Novo rico: Câmara aumenta cotas do Brasil no FMI

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira um aumento da participação brasileira nas cotas do Fundo Monetário Internacional (FMI). O texto, que é resultado de um acordo entre os integrantes do fundo, amplia o percentual brasileiro de 1,78% para 2,13% do total. A medida ainda depende do aval do Senado.

 Com a aprovação da Mensagem Presidencial 480/2011, o Brasil passa do 14º para 10º lugar na lista de nações que mais contribuem com o fundo. A  votação desta terça foi a única do dia na Câmara, já que a base aliada optou por paralisar o envio de Medidas Provisórias (MPs) ao Senado. Isso porque os senadores tentam votar o Código Florestal, e a chegada de MPs poderia alterar a ordem de prioridades em pauta.

Publicado em: 07/12/2011