizada na tarde deste sábado (8) nas ruas centrais de Katowice, na Polônia. Com braços manipuláveis, a peça compunha uma encenação ao longo da marcha com outra boneca que representava uma indígena.

Os bonecos foram confeccionados pela artista plástica Angeline Pittenger com ajuda de outros artistas americanos ao longo da semana, em um espaço dedicado à arte próximo à conferência oficial. Ao se deparar com o boneco, um grupo de brasileiros adicionou os dizeres em Português: “as mudanças do clima não são fake news”.

Rodeada de forte presença policial, a manifestação seguiu pacífica até o final, quando três manifestantes foram detidos pela polícia. Segundo testemunhas, as intervenções policiais teriam acontecido sem motivo aparente.

Segundo a rede mais de 1.200 ONGs internacionais Climate Action Network, pelo menos doze ativistas foram impedidos de entrar no país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


09/12


2018

Não vai ter trégua, Onyx. O mecanismo segue operando.

Helena Chagas

Nunca antes na história deste país um presidente eleito conseguiu tanta mídia negativa antes de tomar posse quanto Jair Bolsonaro esta semana. Dos grandes jornais à TV Globo, sem falar nos portais e redes sociais, o caso Coaf tomou conta do noticiário a partir do vazamento do relatório sobre a movimentação bancária suspeita do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Alerj, Fabricio Queiroz.

Mostrando pouco traquejo, e até falta de equilíbrio emocional para lidar com a crise – o futuro ministro Onyx Lorenzoni abandonou uma entrevista botando o dedo na cara dos jornalistas- Bolsonaro e seus assessores podem até tentar culpar a grande mídia e acusar os jornalistas de perseguição, mas não terão como sustentar esse argumento por muito tempo. 

A descoberta vem da investigação filhote da Lava Jato que prendeu dez deputados estaduais do Rio por esquemas de propina e outros crimes na Alerj. Foi lá que o Coaf descobriu a movimentação de R$ 1,2 milhão na conta do assessor, na qual sete outros assessores do senador eleito fizeram depósitos e da qual teriam saído cheques para a futura primeira dama Michelle Bolsonaro.

Sem entrar no mérito da denúncia em si, que poderá ou não ser explicada satisfatoriamente pelos Bolsonaro, há uma constatação inevitável em sua divulgação: o mecanismo, que se não foi inventado em Curitiba foi lá consolidado como modelo de gestão de investigações pela Lava Jato, continua funcionando a todo o vapor. E não há o menor sinal de que vai parar depois da eleição de Bolsonaro.

Esse mecanismo tem como pilar importante a divulgação, ou o vazamento, de informações, relatórios (como esse do Coaf), trechos de depoimentos de delatores quase sempre comprometedores para os políticos que estão no alvo – que, culpados ou inocentes, ficam sabendo pela mídia. E o roteiro sempre segue a partir daí: noticiário, abertura de inquérito, denúncia e, claro, a desmoralização da política.

Esse foi, aliás, um dos componentes importantes da eleição de Bolsonaro: o voto antipolítica e anticorrupção. Mas o mecanismo continua vivo e, mais cedo do que se imaginava, volta-se contra ele e os seus.

Ao nomear o juiz Sérgio Moro para comandar a Justiça, com superpoderes para combater a corrupção, o presidente eleito apertou ainda mais a armadilha na qual agora se encontra. Não pode questionar as investigações e nem seus comandantes, não poderá sequer pedir algum alívio à Polícia Federal, ao Coaf ou a quem quer que seja.

O futuro ministro Onyx, ele mesmo alvo numa acusação de caixa 2, ficou nervoso e chegou a pedir trégua à imprensa. Não vai haver trégua, Onyx. Sempre haverá um agente público disposto a vazar uma informação que comprometa alguém, e sempre haverá um jornalista pronto a publicá-la antes da concorrência. E o público acostumado a esse cardápio pedindo sempre mais. Apertem os cintos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Mourão cobra explicações de Onyx Lorenzoni

O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, pediu respostas sobre o caso neste sábado 8, ao ser questionado pela jornalista Andreia Sadi, da Globo.

"O ex-motorista, que conheço como Queiroz, precisa dizer de onde saiu este dinheiro. O Coaf rastreia tudo. Algo tem, aí precisa explicar a transação, tem que dizer", cobrou Mourão.

A respeito de Bolsonaro, declarou: "Ele colocou a justificativa dele. Ele já disse que foi um empréstimo. O Queiroz precisa explicar agora". Mas cobrou que o governo sempre dê explicações à sociedade. "Senão fica parecendo que está escondendo algo".

O militar também criticou a postura do futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, por ter fugido da coletiva nesta sexta quando foi questionado sobre o escândalo.

"Ele tá estressado. Quando responde daquele jeito, parece que tem culpa no cartório. Quando me perguntam, eu respondo claramente, com tranquilidade. Temos que falar", provocou.  (BR 204)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

08/12


2018

Bolsonaro defende Brasil para julgar crimes de Cuba

Estadão Conteúdo

O deputado reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu neste sábado, 8, que o Brasil deveria sediar um tribunal para julgar a cúpula do regime cubano por supostos "crimes contra a humanidade". "Seria um motivo de satisfação para o Brasil, quem sabe, receber esse tribunal para julgá-los pelos crimes contra a humanidade cometidos pelo regime cubano", afirmou o parlamentar durante a Cúpula Conservadora das Américas, evento organizado por ele em Foz do Iguaçu.

Eduardo defendeu a realização do julgamento após a fala de Orlando Gutierrez, representante dos exilados cubanos nos Estados Unidos. Ao encerrar seu discurso inicial, Gutierrez pediu aos presentes que, como homens e mulheres livres, apoiem o pedido para que os líderes do regime sejam julgados por crimes contra a humanidade. Ele afirmou ainda que o comunismo "é a morte porque ele desnaturaliza o ser humano"

"Recentemente, o Eduardo Bolsonaro colocou uma foto em sua página (na internet) e provocou um grande ataque do regime porque eles sabem que a união de homens de boa vontade, homens livres, é o fim desse regime na América Latina", disse Gutierrez.

O filósofo e guru do presidente eleito Jair Bolsonaro, Olavo de Carvalho, também defendeu a criação de um tribunal neste sentido. "Esses crimes têm que ser julgados, são crimes da maior gravidade. Temos que começar a investigar e punir esses crimes rapidamente", disse.

Eduardo Bolsonaro, Gutierrez e Carvalho participam da primeira mesa temática, sob o tema Cultura, na Cúpula Conservadora das Américas, realizada em Foz do Iguaçu neste sábado. Participam desta mesa também o deputado eleito e membro da família real brasileira, Luiz Philippe de Orleans e Bragança, e Roderick Navarro, integrante do grupo Rumbo Libertad.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Intervenção em Roraima começa a valer na segunda-feira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conselho da República e Conselho de Defesa Nacional aprovaram por unanimidade iniciativa de Temer

Bruno Góes - O Globo

O Conselho da República e o Conselho de Defesa Nacional aprovaram por unanimidade neste sábado, em reunião com o presidente Michel Temer, a intervenção federal emRoraima. O decreto assinado por Temer será publicado na segunda-feira, quando assumirá a administração do estado o interventor indicado pelo governo, Antônio Denarium (PSL), que também é o governador eleito este ano em Roraima. A atual governadora, Suely Campos (PP), então deixa o cargo.

Neste sábado, a atual governadora esteve no Palácio da Alvorada, em Brasília, para conversar sobre a situação. Depois, os conselhos se reuniram com o presidente.  Estiveram no encontro o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, os ministros Raúl Jungmann (Segurança Pública), Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional), Moreira Franco (Minas e Emergia), Marcos Galvão (Relações Exteriores, interino), Esteves Colnago (Planejamento) e Torquato Jardim (Justiça) e os comandantes Eduardo Villas-Boas (Exército), Leal Ferreira (Marinha) e Nivaldo Rossato (Aeronáutica).

— O relatório de inteligência que sustentou a decisão do presidente deixa muita clara a deterioração das contas públicas, a impossibilidade de pagamento de salários, o que levaria a uma inadimplência e a um colapso financeiro do estado, de toda uma população que depende de contra-cheques. O relatório também aponta os riscos de segurança pública. Como é sabido, há duas facções que se confrontam no presídio e no estado de Roraima. Apontei também que o estado siga dando suporte à operação acolhida, dos nossos amigos venezuelanos, que continuam deixando o país.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Procissão encerra festa de Nossa Senhora da Conceição no Recife

Fiéis saíram do Forte do Brum, no Bairro do Recife, em direção ao Morro da Conceição, na Zona Norte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por G1 PE

Milhares de fiéis caminharam, na tarde deste sábado (8), na procissão integrando as celebrações do dia de Nossa Senhora da Conceição. O cortejo partiu por volta das 15h do Forte do Brum, no Cais do Apolo, no Bairro do Recife, em direção ao Morro da Conceição, na Zona Norte da cidade.

Um andor com a réplica do nicho e da imagem da Imaculada Conceição do Morro foi carregado durante o trajeto de aproximadamente oito quilômetros. Além dos devotos, religiosos arquidiocesanos e missionários acompanham o cortejo, que tem ainda uma "frevioca" e dois trios elétricos.

A previsão seguiu a caminhada siga por diversos bairros da capital pernambucana até a estrada do Morro da Conceição. Após a chegada da procissão, uma missa foi presidida pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, e concelebrada pelos padres José Ulysses, reitor do santuário, e Renato Azevedo, pároco da igreja.

Pela manhã, milhares de devotos de diferentes gerações subiram o Morro da Conceição para acompanhar as celebrações religiosas, pedir e agradecer por graças alcançadas. Muitos dos fiéis enfrentaram o calor e fizeram esforço físico durante a subida para pagar promessas.

Em 2018, a Festa do Morro chegou ao 114º ano com o tema "Nossa Senhora da Conceição do Morro: Somos Igreja do Amor que Nasceu de Ti".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Fiéis: calor e ladeiras do Morro da Conceição

... para pagar promessas

Esforço físico dificulta, mas não impede a chegada dos devotos ao santuário de Nossa Senhora da Conceição, na Zona Norte do Recife.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marina Meireles, G1 PE

Pedidos atendidos e graças alcançadas levaram milhares de fiéis a celebrar o Dia de Nossa Senhora da Conceição, neste sábado (8), indo ao morro que leva o nome da santa, na Zona Norte do Recife. Pelas escadarias ou ladeiras íngremes, devotos sobiram com os pés descalços sobre o asfalto, de costas ou até mesmo duas vezes em um único dia.

Procissão

O ponto alto da festa de Nossa Senhora da Conceição é a procissão de encerramento. A concentração começa a partir das 14h deste sábado, no Forte do Brum, no Cais do Apolo, no Bairro do Recife, no Centro da capital pernambucana.

A saída da caminhada, que tem um percurso de aproximadamente oito quilômetros, está prevista para acontecer às 15h.

O arcebispo metropolitano de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, e o reitor do Santuário Nossa Senhora da Conceição, padre José Ulysses, participam do cortejo, que conta com um andor que tem a réplica do nicho e da imagem da Imaculada Conceição do Morro, com flores, rosas e luzes.

Trânsito e transporte

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) atua na área da Festa do Morro conta com a atuação de 80 agentes ao longo do sábado (8) no entorno e nas vias de acesso ao Morro da Conceição, além de 25 batedores e duas viaturas, totalizando 29 profissionais para a procissão.

De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, o esquema de ônibus para a Festa do Morro é reforçado com 65 veículos e 646 viagens a mais do que em dias comuns. Paradas provisórias são implantadas e o Terminal Integrado da Macaxeira, na mesma região da cidade, funciona durante toda a madrugada deste sábado (8).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Escolhendo trabalhos

Henrique Meirelles segue com boa cotação no mercado de trabalho, mesmo depois do fiasco na disputa ao Planalto. O ex-presidente do Banco Central recebeu convites do setor privado e avalia prós e contras da proposta de João Doria (PSDB) para integrar a cúpula do governo de São Paulo, a partir de janeiro.

Enquanto isso, busca recuperar parte do vultoso gasto que fez na campanha política dando palestras e conversando com investidores ao redor do mundo.

A exemplo de outras centrais sindicais que passam perrengue depois da reforma da CLT, a Força Sindical, que perdeu 90% de sua receita, vai submeter ao seu conselho nacional, dia 23 de janeiro, a possibilidade de venda de seu edifício-sede de 12 andares, em área de 2 mil m2, no Bairro da Liberdade (SP). Escritórios regionais em outros estados poderão ter o mesmo destino. Este ano, o quadro de empregados caiu de 177 para apenas 14. (Ricardo Boechat)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

Temer pode levar pau no Marrocos por causa de Jair

Se não mudar de última hora, o derradeiro compromisso internacional de Michel Temer será uma reunião do Mercosul dia 18, no Uruguai.

O presidente iria à cúpula da ONU, em Marrakesh, para debater a situação global de migrantes e refugiados.

Mas o Itamaraty mudou de ideia.

Havia temores de que Temer poderia enfrentar um clima hostil, após as declarações da equipe de Jair Bolsonaro sobre mudar a embaixada do Brasil em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém. (Boechat)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


08/12


2018

A hora da ética

Ricardo Boechat – ISTOÉ

Dilemas envolvem a Comissão de Ética Pública nesses dias. Primeiro, os limites da sua competência face à alegação de Sergio Moro sobre a “responsabilidade” de considerar ou não os novos ministros aptos ante acusações de corrupção “consistentes”.

Este encargo é da CEP, que emite pareceres ao presidente República, responsável por nomear e demitir altas autoridades do governo.

A segunda questão decorre da autonomia ou do caráter “chapa branca” que o órgão pode assumir, destacando a recente postura de integração de alguns membros do colegiado com o Poder Executivo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

MOURÃO COBRA EXPLICAÇÃO SOBRE O BOLSOGATE

Fernandes

A corrupção dos incorruptíveis.

Fernandes

O (bolsa) família dos Bolsonaros chega por enquanto a 1,2 milhão. Mas tudo indica que estamos diante apenas da ponta do iceberg. O pai, os filhos e a primeira-dama parecem girar na roda fortuna. Jair aproveitou a deixa pra sair de novo do ar até a poeira baixar, se é que baixa.

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Foram 10 saques de 49 mil da conta do motorista da família Bolsonaro. Sabem por que 49 mil e não 50? É que a cada 50 mil retirados em dinheiro vivo, um alarme é disparado, acionado esse alarme, em linguagem do COAF significa possível: Lavagem de Dinheiro… A famosa corrupção mesmo. E 49 e não 50 mil para não ter de informar ao (Banco Central), não assinar um documento informando Origem e Destino do dinheiro. Se apertar um pouco mais, muito mais, mais podres aparecerão. Muitos!



08/12


2018

PT centra fogo contra a futura primeira-dama

O PT pretende apresentar aditivos à representação em que pede investigação contra o deputado Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito, e a futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Um ex-assessor e motorista dele movimentou R$ 1,2 milhão de forma atípica.

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) diz que incluirá os nomes de familiares do motorista. Uma das filhas dele, Nathalia Melo, do gabinete parlamentar do presidente eleito, também foi citada pelo Coaf. (Mônica Bergamo – FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

MOURÃO COBRA EXPLICAÇÃO SOBRE O BOLSOGATE

Fernandes

BolsoGate. KKKK

Fernandes

O (bolsa) família dos Bolsonaros chega por enquanto a 1,2 milhão. Mas tudo indica que estamos diante apenas da ponta do iceberg. O pai, os filhos e a primeira-dama parecem girar na roda fortuna. Jair aproveitou a deixa pra sair de novo do ar até a poeira baixar, se é que baixa.

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Foram 10 saques de 49 mil da conta do motorista da família Bolsonaro. Sabem por que 49 mil e não 50? É que a cada 50 mil retirados em dinheiro vivo, um alarme é disparado, acionado esse alarme, em linguagem do COAF significa possível: Lavagem de Dinheiro… A famosa corrupção mesmo. E 49 e não 50 mil para não ter de informar ao (Banco Central), não assinar um documento informando Origem e Destino do dinheiro. Se apertar um pouco mais, muito mais, mais podres aparecerão. Muitos!



08/12


2018

Nova deputada contra o filho do presidente eleito

Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo

“É mais fácil o Bolsonaro dar uma chinelada na bunda do moleque [Eduardo] do que eu romper com o governo." 

A deputada federal eleita Joice Hasselmann (PSL-SP) estuda processar o senador eleito Major Olímpio. Ele a acusou de vazar conversas de um grupo de WhatsApp do qual ambos fazem parte. Os diálogos expunham uma briga com o deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro.

“O Olímpio é completamente maluco”, rebate ela. Chamada de “sonsa” por Eduardo, Joice diz que nada afeta o apoio que dá ao presidente eleito.

 “É mais fácil o Bolsonaro dar uma chinelada na bunda do moleque [Eduardo] do que eu romper com o governo. Vou defender o Jair apesar dos rompantes do filho dele”, afirma Joice.

Ela diz também que mantém a pretensão de disputar a liderança do PSL na Câmara. “Estou mais candidata do que nunca”, afirma. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O (bolsa) família dos Bolsonaros chega por enquanto a 1,2 milhão. Mas tudo indica que estamos diante apenas da ponta do iceberg. O pai, os filhos e a primeira-dama parecem girar na roda fortuna. Jair aproveitou a deixa pra sair de novo do ar até a poeira baixar, se é que baixa.

Fernandes

Foram 10 saques de 49 mil da conta do motorista da família Bolsonaro. Sabem por que 49 mil e não 50? É que a cada 50 mil retirados em dinheiro vivo, um alarme é disparado, acionado esse alarme, em linguagem do COAF significa possível: Lavagem de Dinheiro… A famosa corrupção mesmo. E 49 e não 50 mil para não ter de informar ao (Banco Central), não assinar um documento informando Origem e Destino do dinheiro. Se apertar um pouco mais, muito mais, mais podres aparecerão. Muitos!

Fernandes

Como um motorista conseguiu mais de R$ 1,2 milhão em apenas um ano e ainda assim pediu mais R$ 40 mil a Bolsonaro? Por mais que se esforce, a família Bolsonaro não consegue convencer sobre o relatório do COAF que cita Flávio Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e uma ex-assessora do capitão metidos em ações nada republicanas. Vai ter o destino do Collor.

Fernandes

Bolsobosta duas opções ou corno e corrupto, vc quer o que?

marcos

Essa Joice é aquela que Adora Lula é?



08/12


2018

Julgamento de Moro pelo CNJ divide membros do órgão

De acordo com um deles, não é hora de tirar Moro do alcance do conselho

Mônica Bergamo – Folha de S.Paulo

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) deve adiar o julgamento do ex-juiz Sergio Moro, acusado, entre outras coisas, de parcialidade em decisões que tomou como magistrado.

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, queria decidir se Moro ainda poderia ser julgado pelo CNJ, já que deixou a carreira. Outros integrantes do colegiado questionaram a pressa.

De acordo com um deles, não é hora de tirar Moro do alcance do CNJ, arquivando de pronto seus processos.

Por outro lado, não há clima para condená-lo. O melhor, portanto, seria deixar os casos em banho-maria. E Moro sob tensão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

A corrupção dos incorruptíveis.

Fernandes

O (bolsa) família dos Bolsonaros chega por enquanto a 1,2 milhão. Mas tudo indica que estamos diante apenas da ponta do iceberg. O pai, os filhos e a primeira-dama parecem girar na roda fortuna. Jair aproveitou a deixa pra sair de novo do ar até a poeira baixar, se é que baixa.

Fernandes

Como um motorista conseguiu mais de R$ 1,2 milhão em apenas um ano e ainda assim pediu mais R$ 40 mil a Bolsonaro? Por mais que se esforce, a família Bolsonaro não consegue convencer sobre o relatório do COAF que cita Flávio Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e uma ex-assessora do capitão metidos em ações nada republicanas. Vai ter o destino do Collor.

marcos

Tofoli por que não prenderam Dilma Jumenta ainda?

marcos

Menina Fascista te aqueta tu tás muito Desesperada, o governo do nosso mito nem começou e tu já estás soltando a Franga



08/12


2018

Médium João de Deus é acusado de abuso sexual

leia na íntegra os relatos de seis vítimas

Casos teriam acontecido entre 2010 e fevereiro de 2018, dentro do ‘hospital espiritual’ mantido pelo médium, em Abadiânia (GO)

Helena Borges e Cristina Fibe - O Globo

Doze mulheres denunciaram terem sido sexualmente abusadas por João Teixeira de Faria, médium conhecido como João de Deus. Famoso pela realização de “cirurgias espirituais”, ele já atendeu políticos, celebridades e altos funcionários públicos do Brasil e do mundo.

No programa que foi ao ar ontem de noite, a produção do “Conversa com Bial”, na TV Globo, relatou que dez mulheres se dizem vítimas de João de Deus, das quais quatro também foram ouvidas por O GLOBO.

Esta reportagem traz essas quatro denúncias e duas novas, exclusivas. Os seis relatos documentados por escrito, que o leitor do GLOBO tem acesso na íntegra abaixo, datam de 2010 a fevereiro deste ano. Os textos são longos e detalhados. Eles foram colhidos ao longo de três meses de investigação. Todos passaram pela aprovação das seis vítimas, das quais cinco pediram sigilo de identidade.

O último capítulo desta matéria é a resposta enviada pela assessoria de João de Deus exclusivamente para O GLOBO.

Denúncias revelam padrão de ação

As denúncias revelam um processo sistemático e padronizado. As mulheres contam que foram desacompanhadas à Casa de Dom Inácio, o “hospital espiritual” mantido pelo médium em Abadiânia (GO). Todas tinham entre 30 e 40 anos no momento em que relatam terem sofrido os abusos. Elas dizem que o médium, durante os atendimentos ao público — quando estaria incorporado por uma entidade espiritual — indicava que deveriam encontrá-lo após o encerramento da sessão.

Sempre colocadas como últimas na fila de espera para o atendimento pessoal, ntravam em um escritório que dava acesso à sala de cirugias.

Neste momento, ficariam no local apenas o médium e a paciente. Com a porta trancada e as luzes apagadas, seriam tocadas nos seios pelo líder espiritual de 76 anos, e/ou ordenadas a tocá-lo no pênis, parte de uma “limpeza espiritual”.

Por videoconferência, a holandesa Zahira Lieneke afirma ter sido estuprada em 2014. Ela foi a única vítima a autorizar a publicação de seu nome. Também é a única que conta ter sido penetrada por João.

Assessoria chama denúncias de "fantasiosas"

A assessoria de João de Deus afirma que as acusações são “falsas e fantasiosas”, questiona o motivo pelo qual as vítimas não procuraram as autoridades e afirma que “a sala em questão é pública, qualquer um tem acesso a ela e jamais fica trancada”. A assessoria ainda afirma que a situação “é lamentável, uma vez que o Médium João é uma pessoa de índole ilibada”.

As vítimas contam que não procuraram a polícia logo após os abusos pelo mesmo motivo que pedem para suas identidades serem protegidas: medo de serem perseguidas.

Essa não é a primeira vez que João Teixeira de Farias é acusado de crimes sexuais. Ele já foi acusado de sedução de menor, atentado ao pudor, contrabando de minério e até por assassinato. Em nenhum dos casos o médium foi julgado culpado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Como um motorista conseguiu mais de R$ 1,2 milhão em apenas um ano e ainda assim pediu mais R$ 40 mil a Bolsonaro? Por mais que se esforce, a família Bolsonaro não consegue convencer sobre o relatório do COAF que cita Flávio Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e uma ex-assessora do capitão metidos em ações nada republicanas. Vai ter o destino do Collor.

marcos

Será que ele abusou de Lula?

Fernandes

Esse é do time do Bozonaro, também fascista.



08/12


2018

Um xerife no ministério

Sergio Moro pode agir como uma força moderadora sobre Jair Bolsonaro

Hélio Schwatsman - Folha

A decisão de Sergio Moro de trocar a toga de juiz pela caneta de ministro não fez muito bem à sua imagem pessoal nem à do Judiciário, mas estamos falando mais de um arranhão do que de uma ferida mortal. Sem prejuízo de outros questionamentos, não penso que se possa argumentar seriamente que Moro condenou Lula, em julho de 2017, quando quase ninguém considerava a candidatura Bolsonaro viável, com o objetivo de obter um cargo no que viria a ser seu governo.

E, agora que o ex-magistrado está na equipe de Bolsonaro, creio que ele pode agir como uma força moderadora sobre o presidente eleito. Ainda que Moro possa ser descrito como linha dura em matéria penal, é bom que o núcleo do governo conte com alguém familiarizado com conceitos como direitos e garantias fundamentais, devido processo legal, impessoalidade da administração.

Se dava para defender que o candidato Bolsonaro, detentor de um discurso intolerante e antidemocrático, não deveria ser normalizado, agora que ele é presidente eleito precisa não só ser normalizado como institucionalizado (perdoe-se o duplo sentido). Moro pode ajudar nisso.

Em relação à pauta do Ministério da Justiça propriamente dita, o ex-juiz também pode contribuir. Ele tem a expertise e a vontade para desenvolver novos mecanismos de combate à corrupção. O fato de o passivo do governo Bolsonaro nessa seara ser pequeno torna verossímil que observemos avanços concretos.

Onde eu penso que Moro terá problemas é em relação aos crimes comuns praticados por bandidos ordinários, que são justamente aqueles que causam a sensação de insegurança. O governo federal nem sequer dispõe de um corpo policial adequado para enfrentar esse tipo de delinquência. Não dá para colocar a Polícia Federal para perseguir qualquer assaltante ou punguista. Não obstante, como Moro acabou cultivando a imagem de xerife que tudo resolve, é pela sensação de insegurança que ele será cobrado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Foram 10 saques de 49 mil da conta do motorista da família Bolsonaro. Sabem por que 49 mil e não 50? É que a cada 50 mil retirados em dinheiro vivo, um alarme é disparado, acionado esse alarme, em linguagem do COAF significa possível: Lavagem de Dinheiro… A famosa corrupção mesmo. E 49 e não 50 mil para não ter de informar ao (Banco Central), não assinar um documento informando Origem e Destino do dinheiro. Se apertar um pouco mais, muito mais, mais podres aparecerão. Muitos!

Fernandes

Investigação chega a Bolsonaro e pesquisa aponta que o capitão pode ter mesmo destino de Fernando Collor! Lascou, eu acho é pouco. KKKK

marcos

Moro o amigo das Mortadelas Fascistas



08/12


2018

O mundo da pastora que virou ministra

Bernardo Mello Franco - O Globo

A futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, pastora Damares Alves, considera que “as instituições piraram” e que “chegou o momento” de as igrejas evangélicas governarem o Brasil.

A nova integrante do governo Jair Bolsonaro expôs suas ideias a fiéis da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte. A fala foi gravada em maio de 2016 e já teve mais de 160 mil exibições no YouTube.

“As instituições piraram nesta nação. Mas há uma instituição que não pirou. E esta nação só pode contar com esta instituição agora: é a igreja de Jesus”, disse.

“Chegou a nossa hora”, prosseguiu. “É o momento de a igreja ocupar a nação. É o momento de a igreja governar. Se a gente não ocupar este espaço, Deus vai cobrar.”

Damares criticou o Supremo Tribunal Federal por discutir temas como a descriminalização do porte de drogas para consumo próprio. “Onze homens que não foram nem eleitos pelo povo brasileiro vão decidir se a gente libera ou não o consumo de drogas”, disse.

Ela se referiu ao debate entre os ministros da Corte como uma “palhaçada”. “Será que podemos confiar no Judiciário? Não sei mais”, afirmou.

A futura ministra descreveu o Congresso, onde trabalha ao lado do senador Magno Malta (PR-ES), como outra “instituição pirada”. Disse que as disputas na Câmara e no Senado não seriam ideológicas, entre direita e esquerda. “A luta lá é espiritual”, teorizou.

Na sequência, ela disse que a escola deixou de ser o local apropriado para educar as crianças. “Só há um lugar seguro em que o seu filho está protegido nesta nação. É o templo, é a igreja, é ao lado do seu sacerdote”, defendeu.

A exemplo do presidente eleito, Damares revelou a intenção de banir livros didáticos que não se encaixem em sua visão de mundo. Ela disse que “as Bíblias vão ter que voltar para as escolas do Brasil”. “O T nas escolas não é mais de tatu, é de tridente do diabo. Queiram ou não queiram os satanistas, esta é uma nação cristã”, afirmou.

No púlpito, a futura ministra indicou que seus planos ultrapassam fronteiras. “A melhor forma de a gente conquistar os muçulmanos para Jesus é mostrar que o cristianismo deu certo nesta nação”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Como um motorista conseguiu mais de R$ 1,2 milhão em apenas um ano e ainda assim pediu mais R$ 40 mil a Bolsonaro? Por mais que se esforce, a família Bolsonaro não consegue convencer sobre o relatório do COAF que cita Flávio Bolsonaro, Michelle Bolsonaro e uma ex-assessora do capitão metidos em ações nada republicanas. Vai ter o destino do Collor.

marcos

Mas afinal quem mandou matar Celso Daniel?

Fernandes

Sobre o escândalo bozonaro e família só digo uma coisa bozominions ; Que VERGONHA, HEIN?

Fernandes

Aceita que dói menos. Bolsonaro é corrupto e você culpado.



08/12


2018

Tucanos e os cargos no novo governo

Dirigentes do PSDB recomendaram aos tucanos que aceitarem cargos no futuro governo que se desliguem do partido, ou peçam desfiliação temporária.

Cotado para a secretaria-executiva do Ministério da Ciência e Tecnologia, o ex-deputado Júlio Semeghini (SP) conversou com o presidente do PSDB, Geraldo Alckmin.

 E disse estar disposto a deixar a legenda assim que a indicação for confirmada.  (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

O audacioso esquema para burlar o sistema, arquitetado pelos “incorruptíveis” família BOLSONARO.

Fernandes

Investigação chega a Bolsonaro e pesquisa aponta que o capitão pode ter mesmo destino de Fernando Collor! Lascou, eu acho é pouco. KKKK

marcos

Coxinhas e Mortadelas fascistas roubaram o nosso Brasil.