Ipojuca

24/01


2018

O julgamento de Macunaíma

MONTANHAS DA JAQUEIRA – É hoje. Olha só quem aflorou no recinto! O cientista político The Gaulle, meu amigo do tórax e do peito. Veio assistir ao julgamento de Macunaíma, o herói nacional zero caráter. Autor da big tese “Brazil -- um país muito sério”, The Gaulle já está pronto para cair na gandaia do carnaval em fevereiro.

Perguntei ao filósofo The Gaulle qual seu prognóstico sobre o julgamento de Macunaíma. Prognóstico, só depois do jogo, disse-me ele com sua proverbial sabedoria. Mas, com suas luzes de profeta iluminou o cenário. “Isto é Brazil, o Brazil surreal”. Só os profetas enxergam o óbvio, ensinou o bem-aventurado Nelson Rodrigues.

Lembro-me como se fosse anteontem do julgamento de Barrabás no Tribunal Federal da Galiléia. O juiz Pôncio Pilatos perguntou: É Barrabás ou não é?! A mundiça vermelha gritou, enquanto comia mortadela e queimava pneus Firestone na rodovia de Jerusalém: “Barrabás é inocente, não existem provas contra ele”. Pilatos lavou as fuças com óleo de peroba e concedeu habeas corpus a Barradas, que continua vivinho da silva e hoje lidera uma seita de zumbis vermelhos.   

Barrabás havia assaltado as minas de petróleo da Petrobras do Rei Salomão. O julgamento ficou na história e continua atualíssimo. 

Fiquem calmos e tranquilíssimos. Independente do julgamento de Macunaíma, este Brazil vai continuar na bagaceira. Daqui a pouco a mundiça vai cair na gandaia do carnaval, ziriguidum, e todos os problemas acabaram, à moda de uma nação Tabajara. O Rio de Janeiro está quebrado, mas não faltará dinheiro para os bicheiros se locupletarem com as verbas públicas e a malandragem fazer arrastões para depenar os turistas otários.  

Esperar o que, de uma nação dominada por líderes de meias tigelas e elites deletérias que durante 13 anos se deixaram seduzir por um farsante demagogo e por uma mulher mais incompetente da história da República e ainda hoje são devotos da camarilha?! 

O coração do Brazil está nas mãos dos três mosqueteiros – os desembargadores do Tribunal Regional Federal-da Galiléia em Porto Alegre. A mundiça vermelha insulta, provoca e ameaça a Justiça.

Ao menos 10 por cento da humanidade navega na faixa da insanidade. As multidões seguem o efeito manada. Faz parte da nossa porção de bovino. As bactérias vermelhas e os caboclos mamadores arruinaram e degradaram o Brazil e ainda são adorados por legiões de devotos, sob a regência da insanidade ou da comilança.

“As rosas não falam”, poetizou o magistral Cartola. E “A vida é um moinho”, também sonhou. Sim, mas o Petrolão fala, os cofres do BNDES falam, as propinas da Odebrecht também falam e os moinhos da vida trituram as farsas e as patifarias do Macunaíma Vermelho.

A alma do Brazil está fraturada, fraturas expostas. Macunaíma Vermelho disseminou o vírus do ódio nas veias e nas artérias do Brazil. Nossos corações auriverdes estão lacrimejantes, dilacerados. A camarilha vermelha e seus discípulos roubaram os sonhos do coração da pátria idolatrada.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

SAMUEL FERREIRA DA SILVA FILHO

O MAU EXEMPLO DOS MAGISTRADOS QUE CONDENARAM O EX-PRESIDENTE LULA Este artigo não vai refletir se Lula é culpado ou inocente, pois, cada Cidadão eleitor desfruta da liberdade de acreditar ou não em uma dessas opções e dará ou não o seu voto a quem achar que deve. Aqui irá se refletir sobre o direito fundamental de Lula ter um julgamento justo, imparcial e de acordo com a lei. TIPICIDADE(i) é um conceito jurídico do Ordenamento Jurídico Brasileiro que significa o enquadramento, o encaixe da conduta de uma pessoa num artigo, num inciso ou num parágrafo, previsto ou descrito na lei. O encaixe deve ser igual ao da luva que coube perfeitamente em sua mão; ao sapato que coube perfeitamente nos seus pés. Depois que ocorrer um fato que pode ser criminoso, civil, administrativo, trabalhista, ambiental, etc. e esse caso concreto se enquadra na lei respectiva de uma dessas áreas, será essa aplicada. A esse fenômeno intelectual que ocorre no Direito chamamos de subsunção. A Tipicidade é um fenômeno que ocorre em todas as áreas do direito. No Direito do Trabalho, por exemplo, o trabalhador que completa um ano de firma, a partir desta data, adquiriu o direito de gozar férias, pois, a CLT(ii) determina no art. 130. \"Após cada período de 12 (doze) meses de vigência do contrato de trabalho, o empregado terá direito a férias\". Pois bem, a conduta de permanecer trabalhando durante um ano na firma se encaixou no art. 130, da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, que regula as relações trabalhista entre empregado e patrão. No caso em tela, iremos falar da Tipicidade que ocorre no Direito Penal. A Tipicidade no Direito Penal significa o enquadramento, o encaixe da conduta de uma pessoa naquilo que a lei penal descreve, define como crime, preenchendo todos os seus elementos e requisitos. Isso não ocorrendo, a conduta é chamada ATÍPICA, pois, não se trata de um crime. A Tipicidade (conduta) do indivíduo pode ser formal - o crime se consuma no ato e não importa se recebeu ou não a vantagem indevida e material - o crime somente se consuma se a vantagem indevida for efetivamente recebida. A Lei geral que descreve, define e regula as condutas consideradas criminosas é o Código Penal Brasileiro(iii) (Decreto-Lei n° 2.848/1940 e suas várias alterações). Há outras leis específicas para regular a conduta de determinados crimes, a exemplo do crime de lavagem de dinheiro, mas, ela somente será aplicada a esse crime. O Ministério Público(iv), via de regra, atua oferecendo Denúncia ao Poder Judiciário nas condutas consideradas criminosas de ordem pública, a exemplo de corrupção, homicídio, etc. e o Cidadão oferece Queixa ao Poder Judiciário quando a conduta considerada criminosa ocorre entre particulares, a exemplo de crime de calúnia, difamação, etc. No presente caso, se trata de supostos crimes de ordem pública e o Ministério Público Federal ofereceu a seguinte Denúncia(v) (resumimos) contra o Ex-Presidente Lula: \"O Ministério Público Federal afirma que, como parte de acertos de propinas destinadas a sua agremiação política em contratos da Petrobrás, o Grupo OAS teria concedido, em 2009, ao Ex-Presidente Lula vantagem indevida consubstanciada na entrega do apartamento 164-A do Edifício Solaris, de matrícula 104.801 do Registro de Imóveis do Guarujá/SP, bem como, a partir de 2013, em reformas e benfeitorias realizadas no mesmo imóvel, sem o pagamento de preço. Estima os valores da vantagem indevida em cerca de R$ 2.424.991,00 assim discriminadas: R$ 1.147.770,00 correspondente entre o valor pago e o preço do apartamento entregue e R$ 1.277.221,00 em benfeitorias e na aquisição de bens para o apartamento. Na mesma linha, alega que o Grupo OAS, teria concedido ao Ex-Presidente vantagem indevida consubstanciada no pagamento das despesas de R$ 1.313.747,00 havidas no armazenamento entre 2011 e 2016 de bens de sua propriedade ou recebidos como presentes durante o mandato presidencial\". Devido à essa Denúncia, relativa ao triplex, Lula foi condenado a 03 anos e 09 meses pelo suposto crime de lavagem de dinheiro e a 08 anos e 04 meses por suposto crime de corrupção passiva, somando as penas, totaliza 12 anos e 01 mês de cadeia. Penas aplicadas pelo voto do Desembargador Gembran Neto, Relator do processo, acompanhado pelos os outros dois Desembargadores do TRF 4° Região, que aumentaram os anos de condenação da sentença do juiz Sérgio Moro, que era de 09 anos e 06 meses. A outra acusação contra Lula de recebimento de vantagens indevidas havidas no armazenamento entre 2011 e 2016 de bens da propriedade de Lula ou recebidos de presentes durante o mandato presidencial, Lula foi absolvido por falta de provas nas duas instâncias. a) Da Atipicidade do suposto crime de corrupção passiva imputado à Lula. Pelo que se pode aferir do breve resumo da acusação do Ministério Público Federal, o fato apurado por ele, que implicou na conduta de suposto crime de corrupção passiva (suposto recebimento do triplex) do condenado, ocorreu no ano de 2009. Sobre o crime de corrupção passiva, o Código Penal descreve: Art. 317. Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem. Pena - reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa. § 1°. A pena é aumentada de um terço, se, em conseqüência da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício ou o pratica infringindo dever funcional. O crime de corrupção passiva está inserido nos crimes contra a Administração Pública, trata-se de um delito funcional, ou seja, o sujeito tem que ser funcionário público para praticá-lo. Admite-se que a pessoa nomeada para o cargo, mas, ainda fora do exercício do cargo, também possa figurar como réu, desde que aja em razão do cargo para o qual já foi nomeada. Portanto, o sujeito pode até ser corrupto passivo antes de exercer o cargo público para o qual já foi nomeado, mas, nunca será um corrupto passivo fora da função pública. Lula somente foi funcionário público na condição de Presidente até 31/12/2010. Qualquer acusação de corrupção passiva depois dessa data é má-fé! É abusar de acusar! Importa dizer também que as condutas típicas de SOLICITAR ou/e ACEITAR PROMESSA, para si ou para outrem, direta ou indiretamente vantagem indevida, no crime de corrupção passiva, são condutas criminosas de NATUREZA FORMAIS e já ocorre no ato do aceite da promessa ou da solicitação do servidor, independente de obter ou não, a vantagem indevida, pois, a lei proíbe ao funcionário público a conduta de tais iniciativas; Já a conduta típica de RECEBER, para si ou para outrem, vantagem indevida, possui NATUREZA MATERIAL, sendo imprescindível o efetivo recebimento dessa vantagem indevida para o crime se consumar. Isso porque, nesta situação, a iniciativa não é do servidor público e não se julga e muito menos se condena o servidor por intenções alheias. Lula até a presente data nunca recebeu o triplex, ou seja, nunca teve a posse e nem a propriedade do triplex e não vai receber nunca! Pois, a Justiça do Distrito Federal o penhorou a terceiros para pagar dívidas da OAS e agora foi arbitrariamente à leilão por (des)ordem do juiz Sérgio Moro, alegando produto de crime sem provar materialmente que é. Tanto o juiz Sergio Moro quanto o Desembargador Relator, Gembran Neto, afirmam convictos: \"Que o Triplex é de Lula e não importa (para a lei importa) se ele o recebeu ou não, pois, todos os indícios apontam para isso\". Essa convicção é ilegal porque não preenche os requisitos que a lei exige por falta de provas materiais. Também é estapafúrdia a afirmação do Relator ao dizer: \"Que não importa (para a lei importa) se o Lula recebeu ou não o Triplex, pois, era ele o garantidor do esquema de corrupção\". Isso também é ilegal, é imoral, é inovação na ordem jurídica pátria para novamente encobrir a falta de provas materiais, seja pela posse, seja pelo domínio do bem, através da promessa de compra e venda ou da escritura do imóvel em nome do condenado. Aqui se deixou de julgar a conduta do Réu para se julgar a pessoa do Réu - isso afronta a Lei, a Doutrina e toda Jurisprudência Pátria! Também é a aplicação deturpada da Teoria do Domínio do Fato(vi), dito pelo próprio Autor dessa Teoria à época do julgamento do processo do mensalão. Mesmo admitindo a mudança da fala de Léo Pinheiro, que depôs na condição de Delator (não se obriga a dizer a verdade) e não de Testemunha (se obriga a dizer a verdade - funções completamente diferentes), no seu segundo depoimento, já em tratativas de fazer uma delação premiada com o Ministério Público Federal para diminuir a sua condenação de vinte e oito para três anos e meio de cadeia, \"afirma que o apartamento é de Lula\", ainda assim, ele não consumou o RECEBIMENTO do bem à Lula, o que consumaria o crime, pois, a lei penal veda julgar intenções alheias, ela permite julgar condutas. Portanto, no mérito, segundo o Código Penal, o réu não cometeu o crime de corrupção passiva na conduta RECEBER o triplex porque o suposto crime não foi consumado, e assim essa condenação é ilegal! Pois, ocorre a atipicidade, não havendo crime, está extinta a punição (art. 1°, Código Penal). Não há controvérsia entre os estudiosos (Doutrinadores) e nem nas decisões dos juízes (Jurisprudenciais) sobre o crime de corrupção passiva (art. 317, Código Penal) ser instantâneo (consuma-se no ato), não sendo permanente (não se prolonga no tempo). A controvérsia ocorre em relação aos Atos de Ofício, previsto no parágrafo 1°, do art. 317, do Código Penal, ainda em discussão no STF. Isso é fundamental para caracterizar mais ainda a tipicidade da conduta. Como Sérgio Moro não demonstrou o(s) ato(s) de ofício(s) e os Desembargadores disseram que isso \"não importava\" (para a lei importa), ele inventou a figura jurídica de Atos Indeterminados, que não existe no mundo jurídico brasileiro. Isso só reforça o escândalo jurídico dessa ilegal e injusta condenação por corrupção passiva. b) Da Atipicidade do suposto crime de lavagem de dinheiro. Ainda segundo Denúncia do Ministério Público Federal, o fato apurado por ele que implicou na conduta do réu em praticar o suposto crime de lavagem de dinheiro, ocorreu através de reformas feitas no triplex a partir do ano de 2013 e se perpetuou no tempo. A Lei que conceitua e regula o crime de lavagem de dinheiro não é o Código Penal e sim, a Lei(vii) n° 9.613/98. Específica para esse tipo de crime. Ela conceitua: Art. 1°. Ocultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal (infração penal = crime ou contravenção penal). Pena: reclusão, de 3 (três) a 10 (dez) anos, e multa. Ocultar significa expressamente simples ato de esconder, de encobrir, de não revelar; Dissimular também é ato de esconder, de encobrir, de não revelar, só que é com emprego de astúcia, de engano. É fundamental que se diga, que a lei exige que o bem, no presente caso o triplex, seja proveniente de crime, praticado anteriormente, caso contrário, a acusação contra Lula nunca será tipificado como crime de lavagem de dinheiro. Ainda analisando os vários verbos do núcleo da Lei, temos: Art. 1°... § 1°.Incorre na mesma pena quem, para ocultar ou dissimular a utilização de bens, direitos ou valores provenientes de infração penal: II - os adquire, recebe, troca, negocia, dá ou recebe em garantia, guarda, tem em depósito, movimenta ou transfere. A acusação do Ministério Público Federal afirma que Lula ocultava a propriedade do apartamento triplex em nome da OAS. A pergunta é: o apartamento triplex era um imóvel proveniente de um crime antes de ser supostamente oferecido à Lula? É público e notório que o triplex pertencia ao BANCOOP que faliu e o passou ao Grupo OAS, de forma legal. Caso contrário, o Ministério Público Federal deverá processar o Tabelião de Guarujá, São Paulo, por falsidade de documentos públicos, falsidade ideológica, etc. Sob pena de estes Procuradores Ministeriais cometerem crime de prevaricação (crime que o código Penal descreve no art. 319, como a conduta do funcionário público que retarda, deixa de praticar ou pratica indevidamente ato de ofício, ou o pratica contra expressa disposição de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal). Mesmo admitindo que a Denúncia do Ministério Público Federal \"acerte\" quando diz que a OAS, a partir do ano de 2013, passou a lavar dinheiro fazendo reformas no triplex por causa de contratos na Petrobrás (negado pelo juiz Sérgio Moro ao responder os Embargos da Defesa de Lula), pois, nesse crime não se admite a forma culposa e sim, dolosa, mesmo assim, o triplex que supostamente iria ser recebido pelo Lula não era produto de crime anterior - o que descaracteriza o crime de lavagem de dinheiro. Desta forma, concluí-se que no mérito, a imputação do crime de lavagem de dinheiro feita ao Condenado também é atípica, não se encaixa, não se enquadra na Lei n° 9.613/98. Isso fere de morte o Princípio da Legalidade (art. 1° do Código Penal). Outra absurda ilegalidade desse julgamento é o fato de o Desembargador Relator, Gebram Neto, afirmar que a OAS servia de \"laranja\" de Lula. Analisemos o caso: o crime de lavagem de dinheiro exige três parcerias criminosas - o CORRUPTOR, verdadeiro dono do bem proveniente de crime que o oferece ao beneficiado; o LARANJA, o falso dono, o dissimulado que oculta o bem proveniente de crime ou uma de suas características que no caso é a propriedade e o BENEFICIADO, que recebe o bem produto de crime do corruptor. Segundo o Ministério Público Federal, a OAS ofereceu o bem (que não era produto de crime, mas, vamos admitir que fosse) é a corruptora; Lula receberia do corruptor o bem proveniente de crime, é o beneficiado, e o laranja, que é o falso dono, o que dissimula/oculta? A mesma OAS? É impossível no crime de lavagem de dinheiro, um suposto criminoso ser CORRUPTOR e LARANJA simultaneamente. Essa parceria criminosa é semelhante ao crime de formação de quadrilha do Código Penal, se não houver no mínimo três criminosos, não é crime de formação de quadrilha (art. 288, CP). Ao dizer tal ilegalidade, o próprio Desembargador descaracterizou o suposto crime de lavagem de dinheiro tornando-o atípico, mesmo assim, o imputou ao Réu e o condenou mais gravosamente, quando deveria extinguir a punibilidade. Na pior das hipóteses, já que a disposição dos Desembargadores era de condenar o Lula, o Relator desclassificaria para o crime de receptação, previsto no art. 180, do Código Penal. A redação foi dada pela Lei n° 9.426/96 que alterou o Código Penal. Vejamos: Art. 180. Adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que se sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, adquira, receba ou oculte. Pena: reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa. Observe que nesse crime a coisa também tem que ser objeto produto de crime anterior. Porém, aqui a lei admite que a parceria criminosa possa ocorrer entre duas ou mais pessoas. Admitindo que o Triplex fosse produto de um crime anterior (provamos que não era), a suposta parceria criminosa somente se deu entre duas pessoas: Lula que receberia o Triplex, coisa proveniente de um crime anterior e Leo Pinheiro que iria lhe entregá-lo. Na verdade, os preparativos dos supostos fatos criminosos iniciariam a partir da intenção de Léo Pinheiro oferecer à Lula o triplex com as reformas feitas nele, e para a lei, independe de Lula saber ou não (boa-fé ou não) - mas, se condena intenções criminosas? Claro que não! Isso é proibido pela Lei! Aqui se condenou Lula por supostas intenções criminosas alheias e isso é ilegal, é injusto e é imoral! Há controvérsia a respeito do crime de lavagem de dinheiro, na modalidade ocultar, ser considerado instantâneo (consuma-se no ato) ou permanente (prolonga-se no tempo). O consenso sobre o crime de lavagem de dinheiro ser considerado permanente só ocorre nas modalidades: \"guardar\" e \"ter em depósito\", pois, a consumação da posse se protrai (prolonga) no tempo, porém, não se trata do presente caso. Os Defensores Doutrinários(viii) que classificam o crime de lavagem de dinheiro nas modalidades OCULTAR e/ou DISSIMULAR como INSTANTÂNEO e não como permanente, alegam que a consumação do crime ocorre no momento do ato de esconder uma das características do bem objeto de crime (no caso em tela, a característica supostamente escondida é a propriedade do triplex) e não o bem em si (o próprio triplex). Portanto, pune-se a ocultação da característica (propriedade) do bem objeto de crime e não a ocultação do bem em si (o triplex). O ato de ocultar a característica do bem é fato consumado instantâneo; o ato de ocultar o bem em si é fato consumado permanentemente; Outra alegação dessa corrente doutrinária majoritária, é que numa análise sistemática teleológica do Código Penal, trata-se de um crime contra administração da justiça e todos os crimes \"irmãos\", a exemplo do crime de favorecimento pessoal (ocultação de bens) e falso testemunho (ocultação da verdade), se consumam no instante da conduta. Portanto, como o crime de lavagem de dinheiro também oculta algo (no caso em tela é a ocultação da propriedade), ele é instantâneo, consuma-se no ato. Os raros Defensores Doutrinários que classificam o crime de lavagem de dinheiro na modalidade ocultar como PERMANENTE e não instantâneo, alegam que é porque esse crime se perpetua no tempo até se descobrir o que foi ocultado. Diante disso, a peça acusatória do Ministério Público teria que indicar a data ou uma data aproximada de quando descobriu-se o que estava oculto, mas, não a indicou - apenas disse que as reformas (vantagens indevidas) se iniciou no ano de 2013 e se perpetuou no tempo; É obrigação legal, segundo essa corrente minoritária, o Órgão Ministerial acusatório definir, indicar a data, nem que seja aproximada, de quando o que estava oculto foi descoberto, sob pena de inépcia da inicial. Isso porque ninguém pode se defender de uma acusação obscura, omissa e confusa. Isso também prejudica o devido processo legal, deslegitima o acusador e ocasiona a falta de justa causa. Conclusão: diante do que foi exposto, temos a certeza jurídica que esse processo não era para nem ter existido, pois, como já afirmado, a atipicidade extingue o direito de punir do Estado, na figura do Poder Judiciário (art. 5°, XXXIX, da CR/88). É um imperativo de garantia outorgada ao Cidadão pelo Poder Constituinte, em Cláusula Pétrea, que nem o STF pode modificar, mitigar ou extinguir, só aplicá-la. O juiz deve indeferir a Denúncia de ofício por atipicidade quando o suposto crime não se enquadra na lei. Admitindo de boa-fé e/ou ingenuamente que a \"sentença histórica e brilhante\", assim qualificada pelo Presidente do TRF-4 sem a ler, não atentou para tal fato que colocaria fim de imediato ao desgaste político, social, econômico e familiar na imagem nacional e internacional do Lula, os três Desembargadores poderiam ter corrigido em segunda instância tal equívoco, porém, agravaram mais ainda os prejuízos ao réu. Isso é uma claríssima afronta ao devido processo legal, estatuído no art. 5°, incisos LIV e LV, da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Isso depõe contra o Poder Judiciário Brasileiro, levando ao seu desprestígio e ao seu descrédito perante todo o povo brasileiro. A Atipicidade pode ser requerida pela Defesa do Acusado, bem como, pode ser reconhecida de ofício (sem ser provocado) pelo Magistrado. A decretação da atipicidade é um poder/dever do juiz e um direito legal e fundamental do Acusado. Importante dizer que o Código Penal ordena ao juiz que decrete a ocorrência da atipicidade independente do acusado ser culpado ou inocente. Quatro magistrados julgaram o processo de Lula e não se pronunciaram sobre a atipicidade. Diante destes fatos e dos fundamentos jurídicos, certamente os Tribunais Superiores - STJ ou o STF, ambos em Brasília/DF extinguirá a punição imposta pelo TRF da 4° Região. Anulada a condenação imposta pelo Órgão Colegiado (segunda instância), o caminho estará livre para Lula ser candidato a Presidente da República em 2018. Há muitos questionamentos dos juristas brasileiros e estrangeiros de várias matizes do direito sobre esse processo judicial; até um livro foi escrito pela Academia questionando a sentença penal condenatória do juiz Sérgio Moro. Porém, a não decretação de ofício da atipicidade por nenhum dos quatro magistrados é uma prova cabal de que assiste razão o discurso da perseguição judicial à Lula, através do lawfare, que é o uso ilegítimo da legislação - nacional e internacional - em manobras jurídicas para causar danos morais e materiais a um adversário político, estrangulando-o financeiramente, encurtando prazos, desqualificando-o moralmente, prejudicando-o a imagem, etc. Mais uma vez prova-se a parcialidade do Juiz Sérgio Moro estendida agora aos três Desembargadores do TRF-4 Região. LAMENTÁVEL... Quem dos quatro se responsabilizará pelos Danos Morais e Materiais causados ao condenado pelo \"suposto erro ou má-fé judicial\"? Não eram tão competentes, imparciais e apenas aplicaram a lei? Mais uma vez somos levado a pensar que são quatro Magistrados da Região Sul discriminando ilegal e ilegitimamente um acusado da Região Nordeste, através de um processo criminal e de uma condenação criminal na primeira e outra na segunda instância. Esse péssimo comportamento desses membros do Poder Judiciário é um desserviço ao Estado Democrático de Direito e dá direito ao Condenado se utilizar da desobediência civil a qualquer ordem de prisão, antes de a sentença transitar em julgado (Cláusula Pétrea que não pode ser mudada e nem mitigada pelo STF e Congresso Nacional), pois, essa prisão determinada em segunda instância, além de ferir a Constituição e o Poder Constituinte é apenas para desmoralizá-lo e não para fazer Justiça, pois, quando acaba a força do direito, inicia o direito da força. Artigo escrito pelo Professor e advogado Samuel Ferreira da Silva Filho, inspirado nas críticas, sugestões e elogios dos servidores do MPPE. Paulista-PE, 11 de fevereiro de 2018. - vide referências bibliográficas abaixo. i Em sentido quase inteiramente coincidente cf. GRECO, Rogério, Curso de direito penal-PG, 2ª ed., Rio de Janeiro: Impetus, 2002, p. 176. Mescla o autor critérios de tipicidade material com a tipicidade conglobante de ZAFFARONI. Tudo isso pode ser estudado separadamente (como veremos mais abaixo na teoria da imputação objetiva). ii Brasil. Decreto-Lei n° 5.452/43 e suas alterações. Institui a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT. Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/Del5452.htm iii Brasil. Decreto-lei n° 2.848/40 e suas alterações. Institui o Código Penal, Brasília, DF. Disponível em: http://sislex.previdencia.gov.br/paginas/16/1940/2848.htm iv A exclusividade do \"jus postulandi\" do Ministério Público na ação penal pública e no inquérito policial, Justitia, São Paulo, 53 (156), out./dez. 1991, p. 15. v Denúncia/Sentença. Processo n° 5046512-94.2016.4.04.7000. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/0B1trF11ZWhAPRzNIMVRNdzV5SEU/view vi LEITE, Alaor. Domínio do fato, domínio da organização e responsabilidade penal por fato de terceiros: os conceitos de autor e partícipe na AP 470 do Supremo Tribunal Federal. in: GRECO, Luís; et alli. Autoria como domínio do fato: estudos introdutórios sobre o concurso de pessoas no direito penal brasileiro. São Paulo: Marcial Pons, 2014, p. 139. vii Brasil. Lei n° n° 9.613/98. Regula a lavagem de dinheiro. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9613.htm viii Roxin, Claus; Santos, Juarez Cirino; Nucci, Guilherme de Souza; Noronha, E. Magalhães; Garcia, Basileu; Bitencourt, Cezar Roberto.


Gravatá

13/08


2018

Assombrações no sol da meia-noite

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Gilberto Freyre, o mestre de Apipucos et Orbi, escreveu um livro “Assombrações do Recife Velho” com lendas e estórias de papa-figos, de almas penadas,  de sobrados e palácios habitados por lobisomens e espíritos zombeteiros.

As assombrações acontecem hoje no sol da meia-noite, nas estrelas do meio-dia, no Recife Velho, Recife novo, no Brazil velho, no Brazil novo, na casa de chapéu, na boca das urnas, no sovaco das urnas, em todos os cantos onde canta o carcará e onde cantava o sabiá. O mestre Giba sabia das coisas e loisas. Viva o mestre Giba!

Lá vem o trem. É temporada de lobisomens, de bruxos e bruxas, feiticeiros, vampiros, chupa-cabras. E também é tempo de promessas de tesouros, milagres, relíquias, salvação das almas e apocalipse.

Preso numa jaula em Curitiba, um lobisomem vermelho  comanda seus zumbis para espalhar terror em todo o Brazil. Os dentes são de vampiro de quem já sugou o petróleo da Petrobrás, as minas de ouro do BNDES, as glândulas mamárias das estatais, arruinou a economia e deixou uma herança nefasta com 12 ou 13 milhões de desempregados.

Os zumbis são espíritos zombeteiros, zombam da nossa memória.

Shazam! Com seus poderes mortíferos, o Capitão Marvel quer fulminar o lobisomem e seus asseclas, os zumbis vermelhos.

As lendas contam que as almas dos escravos choravam lamentos medonhos do monumento a Cruz do Patrão, na área do cais do Porto, onde os negros africanos eram enterrados eram enterrados depois da travessia do Atlântico.

Os lamentos dos brasileiros hoje ocorrem na travessia da vida, nas filas dos hospitais e do SUS, nas mensalidades dos planos de saúde, na cruz do desemprego, na violência e nas drogas.

Os palácios do poder são casas de vampiros. Olhai os engenhos da Previdência Social! Com seus dentes caninos afiados, os Dráculas do INSS sangram as veias e se alimentam do sangue dos brasileiros.

À moda dos capitães que perseguiam escravos fugidos, os  capatazes do sistema tributário nacional saem à caça dos assalariados e dos empresários brasileiros, para castigar, esfolar e espoliar todos os seus tostões. Cada vez que um pagador de impostos (chamados por deboche de contribuinte) é declarado inadimplente ou vai à falência, os capatazes comemoram, soltam rojões, em louvor do massacre tributário. O Estado brasileiro é especialista em massacres desde o tempo do arraial de Canudos.

Quem irá ganhar a eleição presidencial: o Capitão Marvel, um capacho do lobisomem vermelho, o Tio Patinhas do MDB, a Madre Tereza de Calcutá, o agente da Chuchulândia, Mandrake, He-Man?

Nem a Madre Paulina do Coração Agonizante tem poderes para sarar os corações agonizantes do Brazil. Nosso País está degradado e a bagaceira vai continuar, em todos os cantos onde canta o carcará e onde cantava o sabiá. Haverá apenas alguns curativos e lenitivos.

Abortar o ovo da serpente do lobisomem e dos zumbis vermelhos, isto será uma vitória régia.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

ArcoVerde

06/08


2018

Brazil no reino do surreal

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Bolsonaro é um estúpido? Ok. Reverenciou a memória do torturador Ustra. Tortura é crime contra a humanidade. Torturadores, estupradores pedófilos e assassinos cruéis são a escória da humanidade. A tortura foi incrustada na sociedade brasileira desde os tempos da escravidão e ainda hoje está presente, por razões ideológicas ou não.  Hoje as drogas invadem as cidades, destroem famílias e criaturas. Não conheço tortura maior. Até há pouco tempo os narcotraficantes terroristas das Farc na Colômbia eram saudados como heróis revolucionários.

Ser corrupto, roubar dinheiro público também é crime abominável contra a sociedade. O Brazil vive o reino do surreal.  Que tal um presidiário que zomba da Justiça e se proclama candidato a presidente da República? Triste de um País cujas pseudo-elites se submetem a um falso mito semianalfabeto e demagogo que tem  a marca registrada de farsante desde os tempos de líder sindical.

Reprovar a “cartilha gay” para crianças nas escolas é homofobia? O guru da seita vermelha está liberado para debochar das “mulheres do grelo”, sem preconceito? Propor a pena de morte para crimes hediondos é ser neo fascista? Que tal defender as milícias assassinas de Nicolas Maduro na Venezuela em nome da utopia socialista?

Quem é mais pornô, Alexandre Frota ou o ex Big Brother Jean Willis? Frota é ator pornô para ganhar dinheiro. O ex Big Brother é pornô e defensor da pedofilia em nome da liberdade de expressão.

Os neo stalinistas da caterva vermelha do B, um Boulos e uma Manuela D’Ávila, eles que demonizam Bolsonaro, confessam amor febril pelos genocidas comunistas Mao Tse-tung, Pol Pot, Fidel Castro e Stalin, responsáveis pelos assassinatos de dezenas de milhões de compatriotas na China, Camboja, Cuba e União Soviética. São todos da mesma laia.

Os zumbis devotos da seita vermelha no Brazil reverenciam esses genocidas e se autoproclamam politicamente corretos.

Os delinquentes do MST desfrutam de impunidade a pretexto de não se criminalizar os movimentos sociais. No Brazil da bagaceira punk, funk e pornô, reina a apologia ao atraso de Ribamar Sarney no Maranhão, os zumbis vermelhos fazem um pacto de amor com os fichas sujas de Alagoas e beijam um canastrão no Paraná. Eles se amam e se merecem.

Liberou geral. Segundo a cantiga vermelha. Nesse ritmo, um presidiário pode ser nomeado presidente da Casa de Misericórdia da Moeda. Pode revogar o Código Penal e deletar os 10 Mandamentos de Moises, principalmente o 7º. Mandamento, que proíbe roubar. 

O Brazil consome-se em heranças bastardas desde a década perdida com a hiperinflação nos anos 1980. Reinou a mediocridade dos marimbondos de fogo de Ribamar Sarney e aconteceu o triunfo da farsa “collorida”.

No período de Fernando Henrique/Itamar Franco, com o Plano Real, as privatizações e a estabilidade monetária houve lampejos de redenção nacional. Mas, as conquistas se diluíram no tempo. FHC tornou-se leniente ou se rendeu ao guru da seita vermelha.

A seita do guru vermelho e da presidente mais desastrada e incompetente da história da República glorificou a corrupção, arruinou a economia do País e deixou um legado de 13 milhões de desempregados. No Brazil do escracho punk e pornô, isto sim deve ser chamado de estupidez elevada à enésima potência.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Asfaltos

30/07


2018

Seita vermelha degradou o Brazil

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – O que fizeram com nosso Brazil, Zeus dos céus!? Mais que subitamente, muito mais que subitamente, nos subterrâneos de duas, três ou quatro décadas até os tempos presentes, barbarizaram, esculacharam, degradaram este infelicitado reino tropical.

O Brazil virou punk, funk, fuck, pornô, o “politicamente correto”. Olhai os lírios dos campos! Olhai o escracho geral!

Tempos idos, o Doutor Pitangui reinava na cirurgia plástica. Hoje o famigerado Dr. Bumbum é o astro dos silicones, dos glúteos, das mamas e das faces. Ao invés de Pixinguinha, Noel Rosa e Luis Gonzaga, temos Pablo Vitarela, as Catraias, musicas da fuleragem e escrachos nas artes.  

O Foro de São Paulo, emprenhado em 1990 pelo guru da seita vermelha e o terrorista Fidel Castro, se propôs a recuperar na América Latina o domínio comunista perdido no Leste da Europa com a queda do Muro de Berlim em 1989.

Adeus às armas! Gramsci, pós-marxista italiano, preconizou a infiltração nas instituições democráticas para corromper os valores éticos, morais, culturais, no objetivo de fomentar um caldo de cultura revolucionário. O bicho tinha o cérebro infestado com ovos das serpentes comunistas. Era feio por fora e por dentro. Uma marmota. 

O diabólico Gramsci tinha 10 dedos e sabia ler.

A revolução gramsciana é uma realidade no Brazil. Há muitos anos o pensador Olavo de Carvalho identificou o “código de Gramsci” no Foro de São Paulo. Olhai os lírios nos campos. Olhai as universidades, a mídia, a intelligentsia vermelha, as artes, o teatro, todíssimas esses espaços estão infestados pelos ovos das serpentes comunistas.

O SUS-Sistema de Saúde Pública e o sistema tributário funcionam como máquinas de tortura, de extorsão e opressão contra os pacientes, os contribuintes e as empresas. Quem conhece esta realidade desumana é testemunha.

A ideologia de gênero, o aparelhamento do Estado, a corrupção, a profanação dos símbolos religiosos sagrados, a erotização das crianças, a apologia ao abortismo, ao gayzismo, o escracho do sexo nas artes – estes são cenários gramscianos dos dias atuais.                     

A bagaceira vai continuar.

O Brazil precisa de um estadista. Estadistas são avis rara, feito os gênios nas artes e as grandes almas na história. Hoje só existem na política lideranças de meias tigelas.

Reforma tributária no Brazil?! Abafa! Os governos corruptos, perdulários e incompetentes arrecadam centenas de bilhões em impostos. Nunquinha vão fazer uma reforma tributária de vergonha.

Previdência?! Disseram que a bomba está chiando. Mas, o governo sempre mente. Mentira é moeda real. São mistérios de muitos véus. Os privilégios das castas, dos príncipes e das princesas da monarquia republicana serão preservados.

Depois das eleições, a mundiça vermelha promete o apocalipse. Zeus dos céus, da terra e das urnas, afastai do Brazil este cálice!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


23/07


2018

The Gaulle: a seita vermelha é muito séria

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – O cientista político The Gaulle aflorou no recinto. Ele é autor da big tese de que as eleições no Brazil são muito sérias, os presidenciáveis e os eleitores também são criaturas muito sérias. Atualmente ele colecionar pérolas do fake news, do fuck news, do punk news e da fuleragem.

Eis a pérola vermelha emprenhada pela mundiça do cordão encarnado: presidiário pode ser candidato a presidente da República.  

The Gaulle, tu acredita nessa pérola? Depende da fórmula do círculo quadrado. A terra é quadrada. As nuvens e as montanhas do céu são quadradas. O arco-íris é um quadrilátero. A lua cheia é um dragão quadrado. O ovo da serpente vermelha é um quadrado da gema. O sol nasce quadrado nas curvas do horizonte.     

O que fazer? Virar o Código Penal pelo avesso e transformar a seita vermelha em tribunal. Os devotos terão direito a libertar o guru da seita e botar os agentes da lei na cadeia. Não faz muita diferença. O presidiário se proclamou juiz de si mesmo, se comparou a Jesus Cristo e Tiradentes e só aceita ser julgado no Dia do Juízo Final, ou do contrário a mundiça vermelha irá decretar o apocalipse no Brazil.

Os inquilinos do Cotel e da Papuda deliraram, deliraram de emoção. Todíssimos os presidiários são iguais perante a lei do poleiro dos galináceos. Geddel e Sérgio Cabral poderão ser candidatos a governador da Bahia e do Rio de Janeiro.

A seita vermelha é muito séria, disse The Gaulle. Os inocentes estão na cadeia: o guru, ex presidentes, ex tesoureiros, ex ministros da Casa Civil e da Fazenda, ex diretores da Petrobras, do Banco do Brasil e dos Correios. Foram presos apenas pelo simples fato de roubar mangas nos tempos da infância e tomar pirulitos dos meninos.

Pense na alma mais sedutora da história do Brazil! Diante daquela voz de bode rouco, as mulheres do grelo duro desmaiam de emoção, alucinadas, fascinadas. Os marmanjos do sexo frágil fazem cirurgia de mudança de gênero para entrar na onda politicamente correta. As donzelas ficam apaixonadas e querem casar com ele ou se amigar, para terem direito a visitas íntimas.

No reino do cordão encarnado a cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, foi decretada como “polo exportador de viados”, segundo palavra do guru, para estimular a exportação de carne fresca. Que barbaridade! disseram os gaúchos.   

As ofertas de gratidão feitas pelas empreiteiras foram ganhas com o suor de sua língua e de suas lábias.

Ser presidiário e ser candidato, eis a questão. Não basta soltar o cara, hay que revogar as sentenças de condenação, rasgar o Código Penal e a Constituição.

Hay que fazer um omelete sem quebrar os ovos da serpente.  

Eleição com presidiário é igual a fazer omelete com ovário de serpente. Zeus do céu, afasta do Brazil este omelete peçonhento! Melhor é o sol da estrela vermelha nascer quadrado.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


16/07


2018

Brazil é top no ranking de propinas e impostos

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Quem ganhou a copa da corruptíssima Fifa? Sérvia, Cuba, Tanzânia, Bodocongó, Venezuela, Náutico, Croácia, China, França, a Mãe de Pantanha? Tô nem aí. O Brazil é campeão mundial em impostos, taxas, tributos, propinas, o quinto dos infernos.  Em impostos, propinas e malandragens, a taça é nossa. O Brazil é top no ranking mundial.  

Propina é um imposto informal, normalíssimo, semilegalizado no Brazil. Vai do guarda da esquina até as majestades zil-zil! 

O Brazil tem mais cavernas que na Tailândia. Abismos, vulcões, terremotos, pantanais, Neverland é aqui, a terra do nunca é aqui.

Milhões de brasileiros estão presos nas cavernas com medo dos governos e dos governantes. Estão com medo dos impostos, da violência e da delinquência, do desemprego, dos planos e postos de saúde, do SUS, dos lobos e das lobas do sistema financeiro.

Governos, planos de saúde, bancos e sistemas tributários são entidades aterrorizantes. O famigerado laudêmio, imposto cobrado em terreno chamado “de marinha” sem ser da Marinha, é uma excrescência do Brazil, herança dos tempos imperiais, apropriação indébita, um roubo, jabuticaba sem pé nem cabeça. Nenhum governo tem a coragem de exterminar essa jabuticaba infernal.

Os tributaristas do Brazil são os mais sabidos do mundo, mas nenhum deles é capaz de justificar o desgraçado do laudêmio. Ao invés de ter vergonha de ter perdido a copa de football da corruptíssima Fifa, o Brazil deveria ter vergonha em ser campeão mundial imbatível em laudêmio. Nem a Constituição de 1988 revogou essa estrovenga. 

Dizei-me, ó suas excelências doutores tributaristas: o laudêmio é de esquerda, é liberal, é imperial, é punk, é funk, é fuck, é de direita, é golpista? Esta excrescência é a prova da irracionalidade e perversidade do sistema tributário do Brazil.   

O tempo voa. O tempo é um passarinho. Daqui a pouco, 7 de outubro, haverá eleições gerais paras presidente da  República, governadores e parlamentares. O Brazil de hoje assemelha-se à mitológica Caixa de Pandora, recheada de todos os delírios da humanidade auriverde, verde-amarela e tropical. 

Delira, Brazil! Vota, Brazil! As camarilhas vermelhas e furta-cores deixaram uma herança nefasta de 12 milhões de desempregados, assaltos aos cofres públicos da Petrobras, do BNDES, ruínas nos fundos de previdência das estatais, venenos ideológicos mortíferos, as pragas e os dragões da maldade da seita escarlate.

Enquanto o guru da seita vermelha estiver preso “nós não vamos apoiar em nada a estabilização do País”, ameaçou a sinhá do nariz de Pinóquio. Nós, quem? As legiões dos zumbis vermelhos. Cultivam as flores do mal e cavalgam o dragão da maldade contra o povo brasileiro. O nome disto é chantagem. 

Ele está preso por que? Roubou o pirulito de uma criança? Roubava manga nos quintas dos vizinhos quando era menino? Feriu o estatuto da gafieira?  Quanta inocência! 

Triste de um país, oitava ou nona economia do mundo, em que um presidiário semialfabetizado e fanfarrão zomba da Justiça, se proclama candidato a presidente da República e a maioria das elites se rendem a ele. Tais elites não fazem jus a esse nome.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Jovelina Maria de Brito

sempre gostei de ler teus textos.....


bm4 Marketing 6

09/07


2018

Resgate do guru vermelho: stop!

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Operação resgate 1: equipes de mergulhadores, médicos e socorristas entram em ação para resgatar  12 meninos numa caverna da Tailândia.  Vários meninos já foram salvos. Aleluia! Aleluia! Hosana nas alturas! Glória a Zeus no universo e paz na terra às criaturas de boa vontade!

Operação resgate 2: plantonistas do cordão encarnado trabalham para resgatar o guru da seita vermelha numa caverna da Polícia Federal no reino de Curitiba. Os devotos lançam cordas para enlaçar o guru da seita e iça-lo através das barbas vermelhas. O guru ficou suspenso pela barba, estrebuchando no ar.

Stop! O Brazil não é uma caverna da Tailândia. O presidiário da seita vermelha não é uma criança inocente. Bem-me-quer! Mal-me-quer! O presidiário da seita vermelha ficou suspenso no ar. E teje preso na caverna da PF em Curitiba. 

A desastrada operação resgate do presidiário da seita vermelha faz lembrar episódio de 9 de maio de 2016. Naquele dia o bigodudo presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, da terra dos marimbondos de fogo, assinou ato para anular o processo de Impichi de uma presidente desmiolada chamada Dilma Roussef. Pense num rebuliço! Significava afrontar decisões do Congresso Nacional, da Câmara e do Senado. Foi obrigado a recuar.      

A palavra de ordem da mundiça vermelha é tumultuar. Seja sempre lembrado: os devotos da seita vermelha não desistem jamais.

Voltemos à copa do mundo de football da Fifa. Perder para a seleção da Bélgica e ser eliminada da copa é uma vergonha para o Brazil? Zero vergonha. Perder e ganhar são inerentes à natureza das sociedades civilizadas.

Vergonha é ver um presidiário afrontar a Justiça e se proclamar candidato a presidente da República por ser líder de uma seita ideológica que degradou nosso Brazil e arrebanha uma legião de devotos. Os jogadores da seleção da CBF jogam para ganhar, o mérito da vitória é dos adversários.

Feio não é perder uma pelada de football. Feio é o Brazil ser um dos campeões mundiais das olimpíadas da corrupção.

Dizem que o técnico e os jogadores da CBF não honram a camisola que vestem. Ser mercantilista faz parte da cultura nacional. Eles adoram as glândulas mamárias milionárias dos clubes e da seleção. Os jogadores amam as chuteiras. Ganhar é outra história, precisa combinar com os adversários, segundo a Lei Garrincha.

Vergonhoso é o sistema do SUS demorar 3 a 4 meses para agendar um atendimento aos pacientes mais carentes. Vergonhosas são as corporações da área de saúde que boicotam a criação de novas faculdades de Medicina para manterem seus privilégios via a reserva de mercado. São estrelas feito os reizinhos do football.  

Olhai os lírios dos campos, olhai o mercantilismo de doutores da Medicina que se consideram portadores de reizinhos na região abdominal. No serviço público, determinados médicos do SUS e dos postos de saúde pública atendem aos pacientes mais pobres com menosprezo, no vapt-vupt,  nem olham a cara das pessoas humildes e escrevem garatujas nas receitas como demonstração de poder.

Autoritarismo e mandonismo estão impregnados na cultura e na  alma das estrelas do nosso reino auriverde.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


02/07


2018

Ufanismo auriverde e amor febril

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA em Moscow – Arriba, Brazil! Você acredita que a seleção da CBF já combinou com os descendentes dos astecas e está obrigada a vencer de goleada o jogo desta segunda-feira, acredita? Segundo a “Lei Garrincha”, precisa combinar antes com os adversários. Ou combinar com a Fifa, para comprar o resultado. Olhai os lírios dos campos, olhai os antecedentes criminais dos cartolas mundiais!

O padrão Fifa e padrão CBF de corrupção são de alta voltagem.  

A CBF e os clubes de football são riquíssimos, corruptíssimos e falidíssimos. Não recolhem encargos trabalhistas nem previdenciários, devem até à mãe de pantanha, mas nunca fecham as portas. Faz parte das nossas honoráveis tradições do jeitinho.

Eu não me ufano, nem nunca me ufanei da seleção da CBF, nem nos tempos da ditadura, nem hoje nem amanhã.

Você vestiu a camisola auriverde para torcer hoje com amor febril? Beleza. Aguente no lombo o aumento de 10 % dos planos de saúde e a cobrança de franquia para os dependentes. Você acha que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa? Eu entendo que fazem parte das máfias que operam no Brazil.

Não tô ligado na cabeleira fashion de NeyMar, tô ligado na regulamentação dos planos de saúde, na extorsão do IPVA e do seguro de automóvel. Se você adora a CBF, be happy!

Bem me lembro de quando o Governo anunciou em Palácio a eleição da Arena de Pernambuco para sediar alguns joguinhos da Copa da Fifa 2014. Eu estava no Salão das Bandeiras naquele dia como assessor parlamentar. O Cerimonial do Palácio fez o anúncio. Houve aplausos. As pessoas se emocionaram, se abraçaram, se beijaram. Eu fiquei apenas abestalhado.

Dados oficiais revelam que 114 municípios de Pernambuco depositam seus dejetos e resíduos sólidos em lixões e não possuem aterros sanitários. O Governo do Estado não tem recursos para construir aterros sanitários, mas sobrou grana para construir a Arena de São Lourenço da Mata, padrão Fifa em superfaturamento e corrupção. Lixões são equipamentos medievais na era da informática.

Quanto custa a manutenção da Arena de Pernambuco? A Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer dá um chute: 900 mil denários. Para que? Para nada. Faz parte do legado pernicioso da Copa.

O que fazer com o elefante azul e branco de São Lourenço da Mata? Os clubes de football não querem nem de graça.

Já serviu para torrar mais de 600 milhões dos cofres públicos de Pernambuco, agora funciona apenas como uma glândula mamária burocrática para manter sinecuras e pagar as contas de empreiteiras.

Eu mesmo nem de Arena gosto. Antigamente só votava no MDB. Atualmente voto contra a mundiça vermelha. Nem gosto de elefante azul e branco nem de elefantes vermelhos de Moscow.    

Art. 5 – Parágrafo IV da Constituição Federal. Leiam, please. Ser um bicho grilo invocado, não me ufanar da seleção da CBF, nem da taça Jules Rimet da Fifa nem adorar com amor febril os gingados dos craques da bola são direitos constitucionais.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

lino perrelli

Amigo, mestre e orientador Adalberto, criticar o Neymar é de uma facilidade franciscana... executar as tarefas que ele executa cobra talento, muito talento!

Quentura

Neymar é o típico cidadão de bem, simula pênalti, simula falta,sonega imposto, no final chora,reza e simula ser cristão.

Quentura

Os direitopatas nos mandavam para cuba ou Venezuela, agora tem uma terceira opção, México! Kkkkk



25/06


2018

O pastoril punk pornô

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA em Moscow – Pobrezinho do NeyMar, como uma onda no mar,  virou a Geni. Está sendo esculachado, massacrado, espezinhado, humilhado.  Ninguém me ama, ninguém me quer, nem Bruna Marquezine. Vai devolver a Ferrari, os diamantes, os perfumes do Boticário, as cartas de amor.

“A mão que afaga é a mesma que apedreja”, NeyMar, reza uma prece do abençoado poeta Augusto dos Anjos e dos pecadores. Até trasanteontem ele uma estrela radiante na constelação mundial do football. Jovem, rico e com telhado fashion, querem detonar o cara. Faz parte da maldade humana, ou desumana.

Sou mais NeyMar que os locutores da Globo. Acho que o comentarista Galvão Bueno deveria ser capado. Aproveita para também capar Faustão.  

Nesta aldeia global, o olho telescópico do super espião fotografa as cafajestices de torcedores brasileiros na copa da Fifa em Moscow.

Um bando de cafajestes assedia jovens moscovitas e as induz a falar expressões obscenas sobre genitálias e atos sexuais. Faz parte da  nossa cultura de exportação.

Surpresa zero em matéria de patifarias. A bagaceira cultura foi construída no Brazil tijolo sobre tijolo. Quando estava sendo investigado pelo Ministério Público e Polícia Federal, o hoje presidiário guru da seita vermelha mandou os órgãos públicos enviaram o processo naquele monossílabo. Carinhosamente, ele refere-se às feministas como “mulheres do grelo duro”.

Feito novos bárbaros, hordas de turistas brasileiros são conhecidos pelos costumes de roubas talheres em hotéis e restaurantes, fazer bagunça nas ruas e cometer furtos. Prisões acontecem.    

As novelas de televisão transmitem diariamente aulas de prostituição, surubas, traições e mudança de sexos. Se você reclamar será chamado de homofóbico e reacionário.

Em setembro do ano passado, a exposição “Queermuseu”, no Santander Cultural de Porto Alegre, patrocinada pela Lei Rouanet, apresentou cartazes com as inscrições “Criança viada -- travesti da lambada” – “Criança viada -- deusa das águas” .

Artistas chamados de politicamente corretos defenderam as cenas de pedofilia e profanações religiosas em nome da “liberdade de expressão”.  Quem reclamou foi acusado de defender a censura. 

 No brega escrachado, sucesso nas paradas musicais, as mulheres são tratadas como “raparigas” de “cabarés”. E não estou exagerando.

 O Brazil é um pastoril. Havia o Veio Mangaba e o Veio Faceta, criaturas inocentes. Com suas performances de piadas de salão para crianças, Mangaba e Faceta hoje poderiam ser consagrados como monsenhores, diáconos, reverendíssimos senhores.

Agora quem comanda o Pastoril punk pornô no Brazil são os MCs Lacraia, Katraia, Alice Barbuda, a Quenga, Gambá, os cantores Safadão e Safadona, Pablo Vitarela, ídolos das multidões.

As novas manifestações politicamente corretas no Brazil têm cheiro de gambá. O fedor faz parte da natureza dos gambás, eles merecem perdão, são bichos inocentes. Patifarias de gambás humanoides são outros quinhentos.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


18/06


2018

No reino da Mãe de Pantanha

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Agora eu sou comentarista de football. Na moral. Lá vou eu. 

Torcer para a seleção da CBF pela televisão é para os fracos. Eu quero ver o cara torrar a poupança, deixar o emprego, brigar com a mulher e comprar um pacote turístico para assistir em Moscow os jogos da turma de Tetê Sant’Ana, o nome do técnico, se não me engano. Deu no noticiário global. Isto é que é patriotismo!

Se Zeus quiser a Seleção da CBF vai ganhar a copa do mundo. O técnico será glorificado, aclamado, louvado, exaltado. Com uma gorjetinha de 3,7 milhões de denários no mealheiro, os jogadores receberão honrarias como salvadores da pátria e irão desfilar em carro de bombeiros sob aplausos da multidão de devotos do reino encantado da mãe de pantanha.       

Mas, se a CBF deixar de combinar a vitória com as outras 32 seleções e pintar uma zebra, o coitadinho do técnico Tetê Sant’Ana e os jogadores serão esculachados, escrachados, chamados de incompetentes, injuriados, massacrados.

O pobrezinho do Neymar, de cabelos fios de ouro, parafusos e arruelas de platina, será deletado pela namorada Bruna Marquezine. Milhões de brasileiros fazem promessas: oh padroeiro das platinas e dos fios de ouro, será que Bruninha love Neyzinho? Ele ainda degusta Marquezine?

A Confederação Brasileira de Futebol – CBF, tradicional antro de corrupção, é entidade privada amamentada pelos clubes de futebol (igualmente tradicionais antros de roubalheiras), por empresas privadas e conta com o patrocínio da Caixa Econômica Federal, o banco público mais incompetente e esbanjador de recursos do Brazil, com mais de 30 diretorias.

Durante um mês a Copa do Mundo e a seleção da CBF vão governar as emoções do Brazil. O presidente Temer já não governa e ainda mais agora vai governar com a região estomacal.

Ao final da Copa, o Brazil vai cair na gandaia durante uma semana ou entrar em ressaca. Aliás, a gandaia é um estado de espírito permanente, apenas varia de intensidade. Depois do clímax da gandaia ou da ressaca, seremos governados ate 7 de outubro, em primeiro turno, e 28 de outubro no segundo turno pelas ondas eleitorais, ondas vermelhas, infravermelhas, furta-cores, todas as frequências do arco-íris.

Lacradas as urnas, ao ser eleito o raio da silibrina ou a mãe de pantanha para a Presidência da República, Temer vai tocar o governo com a região estomacal até o fim do ano. Debaixo das tranças de Marcela, a bela, ouvirá uma canção de ninar para esquecer as amarguras do noivado do cordão azul com o cordão encarnado.    

Se o mundo não acabar depois da copa de Fifa e da farra do Réveillon, os novos governantes irão proclamar a falência dos Estados e das Prefeituras no próximo ano.

Ao assumir a Presidência da República, o raio da silibrina vai invocar os poderes do Santo Padroeiro o Jeitinho, patrono nacional. O Brazil não tem jeito, o Brazil tem jeitinho. Estados e prefeituras serão governados pela mãe de pantanha, nos conforme das almas verdes-amarelas.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


11/06


2018

Um milagre auriverde

Vai começar a Copa do Mundo, vai? Você vai vestir uma camisola auriverde e torcer com amor febril pela seleção da CBF, vai? Você tá preocupado com o parafuso de platina no pezinho de Neymar, tá? Você já completou o álbum de figurinhas da copa do mundo, já? Sinta-se feliz, Zé Mané!

Seus problemas acabaram. Vai começar a copa do mundo de futebol. Se a seleção da CBF for campeã, reinará a felicidade geral da Nação. Haverá um feriadão. Ninguém precisa trabalhar. Nem os 14 milhões de desempregados precisarão trabalhar. Os 220 milhões de brasileiros estarão livres para celebrar a conquista do mundo com amor febril.

Saudades do escritor Lima Barreto, das rodas de capoeira do Rio de Janeiro no início do século passado! O grande Lima era um profeta e assim falou aos seus discípulos: “O papel do football é causar dissensões no seio da nossa vida social”. “O Rio de Janeiro é uma cidade civilizada e não pode estar entregue a certa malta de desordeiros que se querem intitular “sportsmen”. É vero. Olhai os lírios do campo! Olhai a violência das torcidas organizadas! Ouvi os berros dos torcedores de football!

Meu guru Lima Barreto era a favor da capoeira como esporte nacional. O rabo de arraia e a rasteira são artes mais criativas que os dribles do football. Viva o rabo de arraia! A CBF é um antro de corrupção. Nas rodas da capoeira e de porrinha, é tudo limpeza.

Há mais filosofia nos três palitinhos dos jogos de porrinha que nos gramados dos campos de futebol. Ao contrário dos cartolas, dos jogadores e dos juízes de futebol, os jogadores de porrinha são incorruptíveis. Em matéria de psicologia, olho no olho, um Neymar não amarra a chuteira de um bom jogador de porrinha. É lona!

A Caixa Econômica, o banco público mais incompetente do Brazil, possui 35 diretorias milionárias para administrar as loterias e porra nenhuma. Zero diretoria para financiar campeonatos de porrinha e capoeira. Um absurdo. Protesto com veemência

Na concepção do inglês Charles Miller, que trouxe a primeira bola de football para o São Paulo Railway Company e para o São Paulo Athletic no começo do século passado, devia ser jogado por gente branca, feito os ingleses. Pergunte ao mulato Lima Barreto, que não me deixa mentir.

Depois da copa do mundo, seguem os preparativos para o campeonato eleitoral. Haverá renovação no sanatório geral da nação. O Brazil será um país maravilhoso, sem violência e sem corrupção.

Haverá milagres, tipo os médicos do SUS tratarão os pacientes mais humildes com dignidade e os planos de saúde deixarão de ser mercenários. A extorsão/roubalheira da carga tributária será revogada, haverá redução no custo-Brazil.

E haja milagres: governantes e governados, as elites e o povinho brasileiro deixarão de ser corruptos e corrompidos, se tornarão virtuosos e civilizados.

O Brazil precisa de um milagre auriverde, ou verde-amarelo.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


04/06


2018

Intervenção militar, zero

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Intervenção militar, zero possibilidade. Os militares cabeças pensantes das Forças Armadas entendem que golpismo, tanques de guerra nas ruas, isto é agenda do século passado.

Atualmente não existem condições objetivas, nem nacionais nem internacionais, para golpes armados. Congresso Nacional, movimentos sociais e a mídia em geral conjugam o noves fora.

Na década de 1964 havia guerrilhas de esquerda na América Latina, emanadas dos regimes comunistas da China, da União Soviética e de Cuba. Daí o apoio dos EUA aos movimentos golpistas de direita.

O pensador Olavo de Carvalho, uma das mentes mais brilhantes da atualidade, chama de “flatulências verbais” as gritarias sobre intervenção. Quem fala em intervenção militar são os novos bárbaros das redes sociais, dispersos, sem representatividade institucional.  

As Forças Armadas não resolvem nem os conflitos da favela da Rocinha, imaginem deste planeta Brazil. 

O presidente Temer não é uma vestal, todos sabemos, mas convém lembrar: foi ele quem resgatou o Brazil das mãos da camarilha vermelha, estancou o assalto aos cofres da Petrobrás e blindou o BNDES do desvio de recursos bilionários em favor de ditaduras comunistas na América Latina e na África.

E mais, conseguiu o milagre de acabar com o imposto sindical. Os pelegos boicotam a reforma trabalhista e o governo fraqueja. Os pequenos e médios empresários morrem de medo de contratar empregados por conta dos encargos trabalhistas. Temer desistiu da reforma da Previdência porque é um molenga e não tem peito para enfrentar a mundiça vermelha.

Falar em instituições democráticas consolidadas é dissimulação. Estão consolidadas, sim, as ditaduras dos sistemas tributário e financeiro e dos planos de doenças. Isto, para a classe média. Para os mais pobres, existem as ditaduras do desemprego, do subemprego e do SUS. No geral, existem as ditaduras das drogas, da delinquência e da violência. A classe média está condenado a trabalhar de quatro a cinco meses por ano para pagar a extorsão do Imposto de Renda. Isto sim é ditadura feroz.

Com uma democracia destas, pra que ditadura?! 

O Congresso Nacional será renovado. Blz. Você acredita, de boa fé, que serão eleitos governantes rochedos para operar reformas maravilhosas? Os comerciantes que em tempos de crise vendem combustíveis pelo dobro do preço são os mesmos que chamam os políticos de pilantras e votam neles.  

O povinho que protesta contra a corrupção é o mesmo que adora o programa Big Brother, delira nos campos de futebol e elege o presidente da República. Mesmo sem querer ser niilista, zero ilusão de minha parte.  

Versículos do abençoado Drummond: “Eu também já fui brasileiro/ moreno como vocês/ ponteei viola/ guie Ford/ e aprendi na mesa dos bares/ que o nacionalismo é uma virtude/. Mas, há uma hora em que os bares se fecham/ e todas as virtudes se negam”.

Drummond vive! Viva Drummond!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


28/05


2018

Emboscadas e perigos na estrada

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA –  O Governo do Brazil está bêbado. Sofre alucinações. O preço dos combustíveis e a cobrança de impostos são capítulos delirantes. Ninguém entende. As drogas do poder provocam mais delírios alucinógenos que o LSD, o ácido lisérgico do poeta americano Allen Ginsberg na década de 1960 e do seu parceiro Bob Dylan.  

A carga tributária no Brazil é pornô. É carga pesada.  Os caminhoneiros e seus patrões são da pesada. “Três eixos envenenados e um machão invocado”. A greve dos caminhoneiros virou filosofia de para-choque. Existem emboscadas e perigos na estrada. O Brazil tá parecido com uma virada de trem.

O sistema tributário pornô, corrupto e perverso foi montado ao longo de décadas e deitou raízes na sociedade brasileira. Impossível desmontar a engrenagem com gritos de guerra. Reforma tributária no futuro governo, nos futuros governos? Revolução tributária? Nunquinha da silva. Zero ilusão. Vão fazer apenas uns curativos, umas conchamblanças. O sistema perverso e perdulário é imbatível.      

O guru e os principais feiticeiros da seita vermelha estão na cadeia. Os candidatos a presidente da República estão pintados para a guerra. Nosso país vive seus momentos de quase Venezuela.

O ainda presidente Temer é um banana, e não de dinamite. A dinamite está nas mãos dos radicais da caterva vermelha e dos extremistas da direita revoltosa. A banana de dinamite está chiando.

Bolsonaro sibila a língua de cascavel para abraçar os caminhoneiros. O que dizem o presidiário guru da seita vermelha e o sociólogo dos jardins paulistanos? Silêncio e nhenhenhém.

Em tempos recentes a Petrobras foi assaltada pelas camarilhas vermelhas e seus sequazes. Para virar o jogo a Petro agora resolveu assaltar os brasileiros. Mil vezes mentira dizer que o preço dos combustíveis acompanha a cotação internacional. Nas economias estáveis o preço da gasolina não varia. O que varia todo dia neste bananal é a cotação do dólar. 

A diretoria drogada da Petro aumentou 11 vezes em 17 dias neste mês de maio o preço da gasolina. Isto seria inconcebível se o governo não fosse pornô. Não tem carreta treme-treme, nem truck, nem caminhão-cegonha, nem caminhão Studebaker, nem Buldozer de esteira, nem Caterpillar que aguente.

O governo do Brazil é um bêbado riquíssimo em matéria de impostos. Quando entra na farra gasta fortunas de denários.

O Brazil entrou num labirinto. O coração auriverde padece de labirintite. Os carbonários inflamam a boca das urnas.

As almas brasileiras apresentam fraturas expostas. O Comendador Bueno, magistrado Bartolomeu Bueno de Freitas Morais, uma das cabeças bem pensantes do cenário político e institucional, acredita que o Movimento Constituinte, hoje uma nascente, irá se avolumar e tornar-se uma alternativa irrecusável para repactuar a Federação e apascentar os nossos corações auriverdes.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


21/05


2018

The Gaulle:o Brazil tá doidão!

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – O cientista político The Gaulle aflorou no recinto. Ele é autor da big tese de que o Brazil é um país muito sério. Ao dar um rolé nas montanhas da Al-Jaqueira, eu perguntei: Como tá tu, The Gaulle? Ele falou: Tô ligado. E o Brazil? Está degradado em todos os cantos onde canta o carcará e onde cantava o sabiá. Tá doidão, bicho, o Brazil tá doidão!

Ele fez a crônica do Brazil delirando e levado numa camisa de força para ser atendido num posto de saúde do SUS. Sem olhar para a cara dos gemedores do Brazil, sua excelência o doutor da Medicina fez o diagnóstico coletivo: todos estão com a peste bubônica da virose. The Gaulle disse que ficou invocado. Os médicos estudam 10 anos nas faculdades e aprendem que todos os pacientes do SUS padecem de virose e fazem consultas-relâmpagos de dois minutos. doenças devem ser revogadas. Assim caminha a saúde pública no Brazil. É a medicina fake, ou fucker.

A saúde pública no Brazil é uma virose crônica, uma tortura. Aflige mais que alivia as dores. A saúde na rede privada depende do bolso do freguês. Faz parte da ditadura dos planos de saúde.

Quem irá sarar as feridas e fazer a remissão do Brazil? A depender das nossas lideranças de meia tigela, não haverá remissão. Estamos órfãos de grandes líderes e de estadistas. 

O guru da seita vermelha está preso e o mundo não acabou. O principal ideólogo do cordão encarnado também entrou em cana. Um cara com mais de 70 anos, de formação revolucionária ortodoxa, 30 anos de cadeia no lombo e sem perspectivas de liberdade, o que irá transmitir aos seus devotos? Ficar resignado não faz parte da natureza dos combatentes fanáticos.

Os doutores da Medicina formam uma casta neste País. Desfilam com reizinhos na região abdominal. A casta impede ou dificulta a abertura de novas faculdades para manter a reserva de mercado. Filhinhos de papais e mamães formados em universidade públicas nas costas dos contribuintes, tripudiam sobre os desvalidos que sustentam seus privilégios. São eles mesmos que criticam os governantes e os privilégios alheios. Os bons profissionais com espírito humanitário e senso de ética são minoritários nessa casta.

The Gaulle assistiu à entrevista da sinhazinha de nariz de Pinóquio à TV Al-Jazeera para o mundo árabe, vasto mundo habitado por espíritos da paz e harmonia e também moinhos de guerra. Qual a mira do nariz de Pinóquio? De guerras bastam nossas tragédias do dia a dia.

Morrendo de amores pelo guru da seita vermelha, a sinhá propôs  cortar o pescoço da vereadora Marília Arraes para levar o apoio do cordão encarnado à reeleição de Paulo Câmara em Pernambuco, sob a condição de o governador trabalhar em favor do indulto para o chefe da camarilha atualmente preso em Curitiba. Liderança política em ascensão, Marília já beijou as barbas vermelhas e hoje seu pescoço está sendo usado como moeda de troca.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


14/05


2018

O Ministério dos Goelas

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Completamente nu, sorridente e feliz, o ministro dos Goelas da República concedeu uma entrevista na Esplanada dos Monastérios para falar sobre o preço da gasolina. Na vera, também podem chamar Ministério Pornô dos Juros e dos Impostos do Reino Parasitário dos Banqueiros.  

Vamos à entrevista. O ministro Pornô dos Juros e dos Impostos fez a seguinte delação, impunemente: 45 % do preço dos combustíveis no Brazil são feitos de impostos federais. Isto foi dito em plena luz do dia, diante de senhoras e crianças inocentes.

Sua excelência falou: Em vista do déficit fiscal, nós da República Parasitária dos Banqueiros não cogitamos nenhuma possibilidade de redução de impostos, proclamou, nuzinho da silva. Todos as príncipes do poder, os caboclos mamadores e parasitas desfilam nuzinhos, dos piolhos da cabeça até o dedão do pé, nas suas carruagens em Brasília et Orbi.

O momento mais emocionante da entrevista aconteceu quando o ministro do Reino dos Banqueiros, em meio às gargalhadas, anunciou a previsão do déficit fiscal do Brazil, de 159 bilhõezinhos de reais, ou um pouquinho menos, de 136 bilhõezinhos. Os fogueteiros do Ministério dos Juros lançaram rojões e fogos de artifício, enquanto o ministro recebia dezenas de buquês de flores enviadas pelas lobas e lobos do sistema financeiro.

A carga tributária no Brazil é pornô. O objetivo do sexo explícito tributário é esfolar os contribuintes e as empresas, para não usar outra palavra, ou um palavrão. Ilustração aproximada: quanto custa, exemplo, um automóvel tipo classe média nos Estados Unidos: digamos, 40 mil dólares; no Brazil, no mínimo, 80 mil dólares.

Qual a explicação? Carga tributária, encargos e custos trabalhistas. Encargos e custos não são salários, vão para a goela do Governo.Para onde vão os impostos? Para os goelas da República. O exemplo aplica-se a qualquer outro item, de calçados, têxtil, mecânico, elétrico ou eletrônico. O nome disso é extorsão tributária, herança nefasta do “quinto dos infernos”, queiram ou não queiram os doutores.  

O Copom – Comitê de Política Monetária é fantasia. O Copom fixou a taxa Selic do Banco Central em 6,5 % ao ano. E daí? Os juros do cheque especial e dos cartões de crédito aos consumidores vão além de 300 % ao ano. A agiotagem e as arapucas financeiras mandam mais que o governo, ou governam mais que o governo. 

A lenda do banqueiro de olho de vidro não é lenda, é real. O olho de vidro tem mais calor humano. O olho de vidro nomeia e demite ministros nesta República de Banqueiros. Faz parte do show da ditadura do sistema financeiro parasitário. 

O crime perfeito existe: a dívida pública na casa dos 3,55 trilhões de reais, igual a 3.550 gigas denários. O Brazil deve aos banqueiros e os banqueiros devem ao Brazil. Os brasileiros devem a si mesmos, pois o dinheiro dos banqueiros sai do bolso de todos nós. É um nó nas tripas. 

Ao passear na Esplanada dos Monastérios e presenciar as cenas de nudismo no Ministério Pornô dos Juros e da Fazenda dos Banqueiros, um gurizinho gritou: “Os goelas da República estão nus”.

Os goelas mandaram capar o gurizinho, multá-lo, esfolá-lo e enquadra-lo nos crimes de lesão tributária.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha


07/05


2018

Coração do Brazil é um vulcão

MONTANHAS DA AL-JAQUEIRA – Saudades do ministro da Guerra, Raul Jungmann! Onde tá tu, Raul? Tá no Rio de Janeiro? Tá no Planalto? Tá na planície? Tá nas fronteiras do Brazil? O presidente Michel Temer é um cara malvado. Jogou uma bomba atômica na caixa dos peitos de RJ. Missão heróica: apascentar o coração do Brazil. 

O coração do Brazil hoje é um vulcão.

A guerra no Brazil é subterrânea, nas cavernas, nas emboscadas, nas moitas, nos abismos. O Rio de Janeiro, ministro RJ, é um vulcão em erupção, é ingovernável. Nem o norte-coreano Kim Jong-um, nem o Papa é capaz de pacificar as guerras aos pés do Cristo Redentor.

Os 15.735 quilômetros de fronteiras terrestres do Brazil, da Guiana Francesa ao Uruguai, são ingovernáveis. Quando eu crescer e for nomeado ministro da Guerra pelo futuro presidente Michel Temer Bisneto, eu vou decretar intervenção federal nas fronteiras do Brazil. 

Barbarizaram, esculacharam, degradaram, esfolaram nosso Brazil. Faz lembrar o personagem Santiago Nasar ao final do romance “Crônica de uma morte anunciada”. “Empapado de sangue, levando nas mãos o cacho de suas entranhas, deixando no ar o horrível cheiro de merda, Santiago falou para a tia Wenefrida: “Me mataram, querida Wene!” Ainda hoje estão esfolando as tripas do Brazil.  

A corrupção, o mandonismo, o autoritarismo, o parasitismo do Estado brasileiro, a extorsão tributária, a opressão contra os mais humildes, a violência e os traços culturais da escravatura fazem parte das nossas honoráveis tradições desde os tempos coloniais.

Os impostos hoje são o dobro do “quinto dos infernos” (20 por cento) dos tempos coloniais. O sistema tributário funciona como uma extorsão legalizada para esfolar os contribuintes, asfixiar as empresas e extorquir os consumidores. Exemplo: um automóvel top de linha em nosso País custa em média o dobro do valor vigente nos Estados Unidos, por conta dos impostos extorsivos que alimentam os governos corruptos e incompetentes e as castas de servidores.

As leis trabalhistas – CLT foram implantadas durante Estado Novo de Vargas, em 1943, sob inspiração da “Carta Del Lavoro da ditadura fascista de Benito Mussoline na Itália (de 1925 a 1939). 

Em Pernambuco o famoso “Acordo do Campo” foi celebrado pelo Governo Arraes, idos de 1963, com os bárbaros usineiros e fornecedores de cana. Até então, imperava a “lei do cambão”. Carteira de trabalho assinada e salário mínimo nem pensar. Os usineiros não foram pródigos nem para si mesmos, pois não construíram riquezas, a maioria deles faliu, existe um legado de indigências na Zona da Mata.    

No paralelo, a legislação trabalhista paternalista criou uma categoria de parasitas, os pelegos sindicais. Eles não fiam nem tecem, são sanguessugas que defendem seus próprios privilégios em nome dos trabalhadores e desqualificam as relações trabalhistas.  

Os vermelhos que hoje, de modo leviano, chamam de fascistas os defensores das mudanças na CLT fingem ignorar este fato histórico (ou são mesmo ignorantes). A caterva vermelha de hoje tem saudades do fascismo de ontem.

A realidade virou pelo avesso. Os micros, pequenos e médios empresários, que movem a economia, têm medo de contratar trabalhadores por causa da cultura de conflito social, do custo do emprego, dos encargos sociais e dos impostos. E assim caminha o retrocesso social, cultural e institucional.


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores