Ordem dos Músicos quer ampliar fiscalização

Em visita ao blog, o novo presidente da Ordem dos Músicos de Pernambuco, Estevam Vieira, anunciou que a instituição definiu um plano para recuperação da sua imagem e com isso trazer de volta o associado. Dos 3,5 mil músicos regulamentados no Estado, mais de 90% estão inadimplentes. Estevam está oferecendo uma anistia aos que quitarem seus débitos relativos aos dois últimos anos – 2010/2011.

“Com isso, perdoamos todas as dívidas dos anos anteriores”, disse ele, acrescentando que, na sua gestão, com duração de um ano, priorizará cursos, bolsas e outros atrativos para trazer o profissional da música ao convívio direto com a Ordem. “Encontramos uma entidade sem credibilidade e abandonada pela sua categoria, que sem a Ordem não pode ir a lugar algum”, adverte.

Estevam promete, também, ampliar a fiscalização no Recife, Região Metropolitana e Interior. Para isso, nomeou o advogado Saulo Duarte para delegado-geral da Região Metropolitana. “Experiente na área, Dr. Saulo fará a interlocução entre as demais jurisdições do Interior. É bom lembrar que músico não regulamentado e em débito com a instituição não pode exercer a profissão”, afirmou.

O novo dirigente da Ordem dos Músicos tem viagem marcada para Brasília na próxima semana, onde participará da eleição e posse do novo dirigente nacional da instituição. “Teremos um grande encontro para rediscutirmos problemas mais comuns”, completou.

Publicado em: 09/04/2012