Pivot de escândalo, Ministério dos Transportes gasta demais

 Alvo de denúncias de irregularidades desde o início do mês, o Ministério dos Transportes é também o recordista de gastos no balanço de seis meses do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que reúne as prioridades do Governo. Entre as obras que receberam recursos públicos, estão algumas com indícios de irregularidades apontados pelo TCU (Tribunal de Contas da União), segundo levantamento feito pelo Grupo Estado.

O balanço oficial de seis meses do PAC está previsto para ser anunciado nesta sexta-feira pela ministra Miriam Belchior (Planejamento). Sozinho, o Ministério dos Transportes é responsável por 48% do dinheiro público liberado para projetos do PAC até o final de junho, embora a lei do Orçamento da União autorize um volume maior de gastos para o Ministério das Cidades em 2011.

Publicado em: 27/07/2011