CPI pode convocar envolvidos no dossiê

O vice-presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), defendeu hoje a convocação dos envolvidos na elaboração e na compra do dossiê contra candidatos tucanos. Jungmann prometeu apresentar à CPI nesta terça-feira requerimento pedindo a convocação de Gedimar Pereira Passos e Valdebran Padilha da Silva, presos na sexta-feira com o dinheiro que seria usado na compra do dossiê.

O deputado também quer convocar o empresário Luiz Antonio Vedoin, sócio da Planam, e seu tio, Paulo Roberto Trevisan, apontados como responsáveis pela elaboração do dossiê.

"A CPI entende que esse é um domínio da Justiça e da Polícia Federal neste momento. Mas se a comissão considerar os depoimentos necessários, isso será feito. Eu pessoalmente sou favorável às convocações", disse o deputado.

Jungmann também defende a convocação do assessor especial da Presidência, Freud Godoy, apontado por Gedimar como o suposto responsável por repassar os recursos que seriam utilizados na compra do dossiê. "Estamos diante de um esquema muito mais amplo. Há conexão entre a máfia dos sanguessugas e esse dossiê. É preciso tirar a limpo da conexão desses recursos", afirmou.

O deputado vai sugerir à Mesa Diretora da comissão que pelo menos dois membros da CPI acompanhem nesta terça-feira a acareação marcada em Cuiabá entre os quatro envolvidos no dossiê. "Essa acareação é do nosso interesse. Minhas sugestão é enviar membros da CPI ao Mato Grosso", disse. Informações da Folha Online.

Publicado em: 18/09/2006