Mais de 90% dos ministérios estão nas redes sociais

O governo está em peso nas redes sociais. Praticamente todos os ministérios (91%), com exceção de dois, têm perfil em ao menos uma rede social: Facebook, Orkut ou Twitter, segundo o portal R7. Estão fora apenas as pastas da Integração Nacional e dos Transportes. A Presidência mantém o Blog do Planalto, que divulga informações via Twitter. Órgãos reguladores, como TCU (Tribunal de Contas da União) e CGU (Controladoria-Geral da União) também marcam presença.

O Twitter, que permite trocar mensagens curtas (até 140 caracteres), é a ferramenta preferida do Executivo. De 24 ministérios, 22 possuem conta na rede. O uso, no entanto, é irregular. Há quem escreva ocasionalmente ou publique apenas links do próprio site, além da agenda do ministro. São poucos os que aproveitam o espaço para interagir com a população, respondendo a dúvidas, elogios e críticas. Exemplos são as pastas da Saúde e Cidades, duas das mais ativas na rede.

Já no Facebook, que tem mais recursos disponíveis, alguns dos ministérios criam páginas de campanhas, divulgam materiais em áudio, vídeo, imagens e texto. O Orkut foi esquecido por boa parte dos órgãos. A prioridade da maioria das instituições do Executivo ainda é usar a rede para divulgar suas próprias ações - e de suas autoridades.

Publicado em: 23/09/2011