PT usou mensalão até em disputas internas

 As mais de 50 mil páginas do processo do mensalão trazem revelações como os indícios de que o Palácio do Planalto usou mensalão até em disputas internas do Partido dos Trabalhadores, revela site de Cláudio Humberto. Uma das vítimas da compra de votos, no partido, teria sido Virgílio Guimarães (PT-MG), que lançou sua candidatura a presidente da Câmara dos Deputados contra Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), o candidato escolhido por Lula. Virgílio Guimarães era muito querido pelos colegas, que ainda hoje sustentam: seu favoritismo foi esmagado pelo dinheiro do mensalão. O lulista Greenhalgh teve mais votos que Virgílio Guimarães, mas foi obrigado a disputar o 2º turno com Severino Cavalcante, e perdeu. Advogados de mensaleiros alegam que o governo Lula não precisava comprar votos petistas no Congresso. Mas o fez em disputas internas.


Publicado em: 06/08/2012