Votação sobre criação de novo imposto para saúde é adiada

 O Senado rejeitou na noite desta quarta-feira (7), por 62 votos a 9, o requerimento que colocaria em votação a criação de um um novo imposto para custear a saúde. A sugestão, feita pelo líder do PT, Humberto Costa, era de votar o texto junto da emenda 29, medida que estabelece quanto a União deve gastar com a área.

No entanto, a própria bancada governista apoiou o requerimento do líder do DEM, Demóstenes Torres (GO),  que discordou de Costa e propôs  votar separadamente o dispositivo que cria a CSS (Contribuição Social para a Saúde). Os senadores concordaram com Torres e decidiram que o imposto deve ser votado em uma nova data.

Publicado em: 07/12/2011