Versão Agreste Setentrional

21/04


2017

Coluna da sexta-feira

   No Ceará também tem disso

Aos que acham que Pernambuco é uma ilha de exceção em violência: na Grande Fortaleza, anteontem, uma série de arrastões resultou em cinco incêndios a ônibus, 22 ataques a coletivos, um banco e três delegacias metralhadas. Transferências de presos e mudanças nos presídios foram apontadas em uma carta deixada no local de um dos incêndios como sendo motivação para os ataques. A Secretaria da Segurança não confirma relação com problemas em presídios e diz que as motivações estão sendo investigadas.

Oito pessoas foram presas suspeitas das ações. Um motorista e um cobrador ficaram feridos. Um ônibus que fazia a linha Arvoredo/Parangaba no Bairro Mondubim foi queimado. Outro coletivo da linha Vila Velha-RioMar Kennedy foi o primeiro a ser incendiado. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindionibus) informou que um veículo foi incendiado no Bairro Mucuripe e um terceiro da Linha Antônio Bezerra/Bairro Padre Andrade.

No quarto ataque, na comunidade Jardim Fluminense, o incêndio a ônibus deixou queimaduras em 90% do corpo de um cobrador e foi em frente a uma escola municipal, que terá de suspender aulas, segundo um funcionário. O cobrador está internado no Instituto Dr. José Frota. Os ataques a ônibus ocorreram a partir do meio-dia em bairros como Barroso - o primeiro deles -, Edson Queiroz e Barra do Ceará, além de cidades como Horizonte.

Nestes três casos, criminosos jogaram gasolina e atearam fogo. Ainda segundo o Sindionibus, apesar dos ataques, não há previsão de retirar os ônibus de circulação novamente. Por causa dos ataques, alguns simultâneos, os ônibus deixaram de circular durante a tarde da última quarta-feira; faculdades suspenderam aulas; muita gente ficou sem opção para voltar para casa, e o transporte alternativo passou a cobrar valores superfaturados.

À noite, prédios públicos passaram a serem alvos. Três delegacias sofreram ataques de criminosos na Grande Fortaleza. O primeiro ataque foi registrado, segundo a Polícia Militar, na Delegacia de Pajuçara. De acordo com a polícia, homens armados atiraram contra a vidraça da unidade. Ninguém ficou ferido. A polícia está investigando se foi o mesmo grupo que atacou uma agência bancária da Caixa Econômica Federal.

No 33º Distrito Policial no Bairro Goiabeiras, em Fortaleza, também houve ataque. A polícia informou que quatro homens em duas motos disparam contra o distrito. A vidraça foi quebrada e o grupo conseguiu fugiu. Ninguém ficou ferido. A delegacia recebeu reforço da Polícia Militar. E no 8º Distrito Policial, no Bairro José Walter, um carro foi incendiado. A polícia disse que dois homens chegaram e colocaram gasolina em um carro apreendido que estava estacionado no pátio. O veículo ficou destruído. Por sorte ninguém ficou ferido.

VEZ DOS GOVERNADORES– O Supremo Tribunal Federal (STF) já encaminhou à Procuradoria Geral da República os casos que podem dar início a investigações contra governadores no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Isso significa que, formalmente, a PGR está autorizada a pedir investigações sobre governadores à corte. O relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, deu vista à PGR a todas as petições sobre governadores. Agora, a procuradoria pedirá ao STJ a análise dos pedidos de investigações contra os políticos, o que ocorrerá em breve.

Trégua em CaruaruDerrotado pela prefeita Raquel Lyra (PSDB) na disputa no segundo turno em Caruaru, o deputado Tony Gel (PMDB) deu uma espécie de trégua à tucana e se recusa a avaliar seus primeiros cem dias de gestão. “É muito cedo ainda”, alega o parlamentar. Tony está de olho nas principais promessas de campanha da adversária e agora prefeita, entre elas a de abrir oito mil vagas em creches para filhos de famílias carentes. “Vou aguardar que ele complete um ano”, ressalta o deputado.

Mendonça convocado– A Comissão de Educação do Senado aprovou, ontem, requerimento do senador Humberto Costa (PT) convocando o ministro da Educação (MEC), Mendonça Filho, para explicar os cortes em programas considerados prioritários ao Brasil, como o Ciência sem Fronteiras, o Fies e o ProUni. A ida do ministro ficou marcada para o dia 16 de maio. “O desmonte das políticas da pasta é um absurdo, pois prejudica milhões de brasileiros que já vivem hoje grandes dificuldades diante da crise econômica”, disse o petista para acrescentar: “Não dá para ficar punindo quem mais precisa, principalmente os mais jovens. Essas medidas adotadas pelo ministro Mãos de Tesoura não têm qualquer fundamento cabível”.

Sai o Eixo Norte - As obras remanescentes da primeira etapa (1N) do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco podem ser retomadas já na próxima semana. O Ministério da Integração Nacional assinou, ontem, contrato com o Consórcio Emsa-Siton, que apresentou a melhor proposta no processo de licitação RDC 7/2016-MI. A previsão é de que as águas do rio São Francisco corram pelas estruturas físicas de todo o Eixo Norte e cheguem ao Ceará até o final de 2017. Esse trecho foi projetado para beneficiar mais de sete milhões de pessoas no Estado e também no Rio Grande do Norte, Pernambuco e Paraíba.

Prefeita diplomada A prefeita eleita de Ipojuca, Célia Sales (PTB), em pleito suplementar no último dia 2, foi diplomada, ontem, junto com a vice-prefeita Patrícia de Leno, numa solenidade bastante concorrida, realizada no Fórum Municipal. A nova gestora terá pela frente grandes desafios, sendo o principal a atração de investimentos para o porto de Suape, que perdeu um grande número de postos de trabalho devido ao agravamento da crise. Célia foi eleita em função do seu marido Romero Sales, o mais votado no pleito de outubro do ano passado, ter sido proibido de disputar a nova eleição. Entre outras prioridades, a implantação de programas sociais e aumento do número de vagas nas escolas municipais.

CURTAS

TAPA-BURACO– O Departamento de Estradas e Rodagem (DER) iniciou a operação tapa-buraco na PE-126, contemplando o trecho que vai do entroncamento da BR-101, em Palmares, até o entroncamento com a BR-104, em Quipapá. A iniciativa visa proporcionar melhoria na mobilidade e reforço na segurança dos usuários. Os serviços também vão facilitar o escoamento da produção agropecuária da região.

NA FAROL FM – O radialista e ex-vereador Valdemir Cintra, de Belo Jardim, estreia, amanhã, na Rádio Farol FM-90,5, de Taquaritinga do Norte, no horário das 14h30 às 17 horas, o programa “Balaio de cultura e conversas”. Com o talento que Deus lhe deu, Valdemir focará seu programa no resgate da cultura nordestina, em notícias em tempo real e entrevistas.

Perguntar não ofende: Para onde foram os outros três meses de salário dos servidores terceirizados do hospital Dom Moura, em Garanhuns? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam. Lula presidente. Deus é fiel.

Nehemias

Os golpistas precisam correr, as pesquisas mostram isso... 47%

Nehemias

Lula 2018 não há outro caminho, opção única!

Nehemias

Tchau Querida! Temer/PSDB acaba de vez com Farmácia Popular, criada por Lula, que vendia medicamentos com 90% de desconto. A direita se ferrou, acho é pouco.

marcos

O \"dono\" do sítio também seria o \"dono\" do triplex? Léo Pinheiro, no seu depoimento a Sérgio Moro, disse o seguinte sobre a titularidade do triplex no Guarujá... \"Depois iria ser encontrada uma forma de transferência (do triplex) para alguém que o presidente determinasse ou para família dele mesmo\". Como a cozinha do triplex foi comprada pela OAS no nome de Fernando Bittar, seria ele esse \"alguém que o o presidente determinasse\"? Fernando Bittar já é \"dono\" do sítio de Atibaia. Cada vez Lula se complica mais!


Versão Sertão do Pajeú

Confira as últimas colunas

24/04


2017

Coluna da segunda-feira

Louvado seja o Salgueiro!

Saio, hoje, neste comentário, da temática política para louvar o guerreiro time do Salgueiro, que representa o Interior e, especialmente, o Sertão, na final do campeonato pernambucano de futebol. Quem viu a semifinal contra o Santa Cruz, meu clube de coração, percebeu que a garra, a fúria e a valentia são produtos da mesma energia que brota da terra seca, do jeito valente de ser sertanejo.

Não é fácil para quem nasce e vive nas entranhas do Sertão euclidiano superar as adversidades cruéis para entrar na elite do futebol pernambucano. Quem nasce em chão que não ver chuva, mas que tem um canto belo, venha de onde vier, do sabiá, da acauã ou do repentista, parece condenado à pobreza, ao isolamento. Por isso, momentos de raras felicidades, como estar numa final no futebol, merece o tilintar de um champanhe.

O Salgueiro encarnou também a máxima de Euclides da Cunha, que disse que o sertanejo é antes de tudo um forte. Os atletas salgueirenses foram, na prática, o exército de Antônio Conselheiro, que não se rendeu um só instante. Luiz Gonzaga, o rei do baião, esteja onde estiver, deve estar comemorando, porque ninguém mais do que ele difundiu o Sertão e sua gente.

Uma das suas frases antológicas traduz isso tudo: “Quero ser lembrado como o sanfoneiro que amou e cantou muito seu povo, o Sertão, que cantou as aves, os animais, os padres, os cangaceiros, os retirantes, os valentes, os covardes, o amor”. Certamente, se ainda estivesse entre nós, Gonzagão cantaria o Carcará, símbolo do Salgueiro Futebol Clube, que virou uma bela melodia pela veia talentosa do maranhense João do Vale. 

”Carcará/ Lá no sertão/É um bicho que avoa que nem avião/É um pássaro malvado/Tem o bico volteado que nem gavião/Carcará/Quando vê roça queimada/Sai voando, cantando/Carcará/Vai fazer sua caçada/Carcará come inté cobra queimada/Quando chega o tempo da invernada/O sertão não tem mais roça queimada/Carcará mesmo assim num passa fome/Os burrego que nasce na baixada/Carcará/Pega, mata e come/Carcará/Num vai morrer de fome/Carcará/Mais coragem do que home/Carcará/Pega, mata e come”.

Com dizia Luiz Gonzaga, louvado seja o Sertão, recorro aos seus préstimos: Louvado seja o Salgueiro!

TEM PROVAS No seu interrogatório ao juiz Sérgio Moro, o empresário Léo Pinheiro, dono da OAS, revela que esteve no triplex com Lula e a mulher, em fevereiro, e, em agosto, com dona Marisa Letícia. Outras provas também já foram juntadas ao processo. Os procuradores conseguiram, com empresas telefônicas, registros de ligações entre Léo Pinheiro e pessoas ligadas ao Instituto Lula. O relatório mostra que, entre 2012 e 2014, foram 192 telefonemas entre Léo Pinheiro e Paulo Okamoto, presidente do instituto, e uma das pessoas mais próximas a Lula.

Dono do time vira prefeitoQuando levou o Salgueiro à semifinal pela primeira vez em 2012, o empresário Clebel Cordeiro nem imaginava trocar os bastidores do futebol, como presidente do clube, pela vida pública. Eleito prefeito, quem sabe o destino não reservará a alegria de ver o seu time campeão com ele no poder! As apostas já começaram. O Carcará leva a vantagem de ter feito a melhor campanha e com isso disputar a final em casa, no estádio Cornélio de Barros.

Efeito devastador– A recessão, a queda do preço do petróleo, a redução dos gastos do Governo e a operação Lava Jato, que investiga esquema de corrupção envolvendo a Petrobrás, empreiteiras e agentes do Governo, tiveram efeito devastador no emprego. Levantamento pelo jornal Estado de São Paulo mostra que, somente entre funcionários diretos e terceirizados das empresas envolvidas, o corte de vagas entre o fim de 2013 (antes da deflagração da Lava Jato, em março de 2014) e dezembro de 2016 foi de quase 600 mil pessoas. Analistas apontam que o efeito foi ainda maior, quando se consideram as vagas indiretas.

Sexta tem greve-geral - Centrais sindicais organizam greve geral (ou paralisação nacional) para a próxima sexta-feira. Pode ser a maior mobilização de trabalhadores e de diversos setores da sociedade dos últimos 30 anos. O protesto contra as reformas da Previdência e trabalhista e a Lei da Terceirização está sendo convocado por oito centrais sindicais que, juntas, representam mais de 10 milhões de trabalhadores. Segundo sindicalistas, a última grande paralisação envolvendo diversas categorias ocorreu em 1986, durante o governo Sarney, contra o Plano Cruzado.

Start para duplicaçãoO ministro dos Transportes, Mauricio Quintela, vem ao Recife, na próxima quinta-feira, na comitiva do presidente Temer, que cumpre agenda no porto de Suape. Ao lado do secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, na foto ao lado, Quintela estende sua programação no Estado indo ao município de Xexéu, na Zona da Mata, para liberar um trecho concluído de 10 km da BR-101. Na semana passada, durante encontro em Brasília com Quintella, Sebastião recebeu o start para abrir a licitação da duplicação da BR-423, que liga São Caetano a Garanhuns.

CURTAS

FUNDAJ– O ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou a liberação de R$ 264 mil para as obras de restauro e reparação da unidade do Derby da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no Recife. O custo total da obra, iniciada em 2015, é de, aproximadamente, R$ 5 milhões. Desse valor, R$ 2,5 milhões já foram liberado. “Assumi o Ministério da Educação em uma condição onde só na rede de educação vinculada à pasta havia 700 obras paralisadas em todo o País”, disse o ministro.

CAPACITAÇÃO – Moradores do Ibura, no Recife, interessados em se capacitar para abrir ou gerenciar melhor seu próprio negócio podem participar, a partir de hoje, da Sala do Empreendedor nos Bairros, ação itinerante realizada pela Prefeitura do Recife. A atividade é gratuita e acontecerá até a próxima sexta-feira, a partir das 18h30, na Escola Estadual Jordão Emerenciano, fruto de parceria entre a PCR e o Sebrae. As inscrições são realizadas no local e por ordem de chegada.

Perguntar não ofende: Ainda tem reforma da Previdência?  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Não existe imparcialidade. Todos são orientados por uma base ideológica. A questão é: Sua base ideológica é Inclusiva ou excludente?

Nehemias

A burguesia fede – não só mentalmente, mas fisicamente.

Nehemias

Temer Zomba Do Papa Francisco E Recebe Dura Resposta Na Homilia De Dom Angélico. https://www.youtube.com/watch?v=_OS_u6WzTDY

Nehemias

Três caciques abatidos. Aécio, Alckmin e Serra .

Nehemias

Defender Lula é defender a democracia. e quiserem nos derrotar que nos derrotem na urna. Apresentem os seus projetos, digam o que vocês defendem. Não impeçam o nosso país de olhar para o futuro e deter na figura do presidente Lula a grande liderança política que pode sim nos conduzir para enfrentar este cenário vergonhoso que estamos mergulhados hoje.


Versão Mata Sul

22/04


2017

Coluna do sabadão

       “Rachas” na Via Mangue

Quando cai a noite e o movimento diminui nas vias do Recife, a Via Mangue, em Boa Viagem, mais parece uma pista de corrida. Na rodovia, que é expressa, a velocidade máxima permitida é de 60 quilômetros por hora, mas, sempre por volta das 23h das quartas e quintas-feiras, motoqueiros realizam competições e chegam até a andar na contramão, pondo em risco as próprias vidas e as de quem circula corretamente pelo local.

Um dos “rachas”, que são disputas ilegais de velocidade, foi flagrado pela TV Globo, em que foram contadas ao menos 11 motos envolvidas, todas em velocidades acima da permitida na Via Mangue. A pista é monitorada por várias câmeras de segurança e, ao longo do percurso, existem vários radares, que parecem não intimidar quem anda fora da lei.

Para praticar os rachas, eles fazem uma volta de reconhecimento da pista, para ter a certeza de que ninguém vai incomodar. A TV Globo acompanhou um grupo com sete motociclistas, que, antes de entrar na Via Mangue, exibem as altas cilindradas das motos. O grupo de infratores circula livremente na via, sem ser parado por ninguém.

Existe uma Lei Federal que proíbe a prática de rachas, com penas que variam entre seis meses e dois anos de prisão. Segundo o gerente de fiscalização do Detran, Paulo Paz, a infração é passível de multa gravíssima, com suspensão do direito de dirigir e remoção do veículo.

"Geralmente, são grupos bem articulados, que marcam os encontros pela internet. O Detran trabalha com carros e motos descaracterizados, em conjunto com batedores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), para buscar os motociclistas. Também vamos intensificar as fiscalizações junto à Polícia Militar”, prometeu.

Técnico em eletrotécnica, Bruno Cordeiro também precisa passar pela Via Mangue para chegar a qualquer lugar da cidade, e se preocupa, além dos acidentes, com a insegurança no local. “Você vê muita gente na pista. Os caras pulam na frente da gente. A pista está sem os alambrados e qualquer um pode passar de um lado para o outro, tentar assaltar e voltar para a comunidade. Não tem como se proteger”, disse.

Segundo a Polícia Militar, o 18º Batalhão faz rondas na Via Mangue, além do vide monitoramento, mas não há registros de ocorrências de rachas ou denúncias em nenhum dos canais de comunicação com a corporação. Robson Graciniano, um dos motoristas que precisa passar pela Via Mangue, diz que é muito esquisito e a iluminação é muito baixa. “É bem arriscado, passo por aqui todos os dias e nunca vi polícia passar. Passo com muito medo”, afirmou.

VAI SOBRAR ALGUÉM?– Com a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou abertura de 76 inquéritos para investigar pessoas citadas nas delações da Odebrecht, subiu para 195 o número de investigados na Corte a partir da Operação Lava Jato. Antes das decisões, 109 parlamentares, ministros e outros envolvidos eram investigados no STF. Entre os parlamentares que serão processados no Supremo Tribunal Federal estão 16 nomes do PT, 14 do PMDB e 11 do PSDB. Todos foram citados nos depoimentos de delação premiada de ex-diretores da empreiteira, uma das maiores doadoras para campanhas políticas no País.

Esvaziamento e saia justaA agenda da caravana da oposição em Garanhuns foi recheada de visitas a obras do Governo, mas a plenária na Câmara de Vereadores, último compromisso da quarta-feira, não contou com os prefeitos da região integrantes do campo da oposição ao governador, como Armando Souto, de Caetés e Luis Aroldo, de Águas Belas. A estrela solitária foi Felipe Porto (PSD), de Canhotinho. Os sete deputados – Teresa Leitão (PT), Álvaro Porto (PSD), Augusto César (PTB), Edilson Silva (Psol), Júlio Cavalcante (PTB), Socorro Pimentel (PSL) e Priscila Krause (DEM) – ainda passaram por uma saia justa. A vereadora Afra Betânia Monteiro (PTB), da base do prefeito Izaias Régis (PTB), os constrangeu com uma pergunta: se tinham apresentado um único projeto na Assembleia em favor de Garanhuns.

Pernambuco em ação– Em razão de três feriadões seguidos, o Governo deu um timing na agenda dos seminários “Pernambuco em ação”, que começou por Afogados da Ingazeira e já passou por Petrolândia, Arcoverde, Garanhuns e Santa Cruz do Capibaribe. No início do próximo mês, deve ser retomado pela cidade de Palmares, contemplando os municípios da Mata Sul. Em seguida, o governador Paulo Câmara e sua comitiva voltam para o Sertão. Faltam ainda o Sertão Central (Salgueiro), do Araripe (Araripina) e do São Francisco (Petrolina).

O bicho vai pegar - Nas conversas com o Ministério Público Federal, Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, prometeu ainda mais informações do que aquelas apresentadas em depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância. O centro das tratativas do acordo diz respeito ao Lula, como já ficou demonstrado quando Léo Pinheiro disse na última quinta-feira que o ex-presidente o orientou a destruir provas. Mas também perpassa pela relação da companhia com o PT e seus tesoureiros.

Voto contra O deputado Zeca Cavalcanti (PTB) votou contra ao pedido de urgência da proposta de reforma trabalhista derrotado no plenário da Câmara dos Deputados por 230 a 163 votos e uma abstenção. O parlamentar trabalhista já tinha se pronunciado contra a reforma trabalhista enviada pelo Governo durante entrevista em uma rádio de Arcoverde. O requerimento encurtaria os prazos para votação em plenário, possibilitando sua análise na próxima quarta-feira. Agora, o projeto precisa seguir os prazos regimentais na comissão que analisa o tema.

CURTAS

TEATRO– O vereador Marcelo Gomes, da bancada do PSB na Câmara de Caruaru, aprovou na Casa proposta de sua autoria para municipalizar o teatro João Lyra Filho, pertencente à Fundação Assistencial, Cultural e Educacional – Facec. “Mesmo com o esforço heroico do pessoal da Associação dos Artistas de Caruaru, que hoje comanda o Teatro, a falta de investimentos limita as possibilidades de promoção de seminários, oficinas, cursos, festivais e outras exibições musicais, de teatro e artes cênicas”, alega.

EXPOSIÇÃO – O secretário de Agricultura, Nilton Mota, abriu a 40ª Exposição de Animais de Carpina, no Parque Senador Paulo Guerra, ao lado do prefeito Manoel Botafogo, do deputado estadual Vinicius Labanca, do presidente da Associação dos Criadores da Mata Norte, João Borba, e do presidente da Sociedade Nordestina dos Criadores (SNC), Emanuel Rocha. O evento atrai criadores e empresas do segmento agropecuário e deve comercializar mais três mil animais.

Perguntar não ofende: Palloci está disposto mesmo a entregar o amigão Lula?  


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Luiz Maia e outros imbecis iguais a ele é que deveriam estar presos. Esses canalhas não merecem um bom dia de nenhum homem de bem. Esse elemento traduz o eleitorado da OCRIM. Uma parte é formada por alienados e idiotas, a outra, por bandidos e ladrões da pátria.

Nehemias

Peço a Deus pela recuperação de José Serra, em coma no Sírio Libanês.

Nehemias

Não perca hoje no JN: Lula, Lula, Lula, Lula, tríplex, Lula Lula Lula, sítio, OAS, Lula, Lula, Lula, o ex-presidente Lula...Tem alguém com tanto brilho?

Nehemias

Aécio evita aeroportos públicos desde delações e só anda em jatinhos particulares.

Nehemias

Ex Ministro José Serra entrou em estado de coma! O Melhor disso tudo que não vi ninguém da esquerda mandá-lo ir para o SUS


Versão Agreste Setentrional

20/04


2017

Coluna da quinta-feira

     Ratos e prisões 

Nesse festival de horrores que a televisão apresenta todos os dias, por conta das atividades da Odebrecht, o primeiro prêmio vai para os parlamentares aquinhoados com propina por terem aprovado medidas provisórias favorecendo a empreiteira. Vale o mesmo para a votação de projetos de lei. O ex-vice-presidente de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho afirmou em seu acordo de delação premiada que a construtora pagou R$ 7 milhões a parlamentares de destaque no Senado e na Câmara para garantir a aprovação de uma medida provisória de interesse da companhia no Congresso.

Os recursos, segundo o executivo, foram destinados aos senadores Romero Jucá (PMDB-RR), Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), favorito para suceder Renan na presidência da Casa em 2017, Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, e Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA). De acordo com delator, Jucá, Renan e Eunício formam o que ele classifica de "grupo dominante do PMDB no Senado". "Esse fato dá a esse núcleo grande poder de barganha, pois possui a capacidade de praticamente ditar os rumos que algumas matérias serão conduzidas dentro do Senado", afirmou Melo Filho.

Quer dizer, na Câmara e no Senado existem ratos que votaram legislação beneficiando negócios escusos, recebendo milhões pelos serviços prestados. Valeria à pena o Governo identificar que medidas provisórias e que leis foram editadas dentro desse modelo. Não só para revogá-los, mas, em especial, para obter o ressarcimento do roubo. Seria bom, também, identificar os líderes dos partidos comprometidos com a tramitação dos projetos fajutos.

O grave nessa substituição das obrigações parlamentares por dirigentes empresariais é que muitos deputados e senadores aprovaram sem saber a origem e os interesses daquilo que votaram. Alguns imaginaram estar prestando favores ao governo. Outros sequer cogitaram saber por quê. Os bandidos, porém, não se esqueceram de cobrar pelos votos. As investigações começaram a chegar aos governos estaduais. São de estarrecer. Também não escapam as prefeituras. Ninguém se espante se alguém gritar: “Teje todo mundo preso!”

CAIXAS ALIVIADOS– Enfim, a Câmara dos Deputados aprovou, na terça-feira passada, o texto-base do projeto que trata da recuperação fiscal dos estados endividados. A medida foi aprovada com 301 votos a favor, 127 contra e 7 abstenções. Faltam votar ainda os destaques à proposta, previstos para a sessão de ontem. O Projeto de Lei Complementar (PLP) 343/17 permite que estados com alto endividamento e problemas de caixa tenham o pagamento da dívida com a União suspenso por três anos, desde que atendam a um ajuste fiscal. Após esse período, os estados voltam a quitar seus débitos, mas ainda com parcelas reduzidas.

Mandacaru fuloradoChamado de mandacaru pela deputada Teresa Leitão (PT), numa rádio, ontem, em Garanhuns, o secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, reagiu com bom humor às provocações da petista, que não gostou da dura nota do auxiliar do governador tachando a bancada de oposição de mentirosa. Com a ressalva de que era amigo da parlamentar, Sebastião respondeu a cutucada com um verso: “Sou um mandacaru fulorado/Desse torrão esturricado/Do meu sertão arretado/Que quando recebe água fica feliz com chão molhado/ É tanta sede que fico emocionado”.

Sem piso e greve– Os professores da Rede Municipal de ensino de Caruaru cobram da prefeita Raquel Lyra (PSDB) uma série de direitos não cumpridos com a categoria, dentre eles o pagamento do piso nacional. Além das negociações na estaca zero, a Prefeitura não paga, como manda a lei, o Piso Nacional da categoria, assim como não dialoga. Por quase toda a manhã de ontem, muitos professores permaneceram no hall da sede da Prefeitura em protesto contra o silêncio da gestão. Outro ponto destacado na manifestação foi à falta de diálogo na Mesa de Negociação para revisão do polêmico PCC da categoria. No final da manifestação, o Sindicato dos Profissionais em Educação anunciou que os professores decidiram entrar em estado de greve nos próximos 30 dias.

Cinquentenário – Do prefeito Geraldo Júlio (PSB) em discurso nas comemorações dos 50 anos do voo da TAP do Recife para Lisboa: “Eu quero agradecer a TAP pelo que ela vem realizando nestes 50 anos, que não é pouca coisa. São 50 anos, sem interrupção, desta ligação do Recife com a Europa, através de Portugal. Uma empresa jovem à época, com 22 anos, que tomou uma decisão importante e hoje é muito madura com 72 anos. Desde então, a TAP já tinha uma disposição de olhar para o futuro”. O prefeito lembrou ainda da parceria entre a Prefeitura do Recife, o Governo de Pernambuco e a empresa para promover o turismo do Estado para os seus passageiros.

João Carlos tira o chapéu para o blogRecebi, ontem, de próprio punho, do empresário João Carlos Paes Mendonça, presidente do Grupo JCPM, ao qual é integrado o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, uma carinhosa e atenciosa mensagem de congratulações pela passagem do 11º aniversário deste blog: “Prezado Magno Martins, parabéns pela passagem dos 11 anos de atividade do seu blog. A homenagem feita pela Assembleia Legislativa é mais do que justa para uma pessoa que vive a notícia 24 horas por dia. Abraços, João Carlos Paes Mendonça”.

CURTAS

DISCRIÇÃO– Embora tenha feito na presença dos deputados da oposição um discurso duro em cima do Governo e do próprio governador Paulo Câmara, durante audiência em seu gabinete, o prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), não acompanhou a agenda da caravana parlamentar oposicionista ao longo do dia, que incluiu visita a obras paradas, a projetos inacabados e reuniões com vereadores. Só apareceu depois na plenária popular, no início da noite.

TEM BOI NA LINHA – Dentre as denúncias mais graves que os deputados receberam, ontem, no circuito Garanhuns, a que mais chamou atenção foi a que chegou, por escrito, ao deputado Álvaro Porto (PSD) durante visita ao hospital regional Dom Moura. Partiu de servidores terceirizados, que, segundo eles, foram obrigados a assinar documento de pagamento de salários referentes ao período de seis meses, quando, na verdade, só embolsaram três meses.

Perguntar não ofende: Para onde foram os outros três meses de salário dos servidores terceirizados do hospital Dom Moura, em Garanhuns? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam. Lula uma lágrima de Cristo.

Nehemias

Lula segura na mão do povo e vai, reconquistar o que sempre foi teu. Lula 2018.

Nehemias

. Delator entregou documento apontando que Geraldo Júlio recebeu R$ 500 mil da Odebrecht, afirma Janot. A Petição 6706, onde o esquema de corrupção envolvendo a empresa DAG, apontada como laranja da Odebrecht, em vários negócios, inclusive na PPP para construção do CIR de Itaquitinga e o Consórcio Advance/Socializa foram revelados em delações de Marcelo Odebrecht e por executivos, como Antônio Pacífico e Luiz Eduardo da Rocha Soares, revela que esse delator entregou aos investigadores um documento comprovando que o prefeito do Recife, Geraldo Júlio, à época candidato, pelo PSB, ao cargo, recebeu recebido R$ 500 mil da empreiteira.

Nehemias

Lula líder nas pesquisas . O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva segue como favorito na disputa pelo Planalto em 2018. Engula aí, seu pobretão manipulado pela rede globo.

Nehemias

Comunistas pensam como os cristãos.



19/04


2017

Coluna da quarta-feira

 Situação de Bruno parece confortável  

Entre os pernambucanos incluídos na lista de Fachin, autorizando o Supremo a fazer investigações no esquema da Lava Jato, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, tem amplas chances de escapar. Tomando como base a delação do ex-diretor João Pacífico, da Odebrecht, o ministro não pode ser encaixado entre aqueles que receberam ajuda da empreiteira. Como o ministro já havia informado, o que recebeu foi contabilizado e devidamente prestado contas à justiça eleitoral.

Em artigo em seu blog, ontem, o jornalista Reinaldo Azevedo, relata trechos que leu das delações do ex-diretor da Odebrecht que cuidava dos interesses do Nordeste, José Pacífico. Nas respostas ao procurador que o inquiriu, Pacífico diz conhecer Bruno desde adolescente. Afirma ter relações pessoais com a família do agora ministro das Cidades. Diz que as doações da empresa a Araújo foram feitas em razão as relações pessoais, mas também porque se tratava de uma aposta de que viria a ser um político de destaque.

“Concretamente, o senhor se lembra de algum pedido feito, se ele [Bruno] trabalhou em favor da Odebrecht, em benefício da Odebrecht, alguma Medida Provisória, algum ato legislativo”, perguntou o procurador João Pacífico, que responde: “Não, não, não!” O ex-diretor nega com palavras e gestos, descartando peremptoriamente qualquer troca. E acrescenta. “Se isso aconteceu foi através de Cláudio Melo Filho. O que eu fiz foi apresentá-lo [Araújo] a Cláudio Melo”.

O procurador voltou a questionar se ele havia falado alguma coisa por intermédio de Cláudio Melo? Pacífico também respondeu que não. Então é o caso de recorrer ao depoimento de Cláudio Melo Filho, sugeriu. E este, em seu depoimento afirmou: “Eu mantive com ele [Araújo] uma relação fraternal, institucional, profissional”.

E acrescentou: “Depois disso, em 2012, fui agraciado com a medalha Honra ao Mérito Legislativo, e a indicação foi do próprio deputado. Várias vezes nós almoçamos juntos, conversamos, nos encontramos em ambientes sociais aqui de Brasília. E gostávamos muito de falar de política (…). A gente sempre falava de política, de Brasil e do meu Estado natal (Bahia). Essa foi a minha relação. Da parte dele, não houve nenhuma solicitação de nada em termos de campanha, porque ele tinha a relação dele através do João Pacífico”.

O procurador ainda insistiu: “O João Pacífico relatou ao senhor em que o Bruno poderia ajudar ou estava ajudando os interesses da Odebrecht no Norte ou Nordeste?” Melo Filho disse não. Para encerrar, o procurador perguntou qual o interesse da companhia em contribuir com o deputado Bruno Araújo. Ele respondeu: “Bruno é um jovem talentoso politicamente, pelo menos no meu conceito; foi líder do partido dele ainda jovem, quer dizer, tem uma penetração no partido e no Congresso”.

As conclusões, antecipando um julgamento favorável a Bruno, são do próprio José Reinaldo: “Acho que já está bom, não? Pacífico diz que a Odebrecht fez duas doações — R$ 300 mil cada — pelo caixa dois, para campanhas eleitorais de Bruno. Mas nem ele nem Melo Filho relatam qualquer contrapartida do parlamentar pernambucano e agora ministro. Nada!

Marcelo Odebrecht, que tem hoje poder de vida e morte sobre os políticos, disse com todas as letras: há políticos honestos que receberam pelo caixa dois – e, pois, o dinheiro não era propina. E há desonestos que levaram propina pelo caixa um, com doações registradas. A Justiça garante a todos os mesmos direitos. E, por isso mesmo, tem de tratar desigualmente os que foram tornados desiguais em razão dos crimes que cometeram. O que vai acima relata, sim, caixa dois, mas não corrupção”.

PREVIDÊNCIA– O relator da reforma da Previdência Social, deputado Arthur Maia (PPS-BA), divulgou um esboço de seu parecer sobre as mudanças nas regras previdenciárias. A proposta final, porém, será apresentada somente, hoje, – e, até, lá, nada impede que sejam feitas novas alterações. De acordo com a apresentação do deputado, que foi divulgada para a imprensa, a idade mínima da regra geral de aposentadoria seria menor para as mulheres: 62 anos. Para os homens, a proposta continua em 65 anos. A proposta original do governo federal era estabelecer uma idade mínima única para ambos os gêneros, de 65 anos.

De braços abertosDiferentemente da postura que assumiu no seminário “Pernambuco em ação”, quando não recebeu nem ciceroneou o governador Paulo Câmara (PSB), o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), fiel escudeiro do senador e pré-candidato a governador Armando Monteiro (PTB), recebe logo cedo, hoje, por volta das 8h30m, toda caravana da oposição, sete deputados estaduais que cumprem agenda no município fiscalizando obras do Governo. Aos parlamentares, Régis dará explicações das razões que se recusou a recepcionar o governador.

Cobrança– Preocupado com o agravamento da violência em Pernambuco, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), cobrou, ontem, a execução das medidas anunciadas recentemente pelo Governo do Estado a fim de estancar os índices de “guerra civil” registrados neste ano. “Caso isso não ocorra, Pernambuco será transformado em uma verdadeira praça de guerra”, avalia. Diante do aumento explosivo do quadro no Estado, com registro de mais de 1,5 mil pessoas vítimas de morte violenta e mais de 500 estupros notificados apenas nos primeiros três meses de 2017, o governador Paulo Câmara (PSB) prometeu contratar mais profissionais à área de segurança, aparelhar a polícia e melhorar a condição de áreas de inteligência.

Propinas– O executivo Márcio Faria, da Odebrecht, revelou, em delação premiada, ter sido procurado, em 2010, por Aldo Guedes, que se dizia "o único representante" do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, para tratar de propinas de R$ 90 milhões, referentes a 2% do contrato da construtora com a Petrobras para construção da Refinaria Abreu e Lima, em Ipojuca. Do termo, ainda teriam sido pagas propinas para diretores da Petrobras, ao gerente do empreendimento e ao falecido deputado José Janene (PP). Eduardo Campos morreu em agosto de 2014 em um acidente de avião em Santos quando estava em campanha à Presidência da República.

PT prometeu, Mendonça fezO prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), ficou ancho da vida, como diz o companheiro José Adalberto Ribeiro, ao receber a noticia, ontem, do ministro da Educação, Mendonça Filho, da liberação de R$ 4 milhões para construção da escola integral educadora Zuleide Feitosa. Trata-se de uma unidade educacional top de linha, com 12 salas de aula, refeitório, quatro laboratórios, quadra coberta e todos os equipamentos de primeiro mundo. A escola foi uma promessa de Duque na campanha de 2012. Dilma prometeu, nas não cumpriu.

 

CURTAS

VIOLÊNCIA– Quinze municípios pernambucanos apresentaram aumento no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no primeiro trimestre deste ano. Desses, quatro estão na Região Metropolitana do Recife. As demais, no Interior, entre eles Caruaru, Araripina, Barreiros e Bom Jardim. Em Bezerros, somente em março 11 pessoas foram assassinadas. No Recife, o mês de março fechou com 96 assassinatos contra 74 em fevereiro e 70 em janeiro.

EMPREGO – As empresas que aderirem ao programa de proteção ao emprego, chamado agora de Programa de Seguro-Emprego (PSE), estão dispensadas de estar em dia com o pagamento de impostos e do recolhimento do FGTS e da contribuição previdenciária. A decisão de eliminar a certidão negativa, que facilitará e ampliará as adesões ao PSE, é do relator da Medida Provisória (MP) que muda e prorroga o Programa, senador Armando Monteiro (PTB), cujo parecer foi aprovado, ontem, na Comissão Mista que examina a MP.

Perguntar não ofende: A CUT tem tanto dinheiro assim para fazer pesquisa enchendo a bola de Lula? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Só lembrando: : As mãos que ajudam são mais sagradas do que os lábios que rezam. Lula uma lágrima de Cristo.

Nehemias

Só lembrando: É Deus no céu, e Lula na terra!

Nehemias

Juiz que recebe supersalário é corrupto.

Nehemias

Olha o poder do Lula, a globo passa duas horas por dia falando do Lula, você conhece alguém que tenha este brilho?

Nehemias

Comunistas pensam como os cristãos.


Flamac - 2

18/04


2017

Coluna da terça-feira

  Chove chuva, chove sem parar!

Deus tem sido generoso com o semiárido nordestino. As chuvas, tão ansiosamente aguardadas, parecem que chegaram com força, intensidade e disposição para encher reservatórios importantes no Estado. Três barragens localizadas no Sertão e uma no Agreste, segundo a Compesa, voltaram a armazenar água graças às chuvas registradas nas regiões, na última semana.

Em Custódia, no Sertão do Moxotó, a Barragem de Marrecas, que estava em colapso desde novembro de 2014, já conseguiu acumular 1,4 milhão de metros cúbicos de água, o que corresponde a 6,49 % da sua capacidade de armazenamento e vai permitir que a Compesa reative o sistema de abastecimento da cidade. No Sertão do Pajeú, a Barragem do Rosário, em Iguaracy, que secou em dezembro de 2015, começou a armazenar água.

Já a Barragem de Brotas, situada em Afogados da Ingazeira, e que estava inoperante há oito meses, acumulou 20% da sua capacidade total. As chuvas também levaram boas notícias para o Agreste. A Barragem de São Sebastião, que entrou em colapso em fevereiro deste ano, recuperou 20% da sua capacidade total, e até o final desta semana volta a abastecer a população de Panelas pela rede de distribuição.

Com o volume acumulado na Barragem de Marrecas, em Custódia, que tem a capacidade de acumular 21,6 milhões de metros cúbicos, a Compesa pretende dentro de 20 dias, restabelecer o sistema e fornecer uma vazão de 22 litros de água por segundo para o abastecimento da cidade, que hoje é atendida apenas por três poços de Vila de Fátima, localidade  próxima a cidade de Afogados da Ingazeira.

Com a colaboração de Marrecas, o abastecimento de Custódia vai contar com o volume total de 36 l/s, possibilitando a redução do rodízio atual, que é de cinco dias com água e 23 dias sem, para três dias com água e 16 dias sem. A água de Marrecas também vai garantir a manutenção do novo calendário por 11 meses na cidade. Já no Sertão do Pajeú, a Compesa dedica esforços para, dentro de dez dias, iniciar os testes para reativar a operação do Sistema Brotas, beneficiando as populações de Afogados da Ingazeira e Tabira - juntas, somam 69 mil pessoas (área urbana).

Hoje, as duas cidades são atendidas pela Adutora do Pajeú, que permite, em Afogados da Ingazeira, cumprir o calendário de dois dias com água e dez dias sem, enquanto que, em Tabira, o rodízio é de dois com água e até 20 dias sem. A Compesa realiza medições diárias do nível da Barragem de Brotas, que apresenta agora 4 milhões de metros cúbicos, e cujo volume acumulado vem aumentando dia a dia. A companhia trabalha para retomar a operação do sistema, tratar a água de Brotas e melhorar o abastecimento de Afogados da Ingazeira e Tabira.

O Sistema do Rosário ainda depende de mais chuvas na região para voltar a operar e abastecer 14 mil pessoas nas cidades de Iguaracy, Tuparetama e Ingazeira. Até o momento, as chuvas que caíram na região não foram suficientes para completar o volume morto, mas o rio continua afluindo para o Rosário, o que aumenta as chances de recuperação do manancial. Desde que a Barragem do Rosário (32 milhões de metros cúbicos) secou as três cidades passaram a ser atendidas pela Adutora do Pajeú, no regime de rodízio de dois dias com água e 10 dias sem o abastecimento.

AGRESTE–Até o final desta semana, os moradores de Panelas, no Agreste, voltam a receber água nas torneiras. Isso porque a Barragem São Sebastião registra 20% da sua capacidade de armazenamento - que é de 250 mil metros cúbicos de água - e tem condições de ofertar para a cidade a vazão de 10 l/s. A companhia ainda realiza ajustes operacionais no sistema de abastecimento e tratamento de água para retomar o fornecimento de água para a cidade. O novo calendário de abastecimento da cidade será divulgado até o final deste mês. Atualmente, Panelas recebe água por meio de seis estações de abastecimento, que são alimentadas por carros-pipas.

Perdão de dívidasTrabalhadores de baixa renda em Petrolina que acumulavam dívidas contraídas junto ao Banco do Nordeste na faixa de R$ 3 mil até o ano de 2011 foram contemplados com a liquidação de suas faturas. Com isso, podem obter novos financiamentos com juros diferenciados. A assinatura do termo de liquidação ocorreu, ontem, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, em ato em que estavam presentes o prefeito Miguel Coelho (PSB), e o senador Fernando Bezerra Coelho, que intermediou a negociação junto ao Governo Federal. De imediato, 308 agricultores foram beneficiados. “Estas pessoas precisam recuperar o ânimo e voltar a produzir, porque eu creio que o ano que vem será muito melhor que este que estamos atravessando”, afirmou o senador.

Projeto Orla– A Prefeitura do Recife começa a distribuir, hoje, os equipamentos do Projeto Orla, que serão utilizados pelos barraqueiros da praia de Boa Viagem. O projeto consiste na padronização e organização dos equipamentos dos comerciantes da faixa de areia no trecho que fica entre as ruas Antônio Falcão e Henrique Capitolino. Serão distribuídos umbrelones (tipo de guarda-sol maior), cadeiras, mesas de apoio, espreguiçadeiras, caixas térmicas, carroças, camisas UV, batas e viseiras. A ação é feita graças a uma parceria firmada entre a PCR e a Uninassau, investimento da ordem de R$ 2 milhões.

Novas mudanças– O presidente da comissão especial da reforma da Previdência Social, Carlos Marun (PMDB-MS), garante que a exigência de que o trabalhador terá de contribuir por 49 anos para ter direito à aposentadoria integral, que consta na proposta do Governo, será excluída. "Vai mudar a regra dos 49 anos [para ter direito à aposentadoria integral]. Agora eu não sei o detalhe de como será. Tudo o que eu ouvi nas discussões apresentadas sinalizam muito positivamente para uma regra que eu considero até muito inteligente da parte de quem está propondo. Mas eu não sei bem os detalhes”, afirmou.

Temer em SuapeO presidente estadual do PMDB, vice-governador Raul Henry, garante que ouviu do presidente Temer a confirmação da sua volta a Pernambuco, provavelmente para o próximo dia 27. A agenda será em Suape, onde o presidente assina decreto que devolverá ao Estado plena autonomia sobre licitações. Pernambuco perdeu essa autonomia em 2013, no governo de Dilma Rousseff, quando entrou em vigor a nova Lei dos Portos. É possível que o presidente aproveite seu regresso ao Estado para reforçar, junto à bancada federal, pedido de apoio à reforma da Previdência.

CURTAS

PAIXÃO– Caruaru vivenciou, na última semana, o projeto Caruaru por Paixão em cinco polos espalhados pelo município, dois deles inéditos, como a Avenida Agamenon Magalhães, que serviu de passarela para um cortejo de bandas de pífanos e bumba meu boi, e na Rua Silvino Macedo, palco de shows, intervenções culturais e feira de economia criativa. Locais que são cartões-postais, como a Feira de Artesanato, o Alto do Moura e o Monte Bom Jesus também serviram de atrativos com ações de valorização do turismo na cidade.

VINHOS – O ex-gerente de Serviços da Petrobras e delator da Lava Jato Pedro Barusco terá de explicar à Justiça porque pediu para que um executivo da Odebrecht guardasse na sua casa 24 vinhos de "primeira linha” após o início da operação. A informação foi tornada pública após a divulgação da delação do ex-executivo da Odebrecht Rogério Araújo, um dos 77 novos colaboradores da Lava Jato. Rogério disse ao Ministério Público Federal que devolveu os vinhos após Barusco fechar sua própria colaboração.

Perguntar não ofende: Diante de Sérgio Moro, dia 3 de maio, Lula fará o mesmo teatro do seu primeiro depoimento em Brasília? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O ex-presidente Lula continua liderando as intenções de voto como eventual candidato do PT à presidência da República nas eleições do próximo ano.

marcos

Se Palocci ainda tinha dúvida...STJ nega soltura do Italiano../// É uma ótima notícia a manutenção de Antonio Palocci na prisão. O STJ mostrou, mais uma vez, que Sérgio Moro age estritamente dentro da lei ao decretar preventivas. Além disso, deu a certeza definitiva a Palocci de só que lhe resta a delação premiada. Vai Italiano entrega teu chefe!

marcos

Lula o pau mandado de Emílio Odebrecht!

Nehemias

Uia! Delator explica direitinho, com documentos, onde encontrar o dinheiro de Serra na Suiça. Careca ladrão, com ar de moço bom.

Nehemias

Jornal Nacional.. Maior cabo eleitoral do Lula, vence Todos no 1º turno!!


FMO

17/04


2017

Coluna da segunda-feira

 Sem propina, 110 mil casas seriam feitas

Os números do maior escândalo da República são assustadores. O ex-diretor do setor de operações estruturadas da Odebrecht, Hilberto Mascarenhas, disse, em delação premiada, que a área criada dentro da empreiteira para fazer o pagamento de propinas movimentou mais de R$ 10,6 bilhões entre os anos de 2006 e 2014. Ao Ministério Público Federal (MPF), Mascarenhas informou que os recursos eram movimentados em contas offshores no exterior (paraísos fiscais).

Só ao ex-presidente Lula, o chefe da quadrilha, aquele que se diz a alma mais honesta do planeta terra, foram entregues em mão R$ 40 milhões. “A gente botou 40 milhões de reais para atender as demandas que viessem do Lula”, disse Marcelo no primeiro vídeo liberado, referindo-se à conta “Amigo”, assim batizada em função da amizade do petista com seu pai, Emílio Odebrecht.

O empresário também relatou os dois casos em que “ficou claro que (o dinheiro) era para Lula”: na compra de um terreno para o Instituto Lula (por R$ 12,4 milhões) e na doação (de R$ 4 milhões) para a mesma entidade. No segundo vídeo, Marcelo fala de outros 40: “No caso específico dessa negociação, 2009 e 2010, até acho [que era] porque estava se aproximando a eleição, veio o pedido solicitado pra mim por Paulo Bernardo na época, que veio por indicação do presidente Lula, para que a gente desse uma contribuição de 40 milhões de dólares e eles estariam fazendo a aprovação de uma linha [de crédito] de 1 bilhão de dólares”.

E acrescenta: “Como o dinheiro teria origem em negócios em Angola, Marcelo conseguiu com a cúpula petista descontar 10% do valor, referentes ao custo da operação para transferir a cifra para o Brasil. Convertido ao câmbio da época, o repasse acabou sendo de 64 milhões de reais”.

Os gatunos roubaram o equivalente a mais de um terço do custo anual do programa Bolsa-Família, orçado hoje em R$ 26 milhões. Tiraram, na prática, o pão da mesa de 14 milhões de miseráveis, que recebem em média R$ 136 de ajuda mensal. Se, em outra ponta, os R$ 10,6 bilhões fossem usados no programa Minha Casa, Minha Vida em cidades do Nordeste com menos de 50 mil habitantes, que tem um custo em média de R$ 90 mil, teriam sido feitas 110 mil unidades.

O ex-executivo disse que alertou ao então presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, sobre os valores pagos em propina, que, segundo ele, estavam muito altos. "Estava preocupado, muita gente participando das obras, e pressionei. Fui a Marcelo [Odebrecht], várias vezes, e disse: não tem condição, US$ 730 milhões é bilhão [em reais]. Nem um mercado tem essa disponibilidade de dinheiro por fora e não tem como operar isso. É suicídio", afirmou. Segundo ele, como resposta, Marcelo Odebrecht deu orientação de "segurar".

Enquanto eles, chefiados por Lula, a “alma mais honesta”, o “pai dos pobres”, dividiam o dinheiro meu, seu, nosso, do povo brasileiro, 12 milhões de trabalhadores eram jogados na rua da amargura, perdendo seus empregos e a esperança, obrigados a viver de biscates ou na marginalidade. Infelizmente, este é o verdadeiro legado dos governos petistas, responsáveis pelo maior assalto aos cofres públicos da história.

O CUSTO LULA– Os delatores da Odebrecht relataram à Procuradoria-Geral da República que a empreiteira teria custeado despesas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os colaboradores falaram das reformas do sítio de Atibaia, no interior de São Paulo, da aquisição de imóveis para o uso pessoal e instalação do Instituto Lula, além do pagamento por palestras do petista. Segundo o Ministério Público, as condutas “poderiam funcionar como retribuição a favorecimento da companhia”. As acusações foram feitas por oito delatores, entre eles Emilio Odebrecht e Marcelo Odebrecht, pai e filho.

Dedo na feridaNa ampla reportagem da Folha de São Paulo de ontem, apontando Pernambuco como território do faroeste, o professor José Luiz Ratton, um dos idealizadores do Pacto pela Vida, mete mão na ferida: “O Pacto perdeu força por não conseguir manter a integração das polícias, melhorar o precário sistema prisional nem fomentar projetos de prevenção duradouros. Muitos dos avanços, como os bônus para policiais, não têm força de lei”, avaliou.

 

Origem da violência– Ainda sobre a reportagem do jornal paulista impressiona, igualmente, o depoimento de um morador do bairro da Várzea sobre o descontrole no tráfico de drogas: "Aqui tem dois grupos [de traficantes]. É uma diferença de duas ruas entre um e outro. Um cabra chamado 'Cabelo' falou que mataria todos que entrassem no ponto dele para vender. Matou um, matou dois. Aí foram lá e revidaram. Já são sete mortos". Ratton, que pesquisa o mercado de drogas no Recife, diz que usuários de crack, por exemplo, vendem a pedra para pagar dívidas. Viciados, usam a mercadoria que deveriam repassar e acabam mortos por traficantes.

De volta ao batente– O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), retornou sexta-feira passada de viagem ao Vaticano, onde apresentou à cúpula da Igreja Católica a plataforma de voluntariado Transforma Recife e a incubadora de projetos sociais Porto Social. Na quarta-feira (12), teve audiência com o Papa Francisco, que recebeu das suas mãos um material com os detalhes do Transforma Recife, que ganhou elogios do Sumo Pontífice. Ele também presenteou o Papa com uma imagem da padroeira do Recife, Nossa Senhora do Carmo, confeccionada pelo artista plástico Nivaldo Santeiro. “O Sumo Pontífice é inspirador, tem levado a paz ao mundo inteiro. Tem pregado isso, o cuidado com os pobres”, afirmou.

Oposição bate duroEm nota da bancada da oposição, o líder Silvio Costa Filho (PRB) contabiliza mais de 1,6 mil assassinatos nos primeiros 100 dias do ano, num crescimento de mais de 35% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas 1.181 mortes. Até o último dia 10 de abril, foram registrados 1.650 homicídios em todo o Estado. “Infelizmente, essa é a realidade enfrentada pelos pernambucanos hoje. Entra secretário, sai secretário; entra comandante, sai comandante e a violência continua aumentando. Há seis meses no cargo, o secretário Ângelo Gioia não conseguiu reduzir os índices de criminalidade. Muito pelo contrário, sob o seu comando a SDS registrou mais de 2,9 mil assassinatos em Pernambuco, uma média de quase 500 mortes por mês”, desabafou.

CURTAS

COMPAZ–O Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, começa, hoje, a prestar uma série de serviços à população. Após passar por um período de cadastramento, o equipamento começa a oferecer os serviços de Junta Militar, Atendimento à Mulher, Procon, Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem de Conflitos, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), Sala do Empreendedor e Atendimento Psicológico. Amanhã, serão iniciados os atendimentos no ProUni Recife e o Emprego e Renda nos Bairros.

CONFLITO – Um conflito entre integrantes de facções rivais do Presídio Juiz Antônio Luís Lins de Barros, uma das unidades prisionais do Complexo Prisional do Curado, durante a manhã de ontem, deixou cinco feridos e revelou, de novo, a presença de arma de fogo dentre os detentos. A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) confirmou o incidente, que ocorreu às 7h30, pouco antes de começar a visitação.

Perguntar não ofende: O Brasil ainda tem jeito? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Defender Lula é defender a democracia. e quiserem nos derrotar que nos derrotem na urna. Apresentem os seus projetos, digam o que vocês defendem. Não impeçam o nosso país de olhar para o futuro e deter na figura do presidente Lula a grande liderança política que pode sim nos conduzir para enfrentar este cenário vergonhoso que estamos mergulhados hoje.

Nehemias

Olha o poder do Lula, a globo passa duas horas por dia falando do Lula, você conhece alguém tenha este brilho?

Nehemias

Marcelo Odebretch, doei 10 milhões para comprar 140 deputados no impeachment de Dilma, reunião com a presença de temer.

Nehemias

Comunistas pensam como os cristãos.

Nehemias

Como Aécio, seus aliados e a Veja abafaram a investigação de Furnas.


Mobi Brasil 3

15/04


2017

Coluna do sabadão

    Lula nunca mais será o mesmo!

    Por Sérgio Pardellas

    IstoÉ

Sob os escombros das delações da Odebrecht, o personagem regente de nossas transformações políticas por quase 40 anos submerge ferido de morte. Luiz Inácio Lula da Silva nunca mais será o mesmo. Talvez, um Silva. Ou um Luiz Inácio. Nunca mais um Lula. Aquele Lula, nunca mais. Acabou.

É como o Edson sem o Pelé. Para o petista, as delações dos executivos da Odebrecht foram acachapantes. Restaram claro que a autoproclamada “alma mais honesta”, a quem um dia milhares de brasileiros confiaram a missão de mudar radicalmente a maneira de fazer política no País, se beneficiou pessoalmente dos ilícitos – e estendeu as benesses aos seus familiares. Sem sequer corar a face, o petista abandonou ao léu sua principal bandeira, a da ética – se é que um dia foi verdade.

Os fatos –, e eles são teimosos, deles não há como escapar, – nos conduzem à crença na impostura lulopetista como uma espécie de dogma de ação. Senão vejamos: segundo Marcelo Odebrecht, Lula chegou a registrar um saldo de R$ 40 milhões de reais em sua conta-propina, administrada pelo ex-ministro Antonio Palocci. Desse total, Lula sacou, no mínimo, 30 milhões de reais. Em dinheiro vivo, conforme antecipou ISTOÉ com exclusividade em reportagem de capa de novembro de 2016. Gravíssimo.

Como explicar tanto dinheiro na conta ante o povo sofrido do Nordeste? “Nós contra eles”? “Nós” quem, cara pálida? Também teve mesada em espécie para o irmão, o Frei Chico, pixuleco para o sobrinho, Taiguara Rodrigues, e pedido de apoio aos negócios do filho caçula, Luís Cláudio, em troca de azeitar a relação da Odebrecht com o governo de sua pupila, Dilma Rousseff.

Sem falar no pagamento de despesas estritamente pessoais, como a reforma do sítio de Atibaia, no interior de São Paulo, a aquisição de imóveis para uso particular e do dinheiro para a instalação do Instituto batizado com o seu nome. Nem mesmo as palestras ministradas pelo petista sobrevivem incólumes ao escrutínio da Justiça. Tido como homem de Lula na Odebrecht, Alexandrino Alencar contou aos procuradores que as palestras de US$ 200 mil – padrão Bill Clinton – a Lula foram uma maneira de compensar a ajuda do petista à Odebrecht durante seus dois mandatos. E que ajuda!

Atuando com se fosse um embaixador da Odebrecht, o petista chegou a impedir que a Petrobras adquirisse ativos da Ipiranga para garantir que o grupo permanecesse com a hegemonia do setor, em detrimento dos interesses da estatal. “Compreendo que nossa presteza e o nosso volume de pagamentos feitos a pretexto de contribuição para a campanha contribuíram nas decisões que tanto o ex-presidente Lula quanto integrantes do PT tomaram durante sua gestão, coincidentes com nossos interesses”, sapecou o patriarca da família, Emílio Odebrecht.

A promiscuidade era tanta que Emílio pediu a Lula que segurasse sua turma: “Eles têm a goela muito grande”, afirmou. Os negócios pessoais do ex-presidente se confundiam tanto com as decisões de governo que nem o próprio petista conseguia distingui-los mais. Hoje, há quase um consenso entre procuradores e agentes federais de que quase todo dinheiro amealhado pelo petista, nos últimos 13 anos, foi produto de crime. Para a imagem do ex-presidente, a constatação é nitroglicerina pura.

PÁ DE CAL– Nos bastidores da Lava Jato, a condenação de Lula em primeira instância é tida como questão de tempo. Conforme apurou ISTOÉ, na quinta-feira 20, em depoimento ao juiz Sergio Moro, o ex-sócio da OAS, Leo Pinheiro, irá jogar a pá de cal sobre o processo do tríplex, no Guarujá, no qual Lula é réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio. O empreiteiro confirmará que o imóvel foi, sim, um regalo ao petista em troca de benefícios fraqueados por Lula à construtora.

Mudanças em TimbaúbaResponsável pela derrota do grupo do deputado federal Marinaldo Rosendo (PSB), o prefeito de Timbaúba, Ulisses Felinto (PSDB) está, aos poucos, conseguindo promover o equilíbrio fiscal do município. Embora tenha herdado uma herança maldita, pagou o salário atrasado dos servidores, criou, como a manda a lei, o Portal da Transparência, iniciou investimentos na área da saúde e deve entregar quatro novas ambulâncias ao hospital local, graças a emenda do deputado Antônio Moraes, aliado político na Assembleia Legislativa.

 

Em Campina Grande– As águas do ‘Velho Chico’ chegaram, ontem, à região de Campina Grande (PB), onde vão assegurar o abastecimento para mais de 716 mil pessoas em 18 municípios. O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, visitou o reservatório Epitácio Pessoa, localizado no município de Boqueirão, e destacou o esforço de todos os envolvidos para cumprir a meta de levar, ainda no mês de abril, a água ao local, que vive uma das maiores secas dos últimos anos. A estrutura começou a receber a água do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, inaugurado no dia 10 de março.

O Eixo Norte– O Ministério da Integração Nacional confirmou o consórcio Emsa-Siton como vencedor da licitação que dará continuidade às obras da primeira etapa (1N) do Eixo Norte. A previsão é de que o contrato com essas empresas seja assinado ainda este mês, para que a obra seja retomada o mais rápido possível. Os Estados do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte deverão ser beneficiados pelo Eixo Norte, no segundo semestre deste ano, após contratação dos serviços necessários à passagem da água do rio São Francisco. O Eixo Norte já está com 94,63% de suas obras concluídas. Quando totalmente finalizado, os dois eixos - Norte e Leste - de transferência de água do Projeto São Francisco - levarão água para mais de 12 milhões de pessoas nos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, contemplando 390 municípios.

Na instância judicialAo ler neste blog, na quarta-feira passada, que o secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, havia chamado os deputados da caravana da oposição de irresponsáveis, mentirosos e covardes, o deputado Álvaro Porto (PSD), na foto ao lado, abriu o verbo no recinto da Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe. Só não o chamou de arroz doce. A briga vai render processo judicial. Sebastião anunciou, ontem, que está entrando com um processo na justiça contra o parlamentar. A briga promete!

CURTAS

VIOLÊNCIA–A OAB de Caruaru solicitou à Secretaria de Defesa Social uma resposta imediata das medidas de curto e médio prazo que serão adotadas para coibir o aumento da violência no município. "Infelizmente, não temos o poder de decisão do Estado, mas a sociedade pode e deve se mobilizar para cobrar e fiscalizar. Não podemos nos acomodar e achar que essa situação é "normal", que "acontece no Brasil todo" ou que é "culpa da crise econômica”, diz uma nota da instituição.

UMA “FESTA” – Executivos da empreiteira Odebrecht utilizaram o termo "festa" para se referir, em e-mails, ao pagamento de propina a parlamentares para que os políticos aprovassem no Congresso Nacional projetos de interesse da construtora. As citações ao termo "festa" aparecem em e-mails trocados por Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empresa, e Cláudio Melo Filho, ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira.

Perguntar não ofende: Quem vai sobrar ileso para disputar o Palácio do Planalto em 2018? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Esse sujeito chamado? Luiz Maia é um ignóbil, um ratinho de esgoto, um tremendo picareta que se esconde atrás da alcunha Luiz Maia. Um mau brasileiro. Aliás, os idiotas não têm discernimento muito menos pudor.

LUIZ MAIA

Chegou a hora das Forças Armadas começarem a retirar da cena política brasileira os componentes de um governo que transformou o Planalto num covil de ladrões, malfeitores e saqueadores da Pátria. A sociedade encontra-se cansada de tantas falcatruas vem agora agradecer a atenção dos senhores.

Nehemias

Aécio Neves, O Campeão Disparado. Eita Mineirinho Danado Pra Gostar De Uma Propina !

Nehemias

Aécio e o PSDB batem recordes de denúncias, mas ninguém é preso.

Nehemias

Nomes dos bancos e números das contas de Serra na Suíça são entregues por delator. Ao contrário de que se imaginava, os pagamentos feitos na Suíça a José Serra, na conta do tesoureiro Ronaldo Cezar Coelho, não diziam respeito a doações eleitoras. Eram propina mesmo, em razão do pagamento pelo governo de São Paulo de R$ 191,6 milhões à empreiteira, referentes a uma suposta dívida que poderia ser contestada na Justiça.


Banner - Hapvida

14/04


2017

Coluna da sexta-feira

   Uma mistura imperdoável 

Já li, analisei e tentei entender uma penca de comentários sobre a famigerada lista de Fachin, composta por dezenas de autoridades que serão investigadas por corrupção no Supremo Tribunal Federal. Trata-se de um processo que expõe todo o sistema político-partidário do País. Juridicamente, estar na lista significa que tanto a Procuradoria Geral da República quanto o relator da Lava Jato, Edson Fachin, consideraram que há indícios para investigar a participação dos citados em esquemas de corrupção.

Ao incluir alguém na lista, Fachin está autorizando o procurador-geral a investigá-lo. Nesta fase, acusação busca novas provas para subsidiar uma eventual denúncia. Se o STF aceitar a denúncia, o citado vira réu e vai a julgamento. A lista, baseada nas delações de 78 executivos e ex-executivos da Odebrecht, é ampla e seus desdobramentos colocam o sistema político-partidário de joelhos.

Sinceramente, a sensação é a de que não escapou ninguém, que todos os políticos brasileiros graduados são desonestos. Concordo com o que escreveu Renato Riella, meu ex-chefe no Correio Braziliense, curtido nos bastidores de muitas campanhas eleitorais: houve erro grosseiro na divulgação. A divulgação não poderia ter sido feita em bloco, misturando situações diferentes, algumas até já imunes a condenações.

Não cabe no mesmo balaio quem recebeu e escondeu dinheiro no Exterior, driblando a Receita Federal, embolsou propina ou dinheiro de caixa dois com quem recebeu ajuda de empreiteira, sem fonte no esquema da Petrobras, tendo declarado, oficialmente, em suas prestações de contas à justiça eleitoral. Não dá para incluir num mesmo patamar Jarbas Vasconcelos, que se inclui entre aqueles que declararam mínimas contribuições, com os campeões de inquéritos no STF – o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, e o líder do governo Michel Temer no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

Cada um deles responderá a cinco ações. Políticos, como Jarbas Vasconcelos, passaram a ter seus nomes enlameados, mas estão cobertos pela lei. Ele e tantos outros, que  receberam dinheiro da Odebrecht de forma considerada legal pela legislação eleitoral, contabilizadas, apresentadas aos tribunais eleitorais e referendadas, desgraçadamente, pelo critério Fachin ficaram enlameados. Jarbas não recebeu propina do esquema montado pela quadrilha que se instalou na Petrobras, mas seu nome está lá e só por este detalhe, o nome se inserir na mesma lista, pagará um preço altíssimo. Aliás, já está pagando.

Há uma segunda "lista de Fachin". Esta é composta por pessoas e empresas delatadas por executivos da Odebrecht, mas cujos processos não correrão no STF, por não terem foro privilegiado. São 201 inquéritos nesta segunda lista. É o caso dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo. A ação envolvendo FHC foi remetida para a Justiça Federal de São Paulo, enquanto a de Lula foi para a Justiça Federal do Paraná, aos cuidados de Sergio Moro.

Volto a Riella, a quem atesto abaixo: “Acho que foi grande erro divulgar a lista completa, embolada. Misturaram gente que será inocentada nas investigações com aqueles que merecem penas longas de prisão, bandidos de fato. Será que a Odebrecht jogou tudo para o ar com o objetivo de confundir o ambiente? Se fez isso, prejudicou muito os futuros inocentados e deu cobertura aos principais culpados. O caso do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é o mais grave e imperdoável.

Citam apoio à campanha dele de 1994, há 23 anos. Impossível de se apurar e completamente impossível de se punir, pois são crimes amplamente prescritos – se tiverem ocorrido. A denúncia serviu apenas para melar mais o ambiente político e para dar cobertura a ex-presidentes recentes, como Lula e Dilma, que momentaneamente passam a ser citados ao lado de FHC”.

SITUAÇÃO DIFERENTE– Há uma enxurrada de vídeos disponíveis sobre as delações de executivos da Odebrecht. Num deles, afirmam, em delação premiada, que políticos aprovaram medidas provisórias que favoreciam o grupo empresarial. Em troca, eles recebiam dinheiro para campanhas eleitorais. Em um dos vídeos tornados públicos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, afirmou que pagou R$ 100 milhões à campanha eleitoral de Dilma Rousseff.

Obra em andamentoO secretário de Transportes, Sebastião Oliveira, reagiu duramente à investida da caravana da oposição em Santa Cruz do Capibaribe, tachando os seis deputados que estiveram na PE-160 de covardes, irresponsáveis e mentirosos. Segundo o secretário, os deputados deveriam ter ido ao trecho da estrada em que as máquinas estavam trabalhando e não no entroncamento com a BR-104. “A obra está a todo vapor e nós vamos duplicar a PE-160”, garante Sebastião, adiantando que a empreiteira deu folga aos operários na terça-feira passada por causa da Semana Santa e que voltarão a trabalhar a partir da próxima segunda-feira.

Defesa de Temer– Do presidente Michel Temer em sua defesa num vídeo, ontem, nas redes sociais: "Meus amigos, eu não tenho medo dos fatos. Nunca tive. O que me causa repulsa é a mentira". Reconheceu que a vida pública tem momentos de "profundo desconforto". Márcio Faria, da Odebrecht, disse, em delação premiada, que Temer comandou, em 2010, uma reunião na qual se acertou pagamento de propina de US$ 40 milhões ao PMDB. "É fato que participei de uma reunião, em 2010, com o representante de uma das maiores empresas do País", afirmou. "A mentira é que nessa reunião eu teria ouvido referência a valores financeiros ou a negócios escusos da empresa com políticos", completou.

Defesa de Rubem– Em nota, o ex-deputado estadual Paulo Rubem Santiago se defendeu dizendo não saber as razões pelas quais seu nome foi citado na lista de Fachin. “Não recebi no exercício desses mandatos, em nenhum momento, contribuição de campanha de empresas ou pessoas físicas, ora investigadas ou sob investigação a qualquer tempo. Fui Presidente da Fundação Joaquim Nabuco, vinculada ao MEC (2015-2016), com orçamento anual superior a R$ 100 milhões. Sempre exerci a função pública com ética, transparência e compromissos com o bem-estar da população. Minhas campanhas sempre ficaram entre as mais pobres de Pernambuco. Isso é público e notório”.

Bruno produz nova notaDo ministro das Cidades, Bruno Araújo: “Cláudio Melo Filho foi claro ao afirmar que a minha relação com a empresa era puramente institucional, sem qualquer contrapartida, descaracterizando qualquer tipo de ilação a corrupção. Da mesma forma, João Antônio Pacífico Ferreira informa que desconhece qualquer atuação parlamentar minha a favor da empresa em questão. Meu sentimento é de surpresa com as imputações que me foram feitas. Mas, diante do que está exposto, tenho convicção de que tudo ficará devidamente esclarecido”.

CURTAS

CHUVAS– Das 23h de quarta-feira passada até às 11h de ontem, o Recife registrou um acumulado de 80 mm de chuvas, volume corresponde ao previsto para 10 dias do mês de abril, cuja média histórica é de 231 mm, de acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac). Apesar disso, de acordo com a Prefeitura do Recife, nenhuma ocorrência grave foi registrada. A orientação, no entanto, é que as pessoas residentes em áreas de risco deixem suas casas e procurem locais seguros.

NAS REDES – Lula, Aécio e Temer foram os políticos mais criticados nas redes sociais após a divulgação da lista de inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, a partir das delações realizadas pela empreiteira Odebrecht. É o que diz análise da Diretoria de Análise de Políticas Públicas, centro de estudo da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro (FGV-RJ), feita com base em mais de 1 milhão de interações no Twitter e no Facebook após a divulgação da lista por reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

Perguntar não ofende: Os políticos da lista de Fachin serão julgados antes das eleições do próximo ano? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Esse sujeito chamado? Luiz Maia é um ignóbil, um ratinho de esgoto, um tremendo picareta que se esconde atrás da alcunha Luiz Maia .Um mau brasileiro. Aliás, os idiotas não têm discernimento muito menos pudor.

Nehemias

Lula ensinou os sábios e entendidos a trabalharem e não quiseram aprender, pois querem é derrotá-lo. Em 2018, quem vai votar no Lula pai dos pobres, diga : Eu voto!

Nehemias

Só lembrando: Inocêncio Oliveira, mamou R$ 300.000,00. Eita!

Nehemias

Lula já! Hoje, mais do que nunca!

marcos

Os dois codinomes de Gleisi Gleisi Hoffmann recebeu propina da Odebrecht. O Brasil todo já conhecia um codinome de Gleisi Hoffmann: Coxa. Mas ela tinha um segundo codinome: Amante. ( pois ela foi amante de Paulo Bernardo quando ele era casado, igual a Rosimery Noronha a rapa de Lula)


Asfaltos

13/04


2017

Coluna da quinta-feira

   Uma ação mais objetiva  

Na agenda que os deputados de oposição cumpriram, ontem, em Santa Cruz do Capibaribe, parte da segunda etapa das plenárias “Pernambuco de verdade”, o improviso da estreia, há dez dias, em Serra Talhada, deu lugar a muita objetividade e resultados. Primeiro, porque todos os compromissos foram previamente agendados, sendo recebidos até por representantes do Governo em alguns órgãos procurados, como a UPA regional e a Compesa.

Na UPA, que na prática passou a substituir a policlínica municipal, transformada pela gestão do tucano Edson Vieira num centro de internação, os parlamentares foram recebidos pelo diretor Ademir Pereira. Sem querer se estender nas explicações, alegando que muitas das perguntas só o secretário de Saúde poderia responder, Pereira confirmou que a UPA está com uma demanda excessiva, atendendo em média 500 pacientes por dia.

Ao Governo, a oposição vai sugerir, na prestação de contas a ser feita da tribuna da Assembleia, na próxima semana, que Santa Cruz do Capibaribe passe a ter um hospital regional para atender os seis municípios da região. Principal polo de confecções do Estado, Santa Cruz tem, hoje, uma população da ordem de 100 mil habitantes, mas uma estrutura de saúde extremamente precária.

Em outra ação, desta feita voltada para o maior drama de Santa Cruz, o abastecimento de água em colapso, os deputados Silvio Filho, Augusto César, Álvaro Porto, Socorro Pimentel, Joel da Harpa e Júlio Cavalcante, que integraram a caravana oposicionista ao município, foram recebidos por um dos coordenadores da Compesa no município. Falando mais abertamente, ele disse que a cidade está mergulhada num tremendo caos por falta de água.

Pelo cronograma estabelecido forçadamente pela Compesa, a água só chega às torneiras duas vezes por mês, mesmo assim só contemplando 30% da população. A solução definitiva, segundo ele, está na adutora do Agreste, que depende da conclusão das obras da Transposição do São Francisco. Os deputados, entretanto, estavam interessados em saber se o projeto do sistema Pirangi, anunciado como reforço do abastecimento, amenizaria. O representante da Compesa disse que se trata de uma saída que depende da barragem do sistema Prata, que abastece Caruaru. E que mesmo saindo só cobriria 30% das necessidades da população.

No mais, tudo funcionou perfeitamente, como as visitas ao Batalhão da Polícia, onde se constatou que motos tiveram que ser recuperadas por empresários para serem usadas por agentes da Rocam, simplesmente porque o Estado não estava repassando os recursos necessários. Quanto às estradas, o maior desapontamento se deu na PE-160, que liga Santa Cruz ao distrito de Pão de Açúcar, que o Governo anunciou a retomada das obras, mas lá os parlamentares não encontraram um só operário trabalhando bem tampouco as máquinas.

GARANHUNS– A próxima etapa da peregrinação da oposição na fiscalização das ações do Governo Paulo Câmara será em Garanhuns, na próxima quarta-feira. E está sendo aguardada com muita expectativa pelo fato do prefeito Izaias Régis (PTB), do grupo do senador Armando Monteiro, não ter recebido o governador Paulo Câmara, na última quinta-feira, para a programação do seminário “Pernambuco em ação”. Está previsto um manifesto respaldando a decisão do prefeito, que foi fortemente atacado por deputados da base governista, chegando a ser tachado de mal-educado e apontado sem estatura para a função.

Pacote contra a violênciaEnquanto a oposição tacava o pau no Governo em Santa Cruz do Capibaribe, ontem, no final da tarde, o governador Paulo Câmara (PSB) anunciava as medidas para reduzir a violência em todas as regiões do Estado. Trata-se de um pacote de ações de investimento na área da segurança pública. Somente na renovação e ampliação das frotas das polícias civil, militar e Corpo de Bombeiros serão investidos R$ 150,8 milhões até 2018. Outra preocupação é o aumento do efetivo policial. Para tanto, está previsto um incremento de 4,5 mil novos policiais nas ruas, significando um aumento de 15% do atual efetivo, implicando em um incremento de R$ 140 milhões/ano na folha.

Fim da contribuição– Relator do projeto que prevê uma reforma trabalhista, o deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) apresentou, ontem, à comissão especial da Câmara que discute o tema o parecer preliminar em que propõe algumas garantias ao trabalhador terceirizado e o fim da obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical. O texto foi encaminhado ao Legislativo pelo governo do presidente Michel Temer e propõe uma reformulação nas regras trabalhistas. A leitura serviu apenas para dar conhecimento do teor do relatório aos demais integrantes da comissão. A apresentação oficial será feita na próxima terça-feira.

Pau em Raquel– Do delegado Erick Lessa, que disputou a Prefeitura de Caruaru ao avaliar os cem dias da tucana Raquel Lyra: “A nova gestão da cidade mais importante do interior do Estado, a nossa capital do Agreste pernambucano, completa 100 (cem) dias, entretanto sem muito que comemorar. Não há uma marca dessa nova gestão. O que a cidade inteira na verdade vê é um governo sem ação, ou seria a marca de SEM DIAS DE AÇÃO. Muito se ouve que estão dialogando, construindo, esperando de outros entes federativos o recurso, enfim, o que acontece em nossa querida Caruaru, pelo menos na administração pública do executivo municipal, é muitas reuniões para planejar algo que já deveria estar no plano de governo e agora em execução”.

Prestando contasO prefeito de São Lourenço, Bruno Pereira (PTB), destacou algumas ações que fez em 100 dias de gestão, entre elas o decreto emergencial para o funcionamento mínimo dos serviços municipais, com exceção das áreas de saúde e educação, por um período de 180 dias. Para diminuir os gastos, reduziu em 15% os contratos de prestação de serviços e 60% os cargos comissionados. Também entregou 40% dos prédios alugados pela Prefeitura. Outra decisão importante, segundo ele, foi a redução de 13 para nove secretarias, com 80% dos cargos ocupadas por mulheres. E mesmo com as dificuldades financeira encontradas ao assumir a gestão, disse que efetuou o pagamento das folhas de funcionários que estavam atrasadas desde o ano passado.

CURTAS

DINHEIRAMA– O empresário Marcelo Odebrecht disse em depoimento ao juiz Sérgio Moro que destinou milhões para o "amigo", codinome referente ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Primeiro, ele cita o depósito de R$ 35 milhões; depois, fala em R$ 40 milhões. A conta, diz Odebrecht, era gerida pelo ex-ministro petista Antonio Palocci.

CANDIDATO– O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), que não anda bem de opinião pública, anda dizendo aos seus aliados que se o ministro das Cidades, Bruno Araújo, entrar numa chapa majoritária em 2018, como se especula, largará a Prefeitura para disputar um mandato de deputado federal. O que dirá a população, que o reelegeu?

Perguntar não ofende: Brasília virou de cabeça para baixo depois da lista de Fachin? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O PELEGO E SEU PATRÃO////////// Aécio é o maior ladrão de todos os tempos. Ele enganou a maioria dos brasileiros. Em particular, ele enganou a direita.

Nehemias

Em delação, Benedito Júnior confirma doação ilicita à campanha de Geraldo Júlio em 2012 e a outros políticos pernambucanos. Além dessas doações, outros repasses foram confirmados por Benedicto Júnior como destinados a pernambucanos: Doações via Carlos Armando Paschoal “Curitiba” – Roberto Freire (PPS-SP), atual ministro da Cultura – R$ 200 mil (2010) Doações via João Pacífico “Neto” – Eduardo Campos (PSB-PE), ex-governador de Pernambuco – R$ 11 milhões (em 2008, 2010 e 2012) “Viagra” – Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE), atual deputado federal – R$ 700 mil (2010) “Batalha” e “Chorão” – Sérgio Guerra (PSDB-PE), ex-senador – R$ 1,06 milhão (2010) e R$ 450 mil (2012) “Jujuba” – Bruno Araújo (PSDB-PE), atual ministro das Cidades – R$ 300 mil (2010) e R$ 300 mil (2012) “Novilho” – Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), atual senador – R$ 200 mil (2010) “Chaveiro” – José Chaves, ex-deputado federal pelo PTB-PE – R$ 100 mil (2010) “Bronca” – Paulo Rubem Santiago – ex-deputado federal pelo PDT-PE – R$ 266 mil (2010)

Nehemias

Jujuba recebeu – R$ 300 mil (2010) e R$ 300 mil (2012)

Nehemias

Eduardo Campos era pago pela Odebrecht por fraudes no porto, na adutora, no presídio, dizem delatores. O nome do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), morto em um acidente aéreo em Santos, litoral paulista, em 2014, é citado em três inquéritos relacionados às delações dos executivos da Odebrecht enviadas pela Procuradoria-Geral da República ao Supremo Tribunal Federal (STF). Não esqueçamos dos precatórios.

Nehemias

Odebrecht avisou Temer que Dilma desconfiava que ele roubava.


Supranor 1

12/04


2017

Coluna da quarta-feira

    Sete pernambucanos no listão 

Enfim, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou, ontem, a Procuradoria Geral da República (PGR) a investigar nove ministros, 29 senadores e 42 deputados federais que fazem parte da chamada "lista do Janot", conforme antecipou o jornal O Estado de São Paulo. Na lista, sete pernambucanos: os ministros Bruno Araújo (PSDB) e Roberto Freire (Cultura), os senadores Fernando Bezerra Coelho (PSB) e Humberto Costa (PT), os deputados federais Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Betinho Gomes (PSDB), além do ex-prefeito do Cabo, Vado da Farmácia (sem partido).

Também entre os alvos dos novos inquéritos, segundo o site da publicação, estão os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O teor das decisões de Fachin não foi divulgado oficialmente. O texto da reportagem informa que o jornal teve acesso a despachos do ministro, assinados eletronicamente no último dia 4.

Os pedidos de investigação apresentados em 14 de março ao Supremo pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se basearam nos depoimentos das delações premiadas de 78 executivos e ex-dirigentes da Odebrecht. De acordo com o site da publicação, Fachin autorizou a quebra do sigilo das 83 investigações que ele mandou abrir a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

A chamada "lista do Janot" contém 83 pedidos de abertura de inquérito, 211 pedidos de remessa de trechos das delações que citam pessoas sem foro no STF para outras instâncias da Justiça, sete pedidos de arquivamento e 19 outras providências. Segundo o jornal, o relator da Lava Jato também autorizou a investigação, no próprio STF, de um ministro do Tribunal de Contas da União, de três governadores e de 24 outros políticos e autoridades que, embora não tenham foro no tribunal, estão relacionados aos fatos narrados pelos colaboradores.

RELAÇÃO MENOR– Embora o Estadão tenha antecipado uma lista com 108 nomes, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou, ontem, que determinou a abertura de apenas 76 inquéritos contra políticos e autoridades com base nas delações de ex-executivos da Odebrecht. A informação de caráter oficial, foi repassada pela assessoria do tribunal. Dessas investigações, duas estão mantidas em sigilo pelo ministro, que é relator da Operação Lava Jato no tribunal.

A madrinha é RobertaDez dias após a deputada Roberta Arraes (PSB) bater à porta do secretário da Defesa, Ângelo Gioia, implorando por medidas que possam minimizar os efeitos da violência em Araripina, chegou, ontem, ao município, uma unidade móvel da Polícia Civil totalmente equipada. A parlamentar só não gostou da versão espalhada na cidade pelo prefeito Raimundo Pimentel (PSL), adversário, de que seria obra dele. “Foi uma ação nossa e o secretário me ligou no momento em que estava enviando o equipamento para a cidade”, destacou.

 

Saindo na frente– Os primeiros a reagir, ontem, com o vazamento da lista de Fachin foram o senador Humberto Costa (PT), o ex-prefeito do Cabo, Vado da Farmácia (sem partido), e o deputado Betinho Gomes (PSDB).  Humberto disse que o Supremo, lá atrás, já havia se manifestado pelo arquivamento do seu processo, enquanto Vado afirmou desconhecer ter recebido doações para a sua campanha. O deputado Betinho Gomes disse, por sua vez, não ter cometido irregularidades e que irá pedir acesso às informações ao STF com o objetivo saber do que realmente está sendo acusado. “Sou é o maior interessado nesta apuração e quero ter acesso ao teor das denúncias para poder me defender”, afirmou.

A lista dos governadores– Os executivos e ex-dirigentes da Odebrecht que fecharam acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato citaram situações suspeitas envolvendo 12 governadores. Deste total, três serão investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) por terem sido mencionados ao lado de outras autoridades que têm foro privilegiado na Corte: Tião Viana (PT), do Acre; Robinson Faria (PSD), do Rio Grande do Norte; e Renan Filho (PMDB), de Alagoas. Os demais são os seguintes: Paulo Hartung (PMDB), do Espírito Santo; Geraldo Alckmin (PSDB), de São Paulo; Beto Richa (PSDB), do Paraná; Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerais; Flávio Dino (PC do B), do Maranhão; Luiz Fernando Pezão (PMDB), do Rio de Janeiro; Marconi Perillo (PSDB), de Goiás; Raimundo Colombo (PSD), de Santa Catarina e Marcelo Miranda (PMDB), de Tocantins.

Pressão na PMRecado do governador Paulo Câmara (PSB), ontem, ao empossar 22 novos comandantes de áreas da Polícia Militar: “Os números são muito ruins, a sensação é de muita dificuldade, mas a gente tem plena confiança no nosso trabalho, no trabalho da Polícia Militar e do comandante, que a partir de hoje tem novos comandados, uma equipe que vai ajudá-lo para alcançarmos a diminuição dos índices e ao mesmo tempo voltarmos a ter uma sensação de segurança no nosso Estado. A cobrança vai continuar muito grande e a gente espera ter resultados em um período muito curto”.

CURTAS

OPOSIÇÃO– A caravana da oposição, formada por sete deputados estaduais, cumpre agenda do “Pernambuco de verdade”, hoje, em Santa Cruz do Capibaribe. Pela manhã, o roteiro ficou restrito a entrevistas em emissoras de rádio. Depois do almoço tem visitas surpresas a obras paradas do Estado e a noite a plenária com a comunidade na Câmara de Vereadores.

FUNDO– Presidente da comissão da reforma política, o deputado Lucio Vieira Lima (PMDB-BA) defende o fundo eleitoral específico de campanhas para custear gastos dos candidatos. Sem o fundo, segundo ele, os candidatos não terão como custear despesas de campanha, como internet para divulgação das atividades, carros de som para eventos e deslocamentos dos candidatos.

Perguntar não ofende: Vem uma segunda lista de Fachin? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Marcelo Odebrecht, diz que Lula nunca lhe pediu dinheiro.

Nehemias

Resumo do dia, quem é o maior Ladrão do Brasil? Aécio mineirinho, Aécio mineirinho, Aécio mineirinho! Acertou Mizeravi. kkk

marcos

Resumo do dia, quem é o maior Ladrão do Brasil? Lula,Lula,Lula! Acertou Mizeravi. kkk

marcos

DUAS INFORMAÇÕES QUE O POVO BRASILEIRO PRECISA GUARDAR SOBRE LULA ATÉ AGORA//// Duas informações que você precisa guardar, até agora, do depoimento de Marcelo Odebrecht a Sérgio Moro: a) Lula tinha um saldo de 40 milhões de reais na sua conta da propina na Odebrecht, administrada por Antonio Palocci. Desse total, Lula retirou, no mínimo, 30 milhões de reais; b) Em obediência a Lula, então presidente da República, Paulo Bernardo cobrou da Odebrecht uma propina de 40 milhões de dólares, reduzidos para 36 milhões de dólares, por uma linha de crédito de 1 bilhão de reais no BNDES. Eita cotó ladrão da doença do Rato! kkk

Nehemias

Já saiu ovo de Páscoa sabor coxinha sejam solidários enviem um para todos os conhecidos adequados kkkkkkkk


ArcoVerde

11/04


2017

Coluna da terça-feira

   Discurso pelos 11 anos do blog

Minhas senhoras, meus senhores deputados,

Venho de um tempo do jornalismo romântico, em que se faziam bons jornalistas com uma xícara de café, cigarros exalando fumaças de inspiração pelo ar e uma velha máquina de escrever. Esses ingredientes saudosos da velha guarda, de redações barulhentas e agitadas, davam uma cor especial à profissão.

O que nos movia era a paixão, a coragem, sentimentos ideológicos. O que nos movia também era a rebeldia, o desafio jogado aos nossos pés pela sociedade para expor as mazelas de um País injusto e desigual.  Paixão, coragem e rebeldia. Quando falo de paixão lembro Gabriel Garcia Marques.

“Porque o jornalismo é uma paixão insaciável. Quem não viveu a palpitação sobrenatural da notícia, o orgasmo do furo, a demolição moral do fracasso, não pode sequer conceber o que são. Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir numa profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre”.

Venho de uma escola em que o jornalismo é, antes de tudo e, sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter. A notícia não tem hora, não manda recados, não cai nos braços. Tem que ser perseguida, porque não está nas redações refrigeradas, silenciosas e desarmonizadas de hoje. 

Sou um andarilho a cata de notícias. Muitas vezes, reproduzo os sonhos em livros do homem da bota de sete léguas. O meu patrão é o leitor. Eu sou um operário da palavra e faço até literatura quando apaixonado por um fato que tem que chegar ao leitor de forma prazerosa. Quando alguém abraça com fervor o trabalho que ama, se emociona e vive intensamente muitas vezes não é compreendido.

Não foi por acaso que o revolucionário Che Guevara disse que ser jornalista e não ser louco é uma contradição genética. Deixai para os loucos o ofício da informação. O jornalismo um dia irá me matar, mas irá me manter vivo enquanto estiver exercendo.  Jornalismo, para mim, é um ofício que diverte o espírito e aguça meu discernimento intelectual. 

Amo a minha vocação, que é escrever. Escrever, para mim, não é necessariamente um trabalho. Como tenho gosto em fazê-lo, vira uma distração prazerosa. Que me perdoem os jornalistas apressados e do improviso, mas escrever bem é fundamental. Escrever e ler são formas de fazer amor. O escritor não escreve com intensões didático – pedagógicas. Ele escreve para produzir prazer. Para fazer amor. Escrever e ler são formas de fazer amor. 

Com palavras, o que faço é tentar pintar as minhas fantasias diante do assombro que é a vida. Quando recorro à minha veia poética, que vem do Pajeú das flores, onde se tem razão de cantar, como dizia Rogaciano Leite, uma das minhas preocupações é colocar palavras no lugar da dor. Não para que a dor termine, mas para que ela seja transfigurada pela beleza.  Rubem Alves comparou o bom texto a uma boa melodia. “Todo o texto é uma partitura musical. As palavras são as notas. Se aquele que lê é um artista, se ele domina a técnica, se ele desliza sobre as palavras, se ele está possuído pelo texto – a beleza acontece. E o texto apossa-se do corpo de quem ouve”. 

Meu jornalismo esclarece e não escurece. Meu trabalho é iluminar as tocas onde se escondem os hipócritas e os mentirosos. Pela notícia, vivo feito um cigano, mais tempo a dez mil pés num avião ou na estrada. Todas as minhas séries de reportagens me consumiram milhares de km, milhas e dores infernais no corpo. 

Mas o cansaço, encarado como desestimulo para muitos, para mim é um combustível imprescindível. Eu me tornei um jornalista a chegar o mais perto possível do coração do leitor, porque escrevo com emoção e amor. 
Aprendi com o tempo uma regra básica: ler, todo dia, algo que ninguém está lendo. Pensar, todo dia, algo que ninguém está pensando. Fazer, todo dia, algo que ninguém seria tolo o suficiente para fazer. É ruim para a mente sempre fazer parte da unanimidade.
Meus senhores, minhas senhoras

Neste momento em que Assembleia Legislativa de Pernambuco homenageia o 11º aniversário de fundação do meu blog, pioneiro no Nordeste, por iniciativa deste jovem deputado Silvio Costa Filho, se traduz o sentimento do reconhecimento à mídia digital. As mídias digitais possibilitaram a democratização da comunicação, mas não prepararam as pessoas para que soubessem usufruí-la. 
Desse modo não é incomum nos depararmos com uma enxurrada de informações imprecisas, falsas ou mal intencionada.  

Atualmente, qualquer pessoa que possua um aparelho móvel pode fazer um vídeo, fotografar e publicar via rede social qualquer acontecimento, seja ele relevante ou não. O furo de notícia é cada dia mais difícil para o jornalista. No entanto, é preciso entender que não se pode ter uma concepção tão simplista do Jornalismo. Não somos apenas pessoas curiosas que se utilizam das palavras e dos meios de comunicação para sobreviver. 

O mundo está globalizado, as mudanças foram se sobrepondo dia após dia como uma imposição. A imposição da atualização em tempo real. O leitor está mais exigente e mais ansioso como nunca. Ele não espera mais os jornais para se informar no dia seguinte sabendo que tem a informação na palma da sua mão por um simples toque no seu celular. 

Experimente visualizar um jornal de 1990 e um jornal atual. Você perceberá facilmente as diferenças. Jornais impressos costumam aprimorar seu leiaute, sua configuração e seu visual. Estão sempre renovando formatos de títulos, modos de publicar as fotografias, as fontes de títulos e textos. Esse processo é natural e decorrente de uma cultura cada vez mais visual, imposta pelos meios eletrônicos de comunicação, principalmente pela televisão e o cinema. 

No jornalismo de televisão acontece a mesma coisa, cenários, formatos de apresentação das notícias, bancadas de apresentação, vinhetas, caracteres que aparecem no vídeo, formatos de tele reportagens, entre outros. No radio jornalismo os avanços são menos percebidos, mas não deixam de existir, seja na forma de locução, seja na inclusão de músicas entre as notícias, seja no ritmo de apresentação das notícias e no rádio web, a emissora de rádio na internet. 

Nos últimos anos, esta revolução na informação acontece devido ao desenvolvimento dos telefones celulares, os chamados smartphones, que permitem que os usuários recebam notícias 24 horas por dia, em condições de visibilidade e leitura muito confortáveis. Os principais jornais em todo mundo desenvolvem aplicativos, programas para facilitar o acesso às notícias por meio dos celulares.

Está mais do que evidente: o futuro do jornalismo já chegou com o uso de tecnologias móveis para oferecer o serviço de notícias ao cidadão. O cibe jornalismo e o cibe jornalismo móvel se configuram e se consolidam como o “boom” do jornalismo para as próximas décadas. Não sabemos aonde esta revolução eletrônica chegará, mas venha o que vier, venha de onde vier, não podemos abrir mão de um principio básico no jornalismo: 

“É da própria natureza do jornalismo apontar o que esteja errado para que seja corrigido. Mostrar o que está ruim para que seja melhorado. Denunciar os que corrompem para que sejam punidos. Expor os que estão em dificuldades para que possam ser ajudados.” 

Muito obrigado!


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Bateu panela? Gritou Fora Dilma? 20% de reajuste na taxa do ENEM. Achou caro? Engula o choro e pague!!!

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

NEHEMIAS O ASSUNTO AQUÍ N~~AO TEM NADA A VER PORRA DEIXA DE SER CABULOSO.

Nehemias

É Lula – Mesmo após Jarbas Vasconcelos (PMDB) ter declarado que só disputará vaga no Senado em 2018, na chapa de Paulo Câmara, pela atual Frente Popular, ou seja, com o PT fora do palanque, cresce no PSB a corrente favorável ao apoio a Lula e Armando em 2018.

Nehemias

.Bateu panela? Gritou Fora Dilma? R$ 82,00 é a taxa do ENEM ...Achou caro? Engole o choro e paga !!

Nehemias

O PT é o único partido político do Brasil que escolhe os seus dirigentes por eleição direta.


Garanhuns

10/04


2017

Coluna da segunda-feira

   Cem dias de pouca luz 

Boa parte dos prefeitos que assumiram em 1 de janeiro estão completando os cem primeiros dias de gestão sem conseguir sequer arrumar a casa, principalmente os que derrotaram seus opositores concorrentes à reeleição. No quesito do fazer o diferencial, na Região Metropolitana não há nada que possa ser destacado. Anderson Ferreira (PR), de Jaboatão, faz o feijão com arroz e não conseguiu sequer contrariar a política do toma-lá-dá-cá na relação com a Câmara de Vereadores.

Para se contrapor ao antecessor Renildo Calheiros (PCdoB), dificilmente encontrado na cidade, em Olinda o professor Lupércio (SD) adotou a estratégia de ir às ruas, fiscalizar obras e conversar com a população. Fez um carnaval razoável, mas enfrenta instabilidade na sua equipe, sendo obrigado a substituir dois auxiliares que caíram fora. Além disso, responde na justiça a questionamentos de campanha, provocados pelo advogado Antônio Campos (sem partido), a quem derrotou na contenda de segundo turno.

Em Camaragibe, Demóstenes Meira (PTB), na foto em destaque, pegou de largada um confronto com a vice-prefeita Nadegi Queiroz (PSDC), com quem está rompido, depois de nomeá-la secretária da Saúde. Administrativamente, suspendeu todos os contratos da gestão passada, inclusive o do lixo, reduziu cardos comissionados e começou a revitalizar ruas infestadas por camelôs. Meira aprovou na Câmara a mesa de negociação com os servidores municipais, para aplicar o piso nacional dos professores, com reajuste de 7,64%.

Reabriu e reformou o CEO – Centro de Especialidades Odontológicas. Convocou concursados para o preenchimento de alguns cargos, como procurador, guarda municipal e servidores para a Fundação de Cultura. Reformou ainda nove escolas sem a menor condição de ter aulas, além de limpar canais e quitar todos os pagamentos de servidores em atraso.

No Agreste, o foco das atenções está em Caruaru. Eleita no segundo turno com o apoio de José Queiroz, a prefeita Raquel Lyra (PSDB) está praticamente rompida com o ex-prefeito, com quem leva uma relação de adversário. Não nomeou um só nome do grupo de Queiroz e exibiu em público a chamada herança maldita. No plano administrativo, a tucana começou errando ao importar do Recife praticamente todo o secretariado. No curto período, já enfrentou greve de servidores e não implantou nenhum programa novo prometido em campanha.

Na Zona da Mata, uma das revelações é o prefeito de Ribeirão, Marcelo Maranhão (PSB). Vindo da área privada, Maranhão herdou terra arrasada, com duas folhas de pessoal em atraso e o 13º salário. Já botou as finanças em dia, começou a reformar escolas e conseguiu emendas com a bancada federal para tirar algumas promessas do papel. Já o prefeito de Palmares, Altair Júnior, ainda não disse a que veio. Não se sabe, na verdade, o que está fazendo por lá, porque tomou Doril depois que foi eleito, sumindo do noticiário.

Em Petrolina, o prefeito Miguel Coelho (PSB) deu uma de João Dória, prefeito tucano de São Paulo. Foi às ruas ajudar a peãozada na operação tapa-buraco pelos bairros periféricos, promoveu uma limpeza reduzindo o acúmulo de lixo e fez uma mudança no programa Nova Semente, do ex-prefeito Júlio Lóssio (PMDB), que dividiu opiniões. Trata-se de uma iniciativa do antecessor de criar creches a custos barateados em parceria com a comunidade. Vitrine da gestão Lóssio, o programa abriu mais de 14 mil vagas em mais de cem unidades pela periferia.

ISOLADO – Apesar da estratégia de evitar um confronto direto com o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, a avaliação dentro do Palácio do Planalto é que o aliado está cada vez mais isolado. Relatos de senadores peemedebistas indicam que cresce a impaciência com a postura oposicionista de Renan. Senadores já relatam ao núcleo palaciano o incômodo com as críticas constantes ao Governo Michel Temer. A estratégia palaciana é ampliar esse isolamento de Renan na bancada. De forma discreta, Temer tem recebido em conversas reservadas os senadores do partido.

Caruaru sem paixãoCaruaru ainda não se motivou com a gestão da prefeita Raquel Lyra (PSDB). Sua última pisada de bola foi reduzir pela metade a programação da Semana Santa no polo cultural para atrair turistas em direção à Nova Jerusalém, para o espetáculo da Paixão de Cristo. Enquanto nas gestões de Tony Gel e José Queiroz ocorriam shows durante seis dias, este ano as atrações musicais ficarão restritas a quarta, quinta e sexta próximas. A isca para atrair público também mudou. O slogan “Caruaru, parada obrigatória”, virilizado nas redes sociais, agora é “Caruaru por paixão”. Algum turista pode se apaixonar por uma cidade se não tiver animação de rua para preencher a noite?  

Mais recursos– Durante o encerramento da segunda rodada do Pernambuco em Ação, sábado passado em Santa Cruz do Capibaribe, o governador Paulo Câmara (PSB) anunciou a melhoria da estrutura da Rede Estadual de Ensino com um investimento de R$ 1,4 milhão na construção de mais três quadras poliesportivas, beneficiando alunos de Santa Cruz e de Limoeiro. As ações foram anunciadas após o Estado ter sido apontado, no último dia 4, pelo Todos Pela Educação, com a maior taxa de aprovação do País, com 88%, no Ensino Médio.

Pauleira além de Garanhuns– Por ter se negado a receber o governador em Garanhuns, quinta-feira passada, para o seminário “Pernambuco em ação”, o prefeito Izaias Régis foi alvo de bombardeio até em Santa Cruz do Capibaribe, sábado passado, na etapa do Agreste Setentrional. A pauleira ficou a cargo do líder na Assembleia Legislativa, Isaltino Nascimento. Em discurso na plenária, o ex-petista arrependido disse que o prefeito foi mal-educado e deu uma demonstração de que não tem envergadura sem preparo para governar o município.

Solidariedade da oposiçãoApós a Semana Santa, entretanto, o prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), vai abrir as portas do município para receber a caravana da oposição. Trata-se de um grupo de deputados estaduais hostis ao Governo que resolveu promover plenárias populares nas mesmas cidades em que o governador Paulo Câmara tem feito seminários, assinado ordens de serviços e inaugurado obras. Na ocasião, a oposição vai manifestar plena solidariedade ao prefeito pela decisão tomada e que continua a repercutir, principalmente nas redes sociais.

CURTAS

SAMU DE SERRA– O secretário estadual de Planejamento, Márcio Stefanni, esclarece que o Governo já assinou o edital para abrir a licitação de retomada das obras do Samu de Serra Talhada. Na peregrinação da oposição no cumprimento da agenda “Pernambuco de verdade”, sete deputados fizeram imagens em frente ao prédio, cujas obras iniciaram no segundo mandato de Eduardo e paralisadas pela metade.

AVALIAÇÃO– Considerado um quadro para disputar o Planalto pelo PSDB, o prefeito de São Paulo, João Dória, fecha os primeiros cem dias de gestão bem avaliado. De acordo com pesquisa do Datafolha, quase metade da população - 43% - considera seu governo bom ou ótimo e 33% avaliam como regular. Apenas 20% afirmaram que o tucano faz uma administração ruim ou péssima.

Perguntar não ofende: Temer deveria se dobrar as pressões de Renan por cargos? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Itaú recebe perdão de dívida de mais de R$20 bi de órgão do Ministério da Fazenda.

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

PT 37 ANOS ROUBANDO O BRASIL.

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

MEXEU COM LULA, MEXEU COM BOSTA

Nehemias

PT 37 anos defendendo o Brasil.

Nehemias

Eles não estavam satisfeitos com as mudanças sociais feitas no Brasil. Por isso a necessidade de um golpe.


Naipes

08/04


2017

Coluna do sabadão

    Dória fechado com Alckmin 

Visto como uma reserva estratégica do PSDB para disputar à Presidência da República em 2018, o prefeito de São Paulo, João Dória, se esquivou a falar sobre sucessão presidencial. Em entrevista ao programa de Mário Sérgio Conti, o tucano disse que foi eleito para ser prefeito da capital paulista e que sua atenção agora estaria em apenas isso. “A melhor contribuição que eu posso dar à democracia brasileira é ser um bom prefeito para a cidade de São Paulo”, afirmou.

Sobre ter o nome cotado para as eleições presidenciais de 2018, Doria reafirmou que seu candidato à Presidência é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. "Tenho por dever de lealdade ao governador Geraldo Alckmin", declarou. "Alckmin e Fernando Henrique Cardoso me disseram que a vida na política não é você que determina, é o povo. São as circunstâncias populares. Neste momento, o meu candidato é o Geraldo Alckmin”, acrescentou.

Ao longo de toda entrevista, preferiu tratar de questões exclusivas da sua gestão. Disse, por exemplo, que não avaliou bem a relação entre grafiteiros e muralistas com pichadores da Avenida 23 de Maio. A gestão Doria apagou vários grafites dos muros da avenida alegando que eles estavam pichados.

"Quando determinamos a recuperação da Avenida 23 de maio não avaliamos bem a relação dos pichadores com grafiteiros e muralistas. Grafiteiros já foram pichadores. Pichadores são agressores. Não sabíamos quão próxima era essa relação. Pichadores ameaçam os grafiteiros, porque a arte dos grafiteiros é arte de rua”, afirmou.

E acrescentou: "Deveriamos ter avaliado melhor como fazer aquilo. "Deveríamos ter fotografado as artes que estavam pichadas e com eles ter feito o trabalho e não à revelia ainda que as obras estavam pichadas. Avaliamos mal", destacou o prefeito, lembrando que oito painéis continuam no local. "Todo aprendizado exige um pouco de dor”, destacou.

Doria disse ainda que vai promover a partir de 2 de maio um programa de recapeamento das vias da cidade e que conseguiu com empresas que fazem este serviço um trabalho de asfaltamento de 200 mil m² de vias. "Vão asfaltar a Avenida Paulista inteira", afirmou. "São Paulo tem um desastre nas ruas e avenidas, uma das mais esburacadas do Brasil, o asfalto parece um tabuleiro da baiana."

O prefeito disse ainda que até 30 de abril as empresas que participam das ações de zeladoria do Programa Cidade Linda vão fazer os trabalhos sem custos à Prefeitura. "Conseguimos mais de R$ 256 milhões de contribuições gratuitas à cidade de São Paulo."

BRAÇOS CRUZADOS – Cerca de dois mil trabalhadores de duas empresas que realizam serviços de limpeza urbana no Recife paralisaram, ontem, suas atividades. Juntos, os funcionários da Vital Engenharia e Cael Engenharia são responsáveis por 100% do trabalho de coleta de lixo, varrição e capinação nas ruas da cidade. Na próxima segunda-feira, a categoria vai se reunir em assembleia para tentar uma negociação com a classe patronal. Os trabalhadores pedem reajuste salarial e melhores condições de trabalho. A categoria se queixa que a equipe de serviços de limpeza no Recife foi reduzida de um motorista e três coletores para um motorista e dois coletores e os trabalhadores chegam a caminhar mais de 11 km para realizar a coleta.

Água de esgotoPrefeito-anfitrião da quinta etapa dos seminários Pernambuco em ação, hoje, em Santa Cruz do Capibatibe, o tucano Edson Vieira disse que a maior demanda da região diz respeito à água. Importante polo de confecções do Agreste Setentrional, Santa Cruz e Toritama chegaram a uma situação tão dramática em desabastecimento que muitos empresários estão reciclando água de esgoto para usar no processo de lavagem da produção de jeans.

 

Contratações suspensas– Acatando a determinação do Tribunal de Contas do Estado, a Prefeitura de Paulista revogou o processo seletivo simplificado para a contratação temporária de 149 profissionais para atender com urgência aos programas sociais do município e do Centro de Referência da Mulher. A determinação do TCE foi motivada pelo questionamento de sete pontos considerados falhos no processo seletivo, a exemplo de falta de objetividade e o tempo de experiência.  Depois de revogar o certame, a Prefeitura vai analisar as funções que serão colocadas à disposição e realizar um novo processo seletivo.

Reforma pífia– O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, calcula que o Governo deixará de economizar entre R$ 112 bilhões e R$ 160 bilhões em dez anos (de 2018 a 2027) com as mudanças autorizadas pelo presidente Michel Temer na proposta original de reforma da Previdência Social. O relator da reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA), afirmou que, após conversa com o presidente Michel Temer, fará modificações em cinco pontos da proposta: regras para trabalhadores rurais; benefícios de prestação continuada; pensões; aposentadoria de professores e policiais, e regras de transição para o novo regime previdenciário. Temer autorizou as mudanças com o objetivo de facilitar a aprovação da reforma no Congresso.

Contraponto a IzaíasEnquanto o prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), se negou a receber o governador Paulo Câmara (PSB), quinta-feira passada, em seu município, para a programação do seminário “Pernambuco em ação”, outros gestores do Agreste Meridional que atuam também no campo da oposição só arredaram o pé da agenda oficial depois que Câmara decolou de volta ao Recife. É o caso do prefeito de Águas Belas, o petista Luiz Aroldo, visto lado a lado do governador até no carro oficial. Outro que se comportou sem nenhum constrangimento, mais parecendo um aliado, foi o trabalhista Armando Duarte, de Caetés, ligado ao senador Armando Monteiro.

CURTAS

COM O PAPA– O prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), e o presidente do Porto Social, Fábio Silva, estarão no Vaticano a partir da próxima segunda-feira, com a missão de apresentar à cúpula da Igreja Católica o Porto Social e a plataforma Transforma Recife, que colocaram o Recife na condição de capital brasileira da solidariedade.  A agenda de trabalho inclui audiência com o papa Francisco na quarta-feira (12).

PARCERIAS– A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto recebeu, ontem, o Reitor da UPE, Pedro Falcão; o Diretor do Instituto de Apoio a UPE – IAUPE, Roberto Santos e o coordenador do Programa de Formação de Gestor Escolar- PROGEPE, Josevaldo Araújo Melo. Na pauta, parcerias entre a UPE e a Prefeitura. A inauguração do novo prédio está prevista para daqui a 30 dias.

Perguntar não ofende: O que a revista Veja está trazendo na em edição considerado bombástico na política de Pernambuco? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

FRANCISCO DE ASSIS LIMA ANDRADE

Nehemias tú és muito do chato e cabuloso e teu PT é assiM MEXEU COM LULA MEXEU COM BOSTA.

Nehemias

Lula significa o resgate da política.

Nehemias

Acabou a blindagem. MAIOR OBRA DE AÉCIO FOI PROPINODUTO, DIZ VEJA.

marcos

Tem gente precisando voltar para o MOBRAL ( País onde a escrevidão durou 388 anos.) o QUE PORRA É ESCREVIDÃO? Só batendo uma panelinha!

Nehemias

Maior caso de corrupção ocorreu na era FHC (PSDB) e não deu em nada. CASO BANESTADO - Bilhões de dólares e uma conta chamada tucano. Juiz do Caso: Dr. Sergio Moro! . Aconteceu na década de 90. US$ 124 bilhões saíram do Brasil através das chamadas contas CC5. Há quem diga que, na época, nem as reservas brasileiras em moeda americana chegavam a esse total. O banco usado para a roubalheira foi o Banestado e o ralo era Foz do Iguaçu/PR.


bm4 Marketing 5

07/04


2017

Coluna da sexta-feira

   As razões do boicote de Izaías 

Numa conversa, ontem, com este blogueiro, o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), explicou os motivos que o levaram a não recepcionar o governador Paulo Câmara (PSB), que passou o dia na cidade inaugurando obras, dando novas ordens de serviços e coordenando, por fim, o seminário “Pernambuco em ação”. Aos que o acusam de mal-educado e de ter pisado na bola, o trabalhista afirma que não passou por cima da chamada liturgia do cargo. “Não fui para não ser acusado de ter me apropriado de um evento do Governo para fazer cobranças e desabafos”, enfatizou.

“Se tivesse participado do seminário, poderia ter constrangido o governador, que não trata bem Garanhuns”, acrescentou. Régis reclama que nem nas parcerias celebradas com o município o Estado vem cumprindo as suas obrigações. Ele cita, por exemplo, o acordo para colocar em operação a unidade avançada do Samu, que atende não apenas Garanhuns e mais dez municípios da região, representando, hoje, um grande sorvedouro de recursos para os cofres municipais.

Pelo modelo, a União entra com 50% e os 50% restantes são rateados entre o Estado e o Município. Mas o Estado, segundo ele, não vem repassando a sua parte, levando o município a cobrir praticamente os restantes dos 50%. “Há um atraso de 17 meses, no valor mensal de R$ 62,5 mil. Na prática, isso representa R$ 1,062 milhão”, afirma. Outro programa em atraso, segundo ele, é o da Farmácia Básica, algo em torno de R$ 1,3 milhão. “Deste passivo, o Governo nos repassou apenas R$ 64 mil”, diz ele, com a ressalva de que teve que entrar com um processo judicial.

“Isso é uma vergonha, uma desmoralização”, assinalou. O prefeito disse, ainda, que, embora o Governo do Estado tenha espalhado placas informando que tem obras em Garanhuns, as poucas que existem, como um campo de futebol no parque Euclides da Cunha, a pavimentação de dois bairros e o calçamento em dois distritos, com recursos do FEM, o fundo de apoio aos municípios, estão paradas porque o Estado não repassa o dinheiro.

Pelas contas do prefeito, o que entrou de fato nos cofres da Prefeitura, já com a devida prestação ao Estado, representa um valor de R$ 2,7 milhões referentes ao primeiro FEM. “O segundo não está sendo cumprido e por isso mesmo as obras estão paradas”, ressaltou. Quanto às declarações do governador, de que o município se negou a fazer a doação de um terreno para construção da Escola Técnica, o prefeito afirmou que ofereceu uma área no parque de exposições, que era do Estado e foi doada ao município.

“No nosso patrimônio mobiliário não havia um terreno dentro das exigências colocadas pelos técnicos do Estado, chegamos a negociar o terreno do parque, mas as negociações não avançaram”, afirmou. O prefeito disse, por fim, que cobraria do governador o que classificou de caos na segurança pública. “Garanhuns sedia um dos maiores batalhões da PM no Estado e não há um só soldado nas ruas para fazer a segurança da população”, afirmou.

Por fim, o prefeito disse que sabia que haveria reação dos seus adversários no município se viesse a fazer um pronunciamento tão duro em cima dos pontos que antecipou ao blog. “O governador fala em reforçar o policiamento com mais 1,5 mil PMs, mas já estão indo para reserva mais de dois mil soldados”, destacou, para alfinetar. “Estamos diante de um Governo desastroso e tudo isso não iria soar bem aos ouvidos dos aliados governistas em nosso município”.

DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA – A ausência do prefeito Izaias Régis não impediu que o seminário em Garanhuns se constituísse num dos mais prestigiados pelas lideranças que dão sustentação ao Governo. Estavam presentes 21 prefeitos, inclusive de outras regiões, como a Metropolitana, entre os quais Júnior Matuto, de Paulista. Da Assembleia Legislativa, 11 deputados, além de seis deputados federais e um senador da República – Fernando Bezerra Coelho. Com isso, o Governo quis dar uma demonstração de que tem um amplo arco de alianças para reconduzir Paulo Câmara ao Palácio das Princesas em 2018.

Humberto que se prepare!O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse, ontem, ao blog, que está com a munição preparada para enfrentar a convocação do senador Humberto Costa (PT), para prestar contas dos seus últimos atos, como o fim do programa “Ciência sem fronteiras”. “Vou mostrar ao senador que quem depenou a educação brasileira foi o seu partido nas gestões de Lula e Dilma”, afirmou. Segundo o ministro, com o montante gasto para mandar 30 mil estudantes ao Exterior, o Governo pagaria a merenda de 40 milhões de alunos da educação básica. Em 2015, o programa consumiu R$ 3,2 bilhões.

Desmentido o recuo– O presidente Michel Temer negou que o Governo esteja recuando ao aceitar negociar pontos da Reforma da Previdência com o Congresso. “Eu autorizei o nosso relator, deputado Arthur Maia, a fazer as negociações que fossem necessárias e depois, ao final, nós anunciaríamos o que tiver sido ajustado. Vai levar uns dias aí, mas já está autorizado. Prestar obediência ao que o Congresso Nacional sugere, não pode ser considerado recuo. Nós estamos trabalhando conjugadamente”, disse Temer.

Dinheiro novo– Em audiência com o ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, o governador Paulo Câmara recebeu a confirmação que confirmou mais um repasse, no valor de R$ 16 milhões, para a Adutora do Agreste. Segundo o presidente da Compesa, Roberto Tavares, com os recursos em conta à companhia tem condições de aumentar de 15 para 19 o número de frentes de trabalho espalhadas na região do Agreste, intensificando as obras até o final deste mês. Para concluir a primeira etapa do projeto da Adutora do Agreste, que corresponde ao conjunto de obras para atender 23 municípios da região - e que já está licitado - ainda é preciso o repasse de R$ 636 milhões do governo federal.

Esforço concentrado No seminário de Garanhuns, ontem, ficou clara a estratégia dos aliados governistas de ajudar Paulo Câmara a reverter a sua imagem, com depoimentos sobre as ações do seu Governo. "Por onde eu passo neste Estado, encontro obra do governador Paulo Câmara. O governador colocou água em Canhotinho. Vai botar água em Caetés e em Capoeiras. Investe na segurança, educação, saúde. Paulo é um governador que serve ao povo 24 horas por dia. Antes mesmo de estar no cargo já o fazia porque é servidor público, passou em um concurso", destacou Fernando Monteiro, da bancada do PP na Câmara Federal.

CURTAS

MAIS POBRES– Ao autorizar o relator da reforma da Previdência a fazer mudanças no projeto encaminhado ao Congresso, o governo federal fixou três princípios que devem nortear essas alterações: que seja preservado o que se considera a espinha dorsal da reforma; que haja um limite para a perda fiscal decorrente dessas mudanças; e que as mudanças sejam para beneficiar os mais pobres, e não para atender a pressões corporativas.

FEIRA– O prefeito do Cabo, Lula Cabral (PSB), participou da 23ª Intermodal South América, a maior Feira do setor de Logística, Transportes de Cargas e Comércio Exterior da América Latina. Na oportunidade, visitou o estande de Suape, onde foi recebido pelo presidente Marcos Batista e pela diretora de Relações Institucionais de Suape, Rizelma Ferreira. "O Cabo pertence ao território estratégico de Suape e a atração de novos negócios é de suma importância para a economia da Região”, afirmou.

Perguntar não ofende: A reforma da Previdência virou letra morta? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

O primeiro socialista foi aquele que partiu o pão em 13 pedaços. Lula presidente.

Nehemias

Há pessoas que não são pobres pela forma como vivem, mas pela forma como pensam.

marcos

João Dória Presidente, chupa PTzada!

marcos

Lula, Dilma Jumenta, PT e cia via BNDES deram um pipoco no Brasil de R$ 1,2 Trilhões de reais.É mole ou tu quer mais? Taí o Brasil quebrado o desemprego campeando e esses abestados defendendo Lula. Só batendo Panelas!

Nehemias

Tunel do tempo, corrupção ontem e hoje. Milhões foram desviados da Embratur, por João Doria (PMDB-SP) Ex diretoria da Embratur terá que devolver Cz$ 6,5 milhões. O ex presidente da Embratur, João Dória Junior, e toda a ex-diretoria da empresa durante sua gestão foram intimados ontem pelo TCU, a recolherem aos cofres públicos 6 milhões 569 mil cruzados , atualizado em de hoje desviados irregulamente no periodo de 1987 a 1988. Conseguiu financiamento externo junto a comunidade economica europeia CEE, são contabilizado pela empresa e administrado por pessoas ligadas diretamente a ele, inclusive , parentes. Já na naquela época era um fino catita.



06/04


2017

Coluna da quinta-feira

    Câmara vai ajudar Temer 

A pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a quem recebeu, secretamente, no Recife, na semana passada, o governador Paulo Câmara (PSB) esteve, ontem, com o presidente Michel Temer (PMDB), no Palácio do Planalto. Trataram da reforma da Previdência. Temer quer o apoio dos governadores para apoiar mudanças no arcabouço previdenciário. Isso se traduziria na influência que cada governador exercer junto as suas bancadas.

Durante o encontro, Câmara ouviu mais do que falou. Depois de entender as preocupações do Governo deixou também na mesa de negociações as dúvidas que recaem ainda sobre a proposta do Governo que tramita no Congresso, sobretudo depois que Temer decidiu retirar servidores estaduais da reforma e em seguida recuou, dando um prazo de seis meses aos Estados para apresentarem sugestões ao projeto original.

Num primeiro momento, tão logo o Governo se pronuncie sobre os pontos convergentes da reforma, Câmara pretende reunir a bancada para discutir o projeto e encaminhar sugestões. “A reforma da Previdência tem que ser feita, mas sem tirar direito dos trabalhadores”, disse o governador, numa rápida conversa, ontem, com este blogueiro, em Brasília, para acrescentar:

"O presidente revelou que o deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da matéria, está ouvindo as bancadas no Congresso e que vai promover mudanças na proposta de Reforma da Previdência encaminhada pelo Governo Federal. Falei também das preocupações dos governadores do Nordeste com relação à assistência social do trabalhador rural e o acesso aos Benefícios de Prestação Continuada. A Reforma não pode prejudicar os mais vulneráveis”.

Câmara relatou que pediu ao presidente que o Governo deixasse as obras hídricas de fora do contingenciamento. “No sexto ano consecutivo de seca no Nordeste, o que precisamos é de acelerar as obras em andamento para que a população de Pernambuco e dos outros Estados do Nordeste diminuam o sofrimento causado pela falta d'Água”, disse Câmara, adiantando que Temer garantiu a priorização para não haver redução dos recursos para os projetos hídricos.

SUAPE – Outro assunto abordado no encontro com Temer foi o retorno da autonomia do Porto de Suape, tirada pelo Governo Federal em 2013. O presidente informou ao governador que, em breve, estará publicando decreto que devolverá a Suape a competência para condução de estudos, a elaboração dos editais, a realização dos procedimentos licitatórios e a celebração dos contratos relativos aos arrendamentos portuários. Com a autonomia, Suape também passará a ser responsável pela aprovação das expansões e adensamento de áreas e, prorrogações antecipadas de contratos em vigência.

Estranha renúnciaTão logo foi noticiado que o vereador Paulo César, o Sininho (PSB), vereador mais votado de Cabrobó, havia renunciado, chegou a circular a informação de que ele teria feito uma negociação com o suplente Romero Gomes, do PR, ex-vice-prefeito do município. Procurado pelo blog, o parlamentar negou e disse que as versões são maldosas e só se justificam por ele ser pobre. Garante que renunciou por ter se desiludido com o mandato e por não aguentar tamanhas demandas que não poderia cumprir, como inúmeros pedidos de empregos. Muito estranho abrir mão de um mandato e de um subsídio mensal de R$ 6 mil para viver de bico, como ele informou.

Prefeito antecipa 2018– A decisão do prefeito de Garanhuns, Izaias Régis (PTB), de não bater continência, hoje, para o governador Paulo Câmara, que escolheu a cidade para a quarta etapa do seminário “Pernambuco em ação”, remete a 2018. Como aliado histórico do senador Armando Monteiro, candidato a governador, Izaias prefere receber, na próxima semana, a delegação da caravana da oposição, que vai investigar se ações que o Governo tem anunciado nos encontros estão de fato sendo efetivadas.

Briga provinciana–Ninguém consegue entender em Brasília a razão do senador Humberto Costa ter mirado sua metralhadora em direção ao ministro pernambucano Mendonça Filho, da Educação, a quem está convocando para dar explicações ao Senado sobre o que considera “desmonte na educação”. O deputado Augusto Coutinho (SD) saiu em defesa do ministro. “Humberto sofre de uma grave falta de memória. É preocupante, do ponto de vista pessoal, que alguém dispare tantas coisas inverídicas e infundadas contra o ministro Mendonça Filho, que na verdade vem trabalhando para recuperar o que o PT destruiu, e se destaca hoje como um dos melhores ministros do governo Temer”, afirmou.

Sem direito a greve Os governadores que estão convivendo com a insubordinação de suas policias comemoraram, ontem, a decisão do Supremo Tribunal Federal, por sete votos a três, de proibir todos os servidores que atuam diretamente na área de segurança pública ao direito de greve, sob qualquer forma ou modalidade, por desempenharem atividade essencial à manutenção da ordem pública. Pela tese aprovada, fica vetado o direito de greve de policiais civis, federais, rodoviários federais e integrantes do Corpo de Bombeiros, entre outras carreiras ligadas diretamente à segurança pública.

CURTAS

FLORESTAR– O diretor de Articulação e Meio Ambiente da Compesa, Aldo Santos, lançou, ontem, o Projeto Florestar, em Riacho das Almas. É o terceiro município do Agreste a ganhar a iniciativa, que tem como objetivo ampliar o número de áreas verdes e formar viveiristas multiplicadores, que aprenderão todo o manejo de sementes, produção de mudas e cultivo de árvores que podem se desenvolver na região.

VICE-PRESIDENTE– O deputado Zeca Cavalcanti (PTB) foi eleito, ontem, vice-presidente da Comissão de Fiscalização e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados, que possui competência fiscalizatória ampla, abrangendo toda a gestão orçamentária, financeira, contábil e patrimonial dos órgãos da administração direta e indireta do Governo Federal. A atuação da comissão não está restrita a apenas uma área específica da Administração. Também faz o acompanhamento de planos e programas de desenvolvimento nacional ou regional.

Perguntar não ofende: O Supremo acertou na mosca em proibir greve de polícia? 


Faça Login para comentar


Email
Cadastre-se
Esqueci minha senha

Comentários

Nehemias

Um trabalhador que vota contra o partido dos trabalhadores é como um capitão do mato, que é escravo mas ajuda os barões a capturar os escravos.

marcos

TCHAU LULA./////Uma pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, revelou quem é o preferido atualmente dos Brasileiros para ocupar o Palácio do Planalto. O Paraná Pesquisas perguntou a seus entrevistados em quem eles votariam se as eleições presidenciais fossem hoje. O resultado mostrou que o atual prefeito da capital de São Paulo, o tucano João Dória, seria o primeiro colocado, com 26,3% das intenções de voto. Em segundo lugar aparece o petista Lula, com 15,2%. O deputado Jair Bolsonaro aparece em terceiro lugar, com 12,2% dos votos. Marina Silva figura na quarta colocação, com 11,6% das menções. Logo após desponta o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, com 7,1%, e na sexta colocação, o atual presidente, Michel Temer, com 4,1%.A pesquisa confirma resultados de sondagens realizadas anteriormente tanto pelo Paraná Pesquisas como por outros institutos. Lula está consolidado com algo entre 15 a 20%, e se não for preso, praticamente já está no segundo turno. Marina derreteu, Bolsonaro se firma como terceira opção, e João Dória é o nome do momento. Tudo somado, o certo mesmo é que ainda é muito cedo para qualquer prognóstico definitivo sobre as eleições de 2018. Vamos bater Panelas!

marcos

Lula é um moleque diz Ciro Gomes em entrevista a TV Itatiaia!

Nehemias

É Lula – Mesmo após Jarbas Vasconcelos (PMDB) ter declarado que só disputará vaga no Senado em 2018, na chapa de Paulo Câmara, pela atual Frente Popular, ou seja, com o PT fora do palanque, cresce no PSB a corrente favorável ao apoio a Lula e Armando em 2018.

Nehemias

Por vezes fico olhando para certas pessoas e penso. Um preservativo tinha evitado tanta coisa...


Coluna do Blog
TV - Blog do Magno
Programa Frente a Frente

Aplicativo

Destaques

Publicidade

Opinião

Publicidade

Parceiros
Publicidade
Apoiadores