Versão Sertão do Pajeú

20/03


2017

Militantes dizem que PT "provavelmente" usou caixa 2

Ex-presidentes Lula e Dilma e o presidente do PT, Rui Falcão, em congresso do partido

Folha de S.Paulo - José Marques

Um artigo publicado no site do PT nacional diz que o partido "provavelmente" usou caixa dois para construir um "espaço de poder" na sociedade brasileira.

O texto é creditado a militantes da tendência mineira Articulação de Minas/CNB "que atuam na área da segurança pública e do combate à corrupção" e contribuiria "para o exercício reflexivo" da base partidária.

Procurada, a corrente petista diz que o artigo "não reflete a totalidade do pensamento" de seus militantes e nem da legenda.

Divulgada nesta segunda (20), a publicação diz que "as eleições brasileiras historicamente foram feitas mediante contribuições não contabilizadas, vulgo caixa dois".

"Enquanto as regras eleitorais não fossem modificadas –para todos–, seria quase impossível disputar em condição de obter uma vitória em qualquer nível da federação, (...) não utilizando as regras do jogo que sempre foi jogado", afirma.

"Então, o Partido dos Trabalhadores, provavelmente, se utilizou das mesmas regras que os demais usavam."

O artigo questiona: "Como o PT poderia disputar eleições sem recursos enquanto todos os partidos neoliberais o tinham de sobra e de várias fontes? Seria impossível disputar com chances de vitória sem os instrumentos necessários. É perfeitamente lógico que o Partido dos Trabalhadores, apresentando um projeto ao país, disputando um novo rumo para a nação, tenha buscado se financiar para tal."

Representante da tendência, a vice-presidente do PT Gleide Andrade, disse à Folha que o texto foi escrito por "militantes isolados" e ficou "surpresa" ao saber que a publicação menciona caixa dois.

A Articulação de Minas é ligada à CNB (Construindo um Novo Brasil), tendência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Sertão do Araripe

Confira os últimos posts

21/01


2018

Advogados vão ao STF tentar impedir posse de ministra

AGU conseguiu liminar no STJ e cerimônia foi marcada para segunda-feira

Um grupo de advogados trabalhistas entrou com um pedido de liminar na noite deste sábado no Supremo Tribunal Federal (STF) para voltar a suspender a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho. Eles fazem parte do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes (Mati) e ingressaram com ações na Justiça para impedir a posse de Cristiane.

A nomeação ficou suspensa por duas semanas, desde que a Justiça Federal em Niterói tomou a decisão. Apenas neste sábado, a Advocacia-Geral da União (AGU) reverteu o quadro e conseguiu no Superior Tribunal de Justiça (STJ) uma liminar liberando a posse. Com isso, o governo marcou a cerimônia para segunda-feira, antes de o presidente Michel Temer viajar para a Suíça.

"Certo é – e ninguém duvida – que deverá ser concedido aos reclamados, no curso do processo, pleno direito de defesa e contraditório. No entanto, o deferimento da medida liminar para suspender, ao menos temporariamente, a decisão do Superior Tribunal de Justiça é medida que se impõe à vista do balizamento entre os valores, princípios e riscos envolvidos nessa demanda, principalmente porque a cognição exauriente para julgamento da reclamação consumirá tempo demasiado para evitar os danos que poderão advir. Fato é (público e notório, aliás), noticiado pelo oficialmente Governo Federal, que a posse da Ministra está agendada para a próxima segunda-feira, dia 22 de janeiro de 2018. Não há, portanto, tempo hábil para se aguardar dilação probatória ou oferecimento do contraditório", afirmam os advogados.  (O Globo – Juliana Catro)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Versão Agreste Central

21/01


2018

Cabral aciona Moro e Segóvia por tratamento de escravo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lauro Jardim - Veja

O tratamento selvagem (e ilegal) dado a Sérgio Cabral pela PF na sua transferência para Curitiba começa a ter consequências.

A defesa de Cabral dará entrada no início da semana com uma notícia criminal contra o juiz Sérgio Moro e contra Fernando Segóvia, diretor-geral da PF. Vai alegar que Cabral "foi conduzido e exibido de forma desumana".

Mais: a força-tarefa da Lava-Jato no Rio de Janeiro, que nada tem a ver com o que ocorreu, vai apurar já na segunda-feira quem foram os responsáveis pela extravagante decisão.  (Lauro Jardim – Veja)

Após passar a noite sozinho na carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral fez exame de corpo de delito na manhã desta sexta-feira. Ele chegou por volta das 10h45 no Instituto Médico Legal (IML) e deixou a viatura da PF com as mãos e os pés algemados.

Cercado por policiais, Cabral caminhou com dificuldade da viatura até a entrada do IML. Ele reclamou para um dos agentes federais que as algemas e o cinto que ele tinha na cintura o estavam machucando.

O advogado do ex-governador, Rodrigo Roca, se disse estarrecido ao ver seu cliente com algemas nos pés e nas mãos:

— Sérgio Cabral está proibido de falar e com pés e mãos algemados. Esqueceram apenas de colocar o capuz e a corda. A defesa está indignada e estarrecida com tamanho espetáculo e crueldade — afirmou Roca.

Os juízes Sergio Moro, de Curitiba, e Caroline Vieira Figueiredo, do Rio, determinaram a transferência do ex-governador da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, para o presídio no Paraná. Os pedidos para a transferência de Cabral foram feitos pelo Ministério Público em Curitiba e no Rio. Por isso, duas decisões de juízes diferentes.  (O Globo)


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

sonia Já fui penalizado pelo Face Book 4 vezes. Estou temporariamente impedido de participar de grupo e publicar neles até amanhã às 17:17. VIVA !!! Eu tenho 64 anos de idade, mas estou parecido com menino ruim na escola levando suspensão. comentado em 2018-01-21 08:58:53. QUANDO ELA OU ELE DIZ JÁ FUI PENALIZADO, IMPEDIDO PARECENDO UM MENINO RUIM NA ESCOLA LEVANDO SUSPENÇÃO. TÁ PROVADO DACUZINHO É HERMAFRODITA.

sonia

Já fui penalizado pelo Face Book 4 vezes, período de 8, 15 e 30 dias. Estou temporariamente impedido de participar de grupo e publicar neles até amanhã às 17:17. VIVA !!! Liberdade de expressão, ainda é um direito a ser conquistado no Brasil. Falo simplesmente a verdade, mas parece que incomoda. Eu tenho 64 anos de idade, mas estou parecido com menino ruim na escola levando suspensão.

Comicozinho

Marqueteiros de Trump se recusam a assesorar Bolsonaro. o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) tentou, em vão, contratar a agência americana Cambridge Analytica, responsável pela campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. Sondada por emissários do presidenciável brasileiro, a empresa pediu um tempo para analisar o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais. Passados três meses, mandou avisá-lo que optou por recusar qualquer proposta para assessorá-lo na corrida ao Planalto. Avaliaram se tratar de um candidato com imagem ruim. Da coluna Estadão.Toma DACUZINHOS.

Comicozinho

Lula é o caminho da paz, da unidade e da justiça. Lula passou a representar também a reconciliação dos brasileiros com o nosso pais, o reencontro dos brasileiros com os destinos do Brasil. A massa da população, sempre excluída, passou a se representar no Estado, no governo e no seu presidente. Nunca antes na história do Brasil um governo tinha conseguido o apoio de tantos setores diferenciados, unidos no projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social.

Comicozinho

Velha biroba e DACUZINHO, referem-se à mesma pessoa.


Versão Agreste Meridional

21/01


2018

Temer deveria ralar numa fila de vacina

Elio Gaspari – Folha de S.Paulo

Para mostrar aos brasileiros que estava bem de saúde, Michel Temer caminhou do Jaburu ao Alvorada, teatralmente escoltado pelos ministros Henrique Meirelles, Moreira Franco e Torquato Jardim. Bem que ele poderia mostrar aos brasileiros que está preocupado com a saúde de quem lhe paga os salários indo com a mesma turma para uma fila de vacina contra a febre amarela.

Poderia convidar os governadores Pezão e Alckmin, que gosta tanto de tomar café em padarias. Há filas onde se espera por 12 horas por uma senha para o dia seguinte. Pela cotação dos ambulantes de Mairiporã, o cafezinho de Alckmin sairia por R$ 2.

Na semana passada o ministro da Saúde, deputado Ricardo Barros, do PP e ex-prefeito de Maringá, estava em Cuba. No seu lugar estava, interinamente, Antonio Nardi, também do PP e ex-secretário de Saúde de Maringá. Segundo o doutor, a Organização Mundial da Saúde teve "excesso de zelo" ao incluir São Paulo no mapa da área de risco da febre amarela. Nela já estão o Espírito Santo, o norte do Estado do Rio e o sul da Bahia.

O último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de São Paulo informa que de 40 casos de febre amarela ocorridos no Estado, 31 aconteceram fora das áreas de risco. Pela lógica de Brasília, se o doutor Nardi morasse em Mairiporã, não precisaria tomar vacina. Lá aconteceram 14 casos de contágio, e seis pessoas morreram. Não terem conseguido incluir a cidade no mapa foi excesso de sabe-se lá o quê.

Ao contrário do que aconteceu com a epidemia de zika, a febre amarela tem vacina e é uma velha freguesa dos epidemiologistas. A máquina da Fiocruz, a fabricação de vacinas e sua distribuição funcionaram direito. Faltaram repasses de verbas, planejamento, humildade e, sobretudo, a capacidade do governo de se comunicar. A marquetagem abastece a população com caminhadas presidenciais, viagens do ministro, parolagens e campanhas publicitárias caras e inúteis.

Outro dia uma juíza suspendeu a propaganda do governo federal defendendo a reforma da Previdência. Numa campanha de autolouvação, a charanga de Temer exibiu uma estrada de São Paulo com a qual a União nada teve a ver.

Nenhum magano gosta de aparecer na telinha falando em problemas. Por isso, informações elementares sobre vacinação ficaram em plano secundário, e a expansão área de risco da febre amarela ficou numa dobra do tapete. 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Marqueteiros de Trump se recusam a assesorar Bolsonaro. o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) tentou, em vão, contratar a agência americana Cambridge Analytica, responsável pela campanha de Donald Trump à presidência dos Estados Unidos. Sondada por emissários do presidenciável brasileiro, a empresa pediu um tempo para analisar o comportamento de Bolsonaro nas redes sociais. Passados três meses, mandou avisá-lo que optou por recusar qualquer proposta para assessorá-lo na corrida ao Planalto. Avaliaram se tratar de um candidato com imagem ruim. Da coluna Estadão.Toma DACUZINHOS.

Comicozinho

Ô JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA. DACUZINHO. deixa de mimimi.

Comicozinho

Velha biroba e DACUZINHO, referem-se à mesma pessoa.

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Sonia, esqueceu também do Fernandes. São os mesmos querendo aumentar o número de apoiadores de bandidos. Deixe para lá. Não merece resposta nem atenção. Vamos focar no nosso candidato honesto, homem de bem, assim como nós.

sonia

Comicozinho e Dacuzinho referem-se à mesma pessoa. Entre tantos dementes, dá para ser diferente.



21/01


2018

Temer vai dizer em Davos que "Brasil voltou"

Temer dirá em Davos que "Brasil voltou" e que recessão foi superada, diz Moreira

Jornal do Brasil – Agência Brasil

O ministro da da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, divulgou neste sábado (20) um vídeo no qual antecipa alguns pontos da mensagem que o presidente Michel Temer levará ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. Segundo o ministro, será “uma mensagem singela e curta de que o Brasil voltou”, já tendo superado a recessão e a inflação de mais de 10%.

“Retornamos [a Davos] para dizer que enfrentamos a mais grave crise econômica de nossa história, superamos a recessão, baixamos a inflação de mais de 10% para 2,9%, abaixo do piso”, disse o ministro por meio de sua conta no Facebook. “Tivemos uma baixa na taxa de juros, aumentou o desempenho da economia brasileira, o PIB vem crescendo, e as projeções são extremamente positivas”, acrescentou.

Segundo Moreira Franco, as taxas de juros têm permitido que as pessoas voltem a fazer compras por meio de crediário e que os investidores tenham mais acesso ao crédito. “A economia está se reencontrando em uma trajetória que é nossa, do povo brasileiro, que é a do crescimento e da geração de emprego e renda”, destacou.

Grau de investimento representa a garantia de que o país não corre risco de dar calote na dívida pública. Por meio de um comunicado, a S&P informou que o Brasil está demorando para implementar as reformas que reduzam os riscos fiscais do país, principalmente a da Previdência. Desde fevereiro de 2016, o Brasil estava enquadrado dois níveis abaixo do grau de investimento.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Velha biroba e DACUZINHO, referem-se à mesma pessoa.

sonia

Comicozinho e Dacuzinho referem-se à mesma pessoa. Entre tantos dementes, dá para ser diferente.

sonia

Mimimimimi... É esse o argumento que DACUZINHO usa pra defenderem a sua seita!

Comicozinho

Lula é o caminho da paz, da unidade e da justiça. Lula passou a representar também a reconciliação dos brasileiros com o nosso pais, o reencontro dos brasileiros com os destinos do Brasil. A massa da população, sempre excluída, passou a se representar no Estado, no governo e no seu presidente. Nunca antes na história do Brasil um governo tinha conseguido o apoio de tantos setores diferenciados, unidos no projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social.

Comicozinho

Teu fim tá próximo velha biroba DACUZINHO.



21/01


2018

Caixa de calamidades

Folha de S.Paulo – EDITORIAL

Especialistas em mitologia grega afirmam que era um jarro, e não uma caixa, o célebre recipiente que Pandora resolveu abrir, contrariando as ordens de Zeus. O resultado se conhece: liberaram-se todos os males que até hoje atormentam a espécie humana.

Ainda que inexato, vale o trocadilho: da Caixa Econômica Federal se desprendem, com velocidade mas sem surpresa, os males resguardados por anos de incúria, apadrinhamento e corrupção.

Não se trata, como se sabe, do único escrínio a esconder calamidades desse gênero. Mas poucas instituições ofereciam convite tão enfático ao desvendamento.

Basta mencionar o nome de um de seus vice-presidentes, empossado no governo Dilma Rousseff (PT) por indicação de Michel Temer (MDB). Ex-ministro do atual governo, Geddel Vieira Lima (MDB-BA) ocupou a vice-presidência de Pessoa Jurídica entre 2011 e 2013.

Como pessoa física, parece ter preferido um apartamento em Salvador para realizar seus depósitos pessoais —contabilizados, naquele logradouro, em R$ 51 milhões.

Quatro vice-presidentes da Caixa, e seu próprio presidente, agora são acusados de irregularidades. O Ministério Público Federal havia recomendado seu afastamento, já em dezembro. Segundo as investigações, o grupo atendia demandas de empresas privadas, em troca de propina.

Sua atuação era acompanhada por políticos como Eduardo Cunha, o próprio Geddel, e um personagem identificado como o "Cabeça Branca", alcunha a sugerir, para alguns peritos, o nome de Wellington Moreira Franco, ministro da Secretaria-Geral da Presidência.

Dada a recomendação pelo afastamento dos dirigentes, o Planalto nada fez. No dia 15 de janeiro, o Ministério Público alertou para eventualidade mais drástica: a de o presidente Temer ser responsabilizado civilmente por crimes que os executivos viessem a cometer.

Deu-se assim o afastamento temporário do quarteto, a que se seguiu providência mais sólida. Aprovou-se novo estatuto, pelo qual a diretoria do banco passa a ser nomeada por seu Conselho de Administração, e não mais pela Presidência da República.

Num país em que até corporações privadas, como a Vale, conhecem a indicação política, a medida tem limites. Não deixa de ser óbvio, entretanto, o imperativo a que obedece, aliás em concordância com normas internacionais.

Um banco estatal não é prêmio para apaniguados; mais provável que sejam, em caso de condenação, fechados em outro lugar.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Velha biroba e DACUZINHO, referem-se à mesma pessoa.

sonia

Mimimimimi... É esse o argumento que DACUZINHO usa pra defenderem a sua seita!

sonia

Concordo plenamente. Pesquisa feita no Instituto Lula tem \"MUITA CREDIBILIDADE\", não é mesmo DACUZINHO ? ririririririririririririririri hahahahahhahaha hehehehehehehe hauhauhauhaUhaUhaUahua hihihihihihi jajajajajajajajajaja kkkkkkkkkkk rsrsrsrs ririririririririririririririri hahahahahhahaha hehehehehehehe hauhauhauhaUhaUhaUahua hihihihihihi jajajajajajajajajaja kkkkkkkkkkk rsrsrsrs

sonia

Comicozinho e Dacuzinho referem-se à mesma pessoa. Entre tantos dementes, dá para ser diferente.

Comicozinho

Lula é o caminho da paz, da unidade e da justiça. Lula passou a representar também a reconciliação dos brasileiros com o nosso pais, o reencontro dos brasileiros com os destinos do Brasil. A massa da população, sempre excluída, passou a se representar no Estado, no governo e no seu presidente. Nunca antes na história do Brasil um governo tinha conseguido o apoio de tantos setores diferenciados, unidos no projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social.


Prefeitura de Camaragibe

21/01


2018

Só Justiça poderá dizer se Temer é inocente

"Ou incorreu em falcatruas"

Ranier Bragon - Folha de S.Paulo

Se alguém ainda tinha esperança de aprovação da reforma da Previdência em 2018, pode ir colocando as barbas de molho.

Em entrevista à Folha, Michel Temer indicou que sua prioridade, de fato, é reformar sua imagem pública. "Esteja certo que não vou sair da Presidência com essa pecha de um sujeito que incorreu em falcatruas."

Uma tarefa e tanto, diriam os detratores. Mas o presidente parece não estar muito preocupado com eles: "Estão na cadeia. Quem não está na cadeia, está desmoralizado".

Temer não se recordou de imediato, mas vários dos seus aliados também estão igualmente desmoralizados e/ou presos. Como os emedebistas Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha.

Esse último tem contra si uma infinidade de investigações, condenação e um pedido de encarceramento de bíblicos 387 anos. Se o exageradamente retumbante pleito do Ministério Público sair vencedor na íntegra e servir de base para as outras ações, podem estar certos os Cavaleiros do Apocalipse que, quando baixarem à terra, a pena do ex-presidente da Câmara ainda não estará esgotada.

"Quem cometeu ilícitos está preso, simplesmente isso", disse Temer, ao ser lembrado desse inconveniente.

O presidente tem contra si investigações que ou estão em curso ou foram congeladas à espera de que ele deixe o cargo. Infelizmente, para ele, o desdobramento penal e político de tudo isso parece não depender muito de seu empenho ou seja lá qual for o estratagema que esteja bolando.

Se usar a máquina federal em campanha limpa-biografia, ou pior, para sorrateira interferência em investigações, tende a produzir nada mais do que eventual efeito artificial e defeituoso. Uma casa de cartas pronta a desabar ao primeiro sopro.

O real resgate de sua honorabilidade depende —ou deveria depender— muito mais da fórmula que empregou aos amigos no xadrez. Quem fez falcatrua se lascou. Quem não fez não se lascará. Simples assim.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Nova pesquisa indica Lula com quase 50% dos votos e queda brusca de Bolsonaro

Comicozinho

Lula é o caminho da paz, da unidade e da justiça. Lula passou a representar também a reconciliação dos brasileiros com o nosso pais, o reencontro dos brasileiros com os destinos do Brasil. A massa da população, sempre excluída, passou a se representar no Estado, no governo e no seu presidente. Nunca antes na história do Brasil um governo tinha conseguido o apoio de tantos setores diferenciados, unidos no projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social.

Comicozinho

Teu fim tá próximo velha biroba DACUZINHO.

sonia

Mimimimimi... É esse o argumento que DUCUZINHO usa pra defenderem a sua seita!

Comicozinho

Nova pesquisa indica Lula com quase 50% dos votos e queda brusca de Bolsonaro


Hapivida 2018

21/01


2018

Agora, vamos andar para a frente, diz Jefferson

Ida da deputada Cristiane Brasil para Ministério do Trabalho foi barrada por uma decisão da Justiça, que caiu neste sábado. Expectativa é que ela assuma na segunda-feira (22) pela manhã.

Fernanda Calgaro, G1, Brasília

O ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, no dia em que anunciou para a imprensa que Cristiane Brasil havia sido escolhida pelo presiente Michel Temer para o ministério (Foto: Guilherme Mazui / G1)Após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) liberar a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) no Ministério do Trabalho, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, disse neste sábado (20) ao G1 que "não se faz política no retrovisor" e que agora é hora de "olhar para a frente".

Cristiane Brasil, filha de Jefferson, foi indicada pelo partido para a assumir a pasta, mas teve a posse barrada por uma decisão da Justiça nas instâncias inferiores. Depois de o governo passar aguns dias tentando liberar a posse da nova ministra, o caso chegou ao STJ.

"Agora, vamos andar para a frente, o que está para trás ficou para trás. Não se faz política no retrovisor, se faz olhando para a frente. Vamos olhar para a frente", afirmou Jefferson, que denunciou o escândalo do mensalão e acabou condenado por envolvimento no esquema. Ele já cumpriu a pena e está em liberdade.

Jefferson confirmou que a posse está prevista para a manhã de segunda-feira (22) e defendeu que seja uma "coisa bem simples".

"Tem que ser uma coisa bem simples, ela, o presidente e o ministro Padilha. Ela assina [o termo de posse], atravessa a rua e vai trabalhar para o ministério, começar a arregaçar a manga", disse.

Ele contou que Cristiane está em Paraty, no litoral fluminense, e que já se preparava para retornar a Brasília para assumir a pasta na segunda.

"Ela está vendo um jeito de sair de Paraty para viajar para Brasília para se preparar para tomar posse segunda de manhã", disse.

Desde que o governo federal anunciou a escolha da deputada pelo presidente Michel Temer, a parlamentar ficou sob os holofotes da imprensa, especialmente por conta de uma condenação em processo trabalhista.

A posse estava prevista inicialmente para o dia 9 de janeiro, mas acabou suspensa na véspera por uma decisão do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal Criminal de Niterói.

O juiz atendeu a uma ação popular apresentada após o G1 revelar que Cristiane Brasil foi condenada a pagar R$ 60 mil por dívidas trabalhistas com dois ex-motoristas.

Desde então, a Advocacia-Geral da União apresentou diversos recursos para assegurar a posse argumentando que a sua suspensão representava uma interferência do Judiciário em uma função que compete ao presidente da República.

Jefferson minimizou o desgaste nesse meio tempo e disse que, com a decisão do STJ, isso "já ficou no passado". "Isso é passado, já ficou no passado. Não há mal que sempre dure. A coisa começa a ser reconstruída", declarou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Lula é o caminho da paz, da unidade e da justiça. Lula passou a representar também a reconciliação dos brasileiros com o nosso pais, o reencontro dos brasileiros com os destinos do Brasil. A massa da população, sempre excluída, passou a se representar no Estado, no governo e no seu presidente. Nunca antes na história do Brasil um governo tinha conseguido o apoio de tantos setores diferenciados, unidos no projeto de desenvolvimento econômico e inclusão social.

Comicozinho

Nova pesquisa indica Lula com quase 50% dos votos e queda brusca de Bolsonaro



21/01


2018

A Caixa é a Petrobras do MDB

Elio Gaspari – Folha de S.Paulo

Desde o dia em que Michel Temer entrou no Planalto seu governo preserva em relação à faxina da Lava Jato uma relação de neutralidade-contra. O Planalto sabia o que estava fazendo quando se recusou a atender ao pedido do Ministério Público para afastar quatro diretores da Caixa Econômica. Teve que recuar, anunciou um afastamento por 15 dias, recuou de novo e cedeu.

Dois ex-diretores da Caixa e ex-ministros de Dilma Rousseff (Moreira Franco e Geddel Vieira Lima) foram para a equipe de Temer. Um (Geddel) está na cadeia, junto com o ex-colega Henrique Alves. Moreira está debaixo da marquise do foro privilegiado.

A Caixa Econômica está para o governo de Temer e para o MDB, assim como a Petrobras esteve para os de Dilma e Lula.
Em 2015, um deles, Roberto Derziê, foi a espoleta do rompimento de Temer com Dilma Rousseff. Quando o vice-presidente foi para a Secretaria de Relações Internacionais, levou-o, tirando-o de uma diretoria da Caixa. Meses depois, quando previsivelmente deixou o cargo, tentou recolocá-lo no lugar de onde tirara. Numa atitude humilhante, o comissariado barrou-o. Deu no que deu.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Nova pesquisa indica Lula com quase 50% dos votos e queda brusca de Bolsonaro


ArcoVerde

20/01


2018

Com Serra fora PSD sinaliza apoio a Doria e Alckmin

Com Serra fora da disputa por SP, PSD sinaliza apoio a Doria e Alckmin; Meirelles perde força.

Folha S. Paulo
Por Painel

A saída de José Serra (PSDB-SP) da disputa pelo governo do Estado levou dirigentes do PSD, partido de Gilberto Kassab, a fazerem gestos enfáticos a João Doria. Integrantes da sigla dizem que, agora, o prefeito de SP desponta como sucessor natural do governador Geraldo Alckmin. Com isso, tentam amarrar dois coelhos. Uma aliança do PSD com Doria daria a Alckmin, por extensão, algo que ele ainda não tem: o apoio de uma sigla de peso, em tempo de TV e verbas, na corrida ao Planalto.

O movimento do PSD consolida a impressão de que o ministro Henrique Meirelles (Fazenda) vai ter que buscar outra legenda se quiser ser candidato à Presidência. Nomes do partido dizem que ele terá espaço para divulgar seu trabalho “até o último minuto”, mas que querem mesmo é ir para a urna com o PSDB.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/01


2018

Plano Atlanta: Lula é a joia da coroa

Entrevista - Manolo Pichardo

"Lula é a joia da coroa do Plano Atlanta"

Processo do petista segue script de uma trama conservadora descrita nos EUA em 2012, diz uma testemunha ocular, um político da República Dominicana

Pichardo não quer ser paranoico, mas teme conspiração      Luis I

Carta capital -Por André Barrocal

 

No fim de 2012, Manolo Pichardo, político da República Dominicana, participou de uma sinistra reunião na suíte de um hotel em Atlanta, nos Estados Unidos. Alguns ex-presidentes latino-americanos de inclinação de centro ou direita discutiram como varrer adversários progressistas do mapa. Afinal, dizia um dos presentes, Luis Alberto Lacalle, ex-mandatário uruguaio, “não podemos ganhar desses comunistas pela via eleitoral”.

A presença de Pichardo ali era estranha, só tinha ido a Atlanta graças ao convite de um ex-presidente amigo, Vinicio Cerezo, da Guatemala. Atual comandante da Conferência Permanente de Partidos Políticos da América Latina (Copppal), Pichardo pertence ao Partido da Libertação Dominicana, de esquerda. 

O fundador do PLD, Juan Bosch, era amigo do cubano Fidel Castro e chegou ao poder nos anos 1960 por outra sigla que criou, o PRD. Sete meses depois, era deposto (advinha?) por um golpe militar patrocinado pelos EUA e (surpresa!) apoiado depois pelo Brasil, o primeiro ato de política externa da ditadura militar instalada aqui em 1964.

Vencedor das últimas quatro eleições, o PLD levou o pequeno país de 10 milhões de pessoas ao topo do crescimento econômico nas Américas em 2017, segundo os insuspeitos Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Mundial. 

Será que haveria um “Plano Atlanta”, batismo dado por Pichardo ao que escutou naquela suíte de hotel em 2012, com o qual o PLD deveria se preocupar? “Se há, não conheço”, diz ele. 

E que “plano” é esse, afinal? Desmoralizar líderes progressistas via mídia com acusações de corrupção, inclusive a familiares, e ataques ao comportamento privado deles. Depois, converter os escândalos em processos judiciais que acabem com a carreira da turma.

A estratégia parece bem sucedida, a julgar pelo destino de Fernando Lugo no Paraguai em 2012 e de Dilma Rousseff por aqui em 2016, além das encrencas de Cristina Kirchner na Argentina, de Rafael Correa no Equador e, claro, de Lula. 

A derrocada do petista seria a “joia da coroa”, algo que está perto de acontecer dado o iminente julgamento dele em segunda instância. Em entrevista por e-mail a CartaCapital, Pichardo explica por que e fala mais sobre a trama conservadora.

Leia a matéria com a entrevista: Lula é a joia da coroa do Plano Atlanta


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


20/01


2018

Julgamento: MBL na Paulista; CUT no Lago do Batata

Julgamento de Lula

Procurador-geral de Justiça sugere MBL na Paulista e CUT no Largo da Batata para julgamento de Lula.

Folha de Painel

Por Painel

O procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, fez uma reunião entre as cúpulas da Segurança de SP e promotores do Estado para encontrar uma solução e minimizar o risco de confronto entre militantes de esquerda e de direita, na Paulista, no dia do julgamento de Lula.

Seguindo raciocínio construído pela promotora Valéria Maiolini, que havia recebido a representação da PM informando que não houve acordo entre a CUT e o MBL, o grupo chegou à conclusão de caberá à Prefeitura arbitrar o impasse.

Nesse cenário, o Ministério Público recomendou a Doria que o MBL, anti-PT, fique concentrado no fim da Paulista, próximo à Consolação, e a CUT, pró-Lula, no Largo da Batata.

O ex-presidente não irá a Porto Alegre no dia 24. Ele ainda não decidiu se acompanhará o julgamento de seu recurso na sede do PT em São Paulo ou no Sindicato dos Metalúrgicos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Supranor 1

20/01


2018

MEC anuncia autorização de nova escola em Itamaracá

Mendonça Filho, Ministro da Educação, anuncia autorização de nova escola na Ilha de Itamaracá

O ministro da Educação, Mendonça Filho assinou, na tarde deste sábado (20), em evento de entrega do Conjunto Habitacional Ciranda da Ilha, na Ilha de Itamaracá, a autorização de licitação de uma nova escola de seis salas no valor de R$ 1.305.046,63. O novo residencial foi entregue pelo Ministério das Cidades e Caixa Econômica. “Aproveitamos a oportunidade para anunciar que tanto Jaguaribe quanto o Alto da Felicidade, em Itamaracá, ganharão escolas”, ministro.

O anúncio da nova escola foi durante uma agenda conjunta do ministro Mendonça Filho com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

A nova escola de Jaguaribe vai atender até 360 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), e 180 alunos em período integral.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Mobi Brasil 2

20/01


2018

Marun: decisão do STJ traz segurança jurídica

Nomeação de Cristiane Brasil 

O ministro, Carlos Marun (PMDB-MS), diz que decisão do STJ traz segurança jurídica para nomeações de ministros

Do Blog do Camarotti

Na conversa com o blog do Camarotti, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun (PMDB-MS), elogiou a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de liberar a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) para o Ministério do Trabalho. Segundo Marun, o entendimento garante a normalidade jurídica para as nomeações de ministros.

De acordo com Marun, havia sido criado um grande problema, porque a suspensão da posse em várias decisões de primeira e segunda instâncias gerou uma insegurança no próprio governo.

"Com a decisão do STJ, a normalidade é retomada. Mas demorou muito para que se conseguisse solucionar a posse da Cristiane Brasil. Era para ter acontecido no dia 9 de janeiro, mas várias decisões impediram. Do ponto de vista jurídico, a rota foi corrigida", disse Marun.

Ele informou ainda que a posse foi marcada para segunda-feira (22), às 9h. O motivo da posse ser nesse horário é que o presidente Michel Temer viaja no mesmo dia para Davos, na Suíça, onde participará do Fórum Econômico Mundial.

Caso a posse permanecesse suspensa, causaria um grande problema ao governo Temer, porque muito em breve, entre março e abril, mais de 10 ministros devem deixar seus cargos para disputa eleitoral.

"Imagine se outras posses também ficassem suspensas por decisões de juízes da primeira instância. Criaria uma grande insegurança e paralisia no governo", ressaltou Marun.

Para o vice-presidente do PTB, deputado Benito Gama (BA), agora é preciso superar o trauma com a longa indefinição sobre a posse de Cristiane Brasil.

"Todo esse processo foi muito traumático. Agora temos que superar esse trauma", disse Benito.

Já o líder do partido na Câmara, Jovair Arantes (GO), acha que a decisão do STJ terá efeito positivo, porque diminui o desgaste entre o partido e o governo causado pelo impasse.

"A demora da posse estava causando um desgate muito grande na relaçaõ do partido com o governo e alimentava até mesmo o ambiente de desconfiança. Agora, a relação com o governo deve normalizar", apostou Jovair, que está nos Estados Unidos. Por causa disso, ele não conseguirá comparecer à posse, na segunda-feira, e pediu para o ex-ministro da pasta, Ronaldo Nogueira (PTB-RS), representá-lo na solenidade.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Comicozinho

Globo anuncia processo contra Moro

JOÃO FREIRE CORRÊA LIMA

Tem de sair logo a Lei do Abuso de Autoridade. Juiz de primeira instância querer impedir, suspender qualquer ato da Presidência e querer aparecer usurpando o poder do STF. Não gostar de A ou B como ministro é do direito de qualquer um mas, usurpar direito não.


Asfaltos

20/01


2018

Governo entrega conjunto Habitacional em Itamaracá

O Conjunto Habitacional Ciranda da Ilha foi fruto de parceria do Governo do Estado de Pernambuco com o Programa Minha Casa, Minha Vida - Entidades, do Governo Federal.

Fotos: Jeimeson Luna/Divulgação e Thamires Ferreira/Divulgação

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e O secretário de Habitação do Estado de Pernambuco, Kaio Maniçoba (PMDB), participaram da entrega de 500 apartamentos, na manhã deste sábado (20), em Itamaracá, Litoral Norte de Pernambuco. O Conjunto Habitacional Ciranda da Ilha foi fruto de parceria do Governo do Estado com o Programa Minha Casa, Minha Vida - Entidades, do Governo Federal. A cerimônia contou com a presença de ministros, parlamentares e prefeitos da região. Kaio Maniçoba ressaltou a importância das parcerias entre Estado e União no âmbito da habitação.

“Uma obra muito importante que, junto com o governador Paulo Câmara (PSB), temos a felicidade de entregar. Hoje é um dia de festa, estamos entregando dignidade às famílias e realizando o sonho das pessoas. Em cinco meses de trabalho como secretário de Habitação, essa é minha segunda grande entrega”, disse.

O Governo de Pernambuco, por meio da Companhia de Habitação e Obras do Estado (Cehab), destinou R$ 760 mil para a execução de toda a terraplanagem, pavimentação e drenagem, abastecimento de água e esgotamento sanitário do acesso ao residencial. Os apartamentos são distribuídos em sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. A parte externa o conjunto dispõe de uma quadra poliesportiva, um centro comunitário, estacionamento, parque infantil e estação de tratamento de esgotos, além de conter unidades adaptadas para portadores de deficiência.

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, ressaltou as belezas naturais da Ilha de Itamaracá e frisou a importância da parceria com o Governo Federal. “São 500 habitações que vão beneficiar mais de duas mil pessoas. Essa parceria de Governo Federal e Estadual, juntamente com o município, é o que vem dando certo e iremos continuar nesse caminho”, enfatizou.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, fez questão de estar presente no ato e informou que este ano está dando prosseguimento a obras paradas. “São 73 mil moradias que nós estamos retomando em todo Brasil, neste início de ano, para que a gente possa realizar 73 mil sonhos dos Brasileiros”, frisou.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

bm4 Marketing 6

20/01


2018

Meirelles avalia candidatura com termômetro próprio

Termômetro próprio

O ministro Henrique Meirelles (Crédito:Mateus Bonomi)

IstoÉ - Coluna do Ricardo Boechat

 

Com menos de 3% nas pesquisas, Henrique Meirelles diz que segue outro indicador quando avalia as chances de crescimento de sua candidatura ao Planalto. Em lugar das sondagens eleitorais, o presidenciável está de olho no “índice de bem estar” da população. 

Segundo o ministro da Fazenda, esse indicador mede humores e sentimentos coletivos, influenciados diretamente pela situação econômica, e não a intenção momentânea de voto. Ele garante que as curvas estão avançando a seu favor.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores