ArcoVerde

08/11


2018

PSOL pede à PGR que impeça reajuste do STF

O líder do PSOL na Câmara, deputado Chico Alencar (PSOL/RJ), vai encaminhar um mandado de segurança para impedir a sanção presidencial ao projeto que prevê um reajuste de 16% nos salários de ministros do STF.

O PSOL alega que houve vício na tramitação do projeto, já que projetos de lei que são iniciados na Câmara dos Deputados e, posteriormente, emendados pelo Senado Federal têm que retornar para nova apreciação na Câmara. Isso é o que trata o parágrafo único do artigo 65 da Constituição Federal. No entanto, a presidência do Senado encaminhou o projeto direto para sanção presidencial. o MBL também entrou com um recurso para suspender o reajuste do STF.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Os funcionários públicos, além de perderem a estabilidade, passarão a recolher 22%, ao invés dos 15% de Temer, e dos 8% de Dilma: Como é mesmo ? Fora PT?

Fernandes

Bandido bom, é bandido que pede desculpas...Fica com a grana e vira ministro junto com o juiz do caso KKKK

Fernandes

Engraçado, né? Dizem que o PT quebrou o país... Mas pra dar aumento pro STF não está quebrado não, né?

Fernandes

Aumento para o STF de R$ 6.000,00. Para o Salário Mínimo, R$6,00 ! Tá contente agora??

marcos

Foi bom.


Asfaltos

Confira os últimos posts



14/11


2018

DNIT construirá passarelas em Caruaru e Garanhuns

O ministro dos Transportes, Valter Casimiro (E), vai ao agreste de Pernambuco, na próxima semana, para decidir com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) a localização exata de duas passarelas de pedestres, a serem construídas na BR 104, em Caruaru, e na BR 424, em Garanhuns. A decisão foi tomada hoje, em audiência com o deputado federal eleito Fernando Rodolfo (PHS-PE) (C), que lhe solicitou as obras.

“O DNIT opera um programa especifico para eliminar pontos críticos nas rodovias federais, de modo a dar maior segurança aos seus usuários. As passarelas de pedestres nas BRs preservam vidas”, declarou Casimiro. Informou a Rodolfo que ainda este mês serão iniciados os projetos das duas passarelas e, assim que forem concluídos, o DNIT abrirá a licitação para a construção.

Em sua quarta viagem a Brasília após o pleito de 15 de outubro, o deputado federal eleito, com expressivas votações em Caruaru e Garanhuns, suas principais bases, argumentou ao ministro dos Transportes que os vários casos de atropelamento e mortes nas travessias das duas rodovias exigem urgência na instalação das passarelas.

Segundo Fernando Rodolfo, como os custos delas, relativamente baixos se comparados a outros projetos do DNIT, não são afetados pelas graves restrições orçamentárias do Ministério dos Transportes, a construção das passarelas é totalmente viável, como demonstrou Valter Casimiro. “São investimentos importantes para o ir e vir do cidadão de Caruaru e Garanhuns”, assinalou.  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Aliados dizem que Onyx não dura muito tempo

A situação do futuro chefe da Casa Civil de Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, não está muito boa, dizem aliados. Falta traquejo com o Congresso, além de um suposto envolvimento com a gigante JBS. Segundo a Folha de São Paulo, uma planilha entregue por delatores da JBS à PGR sugere que o futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recebeu via caixa dois uma segunda doação eleitoral, por ele não admitida até agora.No ano passado, o congressista confessou ter obtido da empresa, para a campanha de 2014, R$ 100 mil não declarados à Justiça Eleitoral.

O documento mostra que ele recebeu outros R$ 100 mil em 2012. O pagamento a “Onyx-DEM” foi feito em 30 de agosto daquele ano, em meio às eleições municipais. Segundo os colaboradores, o dinheiro foi repassado em espécie. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Ninguém está torcendo contra...não é necessário!!! KKKKKKKKKKKK

Fernandes

O Caixa 2



14/11


2018

Militar não deve assumir MEC

O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão afirmou há pouco a jornalistas, no Centro Cultural do Banco do Brasil, que chances das Forças Armadas ocupar a pasta do Ministério da Educação é de 5. Em uma escala de 0 a10.  O general Mourão também disse que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) busca um quadro dentro do próprio Itamaraty para assumir o Ministério de Relações Exteriores. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Parecer obriga loja a aceitar cheque se não houver aviso

Se não houver aviso expresso e ostensivo de que recusam cheques, os estabelecimentos comerciais estarão obrigados a aceitá-los, sob pena de serem multados ou até interditados. A determinação é de parecer do senador Armando Monteiro (PTB-PE) a projeto de lei aprovado ontem pela Comissão de Assuntos Econômicos.

Seu parecer cita somente dois casos nos quais o cheque pode ser recusado: se o cliente não for o emitente e se tiver negativado em serviço de proteção ao crédito. “Evitaremos a discriminação do consumidor e a imposição de constrangimentos pela recusa não justificada de um meio de pagamento prático e de uso rotineiro”, justifica o senador petebista. 

Armando Monteiro ressalta que paralelamente ao tratamento igualitário a quem quer usar o cheque para pagamento, o projeto de lei também protege o estabelecimento comercial ao permitir duas razões para a recusa. “As normas são proporcionais na aceitação e recusa de cheques. Ficam resguardados, assim, os interesses tanto de consumidores quando dos comerciantes”, pontua. 

O projeto de lei do qual foi relator, oriundo da Câmara dos Deputados, vai ao exame da Comissão de Transparência e Fiscalização e, posteriormente, ao plenário do Senado. Se não for alterado, seguirá direto à sanção do presidente da República.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Silvio: aumento do ICMS prejudica a população

A ação do governador Paulo Câmara, de aumentar em 2% a alíquota do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e prestação de Serviços (ICMS) do álcool, confirma o que a Bancada de Oposição da Assembleia Legislativa vem afirmando. Apesar de prometer implantar o décimo terceiro do Bolsa Família e reduzir o ICMS do diesel, o governador tem escondido a realidade dos fatos. Para a bancada oposicionista, o funcionamento de programa sociais não pode depender do aumento da carga tributária para população e para o setor produtivo, que gera emprego e renda no Estado.

O líder da Oposição na Alepe, Silvio Costa Filho (PRB), garante que é favorável a projetos que beneficiem o povo pernambucano, a exemplo do décimo terceiro do Bolsa Família – proposta também apresentada pela Oposição durante o processo eleitoral. “Não podemos aceitar que o Governo do Estado, para implantar o programa, penalize a população e o setor produtivo com o aumento de impostos. Entendo, que ao invés disso, deveria reduzir o número de cargos comissionados, de secretarias e o tamanho da máquina, além de outros gastos”, denuncia o parlamentar.

Além do aumento da alíquota do álcool, o projeto prevê ainda o recolhimento adicional de produtos como motos acima de 250 cilindradas, jóias, bijuterias, refrigerantes, automóveis que custam mais de R$50 mil, além de água mineral em embalagem não retornável.

“Defendo que a população pague menos impostos. Todo projeto que reduza, nós vamos votar favorável, só não vamos aceitar uma medida que traga prejuízos ao setor produtivo e ao povo de Pernambuco. Por isso, queremos fazer um debate com o governo do Estado sobre o tema. Além de prejudicar a população, o aumento de 2% reduz a competitividade, e vai na contramão dos procedimentos fiscais que incentivam biocombustíveis limpos, hoje utilizados nas matrizes energéticas", garante. 

Além de fazer um pedido de informação, cobrando explicações sobre o projeto, a exemplo do impacto financeiro e como ele vai aumentar a arrecadação do Estado, Silvio vai solicitar a presença do secretário da Fazenda de Pernambuco na Comissão de Finanças, para prestar esclarecimentos sobre o aumento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Bolsonaro criará o Ministério da Cidadania

A informação foi dada à Rádio Gaúcha pelo  ministro que coordena a transição de governo e futuro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O“martelo está batido” para a criação do “Ministério da Cidadania” no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Lorenzoni ainda explicou que a nova pasta cuidará das áreas de desenvolvimento social, direitos humanos e políticas de combate às drogas – atualmente o governo federal tem o ministério do Desenvolvimento Social e o ministério dos Direitos Humanos. Ele também declarou que parte do Ministério do Trabalho poderá ficar com a nova estrutura, mas que o modelo será analisado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Lula será interrogado hoje

O ex-presidente Lula  será interrogado, em Curitiba,hoje, às 14h. A audiência – referente a um processo da Operação Lava Jato – está marcada, no prédio da Justiça Federal. Esta será a primeira vez que o ex-presidente deixará a Superintendência da Polícia Federal, onde está preso desde abril.

A oitiva será conduzida pela juíza federal Gabriela Hardt. Lula é réu nesta ação penal. Ele responde pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Conforme o Ministério Público Federal, o ex-presidente recebeu propina de empresas como a OAS e a Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que frequentava com a família. Outras 12 pessoas são rés neste processo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 4

14/11


2018

Da Fonte destina meio milhão para Fundação Terra

O deputado federal Eduardo da Fonte destinou – através de recursos de emenda parlamentar – meio milhão para a Fundação Terra. Em visita às instalações em Arcoverde, o parlamentar conheceu as ações da instituição. “O Padre Airton desempenha um trabalho de perseverança, dedicação e amor ao próximo ao lado de uma equipe muito comprometida. A esse trabalho, o poder público tem mais do que obrigação de estender a mão sempre”, ressaltou Eduardo da Fonte, que garantiu mais repasses à fundação nos próximos anos.  

A Fundação Terra atende pacientes de 35 municípios, além de administrar um centro especializado em reabilitação física, intelectual, visual e auditiva. Entre os serviços oferecidos estão tratamento e cuidado a crianças com Síndrome Congênita pelo Zika Vírus. A Fundação Terra mantém ainda escola, creches e assistência social na zona rural, entre Arcoverde, Buíque e Sertânia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Lula depõe hoje em Curitiba: sítio de Atibaia

Lula é interrogado em processo da Lava Jato que apura reformas feitas em sítio de Atibaia

Audiência está marcada para as 14h desta quarta-feira (14), em Curitiba. Juíza Gabriela Hardt é a responsável pelos interrogatórios, desde a saída de Sérgio Moro.

Por Thais Kaniak, G1 PR — Curitiba

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será interrogado, em Curitiba, nesta quarta-feira (14). A audiência – referente a um processo da Operação Lava Jato – está marcada para as 14h, no prédio da Justiça Federal.

Esta será a primeira vez que o ex-presidente deixará a Superintendência da Polícia Federal (PF), onde está preso desde abril.

A oitiva será conduzida pela juíza federal Gabriela Hardt. Lula é réu nesta ação penal. Ele responde pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), o ex-presidente recebeu propina de empresas como a OAS e a Odebrecht por meio da reforma e decoração no sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), que frequentava com a família. Outras 12 pessoas são rés neste processo.

Os valores foram repassados ao ex-presidente em reformas realizadas no sítio, de acordo com os procuradores do MPF. Segundo a denúncia, as melhorias no imóvel totalizaram R$ 1,02 milhão. Lula nega as acusações e afirma não ser o dono do imóvel, que está no nome de sócios de um dos filhos do ex-presidente.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

SÓ UMA PERGUNTA BÁSICA, LULA ANDAVA EM CARRO BLINDADO CUSTANDO QUASE 1 MILHÃO DE REAIS?

Fernandes

Procuradoria apura mais um caixa 2 de Onyx Lorenzoni. Uma planilha entregue por delatores da JBS à PGR (Procuradoria-Geral da República) sugere que o futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recebeu via caixa dois uma segunda doação eleitoral, por ele não admitida até agora. O ministro do presibosta.

Fernandes

Lula uma lágrima de Cristo.

marcos

Isso é uma Carniça



14/11


2018

PF: feriadão nas visitas a Lula na quinta

Depois de depor nesta quarta (14), no processo do sítio de Atibaia, Lula voltará a ser recolhido e ficará isolado, de quinta (15) a domingo (18), na sala em que cumpre pena na Polícia Federal.

Por causa do feriado, as visitas da família e de amigos, sempre às quintas, foram canceladas.

Na sexta, a PF emenda o feriado e fica fechada —nem os advogados podem entrar. Só na segunda (19) ele poderá voltar a receber um de seus defensores. (Mônica Bergamo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Uma federação de centro e esquerda para sobreviver

Partidos estudam se unir em federação para sobreviver a Bolsonaro

Lideranças do PSB, do PSDB e do DEM já conversaram

Mônica Bergamo - Folha de S.Paulo

A dificuldade de unir partidos de centro como PSDB, PSB, PV, PSD e setores do MDB e do DEM em uma única legenda fez surgir uma nova ideia: a formação de uma federação de agremiações que passassem a atuar em conjunto no Congresso e nas eleições.Haveria uma vantagem em relação à criação de um novo partido: na federação, cada legenda mantém sua estrutura e seu fundo partidário, em geral de alguns milhões.

Lideranças do PSB, do PSDB e do DEM já conversaram. A ideia é juntar o governador Márcio França (PSB-SP), de SP, Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), entre outros, em torno do projeto.

A federação vincularia as legendas, pelos próximos dois anos, tanto em votações da Câmara dos Deputados e do Senado como nas eleições municipais.Todos os partidos seriam obrigados a lançar, juntos, um mesmo candidato nas cidades em que concorrerão às prefeituras. 

A possibilidade de criação de federações de partidos foi rejeitada em 2017. Mas outras propostas ainda tramitam no Parlamento e poderiam ser aceleradas caso as negociações vinguem. Pelos cálculos de uma das principais lideranças que participam dos diálogos, uma federação de centro somada a outra, de esquerda, poderia chegar a 300 parlamentares na Câmara. Seria a sobrevivência “da política” diante da ameaça de rolo compressor do futuro governo de Jair Bolsonaro.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Então, o nazista voltou atrás não acabará mais com o Ministério do Trabalho. O cabra mente demais, não dá pra acreditar nele.

Fernandes

O mito fake.



14/11


2018

Dirceu e Bolsonaro: um Brasil que PT precisar entender

É adversário – e sabe - José Dirceu, ex-comandante do PT, ministro de Lula e Dilma – “capitão do time”, como Lula o chamava – diz que Bolsonaro terá base social, força e tempo para governar. Dirceu falou anteontem, ao lançar seu livro de memórias. “Há um Brasil profundo que se manifestou democraticamente e que o PT precisa entender.

O PT não foi derrotado apenas eleitoralmente nas eleições, mas ideologicamente”. Citou a questão da segurança pública: “Onde estava o PT quando o filho de uma mulher pobre chegava em casa sob efeito de drogas, ou em outros momentos igualmente trágicos na vida do brasileiro?” Aos poucos, disse, o PT se afastou “do dia a dia do povo”. E Bolsonaro, completou, “avançou sobre a base da qual o PT se afastou durante seus quatro mandatos”. (Carlos Brickmann)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Não foi Deus que escolheu Bolsonaro para Presidente foi você. Não ouse tentar colocar a culpa em Deus e nem no diabo. Hipócritas!

Fernandes

Procuradoria apura mais um caixa 2 de Onyx Lorenzoni. Uma planilha entregue por delatores da JBS à PGR (Procuradoria-Geral da República) sugere que o futuro ministro da Casa Civil, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), recebeu via caixa dois uma segunda doação eleitoral, por ele não admitida até agora. O ministro do presibosta.

marcos

Dirceu apoia governo Bolsonaro. kkk



14/11


2018

Aliados querem Haddad com seu próprio instituto

Aliados de Fernando Haddad (PT) sugeriram a ele montar um instituto para atuar como líder da oposição ao governo Bolsonaro.

Esse grupo vê no movimento uma forma de, passada a disputa eleitoral, preservar e potencializar o capital político do ex-prefeito de SP.

A entidade, que poderia se chamar Instituto da Democracia ou da Liberdade, seria um escudo para Haddad extrapolar as fileiras do PT, mesmo mantendo a sintonia com o partido.  (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Ninguém quer saber de jovem com senso crítico, diz Bolsonaro pós Vitória. A intenção desse tapado é formar outros tapados. Como se não bastassem os tapados eleitores desse despreparado.

marcos

Aliados já sugerem nome. Instituto Kit Gay.



14/11


2018

PF quer dia normal hoje na audiência de Lula

Diferentemente do que ocorreu em depoimentos anteriores, a Justiça Federal em Curitiba informou aos auxiliares do ex-presidente Lula que o funcionamento do fórum nesta quarta (14) será normal, apesar do interrogatório do petista.

Agentes da Polícia Federal que atuam na superintendência em que o ex-presidente está preso defendiam que o depoimento ocorresse no prédio para evitar deslocamento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Caminho de Maia para a presidência tem tropeços

indicação de quadros do DEM para o ministério de Bolsonaro começou a criar ruídos dentro do próprio partido. Rodrigo Maia (DEM-RJ), candidato à reeleição para a presidência da Câmara, avisou à cúpula da legenda que os convites da nova gestão a deputados da sigla de fato atravancaram as conversas em torno de seu nome.

ACM Neto, presidente do DEM, foi provocado por aliados de Maia a divulgar uma nota formalizando que o partido não endossa as indicações. Recusou-se. Disse que o gesto sinalizaria “hostilidade desnecessária” e que não iria impor vetos ou restrições a filiados que queiram colaborar com Bolsonaro.

Maia recebeu, na noite de segunda-feira (12), líderes de oito partidos em sua residência, entre eles MDB, PC do B, PP, PSD e Solidariedade. A pauta foi a formação de uma frente que se torne determinante para o desenrolar da próxima legislatura. Dirigentes de algumas das siglas que foram ao encontro saíram de lá dizendo que topam integrar a frente desde que a formação não esteja condicionada à reeleição do democrata. (FSP)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Estrangeiros: novo governo aprova a Previdência

sucessão nos comandos da Câmara e do Senado entrou no radar de investidores estrangeiros que acompanham com cautela os sinais emitidos pelo presidente eleito no Brasil.

Lá fora, explica um representante de uma corretora de valores, há a crença de que Bolsonaro aprova a nova Previdência em 2019.

Decorre dessa expectativa a importância que vem sendo dada ao jogo que será jogado no Congresso.

No topo da Câmara ou do Senado, um parlamentar hostil à agenda do novo governo pode dificultar os planos.(Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Fôlego de gato: Renan rumo à presidência do Senado

As idas e vindas da equipe de Jair Bolsonaro (PSL) acabaram fortalecendo o lobby em torno da candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência do Senado.

A articulação extrapolou as fileiras de seu partido e ganhou adesões de veteranos do PSD e do PSDB, por exemplo, além de nomes do Judiciário.

favoritismo cresce à medida que as oscilações do grupo bolsonarista ampliam a sensação de que a próxima gestão será instável. Renan agora é vendido como o “anteparo de crises”.((Painel)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Alckmin vai dar aulas em universidade em SP

Tucano lecionará disciplinas como gestão pública e saúde pública

Dimitrius Dantas e Silvia Amorim - O Globo

O ex-governador de São Paulo e candidato derrotado à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) voltará a dar aula a partir de 2019. Ele fechou contrato com a Universidade Nove de Julho (Uninove ) para lecionar disciplinas como gestão pública e saúde pública.Parte superior do formulário

A contratação foi confirmada ao GLOBO pela universidade nesta terça-feira. Em nota, a instituição disse que o tucano "irá lecionar nos cursos que tenham disciplinas identificadas com seu notório saber e especialização".

Não é a primeira vez que o tucano volta à sala de aula como professor após uma derrota eleitoral. Em 2008, quando perdeu a disputa para a prefeiura de São Paulo, Alckmin deu aulas como palestrante em faculdades e também atuou como acupunturista. O tucano tem formação como médico anestesista.

O ex-governador foi procurado pela reportagem, mas não se manifestou. Alckmin teve 5% dos votos no primeiro turno da eleição presidencial. Sem cargo público, sua ocupação tem sido presidir o PSDB nacional desde então.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Ministro da Defesa agrada Exército, mas...

...causa estranhamento nas outras forças

Helena Chagas

A nomeação do general Fernando Azevedo e Silva para o Ministério da Defesa é um aceno do capitão Jair Bolsonaro ao establishment militar, e sobretudo à cúpula do Exército, que tem feito questão de demarcar certa distância em relação ao novo governo. Agora, o atual comandante do Exército, general Villas Boas, que disse em entrevista à Folha de S.Paulo que os militares não estavam voltando ao poder e que Bolsonaro é muito mais um político do que um militar, tem um amigo na chefia da pasta da Defesa.

Diferentemente do vice Hamilton Mourão e até do general Augusto Heleno, que vai para o GSI, Azevedo faz parte do grupo que hoje comanda o Exército e, antes de se reformar, era o nome preferido do alto comando para suceder Villas Boas na chefia da força. Nessa condição, também chefiou a Autoridade Pública Olímpica nas Olimpíadas do Rio.

A possibilidade de indicar um civil para a Defesa nunca esteve em cogitação no governo Bolsonaro, mas a supremacia do Exército na nova administração deve trazer problemas nas outras forças – até porque se cogitava a nomeação de alguém da Marinha para o posto. “Agora, onde se lê Forças Armadas, leia-se Exército”, diz um observador militar. O entorno do presidente eleito prevê que ele tomará decisões para corrigir esse desequilíbrio, o que pode resultar em nomeações de oficiais da Marinha e da Aeronáutica para outros postos importantes no primeiro escalão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

O homem do braço de ouro

Carlos Brickmann

Imaginemos que Paulo Guedes, o superministro, esteja certo em todas as reformas que propuser – ou que o superministro Sérgio Moro tenha sempre razão. E daí? Se não conseguirem convencer a maioria a segui-los, nada vai passar pelo Congresso. Não é só convencê-los de que estão certos. É mostrar a cada um que vantagem terá ao segui-los. Coisa para profissionais da política. Bolsonaro já teve duas derrotas antes de entrar em campo (aumento do STF, isenções para a indústria automobilística). Há outros itens caríssimos sendo votados, mesmo nesses dias parados. É hora de agir.

Bolsonaro parece ter percebido que seu articulador, Ônix Lorenzoni, não começou a atuar. E entrou pessoalmente no jogo. Já marcou para hoje um café da manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia; e encarregou a deputada Teresa Cristina, que será sua ministra da Agricultura, de garantir o apoio da bancada ruralista, que ela preside, às reformas do Governo. Ela irá também trabalhar na articulação política, onde sempre se saiu bem.

Já houve a ordem para que Paulo Guedes fale menos. Mas há ainda os filhos do presidente (e no Congresso, mesmo quando se fala a verdade, é preciso tomar cuidado). O senador eleito Flávio Bolsonaro disse, à sempre atenta Rádio Bandeirantes, que a volta de Renan ao comando do Senado será ruim, “porque o Congresso precisa de um presidente ficha limpa”. É verdade – mas quem quer ouvir essa verdade? E Renan, sim, pode voltar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Petróleo despenca, afeta Petrobras e pressiona Bolsa

Preocupação com sobreoferta é alerta para estados que dependem de royalties

Nicola Pamplona e Anaïs Fernandes – Folha de S.Paulo

O preço do petróleo despencou nesta terça -feira (13) em um movimento que acende sinal de alerta para estados e municípios dependentes da receita petrolífera.

O cenário tem impacto positivo, porém, nos preços dos combustíveis.

O petróleo do tipo Brent, negociado em Londres, caiu 6,6%, para US$ 65,47 (R$ 251) por barril, diante de redução na projeção sobre o consumo em 2019.

O Brent já recuou 25% desde que tocou sua máxima em quatro anos (US$ 85,8) no início de outubro. Agora, registra o menor valor desde março.

"Não há dúvidas de que a produção precisa de cortes, já que o mercado está com excesso de oferta", diz Carsten Fritsch, analista do Commerzbank.

A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) reduziu em 70 mil barris por dia a projeção de crescimento do consumo em 2019, para 1,29 milhão de barris diários.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/11


2018

Reajuste do Supremo virou um balé de elefantes

Josias de Souza

A encrenca do reajuste salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal transformou-se num balé de elefantes. A coreografia estava momentaneamente paralisada. Imaginou-se que o próximo passo seria executado por Michel Temer, a quem cabe sancionar ou vetar a proposta que elevou os vencimentos das togas supremas de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. De repente, o ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo, atravessou no palco declarações muito parecidas com uma chantagem.

A cúpula do Judiciário farejou na demora de Temer uma insinuação de que o reajuste não será sancionado enquanto o Supremo não extinguir o auxílio-moradia de R$ 4.377 pagos mensalmente a juízes e procuradores. Diante do cheiro de queimado, Luiz Fux cuidou de esclarecer que o julgamento das ações que questionam há cinco anos o pagamento do bolsa-moradia só o ocorrerá depois que o presidente da República liberar o reajuste dos contracheques dos magistrados.

Até a semana passada, tudo parecia simples como o ABC. A, o Supremo reivindicava um reajuste. B, o Tesouro Nacional está quebrado. C, o Senado mantinha o pedido da Suprema Corte no freezer desde 2016. De uma hora para outra, os elefantes de Brasília começaram a dançar à beira do abismo. O Supremo pressionou, os senadores cederam, Temer entrou na dança e Fux converteu uma reivindicação sindical em instrumento de desmoralização do Supremo.

O Supremo alega que não pede aumento, mas reposição da inflação. Justo, muito justo, justíssimo. O problema é que um empregado não pode exigir do empregador o que ele nãio pode pagar. E o Tesouro já está envididado até a raiz dos seus cabelos, caro contribuinte. Os juízes do Supremo, se quiserem, podem trocar a folha do Estado por uma banca privada. Sem essa alternativa, os 12,5 milhões de brasileiros desempregados preferem um Estado equilibrado, que não atrapalhe a recuperação da economia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha