Gilberto assume Secretaria de Dilma e diz que morreria por Lula

Gilberto Carvalho assumiu a Secretaria-Geral da Presidência, neste domingo, homenageando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ''companheiros de luta que ficaram pelo caminho''. Carvalho foi chefe-de-gabinete de Lula nos dois mandatos. Carvalho afirmou ter ''gratidão'' por Lula e que morreria por ele, se preciso. Em três momentos do discurso de posse, Carvalho chorou: ao falar de Deus, do ex-presidente e dos companheiros. O novo ministro disse que Lula foi parceiro nos momentos mais difíceis, e contou um episódio ocorrido em 2005, durante a CPI dos Bingos.

''O presidente poderia ter se livrado de mim em momentos críticos pelos quais passei. Jamais vou esquecer quando voltei do segundo depoimento na CPI e ele tinha atrasado uma viagem me esperando sentado na minha sala para dizer ''Gilbertinho, vamos tomar uma cachacinha para você esquecer essas coisas''. Isso eu jamais vou esquecer e por esse homem eu poderia morrer'', afirmou. Carvalho disse que foi chamado por Dilma para integrar o Ministério porque ela quer que ele lhe diga verdades.

Publicado em: 03/01/2011