Assessor diz a Lula que pode dormir tranqüilo

Apontado pelo advogado Gedimar Passos como o emissário do PT para a compra do dossiê contra o ex-ministro da Saúde José Serra, o assessor especial da Presidência Freud Godoy negou ter qualquer envolvimento com o caso e disse que se afasta do cargo até o esclarecimento da denúncia.

Freud disse que recebeu um telefonema esta manhã do próprio presidente Lula, que cobrou explicações sobre o episódio. - Eu disse a ele (Lula): se o problema do senhor para governar o país e fazer campanha for esse, pode colocar a cabeça no travesseiro tranqüilo, porque eu não tenho nada a ver com isso e vou provar - afirmou o assessor, que trabalha há 17 anos na equipe de segurança de Lula. Informações do JBOnline.

Publicado em: 18/09/2006