Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho

12/01


2018

Silvio debate Lei de Responsabilidade com Sinpol

O deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), apresentou, hoje, a minuta do Projeto de Lei de Responsabilidade da Segurança Pública à direção do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE), para que a categoria possa avaliar o projeto e apresentar sugestões.

Segundo o parlamentar, o projeto segue a mesma lógica da Lei de Responsabilidade Fiscal, que obriga os gestores públicos a prestar contas da situação financeira do Estado periodicamente. “Queremos que esse projeto seja um projeto de toda a sociedade e por isso estamos colhendo sugestões para aprimorá-lo. A ideia é que, independentemente de quem esteja no governo, o secretário de Defesa Social tenha o compromisso de apresentar anualmente um balanço dos principais indicadores de criminalidade, comparar metas e resultados e fazer uma prestação de contas da Política de Segurança Pública do Estado”, explicou.

O presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, parabenizou a iniciativa do deputado, sobretudo pelo momento que Pernambuco passa no campo da segurança pública. “O Governo tem dito que o crescimento da violência é um fenômeno nacional, mas os números do Estado são bem mais preocupantes. Estamos concluindo um dossiê sobre os principais problemas da segurança no Estado, e entre os principais estão exatamente a falta de transparência, diálogo e planejamento”, avaliou Cisneiros, que recebeu o líder da Oposição ao lado do vice-presidente do Sinpol, Rafael Cavalcanti, e do diretor Social da instituição, Mauro Falcão.

O projeto de Lei de Responsabilidade da Segurança já foi apresentado à direção da OAB e nas próximas semanas deverá ser debatido também com a Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (ADEPPE), Tribunal de Justiça de Pernambuco, Ministério Público do Estado, além do próprio Governo. “É importante que possamos construir esse fórum permanente de debates sobre a segurança e que essas discussões possam envolver toda a sociedade, os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, entidades da sociedade civil, as universidades e os movimentos sociais”, defendeu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Bolsonaro em 2015: A Dilma é culpada pela compra de Pasadena.Tá na Folha! Bolsonaro em 2016: cometeu pedalada, sim Tu acha um jornal do porte da Folha de S. Paulo ia falar algo se não fosse verdade? Bolsonaro em 2017: Lula tem que ser condenado depois de tudo isso que a Folha publicou! Bolsonaro em 2018: A Folha é mentirosa! Não acreditem em nada que ela fala! Esse jornal comunista quer destruir minha reputação. Cabra safado! .ririririiriririririririririririririririirriririririririri

Comicozinho

Para onde caminhará a manada agora que a candidatura Bolsonaro se desfez como castelo de areia ?

marcos

Silvinho o Fantasminha Camarada. Faz um show fantasma para o Sinpol Gasparzinho..


Ipojuca

Confira os últimos posts



19/09


2018

Fala demais: general tutelado pela campanha

Incomodada, campanha de Bolsonaro resolve tutelar general Mourão

Vice vinha assumindo protagonismo desde o atentado; reunião visou unificar discurso do grupo

Igor Gielow e Guilherme Seto –Folha de S.Paulo

Embalados pelo desempenho ascendente na disputa do primeiro turno, integrantes do núcleo duro da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) fizeram uma reunião para lavar roupa suja e tentar unificar o discurso. Uma das decisões foi a de tutelar o polêmico vice do presidenciável, o general da reserva Hamilton Mourão (PRTB).

Desde que o presidenciável foi esfaqueado, no dia 6, grupos rivais de seu entorno buscaram protagonismo, aumentando a já notória cacofonia da cadeia decisória do bolsonarismo.

Mourão sobressaiu-se nesse movimento, reivindicando participação em debates no lugar do candidato, só para depois retroceder.

Também cumpriu uma agenda recheada de entrevistas e palestras nos quais algumas de suas polêmicas posições foram evidenciadas, como a citação sobre a eventualidade de um autogolpe presidencial ou a noção de que lares tocados por mulheres pobres são "fábricas de desajustados". Com tudo isso, conforme a Folha adiantou, o incômodo obrigou ao realinhamento na campanha.

O general não estava presente, pois cumpria agenda em Botucatu (SP). Ficou na linha com um colega da patente na reserva, o influente Augusto Heleno. Ele, que vinha evitando se envolver em temas eleitorais, será a ponte do grupo com o vice. Ressaltando ser amigo do militar, o criticou.  "Qual é a experiência política do Mourão? Ele está engatinhando ainda. Ele fala e acha que não vai ter repercussão", disse.

O presidente do partido de Mourão, Levy Fidelix, estará totalmente alijado dos debates internos. As palavras com que membros do entorno de Bolsonaro se referem a ele são impublicáveis.

Com Bolsonaro fora de combate, a campanha havia perdido o ponto focal e moderador de conflitos. Assim, entre os presentes na reunião desta terça (18) em um flat nos Jardins (zona sul de São Paulo), estavam rivais de disputas anteriores. 

Gustavo Bebianno, o centralizador presidente interino do PSL e advogado de Bolsonaro, foi confrontado por Eduardo, deputado filho do presidenciável. As crises entre os dois sobre procedimentos da campanha e sobre o papel do vice-presidente da sigla, Julian Lemos, foi um dos pontos mais tensos da relação até aqui.

Estiveram presentes o economista Paulo Guedes; o general da reserva Augusto Heleno; o senador Magno Malta (PR-ES); o dono do PSL Luciano Bivar; Bebianno e Julian Lemos; o ex-presidente do PSL Antonio de Rueda; os filhos de Bolsonaro, Eduardo e Flávio; o deputado federal Major Olímpio (PSL-SP); o ruralista Nabhan Garcia; e o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS).

A expectativa agora é trazer a figura hospitalizada de Bolsonaro para o debate eleitoral. Os presentes concordam que ele é o único ativo eleitoral à disposição do grupo. "Somos uma equipe com um capitão. O restante é todo de soldados", disse Eduardo.

Vídeos como o do domingo passado, no qual ele apareceu bastante fragilizado e fez um discurso colocando a lisura das urnas eletrônicas em suspeição, deverão acontecer novamente, mas com melhor modulação.

Não passou despercebida a reação do presidente do Supremo, Dias Toffoli, que rebateu as insinuações de Bolsonaro. Tentando vender uma imagem de normalidade institucional, a última coisa que o entorno do candidato deseja é a promessa de um antagonismo de saída com o chefe do Judiciário.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Gravatá

18/09


2018

Judeus lançam manifesto contra Bolsonaro

Às vésperas de uma data importantíssima para o povo judeu, o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, um abaixo-assinado criado no site Change.org reúne, em pouco menos de dez horas, quase mil assinaturas de judeus contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, descrito no texto da petição como "representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira".

A mobilização online foi criada por Mauro Nadvorny, brasileiro que mora em Israel e membro do Juprog (Judeus Progressistas) e da J-Amlat (movimento em construção de judeus latinoamericanos de esquerda). O abaixo-assinado apela para que os judeus não se deixem "seduzir pela simpatia declarada do candidato para com uma Israel estereotipada. Trata-se de mero interesse eleitoreiro".

"Ao justificar a violência como método, hostilizar mulheres, negros, oposicionistas políticos e quem não concorda com 'sua' noção de normalidade sexual, Bolsonaro se coloca no mesmo patamar de doutrinas que tanto sofrimento causaram ao povo judeu e a todo o mundo, se desnudando como o fascista que realmente é. Como minoria, somos solidários a todos os grupos hostilizados por este candidato e nos unimos a eles no combate à intolerância e ao preconceito", diz outro trecho.

Outra mobilização do povo judeu contra o candidato foi criada no Facebook, em um grupo chamado "Judeus Contra Bolsonaro", que já reuniu cerca de cinco mil membros em apenas cinco dias.

Em abril do ano passado, Bolsonaro participou de um evento na Hebraica do Rio de Janeiro, onde fez um discurso de ódio, ofendendo negros e quilombolas, e por causa dele se tornou alvo de um processo de racismo que até há pouco corria no Supremo Tribunal Federal. Na semana passada, a Suprema Corte rejeitou a abertura de investigação sobre o caso. A maioria da comunidade judaica no Brasil, no entanto, é contra a candidatura do deputado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Prefeitura de Carpina

18/09


2018

Recado: não quero saber de indulto, manda dizer Lula

O deputado Wadih Damous (PT-RJ) visitou nesta terça-0feira (18) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula é mantido como preso político desde 7 de abril. 

Wadih trouxe um recado claro do ex-presidente: "Lula quer ver reconhecida a sua inocência e não quer saber de indulto". Segundo o deputado petista, Lula não quer confundir a intenção do indulto com reconhecimento de culpa. Lula quer que os tribunais superiores julguem seu processo e reconheçam sua inocência.

A imprensa alinhada ao golpe tem questionado Fernando Haddad, que substituiu Lula na candidatura do PT a presidente, sobre um eventual indulto a Lula, caso Haddad seja eleito. O petista tem reiterado que Lula não aceita indulto e que quer ter provada sua inocência na Justiça.

O advogado explicou, também, que Lula está muito contente com o resultado das últimas pesquisas que já mostram Haddad avançando e sabe que quanto mais o povo tem conhecimento de que Fernando Haddad é seu substituto nessa eleição, mais adesão ganha. 

"Lula pediu ainda muita garra, muita dedicação e muita combatividade ao povo brasileiro e à militância do PT para eleger Fernando Haddad", disse Wadih.  (BR 247)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Olinda Dia e Noite

18/09


2018

Alckmin recebe ultimato de aliados: tem de crescer

Após ultimato do centrão, Alckmin decide subir tom de ataques a adversários

Com reunião em SP, tucano retomará 'desconstrução de Bolsonaro' e ataques ao PT

Thais Bilenky – Folha de S.Paulo

Cobrado por aliados pela postura considerada morna, o candidato Geraldo Alckmin (PSDB) concordou nesta terça-feira (18) com a necessidade de partir para o ataque para garantir uma vaga no segundo turno.

Até então refratário a fazer colocações mais agressivas, o tucano foi convencido de que o voto conservador continuará na órbita de Jair Bolsonaro (PSL) caso ele não suba o tom.

Após a publicação da reportagem, a campanha afirmou que não houve cobrança e que a decisão foi tomada no domingo (16) e apresentada aos aliados, que consentiram.

O receituário é o mesmo que ele já evidenciou nos últimos dias. Alertará para o que chama de risco de radicalismo de direita, com o capitão reformado, e populismo de esquerda, com Fernando Haddad (PT). A forma é que, segundo aliados, mudará.

A previsão é que Alckmin não deixe que apenas propagandas eleitorais de sua coligação batam em Bolsonaro e no PT, mas ele próprio vá à televisão com a mensagem —que precisa ser exposta por ele de maneira mais clara e direta, na avaliação da campanha. 

O tucano se encontrou, em São Paulo, com seu marqueteiro, Lula Guimarães, e líderes dos partidos de sua coligação, na segunda reunião dessa envergadura desde o início oficial da campanha. 

Estavam presentes representantes dos partidos da coligação como Valdemar Costa Neto, que manda no PR, Marcos Pereira, presidente do PRB, ACM Neto, presidente do DEM, Guilherme Mussi e Aguinaldo Ribeiro, do PP, e Roberto Freire, do PPS.

Solidariedade, PSD e PTB mandaram emissários de segundo escalão.

Nas palavras de ACM Neto, coordenador político da campanha, na saída da reunião, os dois eventos que travavam o debate político foram superados.

“O futuro do Brasil não pode ficar entre uma facada e uma prisão”, afirmou em referência ao ataque a Bolsonaro e à tentativa do ex-presidente Lula de se candidatar, embora cumprindo pena.

É a senha para a decisão de retomar a desconstrução da candidatura do PSL, que foi amenizada depois do ataque em Juiz de Fora (MG).


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/09


2018

Alckmin prega voto útil sem mostrar sua utilidade

Josias de Souza

A poucos dias da eleição, são fortes os indícios de que o PSDB não estará no segundo turno. Situação melancólica para um partido que teve 51 milhões de votos com Aécio na eleição de 2014 e parecia fadado a retornar ao Planalto nesta sucessão de 2018. Qual é a explicação para o desempenho pífio de Alckmin?, perguntam os tucanos a si mesmos.

Com o país rachado ao meio, o tucanato fracassou em tarefas que pareciam simples. Perdeu sua metade do eleitorado ao trocar a moralidade de uma ação no TSE contra a chapa Dilma-Temer por cargos num governo amoral. Deixou escapar os eleitores desiludidos de Dilma quando fingiu não notar a ferrugem que oxidou a logomarca PSDB. O rol de encrencados emplumados não para de crescer: Aécio, Serra, Richa, Azambuja… o próprio Alckmin.

No momento, Alckmin ataca os extremos no horário eleitoral. ''De um lado a turma de vermelhos que quer o fim da Lava-Jato”, diz a propaganda tucana. “De outro lado, a turma do preconceito, que acha que pode resolver tudo na bala”. Nas últimas sete eleições, os tucanos foram a alternativa para o eleitor antipetista. Excluído da polarização, Alckmin emite os primeiros sinais de desespero. Ele prega o voto útil sem conseguir demonstrar ao eleitorado a utilidade de sua própria candidatura.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

18/09


2018

Ibope indica segundo turno entre Bolsonaro e Haddad

Do G1

O Ibope divulgou, hoje, o resultado da mais recente pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo e hoje.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os resultados foram os seguintes:

  • Jair Bolsonaro (PSL): 28%
  • Fernando Haddad (PT): 19%
  • Ciro Gomes (PDT): 11%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
  • Marina Silva (Rede): 6%
  • Alvaro Dias (Podemos): 2%
  • João Amoêdo (Novo): 2%
  • Henrique Meirelles (MDB): 2%
  • Cabo Daciolo (Patriota): 1%
  • Vera Lúcia (PSTU): 0%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 0%
  • João Goulart Filho (PPL): 0%
  • Eymael (DC): 0%
  • Branco/nulos: 14%
  • Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado na terça-feira (11):

  • Jair Bolsonaro oscilou positivamente dois pontos, indo de 26% para 28%;
  • Haddad cresceu 11 pontos percentuais, passando de 8% para 19%;
  • Ciro manteve os mesmos 11%;
  • Alckmin oscilou negativamente, indo de 9% para 7%;
  • Marina foi de 9% para 6%;
  • Os indecisos se mantiveram em 7% e os brancos ou nulos caíram de 19% para 14%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: "Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?".

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

  • Bolsonaro: 42%
  • Haddad: 29%
  • Marina: 26%
  • Alckmin: 20%
  • Ciro: 19%
  • Meirelles: 12%
  • Cabo Daciolo: 11%
  • Eymael: 11%
  • Boulos: 10%
  • Alvaro Dias: 10%
  • Vera: 9%
  • Amoêdo: 9%
  • João Goulart Filho: 8%
  • Poderia votar em todos: 2%
  • Não sabe/não respondeu: 9%

Sobre a pesquisa

  • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
  • Entrevistados: 2.506 eleitores em 177 municípios
  • Quando a pesquisa foi feita: 16 e 18 de setembro
  • Registro no TSE: BR-09678/2018
  • Nível de confiança: 95%
  • Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo"


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carrapicho

Haddad presidente 13.

gilson

Eita que alguns deverao reservar estoque de tarjas pretas, vao necessitar muito.

marcos

Jair Bolsonaro presidente 17. Jair Bolsonaro presidente 17. Jair Bolsonaro presidente 17

marcos

Ibope. Kit gay e Ciro vão passar o mito. kkkkkl chora mortadela Jair Bolsonaro é 17

gilson

Um candidato com 42 % de rejeiçao nao decola.


bm4 Marketing 6

18/09


2018

Ex-prefeitos de Itapissuma declaram apoio a Silvio Costa

O deputado federal e candidato ao Senado pela coligação Pernambuco Que Você Quer, Silvio Costa (Avante), recebeu, hoje, o anuncio de apoio dos ex-prefeitos de Itapissuma, no Grande Recife, Clóvis Cavalcanti (PTB) e Carlos Pereira (PSB).

Os dois líderes municipais estiveram em companhia do ex-vereador Rubens Cestil (PTB), que declarou apoio a Silvio Costa e ressaltou sua atuação parlamentar e os 26 anos de vida pública. “A atuação no Congresso Nacional, a defesa da ex-presidente Dilma contra o golpe, o apoio a Lula e o trabalho por Pernambuco na Câmara justificam a nossa decisão de votar em Silvio Costa”, afirmou Clovis Cavalcanti. “O voto em Silvio é um voto de coerência, um voto na lealdade”, disse Carlos Pereira. “Silvio Costa é um ficha limpa”, destacou o vereador Cestil.

“Clóvis Cavalcanti e Carlos Pereira são duas referências políticas da Região Metropolitana. Fizeram gestões diferenciadas em Itapissuma. Tenho certeza de que seremos majoritários em Itapissuma”, assinalou Silvio Costa.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

18/09


2018

Armando promete IPVA zero para motos placa vermelha

Logo após o debate promovido pela Rádio Liberdade de Caruaru, na manhã de hoje, o candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, Armando Monteiro (PTB), anunciou, diante de cerca de 200 mototaxistas, que as motocicletas de placa vermelha de até 180 cilindradas também serão isentas de IPVA no seu governo. Armando já havia proposto IPVA zero para veículos ciclomotores de até 150 cc.

“A moto não é apenas um meio de locomoção. Para milhares de famílias é uma ferramenta de trabalho. A nossa proposta vai reaquecer a economia em grande parte do Estado, uma vez que mototaxistas e motofretistas formam um contingente numeroso”, afirmou Armando, diante de centenas de profissionais, em frente ao Sest/Senat de Caruaru, onde foi realizado o debate.

Armando aproveitou para rebater críticas de que suas propostas para os proprietários de motos aumentariam o número de acidentes de trânsito. "Vamos intensificar a fiscalização no que diz respeito aos equipamentos de segurança, além de garantir que o Detran trabalhe para orientar os motociclistas, agindo na prevenção dos acidentes e não apenas aplicando multas”, explicou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/09


2018

Barroso prorroga inquérito que investiga Temer

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou, hoje, uma investigação sobre o presidente Michel Temer ligada ao setor portuário.

O magistrado deu 15 dias para a Polícia Federal terminar o inquérito e apresentar um relatório conclusivo sobre o caso. O prazo na semana que vem, já que começa a contar a partir do dia 10, quando a PF fez o pedido de prorrogação.

A polícia pediu mais tempo para tomar dois depoimentos solicitados pela defesa de Temer, marcados para esta terça e quarta-feira, 18 e 19 de setembro. A Procuradoria Geral da República (PGR) concordou e o ministro concedeu o prazo adicional.

É a quarta prorrogação do inquérito, que investiga se um decreto editado pelo presidente Michel Temer tinha por objetivo beneficiar empresas que atuam no porto de Santos (SP).

Desde o início das investigações, o presidente nega que o decreto tivesse essa finalidade. Empresas alvo do inquérito também negam o pagamento de propina.

O inquérito foi prorrogado pela primeira vez em fevereiro deste ano. Houve nova prorrogação em maio, e a terceira prorrogação foi em agosto.

A investigação foi aberta no ano passado a partir de depoimentos de executivos do grupo J&F que fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carrapicho

JUDEUS CRIAM MANIFESTO CONTRA BOLSONARO Às vésperas de uma data importantíssima para o povo judeu, o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, um abaixo-assinado criado no site Change.org reúne, em pouco menos de dez horas, quase mil assinaturas de judeus contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, descrito no texto da petição como representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira

marcos

VOCÊ CIDADÃO HONESTO QUER QUE A CORRUPÇÃO CONTINUE NO BRASIL? ..........Ricardo Pessoa, da UTC afirma que deu ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. o valor de R$ 3 milhões, para pagamentos do Ex Prefeito FERNANDO HADDAD. De acordo com o promotor Luiz Henrique Dal Poz, o pedido de contribuição foi renegociado para R$ 2,6 milhões. Mas será que não tem um Político Limpo e Honesto no PT? Você quer votar em um LADRÃO . Você quer que seu filho seja GAY? ........ /// .... O CANDIDATO DO KIT GAY. ........//////.....“Kit gay” preparado pela gestão de FERNANDO HADDAD na educação foi o primeiro a propor “transgêneras” em banheiro feminino. Esse rapaz sempre dando boas idéias… Lembram-se do material preparado pelo Ministério da Educação, sob o comando de Fernando Haddad, para ser veiculado nas escolas? Um deles fazia a apologia da bissexualidade: dizia que um bissexual tem 50% a mais de chance de ter com quem sair no fim de semana já que gosta de meninas e meninos. Por Reinaldo Azevedo



18/09


2018

Educação, saúde e segurança no foco do debate

Blog da Folha

Em mais um debate entre os candidatos ao Governo de Pernambuco, desta vez promovido pela Rádio Liberdade, de Caruaru, e transmitido pela Rádio Folha FM 96,7, hoje, a administração de Paulo Câmara (PSB), que lidera as pesquisas, foi alvo de críticas dos outros candidatos. Além do governador e candidato à reeleição, também participaram o senador Armando Monteiro (PDT), Maurício Rands (PROS) e Dani Portela (PSol).

Entre os assuntos abordados, saúde, educação e segurança foram os mais citados, mas a reforma trabalhista também entrou na pauta dos postulantes. De acordo com as regras da sabatina, os questionamentos foram feitos entre os próprios candidatos, com temas livres ou direcionados, no decorrer dos quatro blocos. O último foi destinado às considerações finais.

Promessas

O senador Armando Monteiro Neto criticou as promessas de Paulo Câmara que não foram cumpridas durante a sua gestão. O socialista, por sua vez, justificou o não cumprimento em função da crise, mas ponderou que “conseguiu fazer o dever de casa”. O pedetista rebateu. “É por isso que o povo não acredita na classe política. Essa facilidade de prometer algo que, em algumas circunstâncias sabe que não pode cumprir”, alfinetou Armando.

Além da crise, Câmara também afirma ser vítima de “perseguição” do governo federal, sob o comando do presidente Michel Temer (MDB). Sobre isso, Maurício Rands afirmou que é preciso parar de “terceirizar a culpa” e que Temer e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foram eleitos juntos. “Essa tragédia nacional começou com Dilma”, disse.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/09


2018

Jungmann: Presidenciáveis serão monitorados por GPS

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou, hoje, que os candidatos à Presidência da República serão monitorados por GPS. De acordo com o ministro, o GPS ficará com a Polícia Federal (PF) – que é responsável pela segurança dos candidatos ao Palácio do Planalto – ou com algum integrante da equipe de campanha dos presidenciáveis.

A iniciativa, segundo Jungmann, fará parte de um centro de controle e inteligência para monitorar eventos relacionados às eleições deste ano. A expectativa do governo é de que o centro de inteligência seja inaugurado sete dias antes do primeiro turno das eleições, que ocorrerá em 7 de outubro.

“Nós vamos saber online o que estará acontecendo, onde tem conflitos, onde há necessidade de a Polícia Federal estar lá. Nós vamos colocar GPS acompanhando todos os candidatos presidenciais. Vamos saber onde eles se encontram”, afirmou Jungmann após uma reunião com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber.

O titular da pasta da Segurança Pública disse aos jornalistas que a ferramenta de rastreamento via satélite vai permitir, por exemplo, deslocamento mais ágil da polícia para locais onde forem registrados conflitos.

Jungmann ressaltou ainda que a PF está montando um banco de dados para ajudar o TSE a identificar eventuais candidaturas que tenham ligação com o crime organizado. Segundo ele, o objetivo é evitar a formação de uma "bancada do crime".

“Nós não podemos permitir a formação de uma bancada do crime. E se por acaso eles vierem a se eleger nós precisamos cassá-los. E puni-los. Porque não há lugar para criminoso e facção criminosa na representação na soberania popular”.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carrapicho

Haddad presidente 13.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

kkkk. Esse imbecil só fala bobagens. Saber onde os presidenciáveis estão não impede nenhum atentado. O que impede, parcialmente, é usar colete e um cordão de isolamento. GPS é uma firula do Jungmann. Fosse de verdade, ele prendia toda quadrilha petralha.



18/09


2018

Delegado Lessa oficializa apoio a Paulo Câmara

O governador e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB), recebeu um importante apoio, hoje, durante visita à Capital do Agreste. O delegado e candidato a deputado estadual, Erick Lessa (PP), anunciou que marchará ao lado do socialista durante as eleições deste ano. "Quero oficializar o meu apoio à reeleição do governador Paulo Câmara. O meu partido já está em sua base, mas eu fiz questão de registrar de forma oficial neste momento", destacou o progressista.

Erick Lessa reuniu amigos, parentes e apoiadores de sua postulação em sua residência para reforçar seu alinhamento a Paulo Câmara. "Essas são pessoas que estão comigo na minha caminhada. Tem gente de Caruaru e de municípios da região. Todos, agora, estão também na sua campanha, governador, que tanto ainda vai fazer pelo nosso Estado", ressaltou.

Paulo Câmara afirmou que o apoio de Erick Lessa dialoga com a construção de uma nova política, que coloca as pessoas acima de projetos pessoais. "Lessa é delegado de carreira, um servidor público com serviços prestados à população. O seu apoio muito me honra. Vamos, juntos, trabalhar para realizar as entregas que ajudam a melhorar a vida do povo", frisou.

O encontro entre Paulo Câmara e o delegado Erick Lessa ocorreu na sequência do debate promovido pela Rádio Liberdade de Caruaru, no Sest/Senat, com os principais candidatos ao Governo de Pernambuco.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/09


2018

Aberta a Semana Nacional de Trânsito

O secretário das Cidades, Francisco Papaléo, o secretário do Trânsito de Olinda, Jonas Ribeiro, e o diretor presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, Charles Ribeiro, abriram, hoje, a Semana Nacional de Trânsito. A ação aconteceu no auditório do Brum, localizado no Centro de Convenções, com a palestra proferida pelo historiador e professor do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da Universidade Estadual de Campinas, Leandro Karnal, sob o título “Ética nas Relações Sociais no Trânsito”.

“Ética é um esforço pessoal contínuo, constante. Todos somos iguais. A vaidade é a inimiga da ética. Pessoas éticas possuem amigos e pessoas não éticas possuem cúmplices. Mandar é o teatro do mundo que me faz parecer superior, mas isso não é viver. Quanto mais eu subo na carreira ou no campo pessoal, mais eu tenho que servir, a todos. Nada faz superar a ideia de que as conquistas são frutos de esforço. Nós precisamos restaurar a crença no esforço. Alguns precisam de esforço mais que outros. Mas todos podem. Esforço repetido, sistemático e constante produz resultado”. Com essas palavras, Karnal deu início a palestra que teve duração de uma hora.

Na oportunidade, Francisco Papaléo falou da importância de eventos como esse para alertar a população sobre os perigos no trânsito e o elevado número de acidentes nas estradas pernambucanas gera um investimento alto do poder público na recuperação dos envolvidos. “A Secretaria Estadual de Saúde investe cerca 320 mil reais na reabilitação de cada motociclista acidentado no território pernambucano. Para tanto, o Detran vem investindo fortemente na educação no trânsito, com foco na prevenção de acidentes”, destacou.

Já o diretor presidente do Detran, Charles Ribeiro, disse que o Órgão investiu fortemente em educação de trânsito, visando expandir as frentes de atuações para atingir crianças, adolescentes, jovens e adultos, com o intuito exclusivo de reduzir consideravelmente o número de acidentes no Estado. “A Semana do Trânsito é uma ação onde toda a sociedade é convidada a participar de debates sobre trânsito e como torná-lo mais seguro. Um assunto que preocupa diversos países e que precisa ser conversado. A ideia é definir ações mais eficazes para promover a conscientização de motoristas e pedestres”, disse.

Ainda dentro das ações da Semana Nacional de Trânsito, que acontece de hoje até o dia 25 de setembro, agentes das Operações Trânsito Seguro – OTS, e Rota de Fuga – ORF, promoveram, hoje, uma blitz educativa para alertar motoristas sobre os perigos do trânsito, com foco no condutor do amanhã, em frente ao Caxangá Golf Clube, quando mostraram equipamentos de segurança, sobretudo a respeito da importância do uso do capacete e o não uso do álcool e direção, além da forma correta do uso da cadeirinha.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carrapicho

JUDEUS CRIAM MANIFESTO CONTRA BOLSONARO Às vésperas de uma data importantíssima para o povo judeu, o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, um abaixo-assinado criado no site Change.org reúne, em pouco menos de dez horas, quase mil assinaturas de judeus contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, descrito no texto da petição como representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira

marcos

Com essa quantidade de erros ortográficos, de acentuação e concordância verbal, esse texto dos Judeus NÃO tem nenhuma Credibilidade. È FAKE MORTADELA! .... Jair é 17



18/09


2018

Haddad diz que não dará indulto a Lula se for eleito

Do G1

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou pela 1ª vez que não dará indulto ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se for eleito. Lula foi condenado em 2ª instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 12 anos e 1 mês de prisão e cumpre pena em Curitiba desde 7 de abril. O PT chegou a registrar o ex-presidente como candidato, mas o nome dele foi barrado pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa. O PT substituiu, então, o nome dele pelo de Haddad em 11 de setembro.

Haddad foi questionado mais de uma vez se daria ou não o indulto. Os jornalistas citaram uma declaração do governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel, que falou, no último sábado, sobre "a certeza" de que Haddad irá assinar o indulto, no primeiro dia de mandato, se for eleito.

Na primeira vez, Haddad respondeu que Lula está trabalhando para provar que é inocente. “Lula não vai abrir mão da defesa da sua inocência. Ele é o primeiro dizer: ‘Eu não quero favor. Eu quero que os tribunais brasileiros e os fóruns internacionais reconheçam que eu fui vítima de um erro judiciário’.”

Questionado se isso, então, significava que ele não daria o indulto, Haddad afirmou que “isso não está em pauta”. O petista falou que Lula tem sido considerado, desde o primeiro julgamento, como condenado, mas que acredita na absolvição dele. "E se não for?", questionaram os jornalistas, lembrando que há apenas duas hipóteses, ser ou não inocentado.

Haddad: “Eu, como cidadão, vou me manter na campanha pela liberdade do presidente. Porque, eu li o processo, eu considero...”

Milton Jung, jornalista da CBN: “Isso o senhor disse claramente. A pergunta objetiva é o seguinte...”

Haddad: “Não. Não. A resposta é não.”

Jung: “Não ao quê?”

Haddad: “Não ao indulto.”


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Carrapicho

Haddad presidente 13.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Você acredita em duende? Os petralhas mentem e prometem o céu e entrega o inferno. É Bolsonaro 17 com o Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.

Carrapicho

JUDEUS CRIAM MANIFESTO CONTRA BOLSONARO Às vésperas de uma data importantíssima para o povo judeu, o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, um abaixo-assinado criado no site Change.org reúne, em pouco menos de dez horas, quase mil assinaturas de judeus contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à presidência da República, descrito no texto da petição como representante de uma visão intolerante, racista, machista, misógina e homofóbica que ameaça a ainda frágil democracia brasileira

marcos

Com essa quantidade de erros ortográficos, de acentuação e concordância verbal, esse texto dos Judeus NÃO tem nenhuma Credibilidade. È FAKE MORTADELA! .... Jair Bolsonaro é 17

marcos

Esse Pai do KIT GAY dar o induto no outro dia, o que nós precisamos agora, é votar contra o PT, seja quem for do outro lado, todos agora contra o MAL que é o PT



18/09


2018

FBC é avaliado como um dos parlamentares mais atuantes

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), referência nacional no acompanhamento da atuação do Legislativo, elegeu Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) um dos “Cabeças do Congresso 2018”. Ele está entre os 35 senadores e os 100 parlamentares mais atuantes e à frente das decisões do Congresso Nacional.

“Vejo o resultado desta análise do Diap como um reconhecimento ao meu trabalho nestes quatro primeiros anos de mandato no Senado”, comemora Fernando Bezerra. “Recebo, com carinho, este reconhecimento. É mais um estímulo para eu continuar dedicado a defender, no Congresso, os interesses do meu Sertão, do meu estado de Pernambuco e do meu país”, acrescenta.

O estudo elenca 65 deputados e 35 senadores que mais se destacaram no período de fevereiro a julho deste ano. Armando Monteiro (PTB-PE) também está entre os senadores “Cabeças”. Ele é candidato a governador de Pernambuco pela frente de oposição Pernambuco Vai Mudar.

Considerando senadores e deputados avaliados pelo Diap, Pernambuco é o terceiro estado com o maior número de parlamentares reconhecidos: nove. Para o levantamento, foram consideradas as 20 siglas com maior representação no Congresso.

Nesta edição, Fernando Bezerra Coelho destaca-se no chamado “grupo de estreantes”, formado por parlamentares que estão na metade do mandato. “Ou seja, mesmo com pouco tempo no Congresso Nacional, já se revelaram influentes entre seus pares”, explica o Diap. A principal habilidade atribuída ao senador é a capacidade de formular propostas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores