ArcoVerde

08/11


2018

Temer tem interesse em embaixada, após mandato

No MDB, partido de Michel Temer, corre a informação de que o presidente teria interesse em ficar em alguma embaixada do Brasil, após deixar o Palácio do Planalto em 2019.

A embaixada desejada do emedebista seria a da Itália. Interlocutores de Michel Temer confirmaram ao blog a informação. No entanto, alguns integrantes do próprio partido dizem achar difícil a próxima legislatura do Senado aprovar o nome do presidente, já que ele é submetido a uma sabatina. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Fernandes

Luciano Hang, o Dono da Havan Que Gastou 12 Milhões nas Fake News de Bolsonaro no WhatsApp, Deve R$ 168 Milhões ao INSS!!!

marcos

UiUiUi, Na busca e apreensão realizada na Cobertura de Lula em São Bernardo, policiais federais encontraram notas fiscais de compras da obra do Sítio de Atibaia. Inclusive a nota fiscal da porta principal em nome do Engenheiro Frederico da odebrecht. Olha as PROVAS aparecendo!

Fernandes

QUERO VER SE O CAPITÃO JAIR FODÃO VAI TER CORAGEM DE VETAR O AUMENTO DE SALÁRIO DOS DOS JUÍZES COMO A PRESIDENTA DILMA FEZ

Fernandes

Já revirei o livro do Código Penal de cabo a rabo e não achei o artigo que diz que pedido de desculpas como fez Onix Lorenzetti anula crime Morotocracia

Fernandes

Apostando na imbecilização do brasileiro Bolsonaro, será internado dia 12, por lá fica, assume Mourão e o golpe militar estará dado


Asfaltos

Confira os últimos posts



02/10


2006

Lula discute erros da campanha com ministros

 O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está reunido desde às 9h30 com os ministros que compõem a coordenação política do governo. A reunião faz uma análise do quadro político pós-primeiro turno. O objetivo é evitar que o baque de ter levado a eleição para o próximo turno cause um reflexo negativo na campanha que acabe por beneficiar o adversário tucano Geraldo Alckmin.

Estão presentes na reunião os ministros Márcio Thomaz Bastos (Justiça), Tarso Genro (Relações Institucionais), Dilma Rousseff (Casa Civil), Luiz Dulci (Secretaria-Geral) e Guido Mantega (Fazenda), além de outros assessores. O vice-presidente José Alencar também estava previsto para participar do encontro.
 
Lula atribuiu ontem a erros do PT ao longo da campanha o fato de não vencer em primeiro turno. Até uma semana antes da eleição, ele aparecia em todas as pesquisas eleitorais como vitorioso no primeiro turno.

Entre os erros a que se referiu estava a revelação de que o dossiê tucano que tentava ligar candidatos do PSDB com a máfia dos sanguessugas, de venda superfaturada de ambulâncias, havia tido a participação direta de pessoas lugadas ao PT e próximas ao presidente. As informações são do portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Raimundo Eleno dos Santos

O maior erro foi o de PTistas gananciosos que aceitaram a isca do PSDB/PFL, foram na onda, e foram pegos com a boca na botija. Os espertos do PSDB/PFL aceitaram a proposta de "ferrar" o Serra para atingir Lula. Atiraram no que viram e acertaram no que queriam ver ( a derrota de Lula) no 1 turno.

irania Olivia Benicio

Estará sóbrio para tanto?



02/10


2006

RN: Alves deixa o PPS e apoia Garibaldi

A disputa no segundo turno pelo Governo do Rio Grande do Norte já começa em grande ritmo. O prefeito de Parnamirim, Agnelo Alves, que estava filiado ao PSB, anunciou a saída da legenda, que é presidida no Estado pela governadora Wilma de Faria. Agnelo Alves não somente deixa o PSB como já confirmou que estará nas ruas pedindo voto para o senador Garibaldi Filho (PMDB), que tenta chegar ao Governo potiguar, enfrentando Wilma. O prefeito de Parnamirim disse que não iria se filiar mais a nenhum partido e que exerceria apenas o jornalismo.

 

Com o anúncio de Agnelo, pai e filho estão em campos opostos, já que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PSB), filho de Agnelo, defende a reeleição de Wilma de Faria. As informações são da Agência Nordeste.



Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/10


2006

Enquete: leitores do blog acertaram no segundo turno

Os leitores do blog acertaram em cheio quanto às previsões de segundo turno na eleição presidencial. A maioria - 59% - apostou que Alckmin levaria a decisão para a etapa posterior. Hoje, começamos uma nova enquete sobre a eleição presidencial. Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para presidente? Vote! Participe!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/10


2006

A omissão dos correligionários de Alckmin

Ao desembarcar no segundo turno, o beato Geraldo Alckmin e o simplório senador José Jorge deveriam rezar uma  novena e pagar uma promessa à coligação angelical de São Judas Tadeu e Santa Rita de Cássia, padroeiro e padroeira das causas impossiveis, dos aflitos e desesperados que buscam regúfio nos momentos de dor.

Se um poste fosse o candidato anti-Lula poderia alcançar até 30 % de votos, mas mesmo assim o beato Alckmin obteve apenas uma votação medíocre de 26 % contra 64 % do Chapeuzinho Vermelho. Assim, o beato Geraldo foi derrotado pela omissão dos próprios correligionários no Nordeste'', escreve o jornalista Jose Adalberto Ribeiro em seu artigo para este Blog, postado no menu Opinião.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

irania Olivia Benicio

Ô Raimundo analfabeto não é "rotura" e sim ruptura!

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Os tucanos estão doidos para meter a mão no patrimônio nacional e alienar empresas estatais importantes para o desenvolvimento e soberania do Brasil (BB, Petrobrás, Chesf, CEF...) Pior ainda será para o Nordeste, que ficará a ver navios por mais quarenta anos talvez.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Não me preocupo com a derrota do Lula, afinal ele estaria pagando por seus erros e desacertos. O que me incomoda é trocar seis por meia dúzia. E o pior, que o Brasil volte a ser aquela zona em que o FHC deixou. Serão mais quatro anos de privataria, desastre econômico e nada de ética. Faze o que?

José Rodrigues da Silva

Raimundinho querido (a), como tu entendes de testículos, bem. Quanto a idade estás enganado (a) sou jovem e formoso! Pena que não possa ter mostrar pelo blog os meus "documentos", certamente irias apreciar muitíssimo!!!

Nathália Hozzi

A começar por Jarbas, Mendonça MEIO BI, passando por Caruaru, que até chapinha com o número de Lula o prefeito de lá distribuiu... é um bando de gente froucha, que não se aguenta sobre as próprias pernas...



02/10


2006

SE: Promotores pedem cassação de candidato reeleito

 O deputado estadual e vice-líder do Governo na Assembléia Legislativa de Sergipe, Augusto Bezerra (PFL), reeleito ontem com 30.267 votos, pode não reassumir o cargo. É que o Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma representação na Justiça Eleitoral contra o candidato, por compra de votos. A ação é de autoria dos procuradores da República Paulo Fontes e Eunice Dantas.

No dia 18 de setembro, o MPF recebeu, por telefone, uma denúncia de que o candidato à reeleição compareceu na invasão localizada em área de manguezal no bairro Porto Dantas, em Aracaju, próximo à ponte que dá acesso ao conjunto Marcos Freire 2, em Nossa Senhora do Socorro. Lá, ele incentivou os moradores do local a reconstruir os barracos, garantindo que adotaria as providências para mantê-los no local, caso algum órgão público retornasse para retirá-los.

Eunice Dantas e o procurador regional eleitoral Eduardo Botão Pelella foram na invasão no dia 22, onde ouviram alguns moradores, que confirmaram o oferecimento de benesses pelo candidato, assim como a promessa de doação de materiais de construção.

Além dessa denúncia, ontem, no dia da eleição, chegou à Procuradoria da República a notícia de nova compra de votos por parte de Augusto Bezerra. Dessa vez, eleitores do bairro Santos Dumont, também na Capital, afirmaram que o candidato estava oferecendo dinheiro em espécie e matrícula, de forma gratuita, no colégio Unificado, do qual é proprietário. Os denunciantes foram ouvidos na sede da Procuradoria. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/10


2006

Maluf decide apoio em alguns dias

 O deputado federal eleito Paulo Maluf (PP) disse que seu partido vai decidir sobre apoio no segundo turno daqui a alguns dias. ''Havendo segundo turno, a gente não vai ficar em cima do muro. Vamos ficar de um lado só'', afirmou.

Depois de ter passado cerca de 40 dias preso em 2005, acusado de crimes contra o sistema financeiro, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Paulo Maluf (PP) foi eleito com a maior votação no país, de mais de 739 mil votos, equivalentes a 3,63% do total de votos válidos de São Paulo. As informações são do portal G1.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Severino Isidoro Fernandes Guedes

O problema é que o paulista, em geral, não gosta de nordestino e muito menos de nordestino pobre ou de origem pobre.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Os paulistas nunca assimilaram um presidente de origem operária e nordestina. Eleger Maluf é a prova cabal da despolitização e preconceito dos paulistas contra os nordestinos.

Severino Isidoro Fernandes Guedes

Esse mesmo eleitorado paulista que negou o apoio a Lula alegando que o presidente é antiético elegeu o senhor Paulo Maluf (ou seria Ladruf?). Dá pra entender? O problema não é uma questão de ética é que o paulista nato odeia nordestino e mais ainda nordestino.

Nathália Hozzi

É inacreditável como os paulistas tiveram a coragem de eleger esse (dito) "cidadão". É gostar de ser roubado!! E depois ainda estufam o peito pra dizer que nordestino é que é burro...

José Rodrigues da Silva

Prudencio, ô Prudencio, responde Prudencio, cadê tu homem que não escreves mais?



02/10


2006

P-SOL não apoiará ninguém, diz Heloísa

 A senadora Heloísa Helena (PSol-AL) só falou com a imprensa pouco antes do resultado parcial, divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral, apontando que iria haver o 2º turno das eleições presidenciais. Heloísa se dirigiu aos jornalistas na madrugada desta segunda-feira, na cidade de Palmeira dos Índios, onde está hospedada na casa de familiares, para frisar que o PSol não apoiará nenhum dos dois candidatos que estarão disputando a cadeira do Palácio do Planalto. Mesmo não tornando oficial o apoio a nenhum dos candidatos, Heloísa deixou os militantes do partido à vontade para escolher quem eles acharem melhor. “O PSol não vai apoiar nenhum dos dois candidatos à Presidência, porque seria rasgar os 12 anos de confronto político que possuímos”, afirmou.

 

Heloísa frisou que os militantes do PSol estão livres para votar em quem achar melhor. “Mas os nossos eleitores são homens livres para votar em quem quiser”, ponderou. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Eduardo Peres Ramos da Silva

Heloísa Helena vai ter que voltar pros hospitais ou para um Posto de Saúde da Família de Palmeira dos Índios. E lá, ela vai falar baixinho, vai chamar médico de Doutor e vai ter tempo de refletir pelo seu comportamento anti-ético e desrespeitoso. Adeus, Barraqueira!!!

milton tenorio pinto junior

Se o Senador Luiz Estevão fosse o candidato,aí sim ela apoiaria.Se omitir é no minimo vergonhoso!

caique silveira

Ao menos coerente

Raimundo Eleno dos Santos

Helô-Ternura se omitindo nesta hora que o Brasil precisa é de um insensatez de fazer dó. Ela tem que se manifestar. É necessário. Os seus eleitores estão precisando disso. É outra eleição. E ela não é dona da verdade. Ninguém é dono de verdade alguma. Só sabemos que existimos. A verdade é Cristo.


bm4 Marketing 4

02/10


2006

Segundo turno em dez estados

Em dez estados do Brasil haverá segundo turno, já que nenhum candidato conseguiu 50% dos votos mais um. A informação é do Tribunal Superior Eleitoral.

A região Sul teve o maior equilíbrio, já que os três estados (Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina) contarão com segundo turno. Já na região Sudeste, apenas o Rio de Janeiro não definiu o governo no primeiro turno.

No Nordeste, quatro estados terão segundo turno, inclusive Pernambuco. Outros cinco estados conseguiram eleger governadores já no primeiro turno.

Veja quais os estados que registrarão segunbdo turno:

Goiás: Alcides Rodrigues (PP) e Maguito Vilela (PMDB)
Maranhão: Roseana Sarney (PFL) e Jackson Lago (PDT)
Pará: Almir Gabriel (PSDB) e Ana Júlia Carepa (PT)
Paraíba: Cássio Cunha Lima (PSDB) e José Maranhão (PMDB)
Paraná: Roberto Requião (PMDB) e Osmar Dias (PDT)
Pernambuco: Mendonça Filho (PFL) e Eduardo Campos (PSB)
Santa Catarina: Luiz Henrique (PMDB) e Esperidião Amin (PP)
Rio de Janeiro: Sérgio Cabral (PMDB) e Denise Frossard (PPS)
Rio Grande do Sul: Yeda Crusius (PSDB) e Olívio Dutra (PT)
Rio Grande do Norte: Wilma Faria (PSB) e Garibaldi (PMDB) As informações são do Pe360 graus.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/10


2006

BA: Wagner não deve ter maioria

Ainda é indefinida a situação que o novo governador eleito da Bahia, Jaques Wagner (PT), encontrará na Assembléia Legislativa. O mais provável é que ele não conte com maioria naquela Casa Legislativa, tendo que negociar com a oposição e o grupo de parlamentares independentes. Até o início da madrugada de hoje e com mais de 99% das urnas totalizadas, o petista só havia conseguido eleger 22 aliados, número suficiente apenas para garantir a realização de sessões plenárias, que é de 21. Para votar qualquer matéria, o governador precisa contar com 32 votos em plenário. Para votar emenda à Constituição do Estado, no entanto, ele precisa de 38 votos.

 

A base aliada de Jaques Wagner deverá ser composta por PT, PCdoB, PTB, PMDB, PSB, PMN e parte do PDT – a pedetista Maria Luiza Carneiro, mulher do prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro, poderá ser a única aliada da legenda ao petista. O futuro governador também encontrará uma Assembléia pouco renovada no campo da oposição, e terá que enfrentar deputados que atuam sob a liderança do atual governador Paulo Souto (PFL) e do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL). As informações são da Agência Nordeste.

 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/10


2006

MA: Roseana e Lago no 2º turno

 O amplo favoritismo da senadora Roseana Sarney (PFL-MA) indicado pelas pesquisas não se confirmou nas urnas e a candidata ao Governo do Estado pelo PFL vai disputar o segundo turno com o pedetista Jackson Lago, no próximo dia 29 de outubro.

A pefelista teve 47,21% dos votos e Jackson Lago ficou com 34,36%. Roseana manteve a liderança na disputa desde o início, conforme apontavam as pesquisas de opinião. Mas a pesquisa Ibope divulgada na véspera da eleição mostrou que poderia haver segundo turno na eleição para governador no Maranhão. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Claro ficou que o "candidato" nestas eleições que mais foi prejudicado foi chama-se Dr. Pesquisa", bastante desmoralizado, talvez sobreviva, pois vivemos no país do Luiz presidente. Ô cambada de estúpidos e "meios-analfabetos"!!!



02/10


2006

Armando ouve aliados para decidir apoio a Eduardo

Deputado federal mais votado em Pernambuco, o presidente da CNI, Armando Monteiro Neto(PTB) deve reunir as principais lideranças do partido no Estado para colocar em discussão o apoio à candidatura de Eduardo Campos (PSB), que disputará com Mendonça Filho(PFL) o segundo turno para governador.

No primeiro turo, Armando apoiou o petista Humberto Costa, que já anunciou apoio a Eduardo. O candidato socialista começa a maratona da campanha de segundo turno com uma entrevista na rádio Jornal do Commercio, às 11 horas. E deve dedicar o resto do dia para fazer articulações no sentido de agregar todos os partidos de esquerda em torno da sua candidatura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

Onde anda o Rei da lombada eletrônica?com aquela impafia toda ,Dilson Peixoto ganhou o que queria,uma resposta dura do eleitor que não tolera mais falta de humildade,Essa foi para voçê aprender,REI DA LOMBADA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

José Rodrigues da Silva

João Paulo mostrou a Dilson Peixoto que política se pratica com votos. Dilson se imaginou fortíssimo candidato a ser Prefeito, quando mais deveria se preocupar em "crescer" como cidadão!



02/10


2006

Collor dará apoio a Lula

 O ex-presidente Fernando Collor voltou à política e se elegeu senador pelo PRTB em Alagoas. Ele derrotou o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT) e assumirá, a partir de 2007, a cadeira que até agora pertence à senadora Heloísa Helena (PSOL). Em entrevista à rádio Jovem Pan, o senador disse que o apoio a Lula é ''a prova cabal de que não guardo nenhuma mágoa nem ressentimento''. ''O governo Lula tem demonstrado mais acertos do que erros'', conclui. Para ele, o petista tem uma grande qualidade: ''ele conhece a alma do povo brasileiro''. Por isso, segundo Collor, Lula merece a oportunidade de um segundo mandato para complementar seus projetos e corrigir o que fez de errado.

Na entrevista, na manhã desta segunda-feira, o senador afirmou que se candidatou para ter a oportunidade de oferecer à nação brasileira a versão do fato que culminou no seu afastamento da Presidência da República. Collor de Mello ressaltou que, na época, não teve direito de defesa e nem os prazos da legislação foram respeitados. ''Essa é a oportunidade para que eu possa dar essa versão à nação brasileira. Uma delas diz respeito às personalidades que participaram do processo'', afirmou. As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

paulo

Collor e Lulla, a dupla dinamica.

Fabio Henrique Cavalcanti Pedrosa

Vejam a qualidade da maioria dos eleitores alagoanos. Sem comentários.

José Rodrigues da Silva

Esse é mais um deboche deste tão "acretinado" país Brasil. Vergonha tivesse o Collor, haveria de se manter neutro, pois foram seus algozes o Luiz e também FHC (via Alckmin).



02/10


2006

Cadoca mobiliza militância para o segundo turno

Cotado para ser um dos coordenadores informais da campanha de Mendonça Filho para o Governo do Estado no segundo turno, o deputado Carlos Eduardo Cadoca, um dos mais votados da coligação União por Pernambuco, disse há pouco ao blog que não desmobilizou a sua estrutura, e vai colocá-la inteiramente à disposição das candidaturas Mendonça Filho e Geraldo Alckmin. E tanto é assim que convocou para amanhã, em seu comitê, toda a sua militância, a fim de estabelecer a estratégia de campanha necessária para reverter em votos em favor de Mendonça e Alckmin.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

milton tenorio pinto junior

O perigo em Cadoca ajudar é aperecer outra Maria do Socorro!

Fabio Henrique Cavalcanti Pedrosa

Não adianta. Mendoça irá levar uma pisa nas urnas.



02/10


2006

Maior bancada da Câmara é do PMDB

O PMDB se tornou a maior bancada da Câmara dos Deputados nessa eleição e terá o direito de pleitear a presidência da Casa. Com 89 parlamentares eleitos, o partido superou o PT, que ficou com 83 deputados. O resultado das urnas mostra que, em um eventual segundo mandato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai precisar ainda mais do apoio do fragmentado PMDB, que dificilmente vota unido. Além dos votos necessários para avançar nas matérias de interesse do governo, a importância do partido cresce porque é nas mãos do presidente da Câmara que fica a decisão de acatar e dar prosseguimento ou não a pedidos de impeachment do presidente da República.

Os partidos que apóiam o governo Lula (PT, PL, PP, PSB, PcdoB, PSC, PTB e PTC) somam 223 votos, encolhendo em relação à bancada atual, de 257 deputados. Sem o PMDB, o governo não alcança sequer a maioria simples dos deputados e muito menos tem número suficiente para aprovar emendas constitucionais - como a prorrogação da CPMF e da Desvinculação das Receitas da União (DRU) -, que exigem no mínimo 308 votos.

Incluindo o PMDB, a possível nova base governista, que vai funcionar no ano que vem, teria 312 parlamentares. Para ter mais sobra, o governo deve jogar para atrair partidos nanicos, que juntos somarão oito deputados. As informações são do Estadão.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

José Rodrigues da Silva

Sr. Magno, acho bastante prematuro se preocupar com bancadas do Luiz nessa quadra, aguarde o segundo turno findo para melhor visão do quadro parlamentar,visse?



02/10


2006

PE: Petistas sentem falta da militância nas ruas

Os petistas sentiram bastante a falta da militância política nas ruas. A nova lei do Superior Tribunal Eleitoral, que proíbe qualquer tipo de boca-de-urna, e a descrença dos eleitores diante dos escândalos que rondaram o mundo político esfriou bastante o clima nas ruas nas eleições deste ano. Diferente do que acontecia em eleições passadas, poucos foram os militantes vistos nos principais corredores da cidade, de acordo com a Folha de Pernambuco.

 “A falta da militância tirou um pouco da festa que normalmente é o dia de eleição. Em Casa Forte, por exemplo, havia pouquíssimas pessoas. Isso acaba nos prejudicando um pouco, porque o PT é conhecido pelo trabalho que os seus partidários fazem. E esse tipo de atuação acaba fazendo com que consigamos mais votos”, já avaliava o prefeito do Recife, João Paulo (PT), bem antes das urnas apontarem uma derrota petista.

 No entanto, o prefeito ressaltou também que por conta da nova legislação, o partido procurou fazer um trabalho diferenciado. “Tentamos fazer um trabalho bastante forte com a participação de nossa militância antes”. As informações são da Agência Nordeste.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Drácula

A vampirada se f...... hahahahahahaha......falta agora a quadrilha organizada dos precatórios...hahahahahaha....

José Rodrigues da Silva

A militância partidária é importante, mas, longe está de ser decisiva como fator de vitória eleitoral.