Gravatá IPTU 2019 Prorro

08/11


2018

Temer tem interesse em embaixada, após mandato

No MDB, partido de Michel Temer, corre a informação de que o presidente teria interesse em ficar em alguma embaixada do Brasil, após deixar o Palácio do Planalto em 2019.

A embaixada desejada do emedebista seria a da Itália. Interlocutores de Michel Temer confirmaram ao blog a informação. No entanto, alguns integrantes do próprio partido dizem achar difícil a próxima legislatura do Senado aprovar o nome do presidente, já que ele é submetido a uma sabatina. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Luciano Hang, o Dono da Havan Que Gastou 12 Milhões nas Fake News de Bolsonaro no WhatsApp, Deve R$ 168 Milhões ao INSS!!!

marcos

UiUiUi, Na busca e apreensão realizada na Cobertura de Lula em São Bernardo, policiais federais encontraram notas fiscais de compras da obra do Sítio de Atibaia. Inclusive a nota fiscal da porta principal em nome do Engenheiro Frederico da odebrecht. Olha as PROVAS aparecendo!

Fernandes

QUERO VER SE O CAPITÃO JAIR FODÃO VAI TER CORAGEM DE VETAR O AUMENTO DE SALÁRIO DOS DOS JUÍZES COMO A PRESIDENTA DILMA FEZ

Fernandes

Já revirei o livro do Código Penal de cabo a rabo e não achei o artigo que diz que pedido de desculpas como fez Onix Lorenzetti anula crime Morotocracia

Fernandes

Apostando na imbecilização do brasileiro Bolsonaro, será internado dia 12, por lá fica, assume Mourão e o golpe militar estará dado


Congresso Nordestino de Educação Médica

Confira os últimos posts



11/11


2006

Dirceu defende compra de "MacLulas"

 O ex-ministro José Dirceu, como bom soldado que é quando se trata de defender o presidente Lula,  atacou hoje a oposição em seu Blog, pelas críticas ao uso pelo governo dos cartões corporativos, até mesmo para compra de saduiches durante um evento em São Paulo, que acabou sendo apelidados de ''MacLulas''. Leiam:

''É preciso avançar no respeito às instituições

Há algo estranho, de fato, na maneira como tratam nossas instituições. Um senador da República usa papel (que aceita tudo) e cartuchos de impressora (que todos sabemos o quanto custam) para perguntar o motivo pelo qual a Presidência da República gastou R$ 2.212 com 280 ''kits de lanche''. Outro ocupa a tribuna da Casa para fazer a ''denúncia''.

Estamos falando dos senadores
Arthur Virgílio, do PSDB de Amazonas, ex-ministro de FHC e diplomata, e José Agripino, do PFL do Rio Grande do Norte, que foi governador do seu Estado e traz no seu currículo uma condecoração da Legion d’Honneur, da França.

A ''denúncia'', publicada na sexta pela
Folha, diz que foram pagas refeições para seguranças com o cartão de compras da Presidência da República num evento com o presidente em Jacareí (SP). Conforme a Casa Civil, trata-se de despesa corriqueira e cotidiana nos deslocamentos do presidente da República, em especial por causa das medidas de segurança adotadas para proteger o nosso chefe de Estado e de governo.

Quem fez a ''denúncia'' foi, segundo a Folha, ''
Sidnei de Oliveira Andrade, consultor jurídico da Câmara Municipal de Jacareí''. Conforme publicou o jornal Vale Paraibano em 13 de maio de 2005, a Câmara de Jacareí tem ''15 parentes de vereadores no quadro de funcionários'' e ''os salários dos parentes variam de R$ 1.261 a R$ 5.082; o mais alto deles é do consultor jurídico da Casa, Sidnei de Oliveira Andrade, tio do presidente da Câmara, Júnior Raad (PSDB)''. Neste sábado, o mesmo Vale Paraibano diz que Andrade, que foi vereador na cidade entre 1977 e 1982, ''curtiu'' momentos de ''fama'' ao dar entrevistas para 18 emissoras de rádio de várias regiões do país, além de outros órgãos de imprensa.

No fim, não estamos falando de R$ 2.212 em ''kits de lanche'' compostos de um sanduíche e um refrigerante. Estamos falando de R$ 5.082 por mês para o autor de uma ''denúncia'' e de R$ 3 milhões por ano na repercussão dela, porque, segundo o site
Contas Abertas, ''por ano, um senador custa cerca de R$ 1,5 milhão aos brasileiros''. Estamos falando do nível em que a oposição procura praticar a política no país e que, como já sabemos, conta com ampla cobertura e apoio da mídia.

As nossas instituições devem ser respeitadas. O presidente da República, que foi reeleito por mais de 58 milhões de brasileiros e brasileiras, está submetido, até por força da lei, a certas peculiaridades, entre elas a segurança. Quem não entende isso, ainda que tenha vivido no exterior e tenha visto como é nos outros países, ainda que seja membro de legiões de honra, não entende o que são as instituições – que não existem para uso pessoal e político, mas sim para o bem de todos e para a democracia do país.

Depois de tudo o que fizeram, dos cargos que ocuparam, eles ainda não entenderam isso. O povo, que elegeu Lula, já entendeu. Ainda bem que os
sites de busca estão aí para nos ajudar com a informação correta, que muitas vezes é sonegada a nós.''


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Por que o José Dirceu não esclaresse o assassinato de Celdo Daniel?

José Ferreiria Mulatinho Filho

Já que estamos falando de gastos públicos; que fim levaram os anões do orçamento? Naquela época desvio de dinheiro era "brincadeira"!!! Sem nenhuma apuração séria dos fatos. CPI, nem se comentava...

Normando Leite Cavalcante

A legislação eleitoral proíbe, peremptoriamente, a distribuição de alimentos e transportes a eleitores. Imagine com o dinheiro público que, é de todos nós pois, é oriundo da nossa contribuição tributária. Não trata-se de golpismo mas, de legalidade! Os "aloprados" precisam observar as leis.

Ivan Câmara de Andrade

Na época em que se pretendia golpear Jango, certos políticos cara-de-paus viviam nos quartéis cobrando a imediata intervenção militar, eram as vivandeiras de quartéis. Arthur Virgílio e esse Agripino são vivandeiras dos Tribunais. Ainda não engoliram os 158 milhões de votos que consagraram Lula.

José Rodrigues da Silva

É ou não, acanalhado o Raimundinho (?). Não lhes são ausentes os propósitos, embora aparente ser cego, é da cafajestagem o motivo da sua sobrevivência física. Fedes muito, Raimundinho. E como fedes!!!


Transporte PMR

11/11


2006

TCU: Transposição custará o dobro do estimado

Da Folha de S.Paulo, neste sábado: 

Apontado pelo presidente reeleito Luiz Inácio Lula da Silva como uma das principais obras de infra-estrutura desenvolvida sob sua gestão, o projeto de transposição do rio São Francisco é agora alvo de questionamento do Tribunal de Contas da União (TCU).
Após uma auditoria no projeto, o tribunal concluiu que há riscos de a obra beneficiar, no Nordeste, uma população inferior à estimada pelo Ministério da Integração Nacional (12 milhões de pessoas em 2025) e de custar mais do que o programado (R$ 4,5 bilhões).
"Os benefícios estão superestimados e os custos subestimados", afirma trecho do relatório final da auditoria, aprovado pelo plenário do TCU no último dia 3. "Os benefícios incluem um conjunto de ações que o Ministério da Integração não sabe como e quando serão realizadas", acrescenta.
O que leva o TCU a duvidar da eficácia do projeto é, basicamente, a incapacidade dos Estados de fazer a gestão hídrica e distribuir a água à população após concluído o processo de integração das bacias do rio. Segundo o próprio ministério informou à Agência Nacional de Águas (ANA), dos 391 municípios a serem beneficiados pela transposição apenas 22%, hoje, teriam capacidade de captar, tratar e distribuir a água.

Falta informação
Outro aspecto grave que comprometeria o êxito da obra é a flagrante desinformação das prefeituras e Estados sobre o impacto da obra. Listado entre municípios diretamente beneficiados pela transposição, a Prefeitura de Sairé (PE), por exemplo, enviou uma resposta considerada pelo tribunal como "instigadora": "O município de Sairé é rico em água e não será afetado pela transposição".
O TCU enviou questionários aos 391 municípios listados como beneficiários. Enviaram respostas 103 municípios, amostra considerada representativa pelo tribunal.
Os números não batem. Os Estados beneficiados (Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará) informaram ao TCU que aproximadamente sete milhões de habitantes serão beneficiados pela obra, enquanto o governo federal fez uma estimativa de nove milhões de beneficiados (na fase inicial de operação).
Também as listas de municípios que serão beneficiados pela transposição são totalmente díspares. Exemplo: o governo federal diz que o projeto beneficiaria diretamente 113 municípios em Pernambuco. Mas quando a pergunta é feita ao governo estadual, o número cai para apenas 30.
"Conclui-se que a abrangência real do projeto é incerta e não alcançará a população de 12 milhões de habitantes no ano de 2025, a não ser que medidas complementares sejam tomadas por parte do governo federal e dos Estados e municípios participantes", diz o voto do ministro-relator do TCU, Benjamin Zymler.

Apoio federal
Em alguns Estados, como o Ceará, o envolvimento com o projeto é maior, e há previsões orçamentárias para obras, estimadas em R$ 600 milhões. Mas é uma exceção. Ainda que os Estados tenham consciência de suas responsabilidades após a integração das bacias, todos "comunicaram que necessitarão de apoio financeiro federal para a realização dessas obras complementares".
O relatório do TCU derruba ainda um mito sustentado pelo Ministério da Integração: "Não há garantias de que a redução de custos do governo federal com ações emergenciais de combate à seca no Nordeste será proporcional aos recursos despendidos para a implementação do projeto".


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Madison Luis Canejo da Silva

é muito fácil falar em transposição de maneira política quando não se conheçe os problemas pelos quais passajm o "Velho Chico".

Madison Luis Canejo da Silva

Bem, primeiro quero parabenizar Magno pela foto, é uma maravilha, tirada de uma das usinas de Paulo Afonso, cidade maravilhosa. Quanto a questão da transposição acho um absurdo, acho que esse presidente burro deveria procurar revitalizar o rio e só depois pensar em algo dessa natureza.........

Raimundo Eleno dos Santos

É claro que vai ser o dobra.Olha,o rio tem duas margens.Temos que observar que é uma margem da direita e a outra da esquerda.Mas como se trata do Rio S.Francisco as margens, são do lado esquerdo.Bahia(PT) Pernambuco PSB.E agora?O S.Francisco tem uma margem só.É para matar a direita do coração.Eita!

Alguém tem dúvida que a obra é superfaturada? Lulla vai dar explicações, punir os culpados e cancelar o edital. Isso seria o correto.


Prefeitura de Olinda 2019

11/11


2006

Oposição já pensa em CPI dos cartões corporativos

 Integrantes da oposição não descartam pedir a criação de uma CPI no Congresso para investigar o uso dos cartões corporativos pela Presidência da República. O assunto ganhou força ontem, após a divulgação de que os cartões foram usados para comprar 280 lanches, que somaram R$ 2.212, para um comício do presidente Lula em Jacareí (SP), em setembro, durante a campanha eleitoral.

''Se não tivermos as explicações necessárias, precisamos de uma CPI para abrir o cadáver (dos cartões corporativos) e dizer o que está sendo feito dele'', enfatizou o líder do PFL no Senado, José Agripino Maia (RN).

O líder do PSDB na Casa, Arthur Virgílio (AM) encaminhou um requerimento à Mesa para cobrar explicações formais da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. A primeira informação é de que os lanches teriam sido distribuídos a militantes do PT. O Planalto comunicou, no entanto, que a comida foi entregue a seguranças oficiais do presidente.

''A quantia é irrisória, mas o problema é que ninguém dentro do governo diz que isso é proibido. Os cartões corporativos exprimem a mistura do público com o privado nesse governo'', criticou Virgílio.

O uso dos cartões tem sido um dos principais alvos da oposição contra o governo. No mês passado, parlamentares do PSDB e do PFL foram ao Tribunal de Contas da União (TCU) cobrar informações sobre o uso do dispositivo pela Presidência, mas não obtiveram resposta.

As suspeitas de uso ilícito dos cartões começaram no ano passado, quando o tribunal encontrou indícios de que notas frias teriam sido usadas para justificar gastos do Planalto. Os cartões corporativos foram criados durante o governo Fernando Henrique Cardoso para despesas consideradas imediatas e, segundo disse Lula no debate da TV Bandeirantes antes do segundo turno, ''foi a única coisa boa que o Fernando Henrique fez no governo''. ( Do Portal Congresso em Foco)

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

josé arnaldo amaral

...ESSA VELHA OPOSIÇÃO ESTÁ DERROTADA...FICOU NA DEFENSIVA PERANTE AS BRAVATAS DO LULLI$MO...POUCO MAIS DE 58 MILHÕES VOTARAM NO MULLÁ DO PT E CATERVA.... MAIS DE 67 MILHÕES NÃO VOTAMOS NELLE$$$$...XÔ PETRALHADA ! ! !

Raimundo Eleno dos Santos

Fernando, Inveja dá câncer. Deixa o homem trabalhar. Depois a gente come alguns big-mac juntos. Eu pago a conta. Por favor, sem inveja. Isso, repito, dá câncer.

A militancia petista comendo sanduiche com meu dinheiro. Depois os "Raimundos" falam que eu não gosto do PT. Até sanduba é comprado com o dinheiro do povo. Lógico que o Lulla e familia come em restaurantes finos. E eu pagando...



11/11


2006

Alkmin quebra o silêncio e já fala em 2010

 O candidato derrotado à Presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), começou a quebrar o silêncio imposto por ele mesmo após a eleição e não descartou, embora ainda "esteja muito longe", disputar o Palácio do Planalto em 2010.

"Tenho recebido a visita de muitas lideranças (políticas) do País. Você tem algumas etapas: a direção do partido no fim do ano que vem, eleições municipais em 2008, e você tem 2010", disse Alckmin nesta sexta-feira, na segunda pessoa, antes mesmo de ser questionado especificamente sobre o tema da sucessão.

Logo após reconhecer a derrota no último domingo de outubro, o tucano buscou o refúgio em Pindamonhagaba, interior de São Paulo. Concedeu apenas uma pequena entrevista a uma TV local e recolheu-se novamente.

Agora, dez dias depois, mostrou disposição de falar, embora ainda evite analisar as razões que reelegeram o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A decisão de retornar à cidade natal para descansar irritou aliados e interlocutores, que viram, na decisão, um sinal ruim de "provincianismo".

O argumento era de que o momento político e 40 milhões de votos conquistados por ele o credenciariam como líder nacional, que não deveria buscar o anonimato de um sítio no interior de São Paulo.

"É preciso se desintoxicar da política. É bom sair um pouco da ribalta. Não é ruim ter um período sabático", argumentou o tucano. "JK (Juscelino Kubitschek) voltou a clinicar quando deixou a Prefeitura de Belo Horizonte", disse.

Após a derrota, muitas especulações sobre seu destino imediato percorreram o bastidor político. Assumir a presidência do PSDB foi a primeira delas. A estratégia é vista como meio de ficar em evidência e estreitar as relações com a base partidária para obter apoio a um eventual projeto de concorrer novamente ao Planalto.

Mas há entraves a essa possibilidade, que ele classifica de "etapa". Os correligionários José Serra (governador eleito de São Paulo) e Aécio Neves (governador eleito de Minas Gerais) não negam o desejo de disputar a Presidência daqui a quatro anos. Em razão desse eventual projeto concorrente, não deixariam espaço para Alckmin crescer internamente e conseguir a indicação do partido.

Há ainda a alternativa de concorrer à Prefeitura da capital paulista daqui a dois anos, "etapa" que também poderia servir de "trampolim" ao Planalto. "O governo Lula vai ser uma mesmice e o povo vai se sentir traído", alfinetou.

Além de retomar a medicina e trabalhar com acupuntura, o ex-candidato afirmou que pretende complementar a renda mensal com palestras e que exercerá o ofício de médico em um hospital público para ficar "mais perto do povo". "Isso me tomará um tempo pequeno. A maior parte do tempo eu vou me dedicar à política", prometeu.  (Reuters)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

roberto lima

Um conselho ao sr alckmim: muda de partido: essa gente do psdb so quer se sentar em poltrona "berger", agua mineral perrier, terno daslu etc e maltratar o povo. Ninguem esquece fhc e suas perversidades, entre elas chamar os velhinhos de vagabundos.


ArcoVerde

11/11


2006

Lula descansa em São Bernardo do Campo

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva embarcou hoje (11), às 10h10, para São Bernardo do Campo (SP), onde cumprirá agenda privada, informa a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

Amanhã (12), às 17h30, no aeroporto de  Congonhas, Lula transmitirá o cargo ao presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), que assumirá interinamente a Presidência da República até segunda-feira (13) à noite, durante viagem do presidente à Venezuela. Rebelo vai assumir o cargo porque o vice-presidente José Alencar está nos Estados Unidos, em tratamento de saúde.

Após a cerimônia, Lula embarcará para a Base Aérea de Brasília, de onde partirá, às 19h30, para a Venezuela. Na segunda-feira, junto com o presidente Hugo Chávez, Lula participará da inauguração da segunda ponte sobre o rio Orinoco. A ponte foi construída pela empreiteira brasileira Odebrecht. A obra integra o corredor de transportes, que inclui a construção de 166 quilômetros de rodovias e será uma das principais rotas de exportação, para levar produtos de Boa Vista e Manaus ao Mar do Caribe.

No mesmo dia, os dois presidentes participam da cerimônia de  Certificação de Reservas da Faixa Petrolífera do Orinoco. (Redação Terra)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Lulla descansou a semana passada toda e agora vai descansar mais. Cansado do que? Dona Marisa dscansa a 4 anos. Vamos ao trabalho familia Silva.

LMVC

Tudo muito bonitinho, mais ninguem fala DA REFINARIA DE PERNAMBUCO (SUAPE)!!!!

renata lima

A foto mostra a estrategia da desculpa para a NÃO vinda da refinaria pra PE, pois duvido que saia,a desculpa é a seguinte: a empresa da Venezuela neste momento não pode investir mas daqui a 2 anos próximo das eleições para prefeito iremos começar as obras. Pobre Brasil e PE.


Asfaltos

11/11


2006

Estratégia de Aldo para voltar à Presidência da Câmara

 Com a licença do vice-presidente José Alencar, que se afastou do cargo por 30 dias para uma cirurgia, o presidente da Câmara, deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP), vai assumir interinamente a Presidência da República por seis dias entre novembro de dezembro. O período de exposição coincide com as articulações para a disputa pelo comando da Câmara no próximo ano. Aldo é o candidato favorito do Planalto.

A estréia de Aldo na Presidência da República será no domingo. Ele fica no cargo até segunda-feira, enquanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará na Venezuela participando de eventos com o presidente Hugo Chávez.

No dia 30 de novembro, o presidente da Câmara reassume o comando do país, substituindo o presidente que estará na Nigéria (África). Nos dias 8 e 9 de dezembro, Lula viaja novamente, desta vez para Cochabamba, na Bolívia.

Durante a campanha eleitoral, Aldo teve oportunidades de assumir a Presidência da República, mas como era candidato à reeleição não substituiu o presidente por força da legislação eleitoral. Na ocasião, Aldo teve que se ausentar do país todas às vezes em que o presidente Lula viajou para o exterior. Se assumisse o cargo, ficaria inelegível. Como o vice José Alencar também era candidato, coube ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que não disputou, a tarefa de responder pela Presidência durante a campanha. O presidente do Senado é o terceiro na linha sucessória, atrás do presidente da Câmara e do vice. (Folha Online)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Aldo Rabelo é garoto de recados do Lulla. Como deputado não apresenta projetos. É fraco.

roberto lima

Essa troca de guarda por poucos dias não faz sentido , mas está na Constituição. Não serve pra nada. Talvez um afago no ego ou quem sabe uma trocazinha de favores. Com internet, celular, e o diabo a 4, pra que um presidente de plantão? A figura foi criada para as viagens de "vapor" que duravam muito



11/11


2006

Cartões corporativos fazem a festa no governo

 As despesas feitas pelo governo federal com os cartões de crédito corporativo explodiram nos dez meses deste ano e superaram em mais de 70% os gastos feitos em 2005.

No ano passado, esses gastos com o cartão, criado para atender despesas emergenciais, somaram R$ 22,5 milhões contra os R$ 38,4 milhões deste ano, até anteontem, segundo levantamento feito pelo site Contas Abertas a pedido da Folha.

Os gastos feitos pela Presidência, que inclui seis setores do órgão e entre eles o Gabinete da Presidência, também apresentam alta. Em todo ano passado, os gastos ficaram cerca de R$ 20 mil abaixo de R$ 11 milhões. Neste ano, eles já superam em R$ 50 mil esse valor.

Segundo a Casa Civil, o crescimento nos gastos com cartões é normal porque se trata de uma substituição do uso de dinheiro e cheque e que não representa um aumento das despesas do governo.

A Justiça Eleitoral de São Paulo investiga o uso de um dos cartões presidenciais em setembro passado para compra de 280 "kits de lanches", no valor de R$ 2.212, em Jacareí.

A investigação foi iniciada após denúncia do advogado Sidnei de Oliveira Andrade, consultor jurídico da Câmara de Jacareí, que disse que parte de dos lanches foram doados para militantes do PT, participantes do comício do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Oliveira não apresentou, porém, nomes de pessoas que receberam o alimento. A Casa Civil, responsável pelos cartões presidenciais, afirma não haver irregularidade e que o alimento foi destinado à segurança presidencial e ao pessoal de apoio da comitiva. Segundo nota da assessoria da Casa Civil, a equipe de seguranças da Presidência é formada por funcionários da Presidência, das Forças Armadas e das polícias Federal e Militar.

Ontem, entretanto, a Polícia Militar de Jacareí negou que o efetivo utilizado para reforçar a segurança do evento tenha recebido lanche. Segundo o setor de comunicação da PM, cerca de 30 pessoas foram escaladas. A assessoria da Casa Civil disse que "geralmente" os PMs estaduais recebem lanches, mas que não poderia confirmar se receberam ou não.

Anteontem, a Casa Civil também chegou a dizer que os lanches foram distribuídos em três remessas. Essa versão foi mudada quando a reportagem informou a posição do proprietário da churrascaria, Celso Romani, de que os lanches foram levados de uma só vez.

Queda

Apesar do crescimento dos gastos gerais com o cartão, há uma tendência de queda no volume de dinheiro retirado na boca do caixa. No ano passado, foram R$ 890 mil contra os R$ 417 mil neste ano. Em 2004, o valor chegou a R$ 5,4 milhões. Também apresenta tendência de queda os gastos com cartões exclusivos da Secretaria da Administração da Presidência. No ano passado, foram R$ 5,5 milhões contra R$ 4,2 milhões, até o início deste mês. (Folha de S.Paulo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fabio Lira

Enquanto Lulla se esbalda com o cartão da presidência, o país caí no índice de IDH, o desemprego campeia, as reformas do congresso emprerram, os companheiros saqueiam os cofres públicos... E nós somos obrigados a engolir a escolha da maioria ignorante do país!!!!

renata lima

Desgoverno do pt só sabe fazer festa com o dinheiro do contribuite, o Brasil perdeu o bonde do crescimento e esta reduzido a nada com esse desgoverno. Pobre Brasil

Drácula

E COM UMA VANTAGEM ROBERTO... A AUTORIDADE PODE ATÉ PAGAR O MOTEL QUE LEVOU A SECRETÁRIA.... QUE LÁ APARECE O GASTO COMO SENDO:........ "GESTÃO DA COISA PÚBLICA"....HAHAHAHAHAHAHAHAHA

roberto lima

Esse cartão corporativo é analogo ao cartão de crédito que o marido rico dá a sua mulher perua, pra ela ir ao shopping se esbaldar: o maridão cheio da grana é o país, mas somos nós quem o financiamos


BM4 Marketing

11/11


2006

O que vem tirando o sono de ACM...

 Da coluna "Radar" da revista Veja:

Debandada geral
O resultado das eleições na Bahia continua tirando o sono da cúpula do PFL. Em 2004 o partido elegeu o prefeito em 154 dos 416 municípios daquele estado. Mas, com a derrota da campanha do governador Paulo Souto à reeleição, há um grande temor de que boa parte desses prefeitos, de olho nas verbas do governo estadual, venha em pouco tempo a se tornar petista.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

Sou brasileiro de estatura mediana e não gosto de certos elementos que infelicitam o Brasil e os brasileiros. Vc. está com raiva mas sem razão, seo Zé da Silva. Eu sou zen...

José Rodrigues da Silva

Taí, dois nojentos juntos, ACM e raimundinho! Um bahiano, o outro não sei de que porra de lugar é não.

Raimundo Eleno dos Santos

O que aterroriza ACM é perder o poder. A sua arrogância vai matá-lo.



11/11


2006

Vans desrespeitam ordem judicial e circulam em Brasília

 O Correio Braziliense deste sábado mostra a força da máfia das vans no Distrito Federal. Com o título: "Fora da Lei. E na Marra", o jornal informa que há 838 vans que circulam pelos condomínios que cincundam Brasília, mas apenas 350 têm permissão da Justiça para trabalhar. No início da manhã de ontem, fiscais do DFTrans, instituição responsável pela administração do transporte público nas ruas da cidade, se posicionaram em pontos estratégicos para autuar as vans irregulares. Quando os veículos começaram a ser abordados, e os passageiros obrigados a descer, veio a reação dos donos. Primeiro cercando postos onde estavam os fiscais. Depois cerca de 600 vans e mais de mil permissionários, motoristas e cobradores se concentraram na sede do DFTrans, no Setor de Garagens (foto). Diante do impasse, o governo decidiu liberar todas as 838 vans. Elas vão continuar rodando pelo menos até segunda-feira.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/11


2006

Terror na linha 499 no Rio de Janeiro

 O Jornal do Brasil destacou neste sábado o medo e a angústia que viveram ontem 37 pessoas, durante as 10 horas em que ficaram sob o poder do seqüestrador do ônibus 499, André Ribeiro. No fim ele se rendeu, depois que policiais do Batalhão de Operações Especiais entraram no veículo que estava parado na Rodovia Presidente Dutra, na região de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. A ex-mulher de Ribeiro, Cristina, o cobrador e outros três homens que ainda eram mantidos reféns desde a manhã também foram libertados. No total, 37 pessoas foram rendidas pelo camelô, que estaria transtornado por não se conformar com o fim de seu casamento, ocorrido há três meses. Ele estava armado com um revólver e ameaçava matar Cristina. Familiares e até um pastor da Igreja Evangélica participaram das negociações.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/11


2006

Uma crônica para dona Leda

"Conheço poucas pessoas que trazem consigo o traço marcante da bondade extrema, cujo fim último é o de “fazer o bem, não escolhendo a quem”. Uma delas é a senhora Maria Leda Dourado Pessoa de Mello, pioneira no empreendedorismo social em Pernambuco, sobretudo por sua presença em Aliança, Timbaúba e Nazaré da Mata, municípios da Mata Norte", escreve o poeta e assessor parlamentar Severino Luiz de Araújo, em artigo que acabo de postar em Opinião. Boa leitura!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/11


2006

Lucro da Petrobrás cresce 33% em nove meses

 "O lucro da Petrobrás nos primeiros nove meses do ano foi de R$ 20,7 bilhões, valor recorde e 33% maior que o registrado no mesmo período de 2005. O resultado reflete o aumento da produção nacional e as altas cotações internacionais do petróleo, segundo o diretor-financeiro da estatal, Almir Barbassa. O volume de investimentos também foi recorde, alcançando R$ 22,6 bilhões. O lucro do terceiro trimestre, de R$ 7,085 bilhões, ficou abaixo das expectativas de mercado". Principal manchete do jornal O Estado de S.Paulo deste sábado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/11


2006

Asfalto eleitoreiro de Lula já cedeu em 66,2% das estradas

 Parece até que o jornal O Globo deste sábado combinou com a Folha de S.Paulo, uma resposta para o levantamento feito pelo matutino paulista, sobre o interesse novamente das empreiteiras em eleger políticos. O jornal carioca mostra que 66,2% das rodovias federais que passaram pela ''Operação Tapa Buracos'', que foi anunciada no final do ano passado pelo Governo Lula, e classificada de eleitoreira pela oposição, já estão novamente com problemas. Por causa das chuvas e do tráfego intenso nelas, cerca de R$ 400 milhões gastos com esses remendos, em alguns casos em contratações sem licitação, acabaram sendo jogados fora,


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

renata lima

Povo pensa um pouco, na TV deixa a novela um pouco assiste um pouco de noticias na net deixa o orkut,msn,etc e ler um pouco de noticias,duvido que o cara do pt tivesse ganho. Pobre Brasil.

renata lima

Qual a novidade desta nota, esse desgoverno pt só sabe desviar verba,dizem que o jovem tem acesso a muita informações nos tempos atuais, até seria verdade se ao invés de usar todo tempo na net para orkut,msn e etc. acessa-se por 2 minutos um site de noticias,duvido que o cara do pt tivesse ganho.



11/11


2006

Empreiteiras foram as maiores doadoras de campanha

O jornal Folha de S.Paulo destaca neste sábado, que as empreiteiras "foram as maiores doadoras dos candidatos eleitos ao Congresso Nacional, entre as empresas cujo ramo pode ser identificado nas prestações de contas entregues à Justiça Eleitoral. No total, 254 deputados e 15 senadores disseram ter recebido, juntos, ao menos R$ 24,1 milhões do setor," em diversos Estados.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/11


2006

Bastidores da política e do poder

O prefeito de Petrolina, Fernando Bezerra Coelho (PSB), aquele que adora trocar de partido como se tivesse mudando de camisa, está fazendo o maior lobby para virar ministro do Governo Lula. Coitadinho! Falta-lhe cacife e estatura para o cargo. É bom avisá-lo que pode, desde já,  tirar o cavalinho da chuva, pois o nome do PSB, se o partido vir a ter mais uma pasta, é o de Ciro Gomes.

 

E pela força que tem, hoje, junto a Lula, Ciro pode escolher o Ministério que quiser, diferente de Bezerra, que depende de um QI ( quem indica ) de costas quentes – no caso o governador eleito Eduardo Campos. Mesmo se viesse a ser indicado por Eduardo, Bezerra pegaria uma pasta periférica, ao contrário de Ciro, que tende a virar ministro da Saúde.

 

O problema do prefeito é que ele tem uma empáfia do tamanho do mundo. É daqueles que não sabem se recolher a sua insignificância. Adora plantar notas em jornais dizendo que virou a bola da vez entre os ministeriáveis. Tudo lorota! Na realidade, vai ter que se contentar com a indicação de um aliado para um cargo de segundo escalão no Governo Eduardo, porque o filho, deputado federal eleito Fernando Bezerra Filho, também não tem a menor condição de virar secretário.

 

Ninguém é de ferro – Depois de cumprir agenda administrativa no Rio, fazendo contatos na Petrobras e no BNDES, o governador eleito Eduardo Campos (PSB) relaxou no dia de ontem. Deu uma mergulhada nas águas frias de Ipanema, ao lado da mulher Renata, matou a saudade do chope carioca – indiscutivelmente o melhor do País – e curtiu uma peça de teatro. Ainda, diga-se de passagem, caiu na noite. Certíssimo! Deixa o homem relaxar!

 

O elefanteEnquanto esteve no Rio, entre quarta-feira e ontem – hoje ele embarca para Brasília, de onde  segue amanhã para a Venezuela – o governador eleito teve que suportar um grande elefante: o atual líder do partido na Câmara, Alexandre Cardoso (RJ), que quer se manter na liderança. Foi difícil se livrar do tremendo estraga-prazer.

 

Caiu na galhofa – Ninguém levou a sério o balão de ensaio do vereador Fernando Gordinho, do PFL de Jaboatão, quanto à candidatura de Joaquim Francisco a prefeito daquele município, em 2008. Até porque, ali, o ex-governador teve apenas 4.576 votos. “Eu tenho impressão que para Joaquim o caminho mais fácil seria a Prefeitura de Macaparana”, ironizou um outro vereador jaboatonense. Que maldade, hein?

 

Maracutaia em Sairé – O promotor Flávio Henrique abriu investigação para apurar denúncias de que o prefeito de Sairé desviou recursos do Fundef – o Fundo de Desenvolvimento da Educação. Já foi constatado, por exemplo, que a Prefeitura pagou a professores que não deram uma só hora de aula. Se o MP investigar pra valer, essa deve ser uma prática comum em vários municípios.

 

Sem temorO deputado petista Sérgio Leite (PT) já colocou na rua o bloco de 2008. Diz que é candidatíssimo, novamente, a prefeito de Paulista e não teme enfrentar a prefeita de Olinda, Luciana dos Santos, que estaria transferindo o seu domicílio eleitoral para lá. “Estou pronto para a batalha”, estufa o peito.

 

 

 

Briga antecipada – A prefeita de Olinda, Luciana Santos, e o prefeito de Paulista, Yves Ribeiro, não se entendem em relação ao terreno que será doado na divisa entre os dois municípios para a construção do primeiro hospital metropolitano prometido pelo governador eleito Eduardo Campos. Sabido, Yves ofereceu um terreno que não é lá essas beldades todas, mas tem um detalhe que interessa a ele: fica na divisa entre Paulista e Igarassu, o que seria, na prática, uma puxada no tapete da prefeita comunista.

 

Festa alternativaA belíssima Triunfo, no alto sertão do Pajeú, não vive apenas do Festival de Inverno e do seu gostoso friozinho.  O prefeito José Hermano de Lima, o Maninho, já viabilizou o Natal Triunfo, cheio de luzes ao longo do açude público no centro, principal cartão postal da cidade, que se transformará num outro grande evento turístico. Tanto que os hotéis já estão começando a receber muitos pedidos de reservas.

 

Vapt-Vupt

 

*Em média, cada deputado federal eleito declarou gastos da ordem de R$ 780 mil ao Tribunal Superior Eleitoral. Uma grande mentira. Em Pernambuco, novatos chegaram a torrar em torno de R$ 3 milhões. Ou mais, dizem fontes bem informadas.

 

* O que se diz em Brasília é que se o deputado federal Armando Monteiro Neto (PTB), presidente da CNI, vier a ser ministro do Governo Lula, entrará na chamada cota dos nomes notáveis, ou seja, acima do seu PTB.

 

* A frase do dia: “Lula quer começar as obras da refinaria em janeiro do ano que vem”. ( Deputado José Múcio Monteiro, líder do PTB na Câmara, em entrevista, ontem, no meu programa, na Rádio Melodia ).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Mariana

Por isso a classe política anda tão sem crédito e o jovens pensam se vale a pena entrar na vida pública, um oportunista como esse Fernando, chega onde quer... as pessoas votam nele e com uso da máquina elege filho,neto,papagaio... É uma vergonha esse país.

cidadão pernambucano

Que Fernando muda muito de partido todos sabemos. mas justiça se faça, éle é um político compentente e teve um papel importantíssimo na capmanha de Eduardo. Mas magno, por que tanta ofensa a Fernando? Chamá-lo de "insignificante"; "coitadinho"... Coisa feia Magno!

renata lima

Povo pensa um pouco, na TV deixa a novela um pouco assiste um pouco de noticias na net deixa o orkut,msn,etc e ler um pouco de noticias,duvido que o cara do pt tivesse ganho. Pobre Brasil.

renata lima

A desculpa para a NÃO vinda da refinaria pra PE já está sendo articulada pelo cara do pt e chavez, pois duvido que saia,a desculpa é a seguinte: a empresa da Venezuela neste momento não pode investir mas daqui a 2 anos próximo das eleições para prefeito iremos começar as obras. Pobre Brasil e PE.

Rápido, treloso e perigoso: adora roer os cofres públicos.