Defesa pede liberdade de Cachoeira

Os advogados do bicheiro Carlinhos Cachoeira entraram hoje, com pedido de liberdade no Superior Tribunal de Justiça(STJ). Suspeito de chefiar uma suposta quadrilha de jogo ilegal em Goiás, ele está preso desde o dia 29 de fevereiro. No final de março, Cachoeira já teve um pedido de liberdade negado pela Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A defesa alegou que o bicheiro não tem antecedentes criminais.

A defesa também aguarda a decisão da 11ª Vara Criminal da Justiça Federal de Goiás sobre o pedido de remoção de Cachoeira do presídio federal de segurança máxima de Mossoró (RN). Preso em Goiânia (GO), ele foi transferido para o presídio federal por razões de segurança. A definição sobre a transferência deve sair após análise do pedido pelo Ministério Público de Goiás.

Publicado em: 09/04/2012