Alckmin já empata com Lula no segundo turno

 Artigo do jornalista Gilberto Dimenstein, da Folha de S. Paulo: ''Se Lula for para o segundo turno, tendência provável captada pelo Datafolha, a culpa é exclusivamente de Lula e do PT --e de ninguém mais. Ou seja, Lula é vítima de Lula e de seu partido.

O que explica essa tendência é muitíssimo menos o melhor desempenho dos candidatos do que o escândalo do dossiê, provocado pelo PT, apimentado com a foto das notas. E, em segundo lugar, o fato de Lula não ter ido ao debate na TV Globo, o que, certamente, custou-lhe alguns pontos.

Isso é apenas a confirmação de algo que ocorreu em todo o mandato de Lula. As chamadas elites não lhe criaram maiores problemas, a economia mundial cresceu, subiram os preços dos produtos brasileiros exportados. A inflação já tinha uma tendência de baixa. A crise foi provocada pelo próprio Lula e seu partido, com as descobertas de desvios de dinheiro, com os mensalões.

Ninguém atrapalhou mais o presidente do que ele próprio e seus principais aliados. Um fato que, nesse final de campanha, ficou mais visível do que nunca.

O que piora sua situação é que, segundo o Datafolha, ele já estaria praticamente empatado, num eventual segundo turno, com Geraldo Alckmin, do PSDB.''

Publicado em: 01/10/2006