Nova estatal do petróleo cria polêmica e pânico no setor

 A proposta do governo de criar uma nova empresa estatal para gerir os contratos de exploração de petróleo na camada do pré-sal não será fácil de ser aprovada pelo Congresso Nacional. O senador Francisco Dornelles (PP-RJ), que é da base política do governo, disse que a criação da estatal "é um assalto aos acionistas minoritários da Petrobras e aos estados e municípios".

Para Dornelles, os acionistas investiram na Petrobras quando a exploração de petróleo no Brasil era uma atividade de alto risco e, desta forma, ajudaram a empresa a desenvolver a tecnologia adequada para a exploração em águas ultraprofundas. "Agora que a Petrobras vai colher os resultados de seus esforços, o governo propõe a criação de uma outra empresa que ficará com tudo", afirmou. (Tribuna da Imprensa)

Publicado em: 15/08/2008